Apresentação Cannes 2009 - DM9 Agency of the Year

3.488 visualizações

Publicada em

0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.488
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
24
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
117
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação Cannes 2009 - DM9 Agency of the Year

  1. 1. Cannes 2009 – como a gente chegou lá Set 2009
  2. 2. O QUE VEREMOS HOJE 1 2 DM9 Agency of the year Os próximos anos – o que aprendemos em Cannes 3 4 GP’S Cannes 2009 – os trabalhos que a gente gostaria de ter feito Alguns cases interessantes para Kibon 5 Reflexões de como aplicar tudo o que aprendemos em nossa comunicação
  3. 3. 1 DM9 Agency of the year
  4. 4. 3 em press 2 em outdoor 1 em film 1 em cyber 1 em mídia 1 em designLEÕES
  5. 5. 2 ouros 4 pratas 3 bronzes LEÕES
  6. 6. simplicidade sempre vai ganhar leão
  7. 7. Latinstock Ouro em mídia impressa
  8. 8. Latinstock Ouro em mídia impressa
  9. 9. Latinstock Ouro em mídia impressa
  10. 10. Saxsofunny Prata em design
  11. 11. Saxsofunny Prata em design
  12. 12. Saxsofunny Prata em design
  13. 13. O óbvio, as vezes, é o que mais surpreende.
  14. 14. Terra viagens Ouro em mídia impressa Prata em outdoor
  15. 15. Terra viagens Ouro em mídia impressa Prata em outdoor
  16. 16. o poder da síntese de uma imagem
  17. 17. FedEx Prata em outdoor Bronze em press
  18. 18. FedEx Prata em outdoor Bronze em press
  19. 19. FedEx Prata em outdoor Bronze em press
  20. 20. um outdoor tem mais poder quando as pessoas interagem com ele
  21. 21. WWF Prata em mídia
  22. 22. um outdoor tem mais poder quando as pessoas interagem com ele
  23. 23. Tok&Stok Bronze em film
  24. 24. A força de uma idéia ainda pode ter o tamanho de um banner. Mas isso está acabando
  25. 25. Cia Athletica Bronze em cyber
  26. 26. 2 Os próximos anos – o que aprendemos em Cannes
  27. 27. Os próximos anos pra entender o futuro, precisamos entender nosso público e sua relação com os meios digitais Pra entender o futuro, precisamos entender nosso público e sua relação com os meios
  28. 28. Os próximos anos a fofoqueira da janela • ser a primeira a saber da fofoca • contar que sabe • ser influente com o seu grupo (através do que sabe)) ela busca... = Para elas, conteúdo relevante (informação e entretenimento) MOEDA SOCIAL
  29. 29. Os próximos anos e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário?e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário?e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário? E como integrar marcas e pessoas nesse novo cenário?
  30. 30. Os próximos anos e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário?e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário?e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário? O mundo não funciona mais na lógica do “faça o que eu digo mas não faça o que faço” 1A marca deve ir além da mensagem, deve ASSUMIR UMA ATITUDE
  31. 31. Os próximos anos e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário?e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário?e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário? 2 Oferecer conteúdo é a nova forma de se relacionar. Conteúdo não é imposto. Ao contrário, é procurado pelo consumidor. Por isso é mais relevante.
  32. 32. Os próximos anos e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário?e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário?e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário? 2 Oferecer conteúdo é a nova forma de se relacionar. serviço entretenimento informação formas de conteúdo
  33. 33. Os próximos anos e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário?e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário?e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário? 2 Oferecer conteúdo é a nova forma de se relacionar. serviço entretenimento informação formas de conteúdo O2 – IndigO2 MobyIKEA Swaggerize-me Whopper Sacrifice
  34. 34. Os próximos anos e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário?e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário?e como INTEGRAR marcas e pessoas nesse novo cenário? 3 hoje a big idea só é bigse ela mobilizar. E para mobilizar, é preciso estabelecer um diálogo.
  35. 35. 3 GP’S Cannes 2009 – os trabalhos que a gente gostaria de ter feito
  36. 36. GP’S Cannes 2009 – os trabalhos que a gente gostaria de ter feito Mais do que grandes peças, grandes idéias que vão além dos meios, além do discurso, além da categoria. eles mobilizam
  37. 37. TITANIUM “PEOPLE TALKING TO PEOPLE MADE THE DIFFERENCE”
  38. 38. CYBER /DIRECT E RP Nosso ‘checklist’ com o case Obama ATITUDE CONTEÚDO MOBILIZAÇÃO
  39. 39. Nosso ‘checklist’ com o case Obama ATITUDE 1) POSICIONAMENTO desafiador: desafiar o status quo “o princípio que seguimos estava errado. Temos que mudar. Ao invés de aumentar impostos das grandes empresas, vou cortar os impostos das pequenas empresas” Barack Obama TITANIUM
  40. 40. Nosso ‘checklist’ com o case Obama ATITUDE 1) POSICIONAMENTO desafiador: desafiar o status quo “Não estou pedindo para vocês confiarem em mim. Peço que vocês confiem em vocês.” Barrack Obama 2) Uma BIG IDEA que dava poder às pessoas: Yes We Can TITANIUM
  41. 41. Nosso ‘checklist’ com o case Obama ATITUDE 1) POSICIONAMENTO desafiador: desafiar o status quo 2) Uma BIG IDEA que dava poder às pessoas: Yes We Can 3) Uma série de ferramentas que EFETIVAMENTE davam poder às pessoas. Os eleitores se tornaram co-responsáveis na campanha. TITANIUM A internet foi responsável por 87% de toda a arrecadação da campanha de Obama
  42. 42. Nosso ‘checklist’ com o case Obama CONTEÚDO 1) Transformar a proposta política em algo realmente interessante e relevante para as pessoas. “ninguém liga pras campanhas, apenas os políticos.” David Plouffe Campaign Manager for Barack Obama -> transparência e didatismo TITANIUM
  43. 43. Nosso ‘checklist’ com o case Obama CONTEÚDO 1) Transformar a proposta política em algo realmente interessante e relevante para as pessoas. 2) Adequação da mensagem por público - SEGMENTAÇÃO :: DIÁLOGO: assuntos segmentados prontidão na resposta :: SEGMENTAR A MASSA: valorizar minorias e públicos críticos :: PROXIMIDADE REAL: canais diretos sem intermediários TITANIUM
  44. 44. Nosso ‘checklist’ com o case Obama MOBILIZAÇÃO 1) Estratégia de engajamento: não criar uma campanha. criar uma comunidade “ninguém liga pras campanhas, apenas os políticos. Era preciso fazer algo que criasse uma comunidade. Estimular que as pessoas discutissem, dividissem suas opiniões e as multiplicassem.” David Plouffe Campaign Manager for Barack Obama TITANIUM A força do boca-a-boca
  45. 45. Nosso ‘checklist’ com o case Obama MOBILIZAÇÃO 1) Estratégia de engajamento: não criar uma campanha. criar uma comunidade TITANIUM 2) Ativação via redes sociais: Glee Twitter Mi Gente Youtube Myspace Black Planet Facebook Facebook (Oficial)
  46. 46. Nosso ‘checklist’ com o case Obama MOBILIZAÇÃO 1) Estratégia de engajamento: não criar uma campanha. criar uma comunidade TITANIUM 2) Ativação via redes sociais: 3) Estabelecer diálogo
  47. 47. MOBILIZAÇÃO TITANIUM 3) A importância do monitoramento
  48. 48. 3) Até que a proposta de Obama se espalhasse para todos os lados. 2) E continuar construindo relacionamento via diálogo 1) Dar ferramentas e estímulo para convertidos atuarem como MULTIPLICADORES MOBILIZAÇÃO TITANIUM 3) A importância do monitoramento
  49. 49. 3) Até que a proposta de Obama se espalhasse para todos os lados. 2) E continuar construindo relacionamento via diálogo 1) Dar ferramentas e estímulo para convertidos atuarem como MULTIPLICADORES MOBILIZAÇÃO TITANIUM 3) A importância do monitoramento e pessoas COMUNS disseram YES WE CAN
  50. 50. e CELEBRIDADES disseram YES WE CAN Shortlist Titanium MOBILIZAÇÃO TITANIUM
  51. 51. e JOVENS fizeram seus AVÓS RACISTAS dizerem YES WE CAN MOBILIZAÇÃO TITANIUM
  52. 52. CYBER /DIRECT E RP Se um factóide pode gerar mais talkability do que a mensagem do brief, por que não transformá-lo em mensagem?
  53. 53. CYBER /DIRECT E RP Nosso ‘checklist’ com o Melhor emprego do Mundo ATITUDE CONTEÚDO MOBILIZAÇÃO
  54. 54. CYBER /DIRECT E RP Nosso ‘checklist’ com o Melhor emprego do Mundo ATITUDE 1) O benefício não foi trabalhado como mensagem Mas sim num convite para se vivenciar um sonho
  55. 55. CYBER /DIRECT E RP Nosso ‘checklist’ com o Melhor emprego do Mundo ATITUDE 1) O benefício não foi trabalhado como mensagem Mas sim num convite para se vivenciar um sonho 2) Através do factóide, a ação prova efetivamente que se trata de um lugar lindo e paradisíaco Nem sempre é necessário falar de forma direta e literal nossos benefícios. Mostrar, contextualizar, pode ser mais relevante do que simplesmente dizer.
  56. 56. CYBER /DIRECT E RP Nosso ‘checklist’ com o Melhor emprego do Mundo CONTEÚDO 1) As informações sobre o lugar foram aplicadas numa temática de sonho comum “Não é o que a gente fala, mas como a gente fala” Limpar a piscinaSer instrutor
  57. 57. CYBER /DIRECT E RP Nosso ‘checklist’ com o Melhor emprego do Mundo MOBILIZAÇÃO 1) Uso inteligente do RP FACTÓIDE = PAUTA Facilita disseminação da campanha sem custos
  58. 58. MIDIA Back to the basics - Prestar atenção ao comportamento do consumidor pode ser o primeiro passo para uma estratégia outstanding Um serviço, um novo business, uma nova ocasião de consumo?
  59. 59. MIDIA Nosso ‘checklist’ com o case Kit Kat ATITUDE CONTEÚDO MOBILIZAÇÃO
  60. 60. MIDIA Nosso ‘checklist’ com o case Kit Kat ATITUDE 1) A marca extrapolou o core do produto para participar da vida das pessoas
  61. 61. MIDIA Nosso ‘checklist’ com o case Kit Kat ATITUDE 1) A marca extrapolou o core do produto para participar da vida das pessoas 2) O convite à nova ocasião de consumo veio associado a uma atitude da marca: eu me torno mais relevante para que você me queira mais
  62. 62. MIDIA Nosso ‘checklist’ com o case Kit Kat CONTEÚDO 1) Serviço inovador + relevante + proprietário – nome do produto Que cria uma nova ocasião de consumo e um novo significado para o produto. Ele é mais do que um chocolate, é uma demonstração de carinho
  63. 63. MIDIA Nosso ‘checklist’ com o case Kit Kat MOBILIZAÇÃO Estar onde as pessoas estão Se apropriar de um hábito do consumidor e “melhorá-lo”
  64. 64. FILME Um gp de filme para um filme veiculado na internet
  65. 65. MIDIA Nosso ‘checklist’ para o filme Carousel ATITUDE CONTEÚDO MOBILIZAÇÃO
  66. 66. MIDIA Nosso ‘checklist’ para o filme Carousel ATITUDE 1) Gerar experimentação da TV ao invés de falar sobre ela
  67. 67. MIDIA Nosso ‘checklist’ para o filme Carousel CONTEÚDO 1) Entretenimento Desenvolver um curta metragem para despertar a atenção do consumidor e convidá-lo a experimentar os diferenciais do produto Interatividade +
  68. 68. MIDIA Nosso ‘checklist’ para o filme Carousel MOBILIZAÇÃO Ativação em mídia Estratégia convergente: Todas as mídias suportam e amplificam a big idea
  69. 69. 4 Alguns cases interessantes para Kibon
  70. 70. NESTLÉ - FRIGOR Por que é interessante? : utilização de tom irreverente – quebra mood Nestlé : De mensagem de produto para entretenimento. : marca quebra códigos da categoria para se diferenciar ao falar de verão Prata em film
  71. 71. FATHERHOOD.GOV Por que é interessante? : A gente poderia ter feito : “Montessori dad” : Forma divertida de retratar pequenas alegrias cotidianas : mensagem reforça o poder da valorização destes pequenos momentos. Prata em film
  72. 72. ADIDAS. BASKETBALL IS A BROTHERHOOD Por que é interessante? : Uma atitude pode provar uma promessa : Engajamento e diferenciação via ação e não via discurso : a comunicação se torna reflexo da missao da marca Prata em film
  73. 73. SAGAMI LOVE DISTANCE Por que é interessante? : foco na missão : Engajamento via vida real : assunto universal : associação do produto a atributos emocionais e positivos Ouro em film
  74. 74. 5 Reflexões de como aplicar tudo o que aprendemos em nossa comunicação
  75. 75. Alguns pontos para pensarmos ATITUDE :: Como podemos efetivamente celebrar mais a vida? :: O que a marca pode FAZER para celebrar as pequenas alegrias cotidianas? :: Como podemos celebrar de verdade um mundo mais cremoso e mais gostoso ?
  76. 76. Alguns pontos para pensarmos ATITUDE CONTEÚDO :: Que tipo de conteúdo podemos oferecer para ajudar/estimular as pessoas a celebrarem mais? :: O que nossa Montessori mom já celebra que pode ser apropriado pela marca? :: Que motivos daremos às pessoas para que elas celebrem? :: Como podemos tornar as coisas celebráveis ainda mais gostosas?
  77. 77. Alguns pontos para pensarmos ATITUDE CONTEÚDO MOBILIZAÇÃO :: Como tornar o sorvete um ícone da celebração cotidiana? :: O que mobilizaria as Montessori mom’s nas redes sociais? O que elas já falam nas redes sociais? :: Quais são os meios em que nosso target já se relaciona? :: Como criar um diálogo com a Montessori mom?
  78. 78. Obrigada!

×