SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
Baixar para ler offline
OSCAL
Organização Social Cristã-Espírita André Luiz
Cidade da Fraternidade
REGIMENTO INTERNO Nº 06 / 2008
DA COORDENAÇÃO DE SECRETARIA - COS
1. DA FINALIDADE
1.1. Regulamentar o funcionamento da Coordenação de Secretaria – COS, conforme Estatuto Social da OSCAL,
nos termos da legislação vigente.
2. DO OBJETIVO
2.1. A Coordenação de Secretaria tem por objetivo executar tarefas de natureza administrativa e dar suporte às
Coordenações do Conselho de Administração - CAD e Conselho de Representação da Assembléia – CRA.
3. DA COMPETÊNCIA
3.1. Compete ao Coordenador da COS, além do estabelecido no Estatuto Social da OSCAL - ESO:
I- Secretariar as diversas reuniões da OSCAL, como Assembléias, reuniões ordinárias do CRA e CAD;
II- Organizar, manter e guardar a documentação da OSCAL;
III- Encaminhar para divulgação, relatórios, atas, ou outros documentos definidos pelos Conselhos de
Representação da Assembléia ou de Administração;
IV- Receber, elaborar e expedir correspondências de interesse da OSCAL, através de seu colaborador, se houver,
e após o aval da CGO;
V- Controlar e acompanhar o encaminhamento de itens diversos como: de pessoal, do patrimônio,
almoxarifado, do claviculário, de consumo de água e luz, de conta telefônica, etc.;
VI- Prestar auxílio à Coordenação de Finanças e ao serviço de Contabilidade;
VII- Acompanhar as formalidades legais buscando o cumprimento de prazos estabelecidos pelos diversos órgãos
públicos, em consonância com o serviço de contabilidade, alertando para que as diversas coordenações da
OSCAL estejam com os mesmos prazos respeitados;
VIII- Atender à fiscalização do Ministério do Trabalho, Fazenda, Previdência Social, Vigilância Sanitária e outros;
IX- Observar e cumprir a publicação dos editais da Assembléia Geral, atas, balanços, etc.;
X- Atualizar e informatizar o cadastro de associados;
XI- Recepcionar a todos, acolhendo-os fraternalmente, fornecendo informações sobre a OSCAL;
XII- Encaminhar dúvidas ou solicitações às devidas coordenações;
XIII- Providenciar o fornecimento de materiais diversos às Coordenações da OSCAL, fazendo o devido controle
da devolução;
XIV- Atender e encaminhar voluntários à Coordenação Geral da OSCAL;
XV- Prestar informações ao público em geral, requeridas na secretaria, por telefone, fax, etc.;
XVI- Recepcionar as doações em espécie, de gêneros alimentícios, roupas, medicamentos, móveis, utensílios
domésticos e outros, para devido encaminhamento;
XVII- Cumprir a agenda de obrigações fiscais e legais durante o exercício, observando as datas.
4. DA CONSTITUIÇÃO
4.1. A Coordenação de Secretaria é constituída, nos termos do Estatuto Social da OSCAL, por fraternistas eleitos, para
exercerem os cargos de Coordenador de Secretaria e suplente, que exercerá as mesmas funções, substituindo o
Coordenador Titular, quando necessário.
5. DO FUNCIONAMENTO
5.1. A secretaria da OSCAL deverá funcionar, preferencialmente, no horário comercial de Brasília, podendo atribuir a
um profissional de secretaria atividades pertinentes ao cargo, sob responsabilidade do Coordenador de Secretaria.
6. DA DISPOSIÇÃO FINAL
6.1. Este Regimento Interno entrará em vigor na data de sua aprovação, revogando-se todas as disposições anteriores.
São Bernardo do Campo/SP, 12 de julho de 2008.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Copenhaguen Central Library
Copenhaguen Central LibraryCopenhaguen Central Library
Copenhaguen Central LibraryBrainventures
 
Carga tributária e dólar afetam margens dos planos odontológicos
Carga tributária e dólar afetam margens dos planos odontológicosCarga tributária e dólar afetam margens dos planos odontológicos
Carga tributária e dólar afetam margens dos planos odontológicosEditora Roncarati
 
Requerimento Verbal 38-2009 - OLIVÂNIO - Conselho Tutelar
Requerimento Verbal 38-2009 - OLIVÂNIO - Conselho TutelarRequerimento Verbal 38-2009 - OLIVÂNIO - Conselho Tutelar
Requerimento Verbal 38-2009 - OLIVÂNIO - Conselho TutelarOlivânio Remígio
 
Portada del portafolio
Portada del portafolioPortada del portafolio
Portada del portafolioUNEFA
 
Medioambiente en www.argentina.gov.ar Parte 1ª
Medioambiente en www.argentina.gov.ar Parte 1ªMedioambiente en www.argentina.gov.ar Parte 1ª
Medioambiente en www.argentina.gov.ar Parte 1ªTERRATOX
 
CGU cria receita do que deve integrar um programa de compliance
CGU cria receita do que deve integrar um programa de complianceCGU cria receita do que deve integrar um programa de compliance
CGU cria receita do que deve integrar um programa de complianceEditora Roncarati
 
Cazamotiz Producciones
Cazamotiz ProduccionesCazamotiz Producciones
Cazamotiz Produccionesragnarock
 
Esquema de conexão de uma Rede básica - JEAN
Esquema de conexão de uma Rede básica   - JEANEsquema de conexão de uma Rede básica   - JEAN
Esquema de conexão de uma Rede básica - JEANJean Santos
 
$urfing LINX
$urfing LINX$urfing LINX
$urfing LINXF Anjos
 

Destaque (20)

Copenhaguen Central Library
Copenhaguen Central LibraryCopenhaguen Central Library
Copenhaguen Central Library
 
Silhouette cameo replace blade
Silhouette cameo replace bladeSilhouette cameo replace blade
Silhouette cameo replace blade
 
Insulinizacion temprana
Insulinizacion tempranaInsulinizacion temprana
Insulinizacion temprana
 
Empanadas chilenas
Empanadas chilenasEmpanadas chilenas
Empanadas chilenas
 
Embargos de Declaração
Embargos de DeclaraçãoEmbargos de Declaração
Embargos de Declaração
 
AZO CERTFICATE
AZO CERTFICATEAZO CERTFICATE
AZO CERTFICATE
 
Mujer
MujerMujer
Mujer
 
Carga tributária e dólar afetam margens dos planos odontológicos
Carga tributária e dólar afetam margens dos planos odontológicosCarga tributária e dólar afetam margens dos planos odontológicos
Carga tributária e dólar afetam margens dos planos odontológicos
 
Requerimento Verbal 38-2009 - OLIVÂNIO - Conselho Tutelar
Requerimento Verbal 38-2009 - OLIVÂNIO - Conselho TutelarRequerimento Verbal 38-2009 - OLIVÂNIO - Conselho Tutelar
Requerimento Verbal 38-2009 - OLIVÂNIO - Conselho Tutelar
 
Portada del portafolio
Portada del portafolioPortada del portafolio
Portada del portafolio
 
Masoterapeuta
MasoterapeutaMasoterapeuta
Masoterapeuta
 
Proposta de clube FBC v01
Proposta de clube FBC v01Proposta de clube FBC v01
Proposta de clube FBC v01
 
Desenhos peças 1
Desenhos peças 1Desenhos peças 1
Desenhos peças 1
 
Legislação Tributária Bases
Legislação Tributária BasesLegislação Tributária Bases
Legislação Tributária Bases
 
Medioambiente en www.argentina.gov.ar Parte 1ª
Medioambiente en www.argentina.gov.ar Parte 1ªMedioambiente en www.argentina.gov.ar Parte 1ª
Medioambiente en www.argentina.gov.ar Parte 1ª
 
CGU cria receita do que deve integrar um programa de compliance
CGU cria receita do que deve integrar um programa de complianceCGU cria receita do que deve integrar um programa de compliance
CGU cria receita do que deve integrar um programa de compliance
 
Cazamotiz Producciones
Cazamotiz ProduccionesCazamotiz Producciones
Cazamotiz Producciones
 
Esquema de conexão de uma Rede básica - JEAN
Esquema de conexão de uma Rede básica   - JEANEsquema de conexão de uma Rede básica   - JEAN
Esquema de conexão de uma Rede básica - JEAN
 
$urfing LINX
$urfing LINX$urfing LINX
$urfing LINX
 
A verdadeira pascoa
A verdadeira pascoaA verdadeira pascoa
A verdadeira pascoa
 

Semelhante a Regimento da Coordenação de Secretaria – COS

Regimento da Coordenação de Finanças - CFN
Regimento da Coordenação de Finanças - CFNRegimento da Coordenação de Finanças - CFN
Regimento da Coordenação de Finanças - CFNMovimento da Fraternidade
 
Vg mod. ii_-_material_de_estudo_-_atividades_administrativas_do_ce
Vg mod. ii_-_material_de_estudo_-_atividades_administrativas_do_ceVg mod. ii_-_material_de_estudo_-_atividades_administrativas_do_ce
Vg mod. ii_-_material_de_estudo_-_atividades_administrativas_do_cemaria jovelina nunes ramos
 
Estatuto reformado
Estatuto reformadoEstatuto reformado
Estatuto reformadoCRTVO
 
Estatuto reformado
Estatuto reformadoEstatuto reformado
Estatuto reformadoCRTVO
 
Instituto José Bonifácio Andrada e Silva - Estatuto
Instituto José Bonifácio Andrada e Silva - EstatutoInstituto José Bonifácio Andrada e Silva - Estatuto
Instituto José Bonifácio Andrada e Silva - EstatutoRDP0102
 
FASE 3 DO ESTATUTO da Asociacion das mentes.pptx
FASE 3 DO ESTATUTO da Asociacion das mentes.pptxFASE 3 DO ESTATUTO da Asociacion das mentes.pptx
FASE 3 DO ESTATUTO da Asociacion das mentes.pptxRonaldoPoetaDias
 
ESTATUTO DA CNIS - PARA ESTUDO DOS INSTITUTOS SECULARES
ESTATUTO DA CNIS - PARA ESTUDO DOS INSTITUTOS SECULARESESTATUTO DA CNIS - PARA ESTUDO DOS INSTITUTOS SECULARES
ESTATUTO DA CNIS - PARA ESTUDO DOS INSTITUTOS SECULAREScnisbrasil
 
[Modelo] Estatuto de Igreja Evangélica
[Modelo] Estatuto de Igreja Evangélica[Modelo] Estatuto de Igreja Evangélica
[Modelo] Estatuto de Igreja EvangélicaFábio Peres
 
Estatuto fundação
Estatuto fundaçãoEstatuto fundação
Estatuto fundaçãoGladis Maia
 
Estatuto da ALIANÇA NACIONAL DA FORÇA (ANF)
Estatuto da ALIANÇA NACIONAL DA FORÇA (ANF)Estatuto da ALIANÇA NACIONAL DA FORÇA (ANF)
Estatuto da ALIANÇA NACIONAL DA FORÇA (ANF)Marilia Coutinho
 
Estatudo da Aliança Nacional da Força (ANF) - alterações 2012
Estatudo da Aliança Nacional da Força (ANF) - alterações 2012Estatudo da Aliança Nacional da Força (ANF) - alterações 2012
Estatudo da Aliança Nacional da Força (ANF) - alterações 2012Marilia Coutinho
 
ESTATUTO OPBB 2022_Registrado_RCPJ (1).pdf
ESTATUTO OPBB 2022_Registrado_RCPJ (1).pdfESTATUTO OPBB 2022_Registrado_RCPJ (1).pdf
ESTATUTO OPBB 2022_Registrado_RCPJ (1).pdfivair19
 
Estatuto de Igreja - Administração em separado
Estatuto de Igreja - Administração em separadoEstatuto de Igreja - Administração em separado
Estatuto de Igreja - Administração em separadoFábio Peres
 

Semelhante a Regimento da Coordenação de Secretaria – COS (20)

Jpef regimento
Jpef   regimentoJpef   regimento
Jpef regimento
 
Regimento da Coordenação de Finanças - CFN
Regimento da Coordenação de Finanças - CFNRegimento da Coordenação de Finanças - CFN
Regimento da Coordenação de Finanças - CFN
 
Vg mod. ii_-_material_de_estudo_-_atividades_administrativas_do_ce
Vg mod. ii_-_material_de_estudo_-_atividades_administrativas_do_ceVg mod. ii_-_material_de_estudo_-_atividades_administrativas_do_ce
Vg mod. ii_-_material_de_estudo_-_atividades_administrativas_do_ce
 
Estatuto reformado
Estatuto reformadoEstatuto reformado
Estatuto reformado
 
Estatuto reformado
Estatuto reformadoEstatuto reformado
Estatuto reformado
 
Instituto José Bonifácio Andrada e Silva - Estatuto
Instituto José Bonifácio Andrada e Silva - EstatutoInstituto José Bonifácio Andrada e Silva - Estatuto
Instituto José Bonifácio Andrada e Silva - Estatuto
 
FASE 3 DO ESTATUTO da Asociacion das mentes.pptx
FASE 3 DO ESTATUTO da Asociacion das mentes.pptxFASE 3 DO ESTATUTO da Asociacion das mentes.pptx
FASE 3 DO ESTATUTO da Asociacion das mentes.pptx
 
Regimento Assembleia Geral da OSCAL 2012
Regimento Assembleia Geral da OSCAL 2012Regimento Assembleia Geral da OSCAL 2012
Regimento Assembleia Geral da OSCAL 2012
 
ESTATUTO DA CNIS - PARA ESTUDO DOS INSTITUTOS SECULARES
ESTATUTO DA CNIS - PARA ESTUDO DOS INSTITUTOS SECULARESESTATUTO DA CNIS - PARA ESTUDO DOS INSTITUTOS SECULARES
ESTATUTO DA CNIS - PARA ESTUDO DOS INSTITUTOS SECULARES
 
Estatuto 2010
Estatuto 2010Estatuto 2010
Estatuto 2010
 
[Modelo] Estatuto de Igreja Evangélica
[Modelo] Estatuto de Igreja Evangélica[Modelo] Estatuto de Igreja Evangélica
[Modelo] Estatuto de Igreja Evangélica
 
Regimento inter consoeste
Regimento inter consoesteRegimento inter consoeste
Regimento inter consoeste
 
Estatuto em reforma
Estatuto   em reformaEstatuto   em reforma
Estatuto em reforma
 
Estatuto fundação
Estatuto fundaçãoEstatuto fundação
Estatuto fundação
 
Estatuto da ALIANÇA NACIONAL DA FORÇA (ANF)
Estatuto da ALIANÇA NACIONAL DA FORÇA (ANF)Estatuto da ALIANÇA NACIONAL DA FORÇA (ANF)
Estatuto da ALIANÇA NACIONAL DA FORÇA (ANF)
 
Estatudo da Aliança Nacional da Força (ANF) - alterações 2012
Estatudo da Aliança Nacional da Força (ANF) - alterações 2012Estatudo da Aliança Nacional da Força (ANF) - alterações 2012
Estatudo da Aliança Nacional da Força (ANF) - alterações 2012
 
ESTATUTO OPBB 2022_Registrado_RCPJ (1).pdf
ESTATUTO OPBB 2022_Registrado_RCPJ (1).pdfESTATUTO OPBB 2022_Registrado_RCPJ (1).pdf
ESTATUTO OPBB 2022_Registrado_RCPJ (1).pdf
 
Regimento Interno do 6º Conselho Espírita de Unificação
Regimento Interno do 6º Conselho Espírita de UnificaçãoRegimento Interno do 6º Conselho Espírita de Unificação
Regimento Interno do 6º Conselho Espírita de Unificação
 
Estatuto2007
Estatuto2007Estatuto2007
Estatuto2007
 
Estatuto de Igreja - Administração em separado
Estatuto de Igreja - Administração em separadoEstatuto de Igreja - Administração em separado
Estatuto de Igreja - Administração em separado
 

Mais de Movimento da Fraternidade

Projeto de Reforma dos Banheiros do Educandário Humberto de Campos
Projeto de Reforma dos Banheiros do Educandário Humberto de CamposProjeto de Reforma dos Banheiros do Educandário Humberto de Campos
Projeto de Reforma dos Banheiros do Educandário Humberto de CamposMovimento da Fraternidade
 
Roteiro para Introdução à Doutrina Espírita
Roteiro para Introdução à Doutrina EspíritaRoteiro para Introdução à Doutrina Espírita
Roteiro para Introdução à Doutrina EspíritaMovimento da Fraternidade
 
Roteiro para Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
Roteiro para Estudo do Evangelho Segundo o EspiritismoRoteiro para Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
Roteiro para Estudo do Evangelho Segundo o EspiritismoMovimento da Fraternidade
 

Mais de Movimento da Fraternidade (20)

Prestação de contas abr a jun 2015
Prestação de contas abr a jun 2015 Prestação de contas abr a jun 2015
Prestação de contas abr a jun 2015
 
Balancete junho 2015
Balancete junho 2015Balancete junho 2015
Balancete junho 2015
 
Balancete maio 2015
Balancete maio 2015Balancete maio 2015
Balancete maio 2015
 
Balancete abril 2015
Balancete abril 2015Balancete abril 2015
Balancete abril 2015
 
Balancete março 2015
Balancete março 2015Balancete março 2015
Balancete março 2015
 
Prestação de contas OSCAL jan a mar 2015
Prestação de contas OSCAL  jan a mar 2015Prestação de contas OSCAL  jan a mar 2015
Prestação de contas OSCAL jan a mar 2015
 
Prestação de contas OSCAL out a dez 2014
Prestação de contas OSCAL out a dez 2014 Prestação de contas OSCAL out a dez 2014
Prestação de contas OSCAL out a dez 2014
 
Prestação de contas out a dez 2014 oscal
Prestação de contas out a dez 2014 oscalPrestação de contas out a dez 2014 oscal
Prestação de contas out a dez 2014 oscal
 
Projeto de Reforma dos Banheiros do Educandário Humberto de Campos
Projeto de Reforma dos Banheiros do Educandário Humberto de CamposProjeto de Reforma dos Banheiros do Educandário Humberto de Campos
Projeto de Reforma dos Banheiros do Educandário Humberto de Campos
 
Projeto Esgotamento Sanitário
Projeto Esgotamento SanitárioProjeto Esgotamento Sanitário
Projeto Esgotamento Sanitário
 
Projeto Hidráulico Água Potável
Projeto Hidráulico Água PotávelProjeto Hidráulico Água Potável
Projeto Hidráulico Água Potável
 
Projeto mofra agua_potavel
Projeto mofra agua_potavelProjeto mofra agua_potavel
Projeto mofra agua_potavel
 
Relatorio de Atividades OSCAL
Relatorio de Atividades OSCALRelatorio de Atividades OSCAL
Relatorio de Atividades OSCAL
 
Roteiro para Introdução à Doutrina Espírita
Roteiro para Introdução à Doutrina EspíritaRoteiro para Introdução à Doutrina Espírita
Roteiro para Introdução à Doutrina Espírita
 
Roteiro para Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
Roteiro para Estudo do Evangelho Segundo o EspiritismoRoteiro para Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
Roteiro para Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
 
Roteiro para Estudo da Mediunidade
Roteiro para Estudo da MediunidadeRoteiro para Estudo da Mediunidade
Roteiro para Estudo da Mediunidade
 
Curso para doutrinadores
Curso para doutrinadoresCurso para doutrinadores
Curso para doutrinadores
 
Termo de adesão do GFE
Termo de adesão do GFETermo de adesão do GFE
Termo de adesão do GFE
 
Estatuto Padrão dos GFE
Estatuto Padrão dos GFEEstatuto Padrão dos GFE
Estatuto Padrão dos GFE
 
Síntese histórica do MOFRA
Síntese histórica do MOFRASíntese histórica do MOFRA
Síntese histórica do MOFRA
 

Último

O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024thandreola
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaNilson Almeida
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxCelso Napoleon
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024LeonardoQuintanilha4
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...M.R.L
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentaçãoantonio211075
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Priscilatrigodecamar
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 

Último (15)

O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 

Regimento da Coordenação de Secretaria – COS

  • 1. OSCAL Organização Social Cristã-Espírita André Luiz Cidade da Fraternidade REGIMENTO INTERNO Nº 06 / 2008 DA COORDENAÇÃO DE SECRETARIA - COS 1. DA FINALIDADE 1.1. Regulamentar o funcionamento da Coordenação de Secretaria – COS, conforme Estatuto Social da OSCAL, nos termos da legislação vigente. 2. DO OBJETIVO 2.1. A Coordenação de Secretaria tem por objetivo executar tarefas de natureza administrativa e dar suporte às Coordenações do Conselho de Administração - CAD e Conselho de Representação da Assembléia – CRA. 3. DA COMPETÊNCIA 3.1. Compete ao Coordenador da COS, além do estabelecido no Estatuto Social da OSCAL - ESO: I- Secretariar as diversas reuniões da OSCAL, como Assembléias, reuniões ordinárias do CRA e CAD; II- Organizar, manter e guardar a documentação da OSCAL; III- Encaminhar para divulgação, relatórios, atas, ou outros documentos definidos pelos Conselhos de Representação da Assembléia ou de Administração; IV- Receber, elaborar e expedir correspondências de interesse da OSCAL, através de seu colaborador, se houver, e após o aval da CGO; V- Controlar e acompanhar o encaminhamento de itens diversos como: de pessoal, do patrimônio, almoxarifado, do claviculário, de consumo de água e luz, de conta telefônica, etc.; VI- Prestar auxílio à Coordenação de Finanças e ao serviço de Contabilidade; VII- Acompanhar as formalidades legais buscando o cumprimento de prazos estabelecidos pelos diversos órgãos públicos, em consonância com o serviço de contabilidade, alertando para que as diversas coordenações da OSCAL estejam com os mesmos prazos respeitados; VIII- Atender à fiscalização do Ministério do Trabalho, Fazenda, Previdência Social, Vigilância Sanitária e outros; IX- Observar e cumprir a publicação dos editais da Assembléia Geral, atas, balanços, etc.; X- Atualizar e informatizar o cadastro de associados; XI- Recepcionar a todos, acolhendo-os fraternalmente, fornecendo informações sobre a OSCAL; XII- Encaminhar dúvidas ou solicitações às devidas coordenações; XIII- Providenciar o fornecimento de materiais diversos às Coordenações da OSCAL, fazendo o devido controle da devolução; XIV- Atender e encaminhar voluntários à Coordenação Geral da OSCAL; XV- Prestar informações ao público em geral, requeridas na secretaria, por telefone, fax, etc.; XVI- Recepcionar as doações em espécie, de gêneros alimentícios, roupas, medicamentos, móveis, utensílios domésticos e outros, para devido encaminhamento; XVII- Cumprir a agenda de obrigações fiscais e legais durante o exercício, observando as datas. 4. DA CONSTITUIÇÃO 4.1. A Coordenação de Secretaria é constituída, nos termos do Estatuto Social da OSCAL, por fraternistas eleitos, para exercerem os cargos de Coordenador de Secretaria e suplente, que exercerá as mesmas funções, substituindo o Coordenador Titular, quando necessário. 5. DO FUNCIONAMENTO 5.1. A secretaria da OSCAL deverá funcionar, preferencialmente, no horário comercial de Brasília, podendo atribuir a um profissional de secretaria atividades pertinentes ao cargo, sob responsabilidade do Coordenador de Secretaria. 6. DA DISPOSIÇÃO FINAL 6.1. Este Regimento Interno entrará em vigor na data de sua aprovação, revogando-se todas as disposições anteriores. São Bernardo do Campo/SP, 12 de julho de 2008.