EPITÉLIOS GLANDULARESGlândulas<br />BIOGÊNESE<br />MORFOLOGIA<br />CLASSIFICAÇÃO<br />TODAS AS FIGURAS DESSE POWER POINT F...
MORFOLOGIA  Glândulas Exócrinas<br />
CLASSIFICAÇÃO<br />QUANTO A PRESENÇA DE DUCTOS<br />QUANTO A MORFOLOGIA<br />QUANTO A NATUREZA DO PRODUTO DE SECREÇÃO<br /...
GLÂNDULA TUBULOSA ENOVELADA<br />
GLÂNDULA ACINOSA<br />
MERÓCRINA<br />
APÓCRINA<br />
HOLÓCRINA<br />
GLÂNDULAS ENDÓCRINAS<br />
INTRODUÇÃO<br />CÉLULAS ISOLADAS<br />EX: CÉLULAS ENTEROENDÓCRINAS<br />CÉLULAS AGLOMERADAS FORMANDO GLÂNDULAS CAPSULADAS<...
CONTROLE HORMONAL<br /><ul><li>AUTÓCRINA: Fatores de crescimento
JUSTÁCRINA: Ilhotas de Langerhans
PARÁCRINA: Gls. Pilóricas (células G) e Gls. Fúndicas (células parietais)
ENDÓCRINA: Hipófise       </li></li></ul><li>CLASSIFICAÇÃO QUANTO A NATUREZA QUÍMICA<br />PROTEÍNAS E POLIPEPTÍDEOS<br /> ...
ESTRUTURA HISTOLÓGICADAS GLÂNDULAS ENDÓCRINAS<br />CÁPSULA CONJUNTIVA<br />PARÊNQUIMA SECRETOR CORDONAL OU FOLICULAR<br />...
HIPÓFISE<br />LOCALIZAÇÃO:<br />sella turcica do osso esfenóide<br />ORIGEM EMBRIOLÓGICA DUPLA:<br />   ectodérmica e nerv...
Desenvolvimento Embriológico<br />
Suprimento Sangüíneo(originado da artéria carótida interna)<br />
SISTEMA HIPOTÁLAMO-HIPOFISÁRIOSISTEMA PORTA-HIPOFISÁRIO<br />Garante uma eficiência no transporte de secreções do hipotála...
Hormônios Hipofisários<br />2<br />1<br />3<br />
ADENO-HIPÓFISE<br />CORDÕES CELULARES: CROMÓFOBAS E CROMÓFILAS<br />FIBROBLASTOS: fibras reticulares <br />CAPILARES FENES...
Corte Hipófise<br />
NEURO-HIPÓFISE<br />ADENO-HIPÓFISE<br />
ADENO-HIPÓFISE<br />CROMÓFILAS: ACIDÓFILAS E BASÓFILAS <br />CROMÓFOBAS: SEM AFINIDADE ESPECÍFICA<br />
Adeno-Hipófise:CromófilasACIDÓFILAS EM AMARELOBASÓFILAS EM AZUL<br />TRICÔMICO DE MALLORY<br />
Cromófobas e Cromófilas<br />TRICRÔMICO DE GÔMORI<br />
NEURO-HIPÓFISE<br />FIBRAS NERVOSAS AMIELÍNICAS<br />CORPOS DE HERING<br />CÉLULAS GLIAIS:<br />PITUÍCITOS <br />
Corpos de Hering<br />CORPOS DE HERING<br />
ADRENAIS OU SUPRA-RENAIS<br />ORIGEM DUPLA<br />     mesodérmica e neuroectodérmica<br />REGIÃO CORTICAL    <br />-Zona gl...
CÓRTEX E MEDULA<br />
CÓRTEX<br />MEDULAR<br />
CÓRTEX<br />MEDULAR<br />
DISTRIBUIÇÃO<br />
MECANISMO DE CONTROLEDO ACTH E DE GLICOCORTICÓIDES<br /> OBS:<br /> Glicocorticóides circulantes<br /> inibem a síntese de...
FATORES QUE AFETAM A CORTICAL(Hipófise e Estresse)<br />
TIREÓIDE<br />ORIGEM ENDODÉRMICA<br />LOCALIZAÇÃO <br />ORGANIZAÇÃO ESTRUTURAL<br />FUNÇÃO:<br />PRODUÇÃO DE T3, T4 E CALC...
Principal regulador:<br />TRH<br />Quantidade de T3 e T4<br />disponível<br />Temperaturas:<br />-Calor: diminui a síntese...
PARÊNQUIMA TIREOIDINAO<br />TIREOGLOBULINA<br />CÉLULAS FOLICULARES<br />
SÍNTESE DE TIREOGLOBULINA<br />QUATRO ETAPAS:<br />-SÍNTESE PROTÉICA<br />-CAPTAÇÃO DE IODETO<br />-OXIDAÇÃO DO IODETO<br ...
SÍNTESE E IODINAÇÃO DA TIREOGLOBULINA<br />IODAÇÃO DOS RADICAIS DE TIROSILA POR PEROXIDADES<br />TRANSPORTADOR DE ÂNIONS<b...
EFEITO DA TIREOGLOBULINA <br />Relacionado com o metabolismo basal<br />Aumenta absorção de CH no intestino<br />Regula o ...
PARATIREÓIDES<br />
PARATIREÓIDES<br /><ul><li>              CÉLULAS PRINCIPAIS: </li></ul>PARATORMÔNIO<br />     OSTEOBLASTOS-OSTEOCLASTOS<br...
LÂMINA 98B,  CORADA EM H.E.<br />TIREÓIDE<br />PARATIREÓIDE<br />
CÉLULAS FOLICULARES<br />COLÓIDE<br />PARATIREÓIDE<br />
PARATIREOIDISMO<br />Hiperparatireoidismo<br />    Ossos com cavidades aumentadas<br />    Depósitos patológicos de Cálcio...
PINEAL<br />
CARACTERÍSTICAS<br />PIA-MÁTER<br />PINEALÓCITOS (95%)<br />ASTRÓCITOS<br />FIBRAS NERVOSAS AMIELÍNICAS<br />CAPILARES FEN...
MELATONINA<br />CONTROLA OS CICLOS BIOLÓGICOS<br />-DIA E NOITE: 24 hs<br />-ESTAÇÕES DO ANO<br />-CICLOS REPRODUTIVOS<br ...
AREIA CEREBRALDEPÓSITOS DE FOSFATO E CARBONATO DE CÁLCIO<br />CONCREÇÕES RADIOPACAS COMO PONTO DE REFERÊNCIA EM RADIOGRAFI...
CORPOS AMILÁCEOS<br />
lhotas de Langerhans<br />
Células: Alfa e Beta<br />
Parênquima SecretorCélulas Alfa e Beta<br />
Imunocitoquímica<br />
OVÁRIOS<br />CÓRTEX<br />   CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DE FOLÍCULOS OVARIANOS<br />
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Morfofisiologia dos epitélios glandulares

2.208 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.208
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
41
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Morfofisiologia dos epitélios glandulares

  1. 1. EPITÉLIOS GLANDULARESGlândulas<br />BIOGÊNESE<br />MORFOLOGIA<br />CLASSIFICAÇÃO<br />TODAS AS FIGURAS DESSE POWER POINT FORAM RETIRADAS DO LIVRO DE HISTOLOGIA BÁSICA; JUNQUEIRA E CARNEIRO, 10ª ED. <br />
  2. 2.
  3. 3. MORFOLOGIA Glândulas Exócrinas<br />
  4. 4. CLASSIFICAÇÃO<br />QUANTO A PRESENÇA DE DUCTOS<br />QUANTO A MORFOLOGIA<br />QUANTO A NATUREZA DO PRODUTO DE SECREÇÃO<br />QUANTO A MANEIRA QUE A SECREÇÃO DEIXA AS CÉLULAS<br />
  5. 5. GLÂNDULA TUBULOSA ENOVELADA<br />
  6. 6. GLÂNDULA ACINOSA<br />
  7. 7. MERÓCRINA<br />
  8. 8. APÓCRINA<br />
  9. 9. HOLÓCRINA<br />
  10. 10. GLÂNDULAS ENDÓCRINAS<br />
  11. 11. INTRODUÇÃO<br />CÉLULAS ISOLADAS<br />EX: CÉLULAS ENTEROENDÓCRINAS<br />CÉLULAS AGLOMERADAS FORMANDO GLÂNDULAS CAPSULADAS<br />EX: HIPÓFISE, ADRENAIS, TIREÓIDE,....<br />
  12. 12. CONTROLE HORMONAL<br /><ul><li>AUTÓCRINA: Fatores de crescimento
  13. 13. JUSTÁCRINA: Ilhotas de Langerhans
  14. 14. PARÁCRINA: Gls. Pilóricas (células G) e Gls. Fúndicas (células parietais)
  15. 15. ENDÓCRINA: Hipófise </li></li></ul><li>CLASSIFICAÇÃO QUANTO A NATUREZA QUÍMICA<br />PROTEÍNAS E POLIPEPTÍDEOS<br /> LOCALIZADOS NA SUPERFÍCE CELULAR<br />DERIVADOS DE CARBOIDRATOS<br />ESTERÓIDES E DERIVADOS DE ÁCIDOS GRAXOS<br />
  16. 16. ESTRUTURA HISTOLÓGICADAS GLÂNDULAS ENDÓCRINAS<br />CÁPSULA CONJUNTIVA<br />PARÊNQUIMA SECRETOR CORDONAL OU FOLICULAR<br />CAPILARES FENESTRADOS<br />ESTROMA RICO EM FIBRAS RETICULARES<br />
  17. 17. HIPÓFISE<br />LOCALIZAÇÃO:<br />sella turcica do osso esfenóide<br />ORIGEM EMBRIOLÓGICA DUPLA:<br /> ectodérmica e nervosa (neuroectoderma)<br />SUPRIMENTO SANGUÍNEO:<br /> Sistema Porta Hipofisário<br />
  18. 18. Desenvolvimento Embriológico<br />
  19. 19. Suprimento Sangüíneo(originado da artéria carótida interna)<br />
  20. 20. SISTEMA HIPOTÁLAMO-HIPOFISÁRIOSISTEMA PORTA-HIPOFISÁRIO<br />Garante uma eficiência no transporte de secreções do hipotálamo para hipófise<br />3 Grupos de células secretores:<br />1-neurônios hipotalâmicos (n. supraóptico e n. paraventricular)<br />2-neurônios hipotalâmicos reguladores<br />3-células secretoras da adeno-hipófise<br />
  21. 21. Hormônios Hipofisários<br />2<br />1<br />3<br />
  22. 22. ADENO-HIPÓFISE<br />CORDÕES CELULARES: CROMÓFOBAS E CROMÓFILAS<br />FIBROBLASTOS: fibras reticulares <br />CAPILARES FENESTRADOS<br />
  23. 23. Corte Hipófise<br />
  24. 24. NEURO-HIPÓFISE<br />ADENO-HIPÓFISE<br />
  25. 25. ADENO-HIPÓFISE<br />CROMÓFILAS: ACIDÓFILAS E BASÓFILAS <br />CROMÓFOBAS: SEM AFINIDADE ESPECÍFICA<br />
  26. 26. Adeno-Hipófise:CromófilasACIDÓFILAS EM AMARELOBASÓFILAS EM AZUL<br />TRICÔMICO DE MALLORY<br />
  27. 27. Cromófobas e Cromófilas<br />TRICRÔMICO DE GÔMORI<br />
  28. 28. NEURO-HIPÓFISE<br />FIBRAS NERVOSAS AMIELÍNICAS<br />CORPOS DE HERING<br />CÉLULAS GLIAIS:<br />PITUÍCITOS <br />
  29. 29. Corpos de Hering<br />CORPOS DE HERING<br />
  30. 30. ADRENAIS OU SUPRA-RENAIS<br />ORIGEM DUPLA<br /> mesodérmica e neuroectodérmica<br />REGIÃO CORTICAL <br />-Zona glomerulosa <br />-Zona fasciculada <br />-Zona reticulada<br />REGIÂO MEDULAR<br />-Células ganglionares secretoras<br />
  31. 31. CÓRTEX E MEDULA<br />
  32. 32.
  33. 33.
  34. 34.
  35. 35. CÓRTEX<br />MEDULAR<br />
  36. 36. CÓRTEX<br />MEDULAR<br />
  37. 37. DISTRIBUIÇÃO<br />
  38. 38. MECANISMO DE CONTROLEDO ACTH E DE GLICOCORTICÓIDES<br /> OBS:<br /> Glicocorticóides circulantes<br /> inibem a síntese de ACTH<br />
  39. 39. FATORES QUE AFETAM A CORTICAL(Hipófise e Estresse)<br />
  40. 40. TIREÓIDE<br />ORIGEM ENDODÉRMICA<br />LOCALIZAÇÃO <br />ORGANIZAÇÃO ESTRUTURAL<br />FUNÇÃO:<br />PRODUÇÃO DE T3, T4 E CALCITONINA<br />
  41. 41.
  42. 42. Principal regulador:<br />TRH<br />Quantidade de T3 e T4<br />disponível<br />Temperaturas:<br />-Calor: diminui a síntese de TSH<br />-Frio: aumenta a síntese de TSH<br />
  43. 43.
  44. 44.
  45. 45. PARÊNQUIMA TIREOIDINAO<br />TIREOGLOBULINA<br />CÉLULAS FOLICULARES<br />
  46. 46. SÍNTESE DE TIREOGLOBULINA<br />QUATRO ETAPAS:<br />-SÍNTESE PROTÉICA<br />-CAPTAÇÃO DE IODETO<br />-OXIDAÇÃO DO IODETO<br />-IODINAÇÃO DA TIREOGLOBULINA<br />
  47. 47. SÍNTESE E IODINAÇÃO DA TIREOGLOBULINA<br />IODAÇÃO DOS RADICAIS DE TIROSILA POR PEROXIDADES<br />TRANSPORTADOR DE ÂNIONS<br />PEROXIDADSES<br />TSH<br />
  48. 48. EFEITO DA TIREOGLOBULINA <br />Relacionado com o metabolismo basal<br />Aumenta absorção de CH no intestino<br />Regula o metabolismo de lipídeos<br />Aumenta a fosforilação oxidativa<br />Aumenta o número de mitocôndrias<br />Aumenta a síntese protéica da mitocôndria<br />
  49. 49. PARATIREÓIDES<br />
  50. 50. PARATIREÓIDES<br /><ul><li> CÉLULAS PRINCIPAIS: </li></ul>PARATORMÔNIO<br /> OSTEOBLASTOS-OSTEOCLASTOS<br /> Aumento do cálcio e redução do fosfato no plasma <br /><ul><li> CÉLULAS OXÍFILAS</li></li></ul><li>Células Principais<br />
  51. 51. LÂMINA 98B, CORADA EM H.E.<br />TIREÓIDE<br />PARATIREÓIDE<br />
  52. 52. CÉLULAS FOLICULARES<br />COLÓIDE<br />PARATIREÓIDE<br />
  53. 53.
  54. 54. PARATIREOIDISMO<br />Hiperparatireoidismo<br /> Ossos com cavidades aumentadas<br /> Depósitos patológicos de Cálcio em artérias e rins<br />Hipoparatireoidismo<br />Ossos densos mais mineralizados<br />
  55. 55. PINEAL<br />
  56. 56. CARACTERÍSTICAS<br />PIA-MÁTER<br />PINEALÓCITOS (95%)<br />ASTRÓCITOS<br />FIBRAS NERVOSAS AMIELÍNICAS<br />CAPILARES FENESTRADOS<br />
  57. 57. MELATONINA<br />CONTROLA OS CICLOS BIOLÓGICOS<br />-DIA E NOITE: 24 hs<br />-ESTAÇÕES DO ANO<br />-CICLOS REPRODUTIVOS<br />Mecanismo:<br />Estímulos luminosos na retina<br />Córtex cerebral <br />Pineal<br />Melatonina<br />
  58. 58. AREIA CEREBRALDEPÓSITOS DE FOSFATO E CARBONATO DE CÁLCIO<br />CONCREÇÕES RADIOPACAS COMO PONTO DE REFERÊNCIA EM RADIOGRAFIAS<br />Acúmulos de cálcio e fosfato no espaço extracelular do conjuntivo perivascular da pineal<br />
  59. 59. CORPOS AMILÁCEOS<br />
  60. 60. lhotas de Langerhans<br />
  61. 61. Células: Alfa e Beta<br />
  62. 62. Parênquima SecretorCélulas Alfa e Beta<br />
  63. 63. Imunocitoquímica<br />
  64. 64. OVÁRIOS<br />CÓRTEX<br /> CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DE FOLÍCULOS OVARIANOS<br />
  65. 65. TESTÍCULOS<br />RESPONSÁVEL PELA ESPERMATOGÊNESE<br /> CÉLULA DE SERTOLI<br />PRODUÇÃO DE TESTOSTERONA<br /> CÉLULA DE LEYDIG<br />

×