SlideShare uma empresa Scribd logo
VIVENDO
DE MANEIRA SANTA
   Séries Estudos Bíblicos
      I Timóteo 4:1-15




         Volume III



          Livreto
Vivendo De Maneira Santa                                  Página 1




                     SUMÁRIO
TEXTO BÍBLICO ..................................................... 3
INTRODUÇÃO......................................................... 5
REJEITANDO A IMPIEDADE ................................... 6
DISSEMINANDO A PIEDADE ................................ 10
SEJA EXEMPLO DE SANTIDADE .......................... 13
CONCLUSÃO ........................................................ 16
ESBOÇO PARA ESTUDOS EM GRUPOS................ 17
SUGESTÕES DE LEITURAS .................................. 18
Vivendo De Maneira Santa     Página 2




                   VIVENDO
     DE MANEIRA SANTA
Vivendo De Maneira Santa                    Página 3




           TEXTO BÍBLICO
                    I Timóteo 4:1-15
1 Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos
tempos alguns apostatarão da fé, dando ouvidos a
espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios,
2 pela hipocrisia de homens que falam mentiras e têm
cauterizada a própria consciência,
3 que proíbem o casamento, e ordenam a abstinência
de alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os
que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com
ações de graças:
4 porque tudo o que Deus criou é bom, e não há nada
que rejeitar, sendo recebido com ações de graças;
5 porque pela palavra de Deus, e pela oração, é
santificada.
6 Propondo estas coisas aos irmãos, serás bom
ministro de Cristo Jesus, alimentado com as palavras
da fé e da boa doutrina que tens seguido.
7 Mas rejeita as fábulas profanas e de velhas.
Exercita-te a ti mesmo na piedade.
8 Pois o exercício físico para pouco aproveita, mas a
piedade para tudo é proveitosa, tendo a promessa da
vida presente e da que há de vir.
Vivendo De Maneira Santa                      Página 4

9 Fiel é esta palavra e digna de toda a aceitação.
10 Pois para isto é que trabalhamos e lutamos,
porque esperamos no Deus vivo, que é o salvador de
todos os homens, principalmente dos fiéis.
11 Manda estas coisas e ensina-as.
12 Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê
exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no
espírito, na fé, na pureza.
13 Persiste em ler, exortar e ensinar, até que eu vá.
14 Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi
dado por profecia, com a imposição das mãos do
presbitério.
15 Medita estas coisas, ocupa-te nelas, para que o teu
progresso seja manifesto a todos.
Vivendo De Maneira Santa                     Página 5




             INTRODUÇÃO
Em uma maratona de 42 km, os comedores chegam
a ficar sem fôlego. Depois de correr alguns
quilômetros, a respiração torna-se difícil, pois
começam a sentir cãibra nas pernas e os braços ficam
pesados como chumbo. No entanto, os que estão bem
exercitados têm muito mais energia para superar o
esgotamento físico.
      Paulo exortou Timóteo a que suportasse o
ministério em Éfeso. O jovem obreiro, ao que tudo
indica, estava a ponto de se render, por causa de tudo
o que teria de enfrentar. Mas o apóstolo sabia que se
Timóteo exercitasse a piedade isso o ajudaria a obter
uma vida útil e um ministério frutífero.

       A maratona da vida cristã exige que o crente
rejeite as maléficas influências que possam
contaminar a sua formação espiritual. O cristão deve
consagrar todas as áreas do seu viver a fim de superar
os obstáculos que a vida põe em seu caminho.
Vivendo De Maneira Santa                     Página 6




                           I

            REJEITANDO A
             IMPIEDADE
                    1 Timóteo 4:1,2

A. Seguindo a sã doutrina - Em Atos 20, Paulo
advertiu aos anciãos da igreja em Éfeso que os falsos
mestres entrariam em suas congregações. Os crentes
não deveriam surpreender-se, quando, por fim, essa
doutrina entrasse na igreja, pois o Espírito Santo
predissera que tal coisa aconteceria (1 Tm 4:1).

      O Espírito Santo havia advertido que nos
últimos dias alguns se afastariam da fé. Como a
apostasia já tinha lugar na igreja em Éfeso, isto um
indício para eles que os últimos dias haviam chegado.

      A origem deste falso ensinamento estava em
Satanás, e não em outro. Por meio de espíritos
enganadores, o diabo infiltrou-se na igreja em Éfeso e
fez com que algumas pessoas se opusessem à fé cristã
com ensinamentos contrários ao Evangelho de Cristo.
Vivendo De Maneira Santa                     Página 7

No entanto, quais são as típicas atividades que as
pessoas associam a Satanás?

      Os crentes identificam a possessão demoníaca
e outras atividades do ocultismo como manifestações
satânicas. Mas o diabo empregou outra tática em
Éfeso. Ao se disfarçar de anjo de luz, ele influenciou
sutilmente alguns mestres, para que se apartassem
da verdade do Evangelho (2 Co 11:13,14) e
ensinassem as falsas doutrinas.

      Os mestres que disseminavam as doutrinas de
demônios eram taxados de hipócritas e mentirosos (1
Tm 4:2), porque atuavam de forma dissimulada ao se
disfarçar de crentes verdadeiros. Mas seus
ensinamentos com respeito ao Evangelho não eram
corretos. Paulo também descreveu estes falsos
ensinadores como alguém que tinha cauterizada a
própria consciência. Mas o que é uma consciência
cauterizada?

      A consciência concede às pessoas a capacidade
de distinguir o bem e o mal. Na concepção de Paulo,
as pessoas que têm a mente cauterizada deixa de ser
sensíveis à verdade e à moralidade. Com o tempo, os
falsos ensinamentos cauterizam a consciência de
uma pessoa e destroem sua capacidade para emitir
juízos morais. Paulo provavelmente utilizou-se do
termo "cauterizada" para indicar que a consciência de
uma pessoa fora escravizada por seu proprietário. Ao
ensinar a falsa doutrina, esses mestres estavam
"marcados" com o selo de seu senhor - Satanás – e
simplesmente seguiam sua vontade, ao desvirtuar a
mensagem do Evangelho de Cristo.
Vivendo De Maneira Santa                     Página 8

       E impossível seguir a falsa doutrina e, ao
mesmo tempo, continuar discípulo de Cristo, porque
a luz e as trevas não andam juntas. Os falsos mestres
da igreja em Éfeso foram enganados por Satanás, pois
se afastaram da verdade do Evangelho de Cristo.
Como crentes, é importante que sigamos a sã
doutrina, para que ninguém nos convença a nos
afastar de suas verdades.

B. O caráter da apostasia - Depois de descrever a
origem das falsas doutrinas, Paulo analisou sua
essência. Os falsos mestres estabeleciam suas
restrições em duas esferas: no matrimônio e na
alimentação (1 Tm 4:3).

       E provável que o fundamento destas restrições
seja originário duma forma primitiva do gnosticismo.
Alguns gnósticos consideravam toda matéria física
como intrinsecamente má e totalmente alheia ao reino
espiritual. E, na concepção deles, como Deus
habitava no reino espiritual e era bom, Ele nada tinha
a ver com o assunto. Alguns gnósticos ensinavam
também que, ao evitar os prazeres da came, tais como
o matrimônio (que envolve vida sexual) e certos
alimentos, a pessoa ganharia o favor de Deus.
       A fim de refutar esse erro, Paulo recorda a
Timóteo que tudo o que Deus criou é bom (v.4;
Gn1:31). E isto incluía o matrimônio e os alimentos.
Tanto os solteiros como os que se abstêm de certos
alimentos, não podem reclamar uma forma mais
elevada de justiça do que as pessoas que não são
solteiras ou comem todo o tipo de alimento. Então por
que Deus proibiu comer certos alimentos, ao ditar a
Lei no Antigo Testamento?
Vivendo De Maneira Santa                    Página 9



       No princípio, todos os alimentos criados eram
consumidos (Gn 1:29; 9:3). O propósito da lei, ao
proibir que os israelitas comessem certos alimentos,
era ensiná-los princípios de santidade e separação do
mundo (Lv 11:44-47). Mais tarde, Jesus disse que
todos os alimentos são puros para o consumo
humano (Mc 7:19), visto que também insistiu nesse
assunto através da visão de Pedro (At 10:9-16). Paulo
permaneceu indiferente quanto ao papel dos
alimentos em seu ensinamento, ainda que tenha
deixado claro que o comer ou o abster-se não deveria
ser um parâmetro para que julguemos os nossos
irmãos (1 Co 10:29,30).
       A devida conduta de um cristão não é se abster
de certos alimentos, a fim de agradar a Deus, mas,
sim, demonstrar sua gratidão pela provisão divina de
nosso sustento. Em 1Timóteo 4:4 observamos que
esta atitude deve ser alcançada de duas maneiras.
Em primeiro lugar, o alimento é consagrado, porque
foi criado por Deus e declarado bom (Gn1:31). Em
segundo, a oração feita pelo pão que vamos ingerir,
consagra-o, e isso deve ser feito com ação de graças.
Estes dois elementos reconhecem a Deus como o
Criador e Provedor de nosso sustento, consagrado
mediante essas duas formas (1Tm 4:5).
       Ainda que seja importante agradar a Deus com
a nossa vida, jamais devemos recorrer a métodos anti-
bíblicos, a fim de agradá-lo. O Evangelho não se
compõe de leis alimentares e nem de regulamentos
relacionados ao celibato. A Palavra de Deus é a
mensagem de libertação do pecado por meio de Jesus
Cristo. Tomemos cuidado, e jamais permitamos que
algum outro ensinamento desvirtue essa verdade.
Vivendo De Maneira Santa                     Página 10




                           II

        DISSEMINANDO A
            PIEDADE
                    1 Timóteo 4:6-8

A. Imposições pessoais - Não era suficiente que
Timóteo conhecesse apenas a sã doutrina. Era
imprescindível que ele também desmascarasse os
falsos ensinamentos, a fim de contrastá-los com a
verdade (1 Tm 4:6). Os efésios necessitavam do
verdadeiro ensinamento da Palavra de Deus.
       Ao proclamar a verdade do Senhor, Timóteo
seria um bom servo de Jesus Cristo. Cumpriria o
chamado e o propósito de Deus para a sua vida. A fim
de alcançar esse objetivo, ele precisava ser
espiritualmente alimentado com a sã doutrina das
Escrituras.
       Timóteo estava extremamente consciente desta
fonte de alimento espiritual, que é a Palavra de Deus.
Vivendo De Maneira Santa                       Página 11

Ele já a estudava. Mas, se quisesse permanecer sendo
um bom ministro, não deveria descuidar de seu bem
estar espiritual.

      Para que Timóteo permanecesse puro em sua
doutrina e em seu espírito, ele teria de abandonar as
fábulas profanas e de velhas (v.7). Ao empregar uma
frase sarcástica, Paulo declarou que não valia a pena
contar essas lendas ímpias. Em vez de perder tempo
com conversa inútil (e perigosa), Timóteo devia se
preparar para uma vida de santidade.

       Ao seguir sua metáfora sobre o treinamento,
Paulo recordou a Timóteo que o exercício físico para
pouco aproveita (v.8). Ainda que não dissesse ao seu
filho na fé que deixasse de praticar exercícios físicos,
afirmava, portanto, que tais práticas estão limitadas
apenas à vida presente, mas que a piedade é
proveitosa aqui e na eternidade. E é pela busca desta
virtude que devemos nos esforçar.

B. Esfera da santidade - Paulo tinha um bom
motivo para tudo o que realizava em seu ministério.
E isto envolve, acima de tudo, a esfera da santidade
pessoal. Em 1 Timóteo 4:9, ele recorda o seu filho na
fé que o que lhe dizia era verdade. É provável que o
apóstolo se referisse à piedade mencionada na última
parte do v.8. E esta verdade com respeito a esta
virtude é digna de ser aceita. E pelo fato de a prática
da piedade ter valor na vida presente e na eternidade,
Paulo estava disposto a trabalhar e lutar (v. 10) para
falar de Cristo às pessoas. Ele podia agir dessa forma,
porque depositara sua esperança no Deus vivo, o
Salvador de todos os homens. Ora, se Cristo é o
Vivendo De Maneira Santa                   Página 12

Salvador de todos os homens, por que então não são
todos os que se salvam?

      A falsa doutrina do universalismo ensina que
todas as pessoas serão salvas por Deus, não importa
se demonstrem ou não uma fé ativa durante a vida
terrena. O v.10, no entanto, esclarece o que Paulo
havia dito em 1 Timóteo 2:3-6. Todas as pessoas são
objeto da obra salvadora de Deus, mas só os que
creem em Cristo receberão os benefícios da salvação.

      Como o Senhor provê salvação para todos os
que creem, era imprescindível que Timóteo procla-
masse essa mensagem (4:11). Mas Deus também
ordena que recusem o falso ensinamento que os
afasta do Evangelho.
      Como o Senhor ama todos os homens e quer
que todos creiam nele, nós também devemos prestar
atenção às instruções de Paulo. O Deus vivo em quem
confiamos quer que falemos aos outros sobre Ele,
para que também obtenham a vida eterna. Essa deve
ser a nossa razão de viver e ensinar a verdade.
Vivendo De Maneira Santa                      Página 13




                           III

       SEJA EXEMPLO DE
          SANTIDADE
                   1 Timóteo 4:12-14


A. Na vida pessoal - De que maneira a idade de
Timóteo afetava seu ministério?
       Paulo ordenou ao seu filho na fé que se
ocupasse em exortar e ensinar as coisas descritas em
1 Timóteo 4:1-10; mas parece que houve alguma
resistência à liderança do referido obreiro, porque ele
era muito jovem. O v.12 apresenta algumas razões
pelas quais Paulo escreveu essa carta. Timóteo
necessitava de incentivo, afim de não permitir que
sua juventude estorvasse seu ministério em Éfeso. O
apóstolo aconselhou-o a viver de tal maneira, a ponto
de as pessoas o apreciarem, em vez de o olharem com
desprezo (v.12). Um estilo de vida piedosa concederia
o respeito de que necessitava para pregar com
autoridade o Evangelho.
Vivendo De Maneira Santa                     Página 14



      No v.13, Paulo resumiu a principal função de
Timóteo nas reuniões da igreja: pregar e ensinar as
Escrituras. Por causa do falso ensinamento em Éfeso,
a missão do jovem obreiro exigia extrema dedicação
da parte dele em transmitir as verdades bíblicas com
esmero, a fim de opor-se à falsa doutrina.
      Nenhum crente, ou igreja, pode descuidar-se do
verdadeiro ensino da Bíblia Sagrada. É através dela
que aprendemos o plano da salvação de Deus e a
norma do Senhor, para que tenhamos uma conduta
de santidade. Quando nos descuidamos da pregação
e do ensinamento da Palavra, enveredamos mais
facilmente para o caminho do falso ensino e da impie-
dade.

       O ministério de Timóteo estava intensificado
por um dom espiritual que deveria ser cultivado
(v.14). A imposição de mãos por parte dos anciãos
provavelmente seja semelhante ao ato descrito em
Atos 13:1- 3, quando a igreja reconhece que o Espírito
Santo já havia operado grande obra na vida de
Barnabé e Saulo. Timóteo fora especificamente desig-
nado para o serviço de Deus. Apesar dos obstáculos
que enfrentou em Éfeso, ele é lembrado por Paulo que
o Senhor o havia chamado e que os anciãos (os
presbíteros) o ordenaram ao ministério.

B. No ministério - Devido ao emprego por parte das
religiões orientais do termo meditação, muitos crentes
não compreendem nem aproveitam os benefícios da
meditação na Palavra de Deus e da sabedoria piedosa
que muitos anciãos possuem. Em 1 Timóteo 4:15,
Paulo diz ao seu filho na fé que meditasse nas
Vivendo De Maneira Santa                   Página 15

instruções dos versículos anteriores e se ocupasse
com elas. Ao agir dessa forma, as pessoas
perceberiam seu progresso no desenvolvimento
espiritual. Então, os efésios veriam a realidade do
serviço sincero a Deus diante da frivolidade de quem
ensinava a falsa doutrina.
       A importância de se seguir a sã doutrina e
ensiná-la aos demais encontra-se no v.16: tanto
Timóteo como os que respondessem ao seu
ensinamento seriam salvos.
       A obediência a Deus chega a ser algo mais do
que simplesmente cumprir ordens inflexíveis. Se
perseverarmos nas verdades da Bíblia Sagrada,
manteremos um relacionamento com o Senhor que
nos conduzirá à salvação eterna. E quando pro-
clamamos as verdades do Evangelho, também
guiamos outras pessoas à salvação.
Vivendo De Maneira Santa                     Página 16




               CONCLUSÃO

Vivemos em uma sociedade que aceita os estilos de
vida que outrora eram considerados pecaminosos.
Mas se precisamos dar um testemunho piedoso e
causar influência no mundo, devemos nos assegurar
de que nossa vida está de acordo com a Palavra de
Deus.
       A Palavra de Deus nos instrui sobre a maneira
santa pela qual devemos viver (SI 119:9,11; 2 Tm
3:16,17). Analise o período diário que você tem
dedicado à Palavra para que possa descobrir se, de
fato, recebe o alimento espiritual de que necessita.
       Paulo afirmou que a piedade para tudo é
proveitosa, tanto na vida presente como na
eternidade. Os que vivem piedosamente não passarão
por alguns dos conflitos causados pelo pecado.
       Permita que o Espírito Santo examine sua vida
e lhe revele quaisquer aspectos que não estão à altura
da norma de santidade que Deus requer em sua
Palavra. Então, esforce-se para desenvolver a piedade
em sua vida.
Vivendo De Maneira Santa                   Página 17


ESBOÇO PARA ESTUDOS
    EM GRUPOS
TEXTO BÍBLICO - 1 Timóteo 4:1-16

ESBOÇO
I. Rejeitando a impiedade (1 Timóteo 4:1,2)
    a) Seguindo a sã doutrina
    b) 0 caráter da apostasia

II. Disseminando a piedade (1 Timóteo 4:6-8)
    a) Imposições pessoais
    b) Esfera da santidade

III. Sendo exemplo de santidade (1 Timóteo 4:12-14)
    a) Na vida pessoal
    b) No ministério

TEXTO EM DESTAQUE
De fato, é grande fonte de lucro piedade com o
contentamento 1 Timóteo 6:6.

VERDADE EM FOCO
Os cristãos devem conservar uma vida santa em meio
ao mundo ímpio.

Objetivo
Identificar e rejeitar as influências dos ímpios e
buscar uma vida de santidade.
Vivendo De Maneira Santa                      Página 18




            SUGESTÕES DE
              LEITURAS



 Segunda:     Gênesis 39:7-21   Resista à tentação
 Terça:       Jó 31:1-11        Conserve a integridade
 Quarta:      Salmo 15:1-5      Ande em retidão
 Quinta:      1 Pedro 3:8-16    Um coração piedoso
 Sexta:       1 João 2:15-17    Rejeite o mundanismo
 Sábado:      3 João 1-14       Exemplo de santidade




Visite: www.apostiblia.tk

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Obreiro aprovado
Obreiro aprovadoObreiro aprovado
Obreiro aprovado
shalonahr
 
LBA LIÇÃO 13 - A FIDELIDADE DE DEUS
LBA LIÇÃO 13 - A FIDELIDADE DE DEUSLBA LIÇÃO 13 - A FIDELIDADE DE DEUS
LBA LIÇÃO 13 - A FIDELIDADE DE DEUS
Natalino das Neves Neves
 
7 biblia do_discipulado_-_galatas_e_efesios
7 biblia do_discipulado_-_galatas_e_efesios7 biblia do_discipulado_-_galatas_e_efesios
7 biblia do_discipulado_-_galatas_e_efesios
INOVAR CLUB
 
Lição 7 - A IGREJA NA REFORMA PROTESTANTE
Lição 7 - A IGREJA NA REFORMA PROTESTANTELição 7 - A IGREJA NA REFORMA PROTESTANTE
Lição 7 - A IGREJA NA REFORMA PROTESTANTE
Erberson Pinheiro
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
Pastor Natalino Das Neves
 
Um estudo em ii timóteo 2:15
Um estudo em ii timóteo 2:15Um estudo em ii timóteo 2:15
Um estudo em ii timóteo 2:15
Pedro no Piel
 
Lição 1 - O ministro e sua vida sexual. - Livro Teologia Pastoral II
Lição 1 - O ministro e sua vida sexual. - Livro Teologia Pastoral IILição 1 - O ministro e sua vida sexual. - Livro Teologia Pastoral II
Lição 1 - O ministro e sua vida sexual. - Livro Teologia Pastoral II
Ednilson do Valle
 
Lição 10 - O jovem e a consagração
Lição 10 - O jovem e a consagraçãoLição 10 - O jovem e a consagração
Lição 10 - O jovem e a consagração
Natalino das Neves Neves
 
A Fidelidade de Deus.
A  Fidelidade de Deus.A  Fidelidade de Deus.
A Fidelidade de Deus.
Márcio Martins
 
CETADEB - Lição 3 - Os desafios dos Apóstolos, Bispos/Presbíteros frente a ge...
CETADEB - Lição 3 - Os desafios dos Apóstolos, Bispos/Presbíteros frente a ge...CETADEB - Lição 3 - Os desafios dos Apóstolos, Bispos/Presbíteros frente a ge...
CETADEB - Lição 3 - Os desafios dos Apóstolos, Bispos/Presbíteros frente a ge...
Ednilson do Valle
 
Lição 5 - A justificação pela fé
Lição 5 - A justificação pela féLição 5 - A justificação pela fé
Lição 5 - A justificação pela fé
Natalino das Neves Neves
 
Estudo em i timóteo
Estudo em i timóteoEstudo em i timóteo
Estudo em i timóteo
UFES
 
CETADEB - Lição 4 - Paulo, o padrão. Barnabé o exemplo, Livro Teologia Pastor...
CETADEB - Lição 4 - Paulo, o padrão. Barnabé o exemplo, Livro Teologia Pastor...CETADEB - Lição 4 - Paulo, o padrão. Barnabé o exemplo, Livro Teologia Pastor...
CETADEB - Lição 4 - Paulo, o padrão. Barnabé o exemplo, Livro Teologia Pastor...
Ednilson do Valle
 
Avive o seu dom.
Avive o seu dom.Avive o seu dom.
Avive o seu dom.
Wilton Oliveira
 
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministérioCETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
Ednilson do Valle
 
A FIDELIDADE DOS OBREIROS DO SENHOR - Lição 06 – Escola Donminical
A FIDELIDADE DOS OBREIROS DO SENHOR - Lição 06 – Escola DonminicalA FIDELIDADE DOS OBREIROS DO SENHOR - Lição 06 – Escola Donminical
A FIDELIDADE DOS OBREIROS DO SENHOR - Lição 06 – Escola Donminical
yosseph2013
 
TEOLOGIA PASTORAL
TEOLOGIA PASTORALTEOLOGIA PASTORAL
TEOLOGIA PASTORAL
BispoAlberto
 
A fidelidade dos obreiros do Senhor
A fidelidade dos obreiros do SenhorA fidelidade dos obreiros do Senhor
A fidelidade dos obreiros do Senhor
Moisés Sampaio
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
Ednilson do Valle
 
Lbj lição 13 a igreja louvará eternamente ao senhor
Lbj lição 13   a igreja louvará eternamente ao senhorLbj lição 13   a igreja louvará eternamente ao senhor
Lbj lição 13 a igreja louvará eternamente ao senhor
boasnovassena
 

Mais procurados (20)

Obreiro aprovado
Obreiro aprovadoObreiro aprovado
Obreiro aprovado
 
LBA LIÇÃO 13 - A FIDELIDADE DE DEUS
LBA LIÇÃO 13 - A FIDELIDADE DE DEUSLBA LIÇÃO 13 - A FIDELIDADE DE DEUS
LBA LIÇÃO 13 - A FIDELIDADE DE DEUS
 
7 biblia do_discipulado_-_galatas_e_efesios
7 biblia do_discipulado_-_galatas_e_efesios7 biblia do_discipulado_-_galatas_e_efesios
7 biblia do_discipulado_-_galatas_e_efesios
 
Lição 7 - A IGREJA NA REFORMA PROTESTANTE
Lição 7 - A IGREJA NA REFORMA PROTESTANTELição 7 - A IGREJA NA REFORMA PROTESTANTE
Lição 7 - A IGREJA NA REFORMA PROTESTANTE
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
Um estudo em ii timóteo 2:15
Um estudo em ii timóteo 2:15Um estudo em ii timóteo 2:15
Um estudo em ii timóteo 2:15
 
Lição 1 - O ministro e sua vida sexual. - Livro Teologia Pastoral II
Lição 1 - O ministro e sua vida sexual. - Livro Teologia Pastoral IILição 1 - O ministro e sua vida sexual. - Livro Teologia Pastoral II
Lição 1 - O ministro e sua vida sexual. - Livro Teologia Pastoral II
 
Lição 10 - O jovem e a consagração
Lição 10 - O jovem e a consagraçãoLição 10 - O jovem e a consagração
Lição 10 - O jovem e a consagração
 
A Fidelidade de Deus.
A  Fidelidade de Deus.A  Fidelidade de Deus.
A Fidelidade de Deus.
 
CETADEB - Lição 3 - Os desafios dos Apóstolos, Bispos/Presbíteros frente a ge...
CETADEB - Lição 3 - Os desafios dos Apóstolos, Bispos/Presbíteros frente a ge...CETADEB - Lição 3 - Os desafios dos Apóstolos, Bispos/Presbíteros frente a ge...
CETADEB - Lição 3 - Os desafios dos Apóstolos, Bispos/Presbíteros frente a ge...
 
Lição 5 - A justificação pela fé
Lição 5 - A justificação pela féLição 5 - A justificação pela fé
Lição 5 - A justificação pela fé
 
Estudo em i timóteo
Estudo em i timóteoEstudo em i timóteo
Estudo em i timóteo
 
CETADEB - Lição 4 - Paulo, o padrão. Barnabé o exemplo, Livro Teologia Pastor...
CETADEB - Lição 4 - Paulo, o padrão. Barnabé o exemplo, Livro Teologia Pastor...CETADEB - Lição 4 - Paulo, o padrão. Barnabé o exemplo, Livro Teologia Pastor...
CETADEB - Lição 4 - Paulo, o padrão. Barnabé o exemplo, Livro Teologia Pastor...
 
Avive o seu dom.
Avive o seu dom.Avive o seu dom.
Avive o seu dom.
 
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministérioCETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
 
A FIDELIDADE DOS OBREIROS DO SENHOR - Lição 06 – Escola Donminical
A FIDELIDADE DOS OBREIROS DO SENHOR - Lição 06 – Escola DonminicalA FIDELIDADE DOS OBREIROS DO SENHOR - Lição 06 – Escola Donminical
A FIDELIDADE DOS OBREIROS DO SENHOR - Lição 06 – Escola Donminical
 
TEOLOGIA PASTORAL
TEOLOGIA PASTORALTEOLOGIA PASTORAL
TEOLOGIA PASTORAL
 
A fidelidade dos obreiros do Senhor
A fidelidade dos obreiros do SenhorA fidelidade dos obreiros do Senhor
A fidelidade dos obreiros do Senhor
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
 
Lbj lição 13 a igreja louvará eternamente ao senhor
Lbj lição 13   a igreja louvará eternamente ao senhorLbj lição 13   a igreja louvará eternamente ao senhor
Lbj lição 13 a igreja louvará eternamente ao senhor
 

Destaque

Não temas
Não temasNão temas
Não temas
rafael gomide
 
O precioso sangue de Jesus
O precioso sangue de JesusO precioso sangue de Jesus
O precioso sangue de Jesus
Dangelo Nascimento
 
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deusComo ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
04. estou em guerra
04. estou em guerra04. estou em guerra
04. estou em guerra
Jay Wanz
 
liçao 1-Fundamentos Bíblicos para relacionamentos Saudáveis
liçao 1-Fundamentos Bíblicos para relacionamentos Saudáveis liçao 1-Fundamentos Bíblicos para relacionamentos Saudáveis
liçao 1-Fundamentos Bíblicos para relacionamentos Saudáveis
Ev.Antonio Vieira
 
Todo poder pertence a Jesus
Todo poder pertence a JesusTodo poder pertence a Jesus
Todo poder pertence a Jesus
IMQ
 
Conhecer o teu nome Sangue de jesus
Conhecer o teu nome   Sangue de jesusConhecer o teu nome   Sangue de jesus
Conhecer o teu nome Sangue de jesus
Jorciney
 
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jinApostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
Jeronimo Nunes
 
EBD_TERCEIRA IGREJA BATISTA
EBD_TERCEIRA IGREJA BATISTAEBD_TERCEIRA IGREJA BATISTA
EBD_TERCEIRA IGREJA BATISTA
lcsmbr
 
Simpósio da Escola Dominical
Simpósio da Escola DominicalSimpósio da Escola Dominical
Simpósio da Escola Dominical
Josue Lima
 
Simpósio de EBD
Simpósio de EBDSimpósio de EBD
Simpósio de EBD
Antonio Fernandes
 
A família e a escola dominical - Lição 11 - para Escola Dominical
A família e a escola dominical - Lição 11 - para Escola DominicalA família e a escola dominical - Lição 11 - para Escola Dominical
A família e a escola dominical - Lição 11 - para Escola Dominical
yosseph2013
 
O Poder do Sangue de Jesus
O Poder do Sangue de JesusO Poder do Sangue de Jesus
O Poder do Sangue de Jesus
lucena
 
Promovendo o Crescimento Espiritual do Aluno Através de Aulas Interativas na EBD
Promovendo o Crescimento Espiritual do Aluno Através de Aulas Interativas na EBDPromovendo o Crescimento Espiritual do Aluno Através de Aulas Interativas na EBD
Promovendo o Crescimento Espiritual do Aluno Através de Aulas Interativas na EBD
ALTAIR GERMANO
 
Chamados em tempos difíceis
Chamados em tempos difíceisChamados em tempos difíceis
Chamados em tempos difíceis
Marcos De Oliveira Leite
 
Eu respiro adoração - Cristina Mel
Eu respiro adoração - Cristina MelEu respiro adoração - Cristina Mel
Eu respiro adoração - Cristina Mel
Jeniffer Sâmua
 
Igreja, entendendo a e vivendo-a
Igreja, entendendo a e vivendo-aIgreja, entendendo a e vivendo-a
Igreja, entendendo a e vivendo-a
Sabrina Albuquerque
 
OS DESAFIOS ATUAIS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
OS DESAFIOS ATUAIS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL OS DESAFIOS ATUAIS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
OS DESAFIOS ATUAIS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
ALTAIR GERMANO
 
Bem aventurados os mansos
Bem aventurados os mansosBem aventurados os mansos
Bem aventurados os mansos
Danilo Galvão
 
Versículos Bíblicos
Versículos BíblicosVersículos Bíblicos
Versículos Bíblicos
Dr Ninguem
 

Destaque (20)

Não temas
Não temasNão temas
Não temas
 
O precioso sangue de Jesus
O precioso sangue de JesusO precioso sangue de Jesus
O precioso sangue de Jesus
 
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deusComo ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
 
04. estou em guerra
04. estou em guerra04. estou em guerra
04. estou em guerra
 
liçao 1-Fundamentos Bíblicos para relacionamentos Saudáveis
liçao 1-Fundamentos Bíblicos para relacionamentos Saudáveis liçao 1-Fundamentos Bíblicos para relacionamentos Saudáveis
liçao 1-Fundamentos Bíblicos para relacionamentos Saudáveis
 
Todo poder pertence a Jesus
Todo poder pertence a JesusTodo poder pertence a Jesus
Todo poder pertence a Jesus
 
Conhecer o teu nome Sangue de jesus
Conhecer o teu nome   Sangue de jesusConhecer o teu nome   Sangue de jesus
Conhecer o teu nome Sangue de jesus
 
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jinApostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
 
EBD_TERCEIRA IGREJA BATISTA
EBD_TERCEIRA IGREJA BATISTAEBD_TERCEIRA IGREJA BATISTA
EBD_TERCEIRA IGREJA BATISTA
 
Simpósio da Escola Dominical
Simpósio da Escola DominicalSimpósio da Escola Dominical
Simpósio da Escola Dominical
 
Simpósio de EBD
Simpósio de EBDSimpósio de EBD
Simpósio de EBD
 
A família e a escola dominical - Lição 11 - para Escola Dominical
A família e a escola dominical - Lição 11 - para Escola DominicalA família e a escola dominical - Lição 11 - para Escola Dominical
A família e a escola dominical - Lição 11 - para Escola Dominical
 
O Poder do Sangue de Jesus
O Poder do Sangue de JesusO Poder do Sangue de Jesus
O Poder do Sangue de Jesus
 
Promovendo o Crescimento Espiritual do Aluno Através de Aulas Interativas na EBD
Promovendo o Crescimento Espiritual do Aluno Através de Aulas Interativas na EBDPromovendo o Crescimento Espiritual do Aluno Através de Aulas Interativas na EBD
Promovendo o Crescimento Espiritual do Aluno Através de Aulas Interativas na EBD
 
Chamados em tempos difíceis
Chamados em tempos difíceisChamados em tempos difíceis
Chamados em tempos difíceis
 
Eu respiro adoração - Cristina Mel
Eu respiro adoração - Cristina MelEu respiro adoração - Cristina Mel
Eu respiro adoração - Cristina Mel
 
Igreja, entendendo a e vivendo-a
Igreja, entendendo a e vivendo-aIgreja, entendendo a e vivendo-a
Igreja, entendendo a e vivendo-a
 
OS DESAFIOS ATUAIS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
OS DESAFIOS ATUAIS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL OS DESAFIOS ATUAIS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
OS DESAFIOS ATUAIS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
 
Bem aventurados os mansos
Bem aventurados os mansosBem aventurados os mansos
Bem aventurados os mansos
 
Versículos Bíblicos
Versículos BíblicosVersículos Bíblicos
Versículos Bíblicos
 

Semelhante a Vivendo de maneira santa

aula 5 classe de adulto
aula 5 classe de adultoaula 5 classe de adulto
aula 5 classe de adulto
Marcos Felipe Saraiva
 
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula5 apostasia,fidelidade e diligên...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula5 apostasia,fidelidade e diligên...EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula5 apostasia,fidelidade e diligên...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula5 apostasia,fidelidade e diligên...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Apostasia, Fidelidade e Diligência no Ministério - Lição 05 - 3ºTrimestre de ...
Apostasia, Fidelidade e Diligência no Ministério - Lição 05 - 3ºTrimestre de ...Apostasia, Fidelidade e Diligência no Ministério - Lição 05 - 3ºTrimestre de ...
Apostasia, Fidelidade e Diligência no Ministério - Lição 05 - 3ºTrimestre de ...
Pr. Andre Luiz
 
Lição 05 - Apostasia, fidelidade e diligência no ministério
Lição 05 - Apostasia, fidelidade e diligência no ministérioLição 05 - Apostasia, fidelidade e diligência no ministério
Lição 05 - Apostasia, fidelidade e diligência no ministério
Regio Davis
 
A importância do Estudo Bíblico
A importância do Estudo BíblicoA importância do Estudo Bíblico
A importância do Estudo Bíblico
Eder L. Souza
 
AULA 8 ESCOLA BIBLICA FILIPENSES correto.pptx
AULA 8  ESCOLA BIBLICA FILIPENSES correto.pptxAULA 8  ESCOLA BIBLICA FILIPENSES correto.pptx
AULA 8 ESCOLA BIBLICA FILIPENSES correto.pptx
varjaomelo
 
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015
Andrew Guimarães
 
Espiritualidade crista
Espiritualidade cristaEspiritualidade crista
Espiritualidade crista
Paulo Cesar Machado
 
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇAINSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
2015 3 TRI LIÇÃO 5 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
2015 3 TRI LIÇÃO 5 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO2015 3 TRI LIÇÃO 5 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
2015 3 TRI LIÇÃO 5 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
Natalino das Neves Neves
 
Lição 5 a apostasia, fidelidade e diligência no ministério
Lição 5    a apostasia, fidelidade e diligência no ministérioLição 5    a apostasia, fidelidade e diligência no ministério
Lição 5 a apostasia, fidelidade e diligência no ministério
Pr. Gerson Eller
 
Os desafios da vida consagrada atravessando a chuva
Os desafios da vida consagrada atravessando a chuvaOs desafios da vida consagrada atravessando a chuva
Os desafios da vida consagrada atravessando a chuva
WebExecutivo1
 
Apostila os Ministérios e Dons da Igreja de Jesus Cristo
Apostila   os  Ministérios e Dons da Igreja de Jesus Cristo Apostila   os  Ministérios e Dons da Igreja de Jesus Cristo
Apostila os Ministérios e Dons da Igreja de Jesus Cristo
Robson Rocha
 
LIÇÃO 05 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
LIÇÃO 05 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
LIÇÃO 05 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
Lourinaldo Serafim
 
Seitas e heresias
Seitas e heresiasSeitas e heresias
Seitas e heresias
Marcia Marcone
 
Exortações Gerais - Lição 12 - 3°Trimestre de 2015
Exortações Gerais - Lição 12 - 3°Trimestre de 2015Exortações Gerais - Lição 12 - 3°Trimestre de 2015
Exortações Gerais - Lição 12 - 3°Trimestre de 2015
Pr. Andre Luiz
 
Lição 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS
Lição 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS Lição 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS
Lição 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS
Flavio Luz
 
Vinte respostas aos católicos
Vinte respostas aos católicosVinte respostas aos católicos
Vinte respostas aos católicos
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Vinte respostas aos católicos
Vinte respostas aos católicosVinte respostas aos católicos
Vinte respostas aos católicos
REFORMADOR PROTESTANTE
 
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula 3 oração e recomendação às mulh...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula 3 oração e recomendação às mulh...EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula 3 oração e recomendação às mulh...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula 3 oração e recomendação às mulh...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 

Semelhante a Vivendo de maneira santa (20)

aula 5 classe de adulto
aula 5 classe de adultoaula 5 classe de adulto
aula 5 classe de adulto
 
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula5 apostasia,fidelidade e diligên...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula5 apostasia,fidelidade e diligên...EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula5 apostasia,fidelidade e diligên...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula5 apostasia,fidelidade e diligên...
 
Apostasia, Fidelidade e Diligência no Ministério - Lição 05 - 3ºTrimestre de ...
Apostasia, Fidelidade e Diligência no Ministério - Lição 05 - 3ºTrimestre de ...Apostasia, Fidelidade e Diligência no Ministério - Lição 05 - 3ºTrimestre de ...
Apostasia, Fidelidade e Diligência no Ministério - Lição 05 - 3ºTrimestre de ...
 
Lição 05 - Apostasia, fidelidade e diligência no ministério
Lição 05 - Apostasia, fidelidade e diligência no ministérioLição 05 - Apostasia, fidelidade e diligência no ministério
Lição 05 - Apostasia, fidelidade e diligência no ministério
 
A importância do Estudo Bíblico
A importância do Estudo BíblicoA importância do Estudo Bíblico
A importância do Estudo Bíblico
 
AULA 8 ESCOLA BIBLICA FILIPENSES correto.pptx
AULA 8  ESCOLA BIBLICA FILIPENSES correto.pptxAULA 8  ESCOLA BIBLICA FILIPENSES correto.pptx
AULA 8 ESCOLA BIBLICA FILIPENSES correto.pptx
 
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015
 
Espiritualidade crista
Espiritualidade cristaEspiritualidade crista
Espiritualidade crista
 
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇAINSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
 
2015 3 TRI LIÇÃO 5 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
2015 3 TRI LIÇÃO 5 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO2015 3 TRI LIÇÃO 5 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
2015 3 TRI LIÇÃO 5 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
 
Lição 5 a apostasia, fidelidade e diligência no ministério
Lição 5    a apostasia, fidelidade e diligência no ministérioLição 5    a apostasia, fidelidade e diligência no ministério
Lição 5 a apostasia, fidelidade e diligência no ministério
 
Os desafios da vida consagrada atravessando a chuva
Os desafios da vida consagrada atravessando a chuvaOs desafios da vida consagrada atravessando a chuva
Os desafios da vida consagrada atravessando a chuva
 
Apostila os Ministérios e Dons da Igreja de Jesus Cristo
Apostila   os  Ministérios e Dons da Igreja de Jesus Cristo Apostila   os  Ministérios e Dons da Igreja de Jesus Cristo
Apostila os Ministérios e Dons da Igreja de Jesus Cristo
 
LIÇÃO 05 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
LIÇÃO 05 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
LIÇÃO 05 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
 
Seitas e heresias
Seitas e heresiasSeitas e heresias
Seitas e heresias
 
Exortações Gerais - Lição 12 - 3°Trimestre de 2015
Exortações Gerais - Lição 12 - 3°Trimestre de 2015Exortações Gerais - Lição 12 - 3°Trimestre de 2015
Exortações Gerais - Lição 12 - 3°Trimestre de 2015
 
Lição 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS
Lição 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS Lição 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS
Lição 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS
 
Vinte respostas aos católicos
Vinte respostas aos católicosVinte respostas aos católicos
Vinte respostas aos católicos
 
Vinte respostas aos católicos
Vinte respostas aos católicosVinte respostas aos católicos
Vinte respostas aos católicos
 
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula 3 oração e recomendação às mulh...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula 3 oração e recomendação às mulh...EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula 3 oração e recomendação às mulh...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula 3 oração e recomendação às mulh...
 

Mais de Antonio Rodrigues

Liderança santa
Liderança santaLiderança santa
Liderança santa
Antonio Rodrigues
 
Socorro! quero casar!
Socorro! quero casar!Socorro! quero casar!
Socorro! quero casar!
Antonio Rodrigues
 
Teologia contemporanea
Teologia contemporaneaTeologia contemporanea
Teologia contemporanea
Antonio Rodrigues
 
Família cristã saudável
Família cristã saudávelFamília cristã saudável
Família cristã saudável
Antonio Rodrigues
 
Curso basico de evangelismo
Curso basico de evangelismoCurso basico de evangelismo
Curso basico de evangelismo
Antonio Rodrigues
 
Apostila teol contemporanea curso
Apostila teol contemporanea  curso Apostila teol contemporanea  curso
Apostila teol contemporanea curso
Antonio Rodrigues
 
Apostila sociologia da religião
Apostila sociologia da religiãoApostila sociologia da religião
Apostila sociologia da religião
Antonio Rodrigues
 
Apostila louvor e adoração
Apostila louvor e adoraçãoApostila louvor e adoração
Apostila louvor e adoração
Antonio Rodrigues
 
As parabolas do reino
As parabolas do reinoAs parabolas do reino
As parabolas do reino
Antonio Rodrigues
 
Apostila de bibliologia
Apostila de bibliologiaApostila de bibliologia
Apostila de bibliologia
Antonio Rodrigues
 
Apostila doutrina dos anjos
Apostila  doutrina dos anjosApostila  doutrina dos anjos
Apostila doutrina dos anjos
Antonio Rodrigues
 
Estudando a bíblia
Estudando a bíbliaEstudando a bíblia
Estudando a bíblia
Antonio Rodrigues
 
Compromisso com deus
Compromisso com deusCompromisso com deus
Compromisso com deus
Antonio Rodrigues
 

Mais de Antonio Rodrigues (13)

Liderança santa
Liderança santaLiderança santa
Liderança santa
 
Socorro! quero casar!
Socorro! quero casar!Socorro! quero casar!
Socorro! quero casar!
 
Teologia contemporanea
Teologia contemporaneaTeologia contemporanea
Teologia contemporanea
 
Família cristã saudável
Família cristã saudávelFamília cristã saudável
Família cristã saudável
 
Curso basico de evangelismo
Curso basico de evangelismoCurso basico de evangelismo
Curso basico de evangelismo
 
Apostila teol contemporanea curso
Apostila teol contemporanea  curso Apostila teol contemporanea  curso
Apostila teol contemporanea curso
 
Apostila sociologia da religião
Apostila sociologia da religiãoApostila sociologia da religião
Apostila sociologia da religião
 
Apostila louvor e adoração
Apostila louvor e adoraçãoApostila louvor e adoração
Apostila louvor e adoração
 
As parabolas do reino
As parabolas do reinoAs parabolas do reino
As parabolas do reino
 
Apostila de bibliologia
Apostila de bibliologiaApostila de bibliologia
Apostila de bibliologia
 
Apostila doutrina dos anjos
Apostila  doutrina dos anjosApostila  doutrina dos anjos
Apostila doutrina dos anjos
 
Estudando a bíblia
Estudando a bíbliaEstudando a bíblia
Estudando a bíblia
 
Compromisso com deus
Compromisso com deusCompromisso com deus
Compromisso com deus
 

Vivendo de maneira santa

  • 1. VIVENDO DE MANEIRA SANTA Séries Estudos Bíblicos I Timóteo 4:1-15 Volume III Livreto
  • 2. Vivendo De Maneira Santa Página 1 SUMÁRIO TEXTO BÍBLICO ..................................................... 3 INTRODUÇÃO......................................................... 5 REJEITANDO A IMPIEDADE ................................... 6 DISSEMINANDO A PIEDADE ................................ 10 SEJA EXEMPLO DE SANTIDADE .......................... 13 CONCLUSÃO ........................................................ 16 ESBOÇO PARA ESTUDOS EM GRUPOS................ 17 SUGESTÕES DE LEITURAS .................................. 18
  • 3. Vivendo De Maneira Santa Página 2 VIVENDO DE MANEIRA SANTA
  • 4. Vivendo De Maneira Santa Página 3 TEXTO BÍBLICO I Timóteo 4:1-15 1 Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos alguns apostatarão da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios, 2 pela hipocrisia de homens que falam mentiras e têm cauterizada a própria consciência, 3 que proíbem o casamento, e ordenam a abstinência de alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças: 4 porque tudo o que Deus criou é bom, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças; 5 porque pela palavra de Deus, e pela oração, é santificada. 6 Propondo estas coisas aos irmãos, serás bom ministro de Cristo Jesus, alimentado com as palavras da fé e da boa doutrina que tens seguido. 7 Mas rejeita as fábulas profanas e de velhas. Exercita-te a ti mesmo na piedade. 8 Pois o exercício físico para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, tendo a promessa da vida presente e da que há de vir.
  • 5. Vivendo De Maneira Santa Página 4 9 Fiel é esta palavra e digna de toda a aceitação. 10 Pois para isto é que trabalhamos e lutamos, porque esperamos no Deus vivo, que é o salvador de todos os homens, principalmente dos fiéis. 11 Manda estas coisas e ensina-as. 12 Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza. 13 Persiste em ler, exortar e ensinar, até que eu vá. 14 Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbitério. 15 Medita estas coisas, ocupa-te nelas, para que o teu progresso seja manifesto a todos.
  • 6. Vivendo De Maneira Santa Página 5 INTRODUÇÃO Em uma maratona de 42 km, os comedores chegam a ficar sem fôlego. Depois de correr alguns quilômetros, a respiração torna-se difícil, pois começam a sentir cãibra nas pernas e os braços ficam pesados como chumbo. No entanto, os que estão bem exercitados têm muito mais energia para superar o esgotamento físico. Paulo exortou Timóteo a que suportasse o ministério em Éfeso. O jovem obreiro, ao que tudo indica, estava a ponto de se render, por causa de tudo o que teria de enfrentar. Mas o apóstolo sabia que se Timóteo exercitasse a piedade isso o ajudaria a obter uma vida útil e um ministério frutífero. A maratona da vida cristã exige que o crente rejeite as maléficas influências que possam contaminar a sua formação espiritual. O cristão deve consagrar todas as áreas do seu viver a fim de superar os obstáculos que a vida põe em seu caminho.
  • 7. Vivendo De Maneira Santa Página 6 I REJEITANDO A IMPIEDADE 1 Timóteo 4:1,2 A. Seguindo a sã doutrina - Em Atos 20, Paulo advertiu aos anciãos da igreja em Éfeso que os falsos mestres entrariam em suas congregações. Os crentes não deveriam surpreender-se, quando, por fim, essa doutrina entrasse na igreja, pois o Espírito Santo predissera que tal coisa aconteceria (1 Tm 4:1). O Espírito Santo havia advertido que nos últimos dias alguns se afastariam da fé. Como a apostasia já tinha lugar na igreja em Éfeso, isto um indício para eles que os últimos dias haviam chegado. A origem deste falso ensinamento estava em Satanás, e não em outro. Por meio de espíritos enganadores, o diabo infiltrou-se na igreja em Éfeso e fez com que algumas pessoas se opusessem à fé cristã com ensinamentos contrários ao Evangelho de Cristo.
  • 8. Vivendo De Maneira Santa Página 7 No entanto, quais são as típicas atividades que as pessoas associam a Satanás? Os crentes identificam a possessão demoníaca e outras atividades do ocultismo como manifestações satânicas. Mas o diabo empregou outra tática em Éfeso. Ao se disfarçar de anjo de luz, ele influenciou sutilmente alguns mestres, para que se apartassem da verdade do Evangelho (2 Co 11:13,14) e ensinassem as falsas doutrinas. Os mestres que disseminavam as doutrinas de demônios eram taxados de hipócritas e mentirosos (1 Tm 4:2), porque atuavam de forma dissimulada ao se disfarçar de crentes verdadeiros. Mas seus ensinamentos com respeito ao Evangelho não eram corretos. Paulo também descreveu estes falsos ensinadores como alguém que tinha cauterizada a própria consciência. Mas o que é uma consciência cauterizada? A consciência concede às pessoas a capacidade de distinguir o bem e o mal. Na concepção de Paulo, as pessoas que têm a mente cauterizada deixa de ser sensíveis à verdade e à moralidade. Com o tempo, os falsos ensinamentos cauterizam a consciência de uma pessoa e destroem sua capacidade para emitir juízos morais. Paulo provavelmente utilizou-se do termo "cauterizada" para indicar que a consciência de uma pessoa fora escravizada por seu proprietário. Ao ensinar a falsa doutrina, esses mestres estavam "marcados" com o selo de seu senhor - Satanás – e simplesmente seguiam sua vontade, ao desvirtuar a mensagem do Evangelho de Cristo.
  • 9. Vivendo De Maneira Santa Página 8 E impossível seguir a falsa doutrina e, ao mesmo tempo, continuar discípulo de Cristo, porque a luz e as trevas não andam juntas. Os falsos mestres da igreja em Éfeso foram enganados por Satanás, pois se afastaram da verdade do Evangelho de Cristo. Como crentes, é importante que sigamos a sã doutrina, para que ninguém nos convença a nos afastar de suas verdades. B. O caráter da apostasia - Depois de descrever a origem das falsas doutrinas, Paulo analisou sua essência. Os falsos mestres estabeleciam suas restrições em duas esferas: no matrimônio e na alimentação (1 Tm 4:3). E provável que o fundamento destas restrições seja originário duma forma primitiva do gnosticismo. Alguns gnósticos consideravam toda matéria física como intrinsecamente má e totalmente alheia ao reino espiritual. E, na concepção deles, como Deus habitava no reino espiritual e era bom, Ele nada tinha a ver com o assunto. Alguns gnósticos ensinavam também que, ao evitar os prazeres da came, tais como o matrimônio (que envolve vida sexual) e certos alimentos, a pessoa ganharia o favor de Deus. A fim de refutar esse erro, Paulo recorda a Timóteo que tudo o que Deus criou é bom (v.4; Gn1:31). E isto incluía o matrimônio e os alimentos. Tanto os solteiros como os que se abstêm de certos alimentos, não podem reclamar uma forma mais elevada de justiça do que as pessoas que não são solteiras ou comem todo o tipo de alimento. Então por que Deus proibiu comer certos alimentos, ao ditar a Lei no Antigo Testamento?
  • 10. Vivendo De Maneira Santa Página 9 No princípio, todos os alimentos criados eram consumidos (Gn 1:29; 9:3). O propósito da lei, ao proibir que os israelitas comessem certos alimentos, era ensiná-los princípios de santidade e separação do mundo (Lv 11:44-47). Mais tarde, Jesus disse que todos os alimentos são puros para o consumo humano (Mc 7:19), visto que também insistiu nesse assunto através da visão de Pedro (At 10:9-16). Paulo permaneceu indiferente quanto ao papel dos alimentos em seu ensinamento, ainda que tenha deixado claro que o comer ou o abster-se não deveria ser um parâmetro para que julguemos os nossos irmãos (1 Co 10:29,30). A devida conduta de um cristão não é se abster de certos alimentos, a fim de agradar a Deus, mas, sim, demonstrar sua gratidão pela provisão divina de nosso sustento. Em 1Timóteo 4:4 observamos que esta atitude deve ser alcançada de duas maneiras. Em primeiro lugar, o alimento é consagrado, porque foi criado por Deus e declarado bom (Gn1:31). Em segundo, a oração feita pelo pão que vamos ingerir, consagra-o, e isso deve ser feito com ação de graças. Estes dois elementos reconhecem a Deus como o Criador e Provedor de nosso sustento, consagrado mediante essas duas formas (1Tm 4:5). Ainda que seja importante agradar a Deus com a nossa vida, jamais devemos recorrer a métodos anti- bíblicos, a fim de agradá-lo. O Evangelho não se compõe de leis alimentares e nem de regulamentos relacionados ao celibato. A Palavra de Deus é a mensagem de libertação do pecado por meio de Jesus Cristo. Tomemos cuidado, e jamais permitamos que algum outro ensinamento desvirtue essa verdade.
  • 11. Vivendo De Maneira Santa Página 10 II DISSEMINANDO A PIEDADE 1 Timóteo 4:6-8 A. Imposições pessoais - Não era suficiente que Timóteo conhecesse apenas a sã doutrina. Era imprescindível que ele também desmascarasse os falsos ensinamentos, a fim de contrastá-los com a verdade (1 Tm 4:6). Os efésios necessitavam do verdadeiro ensinamento da Palavra de Deus. Ao proclamar a verdade do Senhor, Timóteo seria um bom servo de Jesus Cristo. Cumpriria o chamado e o propósito de Deus para a sua vida. A fim de alcançar esse objetivo, ele precisava ser espiritualmente alimentado com a sã doutrina das Escrituras. Timóteo estava extremamente consciente desta fonte de alimento espiritual, que é a Palavra de Deus.
  • 12. Vivendo De Maneira Santa Página 11 Ele já a estudava. Mas, se quisesse permanecer sendo um bom ministro, não deveria descuidar de seu bem estar espiritual. Para que Timóteo permanecesse puro em sua doutrina e em seu espírito, ele teria de abandonar as fábulas profanas e de velhas (v.7). Ao empregar uma frase sarcástica, Paulo declarou que não valia a pena contar essas lendas ímpias. Em vez de perder tempo com conversa inútil (e perigosa), Timóteo devia se preparar para uma vida de santidade. Ao seguir sua metáfora sobre o treinamento, Paulo recordou a Timóteo que o exercício físico para pouco aproveita (v.8). Ainda que não dissesse ao seu filho na fé que deixasse de praticar exercícios físicos, afirmava, portanto, que tais práticas estão limitadas apenas à vida presente, mas que a piedade é proveitosa aqui e na eternidade. E é pela busca desta virtude que devemos nos esforçar. B. Esfera da santidade - Paulo tinha um bom motivo para tudo o que realizava em seu ministério. E isto envolve, acima de tudo, a esfera da santidade pessoal. Em 1 Timóteo 4:9, ele recorda o seu filho na fé que o que lhe dizia era verdade. É provável que o apóstolo se referisse à piedade mencionada na última parte do v.8. E esta verdade com respeito a esta virtude é digna de ser aceita. E pelo fato de a prática da piedade ter valor na vida presente e na eternidade, Paulo estava disposto a trabalhar e lutar (v. 10) para falar de Cristo às pessoas. Ele podia agir dessa forma, porque depositara sua esperança no Deus vivo, o Salvador de todos os homens. Ora, se Cristo é o
  • 13. Vivendo De Maneira Santa Página 12 Salvador de todos os homens, por que então não são todos os que se salvam? A falsa doutrina do universalismo ensina que todas as pessoas serão salvas por Deus, não importa se demonstrem ou não uma fé ativa durante a vida terrena. O v.10, no entanto, esclarece o que Paulo havia dito em 1 Timóteo 2:3-6. Todas as pessoas são objeto da obra salvadora de Deus, mas só os que creem em Cristo receberão os benefícios da salvação. Como o Senhor provê salvação para todos os que creem, era imprescindível que Timóteo procla- masse essa mensagem (4:11). Mas Deus também ordena que recusem o falso ensinamento que os afasta do Evangelho. Como o Senhor ama todos os homens e quer que todos creiam nele, nós também devemos prestar atenção às instruções de Paulo. O Deus vivo em quem confiamos quer que falemos aos outros sobre Ele, para que também obtenham a vida eterna. Essa deve ser a nossa razão de viver e ensinar a verdade.
  • 14. Vivendo De Maneira Santa Página 13 III SEJA EXEMPLO DE SANTIDADE 1 Timóteo 4:12-14 A. Na vida pessoal - De que maneira a idade de Timóteo afetava seu ministério? Paulo ordenou ao seu filho na fé que se ocupasse em exortar e ensinar as coisas descritas em 1 Timóteo 4:1-10; mas parece que houve alguma resistência à liderança do referido obreiro, porque ele era muito jovem. O v.12 apresenta algumas razões pelas quais Paulo escreveu essa carta. Timóteo necessitava de incentivo, afim de não permitir que sua juventude estorvasse seu ministério em Éfeso. O apóstolo aconselhou-o a viver de tal maneira, a ponto de as pessoas o apreciarem, em vez de o olharem com desprezo (v.12). Um estilo de vida piedosa concederia o respeito de que necessitava para pregar com autoridade o Evangelho.
  • 15. Vivendo De Maneira Santa Página 14 No v.13, Paulo resumiu a principal função de Timóteo nas reuniões da igreja: pregar e ensinar as Escrituras. Por causa do falso ensinamento em Éfeso, a missão do jovem obreiro exigia extrema dedicação da parte dele em transmitir as verdades bíblicas com esmero, a fim de opor-se à falsa doutrina. Nenhum crente, ou igreja, pode descuidar-se do verdadeiro ensino da Bíblia Sagrada. É através dela que aprendemos o plano da salvação de Deus e a norma do Senhor, para que tenhamos uma conduta de santidade. Quando nos descuidamos da pregação e do ensinamento da Palavra, enveredamos mais facilmente para o caminho do falso ensino e da impie- dade. O ministério de Timóteo estava intensificado por um dom espiritual que deveria ser cultivado (v.14). A imposição de mãos por parte dos anciãos provavelmente seja semelhante ao ato descrito em Atos 13:1- 3, quando a igreja reconhece que o Espírito Santo já havia operado grande obra na vida de Barnabé e Saulo. Timóteo fora especificamente desig- nado para o serviço de Deus. Apesar dos obstáculos que enfrentou em Éfeso, ele é lembrado por Paulo que o Senhor o havia chamado e que os anciãos (os presbíteros) o ordenaram ao ministério. B. No ministério - Devido ao emprego por parte das religiões orientais do termo meditação, muitos crentes não compreendem nem aproveitam os benefícios da meditação na Palavra de Deus e da sabedoria piedosa que muitos anciãos possuem. Em 1 Timóteo 4:15, Paulo diz ao seu filho na fé que meditasse nas
  • 16. Vivendo De Maneira Santa Página 15 instruções dos versículos anteriores e se ocupasse com elas. Ao agir dessa forma, as pessoas perceberiam seu progresso no desenvolvimento espiritual. Então, os efésios veriam a realidade do serviço sincero a Deus diante da frivolidade de quem ensinava a falsa doutrina. A importância de se seguir a sã doutrina e ensiná-la aos demais encontra-se no v.16: tanto Timóteo como os que respondessem ao seu ensinamento seriam salvos. A obediência a Deus chega a ser algo mais do que simplesmente cumprir ordens inflexíveis. Se perseverarmos nas verdades da Bíblia Sagrada, manteremos um relacionamento com o Senhor que nos conduzirá à salvação eterna. E quando pro- clamamos as verdades do Evangelho, também guiamos outras pessoas à salvação.
  • 17. Vivendo De Maneira Santa Página 16 CONCLUSÃO Vivemos em uma sociedade que aceita os estilos de vida que outrora eram considerados pecaminosos. Mas se precisamos dar um testemunho piedoso e causar influência no mundo, devemos nos assegurar de que nossa vida está de acordo com a Palavra de Deus. A Palavra de Deus nos instrui sobre a maneira santa pela qual devemos viver (SI 119:9,11; 2 Tm 3:16,17). Analise o período diário que você tem dedicado à Palavra para que possa descobrir se, de fato, recebe o alimento espiritual de que necessita. Paulo afirmou que a piedade para tudo é proveitosa, tanto na vida presente como na eternidade. Os que vivem piedosamente não passarão por alguns dos conflitos causados pelo pecado. Permita que o Espírito Santo examine sua vida e lhe revele quaisquer aspectos que não estão à altura da norma de santidade que Deus requer em sua Palavra. Então, esforce-se para desenvolver a piedade em sua vida.
  • 18. Vivendo De Maneira Santa Página 17 ESBOÇO PARA ESTUDOS EM GRUPOS TEXTO BÍBLICO - 1 Timóteo 4:1-16 ESBOÇO I. Rejeitando a impiedade (1 Timóteo 4:1,2) a) Seguindo a sã doutrina b) 0 caráter da apostasia II. Disseminando a piedade (1 Timóteo 4:6-8) a) Imposições pessoais b) Esfera da santidade III. Sendo exemplo de santidade (1 Timóteo 4:12-14) a) Na vida pessoal b) No ministério TEXTO EM DESTAQUE De fato, é grande fonte de lucro piedade com o contentamento 1 Timóteo 6:6. VERDADE EM FOCO Os cristãos devem conservar uma vida santa em meio ao mundo ímpio. Objetivo Identificar e rejeitar as influências dos ímpios e buscar uma vida de santidade.
  • 19. Vivendo De Maneira Santa Página 18 SUGESTÕES DE LEITURAS Segunda: Gênesis 39:7-21 Resista à tentação Terça: Jó 31:1-11 Conserve a integridade Quarta: Salmo 15:1-5 Ande em retidão Quinta: 1 Pedro 3:8-16 Um coração piedoso Sexta: 1 João 2:15-17 Rejeite o mundanismo Sábado: 3 João 1-14 Exemplo de santidade Visite: www.apostiblia.tk