Manejo animais silvestres

7.156 visualizações

Publicada em

mini curso do Congresso de Meio Ambiente Vale Encantado - Uberaba 2011

Publicada em: Educação, Tecnologia, Esportes
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.156
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
268
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manejo animais silvestres

  1. 1. MANEJO DEANIMAIS EMCATIVEIRO EX SITU Cláudio Yudi
  2. 2. ANIMAISSILVESTRES
  3. 3. ANIMAIS SILVESTRES ESPÉCIMES NATIVAS MIGRATÓRIAS AQUÁTICAS TERRESTRES OCORRE TODA OU PARTE DA VIDA DENTRO DO TERRITÓRIO NACIONAL
  4. 4. ANIMAISEXÓTICOS?
  5. 5. ANIMAL EXÓTICOESPÉCIES INTRODUZIDAS PELO HOMEM OU QUE TENHAMENTRADO ESPONTANEAMENTE EM TERRITÓRIO BRASILEIRO
  6. 6. ANIMAISDOMÉSTICOS?
  7. 7. ANIMAIS DOMÉSTICOS ANIMAIS MELHORADOSGENETICAMENTE E NO MANEJO PERDA DA APARÊNCIA DA ESPÉCIE QUE OS ORIGINOU
  8. 8. ANIMAIS ASSELVAJADOS OU FERAIS
  9. 9. ANIMAIS ASSELVAJADOS OU FERAIS ANIMAIS DOMÉSTICOS QUEPERDERAM A CONTATO COMOHOMEM, ADAPTANDO-SE AO NOVAMENTE AO ESTADO FERAL
  10. 10. ANIMAISDOMESTICADOS
  11. 11. ANIMAIS DOMESTICADOS ANIMAIS SELVAGENS/SILVESTRES QUE POSSUEM CONTATO COMSERES HUMANOS EM DETERMINADA FASE DA VIDA, PERDENDO PARCIALMENTE AS CARACTERÍSTICAS FERAIS,PERMITINDO O CONVÍVIO PRÓXIMO
  12. 12. RETIRADA DAS ESPÉCIES DA NATUREZA PARA O COMÉRCIO ILEGAL
  13. 13. US$ 10 BILHÕES/ANO3º COMÉRCIO ILEGAL (DROGAS E ARMAS) 7% BRASIL Fonte: Renctas
  14. 14. Leontopithecus rosalia MICO LEÃO DOURADO R$ 500,00US$ 20.000, 00
  15. 15. ROTAS DO TRÁFICO X X X X X X X X X X X X
  16. 16. Fonte: Renctas
  17. 17. Fonte: Renctas
  18. 18. Fonte: Renctas
  19. 19. Fonte: Renctas
  20. 20. Fonte: Renctas
  21. 21. Foto: Ana Raquel G. Faria
  22. 22. PROBREMMA!!
  23. 23. MANEJOATO OU EFEITO DE MANEJAR: MANUSEIO PRÁTICA, USO PARA FINS DE TRABALHOGESTÃO, CONTROLE DE NEGÓCIOS E BENS ADMINISTRAÇÃO GESTÃO DO AMBIENTE E DE SEUS RECURSOS
  24. 24. •CENTRO DE TRIAGEM•CENTRO DE REABILITAÇÃO•MANTENEDOR DE FAUNA SILVESTRE •CRIADOURO CIENTÍFICO DE FAUNA SILVESTRE PARA FINS DE PESQUISA E CONSERVAÇÃO •ZOOLÓGICO
  25. 25. HISTÓRIA DOS ZOOLÓGICOS CIDADE DE UR – SUMÉRIA (2300 aC) PRIMEIRA COLEÇÃO DE ANIMAIS CONHECIDA NO MUNDO
  26. 26. HISTÓRIA DOS ZOOLÓGICOS ALEXANDRE (336 aC- 323 aC) ANIMAIS SELVAGENS DE GUERRAS E CONQUISTAS
  27. 27. HISTÓRIA DOS ZOOLÓGICOS IMPÉRIO ROMANO (27 – 476 aC)
  28. 28. HISTÓRIA DOS ZOOLÓGICOS SÉCULO XVIII - XIX
  29. 29. INÍCIO DO SÉCULO XX LAZER CONHECIMENTO NOVOS RECINTOSPARQUES DE SEMI LIBERDADE IMITAÇÃO DA NATUREZA DESINTERESSE DOS RICOS AUMENTO DO NÚMERO DE VISITANTES
  30. 30. 1980 - 1990 BAIXA POPULARIDADECONFINAMENTO x LIBERDADE AQUÁRIOS ANIMAIS RURAIS VIVEIROS
  31. 31. SÉCULO XXICENTROSCONSERVAÇÃOREINTRODUÇÃOEDUCAÇÃO AMBIENTALPESQUISA
  32. 32. CONCEITO COLEÇÃO DE ANIMAIS SILVESTRES OU EXÓTICOS MANTIDOS EM CATIVEIRO OU SEMI LIBERTOS EXPOSTOS À VISITAÇÃO PÚBLICA LEI Nº 7173 14/12/83 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 04 04/04/02 INSTRUÇÃO NORMATIVA nº 169 – 20/02/08
  33. 33. RESERVAGENÉTICAPESQUISA TÉCNICASDE MANEJOE CRIAÇÃO
  34. 34. FUNÇÃO EDUCAÇÃO PESQUISA CONSERVAÇÃO LAZER POLÍTICA
  35. 35. MANTENEDORES ESTADO MUNICÍPIOS DISTRITO FEDERAL PESSOAS JURÍDICAS PESSOAS FÍSICAS
  36. 36. JARDIM ZOOLÓGICO – IN 169/20-02-08 ANEXO IV CATEGORIA “C” CERCADO POR MUROS – MÍNIMO 1,8 m SETOR EXTRA COZINHA BIOTÉRIO SEGURANÇA LOCAL TRATADORES SANITÁRIOS E BEBEDOUROS LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS AMBULATÓRIO VETERINÁRIO PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL CONSERVAR A FLORA E FAUNA NATIVA PARTICIPAR DE PROGRAMAS OFICIAIS DE REPRODUÇÃO SALA DE NECROPSIA PLACA INFORMATICA PARA OS RECINTOS
  37. 37. JARDIM ZOOLÓGICO – IN 169/20-02-08 ANEXO IV CATEGORIA “B” ATENDER AS NORMAS TODAS AS NORMAS DA CATEGORIA “C” PROGRAMA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM DIVERSAS ÁREAS POSSUIR LITERATURA ESPECIALIZADA DISPONÍVEL PARA O PÚBLICO TRANSPORTE PERMANENTE
  38. 38. JARDIM ZOOLÓGICO – IN 169/20-02-08 ANEXO IV CATEGORIA “A” ATENDER AS NORMAS TODAS AS NORMAS DA CATEGORIAS “ B” E “C” DESENVOLVER PROGRAMAS DE PESQUISA POSSUIR AUDITÓRIO MANTER COLEÇÃO DE PEÇAS BIOLÓGICAS POSSUIR SETOR DE PAISAGISMO E VIVEIRO DE PLANTAS PROMOVER INTERCÂMBIO TÉCNICO
  39. 39. QUARENTENÁRIO OU ACLIMATÉRIO•DIMINUIR RISCOS DE DISSEMINAÇÃODE DOENÇAS•TRATAR •ANIMAISDOENTES
  40. 40. •PASSAGEM OBRIGATÓRIADE TODOS OS ANIMAIS RECÉMADQUIRIDOS•LOCAL MAIS ISOLADO DOZOOLÓGICO
  41. 41. NÃOMISTURARESPÉCIES
  42. 42. AMBULATÓRIO
  43. 43. SETOR EXTRACOLOCAÇÃO DE ANIMAIS EXCEDENTESNÃO VISAM REPRODUÇÃOAMBIENTE CALMOMATERNIDADE
  44. 44. COZINHA HIGIENE LOCAL E DOS FUNCIONÁRIOS ALIMENTOS DE EXCELENTE QUALIDADE ARMAZENAGEM DOS ALIMENTOS BANDEJAS - AÇO INOX OU PLÁSTICO BALANÇA CARDÁPIO MOEDOR
  45. 45. COZINHA
  46. 46. COZINHA
  47. 47. COZINHA
  48. 48. COZINHA
  49. 49. SANITÁRIO E BEBEDOURO
  50. 50. PLACA INFORMATIVA
  51. 51. PLACA INFORMATIVA
  52. 52. EDUCAÇÃO AMBIENTALCURSOSPALESTRASELABORAÇÃO DEPOSTERS EPLACAS
  53. 53. EDUCAÇÃO AMBIENTAL
  54. 54. EDUCAÇÃO AMBIENTAL
  55. 55. EDUCAÇÃO AMBIENTAL
  56. 56. EDUCAÇÃO AMBIENTAL
  57. 57. EDUCAÇÃO AMBIENTAL
  58. 58. EDUCAÇÃO AMBIENTAL
  59. 59. EDUCAÇÃO AMBIENTAL
  60. 60. RECINTOSANIMAIS EM PERFEITAS CONDIÇÕES DE SAÚDE
  61. 61. USO PÚBLICO NATURALMANEJOANIMAL ZOO DE USO RESTRITO ESPECIAL EDIFICAÇÕES
  62. 62. •PROGRAMA DE AMPLIAÇÃO •ÁREA DO ZOO •NÚMERO DE RECINTOS•RESPEITO A LEGISLAÇÃO VIGENTE • IN 02 - 04 DE MARÇO DE 2002 • IN 169 - 20 DE FEVEREIRO DE 2008•DESENVOLVIMENTO DE PESQUISA •PARCERIAS•MANUTENÇÃO CONSTANTE •RECINTOS – FUGAS
  63. 63. •REALIZAÇÃO DE MANEJO •NUTRICIONAL •REPRODUTIVO •GENÉTICO •CONTENÇÃO FÍSICA E QUÍMICA•PLANOS DE MANEJOS DAS ESPÉCIES •COMITÊS NACIONAIS E INTERNACIONAIS•NORMATIZAÇÃO PRÓPRIA •POPs •SEGURANÇA
  64. 64. •CAPACITAÇÃO E TREINAMENTO •TODOS•ORGANIZAÇÃO DO PLANTEL •AVES RÉPTEIS MAMÍFEROS•DESENVOLVIMENTO DE EDUCAÇÃOAMBIENTAL •ACOMPANHAMENTO •MINI CURSOS •PALESTRAS •DATAS COMEMORATIVAS
  65. 65. ANIMAISQUEM SÃO OS ANIMAIS?QUAL É O SEU COMPORTAMENTO?O QUE ELE COME?COMO É O CICLO REPRODUTIVO?EXISTE PLANO DE MANEJO?COMO VOU “PEGAR” O BICHO?ALGUÉM PODE ME AJUDAR?
  66. 66. PESSOAL...............

×