Banco Pine - Apresentação Institucional 1T13

361 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
361
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Banco Pine - Apresentação Institucional 1T13

  1. 1. Apresentação Institucional1º Trimestre de 2013
  2. 2. 2/32Relações com Investidores | 1T13 |Perfil e HistóriaO PINEHistóriaEstratégia de NegóciosCenário CompetitivoO Foco é o ClienteCrédito CorporativoMesa para Clientes (FICC)PINE InvestimentosElevação dos RatingsDestaques e ResultadosGovernança Corporativa e PINE4Estrutura OrganizacionalGovernança CorporativaComitêsPINE4Composição AcionáriaResponsabilidade Socio AmbientalÍndice
  3. 3. Perfil e História
  4. 4. 4/32Relações com Investidores | 1T13 |O PINEEspecializado em prover soluções financeiras para grandes clientes...Carteira de crédito por faturamento anual dos clientesPerfil31 de Março de 2013Focado em estabelecer relacionamentos de longo prazoConhecimento profundo e penetração de produtosNegócio segmentado em 3 linhas de negócios• Crédito Corporativo: produtos de crédito efinanciamento• Mesa para Clientes: produtos de administraçãode riscos e hedge• PINE Investimentos: Mercado de Capitais,Assessoria Financeira, Project & StructuredFinance e Research> R$ 2bilhões39%R$ 500milhões aR$2 bilhões39%R$ 250 a R$500 milhões15%Até R$ 250milhões7%
  5. 5. 5/32Relações com Investidores | 1T13 |155 184 222 341 521 620 755 663 7611.2142.854 3.1044.1915.7466.9637.9128.3791862121 126 140 136 152 171209335801827 8258671.0151.2201.260Dez-97Dez-98Dez-99Dez-00Dez-01Dez-02Dez-03Dez-04Dez-05Dez-06Dez-07Dez-08Dez-09Dez-10Dez-11Dez-12Mar-13Carteira de Crédito Corporativo (R$ Milhões)Patrimônio Líquido (R$ Milhões)História...com vasto conhecimento do ciclo de crédito corporativo no Brasil.Março, 2007IPO1997Noberto e NelsonPinheiro vendemsuas participações noBMC e fundam o PINE1939A família Pinheirofundao Banco Central doNordeste1975Noberto Pinheiro setorna um doscontroladores doBanco BMCDesvaloriza-ção do RealNasdaq WTC EleiçõesBrasileiras(Lula)SubprimeCriseAsiáticaCriseRussaComunidadeEuropeiaMaio, 201316 anosFinal de 2007Foco em expandir o negócio CorporativoDecisão de descontinuar o negócio de Crédito ConsignadoMaio 007Criação da linha de produtos da PINE Investimentos eabertura da Agência Cayman2005Noberto Pinheiro torna-se o únicoacionista do PINEOutubro 2007Criação da Mesa para ClientesOutubro 2011Aumento de Capital com participação do DEGAgosto 2012Aumento de Capital com participação do DEG, Proparco, controlador e administradoresNovembro 2012Inauguração da PINE Securities USA LLC, broker dealer em Nova York
  6. 6. Estratégia de Negócios
  7. 7. 7/32Relações com Investidores | 1T13 |Cenário CompetitivoO PINE atende a um nicho de empresas com poucas opções de bancos.MERCADOConsolidação do setor bancário diminuiu a ofertade linhas de crédito e instrumentos financeirospara empresasProcesso de desalavancagem dos bancosestrangeirosPINECompleta gama de serviços – Crédito, Hedging eBanco de Investimentos – com espaço paracrescimento~ 10 clientes por officerVantagens competitivas: Foco Resposta ágil: Forte relacionamento com ocliente; Comitê de Crédito duas vezes porsemana e resposta aos clientes em até umasemana Atendimento especializado Soluções sob medida Diversidade de produtosGrandes BancosMúltiplosVarejoPMEs e VarejoCorporate e PMEs100% Corporate100% focado no atendimento completo aempresas, oferecendo produtos customizadosBancosEstrangeiros e deInvestimento
  8. 8. 8/32Relações com Investidores | 1T13 |O Foco é Sempre o ClienteEstratégia de diversidade de produtos permite atender individualmente às necessidades de cada cliente.CDIsFiançasFundos ExclusivosGestão de CarteirasUnderwritingSwap NDFSwaps EstruturadosConta GarantidaRepasses BNDESFiançasComprorACC/ACEExportaçãoFinimpCarta de CréditoResolução 2.770Capital de GiroEmpréstimosSindicalizados eEstruturadosJurosMoedasCommoditiesRenda VariávelCDBsCDsRDBsLCAsLCIsDebênturesCRIsCCBsEurobondsPrivatePlacementsLetrasFinanceirasClienteTesourariaCréditoCorporativoMesa paraClientesPINEInvestimentosDistribuiçãoMercado deCapitaisCorporate &StructuredFinanceMoeda LocalMoeda EstrangeiraJuros MoedasCommoditiesPricingde Ativose PassivosGestão deLiquidezTradingMoeda LocalRepassesMoedaEstrangeiraTrade FinanceFinanciamentosEstruturadosProject FinanceAssessoriaFinanceiraFundos deCrédito PrivadoOpçõesFinanciamentode AeronavesInvestmentManagementCrédito RuralM&AFundos deParticipaçãoFundos ImobiliáriosAlém da matriz em SãoPaulo/SP, possuímos 12agências espalhadas peloBrasil, nos estados do Ceará,Mato Grosso, Minas Gerais,Paraná, Pernambuco, Rio deJaneiro, Rio Grande do Sul,Santa Catarina e São Paulo.A rede de originação secompleta com a agência dasIlhas Caymane a brokerdealer de Nova Iorque (EUA).
  9. 9. 9/32Relações com Investidores | 1T13 |Reuniões duas vezes por semana – análise de 20 propostas emmédiaQuorum mínimo: 4 membros - obrigatória a presença doPresidente do Conselho ou do Presidente ExecutivoMembros:Presidente do ConselhoPresidente (CEO)Vice-Presidente de Negócios (COO)Vice-Presidente de Operações (CAO)Vice-Presidente de Riscos e Crédito (CRO)Participantes:Diretor Executivo da Mesa de ClientesAnalistas de CréditoOutros membros da área de Originação (CorporateBanking)Crédito CorporativoAtuação Comitê de CréditoSólido processo de originação e aprovação de crédito.Processo de Aprovação de Crédito: Esteira EletrônicaOfficer de OriginaçãoOriginação do crédito Análise de crédito, visita a clientes,atualização de dados, interação com aequipe interna de análiseAnalista de CréditoOpinião sobre o volume daoperação, garantias, estruturasetc.Superintendentes deOriginação e Análise deCréditoExposição das propostas ao comitêCRO, DiretoresExecutivos e Analistasde CréditoProcesso de tomada de decisãocentralizada e unânimeCOMITÊ DE CRÉDITOAtendimento personalizado, muito próximo e ágil, graças aobaixo número de clientes por officer: cada um atende ~10grupos econômicos em médiaEquipe de originadores organizados regionalmente, o quegarante informações de crédito extremamente atualizadasRelacionamento de longo prazo com mais de 600 gruposeconômicosOriginação organizada em 12 agências, divididas em 14plataformas de negócios, nos principais centros econômicos dopaísO PINE possui um time de mais de 30 analistas de crédito, quegarantem uma análise fundamentalista e baseada eminteligência setorialProcessos eficientes de empréstimo, garantias, documentação econtroles, que resultam, historicamente, em baixos índice deinadimplência
  10. 10. 10/32Relações com Investidores | 1T13 |31 de março de 2013Cenário em 31 de Março:Duration: 149 diasMtM: R$ 174 milhõesCenário de Estresse (Dólar: +31% e Preço Commodities: -30%):MtM Estressado: R$ 298 milhões1 Fonte: Cetip, março 2013Juros: Pré-fixado, Flutuante, Inflação, LiborMoedas: Dólar, Euro, Iene, Libra, Dólar Canadense, DólarAustralianoCommodities: Açúcar, Soja (Grãos, Farinha e Óleo), Milho,Algodão, Metais, EnergiaR$ milhõesMesa para Clientes (FICC)Valor Nocional por Mercado de AtuaçãoSegmentos de MercadoValor Nocional e Risco de Crédito de Contraparte (MtM)Perfil da CarteiraComprovado trackrecord permite a manutenção da 2ª colocação em derivativos de commodities1.Commodities20%Juros20%Moeda60%4.287 4.720 4.875 5.036 5.180126256 238197 174354597 629498298Mar-12 Jun-12 Set-12 Dez-12 Mar-13Valor NocionalMtMMtM Estressado
  11. 11. 11/32Relações com Investidores | 1T13 |R$ milhões R$ milhõesMercado de Capitais: Estruturação e Distribuição deOperações de Renda Fixa.Assessoria Financeira: Project & Structured Finance,M&A e operações híbridas de capital.Research: Macro, Commodities e Grandes EmpresasR$ 50.000.000Janeiro, 2013Aumento de capitalAssessorUS$ 250.000.000Abril, 2013Senior NotesBookrunnerR$ 800.000.000Janeiro, 2013DebênturesCoordenador169101T12 4T12 1T13+11,1%3171601.0451T12 4T12 1T13+553,1%PINE InvestimentosConsolidação do foco dedicado ao longo dos últimos anos.Volume Financeiro - UnderwritingOperaçõesReceitas
  12. 12. 12/32Relações com Investidores | 1T13 |Elevação dos Ratings...reconhecida pelo mercado e positivamente avaliada pelas agências de rating.A agência informou que a perspectiva positivareflete a rentabilidade crescente através de umaestratégia bem executada, garantindo a recorrênciadas receitas. A Ação de rating também captura amelhora da diversificação da captação do banco,indicadores de qualidade bem administrados e suaboa liquidez e administração de capital.A agência baseou seus ratings na forte qualidade dacarteira de crédito, adequados patamares deliquidez, capital e resultados. A S&P ainda destacaa gradual diversificação das fontes de fundingatravés de emissões externas, securitizações e orecente aumento de capital subscrito pelo DEG.A agência atribuiu a melhora dos ratings do PINE àcapacidade do banco em preservar e melhorar o seuperfil de crédito nos últimos anos. Além disso,segundo a agência, os ratings refletem odesempenho consistente do PINE, maiordiversificação das captações e a boa qualidade dosativos, da liquidez e de capitalização. Para a Fitch,o PINE tem administrado cuidadosamente ocrescimento no segmento corporativo, com umaestratégia de diversificação de receitas e cross-selling com o objetivo de reduzir a dependência dasreceitas de crédito e aumentar a participação daMesa para Clientes (FICC) e da PINE Investimentos.Agosto 2011UpgradeS&PDezembro 2011UpgradeS&PMaio 2012Upgradepela Fitch  Maio 2010UpgradeFitch  Agosto 2012UpgradePerspectivaMoody’sMaio 2013UpgradeFitch
  13. 13. Destaques e Resultados
  14. 14. 14/32Relações com Investidores | 1T13 |Eventos e Destaques do 1T13Recorrência de Resultados.Contribuições positivas das receitas em todas as linhas de negócios no trimestre: 56,6% de Crédito Corporativo,34,1% da Mesa para Clientes (FICC), 7,6% da PINE Investimentos e 1,7% da Tesouraria.Gap positivo de liquidez mantido há mais de 11 trimestres: 15 meses para o crédito ante 17 meses para acaptação.Balanço líquido com caixa no valor de R$ 1,4 bilhão, equivalente a 42% dos depósitos a prazo.O PINE segue classificado entre os 15 maiores bancos no ranking de derivativos da CETIP e o 2º em derivativos decommodities para clientes.Em 19 de abril, o Banco Central homologou o aumento de capital realizado pela Proparco no PINE. A operaçãoresultou na emissão de 2.211.213 ações preferenciais, no montante de aproximadamente R$ 32 milhões, e contoucom a participação de outros acionistas que exerceram seu direito de preferência a R$14,28. A transaçãoproporcionou um ganho de Basileia de 0,4 p.p..Em 25 de abril, foi desembolsada pelo DEG a primeira transação da parceria PINE-DEG, no montante de US$ 16milhões e prazo de 8 anos, para uma empresa do setor de autopeças.Em 30 de abril, realizamos também nossa primeira transação através da broker dealer em Nova Iorque, comvolume de US$ 250 milhões, para uma empresa do setor sucroalcooleiro do Estado de São Paulo.1234567
  15. 15. 15/32Relações com Investidores | 1T13 |Destaques Financeiros do 1T131 Inclui Cartas de Crédito a utilizar, Fianças, Títulos de Creditos a Receber e Títulos Públicos (debêntures, CRIs, eurobonds e cotas de fundos)R$ milhões7.426 8.405Mar-12 Mar-13Carteira de Crédito 113,2%1.029 1.260Mar-12 Mar-13Patrimônio Líquido22,4%31 301T12 1T13Receitas de Prestação deServiços-3,2%47 461T12 1T13Lucro Líquido-2,1%Os principais indicadores apresentaram desempenho dentro do esperado no período...19,5% 15,5%1T12 1T13ROAE- 4,0 p.p.6.443 6.589Mar-12 Mar-13Captação2,3%
  16. 16. 16/32Relações com Investidores | 1T13 |Diversificação de Produtos e Receitas... com contribuição de todas as linhas de negócios, fruto da estratégia de atendimento completo a clientes.Participação de Clientes com mais de um Produto Índice de Produtos – Clientes com mais de um ProdutoMix de Receitas44% 58% 58%56% 42% 42%Mar-11 Mar-12 Mar-13Mais de 1 produto 1 produto2,73,02,8Mar-11 Mar-12 Mar-13CréditoCorporativo57,3%Mesa paraClientes24,3%Tesouraria8,2%PINEInvestimentos10,2%1T12CréditoCorporativo56,6%Mesa paraClientes34,1%Tesouraria1,7%PINEInvestimentos7,6%1T13
  17. 17. 17/32Relações com Investidores | 1T13 |Margem Financeira5,0% 5,5%4T12 1T13+ 0,5 p.p.Maior atividade na Mesa para Clientes (FICC)Crescimento da Carteira de CréditoVolta do caixa a um patamar em torno de 40% dos depósitosEvolução da Margem Impactos no PeríodoComposição da MargemR$ milhões1T13 4T12 1T12 Tri (%) 12M (%)Resultado da intermediação financeira 102 93 122 9,7% -16,4%Efeito do overhedge (2) (1) (1) 100,0% 100,0%Resultado da intermediação financeira desconsiderando overhedge 100 92 121 8,7% -17,4%Provisão para perdas com crédito de liquidação duvidosa (13) (19) (11) -31,6% 18,2%Resultado da intermediação financeira após provisão 87 73 110 19,2% -20,9%Margem em linha com o guidance.
  18. 18. 18/32Relações com Investidores | 1T13 |Despesas e Índice de EficiênciaR$ milhões1T13 4T12 1T12 Tri (%) 12M (%)Despesas operacionais 150 49 46 2,0% 8,7%(-) Despesas não recorrentes 1 1 1 - -Despesas operacionais recorrentes (A) 49 48 45 2,1% 8,9%Receitas 2(B) 130 122 152 6,6% -14,5%Índice (A/B) 37,7% 39,3% 29,5% -1,6 p.p. 8,2 p.p.1Outras despesas administrativas + despesas tributárias + despesas de pessoal2Resultado da intermediação financeira - provisão para perdas com crédito + receitas de prestação de serviços + efeito do overhedgeDespesasÍndice de Eficiência2223 2220222429,5%39,3% 37,7%1T12 4T12 1T13Despesas de PessoalOutras Despesas AdministrativasÍndice de Eficiência (%)Rigoroso controle de despesas.
  19. 19. 19/32Relações com Investidores | 1T13 |1 Inclui Cartas de Crédito a Utilizar, Fianças, Títulos de Creditos a Receber e Títulos Públicos (debêntures, CRIs, eurobonds e cotas de fundos)R$ milhõesCarteira de Crédito1A carteira manteve seu crescimento e atingiu R$ 8,4 bilhões em Março...3.136 3.175 3.329 3.289 3.389 3.382 3.274 3.377 3.55071 122251 322 367 621 683 787 670881912881 883 884822 800853 8261.1171.3721.534 1.687 1.684 1.599 1.6992.1142.5016227727567821.0211.154 9427818322301901241028164473626Mar-11 Jun-11 Set-11 Dez-11 Mar -12 Jun-12 Set-12 Dez-12 Mar -13Pessoa Física: 0,3%Trade finance: 9,9%Fiança: 29,8%Repasses: 9,8%Títulos Privados +Capital de giro: 50,2%6.0576.5456.8757.0657.4267.6417.4447.9488.405
  20. 20. 20/32Relações com Investidores | 1T13 |Redução da concentração no setor de Açúcar e Álcool, de 20% para 15%;Aumento da participação em outros setores, como Energia Elétrica e Renovável e Construção Civil;Mudança na composição dos 20 maiores clientes em aproximadamente 20%;20 maiores clientes representavam aproximadamente 29% da carteira total.Contínua Gestão do Portfólio de Crédito...com diversificação setorial...Açúcar e Álcool20%Construção Civil9%Agricultura8%Infra Estrutura8%Energia Elétrica eRenovável8%Comércio Exterior5%Transportes eLogística5%Alimentos4%ServiçosEspecializados4%Processamento deCarne3%Bebidas e Fumo3%Metalurgia3%Veículos e Peças3%Química ePetroquímica2%Inst Financeira2%Telecomunicações2%Materiais deConstrução eDecoração2%Outros9%Açúcar e Álcool15%Energia Elétrica eRenovável12%Construção Civil11%Agricultura8%Infra Estrutura7%ServiçosEspecializados6%Transportes eLogística5%Metalurgia4%Comércio Exterior4%Bebidas e Fumo3%Veículos e Peças3%Telecomunicações3%Alimentos3%Química ePetroquímica2%Mineração2%Processamento deCarne2%Materiais deConstrução eDecoração2%Inst Financeira2% Outros6%1T13 1T12
  21. 21. 21/32Relações com Investidores | 1T13 |AA-A56,0%B30,4%C9,2%D-E1,4%F-H3,0%3,4%3,7% 3,5%3,3% 3,4%Mar-12 Jun-12 Set-12 Dez-12 Mar-130,7%0,6%0,8%1,2% 1,2%0,2% 0,2%0,4%0,6% 0,6%Mar-12 Jun-12 Set-12 Dez-12 Mar-13Contrato em AtrasoParcelas em Atraso31 de março de 2013Contratos em atraso: Valor total dos contratos em atraso há mais de 90 dias / Carteira de Créditoexcluindo Fianças e Cartas de Crédito a Utilizar.Parcelas em atraso: Valor das parcelas em atraso há mais de 90 dias / Carteira de Créditoexcluindo Fianças e Cartas de Crédito a Utilizar.Índice de Cobertura: Provisão / Carteira de Crédito excluindo Fianças e Cartas de Crédito autilizarQualidade da Carteira de Crédito... qualidade, garantias e adequada cobertura.Qualidade da Carteira de CréditoÍndice de CoberturaNon Performing Loans > 90 diasGarantiasAlienaçãoFiduciáriade Produtos39%Recebíveis28%AlienaçãoFiduciáriade Imóveis30%AplicaçõesFinanceiras2%Fiança1%
  22. 22. 22/32Relações com Investidores | 1T13 |R$ milhõesCaptaçãoFontes de captação diversificadas...42% 42% 41% 41% 41%34% 38% 50% 42% Caixa sobre Depósitos1.720 1.845 1.965 2.130 2.128 2.153 2.056 2.245 2.1861.1141.287 1.2531.196 1.186 1.228 1.1771.174972218212 228 250 281 223213146126272210 165 106 161 194176 1211104153 66112 31 3333 30126917946 924 934 938891840 90386933247 266312 314593640901796201205 237246 233295260409402282267310353 2762341561527815584862501251181801731713855497576867711.0111.073808752Mar -11 Jun -11 Set -11 Dez -11 Mar-12 Jun -12 Set -12 Dez -12 Mar-13Trade Finance: 11,4%Private Placements: 2,6%Multilaterais: 1,2%Mercado de CapitaisInternacional: 6,1%Mercado de Capitais Local:12,1%Repasses: 13,2%Depósitos a Vista: 1,9%Depósitos a PrazoInterfinanceiros: 1,7%Depósitos a Prazo PF: 1,9%Depósitos a Prazo PJ: 14,8%Depósitos a Prazo deInstitucionais: 33,2%6.5895.3385.9026.2586.575 6.4436.972 6.8047.062
  23. 23. 23/32Relações com Investidores | 1T13 |7,2x 7,3x6,1x6,5x 6,7xMar-12 Jun-12 Set-12 Dez-12 Mar-13Alavancagem: Carteira de crédito expandida / Patrimônio Líquido Índice de Crédito sobre Captação Total: Carteira de crédito corporativa excluindo fianças e cartade crédito a utilizar / Captação totalGestão de Ativos e Passivos... apresentando um gap positivo entre a carteira de crédito e as captações.AlavancagemALM – Prazo MédioÍndice de Crédito sobre a Captação TotalDepósitos totais sobre Captação Total59% 55% 54% 53% 53%41% 45% 46% 47% 47%Mar -12 Jun -12 Set-12 Dez -12 Mar -13Depósitos Totais Outros6.5897.0626.8046.9726.443R$ milhões86% 84% 83% 82%87%Mar-12 Jun-12 Set-12 Dez-12 Mar-13meses1716 1617 17141314 1415Mar-12 Jun-12 Set-12 Dez-12 Mar-13CaptaçãoCrédito
  24. 24. 24/32Relações com Investidores | 1T13 |R$ milhões Basileia (%)Tier I 15,0%Tier II 2,1%Total 17,1%1.2681851.45413,4% 13,2% 15,1% 14,3% 13,3% 12,6% 14,0% 13,4% 15,0%3,7% 3,4%4,5%4,2%3,1% 3,3%3,0%2,8%2,1%17,1% 16,6%19,6%18,5%16,4% 15,9%17,0%16,2%17,1%Mar -11 Jun-11 Set-11 Dez -11 Mar -12 Jun-12 Set-12 Dez -12 Mar -13Nível II Nível ICapital RegulatórioMínimo (11%)BasileiaO Índice de Basileia encerrou o período em 17,1%.
  25. 25. Governança Corporativa e PINE4
  26. 26. 26/32Relações com Investidores | 1T13 |Estrutura OrganizacionalCultura não-burocrática, empreendedora e meritocrática, com uma hierarquia horizontalCEONoberto Pinheiro Jr.COONorberto ZaietCROGabriela ChisteCAOUlisses AlcantarillaCFOSusana WaldeckAUDITORIA INTERNATikara YoneyaCOMITÊREMUNERAÇÃOCOMITÊAUDITORIAAUDITORIA EXTERNAPWCNoberto N. Pinheiro Noberto Pinheiro Jr. Maurizio Mauro Gustavo Junqueira Mailson da NóbregaPresidente Vice-presidenteMembroIndependenteMembroExternoMembroIndependenteOriginaçãoInvestment BankingSales & TradingResearch Macro /Commodities/ EmpresasInternacionalBack-office de Ativos ePassivosJurídicoGestão de GarantiasAdm. Ativos EspeciaisMiddle OfficeControladoriaContabilidadePlanejamento TributárioTecnologiaContas a PagarServiços & PatrimônioMarketingRelações com InvestidoresCréditoCorporate ResearchCompliance, ControlesInternos e Segurança daInformaçãoRiscos de Crédito,Mercado, Operacional eLiquidezModelagemCONSELHO DE ADMINISTRAÇÃORECURSOS HUMANOSSidney Vilhena
  27. 27. 27/32Relações com Investidores | 1T13 |Governança CorporativaO PINE adota as melhores práticas de Governança Corporativa...Dois Membros Independentes e um Membro Externo no Conselho de AdministraçãoMailson Ferreira da Nóbrega: Ministro das Finanças do Brasil de 1988 a 1990Maurizio Mauro: ex CEO da Booz Allen Hamilton e do Grupo AbrilGustavo Junqueira: ex Vice-Presidente da PINE Investimentos, Membro do Conselho deAdministração na EZTEC, Assessor Financeiro da Arsenal Investimentos e DiretorFinanceiro da Gradiente EletrônicaNível 2 de Governança Corporativa na BM&FBOVESPAComitê de Auditoria e Remuneração reportam diretamente ao Conselho de AdministraçãoTag along de 100% para todos tipos de ações, inclusive as sem direito de votoProcedimentos de arbitragem para a resolução rápida de processos judiciaisPrimeiro Banco a publicar trimestralmente seus resultados em BR GAAP e IFRS
  28. 28. 28/32Relações com Investidores | 1T13 |Comitês...privilegiando decisões tomadas de forma colegiada.Principais decisões tomadas de forma colegiada: Conselho de Administração e estrutura de comitês específicosTroca intensa de conhecimento, ideias e informaçõesTransparênciaCEO2x Semana SemanalMensal Quinzenal BimestralSemanal Mensal Trimestral Sob DemandaBimestralSemestralMensal45 diasCOMITÊAUDITORIACONSELHO DE ADMINISTRAÇÃOCOMITÊREMUNERAÇÃOCOMITÊS45 diasCRÉDITO ALCOEXECUTIVOMONITORAMENTODE OPERAÇÕESRECURSOSHUMANOSBANCO DEINVESTIMENTOSAVALIAÇÃO dePERFORMANCETECNOLOGIACONDUTA eÉTICACONTROLESINTERNOS &COMPLIANCERISCOS
  29. 29. 29/32Relações com Investidores | 1T13 |7,8%6,6% 6,5%4,5% 4,3%1,5%PINE4 Banco 1 Banco 2 Banco 3 Banco 4 Banco 5Média: 4,7%R$ milPINE4Preço (R$) 14,44P/BV 1,3xP/E (1) 7,6x(1) Considera o consenso de mercado para lucro líquido de 2013; fonte: Bloomberg Dividend Yield: Média das Cotações de Fechamento Diárias do 1T13 / Dividendos e JCP distribuídosnos últimos 12 meses7580859095100105110115120125PINE4: +12,0%IBOV: -2,6%PINE4Evolução da PINE4 (desde 2012)MúltiplosVolume Financeiro Diário NegociadoDividend Yield+90,5%162272 266 2755241T12 2T12 3T12 4T12 1T13
  30. 30. 30/32Relações com Investidores | 1T13 |Composição acionáriaDestaquesEmissão de 2.211.213 novas ações referente ao aumento de capital feito pelo Proparco e acionistas minoritários no dia 30 deabril de 2013.Contratação do ITAU para exercer a função de formador de mercado, com o objetivo de fomentar a liquidez das ações PINE4.As atividades do formador de mercado tiveram início em 13 de maio de 2013.Em 30 de abril de 2013ON PN Total %Controlador 58.444.889 15.410.863 73.855.752 66,6%Administradores - 6.036.658 6.034.158 5,4%Free Float - 29.932.654 29.935.154 27,0%Pessoas Físicas - 3.107.273 3.107.273 2,8%Institucionais Locais - 11.839.327 11.839.327 10,7%Estrangeiros - 8.093.382 8.093.382 7,3%DEG - 5.005.067 5.005.067 4,5%Proparco - 1.887.605 1.887.605 1,7%Sub-total 58.444.889 51.380.175 109.825.064 99,1%Tesouraria - 1.017.249 1.017.249 0,9%Total 58.444.889 52.397.424 110.842.313 100,0%
  31. 31. 31/32Relações com Investidores | 1T13 |Responsabilidade Socio AmbientalManutenção dos negócios no curto, médio e longo prazoInvestimento Social ReconhecimentoParceriaMost Green BankReconhecido pelo International Finance Corporation (IFC), agência deprogramas privados do Banco Mundial, como o banco mais “verde” emdecorrência de suas operações no âmbito do Global Trade FinanceProgram (GTFP) e voltadas para empréstimos a empresas focadas emenergia renovável e mercado de etanol.Eficiência EnergéticaReconhecimento do Banco Mundial no Apoio ao Setor de EficiênciaEnergética.Iniciativa desenvolvida pela ONU com o objetivo demobilizar a comunidade empresarial internacional para aadoção, em suas práticas de negócios, de valoresfundamentais, e internacionalmente aceitos nas áreas dedireitos humanos, relações de trabalho, meio ambiente ecombate à corrupção, refletidos em 10 princípios. DesdeOutubro/2012.Crédito Responsável“Listas de exclusão” no financiamento, de projetos ou organizaçõesque agridam o meio ambiente, que tenham práticas trabalhistas ilegaisou que envolvam produtos ou atividades considerados nocivos àsociedade.Sistema, financiado pelo BID e coordenado pela FGV, demonitoramento ambiental e relatórios internos de sustentabilidadepara empréstimos corporativos.São princípios aplicados em operações de Project Finance,onde os custos de capital total do projeto superam US$ 10milhões e são baseados nas normas de desempenho desustentabilidade social e ambiental do IFC e também emdiretrizes ambientais, de saúde e de segurança do BancoMundial, conhecidas como EHS Guidelines. DesdeDezembro/2012.Exposições e patrocínios a expoentes da arte Brasileira, como Paulo vonPoser. Além de patrocínios e apoios a filmes e documentários, comoQuebrando o Tabu (Fernando Henrique Cardoso sobre combate às drogas),Além da Estrada (Charly Braun) e outros.
  32. 32. 32/32Relações com Investidores | 1T13 |As afirmações contidas neste documento relacionadas a perspectivas sobre os negócios, projeções sobre resultados operacionais e financeiros e aquelas relacionadas a perspectivas de crescimento doPINE são meramente projeções e, como tais, são baseadas exclusivamente nas expectativas da administração sobre o futuro dos negócios. Essas expectativas dependem, substancialmente, dascondições de mercado, do desempenho da economia brasileira e do setor (mudanças políticas e econômicas, volatilidade nas taxas de juros e câmbio, mudanças tecnológicas, inflação, desintermediaçãofinanceira, pressões competitivas sobre produtos e preços e mudanças na legislação tributária) e, portanto, sujeitas a mudanças sem aviso prévio.Relações com InvestidoresNoberto Pinheiro Jr.CEOSusana Waldeck Norberto Zaiet JuniorCFO / DRI COORaquel VarelaSuperintendente de Relações com InvestidoresAlejandra HidalgoGerente de Relações com InvestidoresEduardo PinottiAnalista de Relações com InvestidoresAna LopesAnalista de Relações com InvestidoresFone: +55-11-3372-5343www.pine.com/riri@pine.com

×