SlideShare uma empresa Scribd logo
O Homem como agente modificador do Ambiente Natural!
O homem e o ambiente natural... Nós seres humanos ocupamos diversos lugares na Terra, assim estamos sempre buscando maneiras diferentes de nos adaptarmos aos ambientes e ainda buscamos recursos necessários para nossa sobrevivência!
Observe as imagens a seguir: O que elas têm em comum?
[object Object],[object Object],[object Object]
Mas será que as mudanças que o homem vem realizando não tem gerado problemas? ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
O que o homem pode fazer para contribuir com a preservação do ambiente natural do nosso planeta?
Leia cada ação...    Não fazer   campanhas de uso racional de água e energia. Contribuir  com a limpeza da cidade, praticando ações simples como não acumular lixo em casa, ruas, terrenos, praias, rios e mares. Não jogar lixo pela janela.  Fumar  em ambientes públicos fechados.  Utilizar  a água que sobrou da chaleira, do cozimento de ovos e da lavagem de vegetais para aguar plantas. Armazenar água da chuva, em recipientes fechados, para lavar carros e calçadas, economizando água – recurso natural limitado – nas ações cotidianas.  Diminuir  o uso de energia elétrica entre 6 e 9 horas da noite. Desligar aparelhos que não estão sendo usados, economizando e evitando a falta de energia elétrica.  Economizar  papel. Imprimir apenas documentos importantes e procurar usar os dois lados da folha. O verso de uma folha pode ser usado como rascunho, bloco de recados ou para os desenhos das crianças.  Participar   de ações de preservação e defesa de mangues, rios e mares.  Participar  de projetos sociais para construção de cisternas e casas com esgotamento sanitário para famílias de baixa renda, em áreas urbanas ou rurais.  Incentivar  o uso de sacolas reutilizáveis para compras. Incentivar  o uso de produtos feitos com material reciclado .
Agora responda: quais são  positivas  e quais são  negativas ?
 
Capítulo VI – DO MEIO AMBIENTE Art. 225 – Todos têm o direito ao meio ambiente  ecologicamente equilibrado ,  bem   de uso  comum  do povo  e essencial à  sadia  qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.
 
 
A tecnologia e o ambiente O homem transforma o meio ambiente, faz modificações, para construir locais de moradia, trabalho e convivência. Para isso ele utiliza muitos recursos tecnológicos como máquinas e equipamentos.
Escavadeira:  como escava o solo, provoca modificação na paisagem, rebaixa as regiões mais altas...
Motosserra:   provoca o desmatamento, que empobrece o solo e modifica o clima...
Draga :  retira areia dos rios, pode prejudicar o leito e as margens dos rios...
Inseticidas:   pode prejudicar o solo, as plantas que crescem nele e os animais que se alimentam das plantas, provocando o desequilíbrio ambiental e na cadeia alimentar.
Para que o homem modifica o ambiente? a)  Para produzir alimentos:  o homem modifica o ambiente. Ele retira a vegetação natural e ocupa as terras com as plantações de alimentos e pastagens. Para que o solo continue fértil e produtivo, os agricultores utilizam algumas técnicas. Entre elas temos: a aragem, a irrigação e a adubação.
b)   Para obter recursos minerais:  usando a tecnologia muitos recursos são retirados do solo:petróleo, ferro, areia... Esses recursos são necessários na construção e na fabricação de produtos utilizados pelo homem em sua vida moderna.
c)  Para construir cidades:  o homem ocupa áreas naturais, transformando-as em ambientes modificados, construídos. Ainda bem que existem leis que dizem o que pode e o que não pode ser feito, assim evitando o destruição do ambiente natural.
d)  Para construir as usinas hidrelétricas: Se para você é muito natural acender a luz quando está escuro, para uma criança da sua idade, só que 120 anos atrás, não era não. A lâmpada só foi inventada em 1879. Antes disso, para iluminar um ambiente escuro, era preciso usar lampiões a gás ou a óleo. Ou então, velas. Imagine só o desconforto! Para acender a luz e fazer funcionar aparelhos eletrônicos precisamos da energia elétrica.
A energia elétrica traz muito conforto para as pessoas, mas a construção de usinas hidrelétricas tem sido evitada no Brasil.  Por que isso acontece?
Para se construir uma usina hidrelétrica se faz necessário represar uma grande quantidade de água. Esse fato provoca impacto ambiental matando muitos animais e plantas existentes na região da construção da usina. Por esse motivo o Brasil tem procurado não realizar essas construções, com a finalidade de preservar o meio ambiente.   O QUE PODEMOS FAZER PARA EVITAR A CONSTRUÇÃO DAS USINAS HIDRELÉTRICAS?
 
Finalizando: Existem ambientes:  NATURAIS E MODIFICADOS.
O homem  modifica o ambiente para: Produzir alimentos Construir  cidades Construir  usinas hidrelétricas Obter recursos  minerais
Problemas ambientais  gerados: Desmatamento : para plantação e pastagem Modificação   do relevo.  Destruição  da fauna  e flora Mudança  no clima. Enchentes e poluição do ar
Ações que podem diminuir os problemas ambientais: Aumentar e proteger as áreas verdes; Reutilizar objetos; Reciclar objetos...
Para pensar:   TUDO SE TRANSFORMA   Um dos maiores problemas do planeta Terra é a  produção de lixo . Ele não serve para nada, certo? Nada disso. Tudo aquilo que jogamos fora pode ser reaproveitado. Os restos de alimentos são adubos naturais: quando cascas, folhas e outros restos de alimentos são enterrados, eles se decompõem em matéria orgânica e alimentam as plantas.   Pense em  duas ações que podem ser realizadas para ajudar a diminuir a quantidade de lixo no planeta.
Reduzir:  a quantidade de lixo que produzimos – papel, embalagens... Reutilizar:  procurar usar mais de uma vez, exemplo garrafas de vidro, pets,potes de sorvete... Reciclar:  transformar um produto em outro, evitando que seja retirado de novo da natureza!
Para complementar: Vídeos:  www.youtube.com.br http://www.youtube.com/watch?v=pkfdrbrN2kg Sites:  www.smartkids.com.br http://www.smartkids.com.br/desenhos-animados/reciclagem.html www.criancaecologica.sp.gov.br
O Homem como agente modificador do ambiente. Conteúdo do 2º bimestre Colégio Alpis Veredas Série: 3º ano Fund. I Professora Sibele

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slaide 3º ano
Slaide 3º anoSlaide 3º ano
Slaide 3º ano
Francielle Meireles
 
texto Paisagem
texto Paisagemtexto Paisagem
texto Paisagem
julliana brito
 
PAISAGEM NATURAL E HUMANIZADA
PAISAGEM NATURAL E HUMANIZADAPAISAGEM NATURAL E HUMANIZADA
PAISAGEM NATURAL E HUMANIZADA
Rita Rocha
 
PAISAGEM, ESPAÇO E LUGAR
PAISAGEM, ESPAÇO E LUGARPAISAGEM, ESPAÇO E LUGAR
PAISAGEM, ESPAÇO E LUGAR
DANUBIA ZANOTELLI
 
Paisagem cultural e paisagem natural
Paisagem cultural e paisagem naturalPaisagem cultural e paisagem natural
Paisagem cultural e paisagem natural
Instituto Santa Teresa
 
Dr 4 clc
Dr 4 clcDr 4 clc
Dr 4 clc
cattonia
 
apresentacao_paisagem e_espaco
apresentacao_paisagem e_espacoapresentacao_paisagem e_espaco
apresentacao_paisagem e_espaco
SECULT SALVADOR, SEC BAHIA
 
Paisagens e espaço geográfico
Paisagens e espaço geográficoPaisagens e espaço geográfico
Paisagem, espaço e lugar
Paisagem, espaço e lugarPaisagem, espaço e lugar
Paisagem, espaço e lugar
André Luiz Marques
 
Sociedade e Natureza
Sociedade e NaturezaSociedade e Natureza
Sociedade e Natureza
AVM
 
As paisagens e o espaço geográfico
As paisagens e o espaço geográficoAs paisagens e o espaço geográfico
As paisagens e o espaço geográfico
1medioc
 
IECJ - Cap. 1 - As paisagens e o espaço geográfico - 6º ano do EFII
IECJ - Cap. 1 - As paisagens e o espaço geográfico - 6º ano do EFIIIECJ - Cap. 1 - As paisagens e o espaço geográfico - 6º ano do EFII
IECJ - Cap. 1 - As paisagens e o espaço geográfico - 6º ano do EFII
profrodrigoribeiro
 
Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem
dinamary8
 
3 Marcadores
3 Marcadores3 Marcadores
3 Marcadores
guestcea83939
 
Unidade 1 6º ano
Unidade 1 6º anoUnidade 1 6º ano
Unidade 1 6º ano
Christie Freitas
 
Conceitos geograficos e setores da economia
Conceitos geograficos e setores da economiaConceitos geograficos e setores da economia
Conceitos geograficos e setores da economia
flaviocosac
 
Conteúdo b geo pav
Conteúdo b geo pavConteúdo b geo pav
Conteúdo b geo pav
Atividades Diversas Cláudia
 
meio ambiente
meio ambientemeio ambiente
meio ambiente
guest82b41f
 
3.geografia e as paaisagens 1
3.geografia e as paaisagens 13.geografia e as paaisagens 1
3.geografia e as paaisagens 1
Escola
 

Mais procurados (19)

Slaide 3º ano
Slaide 3º anoSlaide 3º ano
Slaide 3º ano
 
texto Paisagem
texto Paisagemtexto Paisagem
texto Paisagem
 
PAISAGEM NATURAL E HUMANIZADA
PAISAGEM NATURAL E HUMANIZADAPAISAGEM NATURAL E HUMANIZADA
PAISAGEM NATURAL E HUMANIZADA
 
PAISAGEM, ESPAÇO E LUGAR
PAISAGEM, ESPAÇO E LUGARPAISAGEM, ESPAÇO E LUGAR
PAISAGEM, ESPAÇO E LUGAR
 
Paisagem cultural e paisagem natural
Paisagem cultural e paisagem naturalPaisagem cultural e paisagem natural
Paisagem cultural e paisagem natural
 
Dr 4 clc
Dr 4 clcDr 4 clc
Dr 4 clc
 
apresentacao_paisagem e_espaco
apresentacao_paisagem e_espacoapresentacao_paisagem e_espaco
apresentacao_paisagem e_espaco
 
Paisagens e espaço geográfico
Paisagens e espaço geográficoPaisagens e espaço geográfico
Paisagens e espaço geográfico
 
Paisagem, espaço e lugar
Paisagem, espaço e lugarPaisagem, espaço e lugar
Paisagem, espaço e lugar
 
Sociedade e Natureza
Sociedade e NaturezaSociedade e Natureza
Sociedade e Natureza
 
As paisagens e o espaço geográfico
As paisagens e o espaço geográficoAs paisagens e o espaço geográfico
As paisagens e o espaço geográfico
 
IECJ - Cap. 1 - As paisagens e o espaço geográfico - 6º ano do EFII
IECJ - Cap. 1 - As paisagens e o espaço geográfico - 6º ano do EFIIIECJ - Cap. 1 - As paisagens e o espaço geográfico - 6º ano do EFII
IECJ - Cap. 1 - As paisagens e o espaço geográfico - 6º ano do EFII
 
Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem
 
3 Marcadores
3 Marcadores3 Marcadores
3 Marcadores
 
Unidade 1 6º ano
Unidade 1 6º anoUnidade 1 6º ano
Unidade 1 6º ano
 
Conceitos geograficos e setores da economia
Conceitos geograficos e setores da economiaConceitos geograficos e setores da economia
Conceitos geograficos e setores da economia
 
Conteúdo b geo pav
Conteúdo b geo pavConteúdo b geo pav
Conteúdo b geo pav
 
meio ambiente
meio ambientemeio ambiente
meio ambiente
 
3.geografia e as paaisagens 1
3.geografia e as paaisagens 13.geografia e as paaisagens 1
3.geografia e as paaisagens 1
 

Destaque

Ativ. lab. informatica - MEIO AMBIENTE
Ativ. lab. informatica - MEIO AMBIENTEAtiv. lab. informatica - MEIO AMBIENTE
Ativ. lab. informatica - MEIO AMBIENTE
GieleLima17
 
As paisagens e o relevo
As paisagens e o relevoAs paisagens e o relevo
As paisagens e o relevo
Salageo Cristina
 
Paisagen natural e modificada pelo homem
Paisagen natural e modificada pelo homemPaisagen natural e modificada pelo homem
Paisagen natural e modificada pelo homem
Hayana Oliveira
 
O homem modificando a paisagem na zona oeste do rio de janeiro
O homem modificando a paisagem na zona oeste do rio de janeiroO homem modificando a paisagem na zona oeste do rio de janeiro
O homem modificando a paisagem na zona oeste do rio de janeiro
Salageo Cristina
 
Apostila iv conferência infatojuvenil pelo meio ambiente
Apostila iv conferência infatojuvenil pelo meio ambienteApostila iv conferência infatojuvenil pelo meio ambiente
Apostila iv conferência infatojuvenil pelo meio ambiente
Taciano Gonçalves
 
Case MáRcio Dias Lopes Licenciamento Ambiental Como Ferramenta De GestãO
Case   MáRcio Dias Lopes   Licenciamento Ambiental Como Ferramenta De GestãOCase   MáRcio Dias Lopes   Licenciamento Ambiental Como Ferramenta De GestãO
Case MáRcio Dias Lopes Licenciamento Ambiental Como Ferramenta De GestãO
jannicemonteiro
 
Física – eletricidade geradores e receptores 01 – 2013
Física – eletricidade geradores e receptores 01 – 2013Física – eletricidade geradores e receptores 01 – 2013
Física – eletricidade geradores e receptores 01 – 2013
Jakson Raphael Pereira Barbosa
 
Física
FísicaFísica
Apostila legislacao ambiental
Apostila legislacao ambientalApostila legislacao ambiental
Apostila legislacao ambiental
Robson alex santos
 
Iso 14000
Iso 14000Iso 14000
Mineração e meio ambiente iso14 a
Mineração e meio ambiente iso14 aMineração e meio ambiente iso14 a
Mineração e meio ambiente iso14 a
PublicaTUDO
 
Eletrostática
EletrostáticaEletrostática
Eletrostática
Ricardo Bonaldo
 
História da tabela periódica(final)
História da tabela periódica(final)História da tabela periódica(final)
História da tabela periódica(final)
ct-esma
 
Aula 5 fundamentos de gestão e ambiental 06.09 2
Aula 5 fundamentos de gestão e ambiental 06.09 2Aula 5 fundamentos de gestão e ambiental 06.09 2
Aula 5 fundamentos de gestão e ambiental 06.09 2
Carina Marciela Mews
 
Paisagem natural e modificada
Paisagem natural e modificadaPaisagem natural e modificada
Paisagem natural e modificada
cassiakris
 
II.1 Vírus
II.1 VírusII.1 Vírus
II.1 Vírus
Rebeca Vale
 
Os seres vivos e seres não vivos
Os seres vivos e seres não vivosOs seres vivos e seres não vivos
Os seres vivos e seres não vivos
jmabp4
 
ISO 14000 Y MEDIO AMBIENTE
ISO 14000 Y MEDIO AMBIENTEISO 14000 Y MEDIO AMBIENTE
ISO 14000 Y MEDIO AMBIENTE
Claudia Castro
 
Impacto da tecnologia no mundo do trabalho
Impacto da tecnologia no mundo do trabalhoImpacto da tecnologia no mundo do trabalho
Impacto da tecnologia no mundo do trabalho
Leandra Tognin
 
Paisagens do mundo
Paisagens do mundoPaisagens do mundo
Paisagens do mundo
Abner de Paula
 

Destaque (20)

Ativ. lab. informatica - MEIO AMBIENTE
Ativ. lab. informatica - MEIO AMBIENTEAtiv. lab. informatica - MEIO AMBIENTE
Ativ. lab. informatica - MEIO AMBIENTE
 
As paisagens e o relevo
As paisagens e o relevoAs paisagens e o relevo
As paisagens e o relevo
 
Paisagen natural e modificada pelo homem
Paisagen natural e modificada pelo homemPaisagen natural e modificada pelo homem
Paisagen natural e modificada pelo homem
 
O homem modificando a paisagem na zona oeste do rio de janeiro
O homem modificando a paisagem na zona oeste do rio de janeiroO homem modificando a paisagem na zona oeste do rio de janeiro
O homem modificando a paisagem na zona oeste do rio de janeiro
 
Apostila iv conferência infatojuvenil pelo meio ambiente
Apostila iv conferência infatojuvenil pelo meio ambienteApostila iv conferência infatojuvenil pelo meio ambiente
Apostila iv conferência infatojuvenil pelo meio ambiente
 
Case MáRcio Dias Lopes Licenciamento Ambiental Como Ferramenta De GestãO
Case   MáRcio Dias Lopes   Licenciamento Ambiental Como Ferramenta De GestãOCase   MáRcio Dias Lopes   Licenciamento Ambiental Como Ferramenta De GestãO
Case MáRcio Dias Lopes Licenciamento Ambiental Como Ferramenta De GestãO
 
Física – eletricidade geradores e receptores 01 – 2013
Física – eletricidade geradores e receptores 01 – 2013Física – eletricidade geradores e receptores 01 – 2013
Física – eletricidade geradores e receptores 01 – 2013
 
Física
FísicaFísica
Física
 
Apostila legislacao ambiental
Apostila legislacao ambientalApostila legislacao ambiental
Apostila legislacao ambiental
 
Iso 14000
Iso 14000Iso 14000
Iso 14000
 
Mineração e meio ambiente iso14 a
Mineração e meio ambiente iso14 aMineração e meio ambiente iso14 a
Mineração e meio ambiente iso14 a
 
Eletrostática
EletrostáticaEletrostática
Eletrostática
 
História da tabela periódica(final)
História da tabela periódica(final)História da tabela periódica(final)
História da tabela periódica(final)
 
Aula 5 fundamentos de gestão e ambiental 06.09 2
Aula 5 fundamentos de gestão e ambiental 06.09 2Aula 5 fundamentos de gestão e ambiental 06.09 2
Aula 5 fundamentos de gestão e ambiental 06.09 2
 
Paisagem natural e modificada
Paisagem natural e modificadaPaisagem natural e modificada
Paisagem natural e modificada
 
II.1 Vírus
II.1 VírusII.1 Vírus
II.1 Vírus
 
Os seres vivos e seres não vivos
Os seres vivos e seres não vivosOs seres vivos e seres não vivos
Os seres vivos e seres não vivos
 
ISO 14000 Y MEDIO AMBIENTE
ISO 14000 Y MEDIO AMBIENTEISO 14000 Y MEDIO AMBIENTE
ISO 14000 Y MEDIO AMBIENTE
 
Impacto da tecnologia no mundo do trabalho
Impacto da tecnologia no mundo do trabalhoImpacto da tecnologia no mundo do trabalho
Impacto da tecnologia no mundo do trabalho
 
Paisagens do mundo
Paisagens do mundoPaisagens do mundo
Paisagens do mundo
 

Semelhante a Resumo de Ciências - 2º Bimestre

Treinamento de Coleta Seletiva.ppt
Treinamento de Coleta Seletiva.pptTreinamento de Coleta Seletiva.ppt
Treinamento de Coleta Seletiva.ppt
WellingtonBarbosa63
 
Projeto valores sustentabilidade
Projeto valores sustentabilidadeProjeto valores sustentabilidade
Projeto valores sustentabilidade
Delziene Jesus
 
Coleta Seletiva e o Meio Ambiente.ppt
Coleta Seletiva e o Meio Ambiente.pptColeta Seletiva e o Meio Ambiente.ppt
Coleta Seletiva e o Meio Ambiente.ppt
carlossilva333486
 
P.t. 7 trab ruifatjose[1]
P.t. 7 trab ruifatjose[1]P.t. 7 trab ruifatjose[1]
P.t. 7 trab ruifatjose[1]
jcarlossoliveira
 
Trab ruifatjose
Trab ruifatjoseTrab ruifatjose
Trab ruifatjose
ruigalvao
 
Reciccabio história
Reciccabio históriaReciccabio história
Reciccabio história
escolaruibarbosa
 
Reciccabio história
Reciccabio históriaReciccabio história
Reciccabio história
marciahajjar
 
Gestão e sustentabilidade
Gestão e sustentabilidadeGestão e sustentabilidade
Gestão e sustentabilidade
cARLOS CAMPOS
 
Resíduos - um mal necessário.O que fazer?
Resíduos - um mal necessário.O que fazer?Resíduos - um mal necessário.O que fazer?
Resíduos - um mal necessário.O que fazer?
Helena Marques
 
Fóruns internacionais sobre o meio ambiente
Fóruns internacionais sobre o meio ambienteFóruns internacionais sobre o meio ambiente
Fóruns internacionais sobre o meio ambiente
Jamilly Ribeiro
 
Especialidade Reciclagem e sustentabilidade
Especialidade Reciclagem e sustentabilidade Especialidade Reciclagem e sustentabilidade
Especialidade Reciclagem e sustentabilidade
Jonatãs Demétrio
 
Saneamento básico
Saneamento básicoSaneamento básico
Saneamento básico
PhoenixSportFitness
 
Fóruns internacionais sobre o meio ambiente
Fóruns internacionais sobre o meio ambienteFóruns internacionais sobre o meio ambiente
Fóruns internacionais sobre o meio ambiente
Jamilly Ribeiro
 
Residuos8ano
Residuos8anoResiduos8ano
Residuos8ano
Terceiro Calhau
 
Composição da pegada ecológica (2)qq
Composição da pegada ecológica (2)qqComposição da pegada ecológica (2)qq
Composição da pegada ecológica (2)qq
Atividades Diversas Cláudia
 
Composição da pegada ecológica produção e consumo
Composição da pegada ecológica   produção e consumoComposição da pegada ecológica   produção e consumo
Composição da pegada ecológica produção e consumo
Atividades Diversas Cláudia
 
texto 5 de Junho.docx
texto 5 de Junho.docxtexto 5 de Junho.docx
texto 5 de Junho.docx
RosanaCosta70
 
Poluição Não!
Poluição Não!Poluição Não!
Poluição Não!
mjvmarques
 
Semana do Meio Ambiente
Semana do Meio AmbienteSemana do Meio Ambiente
Semana do Meio Ambiente
Moisés Ferreira Barreto
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
Michele Pó
 

Semelhante a Resumo de Ciências - 2º Bimestre (20)

Treinamento de Coleta Seletiva.ppt
Treinamento de Coleta Seletiva.pptTreinamento de Coleta Seletiva.ppt
Treinamento de Coleta Seletiva.ppt
 
Projeto valores sustentabilidade
Projeto valores sustentabilidadeProjeto valores sustentabilidade
Projeto valores sustentabilidade
 
Coleta Seletiva e o Meio Ambiente.ppt
Coleta Seletiva e o Meio Ambiente.pptColeta Seletiva e o Meio Ambiente.ppt
Coleta Seletiva e o Meio Ambiente.ppt
 
P.t. 7 trab ruifatjose[1]
P.t. 7 trab ruifatjose[1]P.t. 7 trab ruifatjose[1]
P.t. 7 trab ruifatjose[1]
 
Trab ruifatjose
Trab ruifatjoseTrab ruifatjose
Trab ruifatjose
 
Reciccabio história
Reciccabio históriaReciccabio história
Reciccabio história
 
Reciccabio história
Reciccabio históriaReciccabio história
Reciccabio história
 
Gestão e sustentabilidade
Gestão e sustentabilidadeGestão e sustentabilidade
Gestão e sustentabilidade
 
Resíduos - um mal necessário.O que fazer?
Resíduos - um mal necessário.O que fazer?Resíduos - um mal necessário.O que fazer?
Resíduos - um mal necessário.O que fazer?
 
Fóruns internacionais sobre o meio ambiente
Fóruns internacionais sobre o meio ambienteFóruns internacionais sobre o meio ambiente
Fóruns internacionais sobre o meio ambiente
 
Especialidade Reciclagem e sustentabilidade
Especialidade Reciclagem e sustentabilidade Especialidade Reciclagem e sustentabilidade
Especialidade Reciclagem e sustentabilidade
 
Saneamento básico
Saneamento básicoSaneamento básico
Saneamento básico
 
Fóruns internacionais sobre o meio ambiente
Fóruns internacionais sobre o meio ambienteFóruns internacionais sobre o meio ambiente
Fóruns internacionais sobre o meio ambiente
 
Residuos8ano
Residuos8anoResiduos8ano
Residuos8ano
 
Composição da pegada ecológica (2)qq
Composição da pegada ecológica (2)qqComposição da pegada ecológica (2)qq
Composição da pegada ecológica (2)qq
 
Composição da pegada ecológica produção e consumo
Composição da pegada ecológica   produção e consumoComposição da pegada ecológica   produção e consumo
Composição da pegada ecológica produção e consumo
 
texto 5 de Junho.docx
texto 5 de Junho.docxtexto 5 de Junho.docx
texto 5 de Junho.docx
 
Poluição Não!
Poluição Não!Poluição Não!
Poluição Não!
 
Semana do Meio Ambiente
Semana do Meio AmbienteSemana do Meio Ambiente
Semana do Meio Ambiente
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
 

Mais de alpisveredas

Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
alpisveredas
 
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestreResumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
alpisveredas
 
Eu e outras poesias
Eu e outras poesiasEu e outras poesias
Eu e outras poesias
alpisveredas
 
Conteúdo de Geografia - 2º Bimestre
Conteúdo de Geografia - 2º BimestreConteúdo de Geografia - 2º Bimestre
Conteúdo de Geografia - 2º Bimestre
alpisveredas
 
Resumo de História - 2º Bimestre
Resumo de História - 2º BimestreResumo de História - 2º Bimestre
Resumo de História - 2º Bimestre
alpisveredas
 
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
alpisveredas
 
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestreResumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
alpisveredas
 
Resumo bimestral de geografia 4º bimestre
Resumo bimestral de geografia 4º bimestreResumo bimestral de geografia 4º bimestre
Resumo bimestral de geografia 4º bimestre
alpisveredas
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
alpisveredas
 
Conteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestre
Conteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestreConteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestre
Conteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestre
alpisveredas
 
Resumo de Ciências - 4ª Bimestre
Resumo de Ciências - 4ª BimestreResumo de Ciências - 4ª Bimestre
Resumo de Ciências - 4ª Bimestre
alpisveredas
 

Mais de alpisveredas (11)

Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
 
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestreResumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
 
Eu e outras poesias
Eu e outras poesiasEu e outras poesias
Eu e outras poesias
 
Conteúdo de Geografia - 2º Bimestre
Conteúdo de Geografia - 2º BimestreConteúdo de Geografia - 2º Bimestre
Conteúdo de Geografia - 2º Bimestre
 
Resumo de História - 2º Bimestre
Resumo de História - 2º BimestreResumo de História - 2º Bimestre
Resumo de História - 2º Bimestre
 
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
 
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestreResumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
 
Resumo bimestral de geografia 4º bimestre
Resumo bimestral de geografia 4º bimestreResumo bimestral de geografia 4º bimestre
Resumo bimestral de geografia 4º bimestre
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
 
Conteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestre
Conteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestreConteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestre
Conteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestre
 
Resumo de Ciências - 4ª Bimestre
Resumo de Ciências - 4ª BimestreResumo de Ciências - 4ª Bimestre
Resumo de Ciências - 4ª Bimestre
 

Último

Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 

Último (20)

Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 

Resumo de Ciências - 2º Bimestre

  • 1. O Homem como agente modificador do Ambiente Natural!
  • 2. O homem e o ambiente natural... Nós seres humanos ocupamos diversos lugares na Terra, assim estamos sempre buscando maneiras diferentes de nos adaptarmos aos ambientes e ainda buscamos recursos necessários para nossa sobrevivência!
  • 3. Observe as imagens a seguir: O que elas têm em comum?
  • 4.
  • 5.
  • 6. O que o homem pode fazer para contribuir com a preservação do ambiente natural do nosso planeta?
  • 7. Leia cada ação... Não fazer campanhas de uso racional de água e energia. Contribuir com a limpeza da cidade, praticando ações simples como não acumular lixo em casa, ruas, terrenos, praias, rios e mares. Não jogar lixo pela janela. Fumar em ambientes públicos fechados. Utilizar a água que sobrou da chaleira, do cozimento de ovos e da lavagem de vegetais para aguar plantas. Armazenar água da chuva, em recipientes fechados, para lavar carros e calçadas, economizando água – recurso natural limitado – nas ações cotidianas. Diminuir o uso de energia elétrica entre 6 e 9 horas da noite. Desligar aparelhos que não estão sendo usados, economizando e evitando a falta de energia elétrica. Economizar papel. Imprimir apenas documentos importantes e procurar usar os dois lados da folha. O verso de uma folha pode ser usado como rascunho, bloco de recados ou para os desenhos das crianças. Participar de ações de preservação e defesa de mangues, rios e mares. Participar de projetos sociais para construção de cisternas e casas com esgotamento sanitário para famílias de baixa renda, em áreas urbanas ou rurais. Incentivar o uso de sacolas reutilizáveis para compras. Incentivar o uso de produtos feitos com material reciclado .
  • 8. Agora responda: quais são positivas e quais são negativas ?
  • 9.  
  • 10. Capítulo VI – DO MEIO AMBIENTE Art. 225 – Todos têm o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado , bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.
  • 11.  
  • 12.  
  • 13. A tecnologia e o ambiente O homem transforma o meio ambiente, faz modificações, para construir locais de moradia, trabalho e convivência. Para isso ele utiliza muitos recursos tecnológicos como máquinas e equipamentos.
  • 14. Escavadeira: como escava o solo, provoca modificação na paisagem, rebaixa as regiões mais altas...
  • 15. Motosserra: provoca o desmatamento, que empobrece o solo e modifica o clima...
  • 16. Draga : retira areia dos rios, pode prejudicar o leito e as margens dos rios...
  • 17. Inseticidas: pode prejudicar o solo, as plantas que crescem nele e os animais que se alimentam das plantas, provocando o desequilíbrio ambiental e na cadeia alimentar.
  • 18. Para que o homem modifica o ambiente? a) Para produzir alimentos: o homem modifica o ambiente. Ele retira a vegetação natural e ocupa as terras com as plantações de alimentos e pastagens. Para que o solo continue fértil e produtivo, os agricultores utilizam algumas técnicas. Entre elas temos: a aragem, a irrigação e a adubação.
  • 19. b) Para obter recursos minerais: usando a tecnologia muitos recursos são retirados do solo:petróleo, ferro, areia... Esses recursos são necessários na construção e na fabricação de produtos utilizados pelo homem em sua vida moderna.
  • 20. c) Para construir cidades: o homem ocupa áreas naturais, transformando-as em ambientes modificados, construídos. Ainda bem que existem leis que dizem o que pode e o que não pode ser feito, assim evitando o destruição do ambiente natural.
  • 21. d) Para construir as usinas hidrelétricas: Se para você é muito natural acender a luz quando está escuro, para uma criança da sua idade, só que 120 anos atrás, não era não. A lâmpada só foi inventada em 1879. Antes disso, para iluminar um ambiente escuro, era preciso usar lampiões a gás ou a óleo. Ou então, velas. Imagine só o desconforto! Para acender a luz e fazer funcionar aparelhos eletrônicos precisamos da energia elétrica.
  • 22. A energia elétrica traz muito conforto para as pessoas, mas a construção de usinas hidrelétricas tem sido evitada no Brasil. Por que isso acontece?
  • 23. Para se construir uma usina hidrelétrica se faz necessário represar uma grande quantidade de água. Esse fato provoca impacto ambiental matando muitos animais e plantas existentes na região da construção da usina. Por esse motivo o Brasil tem procurado não realizar essas construções, com a finalidade de preservar o meio ambiente. O QUE PODEMOS FAZER PARA EVITAR A CONSTRUÇÃO DAS USINAS HIDRELÉTRICAS?
  • 24.  
  • 25. Finalizando: Existem ambientes: NATURAIS E MODIFICADOS.
  • 26. O homem modifica o ambiente para: Produzir alimentos Construir cidades Construir usinas hidrelétricas Obter recursos minerais
  • 27. Problemas ambientais gerados: Desmatamento : para plantação e pastagem Modificação do relevo. Destruição da fauna e flora Mudança no clima. Enchentes e poluição do ar
  • 28. Ações que podem diminuir os problemas ambientais: Aumentar e proteger as áreas verdes; Reutilizar objetos; Reciclar objetos...
  • 29. Para pensar: TUDO SE TRANSFORMA Um dos maiores problemas do planeta Terra é a produção de lixo . Ele não serve para nada, certo? Nada disso. Tudo aquilo que jogamos fora pode ser reaproveitado. Os restos de alimentos são adubos naturais: quando cascas, folhas e outros restos de alimentos são enterrados, eles se decompõem em matéria orgânica e alimentam as plantas. Pense em duas ações que podem ser realizadas para ajudar a diminuir a quantidade de lixo no planeta.
  • 30. Reduzir: a quantidade de lixo que produzimos – papel, embalagens... Reutilizar: procurar usar mais de uma vez, exemplo garrafas de vidro, pets,potes de sorvete... Reciclar: transformar um produto em outro, evitando que seja retirado de novo da natureza!
  • 31. Para complementar: Vídeos: www.youtube.com.br http://www.youtube.com/watch?v=pkfdrbrN2kg Sites: www.smartkids.com.br http://www.smartkids.com.br/desenhos-animados/reciclagem.html www.criancaecologica.sp.gov.br
  • 32. O Homem como agente modificador do ambiente. Conteúdo do 2º bimestre Colégio Alpis Veredas Série: 3º ano Fund. I Professora Sibele