Aula 02 artesanato, manufatura e indústria

41.701 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
2 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
41.701
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
391
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
480
Comentários
2
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 02 artesanato, manufatura e indústria

  1. 1. Artesanato, Manufatura e Indústria Sociologia do Trabalho Aula 02 Daniel Alves
  2. 2. ARTESANATO <ul><li>sm   ( artesão+ato 2 )  1  Técnica e tirocínio do artesão; artesania. 2  Peça artesanal. (Dicionário Michaelis on-line) </li></ul>
  3. 3. Artesanato <ul><li>Artesanato  é o próprio trabalho manual ou produção de um artesão (de  artesão  +  ato ). Mas com a mecanização da indústria o artesão é identificado como aquele que produz objetos pertencentes à chamada cultura popular. (Wikipédia) </li></ul>
  4. 4. Artesanato <ul><li>O artesanato é o estágio em que o produtor, o artesão, executava sozinho todas as etapas da produção até mesmo a comercialização do produto. Não havia divisão do trabalho nem o emprego de máquinas, somente de ferramentas simples. </li></ul>O Mestre e o Aprendiz
  5. 5. Artesanato <ul><li>O artesanato foi a forma de produção característica da Baixa Idade Média (até o século XVII), durante o renascimento urbano e comercial, sendo representado por uma produção de caráter familiar, na qual o artesão possuía os meios de produção (era o proprietário da oficina e das ferramentas) e trabalhava com a família em sua própria casa, realizando todas as etapas da produção, desde o preparo da matéria-prima, até o acabamento final; ou seja não havia divisão do trabalho ou especialização. </li></ul>
  6. 6. Condições dos Artesões <ul><li>Em algumas situações o artesão tinha junto a si um ajudante, porém não assalariado, pois realizava o mesmo trabalho pagando uma “taxa” pelo utilização das ferramentes. </li></ul><ul><li>É importante lembrar que nesse período a produção artesanal estava sob controle das corporações de ofício, assim como o comércio também encontrava-se sob controle de associações, limitando o desenvolvimento da produção. </li></ul>
  7. 7. MANUFATURA <ul><li>sf  ( manu+fatura )  1  Trabalho executado a mão.  2  Obra feita a mão.  3  Processo ou trabalho de fazer artigos ou quaisquer produtos a mão ou com maquinaria; especialmente quando prosseguido sistematicamente e com divisão do trabalho; fabricação.  4  Estabelecimento industrial que fabrica seus produtos em grande quantidade.  5  Produto desse estabelecimento. (Dicionário Michaelis on-line) </li></ul>
  8. 8. Manufatura <ul><li>A manufatura corresponde ao estágio intermediário entre o artesanato e a maquinofatura ou indústria. Nesse estágio já ocorria a divisão do trabalho (cada operário realizava uma tarefa ou parte da produção), mas a produção ainda dependia fundamentalmente do trabalho manual, embora já houvesse o emprego de máquinas simples. Esse estágio corresponde à fase inicial do capitalismos (1620-1750). </li></ul>
  9. 9. Características da Manufatura <ul><li>A manufatura, predominou ao longo da Idade Moderna, resultando da ampliação do mercado consumidor com o desenvolvimento do comércio monetário. </li></ul><ul><li>Nesse momento, já ocorre um aumento na produtividade do trabalho, devido a divisão social da produção, onde cada trabalhador realizava uma etapa na confecção de uma produto. </li></ul><ul><li>A ampliação do mercado consumidor relaciona-se diretamente ao alargamento do comércio, tanto em direção ao oriente como em direção à América, permanecendo o lucro nas mãos dos grandes mercadores. </li></ul><ul><li>Outra característica desse período foi a interferência do capitalista no processo produtivo, passado a comprar a matéria-prima e a determinar o ritmo de produção, uma vez que controlava os principais mercados consumidores. </li></ul>
  10. 10. INDÚSTRIA <ul><li>sf  ( lat industria )  1  Conjunto de artes de produção, em oposição à agricultura e ao comércio.  2  Arte, ofício, profissão mecânica ou mercantil.  3  Aptidão ou destreza com que se executa um trabalho manual, habilidade para fazer alguma coisa.  4  Engenho.  5  Invenção. (Dicionário Michaelis on-line)   </li></ul>
  11. 11. Indústria <ul><li>O estágio atual, iniciado com a revolução industrial, podendo ser caracterizado pelo emprego maciço de máquinas e fontes de energia modernas (carvão mineral, petróleo, etc), produção em larga escala, grande divisão e especialização do trabalho(1750 até hoje). </li></ul>
  12. 12. Revolução Industrial <ul><li>A partir da máquina fala-se numa primeira, numa segunda e até numa terceira e quarta Revolução Industrial. Porém, se concebermos a industrialização, como um processo, seria mais coerente falar-se num primeiro momento (energia a vapor no século XVIII), num segundo momento (energia elétrica no século XIX) e num terceiro e quarto momentos, representados respectivamente pela energia nuclear e pelo avanço da informática, da robótica e do setor de comunicação ao longo dos séculos XX e XXI, porém aspectos ainda discutíveis. </li></ul>
  13. 13. ARTESANATO MANUFATURA INDÚSTRIA Período Baixa Idade Média (até o século XVII) Fase inicial do capitalismo (1620-1750) Iniciado com a Revolução Industrial(1750 até hoje) Principais Características O artesão executa sozinho todas as fases da produção e até mesmo a comercialização do produto. Estágio intermediário entre o artesanato e a maquinofatura; diferenciação de cargos. Emprego maciço de máquinas e fontes de energia modernas (carvão mineral, petróleo, etc.), produção em larga escala, grande divisão e especialização do trabalho. Instrumentos de Trabalho Ferramentas simples Máquinas simples Maquinário
  14. 14. ARTESANATO MANUFATURA INDÚSTRIA Meio de Produção Artesão proprietário da oficinas e das ferramentas Ferramentas – artesão. Matéria-prima – Manufatureiro Pertencentes ao capitalista Divisão do Trabalho O artesão realiza todas as etapas da produção, desde o preparo da matéria-prima, até o acabamento final; não havia divisão de trabalho ou especialização. Cada operário realizava uma tarefa ou parte da produção, mas esta ainda depende do trabalho manual. Divisão técnica e social do trabalho: cada operário executa uma função específica. Consequências Comércio sob controle de associações, limitando o desenvolvimento da produção Aumento na produtividade do trabalho Maior produtividade; novos hábitos de consumo; êxodo rural; nova estratificação da sociedade;nova relação desta com a natureza.
  15. 15. Racionalização do Trabalho <ul><li>Taylorismo </li></ul><ul><li>Toyotismo </li></ul><ul><li>Estados Unidos da América </li></ul><ul><li>1903 (Ford Motor Company) </li></ul><ul><li>Henry Ford </li></ul><ul><li>Estratégia mais abrangente envolvendo mecanização, linha de montagem e divisão de trabalho </li></ul><ul><li>Japão </li></ul><ul><li>Pós 2ª Guerra Mundial </li></ul><ul><li>Fabrica da Toyota </li></ul><ul><li>Mecanização flexível, controle de qualidade, personalização do produto e etc. </li></ul><ul><li>Estados Unidos da América </li></ul><ul><li>1890 </li></ul><ul><li>Frederick Winslow Taylor </li></ul><ul><li>Racionalização cientifica dos movimentos. </li></ul><ul><li>Fordismo </li></ul>
  16. 16. 1932 - Valorização das pessoas   O australiano  Elton Mayo  (1880-1949) lidera um estudo numa fábrica da GE nos EUA. A pesquisa mostra que a produção aumenta se os trabalhadores são bem tratados. Começa uma tímida valorização do ser humano
  17. 17. 1954 - A invenção do gerente   Austríaco naturalizado americano, Peter Drucker  (1909-2005) publica  A Prática da Administração , que lança as bases da gestão moderna. Drucker esquadrinhou cada área da administração. Estabeleceu o papel do gerente e elaborou o método de gestão por objetivos
  18. 18. 1970 - Capitalismo pop Surge uma geração de empresários voltados a novas tecnologias, que se tornam estrelas pop. Em 1975,  Bill Gates  cria o software que popularizaria o microcomputador. Em 1976,  Steve Jobs  funda a Apple e cria o Macintosh, o primeiro microcomputador com interface gráfica.
  19. 19. 1980 - Trabalho em equipe   Em reação ao crescimento da economia japonesa, empresas americanas copiam o sistema de gestão dominante no Japão. Trata-se da valorização do trabalho em equipe. Grupos de trabalhadores desenvolvem idéias para apresentar a seus chefes
  20. 20. 1996 - A geração da internet O Google, empresa criada pelo americano  Larry Page , de 24 anos, e pelo russo  Sergey Brin , de 23, ganha dinheiro com negócios virtuais ao mesmo tempo que cria uma cultura de trabalho baseada na liberdade e na criatividade
  21. 21. 1997 - A marca chamada você O consultor americano  Tom Peters publica um artigo intitulado “A marca chamada você”. Segundo ele, para ter sucesso é preciso ser “presidente de sua vida profissional”. Isso significa viver de projetos próprios. É um reflexo da redução dos empregos formais
  22. 22. 2007 - O trabalho 24 x 7 Graças à tecnologia digital, profissionais ficam ligados à empresa 24 horas por dia. É a vida frenética na era da globalização, que atropela fusos horários e derruba os muros entre o trabalho e o lar. Um símbolo dessa nova fase é o  BlackBerry , aparelho multifuncional que reúne serviços de e-mail, internet e celular
  23. 23. Referencia Bibliografia <ul><li>MICHAELIS. Disponível em: < http://michaelis.uol.com.br/ >. Acessado em: 22 fev. 2012 </li></ul><ul><li>WIKIPÉDIA. Artesanato. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Artesanato . Acessado em: 22 fev. 2012 </li></ul>

×