SlideShare uma empresa Scribd logo
Capítulo 1 O DESENVOLVIMENTO DOS SERES VIVOS No primeiro capítulo desta unidade você compreenderá as diferenças e semelhanças no nascimento e desenvolvimento de diferentes animais. Você verá que tanto o ser humano quanto os outros animais passam por diversas fases durante a vida, até chegar a sua fase adulta. É nesta fase que os seres vivos têm condições de produzir descendentes para a preservação de sua espécie.
Observe as imagens:
OS SERES HUMANOS Os seres humanos, durante a vida, passa por diversas fases.  Muitas modificações acontecem durante a sua vida! Pense em sua família:  Quem são os mais novos? E o mais velhos?  Em que eles se parecem?  Em que eles são diferentes?
Para pensar: Antes de nascer o ser humano também passa por várias mudanças, dentro do útero da mãe. Nos dois primeiros meses, ele é denominado  EMBRIÃO; embrião
Para pensar: Do terceiro mês em diante, recebe o nome de  FETO ; Ultrassonografia - feto de 4 meses
Para pensar: Ao nascer é denominado  RECÉM-NASCIDO . CURIOSIDADE:
Recém - nascido : Após o nascimento inicia esta fase, onde é necessário que o bebê receba todos os cuidados essenciais para o seu desenvolvimento saudável como; tomar vacinas necessárias , ser alimentado com leite materno, tomar banho de sol diariamente, ser protegido contra acidentes...
Porque um feto de 4 meses  não está pronto para nascer? Todos os orgãos internos do feto estão com suas estruturas principais já formadas. O figado começa a produzir o primeiro suco gástrico, e os rins iniciam a produção de urina.  Começam a crescer os primeiros cabelos: Entre a 15a. e a 16a. semana, os delineamentos do rosto do bebê se definem melhor, como a formação da boca. A pele que vai se formando é lisa e transparente, e os primeiros cabelinhos começam a aparecer. Como o bebê engole muito líquido amniótico,  às vezes ele pode ter soluços. E também poderá ser flagrado chupando  o  polegar.   Produz 100 células nervosas por segundo: Neste período, a produção de células nervosas inicia a se  acelerar, e as estruturas  muscular e óssea prosseguem em seu  Desenvolvimento, fazendo com que ele comece a se movimentar  mais dentro do útero materno.
Você sabia ???? Qual é o aspecto do bebê:   Ao final do 4° mês, o bebê em média mede uns 10 a 12 centímetros e seu peso pode chegar a aproximadamente 200 a 220 gramas.    Qual é o aspecto da mamãe: Ao final do quarto mês, a mamãe poderá mostrar orgulhosa a sua pequena barriguinha, e para algumas gestantes é a fase em   que elas conseguem sentir   pela primeira vez o bebê se mexendo.
Observe as fotos em seu material, ocorreram mudanças em seu corpo? Quais  foram as mudanças? Pense em 5 delas...
Mas o que é ? GESTAÇÃO E INCUBAÇÃO
Segundo o dicionário Aurélio: Gestação:   s.f. Desenvolvimento do embrião dos mamíferos a partir da concepção. / Gravidez. / Tempo que dura o estado de gestação, variando de 13 dias para a fêmea do gambá a 640 dias para a fêmea do elefante. /  Na mulher, esse período é de cerca de nove meses. Os pequenos mamíferos, que dão muitas crias, têm em geral, curtos períodos de gestação. Nos coelhos, o período médio de gestação é de 30 a 32 dias.
Segundo o dicionário Aurélio: INCUBAÇÃO: s.f. Ação das aves e de certos ovíparos chocarem seus ovos. / Conservação de culturas microbianas em estufa, para que   se   desenvolvam. Tartaruga botando ovos na areia. Filhote de jacaré saindo do ovo. Avestruz- -macho cuidando dos ovos.
Antes de nascerem os seres vivos também se alimentam...   Dentro do útero da mamãe. O embrião recebe nutrientes do sangue da mãe através do cordão umbilical. Dentro de um ovo O embrião de alimenta de substâncias nutritivas contidas na gema.
TEMPO DE GESTAÇÃO E  INCUBAÇÃO  DE ALGUNS ANIMAIS: GESTAÇÃO COELHO  30 dias CANGURU  39 dias CACHORRO  39 dias LOBO  63 dias SER HUMANO  270 dias BOI  280 dias ELEFANTE  624 dias INCUBAÇÃO POMBO  18 dias GALINHA  21 dias PERU  28 dias TARTARUGA –DO -MAR   55 dias JACARÉ  61 dias
INTERESSANTE!!! O cavalo-marinho macho é quem carrega os ovos. A fêmea os deposita em uma bolsa ventral no macho, onde eles são incubados até o nascimento dos filhotes    Os pingüins machos ficam com o ovo e o aquecem enquanto a fêmea sai em busca de alimento. Quando a fêmea retorna, os papéis se invertem e é a vez do papai pingüim sair à caça .                                                    O cisne macho é o responsável por cuidar do ninho nos momentos em que a fêmea sai para caçar. Além disso, ele se reveza com a fêmea no transporte dos filhotes, carregando-os de um lado para o outro nas costas.
PAPAI É A SUA VEZ!!!   Exemplos de bons pais, os sagüis machos sempre carregam os pequenos. Os bebês só trocam de colo na hora de mamar.                     O macho do peixe-palhaço vigia os ovos até o nascimento dos alevinos. Além disso, na presença de predadores, ele cuida dos filhotes colocando-os na boca até o perigo passar.        O pica-pau macho constrói o ninho e se reveza com a fêmea na chocagem dos ovos. Depois do nascimento, os filhotes precisam que o pai busque o alimento, triture-o e o coloque em seus bicos.
O DESENVOLVIMENTO DO SER HUMANO
DESENVOLVIMENTO DO SER HUMANO:  Infância:  a infância inicia-se com o nascimento do bebê (recém-nascido) e prolonga-se por volta do 10/11 anos de idade. Nessa fase que ocorre grande parte do desenvolvimento do corpo e da mente da criança. É muito importante ter uma alimentação saudável, tomar vacinas necessárias, ser levado ao médico (pediatra) e ao dentista e praticar exercícios físicos e momentos de lazer...
O QUE ACONTECE DEPOIS QUE NASCEMOS? Após o nascimento, o recém- nascido começa a se desenvolver fora do útero da mãe.Esse desenvolvimento é muito grande durante o primeiro ano de vida!!! Observe as fotos que você colou em seu livro. O que há de diferente em você?  Converse com a mamãe ou o papai para descobrir algumas coisas que você fazia: Quando começou a andar? A falar? A segurar a mamadeira sozinho (a)? Qual foi seu primeiro brinquedo? Você segurava sozinho (a)?... Compare suas descobertas com as informações contidas em seu livro ma página 13 e 14.
OS PRIMEIROS MESES DE VIDA... Durante os meses que permanecemos no interior do útero de nossas mamães, recebemos alimentos e oxigênio através da circulação do sangue da mamãe. Depois que nascemos temos que nos adaptar ao novo ambiente... Temos que respirar sozinhos e sentimos fome!!! Nos primeiros 6 meses de vida, o leite materno é a maneira mais saudável de alimentar o bebê.Ele é um alimento completo, pois tem todos os nutrientes que suprem as necessidades dos bebês durante seu desenvolvimento, funcionando como verdadeiras vacinas livrando-os de doenças. Além de alimentar o bebê, a amamentação proporciona a criança uma profunda relação  afetiva da mamãe com o bebê!
Descobrindo: As principais mudanças que ocorrem na fase de crescimento e desenvolvimento são o aumento da altura, o aumento da capacidade de controlar os movimentos do corpo, a forma de falar, pensar e raciocinar e a forma de se relacionar com as pessoas.
Continuando: Você deve perceber que nem todas tema mesma altura. Isto se deve a vários fatores! Agora é com você! QUAIS SÃO ESSES FATORES?
Resposta!!! Se você respondeu que: Tem a ver com a tendência familiar, com o tipo da alimentação da mãe durante a gravidez e da alimentação do bebê no primeiro ano de vida... Você a... A ...a... A ...  Acertouuuuuuu!!!
A SAÚDE DO CORPO E DA VIDA: Para ter uma vida saudável é preciso conservar o bem estar do físico e da mente. Existem alguns cuidados que cada pessoa pode tomar para ter uma boa saúde, porém existem outros cuidados que dependem de toda sociedade. Veja alguns deles: Dormir aproximadamente 8 horas a 10 horas por dia, para estar bem descansado e disposto. Ter uma alimentação saudável com verduras, frutas, legumes, leite... Cuidar da higiene tanto corporal como bucal são hábitos que além de importante também pode ser muito agradável.
A alimentação SAUDÁVEL: Possibilita a formação do organismo e a reconstituição de pequenas partes do corpo; Ajuda no fornecimento de energia para que o organismo possa crescer, desenvolver-se e ter um bom funcionamento; Torna o corpo resistente às doenças; Por meio de uma boa alimentação temos disposição para brincar, trabalhar, estudar.
A PRÁTICA DE EXERCÍCIOS: É importante também que você pratique exercícios físicos, pois contribuem para o crescimento.
E as pessoas portadoras de deficiência? Para pessoas portadoras de deficiência, constitui-se em um fator de nivelamento entre os aspectos da capacidade física e competitiva, colocando as deficiências semelhantes em um grupo determinado. Esse fator significa, para atletas deficientes físicos, igualar a competição entre indivíduos com várias seqüelas de deficiência, onde o sistema de classificação eficiente é o pré-requisito para uma competição mais justa.  "Assegurar a competição justa e eliminar as possibilidades de injustiça entre participantes de classes semelhantes e dar prioridade para as mais severas desabilidades."
Algumas modalidades de esportes para deficientes físicos: Atletismo Basquetebol sobre rodas:  é jogado por paraplégicos, amputados, e atletas com seqüelas de poliomielite. Os regulamentos são os mesmos do basquetebol convencional com pequenas adaptações. Bocha Ciclismo:  três classes de atletas participam do ciclismo: paralisado cerebral, cegos com guias e amputados. Equitação:  os competidores com deficiência física, competem apenas na categoria de habilidades . Esgrima Tiro ao alvo:  é aberto a atletas deficientes físicos nas categorias sentado e em pé, para homens e mulheres. As equipes podem ser mistas. Futebol Natação:  divide-se em dois grupos de participantes: um grupo de competidores com deficiência visual e outro grupo com deficiência física. As regras não têm adaptações. Tênis de mesa e Tênis Voleibol PARA SABER MAIS:  http://www.solbrilhando.com.br/_Esportes/Necessidades_Especiais/Organizacao_do_Esporte_P_02.htm
Comparando as fases de desenvolvimento humano: O ser humano nasce, cresce e se desenvolve até que se torne uma pessoa adulta. Muitas mudanças acontecem no corpo de cada um de nós durante nossa vida!
Nossas crianças e nossos  idosos : Existem leis que asseguram os direitos das nossas crianças e dos nossos idosos e elas são muito importantes!
Direitos!!!  Acesse:   http://www.smartkids.com.br/desenhos-animados/direitos-das-criancas.html
Para complementar e brincar: Higiene corporal e saúde bucal http://www.youtube.com/watch?v=f9XqXEyxTDc& feature = related http://www.youtube.com/watch?v=yy_BP7Bfgaw& playnext =1& list =PLB58174717097384B& index =50 http://www.youtube.com/watch?v=hr5NWbhSkJU& feature = related Alimentação Saudável com Sr. Banana http://www.youtube.com/watch?v=qUN9i3RCYl8& feature = related http://www.youtube.com/watch?v=gdZJAW_BJfg As fases da vida http://www.youtube.com/watch?v=VfW8mhNW_pE&feature=related www.smartkids.com.br  – Sessão: Especiais http://www.smartkids.com.br/desenhos-animados/menino-bacteria.html
O DESENVOLVIMENTO DOS SERES VIVOS Conteúdo Mensal - 1º bimestre Série: 3º ano Fund. I Professora Sibele

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O que é adolescência
O que é adolescênciaO que é adolescência
O que é adolescência
Glaucielen Cristina
 
Reprodução humana
Reprodução humanaReprodução humana
Reprodução humana
educacaoraquetes
 
Susanita
SusanitaSusanita
Ciencias da natureza
Ciencias da naturezaCiencias da natureza
Ciencias da natureza
5feugeniocastro
 
Sexualidade para jovens
Sexualidade para jovensSexualidade para jovens
Sexualidade para jovens
DarkWolf
 
III.2 Da concepção ao nascimento
III.2 Da concepção ao nascimentoIII.2 Da concepção ao nascimento
III.2 Da concepção ao nascimento
Rebeca Vale
 
Sexualidade - puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dst
Sexualidade -  puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dstSexualidade -  puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dst
Sexualidade - puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dst
Ana Beatriz Cargnin
 
Esclarecendo Dúvidas Sobre Sexualidade
Esclarecendo Dúvidas Sobre SexualidadeEsclarecendo Dúvidas Sobre Sexualidade
Esclarecendo Dúvidas Sobre Sexualidade
guest9d8c5a
 
A puberdade - Enfa. Helena Pinto
A puberdade - Enfa. Helena PintoA puberdade - Enfa. Helena Pinto
A puberdade - Enfa. Helena Pinto
jmabp4
 
Aula 2 Puberdade, hormônios e reprodução
Aula 2 Puberdade, hormônios e reproduçãoAula 2 Puberdade, hormônios e reprodução
Aula 2 Puberdade, hormônios e reprodução
Ana Filadelfi
 
Aula 5 -_pelve_ossea__estatica_fetal
Aula 5 -_pelve_ossea__estatica_fetalAula 5 -_pelve_ossea__estatica_fetal
Aula 5 -_pelve_ossea__estatica_fetal
Gustavo Henrique
 
Adolescência e sexualidade
Adolescência e sexualidadeAdolescência e sexualidade
Adolescência e sexualidade
Bio Sem Limites
 
2 reprodução humana-parte_i
2 reprodução humana-parte_i2 reprodução humana-parte_i
2 reprodução humana-parte_i
Maria João Drumond
 
Puberdade
PuberdadePuberdade
Puberdade
eversonluz
 
Power point sobre gravidez trabalho com o andré
Power point sobre gravidez trabalho com o andréPower point sobre gravidez trabalho com o andré
Power point sobre gravidez trabalho com o andré
5eeugeiocastro
 
De embrião a bebé
De embrião a bebéDe embrião a bebé
De embrião a bebé
Diogo Guerreiro
 
Bebês sexulidade humana 7c 1
Bebês   sexulidade humana 7c 1Bebês   sexulidade humana 7c 1
Bebês sexulidade humana 7c 1
sansampa
 
Fecundação, desenvolvimento embrionário e parto
Fecundação, desenvolvimento embrionário e partoFecundação, desenvolvimento embrionário e parto
Fecundação, desenvolvimento embrionário e parto
Catir
 
O MILAGRE DA VIDA - No Útero
O MILAGRE DA VIDA - No ÚteroO MILAGRE DA VIDA - No Útero
O MILAGRE DA VIDA - No Útero
CNA - CLUBE NAMORO OU AMIZADE
 
Reprodução Humana
Reprodução HumanaReprodução Humana
Reprodução Humana
Karen Santos
 

Mais procurados (20)

O que é adolescência
O que é adolescênciaO que é adolescência
O que é adolescência
 
Reprodução humana
Reprodução humanaReprodução humana
Reprodução humana
 
Susanita
SusanitaSusanita
Susanita
 
Ciencias da natureza
Ciencias da naturezaCiencias da natureza
Ciencias da natureza
 
Sexualidade para jovens
Sexualidade para jovensSexualidade para jovens
Sexualidade para jovens
 
III.2 Da concepção ao nascimento
III.2 Da concepção ao nascimentoIII.2 Da concepção ao nascimento
III.2 Da concepção ao nascimento
 
Sexualidade - puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dst
Sexualidade -  puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dstSexualidade -  puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dst
Sexualidade - puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dst
 
Esclarecendo Dúvidas Sobre Sexualidade
Esclarecendo Dúvidas Sobre SexualidadeEsclarecendo Dúvidas Sobre Sexualidade
Esclarecendo Dúvidas Sobre Sexualidade
 
A puberdade - Enfa. Helena Pinto
A puberdade - Enfa. Helena PintoA puberdade - Enfa. Helena Pinto
A puberdade - Enfa. Helena Pinto
 
Aula 2 Puberdade, hormônios e reprodução
Aula 2 Puberdade, hormônios e reproduçãoAula 2 Puberdade, hormônios e reprodução
Aula 2 Puberdade, hormônios e reprodução
 
Aula 5 -_pelve_ossea__estatica_fetal
Aula 5 -_pelve_ossea__estatica_fetalAula 5 -_pelve_ossea__estatica_fetal
Aula 5 -_pelve_ossea__estatica_fetal
 
Adolescência e sexualidade
Adolescência e sexualidadeAdolescência e sexualidade
Adolescência e sexualidade
 
2 reprodução humana-parte_i
2 reprodução humana-parte_i2 reprodução humana-parte_i
2 reprodução humana-parte_i
 
Puberdade
PuberdadePuberdade
Puberdade
 
Power point sobre gravidez trabalho com o andré
Power point sobre gravidez trabalho com o andréPower point sobre gravidez trabalho com o andré
Power point sobre gravidez trabalho com o andré
 
De embrião a bebé
De embrião a bebéDe embrião a bebé
De embrião a bebé
 
Bebês sexulidade humana 7c 1
Bebês   sexulidade humana 7c 1Bebês   sexulidade humana 7c 1
Bebês sexulidade humana 7c 1
 
Fecundação, desenvolvimento embrionário e parto
Fecundação, desenvolvimento embrionário e partoFecundação, desenvolvimento embrionário e parto
Fecundação, desenvolvimento embrionário e parto
 
O MILAGRE DA VIDA - No Útero
O MILAGRE DA VIDA - No ÚteroO MILAGRE DA VIDA - No Útero
O MILAGRE DA VIDA - No Útero
 
Reprodução Humana
Reprodução HumanaReprodução Humana
Reprodução Humana
 

Destaque

Geração Crepúsculo: Eclipse - Uma Questão de Dedicação
Geração Crepúsculo: Eclipse - Uma Questão de DedicaçãoGeração Crepúsculo: Eclipse - Uma Questão de Dedicação
Geração Crepúsculo: Eclipse - Uma Questão de Dedicação
Daniel Faria Jr.
 
Encontrando seu Lugar na Comunidade dos Discípulos: Um Princípio, Duas Disf...
Encontrando seu Lugar na Comunidade dos Discípulos: Um Princípio, Duas Disf...Encontrando seu Lugar na Comunidade dos Discípulos: Um Princípio, Duas Disf...
Encontrando seu Lugar na Comunidade dos Discípulos: Um Princípio, Duas Disf...
Daniel Faria Jr.
 
Activitats tecno
Activitats tecnoActivitats tecno
Activitats tecno
edgarico98
 
Reading award-bookmarks
Reading award-bookmarksReading award-bookmarks
Reading award-bookmarks
share with me
 
Geografia da Europa - Geografia Política - Europa Ocidental
Geografia da Europa - Geografia Política - Europa OcidentalGeografia da Europa - Geografia Política - Europa Ocidental
Geografia da Europa - Geografia Política - Europa Ocidental
Carlos Ribeiro Medeiros
 
Plegable
PlegablePlegable
Plegable
Liseth Arrieta
 
Prova duatlo - classificações
Prova duatlo - classificaçõesProva duatlo - classificações
Prova duatlo - classificações
Sandra Freitas
 
Expo Software
Expo SoftwareExpo Software
Expo Software
jdanielmendieta
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
Daniel Lavouras (Bagual)
 
Educar para os média
Educar para os médiaEducar para os média
Educar para os média
Biblionofre
 
Como produzir um artigo de referencia para a wikipedia (manuel de sousa)
Como produzir um artigo de referencia para a wikipedia (manuel de sousa)Como produzir um artigo de referencia para a wikipedia (manuel de sousa)
Como produzir um artigo de referencia para a wikipedia (manuel de sousa)
Manuel de Sousa
 
Corruptores da miséria
Corruptores da misériaCorruptores da miséria
Corruptores da miséria
Sebastião Luiz Alves
 
Santidade nos Relacionamentos
Santidade nos RelacionamentosSantidade nos Relacionamentos
Santidade nos Relacionamentos
Daniel Faria Jr.
 
Narrar en femenino
Narrar en femeninoNarrar en femenino
Narrar en femenino
Campus Virtual ORT
 
Revisão da literatura 11-11-2010
Revisão da literatura 11-11-2010Revisão da literatura 11-11-2010
Revisão da literatura 11-11-2010
Daniela Ramos
 
Lidando com a ansiedade: em busca de uma nova paz
Lidando com a ansiedade: em busca de uma nova pazLidando com a ansiedade: em busca de uma nova paz
Lidando com a ansiedade: em busca de uma nova paz
Daniel Faria Jr.
 
Deseos de Padres Inicio Lectivo 2011
Deseos de Padres Inicio Lectivo 2011Deseos de Padres Inicio Lectivo 2011
Deseos de Padres Inicio Lectivo 2011
Campus Virtual ORT
 

Destaque (20)

Geração Crepúsculo: Eclipse - Uma Questão de Dedicação
Geração Crepúsculo: Eclipse - Uma Questão de DedicaçãoGeração Crepúsculo: Eclipse - Uma Questão de Dedicação
Geração Crepúsculo: Eclipse - Uma Questão de Dedicação
 
Encontrando seu Lugar na Comunidade dos Discípulos: Um Princípio, Duas Disf...
Encontrando seu Lugar na Comunidade dos Discípulos: Um Princípio, Duas Disf...Encontrando seu Lugar na Comunidade dos Discípulos: Um Princípio, Duas Disf...
Encontrando seu Lugar na Comunidade dos Discípulos: Um Princípio, Duas Disf...
 
Test
TestTest
Test
 
Activitats tecno
Activitats tecnoActivitats tecno
Activitats tecno
 
Reading award-bookmarks
Reading award-bookmarksReading award-bookmarks
Reading award-bookmarks
 
Geografia da Europa - Geografia Política - Europa Ocidental
Geografia da Europa - Geografia Política - Europa OcidentalGeografia da Europa - Geografia Política - Europa Ocidental
Geografia da Europa - Geografia Política - Europa Ocidental
 
Plegable
PlegablePlegable
Plegable
 
Prova duatlo - classificações
Prova duatlo - classificaçõesProva duatlo - classificações
Prova duatlo - classificações
 
Expo Software
Expo SoftwareExpo Software
Expo Software
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
 
Educar para os média
Educar para os médiaEducar para os média
Educar para os média
 
unoff grad trs
unoff grad trsunoff grad trs
unoff grad trs
 
Como produzir um artigo de referencia para a wikipedia (manuel de sousa)
Como produzir um artigo de referencia para a wikipedia (manuel de sousa)Como produzir um artigo de referencia para a wikipedia (manuel de sousa)
Como produzir um artigo de referencia para a wikipedia (manuel de sousa)
 
ㅇㄹㄴㄹ
ㅇㄹㄴㄹㅇㄹㄴㄹ
ㅇㄹㄴㄹ
 
Corruptores da miséria
Corruptores da misériaCorruptores da miséria
Corruptores da miséria
 
Santidade nos Relacionamentos
Santidade nos RelacionamentosSantidade nos Relacionamentos
Santidade nos Relacionamentos
 
Narrar en femenino
Narrar en femeninoNarrar en femenino
Narrar en femenino
 
Revisão da literatura 11-11-2010
Revisão da literatura 11-11-2010Revisão da literatura 11-11-2010
Revisão da literatura 11-11-2010
 
Lidando com a ansiedade: em busca de uma nova paz
Lidando com a ansiedade: em busca de uma nova pazLidando com a ansiedade: em busca de uma nova paz
Lidando com a ansiedade: em busca de uma nova paz
 
Deseos de Padres Inicio Lectivo 2011
Deseos de Padres Inicio Lectivo 2011Deseos de Padres Inicio Lectivo 2011
Deseos de Padres Inicio Lectivo 2011
 

Semelhante a Resumo de ciências mensal 1º bimestre

A formação de um ser humano
A formação de um ser humanoA formação de um ser humano
A formação de um ser humano
Eli Masc
 
8 ano: Desenvolvimento e maturidade
8 ano: Desenvolvimento e maturidade8 ano: Desenvolvimento e maturidade
8 ano: Desenvolvimento e maturidade
Sarah Lemes
 
Eu nos contextos margarida grupo 4
Eu nos contextos  margarida   grupo 4Eu nos contextos  margarida   grupo 4
Eu nos contextos margarida grupo 4
Pratica Matemática
 
Sistea genital
Sistea genitalSistea genital
8ª aula embriologia 2
8ª aula   embriologia 28ª aula   embriologia 2
8ª aula embriologia 2
preuniversitarioitab
 
Da fecundação ao nascimento
Da fecundação ao nascimentoDa fecundação ao nascimento
Da fecundação ao nascimento
5eeugeiocastro
 
Manual da Gestante
Manual da GestanteManual da Gestante
Manual da Gestante
Dr. Benevenuto
 
Word 9 d_6
Word 9 d_6Word 9 d_6
Word 9 d_6
pedrofranciscotic
 
ReproduçãO Humana
ReproduçãO HumanaReproduçãO Humana
ReproduçãO Humana
António Machado
 
Desvendando as Curiosidades da Maternidade.pdf
Desvendando as Curiosidades da Maternidade.pdfDesvendando as Curiosidades da Maternidade.pdf
Desvendando as Curiosidades da Maternidade.pdf
silvajulianna05
 
Cél.sex.desenv.embrionário,parto
Cél.sex.desenv.embrionário,partoCél.sex.desenv.embrionário,parto
Cél.sex.desenv.embrionário,parto
Rosa Pereira
 
Conteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestre
Conteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestreConteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestre
Conteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestre
alpisveredas
 
Reproducao
ReproducaoReproducao
Reproducao
sandravnunes
 
CordVida - Apresentação curso cuidados com o Bebê
CordVida - Apresentação curso cuidados com o BebêCordVida - Apresentação curso cuidados com o Bebê
CordVida - Apresentação curso cuidados com o Bebê
CORDVIDA
 
Trabalho embriologia
Trabalho embriologiaTrabalho embriologia
Trabalho embriologia
Emilydarosa
 
Manual de-bioetica-para-jovens-jmj-2013
Manual de-bioetica-para-jovens-jmj-2013Manual de-bioetica-para-jovens-jmj-2013
Manual de-bioetica-para-jovens-jmj-2013
Robertha Furlan
 
Sistemas reprodutores masculino e feminino/ regulação hormonal
Sistemas reprodutores masculino e feminino/ regulação hormonalSistemas reprodutores masculino e feminino/ regulação hormonal
Sistemas reprodutores masculino e feminino/ regulação hormonal
BE ESGN
 
Slides-estagios-da-gravidez_compressed-2b2qdp.pdf
Slides-estagios-da-gravidez_compressed-2b2qdp.pdfSlides-estagios-da-gravidez_compressed-2b2qdp.pdf
Slides-estagios-da-gravidez_compressed-2b2qdp.pdf
myllena16bep
 
Interrupção Voluntária Da Gravidez Aborto Trabalho Filosofia
Interrupção Voluntária Da Gravidez Aborto   Trabalho FilosofiaInterrupção Voluntária Da Gravidez Aborto   Trabalho Filosofia
Interrupção Voluntária Da Gravidez Aborto Trabalho Filosofia
SNM
 
Pai presente é_pai_informado_validacao_avasus
Pai presente é_pai_informado_validacao_avasusPai presente é_pai_informado_validacao_avasus
Pai presente é_pai_informado_validacao_avasus
sedis-suporte
 

Semelhante a Resumo de ciências mensal 1º bimestre (20)

A formação de um ser humano
A formação de um ser humanoA formação de um ser humano
A formação de um ser humano
 
8 ano: Desenvolvimento e maturidade
8 ano: Desenvolvimento e maturidade8 ano: Desenvolvimento e maturidade
8 ano: Desenvolvimento e maturidade
 
Eu nos contextos margarida grupo 4
Eu nos contextos  margarida   grupo 4Eu nos contextos  margarida   grupo 4
Eu nos contextos margarida grupo 4
 
Sistea genital
Sistea genitalSistea genital
Sistea genital
 
8ª aula embriologia 2
8ª aula   embriologia 28ª aula   embriologia 2
8ª aula embriologia 2
 
Da fecundação ao nascimento
Da fecundação ao nascimentoDa fecundação ao nascimento
Da fecundação ao nascimento
 
Manual da Gestante
Manual da GestanteManual da Gestante
Manual da Gestante
 
Word 9 d_6
Word 9 d_6Word 9 d_6
Word 9 d_6
 
ReproduçãO Humana
ReproduçãO HumanaReproduçãO Humana
ReproduçãO Humana
 
Desvendando as Curiosidades da Maternidade.pdf
Desvendando as Curiosidades da Maternidade.pdfDesvendando as Curiosidades da Maternidade.pdf
Desvendando as Curiosidades da Maternidade.pdf
 
Cél.sex.desenv.embrionário,parto
Cél.sex.desenv.embrionário,partoCél.sex.desenv.embrionário,parto
Cél.sex.desenv.embrionário,parto
 
Conteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestre
Conteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestreConteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestre
Conteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestre
 
Reproducao
ReproducaoReproducao
Reproducao
 
CordVida - Apresentação curso cuidados com o Bebê
CordVida - Apresentação curso cuidados com o BebêCordVida - Apresentação curso cuidados com o Bebê
CordVida - Apresentação curso cuidados com o Bebê
 
Trabalho embriologia
Trabalho embriologiaTrabalho embriologia
Trabalho embriologia
 
Manual de-bioetica-para-jovens-jmj-2013
Manual de-bioetica-para-jovens-jmj-2013Manual de-bioetica-para-jovens-jmj-2013
Manual de-bioetica-para-jovens-jmj-2013
 
Sistemas reprodutores masculino e feminino/ regulação hormonal
Sistemas reprodutores masculino e feminino/ regulação hormonalSistemas reprodutores masculino e feminino/ regulação hormonal
Sistemas reprodutores masculino e feminino/ regulação hormonal
 
Slides-estagios-da-gravidez_compressed-2b2qdp.pdf
Slides-estagios-da-gravidez_compressed-2b2qdp.pdfSlides-estagios-da-gravidez_compressed-2b2qdp.pdf
Slides-estagios-da-gravidez_compressed-2b2qdp.pdf
 
Interrupção Voluntária Da Gravidez Aborto Trabalho Filosofia
Interrupção Voluntária Da Gravidez Aborto   Trabalho FilosofiaInterrupção Voluntária Da Gravidez Aborto   Trabalho Filosofia
Interrupção Voluntária Da Gravidez Aborto Trabalho Filosofia
 
Pai presente é_pai_informado_validacao_avasus
Pai presente é_pai_informado_validacao_avasusPai presente é_pai_informado_validacao_avasus
Pai presente é_pai_informado_validacao_avasus
 

Mais de alpisveredas

Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
alpisveredas
 
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestreResumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
alpisveredas
 
Eu e outras poesias
Eu e outras poesiasEu e outras poesias
Eu e outras poesias
alpisveredas
 
Resumo de Ciências - 2º Bimestre
Resumo de Ciências - 2º BimestreResumo de Ciências - 2º Bimestre
Resumo de Ciências - 2º Bimestre
alpisveredas
 
Conteúdo de Geografia - 2º Bimestre
Conteúdo de Geografia - 2º BimestreConteúdo de Geografia - 2º Bimestre
Conteúdo de Geografia - 2º Bimestre
alpisveredas
 
Resumo de História - 2º Bimestre
Resumo de História - 2º BimestreResumo de História - 2º Bimestre
Resumo de História - 2º Bimestre
alpisveredas
 
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
alpisveredas
 
Resumo bimestral de geografia 4º bimestre
Resumo bimestral de geografia 4º bimestreResumo bimestral de geografia 4º bimestre
Resumo bimestral de geografia 4º bimestre
alpisveredas
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
alpisveredas
 
Resumo de Ciências - 4ª Bimestre
Resumo de Ciências - 4ª BimestreResumo de Ciências - 4ª Bimestre
Resumo de Ciências - 4ª Bimestre
alpisveredas
 

Mais de alpisveredas (10)

Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
 
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestreResumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
 
Eu e outras poesias
Eu e outras poesiasEu e outras poesias
Eu e outras poesias
 
Resumo de Ciências - 2º Bimestre
Resumo de Ciências - 2º BimestreResumo de Ciências - 2º Bimestre
Resumo de Ciências - 2º Bimestre
 
Conteúdo de Geografia - 2º Bimestre
Conteúdo de Geografia - 2º BimestreConteúdo de Geografia - 2º Bimestre
Conteúdo de Geografia - 2º Bimestre
 
Resumo de História - 2º Bimestre
Resumo de História - 2º BimestreResumo de História - 2º Bimestre
Resumo de História - 2º Bimestre
 
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
 
Resumo bimestral de geografia 4º bimestre
Resumo bimestral de geografia 4º bimestreResumo bimestral de geografia 4º bimestre
Resumo bimestral de geografia 4º bimestre
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
 
Resumo de Ciências - 4ª Bimestre
Resumo de Ciências - 4ª BimestreResumo de Ciências - 4ª Bimestre
Resumo de Ciências - 4ª Bimestre
 

Último

Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
marcos oliveira
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 

Resumo de ciências mensal 1º bimestre

  • 1. Capítulo 1 O DESENVOLVIMENTO DOS SERES VIVOS No primeiro capítulo desta unidade você compreenderá as diferenças e semelhanças no nascimento e desenvolvimento de diferentes animais. Você verá que tanto o ser humano quanto os outros animais passam por diversas fases durante a vida, até chegar a sua fase adulta. É nesta fase que os seres vivos têm condições de produzir descendentes para a preservação de sua espécie.
  • 3. OS SERES HUMANOS Os seres humanos, durante a vida, passa por diversas fases. Muitas modificações acontecem durante a sua vida! Pense em sua família: Quem são os mais novos? E o mais velhos? Em que eles se parecem? Em que eles são diferentes?
  • 4. Para pensar: Antes de nascer o ser humano também passa por várias mudanças, dentro do útero da mãe. Nos dois primeiros meses, ele é denominado EMBRIÃO; embrião
  • 5. Para pensar: Do terceiro mês em diante, recebe o nome de FETO ; Ultrassonografia - feto de 4 meses
  • 6. Para pensar: Ao nascer é denominado RECÉM-NASCIDO . CURIOSIDADE:
  • 7. Recém - nascido : Após o nascimento inicia esta fase, onde é necessário que o bebê receba todos os cuidados essenciais para o seu desenvolvimento saudável como; tomar vacinas necessárias , ser alimentado com leite materno, tomar banho de sol diariamente, ser protegido contra acidentes...
  • 8. Porque um feto de 4 meses não está pronto para nascer? Todos os orgãos internos do feto estão com suas estruturas principais já formadas. O figado começa a produzir o primeiro suco gástrico, e os rins iniciam a produção de urina. Começam a crescer os primeiros cabelos: Entre a 15a. e a 16a. semana, os delineamentos do rosto do bebê se definem melhor, como a formação da boca. A pele que vai se formando é lisa e transparente, e os primeiros cabelinhos começam a aparecer. Como o bebê engole muito líquido amniótico,  às vezes ele pode ter soluços. E também poderá ser flagrado chupando o polegar. Produz 100 células nervosas por segundo: Neste período, a produção de células nervosas inicia a se acelerar, e as estruturas muscular e óssea prosseguem em seu Desenvolvimento, fazendo com que ele comece a se movimentar mais dentro do útero materno.
  • 9. Você sabia ???? Qual é o aspecto do bebê:   Ao final do 4° mês, o bebê em média mede uns 10 a 12 centímetros e seu peso pode chegar a aproximadamente 200 a 220 gramas. Qual é o aspecto da mamãe: Ao final do quarto mês, a mamãe poderá mostrar orgulhosa a sua pequena barriguinha, e para algumas gestantes é a fase em que elas conseguem sentir pela primeira vez o bebê se mexendo.
  • 10. Observe as fotos em seu material, ocorreram mudanças em seu corpo? Quais foram as mudanças? Pense em 5 delas...
  • 11. Mas o que é ? GESTAÇÃO E INCUBAÇÃO
  • 12. Segundo o dicionário Aurélio: Gestação: s.f. Desenvolvimento do embrião dos mamíferos a partir da concepção. / Gravidez. / Tempo que dura o estado de gestação, variando de 13 dias para a fêmea do gambá a 640 dias para a fêmea do elefante. / Na mulher, esse período é de cerca de nove meses. Os pequenos mamíferos, que dão muitas crias, têm em geral, curtos períodos de gestação. Nos coelhos, o período médio de gestação é de 30 a 32 dias.
  • 13. Segundo o dicionário Aurélio: INCUBAÇÃO: s.f. Ação das aves e de certos ovíparos chocarem seus ovos. / Conservação de culturas microbianas em estufa, para que se desenvolvam. Tartaruga botando ovos na areia. Filhote de jacaré saindo do ovo. Avestruz- -macho cuidando dos ovos.
  • 14. Antes de nascerem os seres vivos também se alimentam... Dentro do útero da mamãe. O embrião recebe nutrientes do sangue da mãe através do cordão umbilical. Dentro de um ovo O embrião de alimenta de substâncias nutritivas contidas na gema.
  • 15. TEMPO DE GESTAÇÃO E INCUBAÇÃO DE ALGUNS ANIMAIS: GESTAÇÃO COELHO 30 dias CANGURU 39 dias CACHORRO 39 dias LOBO 63 dias SER HUMANO 270 dias BOI 280 dias ELEFANTE 624 dias INCUBAÇÃO POMBO 18 dias GALINHA 21 dias PERU 28 dias TARTARUGA –DO -MAR 55 dias JACARÉ 61 dias
  • 16. INTERESSANTE!!! O cavalo-marinho macho é quem carrega os ovos. A fêmea os deposita em uma bolsa ventral no macho, onde eles são incubados até o nascimento dos filhotes   Os pingüins machos ficam com o ovo e o aquecem enquanto a fêmea sai em busca de alimento. Quando a fêmea retorna, os papéis se invertem e é a vez do papai pingüim sair à caça .                                                O cisne macho é o responsável por cuidar do ninho nos momentos em que a fêmea sai para caçar. Além disso, ele se reveza com a fêmea no transporte dos filhotes, carregando-os de um lado para o outro nas costas.
  • 17. PAPAI É A SUA VEZ!!!   Exemplos de bons pais, os sagüis machos sempre carregam os pequenos. Os bebês só trocam de colo na hora de mamar.                     O macho do peixe-palhaço vigia os ovos até o nascimento dos alevinos. Além disso, na presença de predadores, ele cuida dos filhotes colocando-os na boca até o perigo passar.        O pica-pau macho constrói o ninho e se reveza com a fêmea na chocagem dos ovos. Depois do nascimento, os filhotes precisam que o pai busque o alimento, triture-o e o coloque em seus bicos.
  • 18. O DESENVOLVIMENTO DO SER HUMANO
  • 19. DESENVOLVIMENTO DO SER HUMANO: Infância: a infância inicia-se com o nascimento do bebê (recém-nascido) e prolonga-se por volta do 10/11 anos de idade. Nessa fase que ocorre grande parte do desenvolvimento do corpo e da mente da criança. É muito importante ter uma alimentação saudável, tomar vacinas necessárias, ser levado ao médico (pediatra) e ao dentista e praticar exercícios físicos e momentos de lazer...
  • 20. O QUE ACONTECE DEPOIS QUE NASCEMOS? Após o nascimento, o recém- nascido começa a se desenvolver fora do útero da mãe.Esse desenvolvimento é muito grande durante o primeiro ano de vida!!! Observe as fotos que você colou em seu livro. O que há de diferente em você? Converse com a mamãe ou o papai para descobrir algumas coisas que você fazia: Quando começou a andar? A falar? A segurar a mamadeira sozinho (a)? Qual foi seu primeiro brinquedo? Você segurava sozinho (a)?... Compare suas descobertas com as informações contidas em seu livro ma página 13 e 14.
  • 21. OS PRIMEIROS MESES DE VIDA... Durante os meses que permanecemos no interior do útero de nossas mamães, recebemos alimentos e oxigênio através da circulação do sangue da mamãe. Depois que nascemos temos que nos adaptar ao novo ambiente... Temos que respirar sozinhos e sentimos fome!!! Nos primeiros 6 meses de vida, o leite materno é a maneira mais saudável de alimentar o bebê.Ele é um alimento completo, pois tem todos os nutrientes que suprem as necessidades dos bebês durante seu desenvolvimento, funcionando como verdadeiras vacinas livrando-os de doenças. Além de alimentar o bebê, a amamentação proporciona a criança uma profunda relação afetiva da mamãe com o bebê!
  • 22. Descobrindo: As principais mudanças que ocorrem na fase de crescimento e desenvolvimento são o aumento da altura, o aumento da capacidade de controlar os movimentos do corpo, a forma de falar, pensar e raciocinar e a forma de se relacionar com as pessoas.
  • 23. Continuando: Você deve perceber que nem todas tema mesma altura. Isto se deve a vários fatores! Agora é com você! QUAIS SÃO ESSES FATORES?
  • 24. Resposta!!! Se você respondeu que: Tem a ver com a tendência familiar, com o tipo da alimentação da mãe durante a gravidez e da alimentação do bebê no primeiro ano de vida... Você a... A ...a... A ... Acertouuuuuuu!!!
  • 25. A SAÚDE DO CORPO E DA VIDA: Para ter uma vida saudável é preciso conservar o bem estar do físico e da mente. Existem alguns cuidados que cada pessoa pode tomar para ter uma boa saúde, porém existem outros cuidados que dependem de toda sociedade. Veja alguns deles: Dormir aproximadamente 8 horas a 10 horas por dia, para estar bem descansado e disposto. Ter uma alimentação saudável com verduras, frutas, legumes, leite... Cuidar da higiene tanto corporal como bucal são hábitos que além de importante também pode ser muito agradável.
  • 26. A alimentação SAUDÁVEL: Possibilita a formação do organismo e a reconstituição de pequenas partes do corpo; Ajuda no fornecimento de energia para que o organismo possa crescer, desenvolver-se e ter um bom funcionamento; Torna o corpo resistente às doenças; Por meio de uma boa alimentação temos disposição para brincar, trabalhar, estudar.
  • 27. A PRÁTICA DE EXERCÍCIOS: É importante também que você pratique exercícios físicos, pois contribuem para o crescimento.
  • 28. E as pessoas portadoras de deficiência? Para pessoas portadoras de deficiência, constitui-se em um fator de nivelamento entre os aspectos da capacidade física e competitiva, colocando as deficiências semelhantes em um grupo determinado. Esse fator significa, para atletas deficientes físicos, igualar a competição entre indivíduos com várias seqüelas de deficiência, onde o sistema de classificação eficiente é o pré-requisito para uma competição mais justa. "Assegurar a competição justa e eliminar as possibilidades de injustiça entre participantes de classes semelhantes e dar prioridade para as mais severas desabilidades."
  • 29. Algumas modalidades de esportes para deficientes físicos: Atletismo Basquetebol sobre rodas: é jogado por paraplégicos, amputados, e atletas com seqüelas de poliomielite. Os regulamentos são os mesmos do basquetebol convencional com pequenas adaptações. Bocha Ciclismo: três classes de atletas participam do ciclismo: paralisado cerebral, cegos com guias e amputados. Equitação: os competidores com deficiência física, competem apenas na categoria de habilidades . Esgrima Tiro ao alvo: é aberto a atletas deficientes físicos nas categorias sentado e em pé, para homens e mulheres. As equipes podem ser mistas. Futebol Natação: divide-se em dois grupos de participantes: um grupo de competidores com deficiência visual e outro grupo com deficiência física. As regras não têm adaptações. Tênis de mesa e Tênis Voleibol PARA SABER MAIS: http://www.solbrilhando.com.br/_Esportes/Necessidades_Especiais/Organizacao_do_Esporte_P_02.htm
  • 30. Comparando as fases de desenvolvimento humano: O ser humano nasce, cresce e se desenvolve até que se torne uma pessoa adulta. Muitas mudanças acontecem no corpo de cada um de nós durante nossa vida!
  • 31. Nossas crianças e nossos idosos : Existem leis que asseguram os direitos das nossas crianças e dos nossos idosos e elas são muito importantes!
  • 32. Direitos!!! Acesse: http://www.smartkids.com.br/desenhos-animados/direitos-das-criancas.html
  • 33. Para complementar e brincar: Higiene corporal e saúde bucal http://www.youtube.com/watch?v=f9XqXEyxTDc& feature = related http://www.youtube.com/watch?v=yy_BP7Bfgaw& playnext =1& list =PLB58174717097384B& index =50 http://www.youtube.com/watch?v=hr5NWbhSkJU& feature = related Alimentação Saudável com Sr. Banana http://www.youtube.com/watch?v=qUN9i3RCYl8& feature = related http://www.youtube.com/watch?v=gdZJAW_BJfg As fases da vida http://www.youtube.com/watch?v=VfW8mhNW_pE&feature=related www.smartkids.com.br – Sessão: Especiais http://www.smartkids.com.br/desenhos-animados/menino-bacteria.html
  • 34. O DESENVOLVIMENTO DOS SERES VIVOS Conteúdo Mensal - 1º bimestre Série: 3º ano Fund. I Professora Sibele