Sistema circulatório mfh

4.091 visualizações

Publicada em

0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.091
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.879
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema circulatório mfh

  1. 1. SISTEMA CIRCULATÓRIO
  2. 2. FUNCIONAMENTO GERALDUAS BOMBAS LADO-LADO FORMANDO 2 CIRCUÍTOS• CIRCULAÇÃO PULMONAR (PEQUENA)Ventrículo direito, artéria pulmonar, pulmões, veias pulmonares e átrioesquerdo.• CIRCULAÇÃO SISTÊMICA (GRANDE)Ventrículo esquerdo, artéria aorta, sistemas corporais, veias cavas e átrio direito• SÍSTOLE E DIÁSTOLE ( Frequência /Rítmo )• REGULAÇÃO ENDÓCRINA E NERVOSA• REVESTIMENTO INTERNO(INTEGRIDADE DO ENDOTÉLIO)
  3. 3. REVESTIMENTO ENDOTELIALMULTIFUNCIONAL• TRANSPORTE DE SUBSTÂNCIAS (PINOCITOSE)• AÇÃO ANTITROMBOGÊNICA• FACILITA A COAGULAÇÃO DAS PLAQUETASFATOR DE VON WILLEBRAND• SÍNTESE DE ENDOTELINAS (TÔNUS VASCULAR) óxido nítrico• SÍNTESE DE FATORES DE CRESCIMENTO (VEGFs) Regula ocrescimento dos capilares• LIPÓLISE DE LIPOPROTEÍNAS (VLDL-Triglicerídeos e colesterol)• ATIVAÇÃO DE COMPOSTOS (Enzimas de conversão ANGIOSTENSIA I-II)• INATIVAÇÃO DE COMPOSTOS (SEROTONINA, NOREPINEFRINA,...)• RECEPTORES PARA SELECTINAS E INTEGRINAS- DIAPEDESE
  4. 4. CIRCULAÇÃOADVDVEAE
  5. 5. MICRO E MACRO CIRCULAÇÃOMicrocirculação (Intercâmbio)Formada por vasos visíveis apenascom microscópio (8-10µm)MacrocirculaçãoFormada por vasos acima de0,1 mm
  6. 6. EQUILÍBRIO HÍDRICO
  7. 7. HISTOFISIOLOGIA CARDÍACA• ESTRUTURA HISTOLÓGICACAMADAS: ENDOCÁRDIO, MIOCÁRDIO E PERICÁRDIOESQUELETO FIBROSO: ANEL FIBROSO, TRÍGONO FIBROSO ESEPTO MEMBRANOSOSISTEMA CONDUTOR CARDÍACO: NODO S-A, NODO A-VE FEIXE DE HISS
  8. 8. ESTRUTURA HISTOLÓGICA CARDÍACA1) ENDOCÁRDIOENDOTÉLIO + TECIDO CONJUNTIVOFIBROELÁSTICO2) MIOCÁRDIOMÚSCULO CARDÍACO + CONJUNTIVOPERIMUSCULAR (ENDOMÍSIO)3) PERICÁRDIOTECIDO CONJUNTIVO E ADIPOSO-PERICÁRDIO VISCERAL: EPICÁRDIO-PERICÁRDIO PARIETAL4) ESQUELETO FIBROSOANEL FIBROSO, TRÍGONO FIBROSO E SEPTOMEMBRANOSO
  9. 9. O coração tem 4 valvas:• A valva tricúspide regula o fluxo do sangueentre o átrio direito e o ventrículo direito.• A valva pulmonar se abre para permitir aosangue fluir do ventrículo direito aos pulmões.• A valva mitral regula o fluxo do sangue entre oátrio esquerdo e o ventrículo esquerdo.• A valva aórtica permite ao sangue fluir doventrículo esquerdo à aorta ascendente.
  10. 10. ESQUELETO FIBROSO*SUSTENTAÇÃO, ANCORAGEM DE FIBRAS CARDÍACAS E MANUTENÇÃO DO FUNCIONAMENTO
  11. 11. ENDOCÁRDIO
  12. 12. MIOCÁRDIO
  13. 13. PERICÁRDIO
  14. 14. VALVASESTRUTURAHISTOLÓGICA
  15. 15. SUPRIMENTO ARTERIAL
  16. 16. SISTEMA CONDUTOR CARDÍACO• NODO SINOATRIAL: CÉLULAS MARCAPASSO• NODO ATRIOVENTRICULAR• FEIXE ATRIOVENTRICULAR OU FEIXE DE HISS
  17. 17. TRAJETO DA PROPAGAÇÃO DO ESTÍMULO1 2 34 5
  18. 18. ESTRUTURA DOS NODOS• MASSA DE CÉLULAS MUSCULARESMODIFICADAS• TECIDO CONJUNTIVO FIBROELÁSTICORICAMENTE VASCULARIZADO• SUPRIMENTO DE ARTÉRIA NODAL(S-A) (A-V)* HIERARQUIA DAS CÉLULAS MARCAPASSOSUBSIDIÁRIAS VENTRICULARES
  19. 19. PORÇÃO DISTAL DO FEIXE DE HISSSUBENDOCÁRDIA
  20. 20. INERVAÇÃO CARDÍACA• FIBRAS EFERENTES (SNA):SIMPÁTICAS (ACELERAM O RÍTMO)PARASSIMPÁTICAS (REDUZEM O RÍTMO-NERVO VAGO)• FIBRAS AFERENTES LIVRESANGINA NO PEITO: OBSTRUÇÃO PARCIAL DAS ARTÉRIASCORONÁRIASATAQUE AGUDO SISTÊMICO: BAIXOS NÍVEIS DE O2
  21. 21. GENERALIDADESCONSTITUIÇÃO:CORAÇÃOARTÉRIASVEIASCAPILARESVASOS LINFÁTICOS
  22. 22. PLANO GERAL
  23. 23. PLANO GERAL DOS VASOS
  24. 24. ARTÉRIA E VEIA (DIFERENÇAS)
  25. 25. ARTÉRIASARTÉRIA MUSCULARARTÉRIA ELÁSTICA
  26. 26. VASA-VASORUMVASOS DOS VASOS
  27. 27. EVIDÊNCIA DA LÂMINA ELÁSTICA INTERNAARTÉRIA DE PEQUENO CALIBRE
  28. 28. a VASO LINFÁTICO b VEIA C ARTÉRIA
  29. 29. FEIXE VÁSCULO-NERVOSO
  30. 30. INERVAÇÃO EFERENTE E AFERENTEDOS VASOS SANGUÍNEOS• EFERENTE: SIMPÁTICA (SNA)- VASOCONSTRITORA, NORAEPINEFRINA- INERVAÇÃO COMPLEMENTAR VASODILATADORACOLINÉRGICA: VASOS DO MÚSCULO ESTRIADO ESQUELÉTICO• EM ALGUNS CASOS A PARASSIMPÁTICA COMO POREXEMPLO NO PÊNIS: VASODILATADORA• AFERENTES: QUIMIORRECEPTORES EBARORRECEPTORES
  31. 31. RECEPTORES SENSORIAISSEIOS CAROTÍDEOS-FORMAÇÕES BARORREPTORESMONITORAM A PRESSÃO DO SANGUECORPOS CAROTÍDEOS E CORPOS AÓRTICOS-FORMAÇÕES QUIMIORRECEPTORASMONITORAM O TEOR DE CO2, O2 E pH DO SANGUENA PAREDE (ADVENTÍCIA) DOS GRANDES VASOS:AORTA ,CARÓTIDA , ARTÉRIA PULMONAR,...• ESTRUTURA HISTOLÓGICA-ALTAMENTE VASCULARIZADAS (CAPILARES FENESTRADOS)-CÉLULAS SUSTENTACULARES TIPO II-CÉLULAS TIPO I (ARMAZENAM MEDIADORES QUÍMICOS: DOPAMINA, ADRENALINA,SEROTONINA,...)-FIBRAS NERVOSAS AFERENTES LEVAM A INFORMAÇÃO AO SNC
  32. 32. ATEROSCLEROSE
  33. 33. UNICAMPALTERAÇÕES NA HISTOLOGIA ARTERIAL
  34. 34. PREGAS DA TÚNICA ÍNTIMA
  35. 35. CORRELAÇÕES CLÍNICASVARIZES
  36. 36. COMPARATIVO: ARTÉRIA E VEIA
  37. 37. PARALELO ENTRE ARTÉRIAS E VEIASARTÉRIAS-LUZ MENOR E REDONDA-TÚNICA MÉDIA MAISDESENVOLVIDA-PRESENÇA LIMITANTESELÁSTICAS-PROPORÇÃO ENTREDIÂMETRO E LUZ- VASAVASORUM NAADVENTÍCIA PREDOMI-NANTEMENTE-VASOS LINFÁTICOSSOMENTE NA ADVENTÍCIAVEIAS- LUZ MAIOR E OVAL-TÚNICA ADVENTÍCIAMAIS DESENVOLVIDA-PRESENÇA VÁLVAS-DESPROPORÇÃO ENTREDIÂMETRO E LUZ- VASAVASORUM EMTODAS AS TÚNICAS-MAIOR QUANTIDADEDE VASOS LINFÁTICOS
  38. 38. ESTRUTURA DOS CAPILARES
  39. 39. CAPILARES• QUANTO À CONTINUIDADE DAS PAREDES:-CAPILAR CONTÍNUO TECIDO CONJUNTIVO, MÚSCULO, SNC...-CAPILAR FENESTRADOCOM DIAFRAGMA: GLÂNDULAS ENDÓCRINAS, INTESTINO, ...SEM DIAFRAGMA: RINS-CAPILAR SINUSÓIDESMEDULA ÓSEA, FÍGADO, BAÇO,...
  40. 40. COMPORTAMENTO DO SANGUE NOS VASOSObs: Comprimento total dos capilares humanos 96.000 Km
  41. 41. VASOS LINFÁTICOS
  42. 42. FLUXO INTERSTICIALFUNÇÃO DOS VASOS LINFÁTICOS:DEVOLVER AO SANGUE OFLUÍDO E PROTEÍNAS DOS ESPAÇOSINTERSTICIAIS CONTRIBUINDOPARA FORMAÇÃO DA LINFA
  43. 43. VASOS LINFÁTICOSESTRUTURA SEMELHANTE ÀS VEIAS• GRANDES VASOS:TÚNICAS BEM DEFINIDAS• VASOS MENORES:TÚNICAS MAL DEFINIDAS• CAPILARES (QUILÍFEROS)LÂMINA BASAL DESCONTÍNUAFILAMENTOS ÂNCORA E FIBRAS ELÁSTICAS
  44. 44. CAPILARES LINFÁTICOSCARACTERÍSTICAS HISTOFISIOLÓGICAS• MEMBRANA BASAL POUCO DESENVOLVIDA EDESONTÍNUA• FIBRILAS COLÁGENAS EXTERNAS ÀS CÉLULASENDOTELIAIS• NÃO POSSUEM PERICITOS ASSOCIADOS• PRESENÇA DE VÁLVULAS• PRESSÃO HIDROSTÁTICA NEGATIVA
  45. 45. ESTRUTURA DO CAPILAR LINFÁTICO
  46. 46. CAPILAR LINFÁTICOFILAMENTOSÂNCORAS DE FIBRASRETICULARES MANTÉMESSES VASOS ABERTOSEM CONDIÇÕES DEEDEMA
  47. 47. LOCAIS DESPROVIDOS DE DRENAGEMLINFÁTICA• SNC• TECIDO EPITELIAL• CARTILAGENS• CÓRNEA• CRISTALINO• TÚNICA ÍNTIMA DOS VASOS

×