Deus Instrui Seus Adoradores

737 visualizações

Publicada em

Apresentação de aula sobre o livro de Levítico, capítulo 1 ao 12. Tipos de sacrifício, comparativos com o Novo Testamento. De acordo com a revista Compromisso - 1 trimestre 2015.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
737
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
182
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Deus Instrui Seus Adoradores

  1. 1. Deus InstruiDeus Instrui SeusSeus AdoradoresAdoradores Igreja Batista Jardim Redentor – EBDIgreja Batista Jardim Redentor – EBD 01 de fevereiro de 201501 de fevereiro de 2015
  2. 2. Texto ÁureoTexto Áureo Assim Moisés e Arão entraram na Tenda do Encontro. Quando saíram, abençoaram o povo; e a glória do Senhor apareceu a todo o povo. Saiu fogo da presença do Senhor e consumiu o holocausto e as porções de gordura sobre o altar. E, quando todo o povo viu isso, gritou de alegria e prostrou-se rosto em terra. Levítico 9:23-24
  3. 3. Livro de LevíticoLivro de Levítico Denominação: Bíblia cristã: Levítico (do latim Leviticus) Referente à tribo de Levi ou do sacerdócio da tribo de Levi. Referente ao trabalho dos levitas. Torá judaica: Vayicrá (do hebraico) Literalmente, “chamou”. Primeira palavra do texto original e representa o chamado sacerdotal da tribo de Levi.
  4. 4. Temas de Levítico 1-12Temas de Levítico 1-12 1. Tipos de ofertas que eram oferecidas no Tabernáculo. 2. Significado de cada atitude durante o cerimonial de sacrifício. 3. A consagração dos primeiros levitas. 4. Outras leis cerimoniais e sanitárias.
  5. 5. Tipos de OfertasTipos de Ofertas Ofertas de Holocausto Holocausto = “oferta que sobe” Os sacerdotes deveriam queimar um cordeiro de manhã e outro à tarde, independente de quem fosse oferecer holocausto naquele dia. Também chamado de “sacrifício contínuo”. De geração em geração esse holocausto deverá ser feito regularmente à entrada da Tenda do Encontro, diante do Senhor. Nesse local eu os encontrarei e falarei com você; ali me encontrarei com os israelitas, e o lugar será consagrado pela minha glória. Êxodo 29:42-43
  6. 6. Tipos de OfertasTipos de Ofertas Ofertas de Manjar ou de Cereais Mistura de farinha com azeite e sal, algumas vezes com incenso (uma planta aromática). Sacrifício sem carne envolvida.
  7. 7. Tipos de OfertasTipos de Ofertas Ofertas pelo Pecado Oferta para restauração da comunhão com Deus após a prática de algum tipo de pecado. Ofertas pela Culpa – oferta após a prática de algum pecado não-intencional ou inconsciente.
  8. 8. Tipos de OfertasTipos de Ofertas Ofertas de Paz ou de Comunhão Oferecidas como gratidão a Deus. Poderia ser movida por algum motivo específico ou não. Se alguém a fizer por gratidão, então, junto com sua oferta de gratidão... Se, contudo, sua oferta for resultado de um voto ou for uma oferta voluntária... Levítico 7:12 e 16
  9. 9. Cópias Não, Princípios SimCópias Não, Princípios Sim As instruções acerca da adoração no Tabernáculo não precisam ser copiadas. Mas é inegável que traz princípios a serem seguidos, ainda que dentro de outros contextos. Exemplo: qual a forma certa de se pregar o Evangelho? a) Sermão na Igreja b) De casa em casa c) Por rádio e TV d) Num restaurante durante o almoço
  10. 10. Princípios Ensinados na Adoração no TabernáculoPrincípios Ensinados na Adoração no Tabernáculo Animal oferecido não poderia ter defeito O melhor deve ser oferecido a Deus. Deus ofereceu o melhor: o mais santo e perfeito. Nossa vida deve ser uma vida de santidade.
  11. 11. Princípios Ensinados na Adoração no TabernáculoPrincípios Ensinados na Adoração no Tabernáculo As ofertas deveriam ser espontâneas Para Deus, não se pratica a religião por medo, mas como consequência de uma vida feliz. Cristo não foi coagido a oferecer-se na cruz, Ele o fez por amor, de livre e espontânea vontade.
  12. 12. Princípios Ensinados na Adoração no TabernáculoPrincípios Ensinados na Adoração no Tabernáculo A oferta era entregue na porta do Tabernáculo, onde ficava o altar que santificava a oferta Para entrar na presença de Deus algo ou alguém precisou morrer em meu lugar. Não sou digno de estar na presença de Deus, o preço foi pago por outra pessoa.
  13. 13. Princípios Ensinados na Adoração no TabernáculoPrincípios Ensinados na Adoração no Tabernáculo Ao matar o animal, o ofertante precisava antes colocar a mão sobre sua cabeça Tocar, sentir aquele que vai morrer em meu lugar. Perceber a gravidade do meu pecado. Gesto simbólico de que as transgressões estão sendo levadas em lugar do pecador. Reconhecimento de que o animal era um substituto.
  14. 14. Princípios Ensinados na Adoração no TabernáculoPrincípios Ensinados na Adoração no Tabernáculo O animal não poderia ser morto de qualquer maneira, antes havia uma forma ordenada de sacrificá-lo pelo cultuador Preciso manter minha vida ordenada de acordo com a vontade de Deus para honrá-lo. Minha carne (desejos carnais), meus afetos e concupiscências precisam ser abandonados metódica e sistematicamente para a glória de Deus.
  15. 15. Princípios Ensinados na Adoração no TabernáculoPrincípios Ensinados na Adoração no Tabernáculo Os sacerdotes espargiam (espalhavam, respingavam) o sangue do animal sobre o altar Demonstração de que o pecado e a morte foram entregues a Deus através do sacrifício de Cristo.
  16. 16. Princípios Ensinados na Adoração no TabernáculoPrincípios Ensinados na Adoração no Tabernáculo O animal deveria ser partido em pedaços e queimado completamente sobre o altar Representa a entrega completa de Cristo por nós e o sofrimento que Ele suportou. Simboliza a maneira total pela qual devemos nos entregar a Deus e queimar todos os nossos desejos, pecados e concupiscências. Apesar do cheiro não ser bom, Deus chama de “cheiro suave” (Efésios 5.2).
  17. 17. Princípios Ensinados na Adoração no TabernáculoPrincípios Ensinados na Adoração no Tabernáculo O animal deveria ser partido em pedaços e queimado completamente sobre o altar Jesus não se entregou somente na sua morte, mas durante toda a sua vida. Assim também devemos agir e fazer. Ele foi oprimido e afligido, contudo não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado para o matadouro, e como uma ovelha que diante de seus tosquiadores fica calada, ele não abriu a sua boca. Isaías 53:7
  18. 18. Princípios Ensinados na Adoração no TabernáculoPrincípios Ensinados na Adoração no Tabernáculo O animal deveria ser partido em pedaços e queimado completamente sobre o altar Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim. Gálatas 2:20
  19. 19. Princípios Ensinados na Adoração no TabernáculoPrincípios Ensinados na Adoração no Tabernáculo As ofertas de manjares não podiam conter fermento ou mel em sua mistura Fermento e mel tiram as características dos outros ingredientes. Da mesma forma, nossa vida deve ser autêntica, transparente e sem hipocrisia. Disse-lhes Jesus: "Estejam atentos e tenham cuidado com o fermento dos fariseus e dos saduceus". Então entenderam que não estava lhes dizendo que tomassem cuidado com o fermento de pão, mas com o ensino dos fariseus e dos saduceus. Mateus 16:6 e 12
  20. 20. Princípios Ensinados na Adoração no TabernáculoPrincípios Ensinados na Adoração no Tabernáculo As ofertas pelo pecado deveriam ser entregues por todos os pecadores, inclusive os que não tinham consciência de seu pecado Reforça o fato de que todos somos pecadores, quer saibamos quer não, e todos carecem da graça de Deus. Os níveis de responsabilidade variavam conforme a condição do pecador: homem comum, governante, sacerdote etc.
  21. 21. Princípios Ensinados na Adoração no TabernáculoPrincípios Ensinados na Adoração no Tabernáculo Em caso de pecado que prejudicasse o próximo, o produto do prejuízo deveria ser restituído com juros ...quando assim pecar, tornando-se por isso culpado, terá que devolver o que roubou ou tomou mediante extorsão, ou o que lhe foi confiado, ou os bens perdidos que achou, ou qualquer coisa sobre a qual tenha jurado falsamente. Fará restituição plena, acrescentará a isso um quinto do valor e dará tudo ao proprietário no dia em que apresentar a sua oferta pela culpa. Levítico 6:4-5
  22. 22. Princípios Ensinados na Adoração no TabernáculoPrincípios Ensinados na Adoração no Tabernáculo Em caso de pecado que prejudicasse o próximo, o produto do prejuízo deveria ser restituído com juros Extensão deste princípio no Novo Testamento: Portanto, se você estiver apresentando sua oferta diante do altar e ali se lembrar de que seu irmão tem algo contra você, deixe sua oferta ali, diante do altar, e vá primeiro reconciliar-se com seu irmão; depois volte e apresente sua oferta. Mateus 5:23-24
  23. 23. Princípios Ensinados na Adoração no TabernáculoPrincípios Ensinados na Adoração no Tabernáculo Em alguns casos, o levita tinha o direito de reter uma parte do sacrifício para sua subsistência Os que trabalham integralmente para o Senhor tem direito a sua dignidade material. Era algo determinado pelo próprio Deus e de conhecimento da comunidade que oferecia o sacrifício. Os levitas tinham mais responsabilidades do que as pessoas comuns.
  24. 24. Princípios Ensinados na Adoração no TabernáculoPrincípios Ensinados na Adoração no Tabernáculo As pessoas ofertavam de acordo com as condições financeiras de cada um: os mais ricos, um boi ou novilho; depois, uma ovelha ou uma cabra; os mais pobres podiam ofertar dois pombinhos ou duas rolinhas Completando-se o tempo da purificação deles, de acordo com a Lei de Moisés, José e Maria o levaram a Jerusalém para apresentá-lo ao Senhor (como está escrito na Lei do Senhor: "Todo primogênito do sexo masculino será consagrado ao Senhor") e para oferecer um sacrifício, de acordo com o que diz a Lei do Senhor: "duas rolinhas ou dois pombinhos". Lucas 2:22-24
  25. 25. Sacrifício no Novo TestamentoSacrifício no Novo Testamento ...pois é impossível que o sangue de touros e bodes tire pecados. Quando Cristo veio como sumo sacerdote dos benefícios agora presentes, ele adentrou o maior e mais perfeito tabernáculo, não feito pelo homem, isto é, não pertencente a esta criação. Não por meio de sangue de bodes e novilhos, mas pelo seu próprio sangue, ele entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, e obteve eterna redenção. Hebreus 10:4; 9:11-12
  26. 26. ReferênciasReferências  Apresentação de slides elaborada para ministração de aula da revista Compromisso, 1º trimestre de 2015. O autor das lições foi o Pr. José Sélio de Andrade.  Direitos das citações do autor são da Junta de Educação Religiosa e Publicações da Convenção Batista Brasileira.  Todos os textos bíblicos citados são da Nova Versão Internacional – NVI.  Download deste e outros materiais audiovisuais: www.rogerionunes.net

×