SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
História
8º ano do Ensino Fundamental – Anos Finais
Professora: Janaina Jardim
Equipe do Centro de Mídias COPED/SEDUC – SP
Revolução Industrial – Aula 1
Revolução Industrial: Antecedentes e
impactos na sociedade e na economia
(EF08HI03) Analisar os impactos da Revolução Industrial na
produção e circulação de povos, produtos e culturas.
Objetivo: Analisar os antecedentes da Revolução
Industrial, bem como as consequências deste
processo na sociedade e economia.
Disponível: Site EFAPE. Currículo Paulista.
.
Por que a Revolução
Industrial aconteceu
na Inglaterra?
©Pixabay
.
Participantes: Europa Ocidental e Estados Unidos
Localização:
Reino Unido (inicialmente), Europa Ocidental e
Estados Unidos (posteriormente).
Data: 1760 – 1820/1840
Resultado:
• Substituição do trabalho humano por máquinas;
• Ampliação do êxodo rural e intensificação do
crescimento urbano desenfreado;
• Aumento significativo da produção de bens de
consumo;
• Organização da sociedade em novos grupos
sociais: a burguesia e o proletariado.
Revolução Industrial. Wikipedia(CC BY-SA 3.0) Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Revolu%C3%A7%C3%A3o_Industrial.
Acesso em: 2 mar. 2021.
Fichamento Revolução Industrial
.
Um conjunto de mudanças na lógica de produção de mercadorias
na Inglaterra durante segunda metade do século XVII.
Transição de métodos de
produção artesanais para
a produção por máquinas.
O que foi a Revolução Industrial?
©Pixabay
Nicolás Pérez (CC BY-SA 3.0) Escola Técnica Superior de Engenheiros Industriais, Madri. Wikimedia Commons.
Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Maquina_vapor_Watt_ETSIIM.jpg. Acesso em: 2 mar. 2021.
Diego Velázquez. Domínio público. Museu do Prado. Wikimedia Commons. Disponível em:
https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Velazquez-las_hilanderas.jpg. Acesso em: 2 mar. 2021.
Markus Schweiß (CC BY-SA 3.0) Museu da Primeira Industrialização, Wuppertal (Alemanha). Wikimedia Commons. Disponível em:
https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Spinning_jenny.jpgPa. Acesso em: 2 mar. 2021.
Artesanato
As Fiandeiras, de Diego
Velázquez (1656)
• Trabalho manual;
• O trabalhador possui os meios de produção e a matéria-prima;
• O trabalhador controla a qualidade, a quantidade, as vendas e o lucro.
Texto: Elaborado especialmente para o Centro de Mídias SP.
Imagem: Diego Velázquez. Domínio público. Museu do Prado. Wikimedia Commons. Disponível em:
https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Velazquez-las_hilanderas.jpg. Acesso em: 2 mar. 2021.
Manufatura
Um modelo da spinning jenny no
Museu do Início da Industrialização,
em Wuppertal, Alemanha
• Mão de obra especializada;
• O trabalhador não possui os meios de produção e a matéria-prima;
• O trabalhador não controla a qualidade, a quantidade, as vendas e o lucro.
• Acompanha o processo produtivo.
Texto: Elaborado especialmente para o Centro de Mídias SP.
Imagem: Markus Schweiß (CC BY-SA 3.0) Museu da Primeira Industrialização, Wuppertal (Alemanha). Wikimedia Commons.
Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Spinning_jenny.jpg. Acesso em: 2 mar. 2021.
Maquinofatura
• Mão de obra não requer qualificação, pois será um mero operador, alijado do
processo de produção;
• O trabalhador não possui os meios de produção e a matéria-prima;
• O trabalhador não controla a qualidade, a quantidade, as vendas e o lucro.
Máquina a vapor, de James Watt
Texto: Elaborado especialmente para o Centro de Mídias SP.
Imagem: Nicolás Pérez (CC BY-SA 3.0) Escola Técnica Superior de Engenheiros Industriais, Madri. Wikimedia Commons.
Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Maquina_vapor_Watt_ETSIIM.jpg. Acesso em: 2 mar. 2021.
Dinastia STUART
Jaime I (1603 – 1625)
• Deter a burguesia
• Perseguição aos puritanos
• Dissolução Parlamento
Carlos I (1625 – 1649)
• Enfrenta resistência burguesa
• Guerra Civil ou Revolução
Puritana (1640 – 1649)
• Carlos I é decapitado
1649 – Proclamado a República
Oliver Cromwell
• Lorde Protetor da República
• Atos de Navegação
1653 – Dissolve o Parlamento
1658 – Cromwell morre e é
substituído pelo seu filho
1660 – Parlamento articula
o Retorno da dinastia
STUART (Carlos II)
Carlos II dissolve o
Parlamento até 1681
Antecedentes
Elaborado especialmente para o CMSP.
1681 – Jaime II assume após morte de seu irmão Carlos II
Parlamento articula um golpe
Convoca-se a filha do Rei Jaime II
Maria II casa-se com Guilherme de Orange
Revolução Gloriosa
Rei deposto sem violência
1689 – Declaração dos Direitos
• Limitava o poder dos reis
• Monarquia parlamentarista
• Liberdades individuais
• Burguesia com poder político
Elaborado especialmente para o CMSP.
Antecedentes
Os cercamentos eram fenômenos pelos
quais as terras de uso coletivo na Grã-
Bretanha começaram a ser cercadas para
que passassem a ser de uso individual.
Esse fenômeno se intensificou durante a
época da Dinastia Tudor no Século XVI.
A partir da segunda metade do Século
XVIII, grande parte dos camponeses, que
eram deslocados dos campos para as
cidades devido aos cercamentos, passou
a ser utilizada como mão de obra fabril
para a Revolução Industrial.
Êxodo
Rural
Os cercamentos
Cercamentos. Wikipedia(CC BY-SA 3.0) Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Cercamentos.
Acesso em: 2 mar. 2021.
Por que a Inglaterra?
Puritanismo
(trabalho e
lucro)
Agricultura
Capitalista
(Cercamentos)
Mão de obra
barata
(Êxodo rural)
Minas de carvão
mineral e ferro
(matéria-prima)
Acúmulo de
capitais
(Dinastia Tudor)
Revolução
Gloriosa
(Liberalismo)
Elaborado especialmente para o CMSP.
.
a) Reflita e debata com seus colegas sobre a relação entre a
sociedade em que vivemos e os danos causados ao meio ambiente.
Currículo em Ação, 2021. Caderno do Aluno, História, 8º Ano do EF, vol. 1, p. 249.
Caderno do Aluno, p. 249, Atividade 5
b) Explique, em seu caderno, por que aconteceram impactos ambientais
após a Revolução Industrial.
c) Pesquise os impactos ambientais em seu bairro ou cidade e selecione
reportagens ou imagens para elaborar um cartaz sobre a relação entre
a industrialização e os impactos ambientais.
Currículo em Ação, 2021. Caderno do Aluno, História, 8º Ano do EF, vol. 1, p. 249.
Inglaterra
• Matéria-prima
• Mão de obra
• Capital
• Transporte
Fábricas
• Péssimas condições de
trabalho
• Trabalho infantil e feminino
Tecnologia e modernização
• Navios e trens a vapor
• Desenvolvimento das
indústrias têxteis
Reação dos trabalhadores
• Ludismo
• Cartismo
• Trade Unions
A Revolução Industrial foi marcada por um conjunto de
mudanças na lógica de produção de mercadorias na Inglaterra
durante segunda metade do século XVII.
©Pixabay

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx

Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
Zeze Silva
 
10.a revolução industrial e o liberalismo econômico
10.a revolução industrial e o liberalismo econômico10.a revolução industrial e o liberalismo econômico
10.a revolução industrial e o liberalismo econômico
valdeck1
 
Aula 6 revolução industrial
Aula 6   revolução industrialAula 6   revolução industrial
Aula 6 revolução industrial
Profdaltonjunior
 
1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
valdeck1
 
Geografia ppt capitalismo e a revolução industrial
Geografia ppt   capitalismo e a revolução industrialGeografia ppt   capitalismo e a revolução industrial
Geografia ppt capitalismo e a revolução industrial
Beatriz EAloísio
 
Geografia ppt capitalismo e a revolução industrial
Geografia ppt   capitalismo e a revolução industrialGeografia ppt   capitalismo e a revolução industrial
Geografia ppt capitalismo e a revolução industrial
Amadeu Neto
 
A INDÚSTRIA NO ESPAÇO GEOGRÁFICO MUNDIAL.doc
A INDÚSTRIA NO ESPAÇO  GEOGRÁFICO MUNDIAL.docA INDÚSTRIA NO ESPAÇO  GEOGRÁFICO MUNDIAL.doc
A INDÚSTRIA NO ESPAÇO GEOGRÁFICO MUNDIAL.doc
AlfredoFilho18
 

Semelhante a Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx (20)

APRESENTACAO_ANDREY el at_PARTE 4 - 21-05.pptx
APRESENTACAO_ANDREY el at_PARTE 4 - 21-05.pptxAPRESENTACAO_ANDREY el at_PARTE 4 - 21-05.pptx
APRESENTACAO_ANDREY el at_PARTE 4 - 21-05.pptx
 
3 revolução industrial
3   revolução industrial3   revolução industrial
3 revolução industrial
 
Revolução Industrial - Ensino Fundamental
Revolução Industrial - Ensino FundamentalRevolução Industrial - Ensino Fundamental
Revolução Industrial - Ensino Fundamental
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 
10.a revolução industrial e o liberalismo econômico
10.a revolução industrial e o liberalismo econômico10.a revolução industrial e o liberalismo econômico
10.a revolução industrial e o liberalismo econômico
 
As Revoluções Industriais.pptx
As Revoluções Industriais.pptxAs Revoluções Industriais.pptx
As Revoluções Industriais.pptx
 
Capitalismo Industrial
Capitalismo IndustrialCapitalismo Industrial
Capitalismo Industrial
 
Revolucao industrial
Revolucao industrialRevolucao industrial
Revolucao industrial
 
Aula 6 revolução industrial
Aula 6   revolução industrialAula 6   revolução industrial
Aula 6 revolução industrial
 
Revoluçao industrial
Revoluçao industrialRevoluçao industrial
Revoluçao industrial
 
1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
 
Geografia ppt capitalismo e a revolução industrial
Geografia ppt   capitalismo e a revolução industrialGeografia ppt   capitalismo e a revolução industrial
Geografia ppt capitalismo e a revolução industrial
 
Geografia ppt capitalismo e a revolução industrial
Geografia ppt   capitalismo e a revolução industrialGeografia ppt   capitalismo e a revolução industrial
Geografia ppt capitalismo e a revolução industrial
 
Imperialismo e Nacionalismo 1.ppt Imperialismo no mundo. x
Imperialismo e Nacionalismo 1.ppt Imperialismo no mundo. xImperialismo e Nacionalismo 1.ppt Imperialismo no mundo. x
Imperialismo e Nacionalismo 1.ppt Imperialismo no mundo. x
 
A INDÚSTRIA NO ESPAÇO GEOGRÁFICO MUNDIAL.doc
A INDÚSTRIA NO ESPAÇO  GEOGRÁFICO MUNDIAL.docA INDÚSTRIA NO ESPAÇO  GEOGRÁFICO MUNDIAL.doc
A INDÚSTRIA NO ESPAÇO GEOGRÁFICO MUNDIAL.doc
 
A Revolução Industrial.ppt
A Revolução Industrial.pptA Revolução Industrial.ppt
A Revolução Industrial.ppt
 
Revolucao Industrial
Revolucao IndustrialRevolucao Industrial
Revolucao Industrial
 
Renascimento cultural 1
Renascimento cultural 1Renascimento cultural 1
Renascimento cultural 1
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 

Último

TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
FLAVIA LEZAN
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
LindinhaSilva1
 

Último (20)

Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolarMODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 

Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx

  • 1.
  • 2. História 8º ano do Ensino Fundamental – Anos Finais Professora: Janaina Jardim Equipe do Centro de Mídias COPED/SEDUC – SP Revolução Industrial – Aula 1
  • 3. Revolução Industrial: Antecedentes e impactos na sociedade e na economia (EF08HI03) Analisar os impactos da Revolução Industrial na produção e circulação de povos, produtos e culturas. Objetivo: Analisar os antecedentes da Revolução Industrial, bem como as consequências deste processo na sociedade e economia. Disponível: Site EFAPE. Currículo Paulista.
  • 4. . Por que a Revolução Industrial aconteceu na Inglaterra? ©Pixabay
  • 5. . Participantes: Europa Ocidental e Estados Unidos Localização: Reino Unido (inicialmente), Europa Ocidental e Estados Unidos (posteriormente). Data: 1760 – 1820/1840 Resultado: • Substituição do trabalho humano por máquinas; • Ampliação do êxodo rural e intensificação do crescimento urbano desenfreado; • Aumento significativo da produção de bens de consumo; • Organização da sociedade em novos grupos sociais: a burguesia e o proletariado. Revolução Industrial. Wikipedia(CC BY-SA 3.0) Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Revolu%C3%A7%C3%A3o_Industrial. Acesso em: 2 mar. 2021. Fichamento Revolução Industrial
  • 6. . Um conjunto de mudanças na lógica de produção de mercadorias na Inglaterra durante segunda metade do século XVII. Transição de métodos de produção artesanais para a produção por máquinas. O que foi a Revolução Industrial? ©Pixabay
  • 7. Nicolás Pérez (CC BY-SA 3.0) Escola Técnica Superior de Engenheiros Industriais, Madri. Wikimedia Commons. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Maquina_vapor_Watt_ETSIIM.jpg. Acesso em: 2 mar. 2021. Diego Velázquez. Domínio público. Museu do Prado. Wikimedia Commons. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Velazquez-las_hilanderas.jpg. Acesso em: 2 mar. 2021. Markus Schweiß (CC BY-SA 3.0) Museu da Primeira Industrialização, Wuppertal (Alemanha). Wikimedia Commons. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Spinning_jenny.jpgPa. Acesso em: 2 mar. 2021.
  • 8. Artesanato As Fiandeiras, de Diego Velázquez (1656) • Trabalho manual; • O trabalhador possui os meios de produção e a matéria-prima; • O trabalhador controla a qualidade, a quantidade, as vendas e o lucro. Texto: Elaborado especialmente para o Centro de Mídias SP. Imagem: Diego Velázquez. Domínio público. Museu do Prado. Wikimedia Commons. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Velazquez-las_hilanderas.jpg. Acesso em: 2 mar. 2021.
  • 9. Manufatura Um modelo da spinning jenny no Museu do Início da Industrialização, em Wuppertal, Alemanha • Mão de obra especializada; • O trabalhador não possui os meios de produção e a matéria-prima; • O trabalhador não controla a qualidade, a quantidade, as vendas e o lucro. • Acompanha o processo produtivo. Texto: Elaborado especialmente para o Centro de Mídias SP. Imagem: Markus Schweiß (CC BY-SA 3.0) Museu da Primeira Industrialização, Wuppertal (Alemanha). Wikimedia Commons. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Spinning_jenny.jpg. Acesso em: 2 mar. 2021.
  • 10. Maquinofatura • Mão de obra não requer qualificação, pois será um mero operador, alijado do processo de produção; • O trabalhador não possui os meios de produção e a matéria-prima; • O trabalhador não controla a qualidade, a quantidade, as vendas e o lucro. Máquina a vapor, de James Watt Texto: Elaborado especialmente para o Centro de Mídias SP. Imagem: Nicolás Pérez (CC BY-SA 3.0) Escola Técnica Superior de Engenheiros Industriais, Madri. Wikimedia Commons. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Maquina_vapor_Watt_ETSIIM.jpg. Acesso em: 2 mar. 2021.
  • 11. Dinastia STUART Jaime I (1603 – 1625) • Deter a burguesia • Perseguição aos puritanos • Dissolução Parlamento Carlos I (1625 – 1649) • Enfrenta resistência burguesa • Guerra Civil ou Revolução Puritana (1640 – 1649) • Carlos I é decapitado 1649 – Proclamado a República Oliver Cromwell • Lorde Protetor da República • Atos de Navegação 1653 – Dissolve o Parlamento 1658 – Cromwell morre e é substituído pelo seu filho 1660 – Parlamento articula o Retorno da dinastia STUART (Carlos II) Carlos II dissolve o Parlamento até 1681 Antecedentes Elaborado especialmente para o CMSP.
  • 12. 1681 – Jaime II assume após morte de seu irmão Carlos II Parlamento articula um golpe Convoca-se a filha do Rei Jaime II Maria II casa-se com Guilherme de Orange Revolução Gloriosa Rei deposto sem violência 1689 – Declaração dos Direitos • Limitava o poder dos reis • Monarquia parlamentarista • Liberdades individuais • Burguesia com poder político Elaborado especialmente para o CMSP. Antecedentes
  • 13. Os cercamentos eram fenômenos pelos quais as terras de uso coletivo na Grã- Bretanha começaram a ser cercadas para que passassem a ser de uso individual. Esse fenômeno se intensificou durante a época da Dinastia Tudor no Século XVI. A partir da segunda metade do Século XVIII, grande parte dos camponeses, que eram deslocados dos campos para as cidades devido aos cercamentos, passou a ser utilizada como mão de obra fabril para a Revolução Industrial. Êxodo Rural Os cercamentos Cercamentos. Wikipedia(CC BY-SA 3.0) Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Cercamentos. Acesso em: 2 mar. 2021.
  • 14. Por que a Inglaterra? Puritanismo (trabalho e lucro) Agricultura Capitalista (Cercamentos) Mão de obra barata (Êxodo rural) Minas de carvão mineral e ferro (matéria-prima) Acúmulo de capitais (Dinastia Tudor) Revolução Gloriosa (Liberalismo) Elaborado especialmente para o CMSP.
  • 15. . a) Reflita e debata com seus colegas sobre a relação entre a sociedade em que vivemos e os danos causados ao meio ambiente. Currículo em Ação, 2021. Caderno do Aluno, História, 8º Ano do EF, vol. 1, p. 249. Caderno do Aluno, p. 249, Atividade 5
  • 16. b) Explique, em seu caderno, por que aconteceram impactos ambientais após a Revolução Industrial. c) Pesquise os impactos ambientais em seu bairro ou cidade e selecione reportagens ou imagens para elaborar um cartaz sobre a relação entre a industrialização e os impactos ambientais. Currículo em Ação, 2021. Caderno do Aluno, História, 8º Ano do EF, vol. 1, p. 249.
  • 17. Inglaterra • Matéria-prima • Mão de obra • Capital • Transporte Fábricas • Péssimas condições de trabalho • Trabalho infantil e feminino Tecnologia e modernização • Navios e trens a vapor • Desenvolvimento das indústrias têxteis Reação dos trabalhadores • Ludismo • Cartismo • Trade Unions A Revolução Industrial foi marcada por um conjunto de mudanças na lógica de produção de mercadorias na Inglaterra durante segunda metade do século XVII. ©Pixabay