SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Baixar para ler offline
Proporcionalidade inversa (9.o
ano)
Exercı́cios de Provas Nacionais e Testes Intermédios
1. Na figura ao lado, está representada, em referencial cartesiano, de
origem no ponto O, parte do gráfico de uma função de proporciona-
lidade inversa, g.
Sabe-se que o ponto P pertence ao gráfico da função g e tem
coordenadas (3,12).
Qual das seguintes opções apresenta uma expressão que define
a função g ?
(A) g(x) = 4x (B) g(x) = 36x
(C) g(x) =
36
x
(D) g(x) =
4
x
x
y
O
g
12
3
P
Prova Final 3.o Ciclo - 2022, 2.a fase
2. Na figura ao lado, estão representadas, em referencial carte-
siano, de origem no ponto O, parte do gráfico de uma função
linear, f, e parte do gráfico de uma função de proporcionali-
dade inversa, g.
Sabe-se que:
• a função f é definida pela expressão f(x) = 4x ;
• os gráficos das funções f e g intersectam-se no ponto A,
de abcissa 3 .
Calcula g(2).
Apresenta todos os cálculos que efetuares.
x
y
O
f
g
A
3
Prova Final 3.o Ciclo - 2022, 1.a fase
mat.absolutamente.net
3. Na figura ao lado, estão representadas, em referencial cartesiano,
de origem no ponto O, parte do gráfico de uma função quadrática,
f, e parte do gráfico de uma função de proporcionalidade inversa, g.
Sabe-se que:
• a função f é definida por f(x) = ax2
, com a 6= 0;
• os gráficos das funções f e g intersectam-se no ponto P, de
abcissa 2;
• o ponto A pertence ao gráfico da função g e tem coordenadas
(4,3).
Determina o valor de a.
Apresenta todos os cálculos que efetuares.
x
y
O
f g
2
P
A
4
3
Prova de Matemática, 9.o ano – 2021
4. No referencial cartesiano, de origem no ponto O, da figura
ao lado, estão representadas parte do gráfico da função f,
definida por f(x) =
2
3
x2
, e parte do gráfico da função g, de
proporcionalidade inversa.
Os gráficos de f e g intersectam-se no ponto A, de ab-
cissa 3.
O ponto B pertence ao gráfico da função g e tem coor-
denadas (c, 2).
Determina o valor de c.
Apresenta todos os cálculos que efetuares.
x
y
O
f
g
3
A
B
c
2
Prova Final 3.o Ciclo – 2019, Época especial
5. Um grupo de amigos do Pedro decidiu oferecer-lhe, como presente de aniversário, um cheque Aventura
para um programa em que poderá praticar canoagem, escalada e rapel.
Ficou estabelecido que o contributo, em euros, de cada participante na compra do cheque seria inversa-
mente proporcional ao número de participantes.
Inicialmente, o grupo era constituı́do por 4 amigos, e cada um contribuiria com 12 euros.
Antes da compra, juntaram-se 2 amigos ao grupo.
Qual é a quantia, em euros, com que cada amigo contribuiu para a compra do cheque?
Mostra como chegaste à tua resposta.
Prova Final 3.o Ciclo - 2019, 2.a fase
2/20
mat.absolutamente.net
6. As grandezas x e y, apresentadas na tabela seguinte, são inversamente proporcionais.
x 10 15
y 9 a
Determina o valor de a.
Mostra como chegaste à tua resposta.
Prova Final 3.o Ciclo - 2019, 1.a fase
7. No referencial cartesiano, de origem no ponto O, da figura seguinte, estão representadas a função de
proporcionalidade inversa f e a função quadrática g.
Sabe-se que:
• a função f é definida por f(x) =
6
x
, com x > 0;
• a função g é dada por uma expressão da forma
g(x) = ax2
, com a 6= 0;
• os gráficos das funções f e g intersectam-se no ponto
P, de abcissa 2.
Determina o valor de a.
Apresenta todos os cálculos que efetuares. x
y
O
g
f
2
P
Prova Final 3.o Ciclo – 2018, Época especial
8. No referencial cartesiano, de origem no ponto O, da figura seguinte, estão representadas a função
quadrática f e a função de proporcionalidade inversa g
Sabe-se que:
• a função f é dada por uma expressão da forma
f(x) = ax2
, com a 6= 0;
• a função g é definida por g(x) =
8
x
, com x > 0;
• f(3) = g(4).
Determina o valor de a.
Apresenta todos os cálculos que efetuares. x
y
O
f
g
3 4
Prova Final 3.o Ciclo - 2018, 2.a fase
3/20
mat.absolutamente.net
9. No referencial cartesiano, de origem no ponto O, da figura
ao lado, estão representadas a função quadrática f e a
função de proporcionalidade inversa g.
Sabe-se que:
• a função f é definida por f(x) =
4
3
x2
;
• a função g é dada por uma expressão da forma g(x) =
a
x
, com a > 0 e x > 0;
• os gráficos das funções f e g intersectam-se no ponto
P, de abcissa 3.
Determina o valor de a.
Apresenta todos os cálculos que efetuares.
x
y
O
f
g
3
P
Prova Final 3.o Ciclo - 2018, 1.a fase
10. Seja f uma função de proporcionalidade inversa.
Sabe-se que f(3) = 9
Em qual das opções se apresenta uma expressão que define a função f?
(A) f(x) = 3x (B) f(x) = 27x (C) f(x) =
3
x
(D) f(x) =
27
x
Prova Final 3.o Ciclo – 2017, Época especial
4/20
mat.absolutamente.net
11. Em qual das opções seguintes pode estar representada graficamente uma função de proporcionalidade
inversa?
(A) (B)
x
y
O x
y
O
(C) (D)
x
y
O x
y
O
Prova Final 3.o Ciclo - 2017, 2.a fase
12. Considera a função de proporcionalidade inversa f, representada graficamente
no referencial cartesiano da figura ao lado.
O ponto de coordenadas (3,6), pertence ao gráfico da função f
Qual dos seguintes números é a constante de proporcionalidade?
(A) 2 (B) 3 (C) 9 (D) 18
x
y
O 3
6
Prova Final 3.o Ciclo - 2017, 1.a fase
5/20
mat.absolutamente.net
13. Na figura ao lado, está representado, em referencial cartesiano, o
gráfico de uma função de proporcionalidade inversa.
Os pontos de coordenadas (4,8; 30) e (a,a), sendo a um número
real positivo, pertencem ao gráfico da função.
Qual é o valor de a ?
x
y
O 4,8
30
a
a
Prova Final 3.o Ciclo – 2016, Época especial
14. No referencial cartesiano da figura ao lado, estão representadas
graficamente as funções f e g.
Sabe-se que:
• a função f é definida por f(x) = 2x2
;
• a função g é uma função de proporcionalidade inversa;
• os gráficos das funções f e g intersectam-se no ponto P, que
tem abcissa 2.
Determina uma expressão algébrica que defina a função g.
Mostra como chegaste à tua resposta.
x
y
O
f
g
2
P
Prova Final 3.o Ciclo - 2016, 2.a fase
15. Na figura ao lado, está representado, em referencial cartesiano, o
gráfico de uma função de proporcionalidade inversa.
Os pontos P e Q pertencem ao gráfico da função.
Sabe-se que as coordenadas do ponto P são (5,21).
Em qual das opções seguintes podem estar as coordenadas do
ponto Q ?
(A) (17,9) (B) (19,7) (C) (33,5) (D) (35,3)
x
y
O
P
Q
Prova Final 3.o Ciclo - 2016, 1.a fase
6/20
mat.absolutamente.net
16. No referencial cartesiano da figura ao lado, estão representadas
parte do gráfico da função f definida por f(x) = x2
e parte do
gráfico de uma função de proporcionalidade inversa, g
Os gráficos das duas funções intersectam-se num ponto de ab-
cissa 2
Qual das seguintes expressões é equivalente a g(x) ?
(A)
2
x
(B) 2x (C)
8
x
(D) 8x
x
y
O
f
g
2
Prova Final 3.o Ciclo – 2015, Época especial
17. Seja f uma função de proporcionalidade inversa.
Na figura ao lado, está representada parte do gráfico da função f
O ponto de coordenadas (2; 5) pertence ao gráfico da função.
Determina a ordenada do ponto do gráfico que tem abcissa 3,2
Apresenta o resultado na forma de dı́zima.
Mostra como chegaste à tua resposta.
x
y
O
5
f
2
Prova Final 3.o Ciclo - 2015, 2.a fase
18. Na figura seguinte, está representada, num referencial cartesiano de origem O, parte do gráfico da função
f, bem como o retângulo [OBCD]
Sabe-se que:
• o ponto B pertence ao eixo das ordenadas
• a função f é uma função de proporcionalidade inversa
• os pontos A e C pertencem ao gráfico da função f
• o ponto D pertence ao eixo das abcissas e tem abcissa 5
• o ponto A tem coordenadas (2,4)
18.1. Qual é o valor de f(2) ?
18.2. Determina o perı́metro do retângulo [OBCD]
Apresenta a resposta na forma de dı́zima.
Apresenta todos os cálculos que efetuares.
x
y
O
A
C
4
f
2 D
B
Prova Final 3.o Ciclo - 2014, 2.a chamada
7/20
mat.absolutamente.net
19. As grandezas x e y, apresentadas na tabela ao lado, são inversamente
proporcionais.
Determina o valor de a
Apresenta todos os cálculos que efetuares.
x 15 12
y 20 a
Prova Final 3.o Ciclo - 2014, 1.a chamada
20. Na figura seguinte, estão representadas, num referencial cartesiano, partes dos gráficos de duas funções,
f e g
Sabe-se que:
• a função f é uma função quadrática definida por
f(x) = ax2
, sendo a um número positivo
• a função g é uma função de proporcionalidade inversa
• o ponto B pertence ao gráfico da função f e ao gráfico
da função g e tem coordenadas (2,6)
• o ponto C pertence ao gráfico da função g e tem
coordenadas (c; 1,2), sendo c um número positivo
Qual é o valor de c ?
Mostra como chegaste à tua resposta. x
y
O
B
6
f
g
2 c
1,2
C
Teste intermédio 9.o ano - 21.03.2014
21. No referencial cartesiano da figura seguinte, estão representadas partes dos gráficos de duas funções, f e
g, e um quadrado [OABC]
Sabe-se que:
• o ponto O é a origem do referencial
• a função f é definida por f(x) =
10
x
(x > 0)
• o gráfico da função g é uma reta que passa na origem
do referencial
• o ponto A pertence ao eixo das abcissas
• o ponto C pertence ao eixo das ordenadas
• o ponto B pertence ao gráfico da função f
• o ponto P pertence ao gráfico da função f e ao gráfico
da função g e tem abcissa 5
B
x
y
O A
C
f
g
5
P
21.1. Em qual das opções seguintes estão as coordenadas de um ponto que pertence ao gráfico da função f ?
(A) (50,2) (B) (20,2) (C)

50,
1
2

(D)

20,
1
2

21.2. Qual é a medida exata do comprimento do lado do quadrado [OABC]?
Prova Final 3.o Ciclo - 2013, 2.a chamada
8/20
mat.absolutamente.net
22. Uma fábrica produz tapetes para a indústria automóvel.
Uma das máquinas dessa fábrica (a máquina A) produz 6 tapetes por hora e leva 12 horas a fabricar
todos os tapetes encomendados por uma certa empresa.
Seja x o número de tapetes produzidos, por hora, por uma outra máquina (a máquina B).
O que representa a expressão
72
x
, no contexto da situação descrita?
Prova Final 3.o Ciclo - 2013, 1.a chamada
23. Na figura ao lado, estão representados, num referencial cartesiano, os pontos A e B e partes dos gráficos
de duas funções, f e g
Sabe-se que:
• o ponto O é a origem do referencial
• a função f é uma função de proporcionalidade direta
• a função g é uma função de proporcionalidade inversa
• o ponto A pertence ao gráfico de f e tem coordenadas (8,6)
• o ponto B pertence ao gráfico de f e ao gráfico de g e tem
abcissa igual a 4
Qual das seguintes expressões é equivalente a g(x) ?
(A)
6
x
(B)
8
x
(C)
10
x
(D)
12
x
x
y
O
A
B
6
g
f
8
4
Teste intermédio 9.o ano - 12.04.2013
24. Para um certo valor de k(k 6= 0 e k 6= 1), a expressão y =
k
x
traduz a relação entre as variáveis x e y
Qual das seguintes afirmações é verdadeira?
(A) As variáveis x e y são diretamente proporcionais e a constante de proporcionalidade é
1
k
(B) As variáveis x e y são inversamente proporcionais e a constante de proporcionalidade é
1
k
(C) As variáveis x e y são diretamente proporcionais e a constante de proporcionalidade é k
(D) As variáveis x e y são inversamente proporcionais e a constante de proporcionalidade é k
Prova Final 3.o Ciclo - 2012, 1.a chamada
9/20
mat.absolutamente.net
25. Na figura ao lado, está representada parte do gráfico de uma função
de proporcionalidade inversa.
O ponto de coordenadas (8,4), pertence ao gráfico da função.
Determina a ordenada do ponto do gráfico que tem abcissa
2
Mostra como chegaste à tua resposta.
x
y
O
4
8
Prova Final 3.o Ciclo - 2012, 1.a chamada
26. No referencial cartesiano da figura ao lado, está represen-
tada parte do gráfico da função f definida por y =
10
x
(x  0)
Sabe-se que:
• os pontos P e Q pertencem ao gráfico da função f
• os pontos A e B pertencem ao eixo das abcissas
• o ponto C pertence ao eixo das ordenadas
• as abcissas dos pontos A e P são iguais
• as abcissas dos pontos B e Q são iguais
P
Q
x
y
O A
C
f
B
26.1. Qual é a área do retângulo [OAPC]
(A) 5 (B) 10 (C) 15 (D) 20
26.2. Admite que OB = 4
Determina o perı́metro do triângulo [OBQ]
Apresenta o resultado arredondado às décimas.
Mostra como chegaste à tua resposta.
Nota- Sempre que, em cálculos intermédios, procederes a arredondamentos, conserva, no mı́nimo, duas casas de-
cimais.
Teste intermédio 9.o ano - 10.05.2012
10/20
mat.absolutamente.net
27. Em cada uma das opções seguintes está uma tabela que relaciona os valores de duas grandezas, a e b.
Qual das tabelas seguintes traduz uma relação de proporcionalidade inversa entre as grandezas, a e b?
(A)
a 5 10 15 20
b 10 20 30 40
(B)
a 5 10 15 20
b 25 20 15 10
(C)
a 5 10 15 20
b 6 3 2 1,5
(D)
a 5 10 15 20
b 10 10 10 10
Exame Nacional 3.o Ciclo - 2011, 2.a Chamada
28. O tempo, em horas, que demora a encher um tanque é inversamente proporcional ao número de m3
de
água que uma torneira debita por hora (caudal da torneira).
O tanque fica cheio com 60 m3
de água.
28.1. A tabela ao lado relaciona o caudal da torneira com
o tempo necessário para encher o tanque.
Qual é o valor de a ?
Caudal em m3
por hora 5 a
Tempo em horas 12 8
28.2. Qual dos gráficos seguintes pode representar a relação entre o caudal, em m3
por hora, da torneira
que enche o tanque e o tempo, em horas, que é necessário para encher o tanque?
(A) (B)
10 20 30 40 50 60
1
2
3
4
5
6
caudal
tempo
O 15 30 45 60 75 90
1
2
3
4
5
6
caudal
tempo
O
(C) (D)
10 20 30 40 50 60
1
2
3
4
5
6
caudal
tempo
O 15 30 45 60 75 90
1
2
3
4
5
6
caudal
tempo
O
Teste intermédio 9.o ano - 17.05.2011
11/20
mat.absolutamente.net
29. A tabela que se apresenta ao lado traduz uma relação de proporcionali-
dade inversa entre as grandezas x e y
Qual é o valor de a ?
x 75 100
y a 1,5
Teste intermédio 9.o ano - 07.02.2011
30. Administrou-se um medicamento a um chimpanzé doente.
Uma hora depois, mediu-se a massa, em miligramas, de
medicamento existente no sangue do chimpanzé.
Repetiu-se, de meia em meia hora, essa medição.
Cada um dos pontos representados no referencial da
figura ao lado corresponde a uma medição.
Observando esses pontos, podemos saber a massa, m,
em miligramas, de medicamento existente no sangue do
chimpanzé, em cada um dos instantes em que as medições
foram feitas.
No referencial, t designa o tempo, em horas, decorrido
desde o instante em que se administrou o medicamento.
0.5 1 1.5 2 2.5 3
4
8
12
16
20
24
28
32
36
40
44
48
52
56
60
0
m
(em
mg)
t (em horas)
Medicamento no sangue do chimpanzé
30.1. Qual é a massa, em miligramas, de medicamento no sangue do chimpanzé, uma hora e meia depois
da sua administração?
30.2. Tal como os valores obtidos nas medições sugerem, tem-se que, para 1 ≤ t ≤ 3, a massa de medica-
mento existente no sangue do chimpanzé e o tempo são grandezas inversamente proporcionais.
Qual é, nestas condições, a constante de proporcionalidade?
30.3. Qual das expressões seguintes relaciona, para 1 ≤ t ≤ 3, as variáveis m e t?
(A) m =
60
t
(B) m =
120
t
(C) m = 60t (D) m = 120t
Exame Nacional 3.o Ciclo - 2010, 2.a Chamada
31. A tabela seguinte mostra a relação entre o número de fatias (n ) em que o bolo de aniversário do Jorge
pode ser dividido e a massa (p ), em quilogramas, de cada uma das fatias do bolo.
A massa (p) de cada uma das fatias de bolo é inversamente proporcional ao número de fatias (n)
Número de fatias (n) 6 8 10
Massa das fatias (p) em Kg 0,60 0,45 0,36
31.1. O que representa a constante de proporcionalidade inversa, no contexto do problema?
31.2. Escreve uma expressão que relacione o número de fatias (n) e a respetiva massa (p)
Teste intermédio 9.o ano - 03.02.2010
12/20
mat.absolutamente.net
32. A tabela seguinte relaciona o ângulo de visão com a velocidade de condução.
Ângulo de visão (em graus) 100 75 45 30
Velocidade de condução (em km/h) 40 70 100 130
Quanto maior é a velocidade a que se conduz, mais reduzido é o ângulo de visão.
Justifica que a velocidade de condução não é inversamente proporcional ao ângulo de visão.
Exame Nacional 3.o Ciclo - 2009, 2.a Chamada
33. Quatro amigas vão alugar um apartamento, no Algarve, para gozarem duas semanas de férias. O valor
do aluguer será dividido igualmente pelas raparigas.
Cada uma delas pagará 400 euros.
33.1. Quanto pagará cada uma das amigas se ao grupo se juntar mais uma rapariga?
Mostra como chegaste à tua resposta.
33.2. Qual das equações seguintes traduz a relação entre o número de amigas, n, e o valor a pagar,p , por
cada uma delas?
(A) p =
1600
n
(B) p =
400
n
(C) p = 400 + n (D) p = 1600 + n
Teste Intermédio 9.o ano – 11.05.2009
34. A viagem aos Jogos Olı́mpicos vai custar ao clube desportivo 100 euros, mas o clube quer vender as rifas
para a viagem de forma a ter 80 euros de lucro. As rifas serão todas vendidas e ao mesmo preço.
A tabela seguinte representa a relação entre o número de rifas (n ) que devem vender e o preço (p ), em
euros, de cada rifa.
Número de rifas (n) 3 4 5 ...
Preço de cada rifa (p) em euros 60 45 36 ...
34.1. Qual é o número de rifas que deveriam ser vendidas para que o preço de cada uma fosse 1,5 euros?
Mostra como chegaste à tua resposta.
34.2. O número de rifas (n) é inversamente proporcional ao preço (p), em euros, de cada rifa.
Qual é a constante de proporcionalidade inversa?
34.3. Qual das expressões seguintes pode traduzir a relação entre as variáveis número de rifas (n) e preço
(p), em euros, de cada rifa?
(A) p = n × 180 (B) p = n + 180 (C) p =
n
180
(D) p =
180
n
Teste intermédio 9.o ano - 09.02.2009
13/20
mat.absolutamente.net
35. Considera a seguinte representação gráfica de uma
função.
Qual é a sua representação analı́tica?
(A) y =
40
x
(B) y = 40x
(C) y = −
40
x
(D) y = 40x + 4
-5 -4 -3 -2 -1 1 2 3 4 5
-40
-30
-20
-10
10
20
30
40
x
y
0
Exame Nacional 3.o Ciclo - 2008, 2.a Chamada
36. Considera as funções definidas por:
y = x + 2 para x ≥ 0
e
y =
3
x
para x  0
Em qual dos seguintes referenciais estão os gráficos das duas funções?
(A) (B)
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11
1
2
3
4
5
6
7
8
x
y
0
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11
1
2
3
4
5
-3
-2
-1
x
y
0
(C) (D)
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11
1
2
3
4
5
6
7
8
x
y
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11
1
2
3
4
5
6
7
8
x
y
0
Exame Nacional 3.o Ciclo - 2008, 1.a Chamada
14/20
mat.absolutamente.net
37. Quando se coloca um objeto sobre a areia, ela fica marcada devido à pressão exercida por esse objeto.
A tabela ao lado relaciona a pressão, exercida por um
tijolo sobre a areia, com a área da face do tijolo que
está assente na areia.
Área (m2
) 0,005 0,01 0,02
Pressão (N/m2
) 4000 2000 1000
A pressão está expressa em newton por metro quadrado (N/m2
) e a área em metro quadrado (m2
).
A pressão exercida pelo tijolo é inversamente proporcional à área da face que está assente na areia.
Qual é o valor da constante de proporcionalidade inversa?
Mostra como obtiveste a tua resposta.
Teste intermédio 9.o ano - 07.05.2008
38. Os convites de aniversário da Maria têm a forma de um retângulo com 100 cm2
de área.
Qual dos gráficos seguintes poderá representar a relação entre a base e a altura de retângulos com 100 cm2
de área?
(A) (B)
base
altura
base
altura
(C) (D)
base
altura
base
altura
Teste intermédio 9.o ano - 31.01.2008
15/20
mat.absolutamente.net
39. Algumas pessoas da classe de dança da Maria combinaram oferecer-lhe, em conjunto, uma prenda, divi-
dindo igualmente o seu preço por todos.
Inicialmente, apenas 3 pessoas quiseram participar nesta iniciativa. Cada uma delas contribuı́a com 20
euros.
39.1. Passado algum tempo, o número de participantes duplicou.
O valor com que cada pessoa terá de contribuir...
(A) ... aumenta para o dobro. (B) ... aumenta 2 euros.
(C) ... diminui para metade. (D) ... diminui 2 euros
39.2. No final desta iniciativa, cada um dos participantes contribuiu com 7 euros e 50 cêntimos.
Quantas pessoas participaram na compra da prenda?
Apresenta todos os cálculos que efetuares.
Teste intermédio 9.o ano - 31.01.2008
40. x e y são duas grandezas inversamente proporcionais.
Das quatro afirmações que se seguem, apenas uma é sempre verdadeira. Qual?
(A) Se x aumenta 2 unidades, então y também aumenta 2unidades.
(B) Se x aumenta 2 unidades, então y diminui 2 unidades.
(C) Se x aumenta para o dobro, então y também aumenta para o dobro.
(D) Se x aumenta para o dobro, então y diminui para metade.
Exame Nacional 3.o Ciclo - 2007, 2.a Chamada
16/20
mat.absolutamente.net
41. Na fotografia ao lado, em cima, podes ver o
teleférico do Parque das Nações.
Na figura de baixo, está representado um es-
quema do circuito (visto de cima) efetuado por
uma cabina do teleférico.
No teleférico do Parque das Nações, o número
de cabinas em utilização não é sempre o mesmo,
mas duas cabinas consecutivas estão sempre
igualmente espaçadas.
O ajuste da distância entre as cabinas é feito
automaticamente, de acordo com a seguinte
fórmula,
n × c = 3
em que:
c representa a distância, em quilómetros, entre duas cabinas consecutivas;
n é o número total de cabinas em utilização.
Quando o teleférico está em funcionamento, a sua velocidade média pode variar entre 11 e 17 quilómetros
por hora.
Qual é o maior número possı́vel de voltas completas que uma cabina pode dar durante uma hora?
Justifica a tua resposta, começando por referir o significado da constante 3 na fórmula n × c = 3.
Exame Nacional 3.o Ciclo - 2006, 1.a Chamada
17/20
mat.absolutamente.net
42. Quando se vai à praia, é preciso ter cuidado com o tempo de
exposição ao sol, para que não se forme eritema (vermelhão
na pele), devido a queimadura solar.
O tempo máximo, t, em minutos, de exposição direta
da pele ao sol sem formar eritema pode ser calculado
através da fórmula
t =
D
i
em que:
i representa o ı́ndice de radiação solar ultravioleta;
D é um valor constante para cada tipo de pele.
O gráfico que se apresenta a ao lado traduz essa relação
para o tipo de pele da Ana.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
10
20
30
40
50
60
70
80
90
Índice i de radiação solar ultravioleta
Tempo
t
(minutos)
42.1. A Ana foi à praia numa altura em que o ı́ndice de radiação solar ultravioleta era 5.
Quantos minutos, no máximo, é que ela poderá ter a pele diretamente exposta ao sol, sem ficar com
eritema?
42.2. Na tabela ao lado, apresentam-se,
para cada um dos principais tipos
de pele da população europeia, algu-
mas das caracterı́sticas fı́sicas que lhe
estão associadas e o valor da cons-
tante D.
Tipo de pele Cor do cabelo Cor dos olhos D
1 Ruivo Azul 200
2 Louro Azul/Verde 250
3 Castanho Cinza/Castanho 350
4 Preto Castanho 450
Qual é a cor do cabelo da Ana?
Explica como obtiveste a tua resposta.
Exame Nacional 3.o Ciclo - 2005, 2.a Chamada
18/20
mat.absolutamente.net
43. Existem vários retângulos, de dimensões diferentes, com 18 cm2
de área.
43.1. Completa a tabela que se segue, indicando, em cm, o comprimento e a largura de três retângulos
diferentes (A, B e C), com 18 cm2
de área.
Retângulo A Retângulo B Retângulo C
Comprimento (cm) 4
Largura (cm) 0,5
43.2. Qual dos gráficos seguintes pode representar a relação entre a largura (l) e o comprimento (c) de
retângulos com 18 cm2
de área?
(A) (B)
c
l
5 10 15
5
10
15
c
l
5 10 15
5
10
15
(C) (D)
c
l
5 10 15
5
10
15
c
l
5 10 15
5
10
15
Exame Nacional 3.o Ciclo - 2005, 1.a Chamada
19/20
mat.absolutamente.net
44. Para planear a apanha da uva, na quinta Alzubar, construiu-se a seguinte tabela
Número de trabalhadores (t) 100 50 25
Número de dias que leva a apanha da uva (d) 1 2 4
Na tabela, as variáveis - t e d referem-se a grandezas inversamente proporcionais.
44.1. Assinala no gráfico
ao lado o tempo cor-
respondente à apa-
nha da uva feita por
5, por 10 e por 20
trabalhadores.
20 40 60 80 100
2
4
6
8
10
12
14
16
18
20
Número de trabalhadores (t)
Número
de
dias
(d)
44.2. Qual das seguintes fórmulas relaciona o número de trabalhadores (t), com o número de dias (d)
necessário para apanhar a uva, na quinta Alzubar?
(A) 100t = d (B) t + d = 100 (C)
t
d
= 100 (D) t × d = 100
Prova de Aferição - 2002
20/20

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a proporcionalidade_inversa.pdf

Prova suplementar 2º semestre 9º ano
Prova suplementar 2º semestre  9º anoProva suplementar 2º semestre  9º ano
Prova suplementar 2º semestre 9º anoAdriano Capilupe
 
Pf mat92-f1-2015-cad2
Pf mat92-f1-2015-cad2Pf mat92-f1-2015-cad2
Pf mat92-f1-2015-cad2Yolanda Maria
 
Aula de Apresentação, Função e Função do 1º Grau.ppt · versão 1.pptx
Aula de Apresentação, Função e Função do 1º Grau.ppt · versão 1.pptxAula de Apresentação, Função e Função do 1º Grau.ppt · versão 1.pptx
Aula de Apresentação, Função e Função do 1º Grau.ppt · versão 1.pptxJuliana Menezes
 
009_EExame_Trigonometria.pdf
009_EExame_Trigonometria.pdf009_EExame_Trigonometria.pdf
009_EExame_Trigonometria.pdfsoniadomngues
 
Slides Lógica Aplicada.pptx
Slides Lógica Aplicada.pptxSlides Lógica Aplicada.pptx
Slides Lógica Aplicada.pptxElizeuNetto
 
Ex mat a635-f1-2015-v2
Ex mat a635-f1-2015-v2Ex mat a635-f1-2015-v2
Ex mat a635-f1-2015-v2Yolanda Maria
 
Ficha trab2funções mat7
Ficha trab2funções mat7Ficha trab2funções mat7
Ficha trab2funções mat7NJCG
 
F ficha de revisões nº 3 9º janeiro2017
F ficha de revisões nº 3   9º janeiro2017F ficha de revisões nº 3   9º janeiro2017
F ficha de revisões nº 3 9º janeiro2017Susana Chaves
 
Ex mat a635-f1-2015-v1
Ex mat a635-f1-2015-v1Ex mat a635-f1-2015-v1
Ex mat a635-f1-2015-v1Yolanda Maria
 
Aula de Funções - Noções básicas, Inequações
Aula de Funções - Noções básicas, InequaçõesAula de Funções - Noções básicas, Inequações
Aula de Funções - Noções básicas, InequaçõesLUCASMOREIRA104731
 
Proposta_Prova-modelo_MatemáticaA12_2019.pdf
Proposta_Prova-modelo_MatemáticaA12_2019.pdfProposta_Prova-modelo_MatemáticaA12_2019.pdf
Proposta_Prova-modelo_MatemáticaA12_2019.pdfmadamastor
 
006 e exame_limites_continuidadebolzano
006 e exame_limites_continuidadebolzano006 e exame_limites_continuidadebolzano
006 e exame_limites_continuidadebolzanoiran rodrigues
 

Semelhante a proporcionalidade_inversa.pdf (20)

Prova suplementar 2º semestre 9º ano
Prova suplementar 2º semestre  9º anoProva suplementar 2º semestre  9º ano
Prova suplementar 2º semestre 9º ano
 
Pf mat92-f1-2015-cad2
Pf mat92-f1-2015-cad2Pf mat92-f1-2015-cad2
Pf mat92-f1-2015-cad2
 
Aula de Apresentação, Função e Função do 1º Grau.ppt · versão 1.pptx
Aula de Apresentação, Função e Função do 1º Grau.ppt · versão 1.pptxAula de Apresentação, Função e Função do 1º Grau.ppt · versão 1.pptx
Aula de Apresentação, Função e Função do 1º Grau.ppt · versão 1.pptx
 
009_EExame_Trigonometria.pdf
009_EExame_Trigonometria.pdf009_EExame_Trigonometria.pdf
009_EExame_Trigonometria.pdf
 
Slides Lógica Aplicada.pptx
Slides Lógica Aplicada.pptxSlides Lógica Aplicada.pptx
Slides Lógica Aplicada.pptx
 
Apostila funções
Apostila funçõesApostila funções
Apostila funções
 
Ex mat a635-f1-2015-v2
Ex mat a635-f1-2015-v2Ex mat a635-f1-2015-v2
Ex mat a635-f1-2015-v2
 
Gv economia 1fase_2010
Gv economia 1fase_2010Gv economia 1fase_2010
Gv economia 1fase_2010
 
Ficha trab2funções mat7
Ficha trab2funções mat7Ficha trab2funções mat7
Ficha trab2funções mat7
 
F ficha de revisões nº 3 9º janeiro2017
F ficha de revisões nº 3   9º janeiro2017F ficha de revisões nº 3   9º janeiro2017
F ficha de revisões nº 3 9º janeiro2017
 
Aulafuncao
AulafuncaoAulafuncao
Aulafuncao
 
Ex mat a635-f1-2015-v1
Ex mat a635-f1-2015-v1Ex mat a635-f1-2015-v1
Ex mat a635-f1-2015-v1
 
F7
F7F7
F7
 
Aula de Funções - Noções básicas, Inequações
Aula de Funções - Noções básicas, InequaçõesAula de Funções - Noções básicas, Inequações
Aula de Funções - Noções básicas, Inequações
 
Prova do ita_2010
Prova do ita_2010Prova do ita_2010
Prova do ita_2010
 
Emef
EmefEmef
Emef
 
Proposta_Prova-modelo_MatemáticaA12_2019.pdf
Proposta_Prova-modelo_MatemáticaA12_2019.pdfProposta_Prova-modelo_MatemáticaA12_2019.pdf
Proposta_Prova-modelo_MatemáticaA12_2019.pdf
 
5ºt7 b
5ºt7 b5ºt7 b
5ºt7 b
 
006 e exame_limites_continuidadebolzano
006 e exame_limites_continuidadebolzano006 e exame_limites_continuidadebolzano
006 e exame_limites_continuidadebolzano
 
Ficha 8ºano2
Ficha 8ºano2Ficha 8ºano2
Ficha 8ºano2
 

Mais de ssuserc463f3

ctic9 L4 Doenças e saúde do sistema nervoso.pptx
ctic9 L4 Doenças e saúde do sistema nervoso.pptxctic9 L4 Doenças e saúde do sistema nervoso.pptx
ctic9 L4 Doenças e saúde do sistema nervoso.pptxssuserc463f3
 
Argent-de-Poche.doc
Argent-de-Poche.docArgent-de-Poche.doc
Argent-de-Poche.docssuserc463f3
 
ctic9 N4 As hormonas sexuais.pptx
ctic9 N4 As hormonas sexuais.pptxctic9 N4 As hormonas sexuais.pptx
ctic9 N4 As hormonas sexuais.pptxssuserc463f3
 
silo.tips_8-ano-fisico-quimica-resumos-resumos-1.pdf
silo.tips_8-ano-fisico-quimica-resumos-resumos-1.pdfsilo.tips_8-ano-fisico-quimica-resumos-resumos-1.pdf
silo.tips_8-ano-fisico-quimica-resumos-resumos-1.pdfssuserc463f3
 
A Época de Ouro da Economia Portuguesa_EPM PL_Jan 2022(1).pdf
A Época de Ouro da Economia Portuguesa_EPM PL_Jan 2022(1).pdfA Época de Ouro da Economia Portuguesa_EPM PL_Jan 2022(1).pdf
A Época de Ouro da Economia Portuguesa_EPM PL_Jan 2022(1).pdfssuserc463f3
 
Book downloadable pdf testes fichas ciencia e vida 8(1)
Book downloadable pdf testes fichas ciencia e vida 8(1)Book downloadable pdf testes fichas ciencia e vida 8(1)
Book downloadable pdf testes fichas ciencia e vida 8(1)ssuserc463f3
 
Ficha de avalia_sum_8ano
Ficha de avalia_sum_8anoFicha de avalia_sum_8ano
Ficha de avalia_sum_8anossuserc463f3
 

Mais de ssuserc463f3 (7)

ctic9 L4 Doenças e saúde do sistema nervoso.pptx
ctic9 L4 Doenças e saúde do sistema nervoso.pptxctic9 L4 Doenças e saúde do sistema nervoso.pptx
ctic9 L4 Doenças e saúde do sistema nervoso.pptx
 
Argent-de-Poche.doc
Argent-de-Poche.docArgent-de-Poche.doc
Argent-de-Poche.doc
 
ctic9 N4 As hormonas sexuais.pptx
ctic9 N4 As hormonas sexuais.pptxctic9 N4 As hormonas sexuais.pptx
ctic9 N4 As hormonas sexuais.pptx
 
silo.tips_8-ano-fisico-quimica-resumos-resumos-1.pdf
silo.tips_8-ano-fisico-quimica-resumos-resumos-1.pdfsilo.tips_8-ano-fisico-quimica-resumos-resumos-1.pdf
silo.tips_8-ano-fisico-quimica-resumos-resumos-1.pdf
 
A Época de Ouro da Economia Portuguesa_EPM PL_Jan 2022(1).pdf
A Época de Ouro da Economia Portuguesa_EPM PL_Jan 2022(1).pdfA Época de Ouro da Economia Portuguesa_EPM PL_Jan 2022(1).pdf
A Época de Ouro da Economia Portuguesa_EPM PL_Jan 2022(1).pdf
 
Book downloadable pdf testes fichas ciencia e vida 8(1)
Book downloadable pdf testes fichas ciencia e vida 8(1)Book downloadable pdf testes fichas ciencia e vida 8(1)
Book downloadable pdf testes fichas ciencia e vida 8(1)
 
Ficha de avalia_sum_8ano
Ficha de avalia_sum_8anoFicha de avalia_sum_8ano
Ficha de avalia_sum_8ano
 

Último

A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 

Último (20)

A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 

proporcionalidade_inversa.pdf

  • 1. Proporcionalidade inversa (9.o ano) Exercı́cios de Provas Nacionais e Testes Intermédios 1. Na figura ao lado, está representada, em referencial cartesiano, de origem no ponto O, parte do gráfico de uma função de proporciona- lidade inversa, g. Sabe-se que o ponto P pertence ao gráfico da função g e tem coordenadas (3,12). Qual das seguintes opções apresenta uma expressão que define a função g ? (A) g(x) = 4x (B) g(x) = 36x (C) g(x) = 36 x (D) g(x) = 4 x x y O g 12 3 P Prova Final 3.o Ciclo - 2022, 2.a fase 2. Na figura ao lado, estão representadas, em referencial carte- siano, de origem no ponto O, parte do gráfico de uma função linear, f, e parte do gráfico de uma função de proporcionali- dade inversa, g. Sabe-se que: • a função f é definida pela expressão f(x) = 4x ; • os gráficos das funções f e g intersectam-se no ponto A, de abcissa 3 . Calcula g(2). Apresenta todos os cálculos que efetuares. x y O f g A 3 Prova Final 3.o Ciclo - 2022, 1.a fase
  • 2. mat.absolutamente.net 3. Na figura ao lado, estão representadas, em referencial cartesiano, de origem no ponto O, parte do gráfico de uma função quadrática, f, e parte do gráfico de uma função de proporcionalidade inversa, g. Sabe-se que: • a função f é definida por f(x) = ax2 , com a 6= 0; • os gráficos das funções f e g intersectam-se no ponto P, de abcissa 2; • o ponto A pertence ao gráfico da função g e tem coordenadas (4,3). Determina o valor de a. Apresenta todos os cálculos que efetuares. x y O f g 2 P A 4 3 Prova de Matemática, 9.o ano – 2021 4. No referencial cartesiano, de origem no ponto O, da figura ao lado, estão representadas parte do gráfico da função f, definida por f(x) = 2 3 x2 , e parte do gráfico da função g, de proporcionalidade inversa. Os gráficos de f e g intersectam-se no ponto A, de ab- cissa 3. O ponto B pertence ao gráfico da função g e tem coor- denadas (c, 2). Determina o valor de c. Apresenta todos os cálculos que efetuares. x y O f g 3 A B c 2 Prova Final 3.o Ciclo – 2019, Época especial 5. Um grupo de amigos do Pedro decidiu oferecer-lhe, como presente de aniversário, um cheque Aventura para um programa em que poderá praticar canoagem, escalada e rapel. Ficou estabelecido que o contributo, em euros, de cada participante na compra do cheque seria inversa- mente proporcional ao número de participantes. Inicialmente, o grupo era constituı́do por 4 amigos, e cada um contribuiria com 12 euros. Antes da compra, juntaram-se 2 amigos ao grupo. Qual é a quantia, em euros, com que cada amigo contribuiu para a compra do cheque? Mostra como chegaste à tua resposta. Prova Final 3.o Ciclo - 2019, 2.a fase 2/20
  • 3. mat.absolutamente.net 6. As grandezas x e y, apresentadas na tabela seguinte, são inversamente proporcionais. x 10 15 y 9 a Determina o valor de a. Mostra como chegaste à tua resposta. Prova Final 3.o Ciclo - 2019, 1.a fase 7. No referencial cartesiano, de origem no ponto O, da figura seguinte, estão representadas a função de proporcionalidade inversa f e a função quadrática g. Sabe-se que: • a função f é definida por f(x) = 6 x , com x > 0; • a função g é dada por uma expressão da forma g(x) = ax2 , com a 6= 0; • os gráficos das funções f e g intersectam-se no ponto P, de abcissa 2. Determina o valor de a. Apresenta todos os cálculos que efetuares. x y O g f 2 P Prova Final 3.o Ciclo – 2018, Época especial 8. No referencial cartesiano, de origem no ponto O, da figura seguinte, estão representadas a função quadrática f e a função de proporcionalidade inversa g Sabe-se que: • a função f é dada por uma expressão da forma f(x) = ax2 , com a 6= 0; • a função g é definida por g(x) = 8 x , com x > 0; • f(3) = g(4). Determina o valor de a. Apresenta todos os cálculos que efetuares. x y O f g 3 4 Prova Final 3.o Ciclo - 2018, 2.a fase 3/20
  • 4. mat.absolutamente.net 9. No referencial cartesiano, de origem no ponto O, da figura ao lado, estão representadas a função quadrática f e a função de proporcionalidade inversa g. Sabe-se que: • a função f é definida por f(x) = 4 3 x2 ; • a função g é dada por uma expressão da forma g(x) = a x , com a > 0 e x > 0; • os gráficos das funções f e g intersectam-se no ponto P, de abcissa 3. Determina o valor de a. Apresenta todos os cálculos que efetuares. x y O f g 3 P Prova Final 3.o Ciclo - 2018, 1.a fase 10. Seja f uma função de proporcionalidade inversa. Sabe-se que f(3) = 9 Em qual das opções se apresenta uma expressão que define a função f? (A) f(x) = 3x (B) f(x) = 27x (C) f(x) = 3 x (D) f(x) = 27 x Prova Final 3.o Ciclo – 2017, Época especial 4/20
  • 5. mat.absolutamente.net 11. Em qual das opções seguintes pode estar representada graficamente uma função de proporcionalidade inversa? (A) (B) x y O x y O (C) (D) x y O x y O Prova Final 3.o Ciclo - 2017, 2.a fase 12. Considera a função de proporcionalidade inversa f, representada graficamente no referencial cartesiano da figura ao lado. O ponto de coordenadas (3,6), pertence ao gráfico da função f Qual dos seguintes números é a constante de proporcionalidade? (A) 2 (B) 3 (C) 9 (D) 18 x y O 3 6 Prova Final 3.o Ciclo - 2017, 1.a fase 5/20
  • 6. mat.absolutamente.net 13. Na figura ao lado, está representado, em referencial cartesiano, o gráfico de uma função de proporcionalidade inversa. Os pontos de coordenadas (4,8; 30) e (a,a), sendo a um número real positivo, pertencem ao gráfico da função. Qual é o valor de a ? x y O 4,8 30 a a Prova Final 3.o Ciclo – 2016, Época especial 14. No referencial cartesiano da figura ao lado, estão representadas graficamente as funções f e g. Sabe-se que: • a função f é definida por f(x) = 2x2 ; • a função g é uma função de proporcionalidade inversa; • os gráficos das funções f e g intersectam-se no ponto P, que tem abcissa 2. Determina uma expressão algébrica que defina a função g. Mostra como chegaste à tua resposta. x y O f g 2 P Prova Final 3.o Ciclo - 2016, 2.a fase 15. Na figura ao lado, está representado, em referencial cartesiano, o gráfico de uma função de proporcionalidade inversa. Os pontos P e Q pertencem ao gráfico da função. Sabe-se que as coordenadas do ponto P são (5,21). Em qual das opções seguintes podem estar as coordenadas do ponto Q ? (A) (17,9) (B) (19,7) (C) (33,5) (D) (35,3) x y O P Q Prova Final 3.o Ciclo - 2016, 1.a fase 6/20
  • 7. mat.absolutamente.net 16. No referencial cartesiano da figura ao lado, estão representadas parte do gráfico da função f definida por f(x) = x2 e parte do gráfico de uma função de proporcionalidade inversa, g Os gráficos das duas funções intersectam-se num ponto de ab- cissa 2 Qual das seguintes expressões é equivalente a g(x) ? (A) 2 x (B) 2x (C) 8 x (D) 8x x y O f g 2 Prova Final 3.o Ciclo – 2015, Época especial 17. Seja f uma função de proporcionalidade inversa. Na figura ao lado, está representada parte do gráfico da função f O ponto de coordenadas (2; 5) pertence ao gráfico da função. Determina a ordenada do ponto do gráfico que tem abcissa 3,2 Apresenta o resultado na forma de dı́zima. Mostra como chegaste à tua resposta. x y O 5 f 2 Prova Final 3.o Ciclo - 2015, 2.a fase 18. Na figura seguinte, está representada, num referencial cartesiano de origem O, parte do gráfico da função f, bem como o retângulo [OBCD] Sabe-se que: • o ponto B pertence ao eixo das ordenadas • a função f é uma função de proporcionalidade inversa • os pontos A e C pertencem ao gráfico da função f • o ponto D pertence ao eixo das abcissas e tem abcissa 5 • o ponto A tem coordenadas (2,4) 18.1. Qual é o valor de f(2) ? 18.2. Determina o perı́metro do retângulo [OBCD] Apresenta a resposta na forma de dı́zima. Apresenta todos os cálculos que efetuares. x y O A C 4 f 2 D B Prova Final 3.o Ciclo - 2014, 2.a chamada 7/20
  • 8. mat.absolutamente.net 19. As grandezas x e y, apresentadas na tabela ao lado, são inversamente proporcionais. Determina o valor de a Apresenta todos os cálculos que efetuares. x 15 12 y 20 a Prova Final 3.o Ciclo - 2014, 1.a chamada 20. Na figura seguinte, estão representadas, num referencial cartesiano, partes dos gráficos de duas funções, f e g Sabe-se que: • a função f é uma função quadrática definida por f(x) = ax2 , sendo a um número positivo • a função g é uma função de proporcionalidade inversa • o ponto B pertence ao gráfico da função f e ao gráfico da função g e tem coordenadas (2,6) • o ponto C pertence ao gráfico da função g e tem coordenadas (c; 1,2), sendo c um número positivo Qual é o valor de c ? Mostra como chegaste à tua resposta. x y O B 6 f g 2 c 1,2 C Teste intermédio 9.o ano - 21.03.2014 21. No referencial cartesiano da figura seguinte, estão representadas partes dos gráficos de duas funções, f e g, e um quadrado [OABC] Sabe-se que: • o ponto O é a origem do referencial • a função f é definida por f(x) = 10 x (x > 0) • o gráfico da função g é uma reta que passa na origem do referencial • o ponto A pertence ao eixo das abcissas • o ponto C pertence ao eixo das ordenadas • o ponto B pertence ao gráfico da função f • o ponto P pertence ao gráfico da função f e ao gráfico da função g e tem abcissa 5 B x y O A C f g 5 P 21.1. Em qual das opções seguintes estão as coordenadas de um ponto que pertence ao gráfico da função f ? (A) (50,2) (B) (20,2) (C) 50, 1 2 (D) 20, 1 2 21.2. Qual é a medida exata do comprimento do lado do quadrado [OABC]? Prova Final 3.o Ciclo - 2013, 2.a chamada 8/20
  • 9. mat.absolutamente.net 22. Uma fábrica produz tapetes para a indústria automóvel. Uma das máquinas dessa fábrica (a máquina A) produz 6 tapetes por hora e leva 12 horas a fabricar todos os tapetes encomendados por uma certa empresa. Seja x o número de tapetes produzidos, por hora, por uma outra máquina (a máquina B). O que representa a expressão 72 x , no contexto da situação descrita? Prova Final 3.o Ciclo - 2013, 1.a chamada 23. Na figura ao lado, estão representados, num referencial cartesiano, os pontos A e B e partes dos gráficos de duas funções, f e g Sabe-se que: • o ponto O é a origem do referencial • a função f é uma função de proporcionalidade direta • a função g é uma função de proporcionalidade inversa • o ponto A pertence ao gráfico de f e tem coordenadas (8,6) • o ponto B pertence ao gráfico de f e ao gráfico de g e tem abcissa igual a 4 Qual das seguintes expressões é equivalente a g(x) ? (A) 6 x (B) 8 x (C) 10 x (D) 12 x x y O A B 6 g f 8 4 Teste intermédio 9.o ano - 12.04.2013 24. Para um certo valor de k(k 6= 0 e k 6= 1), a expressão y = k x traduz a relação entre as variáveis x e y Qual das seguintes afirmações é verdadeira? (A) As variáveis x e y são diretamente proporcionais e a constante de proporcionalidade é 1 k (B) As variáveis x e y são inversamente proporcionais e a constante de proporcionalidade é 1 k (C) As variáveis x e y são diretamente proporcionais e a constante de proporcionalidade é k (D) As variáveis x e y são inversamente proporcionais e a constante de proporcionalidade é k Prova Final 3.o Ciclo - 2012, 1.a chamada 9/20
  • 10. mat.absolutamente.net 25. Na figura ao lado, está representada parte do gráfico de uma função de proporcionalidade inversa. O ponto de coordenadas (8,4), pertence ao gráfico da função. Determina a ordenada do ponto do gráfico que tem abcissa 2 Mostra como chegaste à tua resposta. x y O 4 8 Prova Final 3.o Ciclo - 2012, 1.a chamada 26. No referencial cartesiano da figura ao lado, está represen- tada parte do gráfico da função f definida por y = 10 x (x 0) Sabe-se que: • os pontos P e Q pertencem ao gráfico da função f • os pontos A e B pertencem ao eixo das abcissas • o ponto C pertence ao eixo das ordenadas • as abcissas dos pontos A e P são iguais • as abcissas dos pontos B e Q são iguais P Q x y O A C f B 26.1. Qual é a área do retângulo [OAPC] (A) 5 (B) 10 (C) 15 (D) 20 26.2. Admite que OB = 4 Determina o perı́metro do triângulo [OBQ] Apresenta o resultado arredondado às décimas. Mostra como chegaste à tua resposta. Nota- Sempre que, em cálculos intermédios, procederes a arredondamentos, conserva, no mı́nimo, duas casas de- cimais. Teste intermédio 9.o ano - 10.05.2012 10/20
  • 11. mat.absolutamente.net 27. Em cada uma das opções seguintes está uma tabela que relaciona os valores de duas grandezas, a e b. Qual das tabelas seguintes traduz uma relação de proporcionalidade inversa entre as grandezas, a e b? (A) a 5 10 15 20 b 10 20 30 40 (B) a 5 10 15 20 b 25 20 15 10 (C) a 5 10 15 20 b 6 3 2 1,5 (D) a 5 10 15 20 b 10 10 10 10 Exame Nacional 3.o Ciclo - 2011, 2.a Chamada 28. O tempo, em horas, que demora a encher um tanque é inversamente proporcional ao número de m3 de água que uma torneira debita por hora (caudal da torneira). O tanque fica cheio com 60 m3 de água. 28.1. A tabela ao lado relaciona o caudal da torneira com o tempo necessário para encher o tanque. Qual é o valor de a ? Caudal em m3 por hora 5 a Tempo em horas 12 8 28.2. Qual dos gráficos seguintes pode representar a relação entre o caudal, em m3 por hora, da torneira que enche o tanque e o tempo, em horas, que é necessário para encher o tanque? (A) (B) 10 20 30 40 50 60 1 2 3 4 5 6 caudal tempo O 15 30 45 60 75 90 1 2 3 4 5 6 caudal tempo O (C) (D) 10 20 30 40 50 60 1 2 3 4 5 6 caudal tempo O 15 30 45 60 75 90 1 2 3 4 5 6 caudal tempo O Teste intermédio 9.o ano - 17.05.2011 11/20
  • 12. mat.absolutamente.net 29. A tabela que se apresenta ao lado traduz uma relação de proporcionali- dade inversa entre as grandezas x e y Qual é o valor de a ? x 75 100 y a 1,5 Teste intermédio 9.o ano - 07.02.2011 30. Administrou-se um medicamento a um chimpanzé doente. Uma hora depois, mediu-se a massa, em miligramas, de medicamento existente no sangue do chimpanzé. Repetiu-se, de meia em meia hora, essa medição. Cada um dos pontos representados no referencial da figura ao lado corresponde a uma medição. Observando esses pontos, podemos saber a massa, m, em miligramas, de medicamento existente no sangue do chimpanzé, em cada um dos instantes em que as medições foram feitas. No referencial, t designa o tempo, em horas, decorrido desde o instante em que se administrou o medicamento. 0.5 1 1.5 2 2.5 3 4 8 12 16 20 24 28 32 36 40 44 48 52 56 60 0 m (em mg) t (em horas) Medicamento no sangue do chimpanzé 30.1. Qual é a massa, em miligramas, de medicamento no sangue do chimpanzé, uma hora e meia depois da sua administração? 30.2. Tal como os valores obtidos nas medições sugerem, tem-se que, para 1 ≤ t ≤ 3, a massa de medica- mento existente no sangue do chimpanzé e o tempo são grandezas inversamente proporcionais. Qual é, nestas condições, a constante de proporcionalidade? 30.3. Qual das expressões seguintes relaciona, para 1 ≤ t ≤ 3, as variáveis m e t? (A) m = 60 t (B) m = 120 t (C) m = 60t (D) m = 120t Exame Nacional 3.o Ciclo - 2010, 2.a Chamada 31. A tabela seguinte mostra a relação entre o número de fatias (n ) em que o bolo de aniversário do Jorge pode ser dividido e a massa (p ), em quilogramas, de cada uma das fatias do bolo. A massa (p) de cada uma das fatias de bolo é inversamente proporcional ao número de fatias (n) Número de fatias (n) 6 8 10 Massa das fatias (p) em Kg 0,60 0,45 0,36 31.1. O que representa a constante de proporcionalidade inversa, no contexto do problema? 31.2. Escreve uma expressão que relacione o número de fatias (n) e a respetiva massa (p) Teste intermédio 9.o ano - 03.02.2010 12/20
  • 13. mat.absolutamente.net 32. A tabela seguinte relaciona o ângulo de visão com a velocidade de condução. Ângulo de visão (em graus) 100 75 45 30 Velocidade de condução (em km/h) 40 70 100 130 Quanto maior é a velocidade a que se conduz, mais reduzido é o ângulo de visão. Justifica que a velocidade de condução não é inversamente proporcional ao ângulo de visão. Exame Nacional 3.o Ciclo - 2009, 2.a Chamada 33. Quatro amigas vão alugar um apartamento, no Algarve, para gozarem duas semanas de férias. O valor do aluguer será dividido igualmente pelas raparigas. Cada uma delas pagará 400 euros. 33.1. Quanto pagará cada uma das amigas se ao grupo se juntar mais uma rapariga? Mostra como chegaste à tua resposta. 33.2. Qual das equações seguintes traduz a relação entre o número de amigas, n, e o valor a pagar,p , por cada uma delas? (A) p = 1600 n (B) p = 400 n (C) p = 400 + n (D) p = 1600 + n Teste Intermédio 9.o ano – 11.05.2009 34. A viagem aos Jogos Olı́mpicos vai custar ao clube desportivo 100 euros, mas o clube quer vender as rifas para a viagem de forma a ter 80 euros de lucro. As rifas serão todas vendidas e ao mesmo preço. A tabela seguinte representa a relação entre o número de rifas (n ) que devem vender e o preço (p ), em euros, de cada rifa. Número de rifas (n) 3 4 5 ... Preço de cada rifa (p) em euros 60 45 36 ... 34.1. Qual é o número de rifas que deveriam ser vendidas para que o preço de cada uma fosse 1,5 euros? Mostra como chegaste à tua resposta. 34.2. O número de rifas (n) é inversamente proporcional ao preço (p), em euros, de cada rifa. Qual é a constante de proporcionalidade inversa? 34.3. Qual das expressões seguintes pode traduzir a relação entre as variáveis número de rifas (n) e preço (p), em euros, de cada rifa? (A) p = n × 180 (B) p = n + 180 (C) p = n 180 (D) p = 180 n Teste intermédio 9.o ano - 09.02.2009 13/20
  • 14. mat.absolutamente.net 35. Considera a seguinte representação gráfica de uma função. Qual é a sua representação analı́tica? (A) y = 40 x (B) y = 40x (C) y = − 40 x (D) y = 40x + 4 -5 -4 -3 -2 -1 1 2 3 4 5 -40 -30 -20 -10 10 20 30 40 x y 0 Exame Nacional 3.o Ciclo - 2008, 2.a Chamada 36. Considera as funções definidas por: y = x + 2 para x ≥ 0 e y = 3 x para x 0 Em qual dos seguintes referenciais estão os gráficos das duas funções? (A) (B) 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 1 2 3 4 5 6 7 8 x y 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 1 2 3 4 5 -3 -2 -1 x y 0 (C) (D) 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 1 2 3 4 5 6 7 8 x y 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 1 2 3 4 5 6 7 8 x y 0 Exame Nacional 3.o Ciclo - 2008, 1.a Chamada 14/20
  • 15. mat.absolutamente.net 37. Quando se coloca um objeto sobre a areia, ela fica marcada devido à pressão exercida por esse objeto. A tabela ao lado relaciona a pressão, exercida por um tijolo sobre a areia, com a área da face do tijolo que está assente na areia. Área (m2 ) 0,005 0,01 0,02 Pressão (N/m2 ) 4000 2000 1000 A pressão está expressa em newton por metro quadrado (N/m2 ) e a área em metro quadrado (m2 ). A pressão exercida pelo tijolo é inversamente proporcional à área da face que está assente na areia. Qual é o valor da constante de proporcionalidade inversa? Mostra como obtiveste a tua resposta. Teste intermédio 9.o ano - 07.05.2008 38. Os convites de aniversário da Maria têm a forma de um retângulo com 100 cm2 de área. Qual dos gráficos seguintes poderá representar a relação entre a base e a altura de retângulos com 100 cm2 de área? (A) (B) base altura base altura (C) (D) base altura base altura Teste intermédio 9.o ano - 31.01.2008 15/20
  • 16. mat.absolutamente.net 39. Algumas pessoas da classe de dança da Maria combinaram oferecer-lhe, em conjunto, uma prenda, divi- dindo igualmente o seu preço por todos. Inicialmente, apenas 3 pessoas quiseram participar nesta iniciativa. Cada uma delas contribuı́a com 20 euros. 39.1. Passado algum tempo, o número de participantes duplicou. O valor com que cada pessoa terá de contribuir... (A) ... aumenta para o dobro. (B) ... aumenta 2 euros. (C) ... diminui para metade. (D) ... diminui 2 euros 39.2. No final desta iniciativa, cada um dos participantes contribuiu com 7 euros e 50 cêntimos. Quantas pessoas participaram na compra da prenda? Apresenta todos os cálculos que efetuares. Teste intermédio 9.o ano - 31.01.2008 40. x e y são duas grandezas inversamente proporcionais. Das quatro afirmações que se seguem, apenas uma é sempre verdadeira. Qual? (A) Se x aumenta 2 unidades, então y também aumenta 2unidades. (B) Se x aumenta 2 unidades, então y diminui 2 unidades. (C) Se x aumenta para o dobro, então y também aumenta para o dobro. (D) Se x aumenta para o dobro, então y diminui para metade. Exame Nacional 3.o Ciclo - 2007, 2.a Chamada 16/20
  • 17. mat.absolutamente.net 41. Na fotografia ao lado, em cima, podes ver o teleférico do Parque das Nações. Na figura de baixo, está representado um es- quema do circuito (visto de cima) efetuado por uma cabina do teleférico. No teleférico do Parque das Nações, o número de cabinas em utilização não é sempre o mesmo, mas duas cabinas consecutivas estão sempre igualmente espaçadas. O ajuste da distância entre as cabinas é feito automaticamente, de acordo com a seguinte fórmula, n × c = 3 em que: c representa a distância, em quilómetros, entre duas cabinas consecutivas; n é o número total de cabinas em utilização. Quando o teleférico está em funcionamento, a sua velocidade média pode variar entre 11 e 17 quilómetros por hora. Qual é o maior número possı́vel de voltas completas que uma cabina pode dar durante uma hora? Justifica a tua resposta, começando por referir o significado da constante 3 na fórmula n × c = 3. Exame Nacional 3.o Ciclo - 2006, 1.a Chamada 17/20
  • 18. mat.absolutamente.net 42. Quando se vai à praia, é preciso ter cuidado com o tempo de exposição ao sol, para que não se forme eritema (vermelhão na pele), devido a queimadura solar. O tempo máximo, t, em minutos, de exposição direta da pele ao sol sem formar eritema pode ser calculado através da fórmula t = D i em que: i representa o ı́ndice de radiação solar ultravioleta; D é um valor constante para cada tipo de pele. O gráfico que se apresenta a ao lado traduz essa relação para o tipo de pele da Ana. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 10 20 30 40 50 60 70 80 90 Índice i de radiação solar ultravioleta Tempo t (minutos) 42.1. A Ana foi à praia numa altura em que o ı́ndice de radiação solar ultravioleta era 5. Quantos minutos, no máximo, é que ela poderá ter a pele diretamente exposta ao sol, sem ficar com eritema? 42.2. Na tabela ao lado, apresentam-se, para cada um dos principais tipos de pele da população europeia, algu- mas das caracterı́sticas fı́sicas que lhe estão associadas e o valor da cons- tante D. Tipo de pele Cor do cabelo Cor dos olhos D 1 Ruivo Azul 200 2 Louro Azul/Verde 250 3 Castanho Cinza/Castanho 350 4 Preto Castanho 450 Qual é a cor do cabelo da Ana? Explica como obtiveste a tua resposta. Exame Nacional 3.o Ciclo - 2005, 2.a Chamada 18/20
  • 19. mat.absolutamente.net 43. Existem vários retângulos, de dimensões diferentes, com 18 cm2 de área. 43.1. Completa a tabela que se segue, indicando, em cm, o comprimento e a largura de três retângulos diferentes (A, B e C), com 18 cm2 de área. Retângulo A Retângulo B Retângulo C Comprimento (cm) 4 Largura (cm) 0,5 43.2. Qual dos gráficos seguintes pode representar a relação entre a largura (l) e o comprimento (c) de retângulos com 18 cm2 de área? (A) (B) c l 5 10 15 5 10 15 c l 5 10 15 5 10 15 (C) (D) c l 5 10 15 5 10 15 c l 5 10 15 5 10 15 Exame Nacional 3.o Ciclo - 2005, 1.a Chamada 19/20
  • 20. mat.absolutamente.net 44. Para planear a apanha da uva, na quinta Alzubar, construiu-se a seguinte tabela Número de trabalhadores (t) 100 50 25 Número de dias que leva a apanha da uva (d) 1 2 4 Na tabela, as variáveis - t e d referem-se a grandezas inversamente proporcionais. 44.1. Assinala no gráfico ao lado o tempo cor- respondente à apa- nha da uva feita por 5, por 10 e por 20 trabalhadores. 20 40 60 80 100 2 4 6 8 10 12 14 16 18 20 Número de trabalhadores (t) Número de dias (d) 44.2. Qual das seguintes fórmulas relaciona o número de trabalhadores (t), com o número de dias (d) necessário para apanhar a uva, na quinta Alzubar? (A) 100t = d (B) t + d = 100 (C) t d = 100 (D) t × d = 100 Prova de Aferição - 2002 20/20