Revoulção francesa

524 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
524
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
149
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revoulção francesa

  1. 1. . FRANÇA ANTES DA REVOLUÇÃO- Governo Absolutista- Clero e nobreza: isentos de impostos- Camponeses e burgueses: impostos- Déficit público: receitas < despesas- Indústria: concorrência inglesa- Agricultura: fracas colheitas
  2. 2. - Em fins do século XVIII, a França era o país mais populosoda Europa Ocidental. A sociedade estava assimdistribuída:- 1º Estado: Clero- 2º Estado: Nobreza- 3º Estado: 96% da população. alta e pequena burguesia. Sans-culottes (trabalhadores urbanos). camponeses
  3. 3. Gravura francesaGravura francesadatada de 1789,datada de 1789,representando umrepresentando umcamponês quecamponês quecarrega umcarrega umclérigo e umclérigo e umnobre nas costas.nobre nas costas.
  4. 4. - FORÇAS POLÍTICAS. Girondinos: favoráveis à Revolução e ao fim do Antigo Regime,queriam moderação. Temiam que a radicalização políticaampliasse os direitos da população pobre. Representavam a altaburguesia.. Planície: deputados que sentavam nas cadeiras do meio.Indefinidos.. Jacobinos: advogados, pequenos empresários, jornalistas,professores, médicos e homens comuns do povo. Defendiam osdireitos da gente mais simples.
  5. 5. - FASES DA REVOLUÇÃO. Revolta Aristocrática: 1º e 2º Estados não querem pagarimpostos.. Assembléia Nacional Constituinte: formada pela burguesia,rebelou-se contra o rei. Formação da Guarda Nacional. Tomadada Bastilha, em 14/07/1789. Aboliu o regime feudal e acaboucom os privilégios da nobreza e do clero. Elaborou a DeclaraçãoUniversal dos Direitos do Homem e do Cidadão, baseada nolema “ Igualdade, Liberdade e Fraternidade”
  6. 6. - Monarquia Constitucional (1791): Luis XVI finge aceitar aconstituição mas trama com a Áustria uma invasão daFrança. Preso, é levado para Paris. A população pobre deParis inicia uma onda de linchamentos de nobres, “osmassacres de setembro”.- Convenção Nacional (1792): início da república jacobina(liderada por Robespierre e Saint-Just) e do “período doterror”. Pelo menos 40 mil pessoas foram executadas, entreelas o próprio rei e a rainha. Embora cruel, a ação foifundamental para tornar a Revolução irreversível.- Luis XVI foi guilhotinado em janeiro de 1793 sob a acusaçãode conspirar contra a liberdade da nação e a segurança geraldo Estado.
  7. 7. - Diretório (1795-1799): fim da república jacobina.Elaboração de nova Constituição. Controle do Diretório(cinco membros eleitos pelo legislativo). Objetivo: afirmaro controle político da alta burguesia sobre o país.- Surgimento de Napoleão Bonaparte, que, após o Golpede 18 de Brumário (10/11/1799), inicia o Consulado e,posteriormente o Império.
  8. 8. • Não deve ser visto como parte da Revolução Francesa, massim conseqüência direta dela.• Momento de triunfo e consolidação da burguesia no poder.• Napoleão sepultou as duas ameaças que ainda pairavamsobre a burguesia: a reação absolutista e o radicalismojacobino.• O período Napoleônico (1799-1815) é dividido em três fases:Consulado, Império e Governo dos Cem Ddias.• Áustria, Rússia e Prússia, foram sucessivamente derrotadaspor Napoleão.
  9. 9. • O Consulado inicia com o Golpe de 18 de Brumário.• Durante o Império, Napoleão tenta conquistar a Inglaterra,militarmente. Não conseguiu.• Decretação do Bloqueio Continental.• A corte portuguesa, protegida pela marinha inglesa, foge parao Brasil.• A Rússia, que resolveu romper o bloqueio, foi invadida porNapoleão. Puro desastre. O inverno russo praticamentederrotou Napoleão.• Derrotado, Napoleão foi exilado na Ilha de Elba.• Fugiu de Elba e voltou à França, iniciando o Governo dos CemDias.• Derrotado em Waterloo, na Bélgica, foi exilado na Ilha deSanta Helena, onde morreu, em 1821.
  10. 10. • O CONGRESSO DE VIENA- O objetivo era restabelecer o equilíbrio político do continenteeuropeu.- Ideologicamente, o Congresso de Viena estabeleceu oPrincípio da Legitimidade, que definia que as antigas casasmonárquicas deveriam ser restauradas, começando pelaprópria França, e as antigas fronteiras deveriam serrespeitadas, uma vez que Napoleão tinha mexido em todas.
  11. 11. • Expansão da Revolução Industrial, consolidando ocapitalismo.• Inovações tecnológicas: petróleo, eletricidade e o açoaposentaram o carvão, o vapor e o ferro.• O avanço passou a exigir maiores quantidades de matérias-primas e uma quantidade cada vez maior de mercadosconsumidores.• Também chamada de neocolonialismo, o imperialismoeuropeu do século XIX foi uma espécie de corrida daspotências industrializadas da Europa, em direção à África eÁsia, buscando:
  12. 12. - novos mercados consumidores para manter o crescimento daprodução.- novas áreas fornecedoras de matéria-prima, já escassa naEuropa.- novas áreas de investimento para capitais excedentes e parafixação de excedentes populacionais.
  13. 13. • Não foi respeitado o modelo político, econômico, social ecultural dos povos das áreas atingidas.• Ainda hoje, em algumas áreas, principalmente da África,ainda ocorrem conflitos militares, como resultado da práticadessa política.
  14. 14. • Foi uma das conseqüências do neocolonialismo.• Rivalidades econômicas: Alemanha x Inglaterra• Disputas coloniais: Inglaterra x Alemanha• Disputas pelo controle dos Bálcãs: Áustria x Rússia• Revanchismo francês: França x Alemanha• ALIANÇAS MILITARES:- Tríplice Aliança: Alemanha, Áustria, Itália.- Tríplice Entente: Inglaterra, França, Rússia.
  15. 15. • RESULTADOS- Assinatura do Tratado de Versalhes.- Criação da Liga das Nações.- Crescimento Econômico dos EUA e Japão.
  16. 16. • Crise de superprodução, iniciando pelos EUA.REPERCUSSÕES:- Nos EUA, desemprego, fome, inflação, queda da bolsa devalores de Nova York.- Na América Latina, interrupção das exportações.- No Brasil, grave crise no setor cafeeiro.- Na Europa, comprometimento da política e economia.- Abriu espaço para o crescimento dos Regimes Nazi-Fascistas.
  17. 17. • Ditaduras violentas, que encontraram forças na CriseCapitalista de 1929 para crescer.• Suas principais características são:- anti-comunista- antiliberal- totalitário (Estado Total)- militarista- conservador- nacionalista- racista
  18. 18. • PRINCIPAIS REGIMES- Fascismo: criado por Benito Mussolini, na Itália.- Nazismo : criado por Adolf Hitler, na Alemanha.- Franquismo: criado pelo General Franco, na Espanha.- Salazarismo: criado por Oliveira Salazar, em Portugal.
  19. 19. • Reação ao Tratado de Versalhes.• Ascensão dos regimes fascistas.• Formação dos Países do Eixo: Alemanha, Itália, Japão.• Situações remanescentes da 1ª Guerra.• Estopim: Alemanha invade a Polônia (01/09/1939)• 1941: Japão ataca Pearl Harbor: EUA na guerra.• Maio de 1945: rendição alemã: fim da guerra na Europa.• Setembro de 1945: rendição japonesa: fim efetivo.
  20. 20. • RESULTADOS- Divisão da Alemanha- Criação da ONU- Guerra Fria
  21. 21. • Plano Marshal• Otan• Pacto de Varsóvia• Corrida armamentista e espacial• Mundo bi-polar

×