Divulgação de Resultados do 3T08
11 de novembro de 2008
ComentComentáários do 3T08rios do 3T08
2
Rubens Menin – Presidente
Crescimento ConsistenteCrescimento Consistente
3
.
ComentComentáários do 3T08rios do 3T08
4
Leonardo Corrêa – Diretor Vice Presidente Executivo, Financeiro e de Relações com...
O que a Classe C pretende comprar este ano?O que a Classe C pretende comprar este ano?
9
16
10
13
20
25
26
18
21
28
37
41
...
LiquidezLiquidez
6
Captação de Debêntures no montante de R$ 305 milhões em Julho de 2008, fortalecendo
nossa posição de ca...
Liquidez (continuaLiquidez (continuaçção)ão)
7
Contas a Receber Principal fonte de financiamento.
R$ 900 milhões em linhas...
Liquidez (continuaLiquidez (continuaçção)ão)
8
Crédito Associativo – CEF
• Linhas e projetos aprovados junto a CEF para um...
1.432,7
10.009,0 10.087,3 9.934,7
9.548,4
2006 2007 mar/08 jun/08 set/08
Banco de TerrenosBanco de Terrenos (%MRV)(%MRV)
9...
Banco de TerrenosBanco de Terrenos (%MRV)(%MRV)
10
Distribuição Cidades
Capitais e Regiões Metropolitanas 50,30% 50,3%
Int...
Desempenho Operacional e FinanceiroDesempenho Operacional e Financeiro
11
LanLanççamentosamentos (%MRV(%MRV -- R$ milhões)R$ milhões)
12
Lançamentos até setembro de 2008 já alcançaram 75,4% do pat...
DistribuiDistribuiçção dos Lanão dos Lanççamentosamentos
13
Distribuição por Faixas de Preço - 3T07 Distribuição por Faixa...
Vendas ContratadasVendas Contratadas (%MRV(%MRV -- R$ milhões)R$ milhões)
14
191,0
424,9
467,5
1.245,8
3T07 3T08 9M07 9M08...
Vendas ContratadasVendas Contratadas
15
Faixa de preço de R$80 mil a R$ 130 mil representa a maior parte de nossas vendas....
Vendas ContratadasVendas Contratadas –– Mix de CanaisMix de Canais
16
A nossa diversificação
geográfica tem um forte
impac...
Receita Operacional LReceita Operacional Lííquidaquida (R$ milhões)(R$ milhões)
17
113,3
317,4
255,2
778,4
-
100,0
200,0
3...
Lucro BrutoLucro Bruto (R$ milhões)(R$ milhões) e Margem Brutae Margem Bruta (%)(%)
18
45,9
129,8
99,1
318,2
40,5% 40,9%
3...
Despesas Comerciais (R$ milhões)
e Despesas Comerciais sobre Vendas Contratadas (%)
Indicadores de ProdutividadeIndicadore...
Despesas Gerais e Administrativas (R$ milhões) e
Despesas Gerais e Administrativas sobre Vendas Contratadas (%)
Indicadore...
EBITDAEBITDA (R$ milhões)(R$ milhões) e Margem EBITDAe Margem EBITDA (%)(%)
21
Nota: No 3T07 e 9M07 o EBITDA exclui as des...
Lucro LLucro Lííquidoquido (R$ milhões)(R$ milhões) e Margem Le Margem Lííquidaquida (%)(%)
22
Nota: O Lucro líquido do 3T...
Resultados a ApropriarResultados a Apropriar
23
R$ milhões 3T08 3T07
Var% 3T08 x
3T07
Receita bruta de vendas a apropriar ...
Estamos otimistas com o ano de 2009, mas dada a importância da precisão
do guidance de 2009, adiamos para dezembro a divul...
Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos, mas refletem
as metas...
Leonardo Corrêa
Diretor Vice Presidente Executivo, Financeiro e de Relações com Investidores
Mônica Simão
Diretora Finance...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação dos Resultados do Terceiro Trimestre de 2008.

65 visualizações

Publicada em

Apresentação dos Resultados do Terceiro Trimestre de 2008.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
65
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação dos Resultados do Terceiro Trimestre de 2008.

  1. 1. Divulgação de Resultados do 3T08 11 de novembro de 2008
  2. 2. ComentComentáários do 3T08rios do 3T08 2 Rubens Menin – Presidente
  3. 3. Crescimento ConsistenteCrescimento Consistente 3 .
  4. 4. ComentComentáários do 3T08rios do 3T08 4 Leonardo Corrêa – Diretor Vice Presidente Executivo, Financeiro e de Relações com Investidores
  5. 5. O que a Classe C pretende comprar este ano?O que a Classe C pretende comprar este ano? 9 16 10 13 20 25 26 18 21 28 37 41 10 14 11 17 18 23 20 19 20 33 41 40 9 10 11 16 17 18 19 20 20 32 37 37 EQUIPAMENTOS ESPORTIVOS PROPRIEDADES MOTO FERRAMENTAS PARA TRABALHOS GERAIS DECORAÇÃO COMPUTADOR PARA CASA TELEFONE CELULAR TV, HI‐FI E VÍDEO CARRO LAZER/VIAGEM MÓVEIS ELETRODOMÉSTICOS 2005 2006 2007 “A intenção de adquirir uma propriedade continua em trajetória de alta... ...e atinge o recorde de 16% com acesso ao crédito facilitado.” (+) Crédito Disponível (=) Consumo FONTE: Pesquisa CETELEM – iPSOS 2005/2006/2007 % 5
  6. 6. LiquidezLiquidez 6 Captação de Debêntures no montante de R$ 305 milhões em Julho de 2008, fortalecendo nossa posição de caixa. Rating de crédito corporativo ‘brAA-‘ na escala nacional atribuído pela Standard & Poor’s, reflete a excelente classificação de crédito da MRV. Baixo nível de endividamento: Dívida líquida = 3,6% do PL em 30 de setembro de 2008. Caixa disponível em 30 de setembro = R$289,4 milhões R$ milhões Empréstimos e financiamentos (incluindo Debêntures) 345,5 (-) Disponibilidades (incluindo não circulante) 289,4 56,2 Dívida Líquida em 30 de setembro de 2008
  7. 7. Liquidez (continuaLiquidez (continuaçção)ão) 7 Contas a Receber Principal fonte de financiamento. R$ 900 milhões em linhas de financiamento à construção já aprovadas junto a bancos comerciais (R$1.800 milhões quando repassados aos clientes finais). R$300 milhões já contratados. Tipo de Financiamento 2007 9M08 Total Financiamento Bancário 826,0                767,8         1.593,8    Crédito Associativo ‐ CEF 373,9                1.229,1      1.603,0    Total 1.199,9            1.996,8      3.196,8    Lançamentos por Tipo de Financiamento ‐ R$ milhões Obs: Aproximadamente 10% das vendas são pagas à vista ou em parcelas diretamente para a MRV, com a  última prestação paga até a entrega das chaves.
  8. 8. Liquidez (continuaLiquidez (continuaçção)ão) 8 Crédito Associativo – CEF • Linhas e projetos aprovados junto a CEF para um montante superior aos valores requeridos para 2008 e 2009. • Não é dívida da Companhia. • Recursos liberados durante a fase de construção. • Ampla Disponibilidade de recursos
  9. 9. 1.432,7 10.009,0 10.087,3 9.934,7 9.548,4 2006 2007 mar/08 jun/08 set/08 Banco de TerrenosBanco de Terrenos (%MRV)(%MRV) 9 Banco de Terrenos com diversificação diferenciada e foco em unidades econômicas... No 3T08, aproximadamente 50% das aquisições foram através de permuta... Evolução do Banco de Terrenos (R$ milhões) Banco de Terrenos (30/09/08) R$ milhões 9.548,4 Unidades (milhares) 97 Preço médio (R$ mil) 98
  10. 10. Banco de TerrenosBanco de Terrenos (%MRV)(%MRV) 10 Distribuição Cidades Capitais e Regiões Metropolitanas 50,30% 50,3% Interior 49,70% 49,7% Total 1 100,0% Até R$ 80.000 18% De R$ 80.001 a R$ 130.000 68% De R$ 130.001 a R$ 180.000 8% Acima de R$ 180.000 6% Distribuição do Banco de Terrenos por faixa de preço (30/09/08) Distribuição do Banco de Terrenos – Regiões Metropolitanas x Interior (30/09/08)
  11. 11. Desempenho Operacional e FinanceiroDesempenho Operacional e Financeiro 11
  12. 12. LanLanççamentosamentos (%MRV(%MRV -- R$ milhões)R$ milhões) 12 Lançamentos até setembro de 2008 já alcançaram 75,4% do patamar médio do guidance... 254,3 507,5 686,8 1.996,8 3T07 3T08 9M07 9M08 99,6% 190,7%
  13. 13. DistribuiDistribuiçção dos Lanão dos Lanççamentosamentos 13 Distribuição por Faixas de Preço - 3T07 Distribuição por Faixas de Preço - 3T08 A faixa de preço de R$80 mil a R$ 130 mil representa a maior participação no nosso mix de lançamentos. Até R$ 80.000 12% De R$ 80.001 a R$ 130.000 46% De R$ 130.001 a R$ 180.000 27% Acima de R$ 180.000 15% Até R$ 80.000 15% De R$ 80.001 a R$ 130.000 68% De R$ 130.001 a R$ 180.000 10% Acima de R$ 180.000 7%
  14. 14. Vendas ContratadasVendas Contratadas (%MRV(%MRV -- R$ milhões)R$ milhões) 14 191,0 424,9 467,5 1.245,8 3T07 3T08 9M07 9M08 122,5% 166,5%
  15. 15. Vendas ContratadasVendas Contratadas 15 Faixa de preço de R$80 mil a R$ 130 mil representa a maior parte de nossas vendas. Distribuição por Faixas de Preço - 3T07 Distribuição por Faixas de Preço - 3T08 Até R$ 80.000 21% De R$ 80.001 a R$ 130.000 49% De R$ 130.001 a R$ 180.000 20% Acima de R$ 180.000 10% Até R$ 80.000 21% De R$ 80.001 a R$ 130.000 37% De R$ 130.001 a R$ 180.000 26% Acima de R$ 180.000 16%
  16. 16. Vendas ContratadasVendas Contratadas –– Mix de CanaisMix de Canais 16 A nossa diversificação geográfica tem um forte impacto na distribuição de vendas contratadas por canal de vendas... ... otimizamos nossos canais conforme a localidade em que nos encontramos. Imobiliárias Parceiras 69% Lojas Próprias 17% Loja Virtual 14%
  17. 17. Receita Operacional LReceita Operacional Lííquidaquida (R$ milhões)(R$ milhões) 17 113,3 317,4 255,2 778,4 - 100,0 200,0 300,0 400,0 500,0 600,0 700,0 800,0 900,0 3T07 3T08 9M07 9M08 Receita OperacionalLíquida (R$'MM) 180,1% 205,1%
  18. 18. Lucro BrutoLucro Bruto (R$ milhões)(R$ milhões) e Margem Brutae Margem Bruta (%)(%) 18 45,9 129,8 99,1 318,2 40,5% 40,9% 38,8% 40,9% - 50,0 100,0 150,0 200,0 250,0 300,0 350,0 3T07 3T08 9M07 9M08 Lucro Bruto R$'MM e Margem Bruta %
  19. 19. Despesas Comerciais (R$ milhões) e Despesas Comerciais sobre Vendas Contratadas (%) Indicadores de ProdutividadeIndicadores de Produtividade –– Despesas ComerciaisDespesas Comerciais 19 8,4 30,7 20,1 75,0 4,4% 7,2% 4,3% 6,0% - 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 80,0 3T07 3T08 9M07 9M08 Despesas Comerciais R$'MM e Despesas Comerciais sobre Vendas Contratadas %
  20. 20. Despesas Gerais e Administrativas (R$ milhões) e Despesas Gerais e Administrativas sobre Vendas Contratadas (%) Indicadores de ProdutividadeIndicadores de Produtividade –– G&AG&A 20 14,1 22,3 35,1 59,77,4% 5,2% 7,5% 4,7% - 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 3T07 3T08 9M07 9M08 Despesas Gerais e Administrativas R$'MM e Despesas Gerais e Administrativas sobre Vendas Contratadas %
  21. 21. EBITDAEBITDA (R$ milhões)(R$ milhões) e Margem EBITDAe Margem EBITDA (%)(%) 21 Nota: No 3T07 e 9M07 o EBITDA exclui as despesas não recorrentes do IPO e da entrada do novo acionistas 32,8 84,3 65,2 199,4 29,0% 26,6% 25,5% 25,6% - 50,0 100,0 150,0 200,0 250,0 3T07 3T08 9M07 9M08 EBITDA Ajustado R$'MMe EBITDA Ajustado%
  22. 22. Lucro LLucro Lííquidoquido (R$ milhões)(R$ milhões) e Margem Le Margem Lííquidaquida (%)(%) 22 Nota: O Lucro líquido do 3T07 e do 9M07 exclui as despesas não recorrentes do IPO e da entrada do novo acionistas 37,9 65,0 62,3 182,5 33,4% 20,5% 24,4% 23,4% - 20,0 40,0 60,0 80,0 100,0 120,0 140,0 160,0 180,0 200,0 3T07 3T08 9M07 9M08 Lucro Líquido Ajustado R$'MM e Margem Líquida Ajustada %
  23. 23. Resultados a ApropriarResultados a Apropriar 23 R$ milhões 3T08 3T07 Var% 3T08 x 3T07 Receita bruta de vendas a apropriar 892,9 326,9 173,2% Custo de unidades vendidas a apropriar (454,0) (145,5) 212,1% Resultado a apropriar 438,9 181,4 142,0% Margem do Resultado a apropriar 49,2% 55,5% -6,3 p.p.
  24. 24. Estamos otimistas com o ano de 2009, mas dada a importância da precisão do guidance de 2009, adiamos para dezembro a divulgação do mesmo. ProjeProjeççõesões 24 2008 VGV (% MRV) - R$ milhões 2.500 ~ 2.800 Vendas contratadas (% MRV) - R$ milhões 1.800 ~ 2.000 Margem bruta 40% ~ 44% Margem EBITDA 24% ~ 28% Margem líquida 21% ~ 25%
  25. 25. Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos, mas refletem as metas e as expectativas da direção da MRV Engenharia. As palavras "antecipa", "acredita", "espera", "prevê", "pretende", "planeja", "estima", "projeta", "objetiva" e similares são declarações prospectivas. Embora acreditemos que essas declarações prospectivas se baseiem em pressupostos razoáveis, essas declarações estão sujeitas a vários riscos e incertezas, e são feitas levando em conta as informações às quais a MRV Engenharia atualmente tem acesso. Esta apresentação está atualizada até o final do 3T08 e a MRV Engenharia não se obriga a atualizá-la mediante novas informações e/ou acontecimentos futuros. A MRV Engenharia não se responsabiliza por operações ou decisões de investimento tomadas com base nas informações contidas nesta apresentação. O EBITDA, de acordo com o Ofício Circular CVM 1/2005, pode ser definido como lucros antes das receitas (despesas) financeiras líquidas, imposto de renda e contribuição social, depreciação e amortização e resultados não operacionais. O EBITDA é utilizado como uma medida de desempenho pela administração da Companhia e não é uma medida adotada pelas Práticas Contábeis Brasileiras ou Americanas, não representa o fluxo de caixa para os períodos apresentados e não deve ser considerado como um substituto para o lucro líquido, como indicador do desempenho operacional da MRV ou como substituto para o fluxo de caixa, nem tampouco como indicador de liquidez. A administração da MRV acredita que o EBITDA é uma medida prática para aferir seu desempenho operacional e permitir uma comparação com outras companhias do mesmo segmento. Entretanto, ressalta-se que o EBITDA não é uma medida estabelecida de acordo com os Princípios Contábeis Brasileiros (Legislação Societária ou BR GAAP) ou Princípios Contábeis Norte-Americanos (US GAAP) e pode ser definido e calculado de maneira diversa por outras companhias. AvisoAviso 25
  26. 26. Leonardo Corrêa Diretor Vice Presidente Executivo, Financeiro e de Relações com Investidores Mônica Simão Diretora Financeira Tel.: (31) 3348-7171 E-mail: ri@mrv.com.br www.mrv.com.br/ri ContatosContatos 26

×