SlideShare uma empresa Scribd logo
Prof. Michel Nascimento
 Na aula de hoje nós falaremos sobre os principais
  movimentos, as principais manifestações artísticas do
  início do século XX.
 Manifestações estas que foram fundamentais para o
  desenvolvimento do movimento modernista.
 Costuma-se chamar toda essa manifestação de vanguarda
  europeia – A vanguarda europeia é o conjunto desses
  movimentos que tinham em comum a recusa, a negação
  de todos os valores tradicionais.
 Neste período, temos um grande turbilhão de informações
  e novidades. Vejamos agora, quais foram esses movimentos
  do início do século XX:
 Futurismo
 Expressionismo
 Cubismo
 Dadaísmo
 Surrealismo
O início do século XX é marcado por grandes
manifestações e transformações, principalmente na
área tecnológica.
     É a era da energia elétrica, do automóvel, do
avião, da velocidade e literalmente da velocidade, pois
tudo nesse período andava muito rápido.
     Vejamos agora uma imagem símbolo dessa época
marcada pela velocidade:
Encontramos uma sátira de Chaplin a todas
essas mudanças e principalmente ao
processo de desumanização do ser humano
provocado pelas máquinas.
Dinamismo de um automóvel" de Luigi Russolo (1912/13); óleo sobre tela
“
O futurismo foi o primeiro grande movimento desse
    período. Ele trazia em si a própria velocidade. Falar em
    futurismo é falar em velocidade. Vejamos uma imagem
    que sintetiza o ideário do futurismo:
   Neste quadro chamado Dinamismo de um
    automóvel, encontramos características marcantes do
    futurismo como:
   Velocidade
   movimento
   força das máquinas, representada nas fortes cores e
    traçado.
O principal representante do futurismo é o
escritor italiano Marinetti.
     Na literatura, Marinetti pregava a destruição da
sintaxe, qualquer ordem para ele era mal vista, bem
como também, não simpatizava com a pontuação.
     Ele queria frase solta, ou seja, as palavras da
maneira como vinham, no fluxo, numa grande
velocidade. Vejamos um dos manifestos centrais do
futurismo escrito pelo próprio Marinetti.
"Então, com o vulto coberto pela boa lama das
      fábricas - empaste de escórias metálicas, de
  suores inúteis, de fuligens celestes -, contundidos
   e enfaixados os braços, mas impávidos, ditamos
     nossas primeiras vontades a todos os homens
                        vivos da terra”:
Ver pág. 1 e 2 apostila: manifesto futurista
Tem origem alemã. É o movimento que prega a
expressão do mundo interior, a expressão da
subjetividade.
    E por ser a expressão a grande marca desse
movimento, ele recebeu o nome de expressionismo.
    Vejamos uma imagem que simboliza esse
expressionismo:
O Grito” de Edward Munch
“
 Composições abstratas – como nas pinturas, os
  escritores também gostavam de deformações abstratas
  do real.
 Subjetivismo     –     Vem     atrelada a   primeira
  característica, isto porque o artista desejava a
  expressão violenta do subjetivo, das emoções do
  mundo interior.
 Ilogismo – Uma vez que tudo era expressão, não havia
  preocupação com a lógica do mundo exterior, como
  ocorria nas estéticas anteriores.
Les demoiselles d’Avignon, de Pablo Picasso
É considerada por muitos estudiosos o marco
inicial do cubismo e da arte moderna.    Perceba
que as formas são geometrizadas, com cores duras e
chapadas.
     Picasso conseguiu romper com séculos de tradição
artística.
As formas geométricas e o objeto visto sobre vários
    ângulos simultaneamente caracterizam o cubismo na
    pintura. Vejamos quais são as características do cubismo na
    Literatura.
   Ilogismo – os textos cubistas são marcados pela supressão
    da lógica formal.
   Linguagem caótica - como não há uma lógica, as palavras
    são soltas, dispostas aparentemente de uma forma
    aleatória.
   Tempo presente – para o escritor cubista, ansioso para viver
    o seu tempo, o tempo presente, tudo passa a ser tema da
    poesia, como viagens, paisagens e visões exóticas.
   Humor – Muito comum nos textos cubistas, provocado não
    só pelas ironias, como também pela própria disposição
    gráfica das palavras.
Chapéu que faz o homem
 Perceba a justaposição dos objetos associados livremente. A
  liberdade artística foi a grande característica do movimento
  chamado Dadaísmo.
 O dadaísmo é considerado por muitos estudiosos o mais
  radical, o mais rebelde dos movimentos desse período, a
  começar pelo próprio nome. Uma vez quando perguntado
  sobre o significado da palavra Dada, seu fundador Tristan
  Tzara, responde que dada não significava nada, que ele
  havia encontrado essa palavra ao acaso, folhando o
  dicionário. Então a fim de matar a curiosidade, vamos
  conhecer um poema dadaísta, onde é dada uma receita de
  como fazer um poema dadaísta.
Pegue um jornal.
Pegue uma tesoura.
Escolha no jornal um artigo do tamanho que você deseja dar ao
  seu poema.
Recorte o artigo.
Recorte em seguida com atenção algumas palavras que formam
  esse artigo e meta-as num saco.
Agite suavemente.
Tire em seguida cada pedaço um após outro.
Copie conscienciosamente na ordem em que elas são tiradas do
  saco.
O poema se parecerá com você.
E ei-lo um escritor infinitivamente original e de uma
  sensibilidade graciosa, ainda que incompreendido do
  público.
                                                   Tistan Tzara
A persistência da memória. De Salvador Dali (1931
Nessa      imagem     encontramos       relógios
derretendo, numa espécie de sonho, sugestão sobre a
brevidade do tempo e da vida. Esse quadro é um dos
símbolos do surrealismo.
Influenciados pelos estudos de Freud, os
pintores, os escritores valorizavam muito o sonho, o
irreal, e pouco se importavam com a lógica. As coisas
fluíam a medida que partiam do interior. E para
ilustrar esse surrealismo, nada melhor do que ler um
texto surrealista.
Era uma vez uma realidade
Com suas lãs de ovelhas real
A filha do rei passou por ali
E as ovelhas baliam que linda que está
A re a re a realidade.

Na noite era uma vez
Uma realidade que sofria de insônia
Então chegava a madrinha fada
E realmente levava-a pela mão
A re a re a realidade.
No trono havia uma vez
Um velho rei que se aborrecia
E pela noite perdia o seu manto
E por rainha puseram-lhe ao lado
A re a re a realidade

CAUDA: dade dade a reali
Dade dade a realidade
A real a real
Idade idade dá a reali
Ali
A re a realidade
Era uma vez a REALIDADE.
                           Louis Aragon
Perceberam que diferença. É exatamente
isso, diferença, rebeldia, negação. As características
marcantes da vanguarda europeia.
     E para que você não se esqueça, lembramos
cronologicamente a ordem desses movimentos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Vanguardas européias
Vanguardas européiasVanguardas européias
Vanguardas européias
ISJ
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Walace Cestari
 
Vanguardas
VanguardasVanguardas
Vanguardas
Olga Laís Gomes
 
Aula vanguardas europeias
Aula vanguardas europeiasAula vanguardas europeias
Aula vanguardas europeias
Abrahão Costa de Freitas
 
Movimentos de Vanguardas Artísticas Europeias
Movimentos de Vanguardas Artísticas EuropeiasMovimentos de Vanguardas Artísticas Europeias
Movimentos de Vanguardas Artísticas Europeias
Douglas Capizani Campos
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Sheila Cristina Carlos
 
Vanguarda européia
Vanguarda européiaVanguarda européia
Vanguarda européia
tibirica3
 
Vanguardas europeias: Futurismo, Cubismo, Expressionismo, Dadaísmo e Surrealismo
Vanguardas europeias: Futurismo, Cubismo, Expressionismo, Dadaísmo e SurrealismoVanguardas europeias: Futurismo, Cubismo, Expressionismo, Dadaísmo e Surrealismo
Vanguardas europeias: Futurismo, Cubismo, Expressionismo, Dadaísmo e Surrealismo
Colégio Santa Luzia
 
Vanguardas artísticas cubismo abst. futur., dadaismo e surre.
Vanguardas artísticas   cubismo   abst. futur., dadaismo e surre.Vanguardas artísticas   cubismo   abst. futur., dadaismo e surre.
Vanguardas artísticas cubismo abst. futur., dadaismo e surre.Elsa Minck
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Fábio Guimarães
 
As principais vanguardas artísticas
As principais vanguardas artísticasAs principais vanguardas artísticas
As principais vanguardas artísticas
npjorgecosta
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Caroline Canales
 
Vanguardas Européias
Vanguardas EuropéiasVanguardas Européias
Vanguardas Européias
Andre Guerra
 
Vanguardas europeias slides
Vanguardas europeias slidesVanguardas europeias slides
Vanguardas europeias slides
Eline Lima
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Ana Lúcia Moura Neves
 
As vanguardas europeias
As vanguardas europeiasAs vanguardas europeias
As vanguardas europeias
Marcia Oliveira
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Barbara Falcão
 
Vanguardas Europeias
Vanguardas EuropeiasVanguardas Europeias
Vanguardas Europeias
SCMARQUES
 
Vanguardas
VanguardasVanguardas
Vanguardas
Alice Chaves
 
Mapa mental Vanguardas Europeias
Mapa mental Vanguardas Europeias Mapa mental Vanguardas Europeias
Mapa mental Vanguardas Europeias
Julimac
 

Mais procurados (20)

Vanguardas européias
Vanguardas européiasVanguardas européias
Vanguardas européias
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Vanguardas
VanguardasVanguardas
Vanguardas
 
Aula vanguardas europeias
Aula vanguardas europeiasAula vanguardas europeias
Aula vanguardas europeias
 
Movimentos de Vanguardas Artísticas Europeias
Movimentos de Vanguardas Artísticas EuropeiasMovimentos de Vanguardas Artísticas Europeias
Movimentos de Vanguardas Artísticas Europeias
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Vanguarda européia
Vanguarda européiaVanguarda européia
Vanguarda européia
 
Vanguardas europeias: Futurismo, Cubismo, Expressionismo, Dadaísmo e Surrealismo
Vanguardas europeias: Futurismo, Cubismo, Expressionismo, Dadaísmo e SurrealismoVanguardas europeias: Futurismo, Cubismo, Expressionismo, Dadaísmo e Surrealismo
Vanguardas europeias: Futurismo, Cubismo, Expressionismo, Dadaísmo e Surrealismo
 
Vanguardas artísticas cubismo abst. futur., dadaismo e surre.
Vanguardas artísticas   cubismo   abst. futur., dadaismo e surre.Vanguardas artísticas   cubismo   abst. futur., dadaismo e surre.
Vanguardas artísticas cubismo abst. futur., dadaismo e surre.
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
As principais vanguardas artísticas
As principais vanguardas artísticasAs principais vanguardas artísticas
As principais vanguardas artísticas
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Vanguardas Européias
Vanguardas EuropéiasVanguardas Européias
Vanguardas Européias
 
Vanguardas europeias slides
Vanguardas europeias slidesVanguardas europeias slides
Vanguardas europeias slides
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
As vanguardas europeias
As vanguardas europeiasAs vanguardas europeias
As vanguardas europeias
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Vanguardas Europeias
Vanguardas EuropeiasVanguardas Europeias
Vanguardas Europeias
 
Vanguardas
VanguardasVanguardas
Vanguardas
 
Mapa mental Vanguardas Europeias
Mapa mental Vanguardas Europeias Mapa mental Vanguardas Europeias
Mapa mental Vanguardas Europeias
 

Destaque

Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Lissandro Jonas
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeias Vanguardas europeias
Vanguardas europeias
Pedro Guilherme
 
Vanguarda europeia
Vanguarda europeiaVanguarda europeia
Vanguarda europeia
Karin Cristine
 
1 ano literatura gramatica
1 ano literatura gramatica1 ano literatura gramatica
1 ano literatura gramatica
Aline Roma
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Vanguarda
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Vanguardawww.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Vanguarda
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Vanguarda
Annalu Jannuzzi
 
1 ano literatura gramatica
1 ano literatura gramatica1 ano literatura gramatica
1 ano literatura gramatica
Aline Roma
 
Antonio sant’elia e a arquitetura futurista,1909 14
Antonio sant’elia e a arquitetura futurista,1909 14Antonio sant’elia e a arquitetura futurista,1909 14
Antonio sant’elia e a arquitetura futurista,1909 14
Tais Duque
 
Escolas literarias - 2º ano
Escolas literarias -  2º anoEscolas literarias -  2º ano
Escolas literarias - 2º ano
Prof Palmito Rocha
 
Plano Didático Literatura 1º ano Ensino Médio
Plano Didático Literatura 1º ano Ensino MédioPlano Didático Literatura 1º ano Ensino Médio
Plano Didático Literatura 1º ano Ensino Médio
IFMA
 
Vanguardas
VanguardasVanguardas
Vanguardas
Prof Palmito Rocha
 
Apostila de inglês instrumental com textos complementares
Apostila de inglês instrumental com textos complementaresApostila de inglês instrumental com textos complementares
Apostila de inglês instrumental com textos complementares
Nome Sobrenome
 
Cronologia E CaracteríSticas Dos Movimentos LiteráRios
Cronologia E CaracteríSticas Dos Movimentos LiteráRiosCronologia E CaracteríSticas Dos Movimentos LiteráRios
Gêneros literários - 1º Ano do Ensino Médio
Gêneros literários - 1º Ano do Ensino MédioGêneros literários - 1º Ano do Ensino Médio
Gêneros literários - 1º Ano do Ensino Médio
Elaine Chiullo
 
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIOPLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
IFMA
 

Destaque (14)

Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeias Vanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Vanguarda europeia
Vanguarda europeiaVanguarda europeia
Vanguarda europeia
 
1 ano literatura gramatica
1 ano literatura gramatica1 ano literatura gramatica
1 ano literatura gramatica
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Vanguarda
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Vanguardawww.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Vanguarda
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Vanguarda
 
1 ano literatura gramatica
1 ano literatura gramatica1 ano literatura gramatica
1 ano literatura gramatica
 
Antonio sant’elia e a arquitetura futurista,1909 14
Antonio sant’elia e a arquitetura futurista,1909 14Antonio sant’elia e a arquitetura futurista,1909 14
Antonio sant’elia e a arquitetura futurista,1909 14
 
Escolas literarias - 2º ano
Escolas literarias -  2º anoEscolas literarias -  2º ano
Escolas literarias - 2º ano
 
Plano Didático Literatura 1º ano Ensino Médio
Plano Didático Literatura 1º ano Ensino MédioPlano Didático Literatura 1º ano Ensino Médio
Plano Didático Literatura 1º ano Ensino Médio
 
Vanguardas
VanguardasVanguardas
Vanguardas
 
Apostila de inglês instrumental com textos complementares
Apostila de inglês instrumental com textos complementaresApostila de inglês instrumental com textos complementares
Apostila de inglês instrumental com textos complementares
 
Cronologia E CaracteríSticas Dos Movimentos LiteráRios
Cronologia E CaracteríSticas Dos Movimentos LiteráRiosCronologia E CaracteríSticas Dos Movimentos LiteráRios
Cronologia E CaracteríSticas Dos Movimentos LiteráRios
 
Gêneros literários - 1º Ano do Ensino Médio
Gêneros literários - 1º Ano do Ensino MédioGêneros literários - 1º Ano do Ensino Médio
Gêneros literários - 1º Ano do Ensino Médio
 
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIOPLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
 

Semelhante a Vanguarda europeia

Literatura aula 20 - vanguarda européia
Literatura   aula 20 - vanguarda européiaLiteratura   aula 20 - vanguarda européia
Literatura aula 20 - vanguarda européia
Juliana Oliveira
 
Literatura - Vanguarda Européia
Literatura - Vanguarda EuropéiaLiteratura - Vanguarda Européia
Literatura - Vanguarda Européia
Carson Souza
 
Aula 20 vanguarda européia
Aula 20   vanguarda européiaAula 20   vanguarda européia
Aula 20 vanguarda européia
Jonatas Carlos
 
Vanguardas europeias ii
Vanguardas europeias iiVanguardas europeias ii
Vanguardas europeias ii
Elina Fernandes
 
Vanguardas- Europeias um novo começo no Brasil
Vanguardas- Europeias um novo começo no BrasilVanguardas- Europeias um novo começo no Brasil
Vanguardas- Europeias um novo começo no Brasil
Janelindinha Sempre
 
Pré- Modernismo: Vanguardas europeias
Pré- Modernismo: Vanguardas europeias Pré- Modernismo: Vanguardas europeias
Pré- Modernismo: Vanguardas europeias
Pedro Agora Brasil
 
PORTUGUES - Modernismo - 3ºC
PORTUGUES - Modernismo - 3ºCPORTUGUES - Modernismo - 3ºC
PORTUGUES - Modernismo - 3ºC
liceuterceiroc
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Prof Decio viana
 
Slide aula de Literatura - Vanguardas.pptx
Slide aula de Literatura - Vanguardas.pptxSlide aula de Literatura - Vanguardas.pptx
Slide aula de Literatura - Vanguardas.pptx
CleideFreires
 
Aula Vanguardas Europeias
Aula Vanguardas EuropeiasAula Vanguardas Europeias
Aula Vanguardas Europeias
DanielaCassiano3
 
Vanguardas(2)
Vanguardas(2)Vanguardas(2)
Vanguardas(2)
Raphael Lanzillotte
 
274723639-Vanguardas-Europeias.ppt
274723639-Vanguardas-Europeias.ppt274723639-Vanguardas-Europeias.ppt
274723639-Vanguardas-Europeias.ppt
Janicelemos4
 
Vanguardaseuropeias
VanguardaseuropeiasVanguardaseuropeias
Vanguardaseuropeias
brunnoaraujocom
 
Vanguardas 2.0
Vanguardas 2.0Vanguardas 2.0
Vanguardas 2.0
José Ricardo Lima
 
Seminário: Vanguarda em Ação
Seminário: Vanguarda em AçãoSeminário: Vanguarda em Ação
Seminário: Vanguarda em Ação
Vitor Morais
 
A vanguarda artística europeia
A vanguarda artística europeiaA vanguarda artística europeia
A vanguarda artística europeia
Fabiana Borges
 
O modernismo em portugal
O modernismo em portugalO modernismo em portugal
Primeira fase do modernismo
Primeira fase do modernismoPrimeira fase do modernismo
Primeira fase do modernismo
Elaine Blogger
 
Vanguardas Européias
Vanguardas EuropéiasVanguardas Européias
Vanguardas Européias
samuel ananias
 
As vanguardas europeias / Cursinho Ave Palavra
As vanguardas europeias / Cursinho Ave PalavraAs vanguardas europeias / Cursinho Ave Palavra
As vanguardas europeias / Cursinho Ave Palavra
CLEBER LUIS DAMACENO
 

Semelhante a Vanguarda europeia (20)

Literatura aula 20 - vanguarda européia
Literatura   aula 20 - vanguarda européiaLiteratura   aula 20 - vanguarda européia
Literatura aula 20 - vanguarda européia
 
Literatura - Vanguarda Européia
Literatura - Vanguarda EuropéiaLiteratura - Vanguarda Européia
Literatura - Vanguarda Européia
 
Aula 20 vanguarda européia
Aula 20   vanguarda européiaAula 20   vanguarda européia
Aula 20 vanguarda européia
 
Vanguardas europeias ii
Vanguardas europeias iiVanguardas europeias ii
Vanguardas europeias ii
 
Vanguardas- Europeias um novo começo no Brasil
Vanguardas- Europeias um novo começo no BrasilVanguardas- Europeias um novo começo no Brasil
Vanguardas- Europeias um novo começo no Brasil
 
Pré- Modernismo: Vanguardas europeias
Pré- Modernismo: Vanguardas europeias Pré- Modernismo: Vanguardas europeias
Pré- Modernismo: Vanguardas europeias
 
PORTUGUES - Modernismo - 3ºC
PORTUGUES - Modernismo - 3ºCPORTUGUES - Modernismo - 3ºC
PORTUGUES - Modernismo - 3ºC
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Slide aula de Literatura - Vanguardas.pptx
Slide aula de Literatura - Vanguardas.pptxSlide aula de Literatura - Vanguardas.pptx
Slide aula de Literatura - Vanguardas.pptx
 
Aula Vanguardas Europeias
Aula Vanguardas EuropeiasAula Vanguardas Europeias
Aula Vanguardas Europeias
 
Vanguardas(2)
Vanguardas(2)Vanguardas(2)
Vanguardas(2)
 
274723639-Vanguardas-Europeias.ppt
274723639-Vanguardas-Europeias.ppt274723639-Vanguardas-Europeias.ppt
274723639-Vanguardas-Europeias.ppt
 
Vanguardaseuropeias
VanguardaseuropeiasVanguardaseuropeias
Vanguardaseuropeias
 
Vanguardas 2.0
Vanguardas 2.0Vanguardas 2.0
Vanguardas 2.0
 
Seminário: Vanguarda em Ação
Seminário: Vanguarda em AçãoSeminário: Vanguarda em Ação
Seminário: Vanguarda em Ação
 
A vanguarda artística europeia
A vanguarda artística europeiaA vanguarda artística europeia
A vanguarda artística europeia
 
O modernismo em portugal
O modernismo em portugalO modernismo em portugal
O modernismo em portugal
 
Primeira fase do modernismo
Primeira fase do modernismoPrimeira fase do modernismo
Primeira fase do modernismo
 
Vanguardas Européias
Vanguardas EuropéiasVanguardas Européias
Vanguardas Européias
 
As vanguardas europeias / Cursinho Ave Palavra
As vanguardas europeias / Cursinho Ave PalavraAs vanguardas europeias / Cursinho Ave Palavra
As vanguardas europeias / Cursinho Ave Palavra
 

Mais de rillaryalvesj

Tcco6
Tcco6Tcco6
Terceirão
TerceirãoTerceirão
Terceirão
rillaryalvesj
 
The passive voice
The passive voiceThe passive voice
The passive voice
rillaryalvesj
 
Modernismono brasil ii fase
Modernismono brasil ii faseModernismono brasil ii fase
Modernismono brasil ii fase
rillaryalvesj
 
Modernismo no brasil introdução
Modernismo no brasil introduçãoModernismo no brasil introdução
Modernismo no brasil introdução
rillaryalvesj
 
Modernismo brasil 1ª fase
Modernismo brasil 1ª faseModernismo brasil 1ª fase
Modernismo brasil 1ª fase
rillaryalvesj
 
2ª fase modernista (prosa)
2ª fase modernista (prosa)2ª fase modernista (prosa)
2ª fase modernista (prosa)
rillaryalvesj
 
Indústria de santa catarina
Indústria de santa catarinaIndústria de santa catarina
Indústria de santa catarina
rillaryalvesj
 
Indústria de santa catarina
Indústria de santa catarinaIndústria de santa catarina
Indústria de santa catarina
rillaryalvesj
 
Genetica ii
Genetica iiGenetica ii
Genetica ii
rillaryalvesj
 
Modernismo brasil 1ª fase
Modernismo brasil 1ª faseModernismo brasil 1ª fase
Modernismo brasil 1ª fase
rillaryalvesj
 
A atividade industrial
A atividade industrialA atividade industrial
A atividade industrial
rillaryalvesj
 
Eletrostatica caj terceirão
Eletrostatica caj terceirãoEletrostatica caj terceirão
Eletrostatica caj terceirão
rillaryalvesj
 
Campo eletrico 3ano 2011
Campo eletrico 3ano 2011Campo eletrico 3ano 2011
Campo eletrico 3ano 2011
rillaryalvesj
 
Vegetação do brasileira
Vegetação do brasileiraVegetação do brasileira
Vegetação do brasileira
rillaryalvesj
 
Hidrografia do brasil
Hidrografia do brasilHidrografia do brasil
Hidrografia do brasil
rillaryalvesj
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
rillaryalvesj
 
Geografia do estado de santa catarina
Geografia do estado de santa catarinaGeografia do estado de santa catarina
Geografia do estado de santa catarina
rillaryalvesj
 
Estrutura geológica
Estrutura geológicaEstrutura geológica
Estrutura geológica
rillaryalvesj
 
1ª guerra mundial
1ª guerra mundial1ª guerra mundial
1ª guerra mundial
rillaryalvesj
 

Mais de rillaryalvesj (20)

Tcco6
Tcco6Tcco6
Tcco6
 
Terceirão
TerceirãoTerceirão
Terceirão
 
The passive voice
The passive voiceThe passive voice
The passive voice
 
Modernismono brasil ii fase
Modernismono brasil ii faseModernismono brasil ii fase
Modernismono brasil ii fase
 
Modernismo no brasil introdução
Modernismo no brasil introduçãoModernismo no brasil introdução
Modernismo no brasil introdução
 
Modernismo brasil 1ª fase
Modernismo brasil 1ª faseModernismo brasil 1ª fase
Modernismo brasil 1ª fase
 
2ª fase modernista (prosa)
2ª fase modernista (prosa)2ª fase modernista (prosa)
2ª fase modernista (prosa)
 
Indústria de santa catarina
Indústria de santa catarinaIndústria de santa catarina
Indústria de santa catarina
 
Indústria de santa catarina
Indústria de santa catarinaIndústria de santa catarina
Indústria de santa catarina
 
Genetica ii
Genetica iiGenetica ii
Genetica ii
 
Modernismo brasil 1ª fase
Modernismo brasil 1ª faseModernismo brasil 1ª fase
Modernismo brasil 1ª fase
 
A atividade industrial
A atividade industrialA atividade industrial
A atividade industrial
 
Eletrostatica caj terceirão
Eletrostatica caj terceirãoEletrostatica caj terceirão
Eletrostatica caj terceirão
 
Campo eletrico 3ano 2011
Campo eletrico 3ano 2011Campo eletrico 3ano 2011
Campo eletrico 3ano 2011
 
Vegetação do brasileira
Vegetação do brasileiraVegetação do brasileira
Vegetação do brasileira
 
Hidrografia do brasil
Hidrografia do brasilHidrografia do brasil
Hidrografia do brasil
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Geografia do estado de santa catarina
Geografia do estado de santa catarinaGeografia do estado de santa catarina
Geografia do estado de santa catarina
 
Estrutura geológica
Estrutura geológicaEstrutura geológica
Estrutura geológica
 
1ª guerra mundial
1ª guerra mundial1ª guerra mundial
1ª guerra mundial
 

Vanguarda europeia

  • 2.  Na aula de hoje nós falaremos sobre os principais movimentos, as principais manifestações artísticas do início do século XX.  Manifestações estas que foram fundamentais para o desenvolvimento do movimento modernista.  Costuma-se chamar toda essa manifestação de vanguarda europeia – A vanguarda europeia é o conjunto desses movimentos que tinham em comum a recusa, a negação de todos os valores tradicionais.  Neste período, temos um grande turbilhão de informações e novidades. Vejamos agora, quais foram esses movimentos do início do século XX:
  • 3.  Futurismo  Expressionismo  Cubismo  Dadaísmo  Surrealismo
  • 4. O início do século XX é marcado por grandes manifestações e transformações, principalmente na área tecnológica. É a era da energia elétrica, do automóvel, do avião, da velocidade e literalmente da velocidade, pois tudo nesse período andava muito rápido. Vejamos agora uma imagem símbolo dessa época marcada pela velocidade:
  • 5. Encontramos uma sátira de Chaplin a todas essas mudanças e principalmente ao processo de desumanização do ser humano provocado pelas máquinas.
  • 6. Dinamismo de um automóvel" de Luigi Russolo (1912/13); óleo sobre tela “
  • 7. O futurismo foi o primeiro grande movimento desse período. Ele trazia em si a própria velocidade. Falar em futurismo é falar em velocidade. Vejamos uma imagem que sintetiza o ideário do futurismo:  Neste quadro chamado Dinamismo de um automóvel, encontramos características marcantes do futurismo como:  Velocidade  movimento  força das máquinas, representada nas fortes cores e traçado.
  • 8. O principal representante do futurismo é o escritor italiano Marinetti. Na literatura, Marinetti pregava a destruição da sintaxe, qualquer ordem para ele era mal vista, bem como também, não simpatizava com a pontuação. Ele queria frase solta, ou seja, as palavras da maneira como vinham, no fluxo, numa grande velocidade. Vejamos um dos manifestos centrais do futurismo escrito pelo próprio Marinetti.
  • 9. "Então, com o vulto coberto pela boa lama das fábricas - empaste de escórias metálicas, de suores inúteis, de fuligens celestes -, contundidos e enfaixados os braços, mas impávidos, ditamos nossas primeiras vontades a todos os homens vivos da terra”: Ver pág. 1 e 2 apostila: manifesto futurista
  • 10. Tem origem alemã. É o movimento que prega a expressão do mundo interior, a expressão da subjetividade. E por ser a expressão a grande marca desse movimento, ele recebeu o nome de expressionismo. Vejamos uma imagem que simboliza esse expressionismo:
  • 11. O Grito” de Edward Munch “
  • 12.  Composições abstratas – como nas pinturas, os escritores também gostavam de deformações abstratas do real.  Subjetivismo – Vem atrelada a primeira característica, isto porque o artista desejava a expressão violenta do subjetivo, das emoções do mundo interior.  Ilogismo – Uma vez que tudo era expressão, não havia preocupação com a lógica do mundo exterior, como ocorria nas estéticas anteriores.
  • 13. Les demoiselles d’Avignon, de Pablo Picasso
  • 14. É considerada por muitos estudiosos o marco inicial do cubismo e da arte moderna. Perceba que as formas são geometrizadas, com cores duras e chapadas. Picasso conseguiu romper com séculos de tradição artística.
  • 15. As formas geométricas e o objeto visto sobre vários ângulos simultaneamente caracterizam o cubismo na pintura. Vejamos quais são as características do cubismo na Literatura.  Ilogismo – os textos cubistas são marcados pela supressão da lógica formal.  Linguagem caótica - como não há uma lógica, as palavras são soltas, dispostas aparentemente de uma forma aleatória.  Tempo presente – para o escritor cubista, ansioso para viver o seu tempo, o tempo presente, tudo passa a ser tema da poesia, como viagens, paisagens e visões exóticas.  Humor – Muito comum nos textos cubistas, provocado não só pelas ironias, como também pela própria disposição gráfica das palavras.
  • 16. Chapéu que faz o homem
  • 17.  Perceba a justaposição dos objetos associados livremente. A liberdade artística foi a grande característica do movimento chamado Dadaísmo.  O dadaísmo é considerado por muitos estudiosos o mais radical, o mais rebelde dos movimentos desse período, a começar pelo próprio nome. Uma vez quando perguntado sobre o significado da palavra Dada, seu fundador Tristan Tzara, responde que dada não significava nada, que ele havia encontrado essa palavra ao acaso, folhando o dicionário. Então a fim de matar a curiosidade, vamos conhecer um poema dadaísta, onde é dada uma receita de como fazer um poema dadaísta.
  • 18. Pegue um jornal. Pegue uma tesoura. Escolha no jornal um artigo do tamanho que você deseja dar ao seu poema. Recorte o artigo. Recorte em seguida com atenção algumas palavras que formam esse artigo e meta-as num saco. Agite suavemente. Tire em seguida cada pedaço um após outro. Copie conscienciosamente na ordem em que elas são tiradas do saco. O poema se parecerá com você. E ei-lo um escritor infinitivamente original e de uma sensibilidade graciosa, ainda que incompreendido do público. Tistan Tzara
  • 19. A persistência da memória. De Salvador Dali (1931
  • 20. Nessa imagem encontramos relógios derretendo, numa espécie de sonho, sugestão sobre a brevidade do tempo e da vida. Esse quadro é um dos símbolos do surrealismo.
  • 21. Influenciados pelos estudos de Freud, os pintores, os escritores valorizavam muito o sonho, o irreal, e pouco se importavam com a lógica. As coisas fluíam a medida que partiam do interior. E para ilustrar esse surrealismo, nada melhor do que ler um texto surrealista.
  • 22. Era uma vez uma realidade Com suas lãs de ovelhas real A filha do rei passou por ali E as ovelhas baliam que linda que está A re a re a realidade. Na noite era uma vez Uma realidade que sofria de insônia Então chegava a madrinha fada E realmente levava-a pela mão A re a re a realidade.
  • 23. No trono havia uma vez Um velho rei que se aborrecia E pela noite perdia o seu manto E por rainha puseram-lhe ao lado A re a re a realidade CAUDA: dade dade a reali Dade dade a realidade A real a real Idade idade dá a reali Ali A re a realidade Era uma vez a REALIDADE. Louis Aragon
  • 24. Perceberam que diferença. É exatamente isso, diferença, rebeldia, negação. As características marcantes da vanguarda europeia. E para que você não se esqueça, lembramos cronologicamente a ordem desses movimentos.