A áfrica no início do século xxi

4.489 visualizações

Publicada em

fdfs

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.489
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.029
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
51
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A áfrica no início do século xxi

  1. 1. PERCURSO 28 A ÁFRICA NO INÍCIO DO SÉCULO XXI
  2. 2. A Descolonização Africana gerou uma série de conflitos por território, governos ditatoriais e corrupção administrativa; Entre 1985 e 2005 ocorreram muitas guerras entre estados: Rivalidades Inter étnicas (Primavera Árabe, Burundi e Ruanda); Governos Ditatoriais (Eritréia e Etiópia); Luta pelo domínio político-econômico do Estado (Angola e Costa do Marfim); Disputas Minerais (Serra Leoa); Rivalidades Religiosas (Nigéria). CASO SUDÃO: 50 de anos de guerra civil entre o norte (islâmico) e o sul (cristão/tribal); Separação territorial: Sudão do Sul (fundado em 2011). ASPECTOS POLÍTICOS LEITURA DA PÁG 246 PÁG s 244 e 245
  3. 3. EPIDEMIAS: As epidemias e doenças são o resultado da pobreza que vive a África Subsaariana; Causas: Precariedade do Ensino, Sistema de Saúde e Campanhas de Orientação Sexual ineficientes, Falta de Saneamento Básico, Péssimas Políticas Públicas e Pobreza extrema; DURAS ESTATÍSTICAS NA ÁFRICA SUBSAARIANA: 90% dos casos de Malária (770 mil pessoas); Níveis de Tuberculose elevados (Zâmbia, Eritréia e Malauí); A cada 100 pessoas infectadas com o vírus da Aids, 97 estão na África; Ebola matou mais de 3300 pessoas; DESNUTRIÇÃO: A África é o continente com maior frequência de desnutrição; Fome Crônica (insuficiência de calorias) e Fome Aguda (falta e alimentos); Somália: milhares de mortes por inanição (fraqueza por falta de alimentos). ASPECTOS SOCIAIS PÁG s 247 e 248
  4. 4. Os países africanos, de modo geral, são exportadores de produtos primários e importadores de industrializados; Destaque Industrial para África do Sul e Egito; As exportações da África representam 2% do total mundial e as importações totalizam 2,3%; Soma dos Pibs Africanos (2009)  $1,454 Trilhão; O continente recebe o menor número de IDEs (Investimento Direto Estrangeiro), sendo a grande maioria deles ligados ao extrativismo mineral; Pior poder de compra, ligado ao baixo número de usuários de internet e assinantes de telefonia fixa e móvel. ASPECTOS ECONÔMICOS PÁG s 248 e 249

×