Monumentos Portugueses

12.226 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.226
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
176
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
144
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Monumentos Portugueses

  1. 1. Monumentos Portugueses Diogo Melo – 3º B
  2. 2. Castelo de Sintra O Castelo de Sintra , também conhecido como Castelo dos Mouros , na Estremadura, localiza-se na vila de Sintra, Freguesia de São Pedro de Penaferrim, Concelho de Sintra, no Distrito de Lisboa, em Portugal. Erguido sobre um maciço rochoso, isolado num dos cumes da serra de Sintra, das suas muralhas descortina-se uma vista privilegiada de toda a sua envolvência rural que se estende até ao oceano Atlântico.
  3. 3. Castelo de S.Jorge <ul><li>O Castelo de São Jorge localiza-se na freguesia do Castelo, na cidade, concelho e Distrito de Lisboa, em Portugal.Primitivamente conhecido simplesmente como Castelo dos Mouros , ergue-se em posição dominante sobre a mais alta colina do centro histórico, proporcionando aos visitantes uma das mais belas vistas sobre a cidade e o estuário do rio Tejo. </li></ul>
  4. 4. Castelo de Guimarães O Castelo de Guimarães localiza-se na freguesia de Oliveira do Castelo, cidade e Concelho de Guimarães, no Distrito de Braga, em Portugal. Em posição dominante, sobranceiro ao Campo de São Mamede, este monumento encontra-se ligado à fundação do Condado Portucalense e às lutas da independência de Portugal, sendo designado popularmente como berço da nacionalidade . Classificado como Monumento Nacional , em 2007 foi eleito informalmente como uma das Sete maravilhas de Portugal
  5. 5. Mosteiro dos Jerónimos <ul><li>Monumento à riqueza dos Descobrimentos , o Mosteiro dos Jerónimos situa-se em Belém, Lisboa, à entrada do Rio Tejo. Constitui o ponto mais alto da arquitectura manuelina e o mais notável conjunto monástico do século XVI em Portugal e uma das principais igrejas-salão da Europa. </li></ul><ul><li>Destacam-se o seu claustro, completo em 1544, e a porta sul, de complexo desenho geométrico, virada para o rio Tejo. Os elementos decorativos são repletos de símbolos da arte da navegação e de esculturas de plantas e animais exóticos. O monumento é considerado património mundial pela UNESCO , e em 7 de Julho de 2007 foi eleito como uma das sete maravilhas de Portugal. </li></ul>
  6. 6. Palácio de Belém <ul><li>O Palácio Nacional de Belém , em Lisboa, fica situado no n°11 da Calçada da Ajuda (Praça Afonso de Albuquerque) em Belém, sendo actualmente a residência oficial do Presidente da República Portuguesa. </li></ul>
  7. 7. Palácio de Queluz <ul><li>O Palácio Real de Queluz (também chamado de Palácio Nacional ) é um palácio do século XVIII português localizado na cidade de Queluz no concelho de Sintra, distrito de Lisboa. Um dos últimos grandes edifícios em estilo rococó erguidos na Europa, o palácio foi construído como um recanto de verão para D. Pedro de Bragança, que viria a ser mais tarde marido e rei consorte de sua sobrinha, a rainha D. Maria I de Portugal. </li></ul><ul><li>A construção do Palácio iniciou-se em 1747, tendo como arquitecto Mateus Vicente de Oliveira. Após um grave incêndio em 1934, o qual destruiu o seu interior, o Palácio foi extensivamente restaurado e, hoje, está aberto ao público como um ponto turístico. </li></ul><ul><li>Uma das alas do Palácio de Queluz, o Pavilhão de Dona Maria, construído entre 1785 e 1792 pelo arquitecto Manuel Caetano de Sousa, Foi classificado como Monumento Nacional em 1910. </li></ul>
  8. 8. Palácio da Pena O Palácio Nacional da Pena , também conhecido simplesmente por Palácio da Pena ou por Castelo da Pena , localizado na histórica vila de Sintra, representa uma das melhores expressões do Romantismo arquitectónico do século XIX no mundo. Em 7 de Julho de 2007 foi eleito como uma das sete maravilhas de Portugal , sendo aliás o primeiro palácio romântico da Europa, construído cerca de 30 anos antes do carismático Schloss Neuschwanstein, na Baviera.
  9. 9. Mosteiro de S. Dinis <ul><li>O Mosteiro de São Dinis e São Bernardo de Odivelas fica localizado na freguesia de Odivelas, no largo de D. Dinis. É um exemplar de arquitectura religiosa, sendo monumento classificado de Interesse Nacional. Construído a mando de D. Dinis , cujos arquitectos foram os mestres Antão e Afonso Martins, serviu para abrigar religiosos da Ordem de Cister, no séc. XIII </li></ul><ul><li>Apresenta estilos arquitectónicos góticos, manuelinos e barrocos. Ao longo dos tempos foi sendo alterado, de acordo com as obras e com os gostos de cada época. Da construção inicial, resta apenas a cabeceira gótica com abóbadas de nervuras chanfradas. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>O Palácio Nacional de Mafra é um palácio e mosteiro monumental de estilo barroco localizado em Mafra (Portugal) a cerca de 40 quilómetros de Lisboa. </li></ul>Convento de Mafra Ano 1853 Ano 2005
  11. 11. Castelo de Almourol <ul><li>O Castelo de Almourol , no Ribatejo, localiza-se na Freguesia de Praia do Ribatejo, Concelho de Vila Nova da Barquinha, Distrito de Santarém, em Portugal. </li></ul><ul><li>Erguido num afloramento de granito a 18 m acima do nível das águas, numa pequena ilha de 310 m de comprimento por 75 m de largura, no médio curso do rio Tejo, um pouco abaixo da sua confluência com o rio Zêzere, à época da Reconquista integrava a chamada Linha do Tejo , actual Região de Turismo dos Templários . Constitui um dos exemplos mais representativos da arquitectura militar da época, evocando simultaneamente os primórdios do reino de Portugal e a Ordem dos Templários, associação que lhe reforça a aura de mistério e romantismo. Com a extinção da Ordem do Templo o castelo de Almourol passa a integrar o património da Ordem de Cristo (que foi a sucessora em Portugal da Ordem dos Templários). </li></ul>
  12. 12. Palácio do Raio <ul><li>O Palácio do Raio , ou Casa do Mexicano é um palácio, localizado em Braga, Portugal </li></ul><ul><li>Construído em 1754-55, por encomenda de João Duarte de Faria, poderoso comerciante de Braga, e projecto do arquitecto André Soares, é um dos mais notáveis edifícios de arquitectura civil da cidade de Braga, em estilo barroco joanino. </li></ul><ul><li>O palácio foi vendido em 1853, por José Maria Duarte Peixoto, a Miguel José Raio, visconde de São Lázaro, ficando conhecido como Palácio do Raio . </li></ul><ul><li>Miguel José Raio era um capitalista brasileiro, nascido em Braga, na rua da Cruz de Pedra, em 10 de Maio de 1814 e falecido em 14 de Agosto de 1875. </li></ul><ul><li>O novo proprietário, em 1863, abriu a rua em frente do palácio, para permitir uma melhor visão da sua casa e poder construir duas habitações para as suas filhas. </li></ul><ul><li>Em 1882 os herdeiros de Miguel José Raio venderam o palácio ao Banco do Minho que, por sua vez, a revendeu, no ano a seguir, à Santa Casa da Misericórdia que nela instalou alguns serviços do Hospital de S. Marcos . </li></ul><ul><li>Está classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1956. </li></ul>
  13. 13. Mosteiro da Batalha <ul><li>O Convento de Santa Maria da Vitória (mais conhecido como Mosteiro da Batalha ) situa-se na Batalha, Portugal, e foi mandado edificar por D. João I como agradecimento do auxílio divino e celebração da vitória na Batalha de Aljubarrota. Em 1388 já ali viviam os primeiros dominicanos . É considerado património mundial pela UNESCO , e em 7 de Julho de 2007 foi eleito como uma das sete maravilhas de Portugal . Em Portugal, o IPPAR ainda o classifica como Monumento Nacional , desde 1910. </li></ul>
  14. 14. Palácio de Mateus <ul><li>O Palácio ou Solar de Mateus está situado na freguesia de Mateus, concelho de Vila Real, Distrito de Vila Real. </li></ul><ul><li>O projecto deste palácio foi presumivelmente desenhado pelo arquitecto Nicolau Nasoni no século XVIII para António José Botelho Mourão (primeiro morgado de Mateus). </li></ul>

×