E-UNICURSO DE CAPACITAÇÃO EM ENSINO À DISTÂNCIADISCIPLINA: MÍDIAS VIRTUAIS E EDUCAÇÃO ON-LINECOORDENADOR: VICENTE WILLIAMS...
videoconferências, comunicação por áudio e vídeo via web, em tempo real, através decâmeras no computador; teleconferência,...
“alternativas” à prática de Ensino Tradicional, além do Professor, que nesse caso torna-se oCoordenador, requerem ainda a ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Midias virtuais e educação on line diferenças e convergências entre ead e eol veronica damasceno

243 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
243
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Midias virtuais e educação on line diferenças e convergências entre ead e eol veronica damasceno

  1. 1. E-UNICURSO DE CAPACITAÇÃO EM ENSINO À DISTÂNCIADISCIPLINA: MÍDIAS VIRTUAIS E EDUCAÇÃO ON-LINECOORDENADOR: VICENTE WILLIAMS DO NASCIMENTO NUNESTUTORA: ROSANÉTE ALVES DE AZEVEDODISCENTE: VERONICA MIRANDA DAMASCENO4ª SEMANAATIVIDADE: DIFERENÇAS E CONVERGÊNCIAS ENTRE EAD E EOL Segundo a perspectiva de Lencastre e Araújo, oque se conhecia universalmentecomo Ensino ou Educação a Distância, hoje se denomina Aprendizagem a Distância e secaracteriza por enfatizar a aprendizagem do estudante. Um tipo de ensino distribuído que, naspalavras dos autores, “enfoca a comunicação entre um ensino mais tradicional e as tarefasfora da sala de aula” (Lencastre & Araújo, 2008, p.02). A educação online, segundo os autores,caracteriza-se pela “educação mediada por meios eletrônicos, comumente, mas erradamente,designada de e-Learning” (Lencastre & Araújo, 2008, p.02). Segundo o ponto de vista de Mehlecke e Tarouco, as ferramentas tecnológicas,responsáveis por promover a comunicação, “auxiliam professores e alunos no processo deensino e aprendizagem a distância, criando novas possibilidades de ensino não presencialatravés da Internet” (Mehlecke e Tarouco, Ambientes de suporte para educação a distânciap.02). Segundo as autoras, o sistema de Educação a distância requer quatro características quese fazem necessárias: o aluno, como centro do processo educativo; o docente, “motivador epossibilitador da aprendizagem cooperativa e comunicativa no ambiente virtual” (Mehlecke eTarouco, Ambientes de suporte para educação a distância p.02); a própria comunicação quepoderá ser por meio de material impresso, audiovisual, telemática, que compreende desde aInternet em geral, bem como os vídeos interativos e; por fim a tutoria, que faz a mediaçãoentre o presencial e o virtual. Os ambientes de Educação a Distância apresentam diversas ferramentas quepromovem a comunicação síncrona ou assíncrona. A comunicação assíncrona pode se daratravés de e mails, grupos ou listas de discussão, world wide web (WWW), FTP ou downloadcom arquivos de áudio, vídeo, textos, imagens; vídeo e áudio sob demanda, que possibilitamassistir assincronamente vídeos e áudios armazenados no servidor. A comunicação síncrona sedá por meio de chats ou bate-papos em tempo real com duas ou mais pessoas;
  2. 2. videoconferências, comunicação por áudio e vídeo via web, em tempo real, através decâmeras no computador; teleconferência, conferências a distância através de todo tipo detransmissão nas mais variadas mídias, em tempo real; áudio conferência, isto é, a transmissãode áudio para uma ou várias pessoas simultaneamente. Para Lencastre e Araújo, “a educação online está relacionada com o uso daInternet como meio para a publicação de material didáctico-pedagógico, para a realização decursos, comunicação com (e entre) estudantes, etc.” (Lencastre & Araújo, 2008, p.02). Noentanto, os autores ressaltam o fato de que inserir material online não é o mesmo queeducação online, mas o que Allen designa e-Publishing, justamente por carecer do elementoaprendizagem. Nesse sentido, para Lencastre e Araújo, a definição mais correta do ensinoonline é: “a distribuição de conhecimento cuidadosamente construído através dastecnologias”(Lencastre & Araújo, 2008, p.02) já que o ensino online requer o elemento daaprendizagem. Nesse sentido, o fator chave do ensino online, para Lencastre e Araújo é,precisamente, o ensino-aprendizagem. A Educação online requer, todavia, alguns elementos prioritários, pedagógicos ourelativos às estratégias de ensino-aprendizagem, tecnológicos que correspondem à utilizaçãode computadores, programas, transmissão de dados, recursos audiovisuais e organizacionais,que dizem respeito à estrutura, suporte ao aluno, planejamento, bem com os processossíncrono e assíncrono. Parece-me que, apesar de estarmos tratando aqui, sobretudo, das diferençasentre o Ensino a Distância e o Ensino online, ambas as práticas parecem servir-se, em grandeparte, de metodologias e estruturas de ensino muito semelhantes. Exemplo disso é o caso dacomunicação síncrona e assíncrona, que pode ser utilizada em ambas as práticas de Ensino.Entretanto, quer seja a metodologia utilizada em cada uma dessas práticas de Ensino, parece-nos que ambas, além do objetivo em comum, que segundo Lencastre e Araújo caracteriza aprópria definição do Ensino online, é o fato de não ser simplesmente um mero meio de inserirconteúdos de todo tipo na Internet, mas sim o elemento que os autores consideram comosendo chave nesse processo, a saber, a aprendizagem. Se o ensino-aprendizagem é o foco desses dois tipos de práticas de ensino, quechamarei aqui de alternativo ao ensino tradicional, tal como conhecemos, isto é, aquele noqual os alunos vão à Escola ou à Universidade para aprender com o Professor; então, tanto oensino a distância quanto o ensino online, apesar de suas diferenças, tem em comum oenfoque no aluno e a descentralização do papel do Professor na medida em que tanto oensino a distância quanto o online requerem uma estrutura organizacional que, emboravalorize também o Professor, não depende somente dele. Para ambas as modalidades
  3. 3. “alternativas” à prática de Ensino Tradicional, além do Professor, que nesse caso torna-se oCoordenador, requerem ainda a supervisão dos Tutores presenciais ou mesmo virtuais, e aindatoda uma equipe de suporte, já que a escrita é um dado fundamental, a maneira como vamosnos dirigir aos cursistas, dependendo do grau e do próprio curso, além é claro, das própriasferramentas tecnológicas em geral, imprescindíveis nesse processo de ensino-aprendizagem. Considero que, tanto o Ensino a Distância quanto o Ensino online são necessáriose importantes, principalmente para a sociedade na qual vivemos, já que ambos possibilitam ainteração e ao mesmo tempo preservam a individualidade, a diferença de cada um. Talvez sejauma questão de tempo, até encontramos uma espécie de mescla entre essas duasmodalidades, o que Lencastre e Araújo designam como b-Learning, uma vez que esse misto ouessa mistura parece já estar acontecendo e que talvez seja inevitável ou até mesmo a melhordas alternativas!REFERÊNCIAS:MEHLECKE, Querte Teresinha Conzi; TAROUCO, Liane Margarida Rockenbach. Ambientes desuporte para educação a distância. p. 1-13LENCASTRE, José Alberto & ARAÚJO, Maria José. “Educação on line” in: Proceedings of the IASKInternational conferences. Madrid: International association for the scientific knowledge.p.306-312.

×