Educação A Distância 2

713 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
713
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Educação A Distância 2

  1. 1. PLANEJAMENTO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
  2. 2. CONCEPÇÃO, CONCEITOS E CONSTRUÇÃO DE EAD
  3. 3. CONTEXTUALIZAÇÃO <ul><li>Segundo Georges Anderla: </li></ul><ul><ul><li>De 50 mil a 1 d. C. - 1 unidade de conhecimento humano; </li></ul></ul><ul><ul><li>Em 1500, a humanidade duplica seu conhecimento; </li></ul></ul><ul><ul><li>Em 1750, nova duplicação; </li></ul></ul><ul><ul><li>Em 1900, 8 unidades; </li></ul></ul><ul><ul><li>Em 1973, 128 vezes; e </li></ul></ul><ul><ul><li>Hoje, estima-se uma duplicação a cada 8 meses (Ex: computadores ) </li></ul></ul>
  4. 4. <ul><li>A SITUAÇÃO PÓS-MODERNA </li></ul><ul><li> novo grau de fragmentação, pluralismo e individualismo. </li></ul><ul><li> mudanças no mundo do trabalho e na tecnologia. </li></ul><ul><li> declínio do estado nação e das culturas nacionais dominantes. </li></ul><ul><li> a vida política, econômica e cultural influenciada por fatos que ocorrem em nível global. </li></ul><ul><li> renovada importância do local e uma renovada importância do local e uma tendência para estimular culturas subnacionais e regionais. </li></ul>KUMAR, Krishan. Da sociedade pós-industrial à sociedade pós-moderna. Rio de Janeiro: Zahar, 1997.
  5. 5. <ul><li>As identidades coletivas de classe e experiências compartilhadas dissolvem-se em formas mais pluralizadas e específicas. </li></ul><ul><li>Sociedades multiculturais e multiétnicas. </li></ul><ul><li>A política da diferença  a identidade não é unitária nem essencial, mas fluida e mutável, alimentada por fontes múltiplas e assumindo formas múltiplas. </li></ul><ul><li>Associação do global e do local. </li></ul><ul><li>Um novo ambiente que exige uma nova epistemologia social. </li></ul><ul><li>Uma nova sociedade, uma nova época? </li></ul>
  6. 6. HISTÓRICO DA EAD <ul><li>1833 - SUÉCIA - Curso de Contabilidade. </li></ul><ul><li>1840 / 1856 / 1874 - Ing , Fra e EUA. </li></ul><ul><li>Destaques no mundo: Open University ( Ing ), Venezuela, Costa Rica, Espanha, Portugal e EUA. </li></ul><ul><li>1904 - Brasil - 1º Curso por Correspondência. </li></ul>
  7. 7. Conceitos Amplos em EAD <ul><li>Segundo Romiszowski, “EAD é qualquer metodologia de ensino que elimina as barreiras da comunicação criadas pela distância ou tempo” </li></ul><ul><li>Para Willis, “A EAD ocorre quando o professor e o aluno estão separados por distância e meios tecnológicos são utilizados para facilitar a comunicação.” </li></ul>
  8. 8. IDÉIAS PRINCIPAIS <ul><li>Distintas formas de estudo: permanente e continuada; </li></ul><ul><li>Sem imediata supervisão do professor; </li></ul><ul><li>Exigência de planejamento, guia e acompanhamento; </li></ul><ul><li>Distância superada pelos meios; e </li></ul><ul><li>Comunicação de dupla via. </li></ul>
  9. 9. Caracteriza-se a educação a distância como modalidade educacional na qual a mediação didático-pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem ocorre com a utilização de meios e tecnologias de informação e comunicação, com estudantes e professores desenvolvendo atividades educativas em lugares ou tempos diversos. Conceito de EAD - DECRETO Nº 5.622, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2005.
  10. 10. Conceitos Clássicos Tutoria Equipe de professores que atende às questões e dúvidas pedagógicas dos alunos. É também a responsável pela elaboração de trabalhos, avaliações e outros materiais didáticos que sejam necessários. Tutor Professor que atua na tutoria de EAD. Coordenador É o responsável pela condução administrativa e pedagógica dos trabalhos de uma equipe de EAD. Monitor Profissional ou estudante capacitado para atuar em Cursos de EAD, facilitando a ação da tutoria e reforçando a interatividade entre tutor e aluno.
  11. 11. Facilitador Pessoal voluntário ou contratado cujo objetivo é prestar apoio sobre o conteúdo a ser trabalhado nas diferentes disciplinas, complementando a ação da tutoria. Normalmente, ocorre quando há projetos de ação que pretendam atingir grandes parcelas da população e pessoas da própria comunidade se dispõem a auxiliar. Conteudista Profissional de todas as ciências e especialidades que, sendo conhecedor dos princípios básicos da EAD, produz material didático apropriado para o uso em curso a distância. Conceitos Clássicos
  12. 12. EVOLUÇÃO DA EAD
  13. 13. 1ª Geração - Ensino por Correspondência - Aluno e professores separados pela distância geográfica; - Material impresso, distribuído pelo correio; - Modelo fechado possibilitando maior controle do sistema, sem opções para os alunos ( Ex. provas de múltipla escolha); - Interação lenta, infreqüente e inadequada; - Medido por tarefas resolvidas
  14. 14. 2ª Geração - Educação pela TV - Alunos e professores separados pela distância; - Centros ou núcleos de recepção organizada e/ou controlada; - Módulos impressos, TV; - Medido pelo número de participantes .
  15. 15. 3ª Geração - Sistemas Integrados - Os alunos estudam nos locais em que os meios necessários estejam disponíveis; - Utilizam-se Multi-meios ( material impresso, software e vídeo) e Multimídia ( CD-ROM , interação eletrônica via rede); - Centrado no aluno ( aberto, pois permite decisões do aluno) ; - Medido pelo desempenho profissional .
  16. 16. 4ª Geração - Escolas Virtuais - A interação aluno/ prof. pode ser feita de maneira convencional, mas é controlada pelo aluno; - A telecomunicação é feita mediante internet, redes locais, Tv interativa; - Trabalhos em grupos colaborativos em rede; - Medido pelo valor/benefício do trabalho.
  17. 17. POSSIBILIDADES DA EAD <ul><li>Liberdade ampla para que o aluno estude de acordo com suas possibilidades. </li></ul><ul><li>Superação das dificuldades impostas pela distância e pelo tempo. </li></ul><ul><li>Interatividade. </li></ul><ul><li>Democratização do acesso ao conhecimento. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>A EAD não deve estar ligada a uma idéia de separação, mas a uma forma peculiar de presença. </li></ul><ul><li>O EAD requer habilidades para o estudo independente e o trabalho responsável. </li></ul><ul><li>A personalização do processo de aprendizagem deve obedecer ao ritmo de cada aluno. </li></ul><ul><li>Uma logística adequada é muito importante para a viabilidade do processo( impressos ou outros meios). </li></ul>BARREIRAS À QUALIDADE DA EAD
  19. 19. <ul><li>Improvisação versus previsão: RH e Mat. Didático; </li></ul><ul><li>Programas inadequados ( fora das necessidades); </li></ul><ul><li>Insuficiente visão de limites ( gigantismos ); </li></ul><ul><li>Estrutura curricular inflexível (avaliações e conteúdos nos mesmos moldes do presencial ); </li></ul><ul><li>Resistência conservadora. </li></ul>BARREIRAS À QUALIDADE DA EAD
  20. 20. CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
  21. 21. CED (CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA) <ul><li>ASPECTOS BÁSICOS </li></ul><ul><li>POLÍTICO-PEDAGÓGICOS </li></ul><ul><li>DIDÁTICOS </li></ul><ul><li>ADMINISTRATIVOS </li></ul>
  22. 22. ASPECTOS POLÍTICO-PEDAGÓGICOS <ul><li>Concepções </li></ul><ul><li>Diagnóstico da realidade </li></ul><ul><li>Utopia / Futurições </li></ul><ul><li>Cursos </li></ul><ul><li>Legislação </li></ul>
  23. 23. DIDÁTICOS <ul><li>MATERIAL DE ESTUDO AUTÔNOMO </li></ul><ul><li>TUTORIA </li></ul><ul><li>ENCONTROS PRESENCIAIS </li></ul><ul><li>AVALIAÇÃO </li></ul>
  24. 24. ADMINISTRATIVOS <ul><li>ESTRUTURA MATERIAL E FINANCEIRA </li></ul><ul><li>EQUIPE DE PROFISSIONAIS </li></ul><ul><li>GERENCIAMENTO </li></ul>
  25. 25. SISTEMA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Segundo R. Erdos PROGRAMA EDUCACIONAL GERENCIAMENTO AVALIAÇÃO ATENDIMENTO AO ESTUDANTE MATERIAL DE ENSINO FINANÇAS E A D
  26. 26. EAD NA AMAZÔNIA
  27. 27. <ul><li>ASPECTOS IMPORTANTES </li></ul><ul><li>Limitações Orçamentárias </li></ul><ul><li>Quantidade de profissionais </li></ul><ul><li>Logística para se atingir toda a Amazônia </li></ul><ul><li>Pouca experiência de EAD </li></ul><ul><li>Cultura Local x Necessidade Real </li></ul><ul><li>Acesso Tecnológico </li></ul><ul><li>Interesses na Amazônia </li></ul>EAD NA AMAZÔNIA
  28. 28. Segundo Armengol (1986), o tutor realiza as seguintes atividades: <ul><li>COMENTAR TRABALHOS ESCRITOS; </li></ul><ul><li>COLABORAR PARA A COMPREENSÃO DO MATERIAL INSTRUCIONAL, ATRAVÉS DA DISCUSSÃO E LEVANTAMENTO DE QUESTÕES; </li></ul><ul><li>ESCLARECER PONTOS OBSCUROS; </li></ul><ul><li>RESPONDER ÀS PERGUNTAS DOS ESTUDANTES; E </li></ul>TUTOR
  29. 29. <ul><li>ESTIMULAR O PLANEJAMENTO DE ESTUDOS; </li></ul><ul><li>ORIENTAR TRABALHOS PRÁTICOS E PROJETOS; </li></ul><ul><li>PARTICIPAR DE ENCONTROS PRESENCIAIS; </li></ul><ul><li>FAZER DEVOLUÇÕES SOBRE O PROGRESSO DOS ESTUDANTES; </li></ul><ul><li>INTERMEDIAR RELAÇÕES ENTRE OS ESTUDANTES E O CED. </li></ul>TUTOR
  30. 30. EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Quem sonha o absurdo, alcança o impossível !!! (autor)

×