4ª Aula para Formação de Discipuladores

364 visualizações

Publicada em

Seminário para Formação de Discipuladores
Igreja Batista Central de Jacarepaguá
Pr. Julio Cesar
http://www.ibcjrj.com.br

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
364
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

4ª Aula para Formação de Discipuladores

  1. 1. Quarta Aula Para Formação De Discipuladores. Ide Fazei Discípulos! Jesus Cristo
  2. 2. Quarta Aula Para Formação De Discipuladores. Ide Fazei Discípulos! Jesus Cristo
  3. 3. Quero relembrar aos irmãos que temos construído nossa ‘casa’ sobre o imperativo de Cristo encontrado em Mateus 28. 19a que nos diz e, espero que não nos cansemos de dizê-lo e ouvi-lo, “Ide, fazei discípulos.” Este é o nosso fundamento pelo qual todas as demais missões devem ser desenvolvidas com igual comprometimento. Pois assim a Bíblia nos adverte:
  4. 4. Dediquem-se uns aos outros com amor fraternal. Prefiram dar honra aos outros mais do que a si próprios. Nunca lhes falte o zelo, sejam fervorosos no espírito, sirvam ao Senhor. Romanos 12:10,11
  5. 5. Deus não é injusto; ele não se esquecerá do trabalho de vocês e do amor que demonstraram por ele, pois serviram os santos e continuam a servi-los. Queremos que cada um de vocês mostre essa mesma prontidão até o fim, para que tenham a plena certeza da esperança, de modo que vocês não se tornem negligentes, mas imitem aqueles que, por meio da fé e da paciência, recebem a herança prometida. Heb. 6. 10 a 12
  6. 6. É também por isso que diante deste alicerce, somos o que somos: ‘Escravos’ e ‘soldados’. O que significa dizer que não nos foi dada a possibilidade ao não cumprimento da missão. Por vezes não cumprimos, mas não porque temos tal direito como que outorgado e sim, porque criamos tais alternativas. Mas queremos mudar isso e, como resultado de toda mudança necessária, cumpriremos com o
  7. 7. E porque cumpriremos como IDE DE CRISTO, faremos discípulos. Até porque, não se pode esperar nada diferente de nós. Ora, se somos discípulos o que deve nascer de nós são discípulos. Esta é a expressão correta: nascer de nós. Mas, somos discípulos? Você é um discípulo de Cristo?
  8. 8. Temo que não sejamos discípulos ou, ao menos, não o somos como Deus espera que o sejamos. Se é que isso seja possível. Pois a verdade é que estamos mais para membros da igreja do que para discípulos de Cristo.
  9. 9. Sobre 1ª Pedro 2.5 que diz: Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo. Ortiz diz o seguinte: “...o mais comum é a Igreja não ser uma Casa Espiritual, mas apenas uma pilha de tijolos soltos. Cada membro é um tijolo solto e todos nós nos esforçamos para conseguir mais tijolos.”
  10. 10. Não quero entrar em detalhes, pois os detalhes vocês encontrarão em seu livro, mas adianto que sua afirmação baseia-se em Constatações em loco: 1.Não nos sujeitamos à autoridade. 2. Tomamos tanto conta da vida dos outros que nos esquecemos dos que se encontram lá fora perdidos. 3. Não discernimos o Corpo de Cristo.
  11. 11. 4. Não somos casas bem ajustadas, pelo contrário somos tijolos desajustados, sem liga ou conexão. 5. Não sabemos multiplicar. 6. Não pensamos no TODO. 7. Não somos discípulos, somos MEMBROS DE IGREJAS.
  12. 12. Do membro espera-se basicamente cinco comportamentos: 1.O membro deve frequentar as reuniões. 2. O membro deve contribuir. 3. O membro deve ter um bom caráter. 4. O membro deve honrar com os compromissos assumidos. 5. O membro deve NÃO atrapalhar.
  13. 13. Se estes requisitos são satisfeitos, o indivíduo é considerado um ‘bom’ membro da igreja. Mas, sabemos que Deus não chamou ninguém para ser membro de igreja. Não há essa expressão no NT, a não ser na analogia com o corpo de Cristo (somos membros do corpo que o tem como cabeça); mas o sentido das palavras paulinas não cabem no contexto abordado...
  14. 14. E mais, o foco do Cristianismo não é mudar o comportamento, mas transformar o coração (extraído do Livro: Homens além do churrasco e futebol). Deus nos chamou para sermos discípulos. Discípulo gera discípulos. Membro não gera discípulos. Discípulo de CRISTO é aquele que teve seu coração transformado pelo seu EVANGELHO !
  15. 15. MAS, O QUE É UM DISCÍPULO?
  16. 16. No contexto bíblico o termo ‘discípulo’ significa, literalmente, ‘pupilo’ ou ‘aprendiz’. Quando aplicado aos primeiros cristãos, o termo veio a significar alguém que declarou uma obediência pessoal e incondicional aos ensinos e à pessoa de Jesus Cristo. Hoje, entende-se o termo ‘discípulo’ de Cristo como indivíduo cuja vida gravita em torno de Jesus. Ouçamos novamente.
  17. 17. Pergunto: Somos discípulos?
  18. 18. MAS, O QUE É UM DISCÍPULO?
  19. 19. 1. Um discípulo é uma pessoa que aprende a viver do mesmo modo que seu mestre. E depois, ele próprio comunica a vida que tem. Ortiz. 2. Um discípulo é alguém que ouviu o chamado de Cristo e se torna seu seguidor porque vinculou-se a Ele recebendo novas diretrizes para obediência. C. Brown
  20. 20. 3. Um discípulo não somente professa sua fé em Cristo, mas anda com Ele. 4. Um discípulo é capacitado a viver como Cristo viveu e, por isso, está permanentemente envolvido na missão que seu mestre o confiou assim como comprometido com processo de crescimento e transformação espiritual.
  21. 21. Em fim... 5. Um discípulo é chamado a andar com Cristo, capacitado a viver como Cristo e enviado a trabalhar por Cristo. Marley, Patrick.
  22. 22. Diante das coisas que ouvimos nestas três últimas aulas, devemos concluir que: 1. Se não tenho um Senhor, não sou servo. 2. Se não tenho um Superior, não sou soldado. 3. Se não tenho um Mestre, não sou discípulo.
  23. 23. E o que sou? Um alguém que, apesar do cumprimento de todo rito proposto pela religião cristã e, que na verdade são poucos e fáceis de serem praticados; mas, um alguém que vive vagando à margem do propósito Divino. ...
  24. 24. Não ser discipulador é viver à margem da vontade de Deus. Não multiplicar é viver à margem da vontade de Deus. Não cumprir com o IDE é viver à margem da vontade de Deus. Não gerar filhos espirituais é viver à margem da vontade de Deus.
  25. 25. Fato é que nenhum desses males nos alcançarão se verdadeiramente formos discípulos! Só para lembrar:
  26. 26. 1. Um discípulo é uma pessoa que aprende a viver do mesmo modo que seu mestre. E depois, ele próprio comunica a vida que tem. Ortiz. 2. Um discípulo é alguém que ouviu o chamado de Cristo e se torna seu seguidor porque vinculou-se a Ele recebendo novas diretrizes para obediência. C. Brown
  27. 27. 3. Um discípulo não somente professa sua fé em Cristo, mas anda com Ele. 4. Um discípulo é capacitado a viver como Cristo viveu e, por isso, está permanentemente envolvido na missão que seu mestre o confiou e no processo de crescimento e transformação espiritual.
  28. 28. Em fim... 5. Um discípulo é chamado a andar com Cristo, capacitado a viver como Cristo e enviado a trabalhar por Cristo. Marley, Patrick.
  29. 29. Será que você pode dizer a si mesmo: Eu sou um discípulo de Jesus Cristo? Deus nos ajude! Pois:
  30. 30. A igreja de Cristo precisa de DISCIPULADORES que estejam igualmente preparados, dispostos e disponíveis para o cumprimento de outras missões. Esta é uma lei que não pode ser desprezada.
  31. 31. IBCJ TODO DISCÍPULO UM DISCIPULADOR!

×