SlideShare uma empresa Scribd logo
Vanguardas artísticas
A revolução em formas, texturas e cores
Momento histórico
• Fins do século XIX e início do século XX
• Crescimento do nacionalismo europeu.
• Primeira Grande Guerra entre 1914 e 1918.
• A Europa viu-se banhada de sangue pela disputa das grandes
potências, na primeira guerra pós-Revolução Industrial
• Revolução Russa de 1917, com a criação de um novo país: a União
Soviética.
• A urbanização, a corrida armamentista, as crises econômicas e as
disputas na Europa criavam um clima tenso e contraditório, mas
profundamente propício à criação artística.
Vanguarda
• Palavra derivada do francês “avant-garde”
• É o nome da guarda que precede as tropas em um ataque para
desestabilizar o inimigo.
• Na arte, associa a ideologia à criação, subvertendo a cultura, e a
maneira de pensar da sociedade, desestabilizando as estruturas
conservadoras.
• Ruptura com padrões estabelecidos.
• Experimentalismo
• Assim, os movimentos de vanguarda são aqueles que inovam a
expressão artística.
KANDINSKY, Wassily. Composição VII (1913)
A arte moderna
• Estilos inovadores
• Ruptura com a representação das
aparências naturais
• Desconstrução das formas e da
realidade
• Questionamento do papel social da
arte
• Questionamento da própria validade
da arte em si
BOCCIONI, Umberto. Formas únicas de continuidade no espaço (1913)
Expressionismo
MARC, Franz. Os grandes cavalos azuis (1911)
• A criação parte da subjetividade do
artista em direção ao mundo exterior.
• A arte é a materialização de seu mundo
interior, dispensando conceitos de
beleza ou feiura.
• Deformação da realidade.
• Cores fortes e agressivas.
• Sua temática é reflexo da angústia
interior, solidão e miséria humanas.
• Caricatura da alma humana, na busca
pela dor e pelo sentido trágico da vida.
MUNCH, Edvard. O grito (1893)
HECKEL, Erich. Retrato de um homem (1919)
PEACHSTEIN, Max. Atrás das árvores (1911)
Cubismo
SHEELER, Charles. Sobre iates e iatismo (1922)
• Ressignificação da realidade pela
geometrização de formas e
volumes.
• Ruptura completa com a
perspectiva.
• Fragmentação da realidade,
revelando objetos e pessoas
simultaneamente em seus
múltiplos ângulos.
• Decomposição do objeto em
diferentes planos geométricos,
múltiplos, superpostos e
descontínuos.
PICASSO, Pablo. As senhoritas de Avignon (1907)
PICASSO, Pablo. Guernica (1937)
• Na literatura, o poeta francês
Guillaume Apollinaire
propunha a mistura de
assuntos, espaços e tempos
diferentes, em uma clara
superposição e
simultaneidade de planos,
correspondendo à
decomposição e à
fragmentação usadas na
pintura.
• Ilogismo, humor, verso livre,
antiacademicismo, palavras
soltas em uma linguagem
nominal.
Banquete
Uma hora de táxi ao longo da praia
Velocidade buzina apresentações risos mocidade Paris Rio
Brasil França entrevistas apresentações risos
Vamos até a Gruta da Imprensa
Depois voltamos para almoçar na cidade
Os pratos ainda não foram servidos e já os jornais falam de
mim e publicam a foto de agora há pouco
Boa cozinha do país vinhos portugueses e pinga
Às quatorze horas em ponto estou a bordo
Um jovem poeta simpático vomita no convés eu o levo de
volta à terra onde seu companheiro vomita por sua vez
Os outros não conseguiram acompanhar
Subo para mergulhar na piscina enquanto o Forome le-
vanta ferros
Viva a água
Blaise Cendrars
Futurismo
NEVINSON, C.R. Wynne, Voltando às trincheiras (1914)
• Temática da exaltação à
modernidade, à máquina, ao
automóvel e à velocidade.
• Sobreposição de imagens,
repetições de traços buscando
a ideia de movimento.
• Dinamismo em simultaneidade.
• Ideologicamente, o movimento
sofreu grande repulsa por ter
uma forte identificação com o
fascismo de Mussolini.
• O termo “Futurismo” virou
sinônimo de postura artística
inovadora.
BOCCIONI, Umberto. Visões simultâneas (1911-1912)
• No plano literário,
propôs a destruição da
sintaxe, o uso de sinais
matemáticos e
musicais, o
menosprezo pela
pontuação e a
abolição dos advérbios
e dos adjetivos,
usando-se em seu
lugar o substantivo
duplo (praça-funil,
mulher-golfo etc.).
BALLA, Giacomo. Dinamismo de cão na coleira (1912)
Dadaísmo
HAUSMANN, Raoul. Elasticum (1920)
• Movimento mais radical entre as
vanguardas.
• Crítica à preocupação estética no
contexto da guerra, por parecer
hipócrita e presunçoso.
• Ridicularização da arte
• O dadaísmo representa a
antiarte.
• Ilogismo, ridicularização da arte e
das concepções estéticas.
• Ready-made: retirar um objeto
de seu uso comum e apresentá-lo
como obra de arte.
DUCHAMPS, Marcel. Fonte (1917)
• Na literatura, caracterizou-se pela
desordem, pelo improviso, pela
agressividade e pela rejeição de qualquer
racionalização poética.
• Quebra de estruturas de sentidos básicos
na composição.
DUCHAMPS, Marcel. L.H.O.O.Q. – Elle a choud au cul (1917)
Surrealismo
DALI, Salvador. A persistência da memória (1931)
• Arte que pretende unir a arte à
psicanálise.
• Valorização do sonho e do
subconsciente.
• Temática de devaneios, ilogismo e
loucura.
• Ambivalência de imagens.
• Aproxima-se ao expressionismo,
mas acrescenta elementos artísticos
e temáticos à visão interior do
artista.
MAGRITTE, René. Não deve ser representado (1937)
• Propõe experiências
criadoras automáticas.
• Os impulsos criadores
do subconsciente.
• Ilogismo, devaneio,
loucura, hipnose,
inusitado e impulsos
humanos em geral.
MAGRITTE, René. Clarividência (1936)
DALI, Salvador. Aparição de rosto e fruteira (1938)
Exercícios
“Todas as manhãs quando acordo, experimento um prazer supremo: o de ser Salvador
Dalí.”
NÉRET, G. Salvador Dalí. Taschen, 1996.
Assim escreveu o pintor dos “relógios moles” e das “girafas em chamas” em 1931. Esse
artista excêntrico deu apoio ao general Franco durante a Guerra Civil Espanhola e, por
esse motivo, foi afastado do movimento surrealista por seu líder, André Breton. Dessa
forma, Dalí criou seu próprio estilo, baseado na interpretação dos sonhos e nos estudos
de Sigmund Freud, denominado “método de interpretação paranoico”. Esse método era
constituído por textos visuais que demonstram imagens
A. do fantástico, impregnado de civismo pelo governo espanhol, em que a busca pela
emoção e pela dramaticidade desenvolveram um estilo incomparável.
B. do onírico, que misturava sonho com realidade e inconsciente como um universo
único ou pessoal.
C. da linha inflexícel da razão, dando vazão a uma forma de produção despojada no
traço, na temática e nas formas vinculadas ao real.
D. do reflexo que, apesar do termo "paranoico", possui sobriedade e elegância advindas
de uma técnica de cores discretas e desenhos precisos.
E. da expressão e intensidade entre o consciente e a liberdade, declarando o amor pela
forma de conduzir o enredo histórico dos personagens retratados.
GABARITO: B
O quadro Les Demoiselles d’Avignon
(1907), de Pablo Picasso, representa o
rompimento com a estética clássica e a
revolução da arte no início do século XX.
Essa nova tendência se caracteriza pela
A. pintura de modelos em planos irregulares.
B. mulher como temática central da obra.
C. cena representada por vários modelos.
D. oposição entre tons claros e escuros.
E. nudez explorada como objeto de arte.
GABARITO: A

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1 fase do modernismo
1 fase do modernismo1 fase do modernismo
1 fase do modernismo
Laboratório de Informática
 
Modernismo
ModernismoModernismo
Modernismo
Thalles Yvson
 
Modernismo no brasil introdução
Modernismo no brasil introduçãoModernismo no brasil introdução
Modernismo no brasil introdução
rillaryalvesj
 
O Primeiro Momento Modernista
O Primeiro Momento ModernistaO Primeiro Momento Modernista
O Primeiro Momento Modernista
Fundição Comercial Alvorada LTDA
 
Modernismo Brasileiro 1ª geração
Modernismo Brasileiro 1ª geraçãoModernismo Brasileiro 1ª geração
Modernismo Brasileiro 1ª geração
Tim Bagatelas
 
Pré-Modernismo
Pré-ModernismoPré-Modernismo
Pré-Modernismo
CrisBiagio
 
Modernismo fases
Modernismo fasesModernismo fases
Modernismo fases
Matheus Italo Nascimento
 
1ª Fase Do Modernismo
1ª Fase Do Modernismo1ª Fase Do Modernismo
1ª Fase Do Modernismo
Amandeixom
 
Pré modernismo e Vanguardas Europeias
Pré modernismo e Vanguardas EuropeiasPré modernismo e Vanguardas Europeias
Pré modernismo e Vanguardas Europeias
Octávio Da Matta
 
Pré-modernismo
Pré-modernismoPré-modernismo
Primeira fase do Modernismo no Brasil
Primeira fase do Modernismo no BrasilPrimeira fase do Modernismo no Brasil
Primeira fase do Modernismo no Brasil
eeadolpho
 
Modernismo: FASE HERÓICA
Modernismo: FASE HERÓICAModernismo: FASE HERÓICA
Modernismo: FASE HERÓICA
Letícia Gonçalves
 
Pré-modernismo
Pré-modernismoPré-modernismo
Pré-modernismo
Walace Cestari
 
1 fase do modernismo brasileiro
1 fase do modernismo brasileiro1 fase do modernismo brasileiro
1 fase do modernismo brasileiro
Miguel D' Amorim
 
Realismo naturalismo
Realismo   naturalismoRealismo   naturalismo
Realismo naturalismo
nagelaviana
 
1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismo1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismo
Luciene Gomes
 
Modernismo brasileiro 1ª geração
Modernismo brasileiro 1ª geraçãoModernismo brasileiro 1ª geração
Modernismo brasileiro 1ª geração
Carolina Loçasso Pereira
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Primeira fase do Modernismo
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Primeira fase do Modernismowww.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Primeira fase do Modernismo
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Primeira fase do Modernismo
Annalu Jannuzzi
 
Primeira fase do modernismo
Primeira fase do modernismoPrimeira fase do modernismo
Primeira fase do modernismo
Victor Said
 
Modernismo2019
Modernismo2019Modernismo2019
Modernismo2019
CLEBER LUIS DAMACENO
 

Mais procurados (20)

1 fase do modernismo
1 fase do modernismo1 fase do modernismo
1 fase do modernismo
 
Modernismo
ModernismoModernismo
Modernismo
 
Modernismo no brasil introdução
Modernismo no brasil introduçãoModernismo no brasil introdução
Modernismo no brasil introdução
 
O Primeiro Momento Modernista
O Primeiro Momento ModernistaO Primeiro Momento Modernista
O Primeiro Momento Modernista
 
Modernismo Brasileiro 1ª geração
Modernismo Brasileiro 1ª geraçãoModernismo Brasileiro 1ª geração
Modernismo Brasileiro 1ª geração
 
Pré-Modernismo
Pré-ModernismoPré-Modernismo
Pré-Modernismo
 
Modernismo fases
Modernismo fasesModernismo fases
Modernismo fases
 
1ª Fase Do Modernismo
1ª Fase Do Modernismo1ª Fase Do Modernismo
1ª Fase Do Modernismo
 
Pré modernismo e Vanguardas Europeias
Pré modernismo e Vanguardas EuropeiasPré modernismo e Vanguardas Europeias
Pré modernismo e Vanguardas Europeias
 
Pré-modernismo
Pré-modernismoPré-modernismo
Pré-modernismo
 
Primeira fase do Modernismo no Brasil
Primeira fase do Modernismo no BrasilPrimeira fase do Modernismo no Brasil
Primeira fase do Modernismo no Brasil
 
Modernismo: FASE HERÓICA
Modernismo: FASE HERÓICAModernismo: FASE HERÓICA
Modernismo: FASE HERÓICA
 
Pré-modernismo
Pré-modernismoPré-modernismo
Pré-modernismo
 
1 fase do modernismo brasileiro
1 fase do modernismo brasileiro1 fase do modernismo brasileiro
1 fase do modernismo brasileiro
 
Realismo naturalismo
Realismo   naturalismoRealismo   naturalismo
Realismo naturalismo
 
1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismo1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismo
 
Modernismo brasileiro 1ª geração
Modernismo brasileiro 1ª geraçãoModernismo brasileiro 1ª geração
Modernismo brasileiro 1ª geração
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Primeira fase do Modernismo
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Primeira fase do Modernismowww.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Primeira fase do Modernismo
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Primeira fase do Modernismo
 
Primeira fase do modernismo
Primeira fase do modernismoPrimeira fase do modernismo
Primeira fase do modernismo
 
Modernismo2019
Modernismo2019Modernismo2019
Modernismo2019
 

Destaque

IPMan - Comic Episode 5
IPMan - Comic Episode 5IPMan - Comic Episode 5
IPMan - Comic Episode 5
foxshare
 
Ebay News 1998 10 27 Earnings
Ebay News 1998 10 27 EarningsEbay News 1998 10 27 Earnings
Ebay News 1998 10 27 Earnings
QuarterlyEarningsReports
 
6 19 15 Uncovering Potential BridgEd Strategies Social Network Analysis Prese...
6 19 15 Uncovering Potential BridgEd Strategies Social Network Analysis Prese...6 19 15 Uncovering Potential BridgEd Strategies Social Network Analysis Prese...
6 19 15 Uncovering Potential BridgEd Strategies Social Network Analysis Prese...
Susanna Williams
 
Tips for Optimal Productivity
Tips for Optimal ProductivityTips for Optimal Productivity
Tips for Optimal Productivity
Purple, Rock, Scissors
 
усенова лейла+отель для животных + идея
усенова лейла+отель для животных + идеяусенова лейла+отель для животных + идея
усенова лейла+отель для животных + идея
Leila Usenova
 
Informe 304
Informe 304Informe 304
Informe 304
siemprefm
 
Como cuidar a tu perro
Como cuidar a tu perroComo cuidar a tu perro
Como cuidar a tu perro
alevasconez20
 
Deber juan
Deber juanDeber juan
Deber juan
juan7171
 
Presentación concurso ventures 2015 NEXUZ GOLF
Presentación concurso ventures 2015 NEXUZ GOLFPresentación concurso ventures 2015 NEXUZ GOLF
Presentación concurso ventures 2015 NEXUZ GOLF
Esteban Florez
 
Writing prompt for the second quarterly exam
Writing prompt for the second quarterly examWriting prompt for the second quarterly exam
Writing prompt for the second quarterly exam
skalet
 
Grafico semanal del eurostoxx 50 para el 06 04 2012
Grafico semanal del eurostoxx 50 para el 06 04 2012Grafico semanal del eurostoxx 50 para el 06 04 2012
Grafico semanal del eurostoxx 50 para el 06 04 2012
Experiencia Trading
 
Rol del docente del siglo xxi
Rol del docente del siglo xxiRol del docente del siglo xxi
Rol del docente del siglo xxi
GUIDO PELAEZ BALLON
 
Opinião 20 dez 2
Opinião 20 dez 2Opinião 20 dez 2
Opinião 20 dez 2
Sergyo Vitro
 
Feliz natal
Feliz natalFeliz natal
Feliz natal
Joel Brito
 
Final for merge
Final   for mergeFinal   for merge
Final for merge
Rajesh Rampal
 
ReviewPro & WIHP Hotel Roadshow Part 3: Online Reputation Management with Rev...
ReviewPro & WIHP Hotel Roadshow Part 3: Online Reputation Management with Rev...ReviewPro & WIHP Hotel Roadshow Part 3: Online Reputation Management with Rev...
ReviewPro & WIHP Hotel Roadshow Part 3: Online Reputation Management with Rev...
ReviewPro
 
Trauma por arma de fuego. Herida por arma de fuego. Balística. Conceptos asoc...
Trauma por arma de fuego. Herida por arma de fuego. Balística. Conceptos asoc...Trauma por arma de fuego. Herida por arma de fuego. Balística. Conceptos asoc...
Trauma por arma de fuego. Herida por arma de fuego. Balística. Conceptos asoc...
Mario Fernando Cantelli Zuñiga
 

Destaque (17)

IPMan - Comic Episode 5
IPMan - Comic Episode 5IPMan - Comic Episode 5
IPMan - Comic Episode 5
 
Ebay News 1998 10 27 Earnings
Ebay News 1998 10 27 EarningsEbay News 1998 10 27 Earnings
Ebay News 1998 10 27 Earnings
 
6 19 15 Uncovering Potential BridgEd Strategies Social Network Analysis Prese...
6 19 15 Uncovering Potential BridgEd Strategies Social Network Analysis Prese...6 19 15 Uncovering Potential BridgEd Strategies Social Network Analysis Prese...
6 19 15 Uncovering Potential BridgEd Strategies Social Network Analysis Prese...
 
Tips for Optimal Productivity
Tips for Optimal ProductivityTips for Optimal Productivity
Tips for Optimal Productivity
 
усенова лейла+отель для животных + идея
усенова лейла+отель для животных + идеяусенова лейла+отель для животных + идея
усенова лейла+отель для животных + идея
 
Informe 304
Informe 304Informe 304
Informe 304
 
Como cuidar a tu perro
Como cuidar a tu perroComo cuidar a tu perro
Como cuidar a tu perro
 
Deber juan
Deber juanDeber juan
Deber juan
 
Presentación concurso ventures 2015 NEXUZ GOLF
Presentación concurso ventures 2015 NEXUZ GOLFPresentación concurso ventures 2015 NEXUZ GOLF
Presentación concurso ventures 2015 NEXUZ GOLF
 
Writing prompt for the second quarterly exam
Writing prompt for the second quarterly examWriting prompt for the second quarterly exam
Writing prompt for the second quarterly exam
 
Grafico semanal del eurostoxx 50 para el 06 04 2012
Grafico semanal del eurostoxx 50 para el 06 04 2012Grafico semanal del eurostoxx 50 para el 06 04 2012
Grafico semanal del eurostoxx 50 para el 06 04 2012
 
Rol del docente del siglo xxi
Rol del docente del siglo xxiRol del docente del siglo xxi
Rol del docente del siglo xxi
 
Opinião 20 dez 2
Opinião 20 dez 2Opinião 20 dez 2
Opinião 20 dez 2
 
Feliz natal
Feliz natalFeliz natal
Feliz natal
 
Final for merge
Final   for mergeFinal   for merge
Final for merge
 
ReviewPro & WIHP Hotel Roadshow Part 3: Online Reputation Management with Rev...
ReviewPro & WIHP Hotel Roadshow Part 3: Online Reputation Management with Rev...ReviewPro & WIHP Hotel Roadshow Part 3: Online Reputation Management with Rev...
ReviewPro & WIHP Hotel Roadshow Part 3: Online Reputation Management with Rev...
 
Trauma por arma de fuego. Herida por arma de fuego. Balística. Conceptos asoc...
Trauma por arma de fuego. Herida por arma de fuego. Balística. Conceptos asoc...Trauma por arma de fuego. Herida por arma de fuego. Balística. Conceptos asoc...
Trauma por arma de fuego. Herida por arma de fuego. Balística. Conceptos asoc...
 

Semelhante a Vanguardas européias

Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Walace Cestari
 
Aula dica enem 2019
Aula dica enem 2019Aula dica enem 2019
Aula dica enem 2019
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Aula História da Arte / Cursinho Novo Colégio 2018
Aula História da Arte / Cursinho Novo Colégio 2018Aula História da Arte / Cursinho Novo Colégio 2018
Aula História da Arte / Cursinho Novo Colégio 2018
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Revisão para o Enem 2018 / Do moderno ao contemporâneo
Revisão para o Enem 2018 / Do moderno ao contemporâneoRevisão para o Enem 2018 / Do moderno ao contemporâneo
Revisão para o Enem 2018 / Do moderno ao contemporâneo
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Primeira metade do século XX
Primeira metade do século XXPrimeira metade do século XX
Primeira metade do século XX
CEF16
 
Caderno picasso ccbb_2015
Caderno picasso ccbb_2015Caderno picasso ccbb_2015
Caderno picasso ccbb_2015
Daniele Alves
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
whybells
 
Objetivo 2018
Objetivo 2018Objetivo 2018
Objetivo 2018
CLEBER LUIS DAMACENO
 
O Modernismo na Arte
O Modernismo na ArteO Modernismo na Arte
O Modernismo na Arte
Michele Wilbert
 
PORTUGUES - Modernismo - 3ºC
PORTUGUES - Modernismo - 3ºCPORTUGUES - Modernismo - 3ºC
PORTUGUES - Modernismo - 3ºC
liceuterceiroc
 
Vanguardas
VanguardasVanguardas
Vanguardas
Olga Laís Gomes
 
Panorama Momentos Artísticos da História
Panorama Momentos Artísticos da HistóriaPanorama Momentos Artísticos da História
Panorama Momentos Artísticos da História
Antonio Abreu
 
Vanguardas Européias
Vanguardas EuropéiasVanguardas Européias
Vanguardas Européias
Arcelino Barbosa
 
Aula 9
Aula 9Aula 9
Vanguardas do modernismo
Vanguardas do modernismoVanguardas do modernismo
Vanguardas do modernismo
teresakashino
 
Vanguardas Europeias
Vanguardas EuropeiasVanguardas Europeias
Vanguardas Europeias
Marilene dos Santos
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Marilene dos Santos
 
A vanguarda artística europeia
A vanguarda artística europeiaA vanguarda artística europeia
A vanguarda artística europeia
Fabiana Borges
 
Artemoderna4 131002090047-phpapp02
Artemoderna4 131002090047-phpapp02Artemoderna4 131002090047-phpapp02
Artemoderna4 131002090047-phpapp02
jessicabatistamuniz
 
Arte Barroca
Arte Barroca Arte Barroca
Arte Barroca
Biany Lima Lima
 

Semelhante a Vanguardas européias (20)

Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Aula dica enem 2019
Aula dica enem 2019Aula dica enem 2019
Aula dica enem 2019
 
Aula História da Arte / Cursinho Novo Colégio 2018
Aula História da Arte / Cursinho Novo Colégio 2018Aula História da Arte / Cursinho Novo Colégio 2018
Aula História da Arte / Cursinho Novo Colégio 2018
 
Revisão para o Enem 2018 / Do moderno ao contemporâneo
Revisão para o Enem 2018 / Do moderno ao contemporâneoRevisão para o Enem 2018 / Do moderno ao contemporâneo
Revisão para o Enem 2018 / Do moderno ao contemporâneo
 
Primeira metade do século XX
Primeira metade do século XXPrimeira metade do século XX
Primeira metade do século XX
 
Caderno picasso ccbb_2015
Caderno picasso ccbb_2015Caderno picasso ccbb_2015
Caderno picasso ccbb_2015
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Objetivo 2018
Objetivo 2018Objetivo 2018
Objetivo 2018
 
O Modernismo na Arte
O Modernismo na ArteO Modernismo na Arte
O Modernismo na Arte
 
PORTUGUES - Modernismo - 3ºC
PORTUGUES - Modernismo - 3ºCPORTUGUES - Modernismo - 3ºC
PORTUGUES - Modernismo - 3ºC
 
Vanguardas
VanguardasVanguardas
Vanguardas
 
Panorama Momentos Artísticos da História
Panorama Momentos Artísticos da HistóriaPanorama Momentos Artísticos da História
Panorama Momentos Artísticos da História
 
Vanguardas Européias
Vanguardas EuropéiasVanguardas Européias
Vanguardas Européias
 
Aula 9
Aula 9Aula 9
Aula 9
 
Vanguardas do modernismo
Vanguardas do modernismoVanguardas do modernismo
Vanguardas do modernismo
 
Vanguardas Europeias
Vanguardas EuropeiasVanguardas Europeias
Vanguardas Europeias
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
A vanguarda artística europeia
A vanguarda artística europeiaA vanguarda artística europeia
A vanguarda artística europeia
 
Artemoderna4 131002090047-phpapp02
Artemoderna4 131002090047-phpapp02Artemoderna4 131002090047-phpapp02
Artemoderna4 131002090047-phpapp02
 
Arte Barroca
Arte Barroca Arte Barroca
Arte Barroca
 

Mais de Walace Cestari

O romance de 30
O romance de 30O romance de 30
O romance de 30
Walace Cestari
 
Impressionismo e a arte do final do século XIX
Impressionismo e a arte do final do século XIXImpressionismo e a arte do final do século XIX
Impressionismo e a arte do final do século XIX
Walace Cestari
 
Parnasianismo
ParnasianismoParnasianismo
Parnasianismo
Walace Cestari
 
Realismo - Machado de assis
Realismo - Machado de assisRealismo - Machado de assis
Realismo - Machado de assis
Walace Cestari
 
Realismo-naturalismo brasileiros
Realismo-naturalismo brasileirosRealismo-naturalismo brasileiros
Realismo-naturalismo brasileiros
Walace Cestari
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
Walace Cestari
 
Prosa romântica
Prosa românticaProsa romântica
Prosa romântica
Walace Cestari
 
Romantismo à brasileira
Romantismo à brasileiraRomantismo à brasileira
Romantismo à brasileira
Walace Cestari
 
Arcadismo
ArcadismoArcadismo
Arcadismo
Walace Cestari
 
Romantismo I - a arte burguesa
Romantismo I - a arte burguesaRomantismo I - a arte burguesa
Romantismo I - a arte burguesa
Walace Cestari
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
Walace Cestari
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
Walace Cestari
 
Parnasianismo
ParnasianismoParnasianismo
Parnasianismo
Walace Cestari
 
Resumos
ResumosResumos
Pré-modernismo
Pré-modernismoPré-modernismo
Pré-modernismo
Walace Cestari
 
Naturalismo
NaturalismoNaturalismo
Naturalismo
Walace Cestari
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
Walace Cestari
 
Dificuldades
DificuldadesDificuldades
Dificuldades
Walace Cestari
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
Walace Cestari
 
Novo Acordo Ortográfico
Novo Acordo OrtográficoNovo Acordo Ortográfico
Novo Acordo Ortográfico
Walace Cestari
 

Mais de Walace Cestari (20)

O romance de 30
O romance de 30O romance de 30
O romance de 30
 
Impressionismo e a arte do final do século XIX
Impressionismo e a arte do final do século XIXImpressionismo e a arte do final do século XIX
Impressionismo e a arte do final do século XIX
 
Parnasianismo
ParnasianismoParnasianismo
Parnasianismo
 
Realismo - Machado de assis
Realismo - Machado de assisRealismo - Machado de assis
Realismo - Machado de assis
 
Realismo-naturalismo brasileiros
Realismo-naturalismo brasileirosRealismo-naturalismo brasileiros
Realismo-naturalismo brasileiros
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Prosa romântica
Prosa românticaProsa romântica
Prosa romântica
 
Romantismo à brasileira
Romantismo à brasileiraRomantismo à brasileira
Romantismo à brasileira
 
Arcadismo
ArcadismoArcadismo
Arcadismo
 
Romantismo I - a arte burguesa
Romantismo I - a arte burguesaRomantismo I - a arte burguesa
Romantismo I - a arte burguesa
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
 
Parnasianismo
ParnasianismoParnasianismo
Parnasianismo
 
Resumos
ResumosResumos
Resumos
 
Pré-modernismo
Pré-modernismoPré-modernismo
Pré-modernismo
 
Naturalismo
NaturalismoNaturalismo
Naturalismo
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 
Dificuldades
DificuldadesDificuldades
Dificuldades
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
 
Novo Acordo Ortográfico
Novo Acordo OrtográficoNovo Acordo Ortográfico
Novo Acordo Ortográfico
 

Último

Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
sesiomzezao
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 

Último (20)

Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 

Vanguardas européias

  • 1. Vanguardas artísticas A revolução em formas, texturas e cores
  • 2. Momento histórico • Fins do século XIX e início do século XX • Crescimento do nacionalismo europeu. • Primeira Grande Guerra entre 1914 e 1918. • A Europa viu-se banhada de sangue pela disputa das grandes potências, na primeira guerra pós-Revolução Industrial • Revolução Russa de 1917, com a criação de um novo país: a União Soviética. • A urbanização, a corrida armamentista, as crises econômicas e as disputas na Europa criavam um clima tenso e contraditório, mas profundamente propício à criação artística.
  • 3. Vanguarda • Palavra derivada do francês “avant-garde” • É o nome da guarda que precede as tropas em um ataque para desestabilizar o inimigo. • Na arte, associa a ideologia à criação, subvertendo a cultura, e a maneira de pensar da sociedade, desestabilizando as estruturas conservadoras. • Ruptura com padrões estabelecidos. • Experimentalismo • Assim, os movimentos de vanguarda são aqueles que inovam a expressão artística. KANDINSKY, Wassily. Composição VII (1913)
  • 4. A arte moderna • Estilos inovadores • Ruptura com a representação das aparências naturais • Desconstrução das formas e da realidade • Questionamento do papel social da arte • Questionamento da própria validade da arte em si BOCCIONI, Umberto. Formas únicas de continuidade no espaço (1913)
  • 5. Expressionismo MARC, Franz. Os grandes cavalos azuis (1911)
  • 6. • A criação parte da subjetividade do artista em direção ao mundo exterior. • A arte é a materialização de seu mundo interior, dispensando conceitos de beleza ou feiura. • Deformação da realidade. • Cores fortes e agressivas. • Sua temática é reflexo da angústia interior, solidão e miséria humanas. • Caricatura da alma humana, na busca pela dor e pelo sentido trágico da vida. MUNCH, Edvard. O grito (1893)
  • 7. HECKEL, Erich. Retrato de um homem (1919) PEACHSTEIN, Max. Atrás das árvores (1911)
  • 8. Cubismo SHEELER, Charles. Sobre iates e iatismo (1922)
  • 9. • Ressignificação da realidade pela geometrização de formas e volumes. • Ruptura completa com a perspectiva. • Fragmentação da realidade, revelando objetos e pessoas simultaneamente em seus múltiplos ângulos. • Decomposição do objeto em diferentes planos geométricos, múltiplos, superpostos e descontínuos. PICASSO, Pablo. As senhoritas de Avignon (1907)
  • 11. • Na literatura, o poeta francês Guillaume Apollinaire propunha a mistura de assuntos, espaços e tempos diferentes, em uma clara superposição e simultaneidade de planos, correspondendo à decomposição e à fragmentação usadas na pintura. • Ilogismo, humor, verso livre, antiacademicismo, palavras soltas em uma linguagem nominal. Banquete Uma hora de táxi ao longo da praia Velocidade buzina apresentações risos mocidade Paris Rio Brasil França entrevistas apresentações risos Vamos até a Gruta da Imprensa Depois voltamos para almoçar na cidade Os pratos ainda não foram servidos e já os jornais falam de mim e publicam a foto de agora há pouco Boa cozinha do país vinhos portugueses e pinga Às quatorze horas em ponto estou a bordo Um jovem poeta simpático vomita no convés eu o levo de volta à terra onde seu companheiro vomita por sua vez Os outros não conseguiram acompanhar Subo para mergulhar na piscina enquanto o Forome le- vanta ferros Viva a água Blaise Cendrars
  • 12. Futurismo NEVINSON, C.R. Wynne, Voltando às trincheiras (1914)
  • 13. • Temática da exaltação à modernidade, à máquina, ao automóvel e à velocidade. • Sobreposição de imagens, repetições de traços buscando a ideia de movimento. • Dinamismo em simultaneidade. • Ideologicamente, o movimento sofreu grande repulsa por ter uma forte identificação com o fascismo de Mussolini. • O termo “Futurismo” virou sinônimo de postura artística inovadora. BOCCIONI, Umberto. Visões simultâneas (1911-1912)
  • 14. • No plano literário, propôs a destruição da sintaxe, o uso de sinais matemáticos e musicais, o menosprezo pela pontuação e a abolição dos advérbios e dos adjetivos, usando-se em seu lugar o substantivo duplo (praça-funil, mulher-golfo etc.). BALLA, Giacomo. Dinamismo de cão na coleira (1912)
  • 16. • Movimento mais radical entre as vanguardas. • Crítica à preocupação estética no contexto da guerra, por parecer hipócrita e presunçoso. • Ridicularização da arte • O dadaísmo representa a antiarte. • Ilogismo, ridicularização da arte e das concepções estéticas. • Ready-made: retirar um objeto de seu uso comum e apresentá-lo como obra de arte. DUCHAMPS, Marcel. Fonte (1917)
  • 17. • Na literatura, caracterizou-se pela desordem, pelo improviso, pela agressividade e pela rejeição de qualquer racionalização poética. • Quebra de estruturas de sentidos básicos na composição. DUCHAMPS, Marcel. L.H.O.O.Q. – Elle a choud au cul (1917)
  • 18. Surrealismo DALI, Salvador. A persistência da memória (1931)
  • 19. • Arte que pretende unir a arte à psicanálise. • Valorização do sonho e do subconsciente. • Temática de devaneios, ilogismo e loucura. • Ambivalência de imagens. • Aproxima-se ao expressionismo, mas acrescenta elementos artísticos e temáticos à visão interior do artista. MAGRITTE, René. Não deve ser representado (1937)
  • 20. • Propõe experiências criadoras automáticas. • Os impulsos criadores do subconsciente. • Ilogismo, devaneio, loucura, hipnose, inusitado e impulsos humanos em geral. MAGRITTE, René. Clarividência (1936)
  • 21. DALI, Salvador. Aparição de rosto e fruteira (1938)
  • 23. “Todas as manhãs quando acordo, experimento um prazer supremo: o de ser Salvador Dalí.” NÉRET, G. Salvador Dalí. Taschen, 1996. Assim escreveu o pintor dos “relógios moles” e das “girafas em chamas” em 1931. Esse artista excêntrico deu apoio ao general Franco durante a Guerra Civil Espanhola e, por esse motivo, foi afastado do movimento surrealista por seu líder, André Breton. Dessa forma, Dalí criou seu próprio estilo, baseado na interpretação dos sonhos e nos estudos de Sigmund Freud, denominado “método de interpretação paranoico”. Esse método era constituído por textos visuais que demonstram imagens A. do fantástico, impregnado de civismo pelo governo espanhol, em que a busca pela emoção e pela dramaticidade desenvolveram um estilo incomparável. B. do onírico, que misturava sonho com realidade e inconsciente como um universo único ou pessoal. C. da linha inflexícel da razão, dando vazão a uma forma de produção despojada no traço, na temática e nas formas vinculadas ao real. D. do reflexo que, apesar do termo "paranoico", possui sobriedade e elegância advindas de uma técnica de cores discretas e desenhos precisos. E. da expressão e intensidade entre o consciente e a liberdade, declarando o amor pela forma de conduzir o enredo histórico dos personagens retratados. GABARITO: B
  • 24. O quadro Les Demoiselles d’Avignon (1907), de Pablo Picasso, representa o rompimento com a estética clássica e a revolução da arte no início do século XX. Essa nova tendência se caracteriza pela A. pintura de modelos em planos irregulares. B. mulher como temática central da obra. C. cena representada por vários modelos. D. oposição entre tons claros e escuros. E. nudez explorada como objeto de arte. GABARITO: A