SlideShare uma empresa Scribd logo
RADIOTEC CURSOS
CURSO TÉCNICO DE SEGURANÇA DO
TRABALHO

SEGURANÇA E PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

RISCOS AMBIENTAIS
E
MEDIDAS DE CONTROLE DE RISCOS

GERLANE BATISTA DE SOUZA
RISCOS AMBIENTAIS









O conceito de risco ambiental: São aqueles que possam
trazer ou ocasionar danos à saúde ou à integridade
física do trabalhador nos ambientes de trabalho, em
função de sua:
Natureza: É essência física, química ou biológica (o
urânio é prejudicial em quase todas as dosagens).
Concentração: É o grau de presença do elemento
(muito gás carbônico cria problemas respiratórios).
Intensidade: É capacidade de causar efeitos
(temperaturas baixas e altas produzem danos).
Exposição: É a submissão do trabalhador às suas
consequências (vibração afeta o ser humano).
Perigo: Riscos?
Perigo:
“Estado ou situação que inspira cuidado”.
Risco:
“Perigo ou possibilidade de perigo”.

Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa, 2009
Perigo: Riscos
Riscos Ambientais
Segundo a NR 9 consideram-se
ambientais os agentes:

riscos
Classificação dos Agentes
Confira exemplos de agentes que podem ser encontrados no meio
ambiente de trabalho, classificados em 5 grupos:
Riscos Físicos
Os agentes físicos podem ser definidos como
diversos tipos de energias:
 Ruído;
 vibrações;
 radiação ionizante (raio-x, alfa , gama)
 radiação não-ionizante (radiação do
sol, radiação de solda);
 temperaturas extremas (frio/calor);
 pressões anormais e umidade.
IDENTIFICANDO OS AGENTES
FÍSICOS
Veja os exemplos nas imagens ilustrativas:
Riscos Químicos
Podem ser definidos como substancias ou compostos
que
possam
penetrar
no
organismo
do
trabalhador, quando entram em contato, podem
provocar danos à saúde de forma imediata, há médio
ou longo prazo. Podem ocorrer de três formas: por via
respiratória, via cutânea, digestiva.







Poeiras;
Fumos;
Névoas;
Neblinas;
Gases;
Vapores , etc.
Agentes Agressivos
Pó

Névoa

Fum
o

Gás

Vapor
Riscos Biológicos
Os

agentes

de

riscos

biológicos

surgem do contato do homem com
certos micróbios e animais no
ambiente de trabalho. Algumas
atividades facilitam o contato dos
trabalhadores com esse tipo de
agentes como atividades em
hospitais,
coleta
de
lixo, laboratórios dentre outros.


Micro-organismos indesejáveis:
bactéria, fungos
Riscos Ambientais

RISCOS BIOLÓGICOS
Material biológicos em
laboratórios

• Capacitações iniciais e
continuadas;
• Uso dos epi's: luvas, protetores
respiratórios, protetores
faciais, óculos;
 Hábitos de higiene Pessoal;
 Higiene rigorosa nos locais de

Coletando material biológico

trabalho
• Instalações adequadas para
refeições e descanso;
• Uso de roupas e calçados
adequados;
• Vacinação e o tratamento.
Riscos Ergonômicos


Estão relacionados às condições de trabalho dos funcionários
como cadeiras e mesas adequadas, maquinários
modernos, conscientização dos trabalhadores etc. Podem gerar
distúrbios psicológicos e fisiológicos como fadiga, dores
musculares, hipertenção, etc.



Esforço físico intenso e repetitivo;



Levantamento de pesos;



Posturas Inadequadas;



Ritmos excessivos;



Jornada prolongada;
RISCOS ERGONÔMICOS
Esforço físico e repetitivos

Medidas Preventivas para os
Riscos de Ambientais
• Uso

de

capacete

de

proteção

(chapéu para proteção contra o sol);
•Botas impermeáveis;
• Luvas, óculos de proteção;
•A bancada de trabalho deve ter
características
possibilitem
movimentação

dimensionais
posicionamento
adequados

que
e
dos

segmentos corporais, segundo a
Norma

Regulamentadora

Ergonomia.

Bancada Inadequada

17

–
Riscos de Acidentes
Os riscos mecânicos estão relacionados às
condições físicas do (ambiente de trabalho) e
tecnologias impróprias, capazes de colocar em
perigo a integridade física do trabalhador. São
considerados riscos geradores de acidentes:
 Arranjo físico deficiente;
 Eletricidade, incêndio ou explosão, piso
escorregadio;
 Armazenamento inadequado;
 Ferramenta inadequados ou defeituosas;
 Máquina e equipamentos sem proteção.
RISCOS DE ACIDENTES
Espaço obstruído

Medidas Preventivas para os
Riscos de Ambientais
• Uso correto de EPI`S
• Treinamento para execução das
tarefas e para uso de equipamento
de proteção fornecidos.
• Correção das posturas de trabalho

Risco de Acidente:Falta de organização

• Guarda-corpo de proteção nas
periferias das lajes e nos vãos das

lajes e escadas.

ATENÇÃO
Em serviços de acabamento com
gesso, deve ser utilizada
luva química.
Risco de quedas de nível
Programa de Prevenção de Riscos
Ambientais
O Programa de Prevenção de Riscos Ambientais
ou PPRA é um programa estabelecido
pela
Norma Regulamentadora
NR-9, da
Secretaria de Segurança e Saúde do Trabalho, do
Ministério do Trabalho.
 Objetivo do PPRA, garantir a preservação da
saúde e integridade física dos trabalhadores aos
riscos existentes nos ambientes de trabalho.
Vídeo: Organização do Ambiente do
Trabalho
“Um trabalho bem executado tem a
segurança como resultado”
SIPAT 2013

Fonte: SIPAT 2013 - www.sipatetreinamentos.com.br
Referências Bibliográficas
SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO. Manual de normas de legislação.
Editora
Atlas. 72ª edição, São Paulo, SP, 2013. Pag.101e 104.
SIPAT - Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho -. Disponível
em: http://www.sipatetreinamentos.com.br. Acesso em: 05 de Out. de 2013.
CLÁUDIO, Luiz Pinheiro. SEGURANÇA DO TRABALHO NA INDÚSTRIA. Apostila
02,
Aula: Resíduos Industriais, Riscos Ambientais e Normas ISO. Curso Técnico de
Segurança do Trabalho. Radiotec Cursos, Natal, 2012.
PIRES, Adriano. Apostila: Riscos Biológicos Guia Técnico. Riscos biológicos no
âmbito da
Norma Regulamentadora nº 32, 2013. Disponível em: http://www.slideshare.net.

Acesso em: 06 de Outubro de 2012.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 01 higiene ocupacional
Aula 01   higiene ocupacionalAula 01   higiene ocupacional
Aula 01 higiene ocupacional
Kelvin Silva
 
Biossegurança
BiossegurançaBiossegurança
Biossegurança
clinicansl
 
riscos ambientais
 riscos ambientais riscos ambientais
riscos ambientais
Day Vasconcellos
 
Segurança e higiene do trabalho - Aula 3
Segurança e higiene do trabalho - Aula 3Segurança e higiene do trabalho - Aula 3
Segurança e higiene do trabalho - Aula 3
IBEST ESCOLA
 
riscos ocupacionais
 riscos ocupacionais riscos ocupacionais
riscos ocupacionais
Ângela Barro
 
Riscos químicos
Riscos químicos Riscos químicos
Riscos químicos
Glediana Ximenes
 
Riscos Ambientais
Riscos AmbientaisRiscos Ambientais
Riscos Ambientais
HugoDalevedove
 
Aula 3 doenças ocupacionais
Aula 3   doenças ocupacionaisAula 3   doenças ocupacionais
Aula 3 doenças ocupacionais
Daniel Moura
 
Prevenção de Acidentes de Trabalho
Prevenção de Acidentes de TrabalhoPrevenção de Acidentes de Trabalho
Prevenção de Acidentes de Trabalho
IZAIAS DE SOUZA AGUIAR
 
Segurança e higiene do trabalho - Aula 1
Segurança e higiene do trabalho - Aula 1Segurança e higiene do trabalho - Aula 1
Segurança e higiene do trabalho - Aula 1
IBEST ESCOLA
 
NR 32
NR 32 NR 32
Aula ergonomia
Aula ergonomia Aula ergonomia
Aula ergonomia
Marília Lima
 
Treinamento - Produtos Químicos
Treinamento - Produtos QuímicosTreinamento - Produtos Químicos
Treinamento - Produtos Químicos
HugoDalevedove
 
Aula 1 - Higiene e Segurança do Trabalho
Aula 1 - Higiene e Segurança do TrabalhoAula 1 - Higiene e Segurança do Trabalho
Aula 1 - Higiene e Segurança do Trabalho
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
Aula 4 biossegurança ii
Aula 4   biossegurança iiAula 4   biossegurança ii
Aula 4 biossegurança ii
José Vitor Alves
 
NR-32
NR-32NR-32
Medidas para prevenção de acidentes no trabalho
Medidas para prevenção de acidentes no trabalhoMedidas para prevenção de acidentes no trabalho
Medidas para prevenção de acidentes no trabalho
Thaysa Brito
 
NR7 PCMSO
NR7 PCMSONR7 PCMSO
NR7 PCMSO
Rose Oliveira
 
Nr9
Nr9Nr9
Nr 01
Nr  01Nr  01

Mais procurados (20)

Aula 01 higiene ocupacional
Aula 01   higiene ocupacionalAula 01   higiene ocupacional
Aula 01 higiene ocupacional
 
Biossegurança
BiossegurançaBiossegurança
Biossegurança
 
riscos ambientais
 riscos ambientais riscos ambientais
riscos ambientais
 
Segurança e higiene do trabalho - Aula 3
Segurança e higiene do trabalho - Aula 3Segurança e higiene do trabalho - Aula 3
Segurança e higiene do trabalho - Aula 3
 
riscos ocupacionais
 riscos ocupacionais riscos ocupacionais
riscos ocupacionais
 
Riscos químicos
Riscos químicos Riscos químicos
Riscos químicos
 
Riscos Ambientais
Riscos AmbientaisRiscos Ambientais
Riscos Ambientais
 
Aula 3 doenças ocupacionais
Aula 3   doenças ocupacionaisAula 3   doenças ocupacionais
Aula 3 doenças ocupacionais
 
Prevenção de Acidentes de Trabalho
Prevenção de Acidentes de TrabalhoPrevenção de Acidentes de Trabalho
Prevenção de Acidentes de Trabalho
 
Segurança e higiene do trabalho - Aula 1
Segurança e higiene do trabalho - Aula 1Segurança e higiene do trabalho - Aula 1
Segurança e higiene do trabalho - Aula 1
 
NR 32
NR 32 NR 32
NR 32
 
Aula ergonomia
Aula ergonomia Aula ergonomia
Aula ergonomia
 
Treinamento - Produtos Químicos
Treinamento - Produtos QuímicosTreinamento - Produtos Químicos
Treinamento - Produtos Químicos
 
Aula 1 - Higiene e Segurança do Trabalho
Aula 1 - Higiene e Segurança do TrabalhoAula 1 - Higiene e Segurança do Trabalho
Aula 1 - Higiene e Segurança do Trabalho
 
Aula 4 biossegurança ii
Aula 4   biossegurança iiAula 4   biossegurança ii
Aula 4 biossegurança ii
 
NR-32
NR-32NR-32
NR-32
 
Medidas para prevenção de acidentes no trabalho
Medidas para prevenção de acidentes no trabalhoMedidas para prevenção de acidentes no trabalho
Medidas para prevenção de acidentes no trabalho
 
NR7 PCMSO
NR7 PCMSONR7 PCMSO
NR7 PCMSO
 
Nr9
Nr9Nr9
Nr9
 
Nr 01
Nr  01Nr  01
Nr 01
 

Destaque

Mapa de risco 120410
Mapa de risco 120410Mapa de risco 120410
Mapa de risco 120410
Hobedes Albuquerque
 
Incidente ou acidente qual a diferença?
Incidente ou acidente qual a diferença?Incidente ou acidente qual a diferença?
Incidente ou acidente qual a diferença?
Alex Costa Triers
 
Descrição sobre mapa de risco
Descrição sobre mapa de riscoDescrição sobre mapa de risco
Descrição sobre mapa de risco
Sandro Sartorte
 
accidentes e incidentes
accidentes e incidentes accidentes e incidentes
accidentes e incidentes
Jessica0610
 
Investigação e analise de acidentes
Investigação e analise de acidentesInvestigação e analise de acidentes
Investigação e analise de acidentes
Willian Bronguel
 
Exemplos De Mapas De Riscos
Exemplos De Mapas De RiscosExemplos De Mapas De Riscos
Exemplos De Mapas De Riscos
Santos de Castro
 
Plano de emergência interno
Plano de emergência internoPlano de emergência interno
Plano de emergência interno
Pelo Siro
 
Mapa de risco e pcmso(1).
Mapa de risco e pcmso(1).Mapa de risco e pcmso(1).
Mapa de risco e pcmso(1).
Eder Da Silva Junque Junqueira
 
Trabalho de conclusão de curso tst senac anexo ppra
Trabalho de conclusão de curso tst senac  anexo ppraTrabalho de conclusão de curso tst senac  anexo ppra
Trabalho de conclusão de curso tst senac anexo ppra
Andre Guarizo
 
Análise acidentes
Análise acidentes Análise acidentes
Análise acidentes
maleixo
 

Destaque (10)

Mapa de risco 120410
Mapa de risco 120410Mapa de risco 120410
Mapa de risco 120410
 
Incidente ou acidente qual a diferença?
Incidente ou acidente qual a diferença?Incidente ou acidente qual a diferença?
Incidente ou acidente qual a diferença?
 
Descrição sobre mapa de risco
Descrição sobre mapa de riscoDescrição sobre mapa de risco
Descrição sobre mapa de risco
 
accidentes e incidentes
accidentes e incidentes accidentes e incidentes
accidentes e incidentes
 
Investigação e analise de acidentes
Investigação e analise de acidentesInvestigação e analise de acidentes
Investigação e analise de acidentes
 
Exemplos De Mapas De Riscos
Exemplos De Mapas De RiscosExemplos De Mapas De Riscos
Exemplos De Mapas De Riscos
 
Plano de emergência interno
Plano de emergência internoPlano de emergência interno
Plano de emergência interno
 
Mapa de risco e pcmso(1).
Mapa de risco e pcmso(1).Mapa de risco e pcmso(1).
Mapa de risco e pcmso(1).
 
Trabalho de conclusão de curso tst senac anexo ppra
Trabalho de conclusão de curso tst senac  anexo ppraTrabalho de conclusão de curso tst senac  anexo ppra
Trabalho de conclusão de curso tst senac anexo ppra
 
Análise acidentes
Análise acidentes Análise acidentes
Análise acidentes
 

Semelhante a Riscos Ambientais e Medidas de Controle de Riscos

Apresentaoaulaavaliativaemseguranatrabalho 131024211004-phpapp01
Apresentaoaulaavaliativaemseguranatrabalho 131024211004-phpapp01Apresentaoaulaavaliativaemseguranatrabalho 131024211004-phpapp01
Apresentaoaulaavaliativaemseguranatrabalho 131024211004-phpapp01
Telma Cacém E Juromenha
 
AULA 1 BIOSSEG..pdf
AULA 1 BIOSSEG..pdfAULA 1 BIOSSEG..pdf
AULA 1 BIOSSEG..pdf
ssusera9a884
 
CIPA_PARTE6_MAPA_RISCOS.pptx
CIPA_PARTE6_MAPA_RISCOS.pptxCIPA_PARTE6_MAPA_RISCOS.pptx
CIPA_PARTE6_MAPA_RISCOS.pptx
claudinei Nascimento
 
BIOSSEGURANÇA AULA 01 (2).pptx
BIOSSEGURANÇA AULA 01 (2).pptxBIOSSEGURANÇA AULA 01 (2).pptx
BIOSSEGURANÇA AULA 01 (2).pptx
FabianoDoVale
 
Manual de biosseguranca
Manual de biossegurancaManual de biosseguranca
Manual de biosseguranca
Simone EGeovanne
 
Manual de biossegurança immes ok
Manual de biossegurança immes okManual de biossegurança immes ok
Manual de biossegurança immes ok
Simony Marques Gandine
 
aula- sobre- biossegurança- 01 .....pptx
aula- sobre- biossegurança- 01 .....pptxaula- sobre- biossegurança- 01 .....pptx
aula- sobre- biossegurança- 01 .....pptx
keyzsilva
 
Mapa de Riscos - Laboratório de Aquicultura (IFCE - Campus Aracati)
Mapa de Riscos - Laboratório de Aquicultura (IFCE - Campus Aracati)Mapa de Riscos - Laboratório de Aquicultura (IFCE - Campus Aracati)
Mapa de Riscos - Laboratório de Aquicultura (IFCE - Campus Aracati)
andersonsenar
 
Aula 2- Manual-de-Biossegurança-retificado.pptx
Aula 2- Manual-de-Biossegurança-retificado.pptxAula 2- Manual-de-Biossegurança-retificado.pptx
Aula 2- Manual-de-Biossegurança-retificado.pptx
NATALIAFONTENELE
 
Biossegurança - aula pós.pptx
Biossegurança - aula pós.pptxBiossegurança - aula pós.pptx
Biossegurança - aula pós.pptx
jessica701630
 
Nr 33 16h completo
Nr 33 16h completoNr 33 16h completo
Nr 33 16h completo
Cristiano Mendes
 
Biossegurança na CME
Biossegurança na CMEBiossegurança na CME
Biossegurança na CME
Luciane Santana
 
Biosseguranca
Biosseguranca  Biosseguranca
Biosseguranca
UERGS
 
2ª aula segurança do trabalho (1) (1)
2ª aula   segurança do trabalho (1) (1)2ª aula   segurança do trabalho (1) (1)
2ª aula segurança do trabalho (1) (1)
graufinanceiro
 
Junia artigo final
Junia artigo finalJunia artigo final
Junia artigo final
Junia Natalia Mendes Batista
 
ALUNOS_Biossegurança.pdf
ALUNOS_Biossegurança.pdfALUNOS_Biossegurança.pdf
ALUNOS_Biossegurança.pdf
MarcosAugusto100
 
Biossegurança parte 1
Biossegurança parte 1Biossegurança parte 1
Biossegurança parte 1
clinicansl
 
Biossegurança em laboratorios
Biossegurança em laboratoriosBiossegurança em laboratorios
Biossegurança em laboratorios
Simone A. Ferreira Masioli
 
Análise de Riscos em um Ambiente Hospitalar
Análise de Riscos em um Ambiente HospitalarAnálise de Riscos em um Ambiente Hospitalar
Análise de Riscos em um Ambiente Hospitalar
Edmilson Pachêco
 
Cartilha laboratorio55 atualizada 28 11 2016 (1)
Cartilha laboratorio55  atualizada 28 11 2016 (1)Cartilha laboratorio55  atualizada 28 11 2016 (1)
Cartilha laboratorio55 atualizada 28 11 2016 (1)
Rbtconseg Tst
 

Semelhante a Riscos Ambientais e Medidas de Controle de Riscos (20)

Apresentaoaulaavaliativaemseguranatrabalho 131024211004-phpapp01
Apresentaoaulaavaliativaemseguranatrabalho 131024211004-phpapp01Apresentaoaulaavaliativaemseguranatrabalho 131024211004-phpapp01
Apresentaoaulaavaliativaemseguranatrabalho 131024211004-phpapp01
 
AULA 1 BIOSSEG..pdf
AULA 1 BIOSSEG..pdfAULA 1 BIOSSEG..pdf
AULA 1 BIOSSEG..pdf
 
CIPA_PARTE6_MAPA_RISCOS.pptx
CIPA_PARTE6_MAPA_RISCOS.pptxCIPA_PARTE6_MAPA_RISCOS.pptx
CIPA_PARTE6_MAPA_RISCOS.pptx
 
BIOSSEGURANÇA AULA 01 (2).pptx
BIOSSEGURANÇA AULA 01 (2).pptxBIOSSEGURANÇA AULA 01 (2).pptx
BIOSSEGURANÇA AULA 01 (2).pptx
 
Manual de biosseguranca
Manual de biossegurancaManual de biosseguranca
Manual de biosseguranca
 
Manual de biossegurança immes ok
Manual de biossegurança immes okManual de biossegurança immes ok
Manual de biossegurança immes ok
 
aula- sobre- biossegurança- 01 .....pptx
aula- sobre- biossegurança- 01 .....pptxaula- sobre- biossegurança- 01 .....pptx
aula- sobre- biossegurança- 01 .....pptx
 
Mapa de Riscos - Laboratório de Aquicultura (IFCE - Campus Aracati)
Mapa de Riscos - Laboratório de Aquicultura (IFCE - Campus Aracati)Mapa de Riscos - Laboratório de Aquicultura (IFCE - Campus Aracati)
Mapa de Riscos - Laboratório de Aquicultura (IFCE - Campus Aracati)
 
Aula 2- Manual-de-Biossegurança-retificado.pptx
Aula 2- Manual-de-Biossegurança-retificado.pptxAula 2- Manual-de-Biossegurança-retificado.pptx
Aula 2- Manual-de-Biossegurança-retificado.pptx
 
Biossegurança - aula pós.pptx
Biossegurança - aula pós.pptxBiossegurança - aula pós.pptx
Biossegurança - aula pós.pptx
 
Nr 33 16h completo
Nr 33 16h completoNr 33 16h completo
Nr 33 16h completo
 
Biossegurança na CME
Biossegurança na CMEBiossegurança na CME
Biossegurança na CME
 
Biosseguranca
Biosseguranca  Biosseguranca
Biosseguranca
 
2ª aula segurança do trabalho (1) (1)
2ª aula   segurança do trabalho (1) (1)2ª aula   segurança do trabalho (1) (1)
2ª aula segurança do trabalho (1) (1)
 
Junia artigo final
Junia artigo finalJunia artigo final
Junia artigo final
 
ALUNOS_Biossegurança.pdf
ALUNOS_Biossegurança.pdfALUNOS_Biossegurança.pdf
ALUNOS_Biossegurança.pdf
 
Biossegurança parte 1
Biossegurança parte 1Biossegurança parte 1
Biossegurança parte 1
 
Biossegurança em laboratorios
Biossegurança em laboratoriosBiossegurança em laboratorios
Biossegurança em laboratorios
 
Análise de Riscos em um Ambiente Hospitalar
Análise de Riscos em um Ambiente HospitalarAnálise de Riscos em um Ambiente Hospitalar
Análise de Riscos em um Ambiente Hospitalar
 
Cartilha laboratorio55 atualizada 28 11 2016 (1)
Cartilha laboratorio55  atualizada 28 11 2016 (1)Cartilha laboratorio55  atualizada 28 11 2016 (1)
Cartilha laboratorio55 atualizada 28 11 2016 (1)
 

Último

Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
sesiomzezao
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 

Riscos Ambientais e Medidas de Controle de Riscos

  • 1. RADIOTEC CURSOS CURSO TÉCNICO DE SEGURANÇA DO TRABALHO SEGURANÇA E PRESERVAÇÃO AMBIENTAL RISCOS AMBIENTAIS E MEDIDAS DE CONTROLE DE RISCOS GERLANE BATISTA DE SOUZA
  • 2. RISCOS AMBIENTAIS     O conceito de risco ambiental: São aqueles que possam trazer ou ocasionar danos à saúde ou à integridade física do trabalhador nos ambientes de trabalho, em função de sua: Natureza: É essência física, química ou biológica (o urânio é prejudicial em quase todas as dosagens). Concentração: É o grau de presença do elemento (muito gás carbônico cria problemas respiratórios). Intensidade: É capacidade de causar efeitos (temperaturas baixas e altas produzem danos). Exposição: É a submissão do trabalhador às suas consequências (vibração afeta o ser humano).
  • 3. Perigo: Riscos? Perigo: “Estado ou situação que inspira cuidado”. Risco: “Perigo ou possibilidade de perigo”. Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa, 2009
  • 5. Riscos Ambientais Segundo a NR 9 consideram-se ambientais os agentes: riscos
  • 6. Classificação dos Agentes Confira exemplos de agentes que podem ser encontrados no meio ambiente de trabalho, classificados em 5 grupos:
  • 7. Riscos Físicos Os agentes físicos podem ser definidos como diversos tipos de energias:  Ruído;  vibrações;  radiação ionizante (raio-x, alfa , gama)  radiação não-ionizante (radiação do sol, radiação de solda);  temperaturas extremas (frio/calor);  pressões anormais e umidade.
  • 8. IDENTIFICANDO OS AGENTES FÍSICOS Veja os exemplos nas imagens ilustrativas:
  • 9. Riscos Químicos Podem ser definidos como substancias ou compostos que possam penetrar no organismo do trabalhador, quando entram em contato, podem provocar danos à saúde de forma imediata, há médio ou longo prazo. Podem ocorrer de três formas: por via respiratória, via cutânea, digestiva.       Poeiras; Fumos; Névoas; Neblinas; Gases; Vapores , etc.
  • 11. Riscos Biológicos Os agentes de riscos biológicos surgem do contato do homem com certos micróbios e animais no ambiente de trabalho. Algumas atividades facilitam o contato dos trabalhadores com esse tipo de agentes como atividades em hospitais, coleta de lixo, laboratórios dentre outros.  Micro-organismos indesejáveis: bactéria, fungos
  • 12. Riscos Ambientais RISCOS BIOLÓGICOS Material biológicos em laboratórios • Capacitações iniciais e continuadas; • Uso dos epi's: luvas, protetores respiratórios, protetores faciais, óculos;  Hábitos de higiene Pessoal;  Higiene rigorosa nos locais de Coletando material biológico trabalho • Instalações adequadas para refeições e descanso; • Uso de roupas e calçados adequados; • Vacinação e o tratamento.
  • 13. Riscos Ergonômicos  Estão relacionados às condições de trabalho dos funcionários como cadeiras e mesas adequadas, maquinários modernos, conscientização dos trabalhadores etc. Podem gerar distúrbios psicológicos e fisiológicos como fadiga, dores musculares, hipertenção, etc.  Esforço físico intenso e repetitivo;  Levantamento de pesos;  Posturas Inadequadas;  Ritmos excessivos;  Jornada prolongada;
  • 14. RISCOS ERGONÔMICOS Esforço físico e repetitivos Medidas Preventivas para os Riscos de Ambientais • Uso de capacete de proteção (chapéu para proteção contra o sol); •Botas impermeáveis; • Luvas, óculos de proteção; •A bancada de trabalho deve ter características possibilitem movimentação dimensionais posicionamento adequados que e dos segmentos corporais, segundo a Norma Regulamentadora Ergonomia. Bancada Inadequada 17 –
  • 15. Riscos de Acidentes Os riscos mecânicos estão relacionados às condições físicas do (ambiente de trabalho) e tecnologias impróprias, capazes de colocar em perigo a integridade física do trabalhador. São considerados riscos geradores de acidentes:  Arranjo físico deficiente;  Eletricidade, incêndio ou explosão, piso escorregadio;  Armazenamento inadequado;  Ferramenta inadequados ou defeituosas;  Máquina e equipamentos sem proteção.
  • 16. RISCOS DE ACIDENTES Espaço obstruído Medidas Preventivas para os Riscos de Ambientais • Uso correto de EPI`S • Treinamento para execução das tarefas e para uso de equipamento de proteção fornecidos. • Correção das posturas de trabalho Risco de Acidente:Falta de organização • Guarda-corpo de proteção nas periferias das lajes e nos vãos das lajes e escadas. ATENÇÃO Em serviços de acabamento com gesso, deve ser utilizada luva química. Risco de quedas de nível
  • 17. Programa de Prevenção de Riscos Ambientais O Programa de Prevenção de Riscos Ambientais ou PPRA é um programa estabelecido pela Norma Regulamentadora NR-9, da Secretaria de Segurança e Saúde do Trabalho, do Ministério do Trabalho.  Objetivo do PPRA, garantir a preservação da saúde e integridade física dos trabalhadores aos riscos existentes nos ambientes de trabalho.
  • 18. Vídeo: Organização do Ambiente do Trabalho
  • 19. “Um trabalho bem executado tem a segurança como resultado” SIPAT 2013 Fonte: SIPAT 2013 - www.sipatetreinamentos.com.br
  • 20. Referências Bibliográficas SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO. Manual de normas de legislação. Editora Atlas. 72ª edição, São Paulo, SP, 2013. Pag.101e 104. SIPAT - Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho -. Disponível em: http://www.sipatetreinamentos.com.br. Acesso em: 05 de Out. de 2013. CLÁUDIO, Luiz Pinheiro. SEGURANÇA DO TRABALHO NA INDÚSTRIA. Apostila 02, Aula: Resíduos Industriais, Riscos Ambientais e Normas ISO. Curso Técnico de Segurança do Trabalho. Radiotec Cursos, Natal, 2012. PIRES, Adriano. Apostila: Riscos Biológicos Guia Técnico. Riscos biológicos no âmbito da Norma Regulamentadora nº 32, 2013. Disponível em: http://www.slideshare.net. Acesso em: 06 de Outubro de 2012.