4 plano de aula nervoso.mona

2.346 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.346
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

4 plano de aula nervoso.mona

  1. 1. UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEB DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA – DCET CURSO: LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DOCENTE: CLÁUDIA REGINA SOUZA DISCENTE: MONALISA DE QUEIROZ NUNES PROFESSORA REGENTE: REJANE CRUZ PEREIRA PLANO DE AULA: 4º SEMANATEMA: HISTOLOGIA ANIMALSUB-TEMA: TECIDO NERVOSOOBJETIVOS:  Definir tecido nervoso e listar as funções e características;  Diferenciar os tipos de tecido nervoso e onde se localizam no corpo humano;  Resolver questões sobre o assunto;  Valorizar o corpo humano.CONTEÚDOS:CONCEITUAIS:  Definição de tecido nervoso e descrição das funções e características do mesmo;  Diferenciação dos tipos de tecido nervoso e localização dos mesmos no corpo humano.PROCEDIMENTAIS:  Resolução de questões;  Confecção do quadro destacando função, característica e localização dos tecidos no corpo humano.ATITUDINAIS:  Valorização do corpo humano.
  2. 2. PROCEDIMENTO METODOLÓGICO  Leitura e discursão de textosSEQÜÊNCIA DIDÁTICA: (13/10/2010) 9:50H:00MIN. ÀS 11H:30MITEMPO ESTIMADO: 2 AULAS (50MIN/AULA)A aula será expositiva dialógica com auxilio de vídeo explicativo sobre o tecido nervosoe os 5 sentidos do nosso corpo. Após exposição do assunto será feita leitura e resoluçãode atividade sobre a ação das drogas psicotrópicas no sistema nervoso.RECURSOS:  Piloto;  Quadro branco;  Tv-Pendrive  Vídeo.AVALIAÇÃO:  Os alunos serão avaliados a partir da entrega da atividade de fixação.REFERÊNCIA:AMABIS, José Mariano & MARTHO, Gilberto Rodrigues. Fundamentos da BiologiaModerna. ed. 4. Editora Moderna. São Paulo, 2006.OBSERVAÇÃO PÓS-AULA:A professora Claudia foi fazer a observação da aula. Estava muito nervosa. Participouda aula falando sobre o tecido nervoso e a ação das drogas. Aula interrompida por umaoutra professora nervosa e “ignorante”. Mas no fim tudo deu certo.
  3. 3. ANEXOS: Bebidas Alcoólicas Bebidas alcoólicas, ou seja, contendo álcool etílico, são conhecidas há muito tempo, sendo adroga mais antiga utilizada pelos homens. Em certos padrões, seu uso por adultos é legal e aceitopela sociedade. Apresentar alterações de comportamento por consumo excessivo("porre") ou oconsumo crônico é um problema social e médico freqüente no Brasil.O alcoolismo (etilismo)ocorre quando o uso de bebidas alcoólicas ocasiona prejuízos ao indivíduo, à sociedade ou a ambos.Ou seja, quando a pessoa apresenta problemas de saúde, de relacionamento ou com a sociedade porficar alcoolizado. O álcool afeta todas as funções do organismo. Seus efeitos ficam mais intensos quando é usadojuntamente com calmantes.Apesar dele ocasionar uma aparente excitação é depressor do sistemanervoso central. Em pequenas quantidades pode ocasionar sensação de bem-estar, alegria,excitação, facilidade de comunicação. Em maiores quantidades aparece irritabilidade, sonolência,tontura, ataxia (dificuldade de caminhar), que podem ficar mais graves, com perda de consciência,anestesia, coma profundo e morte por depressão respiratória.A pessoa que ingeriu álcool não devetrabalhar com máquinas ou dirigir, pois pode pôr em perigo a sua vida, bem como de outraspessoas. São comuns acidentes de trabalho ou de trânsito por pessoas que bebera. A ingestão deálcool ocasiona vasodilatação (aumento do diâmetro dos vasos), perda de calor pela pele ediminuição da temperatura corporal. Uma pessoa alcoolizada não deve ser exposta ao frio, pelocontrário, deve ser aquecida com agasalhos. O álcool usado cronicamente produz dependência. Oalcoolista diminui a produtividade no trabalho e pode mudar o seu relacionamento com amigos efamiliares. O fígado pode ser lesado, apresentando hepatite e cirrose. O fígado funciona trabalhando osalimentos e queimando as substâncias mais tóxicas que chegam ao nosso organismo. A sua lesãoimpede esta função. O alcoolista é uma pessoa desnutrida porque se alimenta menos, além doaparelho digestivo também sofrer lesões, diminuindo a absorção de alimentos, principalmente devitaminas. A mulher grávida, em qualquer fase, não deve beber álcool, assim como não deve fumarou usar outras drogas de abuso. Pode haver prejuízos para o seguimento da gravidez e os filhos dasmulheres que bebem (mesmo que seja pouco) podem apresentar variados problemas.As crianças que nascem vivas podem ter defeitos ou apresentar síndrome de abstinência comconvulsões.Dificuldades de aprendizado e problemas psicológicos que só serão observados àmedida que a criança cresce são freqüentes.No caso de uma pessoa alcoolizada:  Leve-o para casa;  Não o deixe dirigir;  Se estiver inconsciente (desmaiado), leve-o para um pronto socorro;  Passe um agasalho por seu corpo para mantê-lo aquecido; é prejudicial dar banhos frios;  O uso do café forte não melhora a intoxicação;  Não existem remédios que previnam os efeitos do álcool;  Se estiver agitado, procure ajuda e não use remédios calmantes;  Se desmaiar, deite-o de lado para evitar que aspire ("sufoque"), caso vomite; se estiver consciente, deixe-o sentado ou deitado de lado.1.O que é o alcoolismo?2.Quais são os prejuízos ocasionados pelo álcool?3.Quais os efeitos do uso prolongado de bebidas alcoólicas?4.Bebidas alcoólicas durante a gravidez fazem mal?5.O que fazer se encontrar uma pessoa alcoolizada?
  4. 4. Maconha São as flores e folhas secas da planta Cannabis sativa, os cigarros são chamados de: erva,pacau, baseado, charão, fininho ou finório. Contém várias substâncias que têm efeitos cerebrais.Também contém substâncias que não agem no cérebro, como o alcatrão. Outras preparações daCannabis são o haxixe, ganja e charas. Os efeitos variam se a droga é fumada ou tomada, edependem da quantidade usada. Com doses baixas há euforia (sensação de bem-estar) e risos,quando em grupo, ou há relaxamento e sonolência, se está sozinho. A memória fica prejudicada e apessoa não consegue executar tarefas múltiplas. Há aceleração do tempo subjetivo, fazendominutos parecerem horas, e confusão entre passado, presente e futuro. Os sentidos ficam aguçados,mas o indivíduo tem menor equilíbrio e força muscular. Os olhos ficam vermelhos (congestão daconjuntiva), a boca seca, e aumenta a vontade de comer doces. O pulso fica acelerado, e a pressãopode diminuir quando a pessoa fica em pé, causando tontura. Com doses mais altas iniciam osdelírios (desorientação, confusão, raciocínio incoerente, medo, ilusões), alucinações (perceber algoquando não há estímulo) e despersonalização (sente que não é mais ele mesmo), que podem atingirum nível de psicose tóxica. Nestes estágios de intoxicação a pessoa pode sentir-se muito mal,mostrar-se agitada e confusa, caracterizando a má viagem. Sem referir os problemas de comportamento já citados, é conhecido que:  fumar maconha traz os mesmos problemas que fumar cigarro de tabaco: bronquite, asma, faringite, enfisema e câncer;  há maior risco de sofrer acidentes de trânsito;  diminui a imunidade, aumentando a chance de ocorrerem infecções;  se for usada durante a gravidez, existe a possibilidade de prejudicar o feto. A dependência pode ocorrer por uso repetido, durante bastante tempo. Pode havertolerância(precisa usar maior quantidade de droga para sentir os mesmos efeitos de antes), de formaque a pessoa passa a fazer uso diário da droga, no entanto, a suspensão abrupta do uso não produzsintomas físicos. O dependente se afasta da família, do trabalho e do lazer, para ficar usando adroga. Alguns podem perder o interesse por cuidar de sua saúde ou higiene. O usuário não deve sentir-se abandonado por amigos ou familiares, pois ficará maispróximo da droga. Ele deve ser motivado a procurar ajuda especializada, pois os tratamentostrazem melhores resultados naquelas pessoas que querem ser ajudadas. Para tanto, devemos estarbem informados a respeito de drogas e dispostos a conversar sem preconceitos sobre o assunto.Esta pode ser uma boa maneira de auxiliá-lo, porque estaremos mostrando que a opção de não usardrogas está fundamentada. Conduzir um indivíduo a um centro de urgências é a melhor medida. Caso não sejapossível, é importante colocar a pessoa em ambiente calmo, sempre acompanhado por alguém,evitando que machuque a si ou a outras pessoas. Não dar remédios ou bebidas alcoólicas.1.O que é a maconha?2.Por que é usada?3.Que mal faz para a saúde?4.Pode ocasionar dependência?5.Qual deve ser a conduta quando se descobre um amigo usuário de drogas?6.O que fazer em casos de "má viagem"
  5. 5. Cocaína A cocaína é um produto extraído das folhas de uma planta chamada Erythroxilon cocaencontrada principalmente em países da América do Sul e Central). Também é conhecida comococa..A cocaína é um estimulante do Sistema Nervoso Central. Ela atinge rapidamente o cérebro,produz resposta intensa, o que a torna muito procurada como droga de abuso.Todos os efeitosproduzidos pela cocaína variam em função da preparação, das doses, da forma de administração eda freqüência de uso. Se a pessoa está sozinha ou em grupos as manifestações produzidas peladroga ou sua intensidade pode diferir. Em pequenas doses ocasiona euforia, excitação e agitação.Em doses moderadas surgem sensação de competência (inteligência, capacidade de resolverproblemas, autoconfiança) e habilidade. Em doses elevadas pode provocar alucinações. Após otérmino do efeito da dose a pessoa pode sentir-se deprimida (triste) e ficar tentada a usar outra dosepara se animar. Já com doses baixas, a cocaína ocasiona alterações em todo o organismo comoaumento da freqüência dos batimentos cardíacos (taquicardia) e aumento da pressão arterial(hipertensão). Com a utilização de doses moderadas podem aparecer vômitos, diarréia, excitação,confusão das idéias até ansiedade extrema. Estes efeitos podem durar de poucas horas até algunsdias. A utilização de doses elevadas podem ocasionar uma significativa hipertensão arterial,taquicardia, calafrios, transpiração excessiva, convulsões e morte (por efeitos sobre o coração erespiração) que caracterizam a intoxicação aguda, também conhecida como overdose.Com o usofreqüente e contínuo (semanas ou meses) podem ocorrer alterações comportamentais como:agressividade, idéia de perseguição(paranóia), alucinações táteis (sensação de insetos caminhandosobre a pele), visuais e auditivas (ver e ouvir coisas) e delírios (desorientação, confusão, medo eilusões). Também pode ocorrer emagrecimento e perfuração dos septo nasal quando inalada.Aadministração injetável (parenteral) da cocaína pode trazer problemas em função do solventeutilizado (líquido par dissolver a droga) e das seringas não serem esterilizadas. Também podeacontecer da contaminação ocorrer pelo fato da mesma seringa ser utilizada por mais de umapessoa. Transmissão de hepatite de endocardite infecciosa, AIDS e menos comumente pneumoniaou infecções localizadas são as doenças mais freqüentes. A falta de higiene no local daadministração da droga pode ocasionar o aparecimento de feridas (ulcerações) e desencadear, maistarde, uma infecção grave em outros locais do organismo. O uso continuado de cocaína durante a gravidez pode ser responsável pelo nascimento debebês pequenos (retardo de crescimento intra-uterino), malformações (microcefalia) e abortosespontâneos. Além disso, após o nascimento, o bebê pode apresentar comprometimentoneurológico e ter manifestações comportamentais diferentes (ex.: chorar de forma inconsolável).Quando o usuário utiliza a droga por diversos dias ou meses. No início a pessoa pode sentirnecessidade do aumento da dose para produção do mesmo efeito (tolerância). Além disto, afasta-seda família, amigos e trabalho e pode passar a vender os seus objetos ou a roubar para manter oconsumo da droga. Quando a pessoa pára de usar ou reduz a quantidade utilizada pode sentirdepressão (tristeza), irritabilidade, ansiedade, cansaço e insônia (não consegue dormir). Por isso,existe uma forte tendência para a continuação do uso da droga. O usuário não deve sentir-seabandonado por amigos ou familiares. Ele deve ser incentivado a procurar ajuda em centrosespecializados onde o tratamento de desintoxicação e acompanhamento posterior poderão serobtidos.1.O que é cocaína?2.Por que é usada com fim de abuso?3.Quais os efeitos associados ao uso da cocaína?4.Quais os riscos do uso de cocaína injetável?5.Quais os problemas do uso da cocaína na gravidez?6.A cocaína produz dependência? Existe tratamento para o usuário de cocaína?

×