SlideShare uma empresa Scribd logo
Era uma tarde de Inverno,
sombria e carregada,
chovia com intensidade,
cheirava a terra molhada…

Numa aldeia pequena
toda abandonada
só se ouvia ruído,
pois estava encantada.

Ouviam-se sons horrorosos
como se fossem
animais gulosos...
Era assustador!

A água a correr,
o vento a soprar.
Numa tarde de inverno
com folhas a balançar.

A chuva transformou-se
num rio encantado.
Era grande e grosso,
parecia assustado.

Toda a floresta
parecia adormecida
num sono profundo
e sem qualquer alegria.

O vento ouvia-se ao longe
como se estivesse a protestar…
ao fundo via-se um monge
silenciosamente a rezar.

Os trovões pareciam queimar
pequenas casas ao longe,
o medo pairava no ar,
só não tinha medo o monge.

O frio era de rachar,
a temperatura sempre a descer,
ao fundo pessoas a caminhar
e o monge sem se mexer.

O tempo a piorar
e as pessoas a tremer,
só o monge tinha calor
porque afinal estava a ler.

As árvores tremiam,
não paravam de abanar,
o monge sossegado
não parava de pensar.
A leitura do monge acabou,
a sua calma desaparecia,
enquanto olhava atentamente
e via a rua vazia.

O monge ficou desesperado,
de um novo livro precisava,
debaixo de uma árvore abrigado
pedia a calma que tanto amava.

É urgente voltar a ler
para a sua calma voltar.
Se não lhe dão outro livro
ele vai se entediar.

O monge está aborrecido
porque não lhe dão outro livro.
Ele está embriagado,
é mesmo um «livrívoro».

A chuva acalmou
e tudo brilhava...
O sol regressou
e tudo bailava.

Os pássaros regressavam,
a floresta acordou...
As cigarras cantavam
e tudo se levantou.

Num arbusto, uns olhos brilhavam...
Eram uns meninos.
Coitados, deles!
Na floresta ficaram.

Ao fim da tarde,
os meninos ainda choravam.
Queriam ir para casa,
mas os animais não deixavam...

Ao longe uma igreja dava
Esperança com cada badalada
que logo desaparecia,
pois a tarde continuava.

Ao longe as crianças,
com frio e desesperadas,
vivem com o peso do mundo nos ombros,
mas não foram nada notadas.

De repente, tudo parara.
As crianças libertaram-se…
A floresta ficou em silêncio…
O início da noite chegara...
A estrela chamou o monge
para lhe oferecer um livro,
quando começou a lê-lo
ficou deslumbrado.

Era hora de dormir,
a estrela a ordenar,
ele a brigar
porque não queria descansar.

Acorda, Lua!
Chamou a estrela.
Dá-me a mão que é tua
como uma Cinderela.
Escurecia fortemente…
Maria apareceu
à janela docemente,
esperando Romeu.

Romeu cavalgava,
ansioso pela chegada
aos braços da sua amada,
que o esperava.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Salario jugadores pacheco
Salario jugadores pachecoSalario jugadores pacheco
Salario jugadores pacheco
UV ADMINISTRACION (SISTEMAS)
 
EL VOKI
EL VOKIEL VOKI
Revistadiversidades 15
Revistadiversidades 15Revistadiversidades 15
Revistadiversidades 15
maniadaescola
 
10principios
10principios10principios
10principios
renato_piano
 
Tecnologia
TecnologiaTecnologia
Tecnologia
João Couto
 
Eventos agosto-2016 en
Eventos agosto-2016 enEventos agosto-2016 en
Eventos agosto-2016 en
Márcio Fernandes
 
Economia dos estados unidos
Economia dos estados unidosEconomia dos estados unidos
Economia dos estados unidos
Gustavo Silva de Souza
 
Impresoras
Impresoras Impresoras
Impresoras
Jaret Morales
 
Presente de natal
Presente de natalPresente de natal
Presente de natal
jivermil
 
Universo alvarado
Universo alvaradoUniverso alvarado
Universo alvarado
esteban amariles
 
ceomota.blogspot.com
ceomota.blogspot.comceomota.blogspot.com
ceomota.blogspot.com
Luciana
 
Status Anxiety
Status AnxietyStatus Anxiety
Status Anxiety
Carolina Avari
 
Almohadon rana
Almohadon ranaAlmohadon rana
Almohadon rana
analia vanesa vera
 
Newbridge 90-0371-02-C
Newbridge 90-0371-02-CNewbridge 90-0371-02-C
Newbridge 90-0371-02-C
savomir
 
Búsqueda en cuiden
Búsqueda en cuidenBúsqueda en cuiden
Búsqueda en cuiden
Celiaperezreal
 

Destaque (15)

Salario jugadores pacheco
Salario jugadores pachecoSalario jugadores pacheco
Salario jugadores pacheco
 
EL VOKI
EL VOKIEL VOKI
EL VOKI
 
Revistadiversidades 15
Revistadiversidades 15Revistadiversidades 15
Revistadiversidades 15
 
10principios
10principios10principios
10principios
 
Tecnologia
TecnologiaTecnologia
Tecnologia
 
Eventos agosto-2016 en
Eventos agosto-2016 enEventos agosto-2016 en
Eventos agosto-2016 en
 
Economia dos estados unidos
Economia dos estados unidosEconomia dos estados unidos
Economia dos estados unidos
 
Impresoras
Impresoras Impresoras
Impresoras
 
Presente de natal
Presente de natalPresente de natal
Presente de natal
 
Universo alvarado
Universo alvaradoUniverso alvarado
Universo alvarado
 
ceomota.blogspot.com
ceomota.blogspot.comceomota.blogspot.com
ceomota.blogspot.com
 
Status Anxiety
Status AnxietyStatus Anxiety
Status Anxiety
 
Almohadon rana
Almohadon ranaAlmohadon rana
Almohadon rana
 
Newbridge 90-0371-02-C
Newbridge 90-0371-02-CNewbridge 90-0371-02-C
Newbridge 90-0371-02-C
 
Búsqueda en cuiden
Búsqueda en cuidenBúsqueda en cuiden
Búsqueda en cuiden
 

Mais de Nuno Pedroso

ae_nmsi6_solgeometricos_ppt_1.pptx
ae_nmsi6_solgeometricos_ppt_1.pptxae_nmsi6_solgeometricos_ppt_1.pptx
ae_nmsi6_solgeometricos_ppt_1.pptx
Nuno Pedroso
 
Semana das leituras março
Semana das leituras marçoSemana das leituras março
Semana das leituras março
Nuno Pedroso
 
História de um papagaio
História de um papagaioHistória de um papagaio
História de um papagaioNuno Pedroso
 
História de um papagaio
História de um papagaioHistória de um papagaio
História de um papagaio
Nuno Pedroso
 
Relatório final Avaliação Interna Pires de Lima julho de 2011
Relatório final Avaliação Interna Pires de Lima julho de 2011Relatório final Avaliação Interna Pires de Lima julho de 2011
Relatório final Avaliação Interna Pires de Lima julho de 2011
Nuno Pedroso
 
Relatório do inquérito aos pais 2011
Relatório do inquérito aos pais 2011Relatório do inquérito aos pais 2011
Relatório do inquérito aos pais 2011
Nuno Pedroso
 
Inquérito aos docentes
Inquérito aos docentes Inquérito aos docentes
Inquérito aos docentes
Nuno Pedroso
 
Relatório avaliação interna
Relatório avaliação internaRelatório avaliação interna
Relatório avaliação interna
Nuno Pedroso
 
Cronograma da ai 2010 2012
Cronograma da ai 2010   2012Cronograma da ai 2010   2012
Cronograma da ai 2010 2012
Nuno Pedroso
 
Relatório avaliação interna
Relatório avaliação internaRelatório avaliação interna
Relatório avaliação interna
Nuno Pedroso
 
Programa da Semana das leituras
Programa da  Semana das leiturasPrograma da  Semana das leituras
Programa da Semana das leituras
Nuno Pedroso
 
Texto1
Texto1 Texto1
Texto1
Nuno Pedroso
 
Poster exposi __o 2010-vers__o final
Poster exposi  __o 2010-vers__o finalPoster exposi  __o 2010-vers__o final
Poster exposi __o 2010-vers__o final
Nuno Pedroso
 
Regras super tmatik
Regras super tmatikRegras super tmatik
Regras super tmatik
Nuno Pedroso
 
PmII1 -ciclo
PmII1 -cicloPmII1 -ciclo
PmII1 -ciclo
Nuno Pedroso
 

Mais de Nuno Pedroso (15)

ae_nmsi6_solgeometricos_ppt_1.pptx
ae_nmsi6_solgeometricos_ppt_1.pptxae_nmsi6_solgeometricos_ppt_1.pptx
ae_nmsi6_solgeometricos_ppt_1.pptx
 
Semana das leituras março
Semana das leituras marçoSemana das leituras março
Semana das leituras março
 
História de um papagaio
História de um papagaioHistória de um papagaio
História de um papagaio
 
História de um papagaio
História de um papagaioHistória de um papagaio
História de um papagaio
 
Relatório final Avaliação Interna Pires de Lima julho de 2011
Relatório final Avaliação Interna Pires de Lima julho de 2011Relatório final Avaliação Interna Pires de Lima julho de 2011
Relatório final Avaliação Interna Pires de Lima julho de 2011
 
Relatório do inquérito aos pais 2011
Relatório do inquérito aos pais 2011Relatório do inquérito aos pais 2011
Relatório do inquérito aos pais 2011
 
Inquérito aos docentes
Inquérito aos docentes Inquérito aos docentes
Inquérito aos docentes
 
Relatório avaliação interna
Relatório avaliação internaRelatório avaliação interna
Relatório avaliação interna
 
Cronograma da ai 2010 2012
Cronograma da ai 2010   2012Cronograma da ai 2010   2012
Cronograma da ai 2010 2012
 
Relatório avaliação interna
Relatório avaliação internaRelatório avaliação interna
Relatório avaliação interna
 
Programa da Semana das leituras
Programa da  Semana das leiturasPrograma da  Semana das leituras
Programa da Semana das leituras
 
Texto1
Texto1 Texto1
Texto1
 
Poster exposi __o 2010-vers__o final
Poster exposi  __o 2010-vers__o finalPoster exposi  __o 2010-vers__o final
Poster exposi __o 2010-vers__o final
 
Regras super tmatik
Regras super tmatikRegras super tmatik
Regras super tmatik
 
PmII1 -ciclo
PmII1 -cicloPmII1 -ciclo
PmII1 -ciclo
 

Último

Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
davidreyes364666
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 

Último (20)

Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 

Texto2

  • 1. Era uma tarde de Inverno, sombria e carregada, chovia com intensidade, cheirava a terra molhada… Numa aldeia pequena toda abandonada só se ouvia ruído, pois estava encantada. Ouviam-se sons horrorosos como se fossem animais gulosos... Era assustador! A água a correr, o vento a soprar. Numa tarde de inverno com folhas a balançar. A chuva transformou-se num rio encantado. Era grande e grosso, parecia assustado. Toda a floresta parecia adormecida num sono profundo e sem qualquer alegria. O vento ouvia-se ao longe como se estivesse a protestar… ao fundo via-se um monge silenciosamente a rezar. Os trovões pareciam queimar pequenas casas ao longe, o medo pairava no ar, só não tinha medo o monge. O frio era de rachar, a temperatura sempre a descer, ao fundo pessoas a caminhar e o monge sem se mexer. O tempo a piorar e as pessoas a tremer, só o monge tinha calor porque afinal estava a ler. As árvores tremiam, não paravam de abanar, o monge sossegado não parava de pensar.
  • 2. A leitura do monge acabou, a sua calma desaparecia, enquanto olhava atentamente e via a rua vazia. O monge ficou desesperado, de um novo livro precisava, debaixo de uma árvore abrigado pedia a calma que tanto amava. É urgente voltar a ler para a sua calma voltar. Se não lhe dão outro livro ele vai se entediar. O monge está aborrecido porque não lhe dão outro livro. Ele está embriagado, é mesmo um «livrívoro». A chuva acalmou e tudo brilhava... O sol regressou e tudo bailava. Os pássaros regressavam, a floresta acordou... As cigarras cantavam e tudo se levantou. Num arbusto, uns olhos brilhavam... Eram uns meninos. Coitados, deles! Na floresta ficaram. Ao fim da tarde, os meninos ainda choravam. Queriam ir para casa, mas os animais não deixavam... Ao longe uma igreja dava Esperança com cada badalada que logo desaparecia, pois a tarde continuava. Ao longe as crianças, com frio e desesperadas, vivem com o peso do mundo nos ombros, mas não foram nada notadas. De repente, tudo parara. As crianças libertaram-se… A floresta ficou em silêncio… O início da noite chegara...
  • 3. A estrela chamou o monge para lhe oferecer um livro, quando começou a lê-lo ficou deslumbrado. Era hora de dormir, a estrela a ordenar, ele a brigar porque não queria descansar. Acorda, Lua! Chamou a estrela. Dá-me a mão que é tua como uma Cinderela. Escurecia fortemente… Maria apareceu à janela docemente, esperando Romeu. Romeu cavalgava, ansioso pela chegada aos braços da sua amada, que o esperava.