SlideShare uma empresa Scribd logo
Nº 161, quarta-feira, 21 de agosto de 201328 ISSN 1677-7042
Este documento pode ser verificado no endereço eletrônico http://www.in.gov.br/autenticidade.html,
pelo código 00012013082100028
Documento assinado digitalmente conforme MP no- 2.200-2 de 24/08/2001, que institui a
Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil.
1
GABINETE DO MINISTRO
PORTARIA No- 1.742, DE 20 DE AGOSTO DE 2013
Aprova a Etapa II do Plano de Ação da
Rede de Atenção às Urgências do Estado
do Ceará e Municípios e aloca recursos fi-
nanceiros para sua implantação - Bloco da
Atenção de Média e Alta Complexidade
Ambulatorial e Hospitalar.
O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atri-
buições que lhe conferem os incisos I e II do parágrafo único do art.
87 da Constituição, e
Considerando a Portaria nº 204/GM/MS, de 29 de janeiro de
2007, que regulamenta o financiamento e a transferência dos recursos
federais para as ações e os serviços de saúde, na forma de blocos de
financiamento, com o respectivo monitoramento e controle;
Considerando a Portaria nº 4.279/GM/MS, de 30 de de-
zembro de 2010, que estabelece diretrizes para a organização da Rede
de Atenção à Saúde no âmbito do SUS;
Considerando a Portaria nº 1.600/GM/MS, de 7 de julho de
2011, que reformula a Política Nacional de Atenção às Urgências e
institui a Rede de Atenção às Urgências no SUS;
Considerando a Portaria nº 2.395/GM/MS, de 11 de outubro
de 2011, que organiza o Componente Hospitalar da Rede de Atenção
às Urgências no âmbito do Sistema Único de Saúde;
Considerando a Portaria nº 2.338/GM/MS, de 3 de outubro
de 2011, que estabelece diretrizes e cria mecanismos para a im-
plantação do componente Sala de Estabilização (SE) da Rede de
Atenção às Urgências;
Considerando a Portaria nº 2.527/GM/MS, de 27 de outubro
de 2011, que redefine a Atenção Domiciliar no âmbito do Sistema
Único de Saúde;
Considerando a Portaria nº 2.648/GM/MS, de 7 de novembro
de 2011, que redefine as diretrizes para implantação do Componente
Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) e do conjunto de serviços
de urgência 24 (vinte e quatro) horas da Rede de Atenção às Ur-
gências, em conformidade com a Política Nacional de Atenção às
Urgências;
Considerando a Portaria nº 2.820/GM/MS, de 28 de no-
vembro de 2011, que dispõe sobre o incentivo financeiro de in-
vestimento para o Componente Unidade de Pronto Atendimento
(UPA 24h) e o conjunto de serviços de urgência 24 horas da Rede de
Atenção às Urgências, em conformidade com a Política Nacional de
Atenção às Urgências;
Considerando a Portaria nº 665/GM/MS, de 12 de abril de
2012, que dispõe sobre os critérios de habilitação dos estabeleci-
mentos hospitalares como Centro de Atendimento de Urgência aos
Pacientes com Acidente Vascular Cerebral (AVC), no âmbito do Sis-
tema Único de Saúde, institui o respectivo incentivo financeiro e
aprova a Linha de Cuidados em AVC;
Considerando a Portaria nº 2.994/GM/MS, de 13 de de-
zembro de 2011, que aprova a Linha de Cuidado do Infarto Agudo do
Miocárdio e o Protocolo de Síndromes Coronarianas Agudas, cria e
altera procedimentos na Tabela de Procedimentos, Medicamentos,
Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS;
Considerando a Portaria nº 1.010/GM/MS, de 21 de maio de
2012, que redefine as diretrizes para a implantação do Serviço de
Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) e sua Central de Re-
gulação das Urgências, componente da Rede de Atenção às Urgên-
cias;
Considerando a Portaria nº 1.172/GM/MS, de 5 de junho de
2012, que dispõe sobre o incentivo financeiro de custeio para o
Componente Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) e o conjunto
de serviços de urgência 24 horas da Rede de Atenção às Urgências,
em conformidade com a Política Nacional de Atenção às Urgên-
cias;
Considerando a Portaria nº 2.809/GM/MS, de 7 de dezembro
de 2012, que estabelece a organização dos Cuidados Prolongados
para retaguarda à Rede de Atenção às Urgências e Emergências
(RUE) e demais Redes Temáticas de Atenção à Saúde, no âmbito do
SUS;
Considerando a Portaria nº 1.497/GM/MS, de 12 de julho de
2012, que aprova a Etapa I do Plano de Ação da Rede de Atenção às
Urgências do Estado do Ceará e Municípios, e aloca recursos fi-
nanceiros para sua implantação; e
Considerando a Deliberação CIB/CE nº 63/2013, de 26 de
abril de 2013, da Comissão Intergestores Bipartite que aprovou o
Plano de Ação da Rede de Atenção às Urgências e Emergências da
Macrorregião de Sobral (CE), resolve:
Art. 1º Fica aprovada a Etapa II do Plano de Ação da Rede
de Atenção às Urgências e Emergências do Estado do Ceará, referente
à Macrorregião de Sobral.
§ 1º O Plano de Ação de que trata o "caput" deste artigo
estará disponível no site: http://sismac.saude.gov.br/ em até 15 (quin-
ze) dias após a publicação desta Portaria.
§ 2º Os recursos referentes à Etapa II do Plano de Ação
encontram-se no Anexo a esta Portaria.
Art. 2º Ficam estabelecidos recursos no montante de R$
13.927.159,68 (treze milhões, novecentos e vinte e sete mil cento e
cinquenta e nove reais e sessenta e oito centavos) a serem dis-
ponibilizados ao Estado e aos Municípios do Ceará destinados à
implementação do previsto no Plano de Ação de que trata o art. 1º,
conforme estabelecido no Anexo a esta Portaria.
§ 1º Os recursos serão incorporados de acordo com o tipo de
gestão dos estabelecimentos contemplados no Plano de Ação, de
acordo com informação constante na ficha cadastral desses no Sis-
tema de Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde (SC-
NES).
§ 2º No caso dos estabelecimentos que possuem dupla ges-
tão, o recurso será incorporado ao limite financeiro MAC do ente
responsável pelo faturamento dos recursos referentes à última pro-
dução verificada no Sistema de Informações Hospitalares do SUS
(SIH-SUS).
Art. 3º Os recursos referentes à habilitação de novos leitos
de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Unidade de Terapia Intensiva
Coronariana (UCO), qualificação de UPA, habilitação e qualificação
de Centrais de Regulação e Unidades do SAMU, custeio de Salas de
Estabilização e habilitação de equipes de Atenção Domiciliar, serão
incorporados aos limites do Estado e Municípios mediante visitas
técnicas e/ou habilitações, de acordo com o previsto nas portarias
específicas de cada componente.
Art. 4º O cadastramento no SCNES de novos leitos de UTI
habilitados e/ou qualificados, novas UPA habilitadas e/ou qualifi-
cadas, novas centrais de regulação do SAMU e unidades do SAMU
habilitadas e/ou qualificadas e o cadastramento das equipes de aten-
ção domiciliar deverão ocorrer de acordo com as portarias espe-
cíficas.
Art. 5º Os leitos novos e já existentes qualificados, quando
couber, deverão ser cadastrados no Cadastro Nacional de Estabe-
lecimentos de Saúde (SCNES), nos quantitativos previstos nos planos
de ação, no prazo de 30 (trinta) dias após o início de vigência desta
Portaria.
Art. 6º O Fundo Nacional de Saúde adotará as medidas
necessárias para a transferência, dos recursos estabelecidos no art. 1º
A esta Portaria, em parcelas mensais, aos Fundos de Saúde do Estado
e Municípios do Ceará, conforme o Anexo desta Portaria.
Art. 7º Os recursos orçamentários correrão por conta do
orçamento do Ministério da Saúde, devendo onerar o Programa de
Trabalho 10.302.2015.8585 0023 - Atenção à Saúde da População
para Procedimentos de Média e Alta Complexidade - Plano Orça-
mentário 000C - Rede de Urgência e Emergência.
Art. 8º Esta Portaria entra em vigor na data de sua pu-
blicação.
ALEXANDRE ROCHA SANTOS PADILHA
ANEXO
RECURSOS DO PLANO APROVADO DO ESTADO DO
CEARÁ E MUNICÍPIOS PARA REPASSE IMEDIATO (ETAPA II)
IBGE MUNICÍPIO GESTÃO TOTAL
231290 SOBRAL MUNICIPAL 10.327.159,68
231290 SOBRAL ESTADUAL 1.200.000,00
231340 TIANGUÁ MUNICIPAL 1.200.000,00
230410 CRATEÚS MUNICIPAL 1.200.000,00
TOTAL 13.927.159,68
SECRETARIA EXECUTIVA
PORTARIA No- 633, DE 20 DE AGOSTO DE 2013
A SECRETÁRIA EXECUTIVA DO MINISTÉRIO DA
SAÚDE, no uso das suas atribuições legais, e
Considerando a Lei nº 12.715, de 17 de setembro de 2012,
que instituiu o Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da
Pessoa com Deficiência (PRONAS/PCD);
Considerando o Decreto nº 7.988, de 17 de abril de 2013,
que regulamentou os arts. 1º a 13 da Lei nº 12.715, de 17 de setembro
de 2012;
Considerando a Portaria nº 875 do Ministério da Saúde,
editada em 16 de maio de 2013, que estabeleceu as regras e os
critérios para apresentação e aprovação de projetos no âmbito do
PRONAS/PCD;
Considerando que a documentação apresentada pelas ins-
tituições requerentes atendeu a todos os requisitos exigidos no art. 17
da Portaria GM/MS nº 875/2013 para credenciamento no PRO-
NAS/PCD; e
Considerando o disposto no art. 19, da Portaria GM/MS nº
875/2013, que determina a publicação dos resultados dos pedidos de
credenciamento das instituições interessadas em participar do de-
senvolvimento de ações e serviços no âmbito do PRONAS/PCD no
Diário Oficial da União, resolve:
Art. 1º Ficam deferidos os pedidos de credenciamentos para
apresentação de projetos no âmbito Programa Nacional de Apoio à
Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (PRONAS/PCD) das
instituições abaixo relacionadas:
INSTITUIÇÃO CNPJ
Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro 76.591.569/0001-30
Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte 17.209.891/0001-93
Instituto Sorrir 09.665.394/0001-71
APAE - Belo Horizonte 18.216.366/0001-68
Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de São Paulo 60.502.242/0001-05
Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
MÁRCIA APARECIDA DO AMARAL
PORTARIA No- 634, DE 20 DE AGOSTO DE 2013
A SECRETÁRIA EXECUTIVA DO MINISTÉRIO DA
SAÚDE, no uso das suas atribuições legais, e
Considerando a Lei nº 12.715, de 17 de setembro de 2012,
que instituiu o Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica
(PRONON);
Considerando o Decreto nº 7.988, de 17 de abril de 2013,
que regulamentou os arts. 1º a 13 da Lei nº 12.715, de 17 de setembro
de 2012;
Considerando a Portaria nº 875 do Ministério da Saúde,
editada em 16 de maio de 2013, que estabeleceu as regras e os
critérios para apresentação e aprovação de projetos no âmbito do
PRONON;
Considerando que a documentação apresentada pelas insti-
tuições requerentes atendeu a todos os requisitos exigidos no art. 17 da
Portaria GM/MS nº 875/2013 para credenciamento no PRONON; e
Considerando o disposto no art. 19, da Portaria GM/MS nº
875/2013, que determina a publicação dos resultados dos pedidos de
credenciamento das instituições interessadas em participar do de-
senvolvimento de ações e serviços no âmbito do PRONON no Diário
Oficial da União, resolve:
Art. 1º Ficam deferidos os pedidos de credenciamentos para
apresentação de projetos no âmbito do Programa Nacional de Apoio
à Atenção Oncológica (PRONON) das instituições abaixo relacio-
nadas:
INSTITUIÇÃO CNPJ
Hospital Pio XII - Hospital de Câncer de Barretos 49.150.352/0001-12
Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul
Carneiro
76.591.569/0001-30
Associação Norte Paranaense de Combate ao Câncer 04.169.712/0001-90
Fundação Ary Frauzino para Pesquisa e Controle do
Câncer
40.226.946/0001-95
Associação Matogrossense de Combate ao Câncer -
AMCC
24.672.792/0001-09
Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte 17.209.891/0001-93
Liga Norte Riograndense Contra o Câncer 08.428.765/0001-39
Fundação Benjamin Guimarães - Hospital da Baleia 17.200.429/0001-25
Instituto da Mama do Rio Grande do Sul 97.129.878/0001-63
Fundação de Estudos das Doenças do Fígado Koutoulas-
Ribeiro
81.190.449/0001-61
Grupo de Apoio à Criança com Câncer 32.605.917/0001-06
Instituto Sorrir 09.665.394/0001-71
Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
MÁRCIA APARECIDA DO AMARAL
Ministério da Saúde
.
AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR
DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO
NÚCLEO EM MATO GROSSO
DECISÃO DE 19 DE AGOSTO DE 2013
O Chefe do NUCLEO DA ANS MATO GROSSO, no uso das atribuições que lhe foram delegadas através da Portaria nº 133, de 30/10/2012, publicada no DOU de 08/11/2012, seção 1, fl. 41, pelo Diretor
de Fiscalização da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS, e tendo em vista o disposto no inciso V do artigo II-A da RN 219/2010, e no parágrafo único do art. 22, no art.15, inc. V c/c art. 25, todos da
RN nº 48, de 19/09/2003, alterada pela RN nº 155, de 5/6/2007, vem por meio deste dar ciência às Operadoras, relacionadas no anexo, da decisão proferida em processos administrativos.
Número do Processo na ANS Nome da Operadora Número do Registro Pro-
visório ANS
Número do CNPJ Tipo de Infração (artigos infringidos pela Operadora) Valor da Multa (R$)
33903.015002/2011-40 UNIMED NORTE DO MATO GROSSO CO-
OPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO
353663 73.967.085/0001-55 Deixar de cumprir as normas relativas ¿a adoção e utilização dos me-
canismos de regulação do uso de serviços de saúde. (Art.1º, §1º, ¿d¿ da Lei
9.656 c/c Art.1º, §2º da CONSU 8)
19800 (DEZENOVE MIL, OITOCENTOS REAIS)
ANDRÉ MALHEIROS RIBEIRO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Resolução nº 44 utilização recursos educação
Resolução nº 44 utilização recursos educaçãoResolução nº 44 utilização recursos educação
Resolução nº 44 utilização recursos educação
Carlos França
 
Prot. 2448 15 pl 045-2015 - cria gratificações para os servidores no âmbito...
Prot. 2448 15   pl 045-2015 - cria gratificações para os servidores no âmbito...Prot. 2448 15   pl 045-2015 - cria gratificações para os servidores no âmbito...
Prot. 2448 15 pl 045-2015 - cria gratificações para os servidores no âmbito...
Claudio Figueiredo
 
Ação do ipsemg 1
Ação do ipsemg 1Ação do ipsemg 1
Ação do ipsemg 1
Sindute Diamantina
 
PL 003_17 Abre crédito adicional especial
PL 003_17  Abre crédito adicional especial PL 003_17  Abre crédito adicional especial
PL 003_17 Abre crédito adicional especial
Claudio Figueiredo
 
TJSC decide pela abertura do Hospital Regional de Araranguá
TJSC decide pela abertura do Hospital Regional de Araranguá TJSC decide pela abertura do Hospital Regional de Araranguá
TJSC decide pela abertura do Hospital Regional de Araranguá
Arthur Lessa
 
Portarias ... recomendação mpe postos saude zn
Portarias ... recomendação mpe  postos saude znPortarias ... recomendação mpe  postos saude zn
Portarias ... recomendação mpe postos saude zn
Carlos França
 
BASE NACIONAL DE DADOS DE AÇÕES E SERVIÇOS DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA - PROP...
BASE NACIONAL DE DADOS DE AÇÕES E SERVIÇOS DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA - PROP...BASE NACIONAL DE DADOS DE AÇÕES E SERVIÇOS DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA - PROP...
BASE NACIONAL DE DADOS DE AÇÕES E SERVIÇOS DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA - PROP...
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Diretrizes para implantação de centros de parto normal no sus
Diretrizes para implantação de centros de parto normal no susDiretrizes para implantação de centros de parto normal no sus
Diretrizes para implantação de centros de parto normal no sus
José Ripardo
 
PORTARIA N 3.247 Hospital de Apoio PDF
PORTARIA N 3.247 Hospital de Apoio PDFPORTARIA N 3.247 Hospital de Apoio PDF
PORTARIA N 3.247 Hospital de Apoio PDF
Fernando Ferrer, MBA
 
Acompanhamento
AcompanhamentoAcompanhamento
Acompanhamento
Comissao SC
 
O SUS LEGAL
O SUS LEGALO SUS LEGAL
Liminar acp municipio x aja
Liminar acp municipio x ajaLiminar acp municipio x aja
Liminar acp municipio x aja
Augusto Jacobina
 
"Eu estou indignado", diz Volpi após Governo Federal excluir Ribeirão Pires d...
"Eu estou indignado", diz Volpi após Governo Federal excluir Ribeirão Pires d..."Eu estou indignado", diz Volpi após Governo Federal excluir Ribeirão Pires d...
"Eu estou indignado", diz Volpi após Governo Federal excluir Ribeirão Pires d...
Luís Carlos Nunes
 
Padronização TISS v3.01.00 - InformaGroup
Padronização TISS v3.01.00 - InformaGroupPadronização TISS v3.01.00 - InformaGroup
Padronização TISS v3.01.00 - InformaGroup
Efrain Saavedra
 
Leis saúde mental no brasil-linha do tempo
Leis saúde mental no brasil-linha do tempoLeis saúde mental no brasil-linha do tempo
Leis saúde mental no brasil-linha do tempo
Rômulo Gabriel
 
Bolsonaro sanciona projeto que recompõe subvenção do Plano Safra
Bolsonaro sanciona projeto que recompõe subvenção do Plano SafraBolsonaro sanciona projeto que recompõe subvenção do Plano Safra
Bolsonaro sanciona projeto que recompõe subvenção do Plano Safra
José Florentino
 
Prot. 1118 16 plc 004 - cria cargos, extingue vagas e modifica a descrição ...
Prot. 1118 16   plc 004 - cria cargos, extingue vagas e modifica a descrição ...Prot. 1118 16   plc 004 - cria cargos, extingue vagas e modifica a descrição ...
Prot. 1118 16 plc 004 - cria cargos, extingue vagas e modifica a descrição ...
Claudio Figueiredo
 
Prot. 0429 14 pl 008-2014 - autoriza o poder executivo municipal a proceder...
Prot. 0429 14   pl 008-2014 - autoriza o poder executivo municipal a proceder...Prot. 0429 14   pl 008-2014 - autoriza o poder executivo municipal a proceder...
Prot. 0429 14 pl 008-2014 - autoriza o poder executivo municipal a proceder...
ramonpeyroton
 

Mais procurados (18)

Resolução nº 44 utilização recursos educação
Resolução nº 44 utilização recursos educaçãoResolução nº 44 utilização recursos educação
Resolução nº 44 utilização recursos educação
 
Prot. 2448 15 pl 045-2015 - cria gratificações para os servidores no âmbito...
Prot. 2448 15   pl 045-2015 - cria gratificações para os servidores no âmbito...Prot. 2448 15   pl 045-2015 - cria gratificações para os servidores no âmbito...
Prot. 2448 15 pl 045-2015 - cria gratificações para os servidores no âmbito...
 
Ação do ipsemg 1
Ação do ipsemg 1Ação do ipsemg 1
Ação do ipsemg 1
 
PL 003_17 Abre crédito adicional especial
PL 003_17  Abre crédito adicional especial PL 003_17  Abre crédito adicional especial
PL 003_17 Abre crédito adicional especial
 
TJSC decide pela abertura do Hospital Regional de Araranguá
TJSC decide pela abertura do Hospital Regional de Araranguá TJSC decide pela abertura do Hospital Regional de Araranguá
TJSC decide pela abertura do Hospital Regional de Araranguá
 
Portarias ... recomendação mpe postos saude zn
Portarias ... recomendação mpe  postos saude znPortarias ... recomendação mpe  postos saude zn
Portarias ... recomendação mpe postos saude zn
 
BASE NACIONAL DE DADOS DE AÇÕES E SERVIÇOS DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA - PROP...
BASE NACIONAL DE DADOS DE AÇÕES E SERVIÇOS DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA - PROP...BASE NACIONAL DE DADOS DE AÇÕES E SERVIÇOS DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA - PROP...
BASE NACIONAL DE DADOS DE AÇÕES E SERVIÇOS DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA - PROP...
 
Diretrizes para implantação de centros de parto normal no sus
Diretrizes para implantação de centros de parto normal no susDiretrizes para implantação de centros de parto normal no sus
Diretrizes para implantação de centros de parto normal no sus
 
PORTARIA N 3.247 Hospital de Apoio PDF
PORTARIA N 3.247 Hospital de Apoio PDFPORTARIA N 3.247 Hospital de Apoio PDF
PORTARIA N 3.247 Hospital de Apoio PDF
 
Acompanhamento
AcompanhamentoAcompanhamento
Acompanhamento
 
O SUS LEGAL
O SUS LEGALO SUS LEGAL
O SUS LEGAL
 
Liminar acp municipio x aja
Liminar acp municipio x ajaLiminar acp municipio x aja
Liminar acp municipio x aja
 
"Eu estou indignado", diz Volpi após Governo Federal excluir Ribeirão Pires d...
"Eu estou indignado", diz Volpi após Governo Federal excluir Ribeirão Pires d..."Eu estou indignado", diz Volpi após Governo Federal excluir Ribeirão Pires d...
"Eu estou indignado", diz Volpi após Governo Federal excluir Ribeirão Pires d...
 
Padronização TISS v3.01.00 - InformaGroup
Padronização TISS v3.01.00 - InformaGroupPadronização TISS v3.01.00 - InformaGroup
Padronização TISS v3.01.00 - InformaGroup
 
Leis saúde mental no brasil-linha do tempo
Leis saúde mental no brasil-linha do tempoLeis saúde mental no brasil-linha do tempo
Leis saúde mental no brasil-linha do tempo
 
Bolsonaro sanciona projeto que recompõe subvenção do Plano Safra
Bolsonaro sanciona projeto que recompõe subvenção do Plano SafraBolsonaro sanciona projeto que recompõe subvenção do Plano Safra
Bolsonaro sanciona projeto que recompõe subvenção do Plano Safra
 
Prot. 1118 16 plc 004 - cria cargos, extingue vagas e modifica a descrição ...
Prot. 1118 16   plc 004 - cria cargos, extingue vagas e modifica a descrição ...Prot. 1118 16   plc 004 - cria cargos, extingue vagas e modifica a descrição ...
Prot. 1118 16 plc 004 - cria cargos, extingue vagas e modifica a descrição ...
 
Prot. 0429 14 pl 008-2014 - autoriza o poder executivo municipal a proceder...
Prot. 0429 14   pl 008-2014 - autoriza o poder executivo municipal a proceder...Prot. 0429 14   pl 008-2014 - autoriza o poder executivo municipal a proceder...
Prot. 0429 14 pl 008-2014 - autoriza o poder executivo municipal a proceder...
 

Destaque

Redes inteligentes línea 0800
Redes inteligentes línea 0800Redes inteligentes línea 0800
Redes inteligentes línea 0800
Juan Carlos Santana
 
Aplicaciones de las tic
Aplicaciones de las ticAplicaciones de las tic
Aplicaciones de las tic
ticdevirginia
 
Trabajo de gaby para el viernes 3 de febrero
Trabajo de gaby para el viernes 3 de febreroTrabajo de gaby para el viernes 3 de febrero
Trabajo de gaby para el viernes 3 de febrerogava2012
 
Lectura 4 parte 2
Lectura 4  parte 2 Lectura 4  parte 2
Lectura 4 parte 2
cecyavalos
 
Actividad 3
Actividad 3Actividad 3
Actividad 3
covy30
 
Gráfico de la población de andalucia en los años xx y xxi
Gráfico de la población de andalucia en los años xx y xxiGráfico de la población de andalucia en los años xx y xxi
Gráfico de la población de andalucia en los años xx y xxielchicodja
 
La Olmeda (Villa Romana)
La Olmeda (Villa Romana)La Olmeda (Villa Romana)
La Olmeda (Villa Romana)
chavilson
 
Examen2 calc ivan
Examen2 calc ivanExamen2 calc ivan
Examen2 calc ivan
ivanbuenoprofe
 
Unidad 3
Unidad 3Unidad 3
Unidad 3
Crx Irre
 
Apuntes para un diagnóstico por María Novo Villaverde
Apuntes para un diagnóstico por María Novo VillaverdeApuntes para un diagnóstico por María Novo Villaverde
Apuntes para un diagnóstico por María Novo Villaverde
Fundación FYDE-CajaCanarias
 
Trabajo yolis
Trabajo yolisTrabajo yolis
Trabajo yolis
Gamapa Pardo
 
Folleto informativo campaña de traspasos (enero marzo 2012), 31-01-2012
Folleto informativo campaña de traspasos (enero marzo 2012), 31-01-2012Folleto informativo campaña de traspasos (enero marzo 2012), 31-01-2012
Folleto informativo campaña de traspasos (enero marzo 2012), 31-01-2012
Isabel Tc
 
Mision
MisionMision
Mision
samy-93
 
Notas prueba recuperativa derecho comercial
Notas prueba recuperativa derecho comercialNotas prueba recuperativa derecho comercial
Notas prueba recuperativa derecho comercialmirtaderecho
 
Bon logo
Bon logoBon logo
Bon logondgc
 
El universo laura muñoz
El universo laura muñozEl universo laura muñoz
El universo laura muñoz
lauracarlos2001
 
El amor
El amorEl amor
El amor
nikoleprinxes
 
Ejercicios Estadística
Ejercicios EstadísticaEjercicios Estadística
Ejercicios Estadística
Lucia Flores Garcia
 

Destaque (20)

Redes inteligentes línea 0800
Redes inteligentes línea 0800Redes inteligentes línea 0800
Redes inteligentes línea 0800
 
Aplicaciones de las tic
Aplicaciones de las ticAplicaciones de las tic
Aplicaciones de las tic
 
Trabajo de gaby para el viernes 3 de febrero
Trabajo de gaby para el viernes 3 de febreroTrabajo de gaby para el viernes 3 de febrero
Trabajo de gaby para el viernes 3 de febrero
 
Lectura 4 parte 2
Lectura 4  parte 2 Lectura 4  parte 2
Lectura 4 parte 2
 
Actividad 3
Actividad 3Actividad 3
Actividad 3
 
Gráfico de la población de andalucia en los años xx y xxi
Gráfico de la población de andalucia en los años xx y xxiGráfico de la población de andalucia en los años xx y xxi
Gráfico de la población de andalucia en los años xx y xxi
 
La Olmeda (Villa Romana)
La Olmeda (Villa Romana)La Olmeda (Villa Romana)
La Olmeda (Villa Romana)
 
Examen2 calc ivan
Examen2 calc ivanExamen2 calc ivan
Examen2 calc ivan
 
Unidad 3
Unidad 3Unidad 3
Unidad 3
 
Apuntes para un diagnóstico por María Novo Villaverde
Apuntes para un diagnóstico por María Novo VillaverdeApuntes para un diagnóstico por María Novo Villaverde
Apuntes para un diagnóstico por María Novo Villaverde
 
Trabajo yolis
Trabajo yolisTrabajo yolis
Trabajo yolis
 
Comentario de un paisaje industrial y comentario de gráfica
Comentario de un paisaje industrial y comentario de gráficaComentario de un paisaje industrial y comentario de gráfica
Comentario de un paisaje industrial y comentario de gráfica
 
Folleto informativo campaña de traspasos (enero marzo 2012), 31-01-2012
Folleto informativo campaña de traspasos (enero marzo 2012), 31-01-2012Folleto informativo campaña de traspasos (enero marzo 2012), 31-01-2012
Folleto informativo campaña de traspasos (enero marzo 2012), 31-01-2012
 
Rostro Ecuador
Rostro  EcuadorRostro  Ecuador
Rostro Ecuador
 
Mision
MisionMision
Mision
 
Notas prueba recuperativa derecho comercial
Notas prueba recuperativa derecho comercialNotas prueba recuperativa derecho comercial
Notas prueba recuperativa derecho comercial
 
Bon logo
Bon logoBon logo
Bon logo
 
El universo laura muñoz
El universo laura muñozEl universo laura muñoz
El universo laura muñoz
 
El amor
El amorEl amor
El amor
 
Ejercicios Estadística
Ejercicios EstadísticaEjercicios Estadística
Ejercicios Estadística
 

Semelhante a Saúde de crateús é contemplada com r$ 1,2 milhão para atendimentos de urgência e emergência

Nova portaria de notificação compulsória 2014
Nova portaria de notificação compulsória 2014Nova portaria de notificação compulsória 2014
Nova portaria de notificação compulsória 2014
Ismael Costa
 
Portaria 2048 de_2002_urgencia_e_emergencia
Portaria 2048 de_2002_urgencia_e_emergenciaPortaria 2048 de_2002_urgencia_e_emergencia
Portaria 2048 de_2002_urgencia_e_emergencia
Aloisio Amaral
 
Portaria 2048 de_2002_urgencia_e_emergencia
Portaria 2048 de_2002_urgencia_e_emergenciaPortaria 2048 de_2002_urgencia_e_emergencia
Portaria 2048 de_2002_urgencia_e_emergencia
Aloisio Amaral
 
Portaria 2048 gm
Portaria 2048 gmPortaria 2048 gm
Portaria 2048 gm
Andreia1909
 
D.O. Mesquita/RJ - 18/10/2014
D.O. Mesquita/RJ - 18/10/2014D.O. Mesquita/RJ - 18/10/2014
D.O. Mesquita/RJ - 18/10/2014
servidoresmesquita
 
Requerimento Verbal 110-2015 - OLIVÂNIO - desconto saúde
Requerimento Verbal 110-2015 - OLIVÂNIO - desconto saúdeRequerimento Verbal 110-2015 - OLIVÂNIO - desconto saúde
Requerimento Verbal 110-2015 - OLIVÂNIO - desconto saúde
Olivânio Remígio
 
Política nacional para a prevenção e controle do câncer
Política nacional para a prevenção e controle do câncerPolítica nacional para a prevenção e controle do câncer
Política nacional para a prevenção e controle do câncer
José Ripardo
 
Portaria 3261 de 13 12-2009
Portaria 3261 de 13 12-2009Portaria 3261 de 13 12-2009
Portaria 3261 de 13 12-2009
Nádia Elizabeth Barbosa Villas Bôas
 
Portaria n1007
Portaria n1007Portaria n1007
Portaria n1007
Alinebrauna Brauna
 
Portaria academia 1402[1]
Portaria academia 1402[1]Portaria academia 1402[1]
Portaria academia 1402[1]
Rosa Paollucci
 
Legislação básica em saúde pública sus - versão 18 11 2014
Legislação básica em saúde pública   sus - versão 18 11 2014Legislação básica em saúde pública   sus - versão 18 11 2014
Legislação básica em saúde pública sus - versão 18 11 2014
Cosmo Palasio
 
Portaria n 1.601 msaude
Portaria n 1.601 msaudePortaria n 1.601 msaude
Portaria n 1.601 msaude
Carlos França
 
Rdc 54 2
Rdc 54 2Rdc 54 2
Rdc 54 2
Idvf Brasil
 
PLANEJAMENTO DOCA.pptx
PLANEJAMENTO DOCA.pptxPLANEJAMENTO DOCA.pptx
PLANEJAMENTO DOCA.pptx
CIDLISBOADEPAULA
 
Portaria 698
Portaria 698Portaria 698
Portaria 698
Samuel Fernandes
 
Lei n° 473
Lei n° 473Lei n° 473
Lei n° 473
ceceu132
 
As Múltiplas Lógicas de Construção de Redes de Cuidado no SUS
As Múltiplas Lógicas de Construção de Redes de Cuidado no SUS As Múltiplas Lógicas de Construção de Redes de Cuidado no SUS
As Múltiplas Lógicas de Construção de Redes de Cuidado no SUS
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Dou131008 resumo semanal
Dou131008 resumo semanalDou131008 resumo semanal
Dou131008 resumo semanal
DenizecomZ
 
19 res058 transparencia das organizacoes sociais de saude - os-ss
19 res058  transparencia das organizacoes sociais de saude - os-ss19 res058  transparencia das organizacoes sociais de saude - os-ss
19 res058 transparencia das organizacoes sociais de saude - os-ss
Jornal do Commercio
 
Portaria hospital amigo da criança cuidado amigo da mulher
Portaria hospital amigo da criança   cuidado amigo da mulherPortaria hospital amigo da criança   cuidado amigo da mulher
Portaria hospital amigo da criança cuidado amigo da mulher
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 

Semelhante a Saúde de crateús é contemplada com r$ 1,2 milhão para atendimentos de urgência e emergência (20)

Nova portaria de notificação compulsória 2014
Nova portaria de notificação compulsória 2014Nova portaria de notificação compulsória 2014
Nova portaria de notificação compulsória 2014
 
Portaria 2048 de_2002_urgencia_e_emergencia
Portaria 2048 de_2002_urgencia_e_emergenciaPortaria 2048 de_2002_urgencia_e_emergencia
Portaria 2048 de_2002_urgencia_e_emergencia
 
Portaria 2048 de_2002_urgencia_e_emergencia
Portaria 2048 de_2002_urgencia_e_emergenciaPortaria 2048 de_2002_urgencia_e_emergencia
Portaria 2048 de_2002_urgencia_e_emergencia
 
Portaria 2048 gm
Portaria 2048 gmPortaria 2048 gm
Portaria 2048 gm
 
D.O. Mesquita/RJ - 18/10/2014
D.O. Mesquita/RJ - 18/10/2014D.O. Mesquita/RJ - 18/10/2014
D.O. Mesquita/RJ - 18/10/2014
 
Requerimento Verbal 110-2015 - OLIVÂNIO - desconto saúde
Requerimento Verbal 110-2015 - OLIVÂNIO - desconto saúdeRequerimento Verbal 110-2015 - OLIVÂNIO - desconto saúde
Requerimento Verbal 110-2015 - OLIVÂNIO - desconto saúde
 
Política nacional para a prevenção e controle do câncer
Política nacional para a prevenção e controle do câncerPolítica nacional para a prevenção e controle do câncer
Política nacional para a prevenção e controle do câncer
 
Portaria 3261 de 13 12-2009
Portaria 3261 de 13 12-2009Portaria 3261 de 13 12-2009
Portaria 3261 de 13 12-2009
 
Portaria n1007
Portaria n1007Portaria n1007
Portaria n1007
 
Portaria academia 1402[1]
Portaria academia 1402[1]Portaria academia 1402[1]
Portaria academia 1402[1]
 
Legislação básica em saúde pública sus - versão 18 11 2014
Legislação básica em saúde pública   sus - versão 18 11 2014Legislação básica em saúde pública   sus - versão 18 11 2014
Legislação básica em saúde pública sus - versão 18 11 2014
 
Portaria n 1.601 msaude
Portaria n 1.601 msaudePortaria n 1.601 msaude
Portaria n 1.601 msaude
 
Rdc 54 2
Rdc 54 2Rdc 54 2
Rdc 54 2
 
PLANEJAMENTO DOCA.pptx
PLANEJAMENTO DOCA.pptxPLANEJAMENTO DOCA.pptx
PLANEJAMENTO DOCA.pptx
 
Portaria 698
Portaria 698Portaria 698
Portaria 698
 
Lei n° 473
Lei n° 473Lei n° 473
Lei n° 473
 
As Múltiplas Lógicas de Construção de Redes de Cuidado no SUS
As Múltiplas Lógicas de Construção de Redes de Cuidado no SUS As Múltiplas Lógicas de Construção de Redes de Cuidado no SUS
As Múltiplas Lógicas de Construção de Redes de Cuidado no SUS
 
Dou131008 resumo semanal
Dou131008 resumo semanalDou131008 resumo semanal
Dou131008 resumo semanal
 
19 res058 transparencia das organizacoes sociais de saude - os-ss
19 res058  transparencia das organizacoes sociais de saude - os-ss19 res058  transparencia das organizacoes sociais de saude - os-ss
19 res058 transparencia das organizacoes sociais de saude - os-ss
 
Portaria hospital amigo da criança cuidado amigo da mulher
Portaria hospital amigo da criança   cuidado amigo da mulherPortaria hospital amigo da criança   cuidado amigo da mulher
Portaria hospital amigo da criança cuidado amigo da mulher
 

Mais de José Ripardo

ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CRATEÚS
ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CRATEÚSESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CRATEÚS
ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CRATEÚS
José Ripardo
 
Protocolos da atenção básica saúde das mulheres
Protocolos da atenção básica   saúde das mulheresProtocolos da atenção básica   saúde das mulheres
Protocolos da atenção básica saúde das mulheres
José Ripardo
 
Novo guia de manejo clínico para chikungunya
Novo guia de manejo clínico para chikungunyaNovo guia de manejo clínico para chikungunya
Novo guia de manejo clínico para chikungunya
José Ripardo
 
Janot recomenda que stf anule nomeação de lula para casa civil
Janot recomenda que stf anule nomeação de lula para casa civilJanot recomenda que stf anule nomeação de lula para casa civil
Janot recomenda que stf anule nomeação de lula para casa civil
José Ripardo
 
Comissão de impeachment parecer favorável ao afastamento de dilma
Comissão de impeachment parecer favorável ao afastamento de dilmaComissão de impeachment parecer favorável ao afastamento de dilma
Comissão de impeachment parecer favorável ao afastamento de dilma
José Ripardo
 
Pedido de impeachment de dilma formulado pela oab
Pedido de impeachment de dilma formulado pela oabPedido de impeachment de dilma formulado pela oab
Pedido de impeachment de dilma formulado pela oab
José Ripardo
 
Microcefalia protocolo vigilância e resposta
Microcefalia protocolo vigilância e respostaMicrocefalia protocolo vigilância e resposta
Microcefalia protocolo vigilância e resposta
José Ripardo
 
Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para o manejo da infecção pelo hi...
Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para o manejo da infecção pelo hi...Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para o manejo da infecção pelo hi...
Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para o manejo da infecção pelo hi...
José Ripardo
 
Manual técnico para o diagnóstico da infeccão pelo hiv
Manual técnico para o diagnóstico da infeccão pelo hivManual técnico para o diagnóstico da infeccão pelo hiv
Manual técnico para o diagnóstico da infeccão pelo hiv
José Ripardo
 
Febre de chikungunya manejo clínico
Febre de chikungunya manejo clínicoFebre de chikungunya manejo clínico
Febre de chikungunya manejo clínico
José Ripardo
 
Plantas medicinais - saiba como usar de forma segura
Plantas medicinais - saiba como usar de forma seguraPlantas medicinais - saiba como usar de forma segura
Plantas medicinais - saiba como usar de forma segura
José Ripardo
 
Gilmar menes vota pela descriminalização do porte de drogas para consumo próp...
Gilmar menes vota pela descriminalização do porte de drogas para consumo próp...Gilmar menes vota pela descriminalização do porte de drogas para consumo próp...
Gilmar menes vota pela descriminalização do porte de drogas para consumo próp...
José Ripardo
 
Íntegra da denúncia da pgr contra eduardo cunha no stf
Íntegra da denúncia da pgr contra eduardo cunha no stfÍntegra da denúncia da pgr contra eduardo cunha no stf
Íntegra da denúncia da pgr contra eduardo cunha no stf
José Ripardo
 
Habeas corpus pede salvo-conduto para evitar prisão de lula
Habeas corpus pede salvo-conduto para evitar prisão de lulaHabeas corpus pede salvo-conduto para evitar prisão de lula
Habeas corpus pede salvo-conduto para evitar prisão de lula
José Ripardo
 
Para pgr, homofobia pode ser considerada crime de racismo
Para pgr, homofobia pode ser considerada crime de racismoPara pgr, homofobia pode ser considerada crime de racismo
Para pgr, homofobia pode ser considerada crime de racismo
José Ripardo
 
A íntegra do flagrante crime de dilma
A íntegra do flagrante crime de dilmaA íntegra do flagrante crime de dilma
A íntegra do flagrante crime de dilma
José Ripardo
 
Pl 4330 2004 que regulamenta as terceirizações
Pl 4330 2004 que regulamenta as terceirizaçõesPl 4330 2004 que regulamenta as terceirizações
Pl 4330 2004 que regulamenta as terceirizações
José Ripardo
 
Chikungunya classificação de risco e manejo de casos suspeitos
Chikungunya classificação de risco e manejo de casos suspeitosChikungunya classificação de risco e manejo de casos suspeitos
Chikungunya classificação de risco e manejo de casos suspeitos
José Ripardo
 
Dst aids campanha de prevenção 2015
Dst aids campanha de prevenção 2015Dst aids campanha de prevenção 2015
Dst aids campanha de prevenção 2015
José Ripardo
 
Manual de normas e procedimentos para vacinação 2014
Manual de normas e procedimentos para vacinação 2014Manual de normas e procedimentos para vacinação 2014
Manual de normas e procedimentos para vacinação 2014
José Ripardo
 

Mais de José Ripardo (20)

ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CRATEÚS
ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CRATEÚSESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CRATEÚS
ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CRATEÚS
 
Protocolos da atenção básica saúde das mulheres
Protocolos da atenção básica   saúde das mulheresProtocolos da atenção básica   saúde das mulheres
Protocolos da atenção básica saúde das mulheres
 
Novo guia de manejo clínico para chikungunya
Novo guia de manejo clínico para chikungunyaNovo guia de manejo clínico para chikungunya
Novo guia de manejo clínico para chikungunya
 
Janot recomenda que stf anule nomeação de lula para casa civil
Janot recomenda que stf anule nomeação de lula para casa civilJanot recomenda que stf anule nomeação de lula para casa civil
Janot recomenda que stf anule nomeação de lula para casa civil
 
Comissão de impeachment parecer favorável ao afastamento de dilma
Comissão de impeachment parecer favorável ao afastamento de dilmaComissão de impeachment parecer favorável ao afastamento de dilma
Comissão de impeachment parecer favorável ao afastamento de dilma
 
Pedido de impeachment de dilma formulado pela oab
Pedido de impeachment de dilma formulado pela oabPedido de impeachment de dilma formulado pela oab
Pedido de impeachment de dilma formulado pela oab
 
Microcefalia protocolo vigilância e resposta
Microcefalia protocolo vigilância e respostaMicrocefalia protocolo vigilância e resposta
Microcefalia protocolo vigilância e resposta
 
Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para o manejo da infecção pelo hi...
Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para o manejo da infecção pelo hi...Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para o manejo da infecção pelo hi...
Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para o manejo da infecção pelo hi...
 
Manual técnico para o diagnóstico da infeccão pelo hiv
Manual técnico para o diagnóstico da infeccão pelo hivManual técnico para o diagnóstico da infeccão pelo hiv
Manual técnico para o diagnóstico da infeccão pelo hiv
 
Febre de chikungunya manejo clínico
Febre de chikungunya manejo clínicoFebre de chikungunya manejo clínico
Febre de chikungunya manejo clínico
 
Plantas medicinais - saiba como usar de forma segura
Plantas medicinais - saiba como usar de forma seguraPlantas medicinais - saiba como usar de forma segura
Plantas medicinais - saiba como usar de forma segura
 
Gilmar menes vota pela descriminalização do porte de drogas para consumo próp...
Gilmar menes vota pela descriminalização do porte de drogas para consumo próp...Gilmar menes vota pela descriminalização do porte de drogas para consumo próp...
Gilmar menes vota pela descriminalização do porte de drogas para consumo próp...
 
Íntegra da denúncia da pgr contra eduardo cunha no stf
Íntegra da denúncia da pgr contra eduardo cunha no stfÍntegra da denúncia da pgr contra eduardo cunha no stf
Íntegra da denúncia da pgr contra eduardo cunha no stf
 
Habeas corpus pede salvo-conduto para evitar prisão de lula
Habeas corpus pede salvo-conduto para evitar prisão de lulaHabeas corpus pede salvo-conduto para evitar prisão de lula
Habeas corpus pede salvo-conduto para evitar prisão de lula
 
Para pgr, homofobia pode ser considerada crime de racismo
Para pgr, homofobia pode ser considerada crime de racismoPara pgr, homofobia pode ser considerada crime de racismo
Para pgr, homofobia pode ser considerada crime de racismo
 
A íntegra do flagrante crime de dilma
A íntegra do flagrante crime de dilmaA íntegra do flagrante crime de dilma
A íntegra do flagrante crime de dilma
 
Pl 4330 2004 que regulamenta as terceirizações
Pl 4330 2004 que regulamenta as terceirizaçõesPl 4330 2004 que regulamenta as terceirizações
Pl 4330 2004 que regulamenta as terceirizações
 
Chikungunya classificação de risco e manejo de casos suspeitos
Chikungunya classificação de risco e manejo de casos suspeitosChikungunya classificação de risco e manejo de casos suspeitos
Chikungunya classificação de risco e manejo de casos suspeitos
 
Dst aids campanha de prevenção 2015
Dst aids campanha de prevenção 2015Dst aids campanha de prevenção 2015
Dst aids campanha de prevenção 2015
 
Manual de normas e procedimentos para vacinação 2014
Manual de normas e procedimentos para vacinação 2014Manual de normas e procedimentos para vacinação 2014
Manual de normas e procedimentos para vacinação 2014
 

Saúde de crateús é contemplada com r$ 1,2 milhão para atendimentos de urgência e emergência

  • 1. Nº 161, quarta-feira, 21 de agosto de 201328 ISSN 1677-7042 Este documento pode ser verificado no endereço eletrônico http://www.in.gov.br/autenticidade.html, pelo código 00012013082100028 Documento assinado digitalmente conforme MP no- 2.200-2 de 24/08/2001, que institui a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil. 1 GABINETE DO MINISTRO PORTARIA No- 1.742, DE 20 DE AGOSTO DE 2013 Aprova a Etapa II do Plano de Ação da Rede de Atenção às Urgências do Estado do Ceará e Municípios e aloca recursos fi- nanceiros para sua implantação - Bloco da Atenção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atri- buições que lhe conferem os incisos I e II do parágrafo único do art. 87 da Constituição, e Considerando a Portaria nº 204/GM/MS, de 29 de janeiro de 2007, que regulamenta o financiamento e a transferência dos recursos federais para as ações e os serviços de saúde, na forma de blocos de financiamento, com o respectivo monitoramento e controle; Considerando a Portaria nº 4.279/GM/MS, de 30 de de- zembro de 2010, que estabelece diretrizes para a organização da Rede de Atenção à Saúde no âmbito do SUS; Considerando a Portaria nº 1.600/GM/MS, de 7 de julho de 2011, que reformula a Política Nacional de Atenção às Urgências e institui a Rede de Atenção às Urgências no SUS; Considerando a Portaria nº 2.395/GM/MS, de 11 de outubro de 2011, que organiza o Componente Hospitalar da Rede de Atenção às Urgências no âmbito do Sistema Único de Saúde; Considerando a Portaria nº 2.338/GM/MS, de 3 de outubro de 2011, que estabelece diretrizes e cria mecanismos para a im- plantação do componente Sala de Estabilização (SE) da Rede de Atenção às Urgências; Considerando a Portaria nº 2.527/GM/MS, de 27 de outubro de 2011, que redefine a Atenção Domiciliar no âmbito do Sistema Único de Saúde; Considerando a Portaria nº 2.648/GM/MS, de 7 de novembro de 2011, que redefine as diretrizes para implantação do Componente Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) e do conjunto de serviços de urgência 24 (vinte e quatro) horas da Rede de Atenção às Ur- gências, em conformidade com a Política Nacional de Atenção às Urgências; Considerando a Portaria nº 2.820/GM/MS, de 28 de no- vembro de 2011, que dispõe sobre o incentivo financeiro de in- vestimento para o Componente Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) e o conjunto de serviços de urgência 24 horas da Rede de Atenção às Urgências, em conformidade com a Política Nacional de Atenção às Urgências; Considerando a Portaria nº 665/GM/MS, de 12 de abril de 2012, que dispõe sobre os critérios de habilitação dos estabeleci- mentos hospitalares como Centro de Atendimento de Urgência aos Pacientes com Acidente Vascular Cerebral (AVC), no âmbito do Sis- tema Único de Saúde, institui o respectivo incentivo financeiro e aprova a Linha de Cuidados em AVC; Considerando a Portaria nº 2.994/GM/MS, de 13 de de- zembro de 2011, que aprova a Linha de Cuidado do Infarto Agudo do Miocárdio e o Protocolo de Síndromes Coronarianas Agudas, cria e altera procedimentos na Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS; Considerando a Portaria nº 1.010/GM/MS, de 21 de maio de 2012, que redefine as diretrizes para a implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) e sua Central de Re- gulação das Urgências, componente da Rede de Atenção às Urgên- cias; Considerando a Portaria nº 1.172/GM/MS, de 5 de junho de 2012, que dispõe sobre o incentivo financeiro de custeio para o Componente Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) e o conjunto de serviços de urgência 24 horas da Rede de Atenção às Urgências, em conformidade com a Política Nacional de Atenção às Urgên- cias; Considerando a Portaria nº 2.809/GM/MS, de 7 de dezembro de 2012, que estabelece a organização dos Cuidados Prolongados para retaguarda à Rede de Atenção às Urgências e Emergências (RUE) e demais Redes Temáticas de Atenção à Saúde, no âmbito do SUS; Considerando a Portaria nº 1.497/GM/MS, de 12 de julho de 2012, que aprova a Etapa I do Plano de Ação da Rede de Atenção às Urgências do Estado do Ceará e Municípios, e aloca recursos fi- nanceiros para sua implantação; e Considerando a Deliberação CIB/CE nº 63/2013, de 26 de abril de 2013, da Comissão Intergestores Bipartite que aprovou o Plano de Ação da Rede de Atenção às Urgências e Emergências da Macrorregião de Sobral (CE), resolve: Art. 1º Fica aprovada a Etapa II do Plano de Ação da Rede de Atenção às Urgências e Emergências do Estado do Ceará, referente à Macrorregião de Sobral. § 1º O Plano de Ação de que trata o "caput" deste artigo estará disponível no site: http://sismac.saude.gov.br/ em até 15 (quin- ze) dias após a publicação desta Portaria. § 2º Os recursos referentes à Etapa II do Plano de Ação encontram-se no Anexo a esta Portaria. Art. 2º Ficam estabelecidos recursos no montante de R$ 13.927.159,68 (treze milhões, novecentos e vinte e sete mil cento e cinquenta e nove reais e sessenta e oito centavos) a serem dis- ponibilizados ao Estado e aos Municípios do Ceará destinados à implementação do previsto no Plano de Ação de que trata o art. 1º, conforme estabelecido no Anexo a esta Portaria. § 1º Os recursos serão incorporados de acordo com o tipo de gestão dos estabelecimentos contemplados no Plano de Ação, de acordo com informação constante na ficha cadastral desses no Sis- tema de Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde (SC- NES). § 2º No caso dos estabelecimentos que possuem dupla ges- tão, o recurso será incorporado ao limite financeiro MAC do ente responsável pelo faturamento dos recursos referentes à última pro- dução verificada no Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH-SUS). Art. 3º Os recursos referentes à habilitação de novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Unidade de Terapia Intensiva Coronariana (UCO), qualificação de UPA, habilitação e qualificação de Centrais de Regulação e Unidades do SAMU, custeio de Salas de Estabilização e habilitação de equipes de Atenção Domiciliar, serão incorporados aos limites do Estado e Municípios mediante visitas técnicas e/ou habilitações, de acordo com o previsto nas portarias específicas de cada componente. Art. 4º O cadastramento no SCNES de novos leitos de UTI habilitados e/ou qualificados, novas UPA habilitadas e/ou qualifi- cadas, novas centrais de regulação do SAMU e unidades do SAMU habilitadas e/ou qualificadas e o cadastramento das equipes de aten- ção domiciliar deverão ocorrer de acordo com as portarias espe- cíficas. Art. 5º Os leitos novos e já existentes qualificados, quando couber, deverão ser cadastrados no Cadastro Nacional de Estabe- lecimentos de Saúde (SCNES), nos quantitativos previstos nos planos de ação, no prazo de 30 (trinta) dias após o início de vigência desta Portaria. Art. 6º O Fundo Nacional de Saúde adotará as medidas necessárias para a transferência, dos recursos estabelecidos no art. 1º A esta Portaria, em parcelas mensais, aos Fundos de Saúde do Estado e Municípios do Ceará, conforme o Anexo desta Portaria. Art. 7º Os recursos orçamentários correrão por conta do orçamento do Ministério da Saúde, devendo onerar o Programa de Trabalho 10.302.2015.8585 0023 - Atenção à Saúde da População para Procedimentos de Média e Alta Complexidade - Plano Orça- mentário 000C - Rede de Urgência e Emergência. Art. 8º Esta Portaria entra em vigor na data de sua pu- blicação. ALEXANDRE ROCHA SANTOS PADILHA ANEXO RECURSOS DO PLANO APROVADO DO ESTADO DO CEARÁ E MUNICÍPIOS PARA REPASSE IMEDIATO (ETAPA II) IBGE MUNICÍPIO GESTÃO TOTAL 231290 SOBRAL MUNICIPAL 10.327.159,68 231290 SOBRAL ESTADUAL 1.200.000,00 231340 TIANGUÁ MUNICIPAL 1.200.000,00 230410 CRATEÚS MUNICIPAL 1.200.000,00 TOTAL 13.927.159,68 SECRETARIA EXECUTIVA PORTARIA No- 633, DE 20 DE AGOSTO DE 2013 A SECRETÁRIA EXECUTIVA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE, no uso das suas atribuições legais, e Considerando a Lei nº 12.715, de 17 de setembro de 2012, que instituiu o Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (PRONAS/PCD); Considerando o Decreto nº 7.988, de 17 de abril de 2013, que regulamentou os arts. 1º a 13 da Lei nº 12.715, de 17 de setembro de 2012; Considerando a Portaria nº 875 do Ministério da Saúde, editada em 16 de maio de 2013, que estabeleceu as regras e os critérios para apresentação e aprovação de projetos no âmbito do PRONAS/PCD; Considerando que a documentação apresentada pelas ins- tituições requerentes atendeu a todos os requisitos exigidos no art. 17 da Portaria GM/MS nº 875/2013 para credenciamento no PRO- NAS/PCD; e Considerando o disposto no art. 19, da Portaria GM/MS nº 875/2013, que determina a publicação dos resultados dos pedidos de credenciamento das instituições interessadas em participar do de- senvolvimento de ações e serviços no âmbito do PRONAS/PCD no Diário Oficial da União, resolve: Art. 1º Ficam deferidos os pedidos de credenciamentos para apresentação de projetos no âmbito Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (PRONAS/PCD) das instituições abaixo relacionadas: INSTITUIÇÃO CNPJ Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro 76.591.569/0001-30 Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte 17.209.891/0001-93 Instituto Sorrir 09.665.394/0001-71 APAE - Belo Horizonte 18.216.366/0001-68 Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de São Paulo 60.502.242/0001-05 Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. MÁRCIA APARECIDA DO AMARAL PORTARIA No- 634, DE 20 DE AGOSTO DE 2013 A SECRETÁRIA EXECUTIVA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE, no uso das suas atribuições legais, e Considerando a Lei nº 12.715, de 17 de setembro de 2012, que instituiu o Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (PRONON); Considerando o Decreto nº 7.988, de 17 de abril de 2013, que regulamentou os arts. 1º a 13 da Lei nº 12.715, de 17 de setembro de 2012; Considerando a Portaria nº 875 do Ministério da Saúde, editada em 16 de maio de 2013, que estabeleceu as regras e os critérios para apresentação e aprovação de projetos no âmbito do PRONON; Considerando que a documentação apresentada pelas insti- tuições requerentes atendeu a todos os requisitos exigidos no art. 17 da Portaria GM/MS nº 875/2013 para credenciamento no PRONON; e Considerando o disposto no art. 19, da Portaria GM/MS nº 875/2013, que determina a publicação dos resultados dos pedidos de credenciamento das instituições interessadas em participar do de- senvolvimento de ações e serviços no âmbito do PRONON no Diário Oficial da União, resolve: Art. 1º Ficam deferidos os pedidos de credenciamentos para apresentação de projetos no âmbito do Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (PRONON) das instituições abaixo relacio- nadas: INSTITUIÇÃO CNPJ Hospital Pio XII - Hospital de Câncer de Barretos 49.150.352/0001-12 Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro 76.591.569/0001-30 Associação Norte Paranaense de Combate ao Câncer 04.169.712/0001-90 Fundação Ary Frauzino para Pesquisa e Controle do Câncer 40.226.946/0001-95 Associação Matogrossense de Combate ao Câncer - AMCC 24.672.792/0001-09 Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte 17.209.891/0001-93 Liga Norte Riograndense Contra o Câncer 08.428.765/0001-39 Fundação Benjamin Guimarães - Hospital da Baleia 17.200.429/0001-25 Instituto da Mama do Rio Grande do Sul 97.129.878/0001-63 Fundação de Estudos das Doenças do Fígado Koutoulas- Ribeiro 81.190.449/0001-61 Grupo de Apoio à Criança com Câncer 32.605.917/0001-06 Instituto Sorrir 09.665.394/0001-71 Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. MÁRCIA APARECIDA DO AMARAL Ministério da Saúde . AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO NÚCLEO EM MATO GROSSO DECISÃO DE 19 DE AGOSTO DE 2013 O Chefe do NUCLEO DA ANS MATO GROSSO, no uso das atribuições que lhe foram delegadas através da Portaria nº 133, de 30/10/2012, publicada no DOU de 08/11/2012, seção 1, fl. 41, pelo Diretor de Fiscalização da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS, e tendo em vista o disposto no inciso V do artigo II-A da RN 219/2010, e no parágrafo único do art. 22, no art.15, inc. V c/c art. 25, todos da RN nº 48, de 19/09/2003, alterada pela RN nº 155, de 5/6/2007, vem por meio deste dar ciência às Operadoras, relacionadas no anexo, da decisão proferida em processos administrativos. Número do Processo na ANS Nome da Operadora Número do Registro Pro- visório ANS Número do CNPJ Tipo de Infração (artigos infringidos pela Operadora) Valor da Multa (R$) 33903.015002/2011-40 UNIMED NORTE DO MATO GROSSO CO- OPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO 353663 73.967.085/0001-55 Deixar de cumprir as normas relativas ¿a adoção e utilização dos me- canismos de regulação do uso de serviços de saúde. (Art.1º, §1º, ¿d¿ da Lei 9.656 c/c Art.1º, §2º da CONSU 8) 19800 (DEZENOVE MIL, OITOCENTOS REAIS) ANDRÉ MALHEIROS RIBEIRO