SlideShare uma empresa Scribd logo
TIPOLOGIA TEXTUAL – NOÇÕES
    BÁSICAS - DESCRIÇÃO,
  NARRAÇÃO E DISSERTAÇÃO
 Prof. Ms. Marcus Vinícius de Paula
DESCRIÇÃO
     A descrição é um texto, literário ou não, em
que predominam verbos de estado e adjetivos que
caracterizam pessoas, ambientes e objetos.
     A descrição pura geralmente aparece como
parte de um relatório técnico, como no caso da
descrição de peças de máquinas, órgãos do corpo
humano, funcionamento de determinados
aparelhos (descrição de processo).
Dessa maneira, na prática, seja literária ou
técnico-científica, a descrição é sempre um
fragmento, é um parágrafo dentro de uma narração,
é parte de um relatório, de uma pesquisa, de
dissertações em geral.
      Um texto descritivo com aproximadamente 15
linhas costuma conter todos os aspectos
caracterizados que permitam ao leitor visualizar o
ser ou objetivo descrito. Para tanto, o observador
deve explorar as sensações gustativas, olfativas,
auditivas, visuais, táteis e impressões subjetivas.
Exemplos
Descrição técnica das indicações de uma fármaco

Indicações - DICLOFENACO DE POTÁSSIO
tratamento a curto prazo das seguintes
condições agudas: estados dolorosos e
inflamatórios pós- traumáticos; dor e
inflamação no pós-operatório, em especial
após cirurgias ortopédicas e odontológicas;
dismenorréia primária; síndromes dolorosas
agudas da coluna vertebral; como adjuvante
no tratamento de processos infecciosos
severos acompanhados de dor nas
faringoamigdalites e otites.
Descrição de uma pessoa (subjetiva)
      A moça de quem eu falo cursa o primeiro
semestre do curso de Farmácia na FAPI. Ela é
jovem, desfrutando ainda a casa do vinte e
poucos anos. Sua pele é suave e seus olhos
amendoados guardam, em seu interior, um brilho
de menina feliz. Sempre vestida de branco, a
jovem estudante é um exemplo de postura, tanto
nas aulas de português, como com suas amigas.
Creio que o branco lhe seja perfeitamente cabível,
pois combina com sua personalidade, limpa e
pura. Essa moça é surpreendentemente bonita...
Descrição em monografias

      O princípio ativo foi testado em grupos de
adultos situados entre 30 a 40 anos, masculinos,
sem antecedentes de distúrbios cardiovasculares.
Foram testadas trinta mostras da substância em
quinze homens, duas para cada um, em duas doses
alternadas, com intervalo de duas horas entre
doses....
NARRAÇÃO
      Narrar é contar uma história (real ou fictícia).
O fato narrado apresenta uma seqüência de ações
envolvendo personagens no tempo e no espaço.

      Situações narrativas podem aparecer até
mesmo numa única frase. Exemplos: O menino
caiu. “Minha sogra ficou avó.” (Oswald de
Andrade). Repare que a última frase resume ações
que envolvem o casamento, a maternidade e a
transformação da sogra em avó.
Os principais elementos de uma
              narrativa
PENTE
Personagem
Espaço
Narrador
Tempo
enredo
Exemplos
Narrativa literária
Narrativa acadêmica
O primeiro procedimento utilizado foi a
apresentação da pesquisa aos alunos por meio de
esclarecimentos verbais em sala de aula. Nesse
momento, o pesquisador responsável esclareceu
que a participação na pesquisa era livre e que
aqueles que se dispusessem a participar
deveriam submeter aos pais e responsáveis o
termo de aceitação de participação em pesquisa
acadêmica, TCLE, para que fossem autorizados a
participar. Após a devolução do TCLE assinado,
foram entregues, para serem preenchidas na
própria escola, as fichas de resposta dos alunos.
DISSERTAÇÃO
Produzir um texto dissertativo, ou dissertação, consiste em
defender uma idéia. É a defesa de uma tese -- proposição
que se apresenta com o objetivo de convencer quem lê, ou
seja, o leitor. Para se alcançar tal objetivo, a organização da
dissertação é fundamental. Existem, portanto, algumas
instruções, as quais favorecem o ato da escrituração, que
você poderá verificar agora.
    O tema e o título são, com muita freqüência,
empregados como sinônimos. Contudo, apesar de serem
partes de um mesmo tipo de composição, são elementos
bem diferentes. O tema é o assunto, já delimitado, a ser
abordado; a idéia que será por você defendida e que deverá
aparecer logo no primeiro parágrafo. Já o título é uma
expressão, ou até uma só palavra, centrada no início do
trabalho; ele é uma vaga referência ao assunto (tema).
Título: A cidade e seus problemas
   Tema: A cidade de São Paulo enfrenta atualmente grandes
problemas.

Título: A importância da Península Arábica
   Tema: Entendemos que a comunidade internacional deva
preocupar-se com os acontecimentos que envolvam a Península
Arábica, já que grande parte do petróleo que o mundo consome sai
desta região.

 Título: A criança e a televisão
    Tema: Psicólogos do mundo todo têm se preocupado com a
influência que determinados programas de televisão exercem
sobre as crianças.

 Título: As contradições na era da comunicação
    Tema: Vivendo a era da comunicação, o homem
contemporâneo está cada vez mais só.
IDENTIFICAÇÃO DOS OBJETIVOS, DOS ARGUMENTOS E DAS
                 CONCLUSÕES DO TEXTO


Tema: Ideia ampla e geral, germe a partir do qual se
desenvolverão as ideias do texto.
Delimitação do tema: Aspecto a ser abordado,
enfoque, tratamento especial dado pelo autor.
Objetivo do texto: Para que é escrito o texto,
finalidade com que se elabora o texto.
Tese ou frase-núcleo: Expressão verbal de um juízo,
afirmação básica, ponto de vista do autor.
Argumentos: provas que sustentam a tese:
exemplos, informações que comprovam a tese
(dados, fatos).
Exercícios
     A verdade não existe. O que existe são
imposições de valores sociais. No brasil, por
exemplo casar com mais uma mulher é pecado,
para a igreja, e crime para a justiça. Nos países
muçulmanos, o casamento com mais uma
mulher é comum e saudável. A verdade é uma
expressão de poder de um grupo. Ela é
manifestada para que haja controle nos
aparelhos sociais.
Indentificando
Tema?
Delimitação do tema?
Tese?
Argumentos?
Conclusão?
• Tema: A não existência da verdade
• Delimitação do tema: a verdade na sociedade
• Tese: a verdade não existe
• Argumentos:
• 1. No brasil, por exemplo casar com mais uma
  mulher é pecado, para a igreja, e crime para a
  justiça
• 2. Nos países muçulmanos, o casamento com
  mais uma mulher é comum e saudável
Conclusão: A verdade é uma expressão de poder
de um grupo. Ela é manifestada para que haja
controle nos aparelhos sociais.
Praticando...
Para cada situação, elabore dois argumentos,
um favorável e um contrário:
1. Divórcio
2. Diferença etária em relacionamentos
3. Venda de medicamentos sem receituário
4. Venda de itens de consumo em farmácias
Tipologia textual – noções básicas   descrição,

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aguns tipos de texto
Aguns tipos de textoAguns tipos de texto
Aguns tipos de texto
Josete Perdigao
 
Aul 02 tipolo_e_gênero_textual
Aul 02 tipolo_e_gênero_textualAul 02 tipolo_e_gênero_textual
Aul 02 tipolo_e_gênero_textual
marcelocaxias
 
A DescriçãO
A DescriçãOA DescriçãO
A DescriçãO
martinsramon
 
Tipologia textual - Professor Jason Lima
Tipologia textual - Professor Jason LimaTipologia textual - Professor Jason Lima
Tipologia textual - Professor Jason Lima
jasonrplima
 
Tipos de texto caracteristicas
Tipos de texto   caracteristicasTipos de texto   caracteristicas
Tipos de texto caracteristicas
Rebeca Kaus
 
Planejamento do texto
Planejamento do textoPlanejamento do texto
Planejamento do texto
Federal University of Amazonas
 
Aula tipos de textos
Aula tipos de textosAula tipos de textos
Aula tipos de textos
Romario Dias
 
Textos explicativos expositivos
Textos explicativos expositivosTextos explicativos expositivos
Textos explicativos expositivos
Marisa Paço
 
Aula 02 redação
Aula 02 redaçãoAula 02 redação
Aula 02 redação
Homero Alves de Lima
 
51161222 tipologia-textual
51161222 tipologia-textual51161222 tipologia-textual
51161222 tipologia-textual
Éric Santos
 
Generosetipostextuais
GenerosetipostextuaisGenerosetipostextuais
Generosetipostextuais
bumomi
 
Apostila redacaodiscursiva fcc
Apostila redacaodiscursiva fccApostila redacaodiscursiva fcc
Apostila redacaodiscursiva fcc
Cleber Pereira de Sousa
 
Tipologia Argumentativa
Tipologia ArgumentativaTipologia Argumentativa
Tipologia Argumentativa
Ricardo Mota
 
Produção de Texto
Produção de TextoProdução de Texto
Produção de Texto
Editora Moderna
 
Interpretação de Texto
Interpretação de TextoInterpretação de Texto
Interpretação de Texto
Rita Borges
 
Leitura e compreensão de texto (Jovem Candango)
Leitura e compreensão de texto (Jovem Candango)Leitura e compreensão de texto (Jovem Candango)
Leitura e compreensão de texto (Jovem Candango)
Jader Windson
 
Textos expositivos
Textos expositivosTextos expositivos
Textos expositivos
Carla Souto
 
Aula 01 redação
Aula 01 redaçãoAula 01 redação
Aula 01 redação
Homero Alves de Lima
 

Mais procurados (18)

Aguns tipos de texto
Aguns tipos de textoAguns tipos de texto
Aguns tipos de texto
 
Aul 02 tipolo_e_gênero_textual
Aul 02 tipolo_e_gênero_textualAul 02 tipolo_e_gênero_textual
Aul 02 tipolo_e_gênero_textual
 
A DescriçãO
A DescriçãOA DescriçãO
A DescriçãO
 
Tipologia textual - Professor Jason Lima
Tipologia textual - Professor Jason LimaTipologia textual - Professor Jason Lima
Tipologia textual - Professor Jason Lima
 
Tipos de texto caracteristicas
Tipos de texto   caracteristicasTipos de texto   caracteristicas
Tipos de texto caracteristicas
 
Planejamento do texto
Planejamento do textoPlanejamento do texto
Planejamento do texto
 
Aula tipos de textos
Aula tipos de textosAula tipos de textos
Aula tipos de textos
 
Textos explicativos expositivos
Textos explicativos expositivosTextos explicativos expositivos
Textos explicativos expositivos
 
Aula 02 redação
Aula 02 redaçãoAula 02 redação
Aula 02 redação
 
51161222 tipologia-textual
51161222 tipologia-textual51161222 tipologia-textual
51161222 tipologia-textual
 
Generosetipostextuais
GenerosetipostextuaisGenerosetipostextuais
Generosetipostextuais
 
Apostila redacaodiscursiva fcc
Apostila redacaodiscursiva fccApostila redacaodiscursiva fcc
Apostila redacaodiscursiva fcc
 
Tipologia Argumentativa
Tipologia ArgumentativaTipologia Argumentativa
Tipologia Argumentativa
 
Produção de Texto
Produção de TextoProdução de Texto
Produção de Texto
 
Interpretação de Texto
Interpretação de TextoInterpretação de Texto
Interpretação de Texto
 
Leitura e compreensão de texto (Jovem Candango)
Leitura e compreensão de texto (Jovem Candango)Leitura e compreensão de texto (Jovem Candango)
Leitura e compreensão de texto (Jovem Candango)
 
Textos expositivos
Textos expositivosTextos expositivos
Textos expositivos
 
Aula 01 redação
Aula 01 redaçãoAula 01 redação
Aula 01 redação
 

Destaque

Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
Ana Claudia André
 
Descrição
DescriçãoDescrição
Descrição
Bovary16
 
Teoria pratica cientifica
Teoria pratica cientificaTeoria pratica cientifica
Teoria pratica cientifica
Daniel Andre
 
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOPCurso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
Essevalter de Sousa
 
Ivonaldo texo narrativo
Ivonaldo texo narrativoIvonaldo texo narrativo
Ivonaldo texo narrativo
Gioleide Oliveira
 
Oficina de artigo científico
Oficina de artigo científicoOficina de artigo científico
Oficina de artigo científico
Taís Paranhos
 
Oficina Gratuita de Pesquisa Bibliográfica - Curso Prática de revisão bibliog...
Oficina Gratuita de Pesquisa Bibliográfica - Curso Prática de revisão bibliog...Oficina Gratuita de Pesquisa Bibliográfica - Curso Prática de revisão bibliog...
Oficina Gratuita de Pesquisa Bibliográfica - Curso Prática de revisão bibliog...
Essevalter de Sousa
 
Narrativa 0005
Narrativa 0005Narrativa 0005
Narrativa 0005
Bruno G.
 
Tipologia textual descrição
Tipologia textual descriçãoTipologia textual descrição
Tipologia textual descrição
Maurício Francisco Dos Santos
 
Tipos de Texto
Tipos de TextoTipos de Texto
Tipos de Texto
caixinha
 
Slide de Metodologia
Slide de Metodologia Slide de Metodologia
Slide de Metodologia
Suzana Irineu
 
Categorias narrativa
Categorias narrativaCategorias narrativa
Categorias narrativa
Carlos Lima
 
A pesquisa científica
A pesquisa científicaA pesquisa científica
A pesquisa científica
Juan Batista
 
Conto contemporâneo - moacyr e Lygia Fagundes
Conto contemporâneo - moacyr e Lygia FagundesConto contemporâneo - moacyr e Lygia Fagundes
Conto contemporâneo - moacyr e Lygia Fagundes
KamisCarvalho
 
Pesquisa bibliográfica
Pesquisa bibliográficaPesquisa bibliográfica
Pesquisa bibliográfica
Guilherme Carvalho
 
Analisando os dados coletados [modo de compatibilidade]
Analisando os dados coletados [modo de compatibilidade]Analisando os dados coletados [modo de compatibilidade]
Analisando os dados coletados [modo de compatibilidade]
PUC Minas - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
 
Como fazer uma Revisão da Literatura de Sucesso? by Tcardoso @mympel 2015.03.07
Como fazer uma Revisão da Literatura de Sucesso? by Tcardoso @mympel 2015.03.07Como fazer uma Revisão da Literatura de Sucesso? by Tcardoso @mympel 2015.03.07
Como fazer uma Revisão da Literatura de Sucesso? by Tcardoso @mympel 2015.03.07
Teresa Cardoso
 
Estrutura e formatação de um projeto de pesquisa - parte 2 de 4
Estrutura e formatação de um projeto de pesquisa -  parte 2 de 4Estrutura e formatação de um projeto de pesquisa -  parte 2 de 4
Estrutura e formatação de um projeto de pesquisa - parte 2 de 4
Geisi Rojas Barreto
 
02 texto narrativo i
02   texto narrativo i02   texto narrativo i
02 texto narrativo i
marcelocaxias
 

Destaque (20)

Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
 
Descrição
DescriçãoDescrição
Descrição
 
Teoria pratica cientifica
Teoria pratica cientificaTeoria pratica cientifica
Teoria pratica cientifica
 
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOPCurso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
 
Ivonaldo texo narrativo
Ivonaldo texo narrativoIvonaldo texo narrativo
Ivonaldo texo narrativo
 
Oficina de artigo científico
Oficina de artigo científicoOficina de artigo científico
Oficina de artigo científico
 
Oficina Gratuita de Pesquisa Bibliográfica - Curso Prática de revisão bibliog...
Oficina Gratuita de Pesquisa Bibliográfica - Curso Prática de revisão bibliog...Oficina Gratuita de Pesquisa Bibliográfica - Curso Prática de revisão bibliog...
Oficina Gratuita de Pesquisa Bibliográfica - Curso Prática de revisão bibliog...
 
Narrativa 0005
Narrativa 0005Narrativa 0005
Narrativa 0005
 
Tipologia textual descrição
Tipologia textual descriçãoTipologia textual descrição
Tipologia textual descrição
 
Tipos de Texto
Tipos de TextoTipos de Texto
Tipos de Texto
 
Slide de Metodologia
Slide de Metodologia Slide de Metodologia
Slide de Metodologia
 
Categorias narrativa
Categorias narrativaCategorias narrativa
Categorias narrativa
 
A pesquisa científica
A pesquisa científicaA pesquisa científica
A pesquisa científica
 
Conto contemporâneo - moacyr e Lygia Fagundes
Conto contemporâneo - moacyr e Lygia FagundesConto contemporâneo - moacyr e Lygia Fagundes
Conto contemporâneo - moacyr e Lygia Fagundes
 
Pesquisa bibliográfica
Pesquisa bibliográficaPesquisa bibliográfica
Pesquisa bibliográfica
 
Analisando os dados coletados [modo de compatibilidade]
Analisando os dados coletados [modo de compatibilidade]Analisando os dados coletados [modo de compatibilidade]
Analisando os dados coletados [modo de compatibilidade]
 
Como fazer uma Revisão da Literatura de Sucesso? by Tcardoso @mympel 2015.03.07
Como fazer uma Revisão da Literatura de Sucesso? by Tcardoso @mympel 2015.03.07Como fazer uma Revisão da Literatura de Sucesso? by Tcardoso @mympel 2015.03.07
Como fazer uma Revisão da Literatura de Sucesso? by Tcardoso @mympel 2015.03.07
 
Estrutura e formatação de um projeto de pesquisa - parte 2 de 4
Estrutura e formatação de um projeto de pesquisa -  parte 2 de 4Estrutura e formatação de um projeto de pesquisa -  parte 2 de 4
Estrutura e formatação de um projeto de pesquisa - parte 2 de 4
 
02 texto narrativo i
02   texto narrativo i02   texto narrativo i
02 texto narrativo i
 

Semelhante a Tipologia textual – noções básicas descrição,

Estetica fisio to_25_02_dissertativo
Estetica fisio to_25_02_dissertativoEstetica fisio to_25_02_dissertativo
Estetica fisio to_25_02_dissertativo
Universidade de Sorocaba
 
Metodologia do artigo científico
Metodologia do artigo científicoMetodologia do artigo científico
Metodologia do artigo científico
Mirian Ribeiro Daniel Neitzke
 
Metodologia do artigo científico
Metodologia do artigo científicoMetodologia do artigo científico
Metodologia do artigo científico
Mirian Ribeiro Daniel Neitzke
 
Alvorada rh-tecno-métodos e técnicas de pesquisa
Alvorada rh-tecno-métodos e técnicas de pesquisaAlvorada rh-tecno-métodos e técnicas de pesquisa
Alvorada rh-tecno-métodos e técnicas de pesquisa
André de Oliveira
 
Conversa filosófica 2015
Conversa filosófica 2015Conversa filosófica 2015
Conversa filosófica 2015
Elisangela Zati
 
6-3_SOCIOLOGIA-1S-1B-EMRegular.versão Paula.pdf
6-3_SOCIOLOGIA-1S-1B-EMRegular.versão Paula.pdf6-3_SOCIOLOGIA-1S-1B-EMRegular.versão Paula.pdf
6-3_SOCIOLOGIA-1S-1B-EMRegular.versão Paula.pdf
cismedeiros
 
Redação: Texto dissertivo-argumentativo
Redação: Texto dissertivo-argumentativoRedação: Texto dissertivo-argumentativo
Redação: Texto dissertivo-argumentativo
7 de Setembro
 
Interdisciplinaridade
InterdisciplinaridadeInterdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
André Yuiti Ozawa
 
AULA 04 E 05.pptx
AULA 04 E 05.pptxAULA 04 E 05.pptx
AULA 04 E 05.pptx
Aline Castro
 
O diagnóstico na medicina chinesa [auteroche, navailh]blzdeaco
O diagnóstico na medicina chinesa [auteroche, navailh]blzdeacoO diagnóstico na medicina chinesa [auteroche, navailh]blzdeaco
O diagnóstico na medicina chinesa [auteroche, navailh]blzdeaco
Fisio Júnias
 
o-diagnostico-na-medicina-chinesa-auteroche-navailh-1 MTC
o-diagnostico-na-medicina-chinesa-auteroche-navailh-1 MTCo-diagnostico-na-medicina-chinesa-auteroche-navailh-1 MTC
o-diagnostico-na-medicina-chinesa-auteroche-navailh-1 MTC
Pedro Henrique Medeiros
 
REVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
REVISÃO PAS - AULA 02 .pptREVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
REVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
Adriano Alves de Souza
 
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Edson Alves
 
Aula dissertação
Aula dissertaçãoAula dissertação
Aula dissertação
Curso Letrados
 
Terapia ocupacional, reflexoes em saude mental
Terapia ocupacional, reflexoes em saude mentalTerapia ocupacional, reflexoes em saude mental
Terapia ocupacional, reflexoes em saude mental
LUIZ PASCOAL
 
Texto dissertativo argumentativo - Aula 1.pptx
Texto dissertativo argumentativo - Aula 1.pptxTexto dissertativo argumentativo - Aula 1.pptx
Texto dissertativo argumentativo - Aula 1.pptx
Edson Cavalcante
 
Enem redação
Enem  redaçãoEnem  redação
Enem redação
fafaluz
 
A psicomotricidade e a educação somática à luz da psicanálise winnicottiana
A psicomotricidade e a educação somática à luz da psicanálise winnicottianaA psicomotricidade e a educação somática à luz da psicanálise winnicottiana
A psicomotricidade e a educação somática à luz da psicanálise winnicottiana
Rute Pereira
 
GENEROS E TIPOS TEXTUAIS PPT.pptx
GENEROS E TIPOS TEXTUAIS PPT.pptxGENEROS E TIPOS TEXTUAIS PPT.pptx
GENEROS E TIPOS TEXTUAIS PPT.pptx
MoneliseVilela
 
Content analysis versus phenomenological analysis: extention course
Content analysis versus phenomenological analysis: extention courseContent analysis versus phenomenological analysis: extention course
Content analysis versus phenomenological analysis: extention course
Amanda da Silveira
 

Semelhante a Tipologia textual – noções básicas descrição, (20)

Estetica fisio to_25_02_dissertativo
Estetica fisio to_25_02_dissertativoEstetica fisio to_25_02_dissertativo
Estetica fisio to_25_02_dissertativo
 
Metodologia do artigo científico
Metodologia do artigo científicoMetodologia do artigo científico
Metodologia do artigo científico
 
Metodologia do artigo científico
Metodologia do artigo científicoMetodologia do artigo científico
Metodologia do artigo científico
 
Alvorada rh-tecno-métodos e técnicas de pesquisa
Alvorada rh-tecno-métodos e técnicas de pesquisaAlvorada rh-tecno-métodos e técnicas de pesquisa
Alvorada rh-tecno-métodos e técnicas de pesquisa
 
Conversa filosófica 2015
Conversa filosófica 2015Conversa filosófica 2015
Conversa filosófica 2015
 
6-3_SOCIOLOGIA-1S-1B-EMRegular.versão Paula.pdf
6-3_SOCIOLOGIA-1S-1B-EMRegular.versão Paula.pdf6-3_SOCIOLOGIA-1S-1B-EMRegular.versão Paula.pdf
6-3_SOCIOLOGIA-1S-1B-EMRegular.versão Paula.pdf
 
Redação: Texto dissertivo-argumentativo
Redação: Texto dissertivo-argumentativoRedação: Texto dissertivo-argumentativo
Redação: Texto dissertivo-argumentativo
 
Interdisciplinaridade
InterdisciplinaridadeInterdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
 
AULA 04 E 05.pptx
AULA 04 E 05.pptxAULA 04 E 05.pptx
AULA 04 E 05.pptx
 
O diagnóstico na medicina chinesa [auteroche, navailh]blzdeaco
O diagnóstico na medicina chinesa [auteroche, navailh]blzdeacoO diagnóstico na medicina chinesa [auteroche, navailh]blzdeaco
O diagnóstico na medicina chinesa [auteroche, navailh]blzdeaco
 
o-diagnostico-na-medicina-chinesa-auteroche-navailh-1 MTC
o-diagnostico-na-medicina-chinesa-auteroche-navailh-1 MTCo-diagnostico-na-medicina-chinesa-auteroche-navailh-1 MTC
o-diagnostico-na-medicina-chinesa-auteroche-navailh-1 MTC
 
REVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
REVISÃO PAS - AULA 02 .pptREVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
REVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
 
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
 
Aula dissertação
Aula dissertaçãoAula dissertação
Aula dissertação
 
Terapia ocupacional, reflexoes em saude mental
Terapia ocupacional, reflexoes em saude mentalTerapia ocupacional, reflexoes em saude mental
Terapia ocupacional, reflexoes em saude mental
 
Texto dissertativo argumentativo - Aula 1.pptx
Texto dissertativo argumentativo - Aula 1.pptxTexto dissertativo argumentativo - Aula 1.pptx
Texto dissertativo argumentativo - Aula 1.pptx
 
Enem redação
Enem  redaçãoEnem  redação
Enem redação
 
A psicomotricidade e a educação somática à luz da psicanálise winnicottiana
A psicomotricidade e a educação somática à luz da psicanálise winnicottianaA psicomotricidade e a educação somática à luz da psicanálise winnicottiana
A psicomotricidade e a educação somática à luz da psicanálise winnicottiana
 
GENEROS E TIPOS TEXTUAIS PPT.pptx
GENEROS E TIPOS TEXTUAIS PPT.pptxGENEROS E TIPOS TEXTUAIS PPT.pptx
GENEROS E TIPOS TEXTUAIS PPT.pptx
 
Content analysis versus phenomenological analysis: extention course
Content analysis versus phenomenological analysis: extention courseContent analysis versus phenomenological analysis: extention course
Content analysis versus phenomenological analysis: extention course
 

Tipologia textual – noções básicas descrição,

  • 1. TIPOLOGIA TEXTUAL – NOÇÕES BÁSICAS - DESCRIÇÃO, NARRAÇÃO E DISSERTAÇÃO Prof. Ms. Marcus Vinícius de Paula
  • 2. DESCRIÇÃO A descrição é um texto, literário ou não, em que predominam verbos de estado e adjetivos que caracterizam pessoas, ambientes e objetos. A descrição pura geralmente aparece como parte de um relatório técnico, como no caso da descrição de peças de máquinas, órgãos do corpo humano, funcionamento de determinados aparelhos (descrição de processo).
  • 3. Dessa maneira, na prática, seja literária ou técnico-científica, a descrição é sempre um fragmento, é um parágrafo dentro de uma narração, é parte de um relatório, de uma pesquisa, de dissertações em geral. Um texto descritivo com aproximadamente 15 linhas costuma conter todos os aspectos caracterizados que permitam ao leitor visualizar o ser ou objetivo descrito. Para tanto, o observador deve explorar as sensações gustativas, olfativas, auditivas, visuais, táteis e impressões subjetivas.
  • 4. Exemplos Descrição técnica das indicações de uma fármaco Indicações - DICLOFENACO DE POTÁSSIO tratamento a curto prazo das seguintes condições agudas: estados dolorosos e inflamatórios pós- traumáticos; dor e inflamação no pós-operatório, em especial após cirurgias ortopédicas e odontológicas; dismenorréia primária; síndromes dolorosas agudas da coluna vertebral; como adjuvante no tratamento de processos infecciosos severos acompanhados de dor nas faringoamigdalites e otites.
  • 5. Descrição de uma pessoa (subjetiva) A moça de quem eu falo cursa o primeiro semestre do curso de Farmácia na FAPI. Ela é jovem, desfrutando ainda a casa do vinte e poucos anos. Sua pele é suave e seus olhos amendoados guardam, em seu interior, um brilho de menina feliz. Sempre vestida de branco, a jovem estudante é um exemplo de postura, tanto nas aulas de português, como com suas amigas. Creio que o branco lhe seja perfeitamente cabível, pois combina com sua personalidade, limpa e pura. Essa moça é surpreendentemente bonita...
  • 6. Descrição em monografias O princípio ativo foi testado em grupos de adultos situados entre 30 a 40 anos, masculinos, sem antecedentes de distúrbios cardiovasculares. Foram testadas trinta mostras da substância em quinze homens, duas para cada um, em duas doses alternadas, com intervalo de duas horas entre doses....
  • 7. NARRAÇÃO Narrar é contar uma história (real ou fictícia). O fato narrado apresenta uma seqüência de ações envolvendo personagens no tempo e no espaço. Situações narrativas podem aparecer até mesmo numa única frase. Exemplos: O menino caiu. “Minha sogra ficou avó.” (Oswald de Andrade). Repare que a última frase resume ações que envolvem o casamento, a maternidade e a transformação da sogra em avó.
  • 8. Os principais elementos de uma narrativa PENTE Personagem Espaço Narrador Tempo enredo
  • 10. Narrativa acadêmica O primeiro procedimento utilizado foi a apresentação da pesquisa aos alunos por meio de esclarecimentos verbais em sala de aula. Nesse momento, o pesquisador responsável esclareceu que a participação na pesquisa era livre e que aqueles que se dispusessem a participar deveriam submeter aos pais e responsáveis o termo de aceitação de participação em pesquisa acadêmica, TCLE, para que fossem autorizados a participar. Após a devolução do TCLE assinado, foram entregues, para serem preenchidas na própria escola, as fichas de resposta dos alunos.
  • 11. DISSERTAÇÃO Produzir um texto dissertativo, ou dissertação, consiste em defender uma idéia. É a defesa de uma tese -- proposição que se apresenta com o objetivo de convencer quem lê, ou seja, o leitor. Para se alcançar tal objetivo, a organização da dissertação é fundamental. Existem, portanto, algumas instruções, as quais favorecem o ato da escrituração, que você poderá verificar agora. O tema e o título são, com muita freqüência, empregados como sinônimos. Contudo, apesar de serem partes de um mesmo tipo de composição, são elementos bem diferentes. O tema é o assunto, já delimitado, a ser abordado; a idéia que será por você defendida e que deverá aparecer logo no primeiro parágrafo. Já o título é uma expressão, ou até uma só palavra, centrada no início do trabalho; ele é uma vaga referência ao assunto (tema).
  • 12. Título: A cidade e seus problemas Tema: A cidade de São Paulo enfrenta atualmente grandes problemas. Título: A importância da Península Arábica Tema: Entendemos que a comunidade internacional deva preocupar-se com os acontecimentos que envolvam a Península Arábica, já que grande parte do petróleo que o mundo consome sai desta região. Título: A criança e a televisão Tema: Psicólogos do mundo todo têm se preocupado com a influência que determinados programas de televisão exercem sobre as crianças. Título: As contradições na era da comunicação Tema: Vivendo a era da comunicação, o homem contemporâneo está cada vez mais só.
  • 13. IDENTIFICAÇÃO DOS OBJETIVOS, DOS ARGUMENTOS E DAS CONCLUSÕES DO TEXTO Tema: Ideia ampla e geral, germe a partir do qual se desenvolverão as ideias do texto. Delimitação do tema: Aspecto a ser abordado, enfoque, tratamento especial dado pelo autor. Objetivo do texto: Para que é escrito o texto, finalidade com que se elabora o texto. Tese ou frase-núcleo: Expressão verbal de um juízo, afirmação básica, ponto de vista do autor. Argumentos: provas que sustentam a tese: exemplos, informações que comprovam a tese (dados, fatos).
  • 14. Exercícios A verdade não existe. O que existe são imposições de valores sociais. No brasil, por exemplo casar com mais uma mulher é pecado, para a igreja, e crime para a justiça. Nos países muçulmanos, o casamento com mais uma mulher é comum e saudável. A verdade é uma expressão de poder de um grupo. Ela é manifestada para que haja controle nos aparelhos sociais.
  • 16. • Tema: A não existência da verdade • Delimitação do tema: a verdade na sociedade • Tese: a verdade não existe • Argumentos: • 1. No brasil, por exemplo casar com mais uma mulher é pecado, para a igreja, e crime para a justiça • 2. Nos países muçulmanos, o casamento com mais uma mulher é comum e saudável Conclusão: A verdade é uma expressão de poder de um grupo. Ela é manifestada para que haja controle nos aparelhos sociais.
  • 17. Praticando... Para cada situação, elabore dois argumentos, um favorável e um contrário: 1. Divórcio 2. Diferença etária em relacionamentos 3. Venda de medicamentos sem receituário 4. Venda de itens de consumo em farmácias