SlideShare uma empresa Scribd logo

Release ii manifestação anti vivissecção e experimentação animal

Release ii manifestação anti vivissecção e experimentação animal

1 de 4
Baixar para ler offline
MANIFESTO ANTI VIVISSECÇÃO E EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL
       REÚNEMAIS DE 50 CIDADES DE DENTRO E FORA DO PAÍS

  A atividade busca denunciar e conscientizar a sociedade em relação aos inúmeros casos de exploração e
      tortura de animais que são presos em universidades e laboratórios para fins de experimentação.

              Dia 28 de abril, a partir das 15h – em diversas cidades do Brasil e do exterior-
Em Recife, a manifestação acontecerá, excepcionalmente, no dia 27 de abril de abril, às 10 h, em frente ao
                                   Centro de CienciasBiologicas da UFPE



Indignação e Informação. Este é o lema do2º Manifesto Anti Vivissecção e Experimentação Animal,
que será realizado no dia 28 de abril, às 15h, simultaneamente, em diversas cidades do Brasile do
exterior. Idealizada pelo grupoCadeia Para Quem Maltrata os Animais(hoje com mais de 30 mil
membros) e pela WEEAC (World EventtoEnd Animal Cruelty) – ambas com ativismo abolicionista pelo fim
da exploração dos animais-a atividade pretendeabrir discussões sobre métodos éticos alternativos
existentes, empregados e reconhecidos por inúmeras faculdades e instituições de ensino, bem como
denunciar a utilização de animais vivos com propósitos experimentais.

Para o biólogo Sérgio Greif, co-autor do livro A verdadeira face da Experimentação Animal: a sua
saúde em perigo e redator do Manifesto que lançou oficialmente o evento em questão, os
experimentos prévios realizados em animais, sustentados na ideiatentar de impedir queos seres
humanos corram os “primeiros” riscos dos efeitos ainda não mapeados, não garantem segurança para a
sociedade, muito menos apontam caminhos precisos, sobretudo do ponto de vista científico. “É grande
o número de drogas aprovadasque são recolhidas das prateleiras no prazo de um ano após sua
colocação no mercado. O motivo deste recolhimento é a detecção de efeitos colaterais na população
humana, efeitos estes que não haviam sido detectados em testes em animais”, afirma o ativista.
Ainda sobre esta prática, Greif garante ser possível questionar o argumento de que seres humanos e
animais   domésticos   são   diretamente   beneficiados   com    as   pesquisas.“Ocorre   que,     embora
exaustivamente testados e aprovados em animais, os tratamentos se mostraram falhos em sua fase de
testes, sem sinais de efeitos promissores em seres humanos. Muitos deles, apesar da segurança
comprovada em animais, produziram efeitos colaterais, e muitas vezes a morte de muitas pessoas”,
complementa o ativista.

EM RECIFE

Segundo a Coordenação do Evento em Recife, Aline Gusmão ( MDA) “ a manifestação foi antecipada
para o dia 27, tão logo soubemos que a UFPE está construindo um biotério, na contramão do que ocorre
nas maiores universidades do Brasil e do mundo, que estão fechando os seus espaços de tortura animal.
Nosso protesto será pacifico e silencioso, em luto pelos milhares de animais ainda torturados e mortos
anualmente, no país, em nome de uma “falsa ciência”.

Os manifestantes estão sendo convidados a usarem preto, em sinal de luto, e a concentração será a
partir das 09 horas, em frente ao Centro de CienciasBiologicas da UFPE, na Cidade Universitária.




LINHA DO TEMPO

Em 2011, as cidades que participaram foram Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Brasília e Belo
Horizonte. À época, o grupo Cadeia Para Quem Maltrata os Animais programou a manifestação pela
ocasião do Dia Internacional de Protesto contra Experimentação Animal, 16 de abril. A proposta levou
às ruas das cinco capitais manifestantes que procuraram conscientizar a população através de gritos de
ordem, cartazes, folhetos e performances que sensibilizavam para a necessidade de abolir o uso de
seres vivos não humanos em experimentos científicos, uma vez que já existem pesquisas que se baseiam
em análises feitas em computadores e/ou simuladores que substituem métodos arcaicos de pesquisas.
Para 2012, mais de 50 cidades brasileiras já confirmaram participação, de norte a sul, além de
Portugal, Austrália, United Kingdom – Birmingham, Los Angelis - Califórnia e Argentina – Buenos Aires.

Norah André, responsável nacional do manifesto, relembra com entusiasmo o percurso que foi traçado
com a ideia da ação, desde o ano passado até a atualidade. “No ano passado fomos cinco capitais
brasileiras. Este ano, faremos muito melhor e maior! A cada dia, mais pessoas se juntam a esta causa;
mais cidades se mobilizam nesta luta. Essa livre resposta de adesão é a prova de que ninguém aceita
mais o fato de muitos ainda insistirem em destituir e interditar os animais de sua individualidade como
sujeitos, tão sujeitos como os indivíduos humanos”, pontua a organizadora.
VIVISSECÇÃO/EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL

No Brasil, as faculdades de medicina, medicina veterinária, biologia, psicologia, odontologia, ciências
farmacêuticas, enfermagem, dentre outras, possuem aulas práticas onde são utilizados animais vivos.
Na vivissecção- cuja origem é atribuída ao médico romano de origem grega, Cláudio Galeno, no século I,
DC. -animais são encaminhados vivos para a sala de aula, onde são contidos e anestesiados (nem sempre
adequadamente) para em seguida, com a presença do professor e alunos, serem utilizados em diversos
experimentos de aprendizagem. Após a prática são sacrificados.

Na Europa e Estados Unidos, muitas faculdades de medicina não mais utilizam animais, nem mesmo nas
matérias práticas, como técnica cirúrgica e cirurgia, oferecendo substitutivos em todos os setores. Nos
EUA, mais de 100 escolas de medicina (quase 70%) incluindo Harvard, não utilizam animais. Na
Inglaterra e Alemanha, a utilização de animais na educação médica foi abolida. Na Grã-Bretanha
(Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda) estudantes são proibidos, por lei, a praticarem cirurgia em
animais.



LINKS SOBRE A II MANIFESTAÇÃO ANTIVIVISSECÇÃO E EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL


- Manifesto redigido por Sergio Greif, em 17/02/2012
http://contatoanimal.blogspot.com/2012/02/manifesto-da-ii-manifestacao-nacional.html


- 1º vídeo informativo:

http://youtu.be/olyMkGAS7Ik

- 2º vídeo informativo:

http://youtu.be/BpHzPoFrgpM

- BLOG com textos informativos sobre o tema:
http://contatoanimal.blogspot.com/


- RELAÇÃO ATUALIZADA das cidades brasileiras que integram o evento nacional e internacional:
http://contatoanimal.blogspot.com/2012/02/ii-manifestacao-nacional-anti.html


- PETIÇÕES e pedidos de assinaturas:
http://contatoanimal.blogspot.com/2012/02/peticoes-relacionadas-vivisseccao-e.html
SERVIÇO


O que: II Manifestação Anti Vivissecção e Experimentação Animal
Quando: dia 27 de abril –
Onde: RECIFE: em frente ao Centro de Ciencias Biológicas da UFPE
Horário: a partir das 09 horas ( concentração)
Realização: Cadeia Para Quem Maltrata os Animais – WEEAC- e Movimento de Defesa Animal de
Pernambuco.
Anúncio

Recomendados

Bioética ambiental -refletindo-a-questão-ética-envolvida-na-manutenção-de-ani...
Bioética ambiental -refletindo-a-questão-ética-envolvida-na-manutenção-de-ani...Bioética ambiental -refletindo-a-questão-ética-envolvida-na-manutenção-de-ani...
Bioética ambiental -refletindo-a-questão-ética-envolvida-na-manutenção-de-ani...Marta Fischer
 
Ser cobaia_ Ciência e Tecnologia
Ser cobaia_ Ciência e TecnologiaSer cobaia_ Ciência e Tecnologia
Ser cobaia_ Ciência e TecnologiaSandra Figueiredo
 
Objetivos na experimentação com animais
Objetivos na experimentação com animaisObjetivos na experimentação com animais
Objetivos na experimentação com animaisVitoria Silveira
 
ENSAIO FILOSÓFICO - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA...
 ENSAIO FILOSÓFICO  - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA... ENSAIO FILOSÓFICO  - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA...
ENSAIO FILOSÓFICO - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA...AMLDRP
 
Estatuto moral dos animais - Filosofia 12º ano
Estatuto moral dos animais - Filosofia 12º anoEstatuto moral dos animais - Filosofia 12º ano
Estatuto moral dos animais - Filosofia 12º anoDaniela França
 
Colecao atualizacao em parasitologia - v1 n3-2011
Colecao   atualizacao em parasitologia - v1 n3-2011Colecao   atualizacao em parasitologia - v1 n3-2011
Colecao atualizacao em parasitologia - v1 n3-2011König Brasil
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Modelo animal de doença critérios de escolha e espécies
Modelo animal de doença critérios de escolha e espéciesModelo animal de doença critérios de escolha e espécies
Modelo animal de doença critérios de escolha e espéciesEric Liberato
 
Grupo de bioética ambiental
Grupo de bioética ambientalGrupo de bioética ambiental
Grupo de bioética ambientalMarta Fischer
 
Experimentação e activismo animal, a polémica no Brasil
Experimentação e activismo animal, a polémica no Brasil Experimentação e activismo animal, a polémica no Brasil
Experimentação e activismo animal, a polémica no Brasil Nuno Franco
 
Artigo - Maus-tratos aos animais: a crueldade e sua coibição no Brasil
Artigo - Maus-tratos aos animais: a crueldade e sua coibição no BrasilArtigo - Maus-tratos aos animais: a crueldade e sua coibição no Brasil
Artigo - Maus-tratos aos animais: a crueldade e sua coibição no BrasilFranco Nassaro
 
O Laboratório na Prática da Saúde Pública
O Laboratório na Prática da Saúde PúblicaO Laboratório na Prática da Saúde Pública
O Laboratório na Prática da Saúde PúblicaBruno Castro
 
Os Paradigmas Científicos, a Sabedoria Popular e a Espiritualidade Humana
Os Paradigmas Científicos, a Sabedoria Popular e a Espiritualidade HumanaOs Paradigmas Científicos, a Sabedoria Popular e a Espiritualidade Humana
Os Paradigmas Científicos, a Sabedoria Popular e a Espiritualidade HumanaDouglas Carrara
 
Origem da biologia à revolução científica
Origem da biologia à revolução científicaOrigem da biologia à revolução científica
Origem da biologia à revolução científicaAfonso Costa
 
Maus tratos aos animais - a crueldade e sua coibição no brasil
Maus tratos aos animais - a crueldade e sua coibição no brasilMaus tratos aos animais - a crueldade e sua coibição no brasil
Maus tratos aos animais - a crueldade e sua coibição no brasilFranco Nassaro
 

Mais procurados (14)

A Vivissecção
A VivissecçãoA Vivissecção
A Vivissecção
 
Modelo animal de doença critérios de escolha e espécies
Modelo animal de doença critérios de escolha e espéciesModelo animal de doença critérios de escolha e espécies
Modelo animal de doença critérios de escolha e espécies
 
Grupo de bioética ambiental
Grupo de bioética ambientalGrupo de bioética ambiental
Grupo de bioética ambiental
 
Xii cbb
Xii cbbXii cbb
Xii cbb
 
Experimentação em Animais
Experimentação em AnimaisExperimentação em Animais
Experimentação em Animais
 
Artigo bioterra v19_n2_03
Artigo bioterra v19_n2_03Artigo bioterra v19_n2_03
Artigo bioterra v19_n2_03
 
Experimentação e activismo animal, a polémica no Brasil
Experimentação e activismo animal, a polémica no Brasil Experimentação e activismo animal, a polémica no Brasil
Experimentação e activismo animal, a polémica no Brasil
 
PROPOSTA DE REDAÇÃO 04
PROPOSTA DE REDAÇÃO 04PROPOSTA DE REDAÇÃO 04
PROPOSTA DE REDAÇÃO 04
 
Repositorio: uma solucao possivel para o acesso, visibilidade e preservacao d...
Repositorio: uma solucao possivel para o acesso, visibilidade e preservacao d...Repositorio: uma solucao possivel para o acesso, visibilidade e preservacao d...
Repositorio: uma solucao possivel para o acesso, visibilidade e preservacao d...
 
Artigo - Maus-tratos aos animais: a crueldade e sua coibição no Brasil
Artigo - Maus-tratos aos animais: a crueldade e sua coibição no BrasilArtigo - Maus-tratos aos animais: a crueldade e sua coibição no Brasil
Artigo - Maus-tratos aos animais: a crueldade e sua coibição no Brasil
 
O Laboratório na Prática da Saúde Pública
O Laboratório na Prática da Saúde PúblicaO Laboratório na Prática da Saúde Pública
O Laboratório na Prática da Saúde Pública
 
Os Paradigmas Científicos, a Sabedoria Popular e a Espiritualidade Humana
Os Paradigmas Científicos, a Sabedoria Popular e a Espiritualidade HumanaOs Paradigmas Científicos, a Sabedoria Popular e a Espiritualidade Humana
Os Paradigmas Científicos, a Sabedoria Popular e a Espiritualidade Humana
 
Origem da biologia à revolução científica
Origem da biologia à revolução científicaOrigem da biologia à revolução científica
Origem da biologia à revolução científica
 
Maus tratos aos animais - a crueldade e sua coibição no brasil
Maus tratos aos animais - a crueldade e sua coibição no brasilMaus tratos aos animais - a crueldade e sua coibição no brasil
Maus tratos aos animais - a crueldade e sua coibição no brasil
 

Destaque

пачир
пачирпачир
пачирannnika
 
Diapositivas de la Profa. Fulvia
Diapositivas de la Profa. FulviaDiapositivas de la Profa. Fulvia
Diapositivas de la Profa. Fulvialinacornejo
 
Stream Reconstruction – Lessons Learnt
Stream Reconstruction – Lessons LearntStream Reconstruction – Lessons Learnt
Stream Reconstruction – Lessons LearntBoffa Miskell
 
Dowd final assignment
Dowd final assignmentDowd final assignment
Dowd final assignmentRebecca Dowd
 
Analysing articles dizzee mag ppt
Analysing articles dizzee mag pptAnalysing articles dizzee mag ppt
Analysing articles dizzee mag pptasmediac12
 
Parkinson's 2015 meeting 2nd July London
Parkinson's 2015 meeting 2nd July LondonParkinson's 2015 meeting 2nd July London
Parkinson's 2015 meeting 2nd July Londonanoyce
 
HYSS Sec 2 Meet The Parents, 25 May 2012
HYSS Sec 2 Meet The Parents, 25 May 2012HYSS Sec 2 Meet The Parents, 25 May 2012
HYSS Sec 2 Meet The Parents, 25 May 2012hyssittrainer
 
Anatomia del-cuello-parte-2-corregida
Anatomia del-cuello-parte-2-corregidaAnatomia del-cuello-parte-2-corregida
Anatomia del-cuello-parte-2-corregidaPedro Sandoval Ureña
 
Clase2miologiacuello resumenpdf-131109212621-phpapp02
Clase2miologiacuello resumenpdf-131109212621-phpapp02Clase2miologiacuello resumenpdf-131109212621-phpapp02
Clase2miologiacuello resumenpdf-131109212621-phpapp02Ronny Chilon Troncos
 
Exploración física
Exploración físicaExploración física
Exploración físicaLuzMa Vazquez
 

Destaque (12)

пачир
пачирпачир
пачир
 
Diapositivas de la Profa. Fulvia
Diapositivas de la Profa. FulviaDiapositivas de la Profa. Fulvia
Diapositivas de la Profa. Fulvia
 
Stream Reconstruction – Lessons Learnt
Stream Reconstruction – Lessons LearntStream Reconstruction – Lessons Learnt
Stream Reconstruction – Lessons Learnt
 
Dowd final assignment
Dowd final assignmentDowd final assignment
Dowd final assignment
 
Analysing articles dizzee mag ppt
Analysing articles dizzee mag pptAnalysing articles dizzee mag ppt
Analysing articles dizzee mag ppt
 
PaulaEvans_Rec6
PaulaEvans_Rec6PaulaEvans_Rec6
PaulaEvans_Rec6
 
Parkinson's 2015 meeting 2nd July London
Parkinson's 2015 meeting 2nd July LondonParkinson's 2015 meeting 2nd July London
Parkinson's 2015 meeting 2nd July London
 
HYSS Sec 2 Meet The Parents, 25 May 2012
HYSS Sec 2 Meet The Parents, 25 May 2012HYSS Sec 2 Meet The Parents, 25 May 2012
HYSS Sec 2 Meet The Parents, 25 May 2012
 
Anatomia del-cuello-parte-2-corregida
Anatomia del-cuello-parte-2-corregidaAnatomia del-cuello-parte-2-corregida
Anatomia del-cuello-parte-2-corregida
 
D1 Resourcing
D1 ResourcingD1 Resourcing
D1 Resourcing
 
Clase2miologiacuello resumenpdf-131109212621-phpapp02
Clase2miologiacuello resumenpdf-131109212621-phpapp02Clase2miologiacuello resumenpdf-131109212621-phpapp02
Clase2miologiacuello resumenpdf-131109212621-phpapp02
 
Exploración física
Exploración físicaExploración física
Exploración física
 

Semelhante a Release ii manifestação anti vivissecção e experimentação animal

Bioetica uso de animais em experiências
Bioetica uso de animais em experiênciasBioetica uso de animais em experiências
Bioetica uso de animais em experiênciasMarcosFilosofia
 
O animal como modelo exprimental
O animal como modelo exprimentalO animal como modelo exprimental
O animal como modelo exprimentalInês Gaspar
 
Apostila curso ética animal jorneb
Apostila curso ética animal jornebApostila curso ética animal jorneb
Apostila curso ética animal jornebMarta Fischer
 
Manejo e normas a serem seguidas relacionada a biossegurança em experimentaç...
Manejo e normas a serem seguidas  relacionada a biossegurança em experimentaç...Manejo e normas a serem seguidas  relacionada a biossegurança em experimentaç...
Manejo e normas a serem seguidas relacionada a biossegurança em experimentaç...JULIO BUSIGNANI, MÉDICO VETERINÁRIO
 
Pne aula 1 - intro + ética
Pne   aula 1 - intro + éticaPne   aula 1 - intro + ética
Pne aula 1 - intro + éticaEric Liberato
 
Pne aula 1 - intro + ética
Pne   aula 1 - intro + éticaPne   aula 1 - intro + ética
Pne aula 1 - intro + éticaEric Liberato
 
A ética no uso de animais em pesquisas
A ética no uso de animais em pesquisas A ética no uso de animais em pesquisas
A ética no uso de animais em pesquisas MariaManzoki
 
Manual de treinamento em manipulacao animal ufpr (1)
Manual de treinamento em manipulacao animal ufpr (1)Manual de treinamento em manipulacao animal ufpr (1)
Manual de treinamento em manipulacao animal ufpr (1)Ana Isabel Nascimento
 
Animais de laboratorio
Animais de laboratorioAnimais de laboratorio
Animais de laboratorioClick Farma
 
experimentação biomédica e animais venenosos
experimentação biomédica e animais venenososexperimentação biomédica e animais venenosos
experimentação biomédica e animais venenososineslilin
 
Intel ISEF 2014, matéria publicada em O GLOBO em 19 de maio de 2014
Intel ISEF 2014, matéria publicada em O GLOBO em 19 de maio de 2014Intel ISEF 2014, matéria publicada em O GLOBO em 19 de maio de 2014
Intel ISEF 2014, matéria publicada em O GLOBO em 19 de maio de 2014Carlos Alberto Teixeira
 
trabalhodebioetica-
trabalhodebioetica-trabalhodebioetica-
trabalhodebioetica-TobiasFim3
 
Revista direito v.1 n.1, 2015 (3)
Revista direito v.1 n.1, 2015 (3)Revista direito v.1 n.1, 2015 (3)
Revista direito v.1 n.1, 2015 (3)RosimeireAyer
 
História Geda - Rio
História Geda - RioHistória Geda - Rio
História Geda - Riomauriciokanno
 

Semelhante a Release ii manifestação anti vivissecção e experimentação animal (20)

Vivissecção
VivissecçãoVivissecção
Vivissecção
 
Bioetica uso de animais em experiências
Bioetica uso de animais em experiênciasBioetica uso de animais em experiências
Bioetica uso de animais em experiências
 
O animal como modelo exprimental
O animal como modelo exprimentalO animal como modelo exprimental
O animal como modelo exprimental
 
Apostila curso ética animal jorneb
Apostila curso ética animal jornebApostila curso ética animal jorneb
Apostila curso ética animal jorneb
 
Manejo e normas a serem seguidas relacionada a biossegurança em experimentaç...
Manejo e normas a serem seguidas  relacionada a biossegurança em experimentaç...Manejo e normas a serem seguidas  relacionada a biossegurança em experimentaç...
Manejo e normas a serem seguidas relacionada a biossegurança em experimentaç...
 
Jornal animalia
Jornal animaliaJornal animalia
Jornal animalia
 
Pne aula 1 - intro + ética
Pne   aula 1 - intro + éticaPne   aula 1 - intro + ética
Pne aula 1 - intro + ética
 
Pne aula 1 - intro + ética
Pne   aula 1 - intro + éticaPne   aula 1 - intro + ética
Pne aula 1 - intro + ética
 
A ética no uso de animais em pesquisas
A ética no uso de animais em pesquisas A ética no uso de animais em pesquisas
A ética no uso de animais em pesquisas
 
bioetica
 bioetica bioetica
bioetica
 
Manual de treinamento em manipulacao animal ufpr (1)
Manual de treinamento em manipulacao animal ufpr (1)Manual de treinamento em manipulacao animal ufpr (1)
Manual de treinamento em manipulacao animal ufpr (1)
 
Animais de laboratorio
Animais de laboratorioAnimais de laboratorio
Animais de laboratorio
 
Universo Uninorte #8
Universo Uninorte #8Universo Uninorte #8
Universo Uninorte #8
 
experimentação biomédica e animais venenosos
experimentação biomédica e animais venenososexperimentação biomédica e animais venenosos
experimentação biomédica e animais venenosos
 
Intel ISEF 2014, matéria publicada em O GLOBO em 19 de maio de 2014
Intel ISEF 2014, matéria publicada em O GLOBO em 19 de maio de 2014Intel ISEF 2014, matéria publicada em O GLOBO em 19 de maio de 2014
Intel ISEF 2014, matéria publicada em O GLOBO em 19 de maio de 2014
 
trabalhodebioetica-
trabalhodebioetica-trabalhodebioetica-
trabalhodebioetica-
 
Revista direito v.1 n.1, 2015 (3)
Revista direito v.1 n.1, 2015 (3)Revista direito v.1 n.1, 2015 (3)
Revista direito v.1 n.1, 2015 (3)
 
Manipulação genética
Manipulação  genéticaManipulação  genética
Manipulação genética
 
História Geda - Rio
História Geda - RioHistória Geda - Rio
História Geda - Rio
 
Aspectos eticosanimais
Aspectos eticosanimaisAspectos eticosanimais
Aspectos eticosanimais
 

Mais de Projeto Golfinho Rotador

Licitação da lanchonete do Jardim Botânico
Licitação da lanchonete do Jardim BotânicoLicitação da lanchonete do Jardim Botânico
Licitação da lanchonete do Jardim BotânicoProjeto Golfinho Rotador
 
Espécies nativas da Mata Atlântica em Pernambuco com potencial para arborizaç...
Espécies nativas da Mata Atlântica em Pernambuco com potencial para arborizaç...Espécies nativas da Mata Atlântica em Pernambuco com potencial para arborizaç...
Espécies nativas da Mata Atlântica em Pernambuco com potencial para arborizaç...Projeto Golfinho Rotador
 
Arqueologia Botânica dos Jardins de Burle Marx
Arqueologia Botânica dos Jardins de Burle MarxArqueologia Botânica dos Jardins de Burle Marx
Arqueologia Botânica dos Jardins de Burle MarxProjeto Golfinho Rotador
 
Pauta lxxv ro_13.12.2013_jaboatão.dos.guararapes
Pauta lxxv ro_13.12.2013_jaboatão.dos.guararapesPauta lxxv ro_13.12.2013_jaboatão.dos.guararapes
Pauta lxxv ro_13.12.2013_jaboatão.dos.guararapesProjeto Golfinho Rotador
 
Iv seminario pesca artesanal e sustentabilidade socioambiental apresentação...
Iv seminario pesca artesanal e sustentabilidade socioambiental   apresentação...Iv seminario pesca artesanal e sustentabilidade socioambiental   apresentação...
Iv seminario pesca artesanal e sustentabilidade socioambiental apresentação...Projeto Golfinho Rotador
 

Mais de Projeto Golfinho Rotador (20)

Coral vivo
Coral vivoCoral vivo
Coral vivo
 
Licitação da lanchonete do Jardim Botânico
Licitação da lanchonete do Jardim BotânicoLicitação da lanchonete do Jardim Botânico
Licitação da lanchonete do Jardim Botânico
 
Lojinha do Botânico
Lojinha do BotânicoLojinha do Botânico
Lojinha do Botânico
 
Espécies nativas da Mata Atlântica em Pernambuco com potencial para arborizaç...
Espécies nativas da Mata Atlântica em Pernambuco com potencial para arborizaç...Espécies nativas da Mata Atlântica em Pernambuco com potencial para arborizaç...
Espécies nativas da Mata Atlântica em Pernambuco com potencial para arborizaç...
 
Arqueologia Botânica dos Jardins de Burle Marx
Arqueologia Botânica dos Jardins de Burle MarxArqueologia Botânica dos Jardins de Burle Marx
Arqueologia Botânica dos Jardins de Burle Marx
 
2
22
2
 
Jacaranda
JacarandaJacaranda
Jacaranda
 
Listaresultado
ListaresultadoListaresultado
Listaresultado
 
Index seminum jbr
Index seminum jbrIndex seminum jbr
Index seminum jbr
 
Abelhas nativas e conservação ambiental
Abelhas nativas e conservação ambientalAbelhas nativas e conservação ambiental
Abelhas nativas e conservação ambiental
 
Cartaz seminário apime 4 v.1
Cartaz  seminário apime 4 v.1Cartaz  seminário apime 4 v.1
Cartaz seminário apime 4 v.1
 
Jardimbotanico
JardimbotanicoJardimbotanico
Jardimbotanico
 
Lista de espécies ameaçadas
Lista de espécies ameaçadasLista de espécies ameaçadas
Lista de espécies ameaçadas
 
Abelhas
AbelhasAbelhas
Abelhas
 
Pauta lxxv ro_13.12.2013_jaboatão.dos.guararapes
Pauta lxxv ro_13.12.2013_jaboatão.dos.guararapesPauta lxxv ro_13.12.2013_jaboatão.dos.guararapes
Pauta lxxv ro_13.12.2013_jaboatão.dos.guararapes
 
Cartilha solar
Cartilha solarCartilha solar
Cartilha solar
 
Pedradocachorro
PedradocachorroPedradocachorro
Pedradocachorro
 
Pdflivrocaatinga
PdflivrocaatingaPdflivrocaatinga
Pdflivrocaatinga
 
Capalivro
CapalivroCapalivro
Capalivro
 
Iv seminario pesca artesanal e sustentabilidade socioambiental apresentação...
Iv seminario pesca artesanal e sustentabilidade socioambiental   apresentação...Iv seminario pesca artesanal e sustentabilidade socioambiental   apresentação...
Iv seminario pesca artesanal e sustentabilidade socioambiental apresentação...
 

Release ii manifestação anti vivissecção e experimentação animal

  • 1. MANIFESTO ANTI VIVISSECÇÃO E EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL REÚNEMAIS DE 50 CIDADES DE DENTRO E FORA DO PAÍS A atividade busca denunciar e conscientizar a sociedade em relação aos inúmeros casos de exploração e tortura de animais que são presos em universidades e laboratórios para fins de experimentação. Dia 28 de abril, a partir das 15h – em diversas cidades do Brasil e do exterior- Em Recife, a manifestação acontecerá, excepcionalmente, no dia 27 de abril de abril, às 10 h, em frente ao Centro de CienciasBiologicas da UFPE Indignação e Informação. Este é o lema do2º Manifesto Anti Vivissecção e Experimentação Animal, que será realizado no dia 28 de abril, às 15h, simultaneamente, em diversas cidades do Brasile do exterior. Idealizada pelo grupoCadeia Para Quem Maltrata os Animais(hoje com mais de 30 mil membros) e pela WEEAC (World EventtoEnd Animal Cruelty) – ambas com ativismo abolicionista pelo fim da exploração dos animais-a atividade pretendeabrir discussões sobre métodos éticos alternativos existentes, empregados e reconhecidos por inúmeras faculdades e instituições de ensino, bem como denunciar a utilização de animais vivos com propósitos experimentais. Para o biólogo Sérgio Greif, co-autor do livro A verdadeira face da Experimentação Animal: a sua saúde em perigo e redator do Manifesto que lançou oficialmente o evento em questão, os experimentos prévios realizados em animais, sustentados na ideiatentar de impedir queos seres humanos corram os “primeiros” riscos dos efeitos ainda não mapeados, não garantem segurança para a sociedade, muito menos apontam caminhos precisos, sobretudo do ponto de vista científico. “É grande o número de drogas aprovadasque são recolhidas das prateleiras no prazo de um ano após sua colocação no mercado. O motivo deste recolhimento é a detecção de efeitos colaterais na população humana, efeitos estes que não haviam sido detectados em testes em animais”, afirma o ativista.
  • 2. Ainda sobre esta prática, Greif garante ser possível questionar o argumento de que seres humanos e animais domésticos são diretamente beneficiados com as pesquisas.“Ocorre que, embora exaustivamente testados e aprovados em animais, os tratamentos se mostraram falhos em sua fase de testes, sem sinais de efeitos promissores em seres humanos. Muitos deles, apesar da segurança comprovada em animais, produziram efeitos colaterais, e muitas vezes a morte de muitas pessoas”, complementa o ativista. EM RECIFE Segundo a Coordenação do Evento em Recife, Aline Gusmão ( MDA) “ a manifestação foi antecipada para o dia 27, tão logo soubemos que a UFPE está construindo um biotério, na contramão do que ocorre nas maiores universidades do Brasil e do mundo, que estão fechando os seus espaços de tortura animal. Nosso protesto será pacifico e silencioso, em luto pelos milhares de animais ainda torturados e mortos anualmente, no país, em nome de uma “falsa ciência”. Os manifestantes estão sendo convidados a usarem preto, em sinal de luto, e a concentração será a partir das 09 horas, em frente ao Centro de CienciasBiologicas da UFPE, na Cidade Universitária. LINHA DO TEMPO Em 2011, as cidades que participaram foram Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Brasília e Belo Horizonte. À época, o grupo Cadeia Para Quem Maltrata os Animais programou a manifestação pela ocasião do Dia Internacional de Protesto contra Experimentação Animal, 16 de abril. A proposta levou às ruas das cinco capitais manifestantes que procuraram conscientizar a população através de gritos de ordem, cartazes, folhetos e performances que sensibilizavam para a necessidade de abolir o uso de seres vivos não humanos em experimentos científicos, uma vez que já existem pesquisas que se baseiam em análises feitas em computadores e/ou simuladores que substituem métodos arcaicos de pesquisas. Para 2012, mais de 50 cidades brasileiras já confirmaram participação, de norte a sul, além de Portugal, Austrália, United Kingdom – Birmingham, Los Angelis - Califórnia e Argentina – Buenos Aires. Norah André, responsável nacional do manifesto, relembra com entusiasmo o percurso que foi traçado com a ideia da ação, desde o ano passado até a atualidade. “No ano passado fomos cinco capitais brasileiras. Este ano, faremos muito melhor e maior! A cada dia, mais pessoas se juntam a esta causa; mais cidades se mobilizam nesta luta. Essa livre resposta de adesão é a prova de que ninguém aceita mais o fato de muitos ainda insistirem em destituir e interditar os animais de sua individualidade como sujeitos, tão sujeitos como os indivíduos humanos”, pontua a organizadora.
  • 3. VIVISSECÇÃO/EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL No Brasil, as faculdades de medicina, medicina veterinária, biologia, psicologia, odontologia, ciências farmacêuticas, enfermagem, dentre outras, possuem aulas práticas onde são utilizados animais vivos. Na vivissecção- cuja origem é atribuída ao médico romano de origem grega, Cláudio Galeno, no século I, DC. -animais são encaminhados vivos para a sala de aula, onde são contidos e anestesiados (nem sempre adequadamente) para em seguida, com a presença do professor e alunos, serem utilizados em diversos experimentos de aprendizagem. Após a prática são sacrificados. Na Europa e Estados Unidos, muitas faculdades de medicina não mais utilizam animais, nem mesmo nas matérias práticas, como técnica cirúrgica e cirurgia, oferecendo substitutivos em todos os setores. Nos EUA, mais de 100 escolas de medicina (quase 70%) incluindo Harvard, não utilizam animais. Na Inglaterra e Alemanha, a utilização de animais na educação médica foi abolida. Na Grã-Bretanha (Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda) estudantes são proibidos, por lei, a praticarem cirurgia em animais. LINKS SOBRE A II MANIFESTAÇÃO ANTIVIVISSECÇÃO E EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL - Manifesto redigido por Sergio Greif, em 17/02/2012 http://contatoanimal.blogspot.com/2012/02/manifesto-da-ii-manifestacao-nacional.html - 1º vídeo informativo: http://youtu.be/olyMkGAS7Ik - 2º vídeo informativo: http://youtu.be/BpHzPoFrgpM - BLOG com textos informativos sobre o tema: http://contatoanimal.blogspot.com/ - RELAÇÃO ATUALIZADA das cidades brasileiras que integram o evento nacional e internacional: http://contatoanimal.blogspot.com/2012/02/ii-manifestacao-nacional-anti.html - PETIÇÕES e pedidos de assinaturas: http://contatoanimal.blogspot.com/2012/02/peticoes-relacionadas-vivisseccao-e.html
  • 4. SERVIÇO O que: II Manifestação Anti Vivissecção e Experimentação Animal Quando: dia 27 de abril – Onde: RECIFE: em frente ao Centro de Ciencias Biológicas da UFPE Horário: a partir das 09 horas ( concentração) Realização: Cadeia Para Quem Maltrata os Animais – WEEAC- e Movimento de Defesa Animal de Pernambuco.