Movimento e Medidas Astronômicas - 9º ANO

565 visualizações

Publicada em

Apresentação de slides sobre Cinemática, movimento (tipos) e medidas astronômicas

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
565
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
303
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Movimento e Medidas Astronômicas - 9º ANO

  1. 1. TIPOS DE MOVIMENTOS
  2. 2. Esta é uma parte da física clássica, onde caracterizamos e classificamos um possível estado de movimento ou repouso de um objeto observado, mas sem se preocupar com o(s) porquê(s) de este objeto, se encontrar nesta atual condição.
  3. 3. MOVIMENTO UNIFORME O móvel percorre distâncias iguais em tempos iguais.
  4. 4. MOVIMENTO VARIADO O móvel não tem velocidade constante durante o deslocamento.
  5. 5. MOVIMENTO UNIFORMEMENTE VARIADO O móvel percorre distâncias diferentes em tempos iguais. Sua velocidade sofre variação durante o trajeto. A aceleração é constante.
  6. 6. Classificação de um Movimento. a) ACELERADO Chamamos de movimento acelerado a todo aquele no qual a velocidade aumenta em módulo no decorrer do tempo. Isto equivale a afirmar que a velocidade e aceleração tem o mesmo sinal.
  7. 7. O motociclista desloca-se de acordo com a orientação dada pela trajetória. Nesta situação que estamos mostrando, a velocidade será sempre positiva (movimento progressivo).
  8. 8. Verifique que no exemplo estudado a aceleração e a velocidade tem o mesmo sinal!
  9. 9. Nesta nova situação o motociclista movimenta-se contrário a orientação adotada para a trajetória. Indicamos este fato colocando um sinal de menos (movimento retrógrado). Vejamos o que ocorre com a aceleração:
  10. 10. Novamente verificamos que a aceleração e velocidade possuem o mesmo sinal !
  11. 11. Quando existe um movimento qualquer, e ponderamos seu deslocamento (S) por intervalo de tempo que ocorreu (t). Vm = S t
  12. 12. Quando um móvel variou sua velocidade (V) por um intervalo de tempo (t), dizemos que este sofreu uma: A aceleração também é uma grandeza física mista, podendo ser instantânea (a) ou média (Am). a = Am = V t
  13. 13. Exemplo: Qual a aceleração média de um movimento uniforme variado, de acordo com a tabela de valores abaixo: m/s 24 20 16 12 s 0 2 4 6 Am = V : t = (12 – 24):( 6 – 0)= -12 : 6= -2(m/s2) Pelo sistema internacional de medidas (SI) exige-se o uso de m/s para velocidade e m/s2 para aceleração
  14. 14. MEDIDAS ASTRONÔMICAS
  15. 15. São grandezas e unidades de medida astronômicas que por vezes não são bem compreendidas pelo público em geral. Por isto torna-se importante conhecer o que cada uma dessas grandezas e unidades de medidas significam, e é isso que vamos ver a seguir: UNIDADE ASTRONÔMICA – O valor da Unidade Astronómica (UA) é 149.597.870.700 metros, ou seja, um pouco menos de 150 milhões de km.
  16. 16. VELOCIDADE DA LUZ – É a velocidade que a luz tem no vácuo e corresponde a exatamente 299.792.458 metros por segundo, ou seja, ligeiramente menos que 300.000 km/s. ANO-LUZ – Como o próprio nome já diz, é a distância que a luz percorre no vácuo no período de um ano, a velocidade da luz é a coisa mais rápida de que se tem notícia. Na prática, um ano-luz equivale aproximadamente a 9.461.000.000.000 quilômetros. PARSEC – Podemos dizer que 1 parsec corresponde a 3,26156 anos-luz.
  17. 17. Obrigada!

×