SlideShare uma empresa Scribd logo
1
Questão 1 – Considerando que a progressão na carreira está congelada desde 01/01/2011 e
estará, pelo menos, até 31/12/2013, para saber quando o docente deve ter observação de
aulas bastará ir ao tempo de serviço para progressão que o docente tinha em 31/12/2010 e
continuar a contagem a partir de 01/01/2014. Este entendimento é correto?
Sim. Tal interpretação encontra-se em consonância com os nºs 4 e 5 do artigo 18.º do Decreto
– Regulamentar nº 26/2012, de 21 de fevereiro, bem como com a nota informativa publicitada
pelo MEC em 3 de dezembro de 2012, nomeadamente os seus pontos 2 e 4.
Questão 2 - Existem docentes posicionados na carreira no 2º ou 4º escalão, que se encontram
sem componente letiva por força de terem horário zero. Por aplicação dos normativos,
nomeadamente a alínea a) do nº3 do artigo 37º do ECD, a observação de aulas é condição
obrigatória para a progressão de qualquer docente ao 3º e 5º escalões e por força do disposto
na alínea b) do nº 2 do artigo 18º do Decreto Regulamentar nº 26/2012. Não tendo
componente letiva onde serão realizadas as aulas observadas?
Não existe previsão legal que possibilite aquele universo de docentes cumprir o requisito da
observação de aulas enquanto se mantiverem na situação de ausência da componente letiva.
Questão 3 - Como atuar na circunstância de um docente reunir os requisitos legais para ser
avaliador externo, previstos no nº2 do artigo 2º do Despacho Normativo nº24/2012, de 26/10,
e simultaneamente ter sido nomeado como avaliador interno, de acordo com o nº14 do
Decreto Regulamentar nº 26/2012, de 21/02?
2.º conjunto de Questões emergentes da análise da
legislação relativa ao novo modelo de avaliação do
desempenho docente decorrente da entrada em vigor do
Decreto-Lei n.º 41/2012, de 21 de fevereiro, e demais
legislação complementar.
2
Nada impede que um docente exerça, cumulativamente, as funções de avaliador interno e
externo, desde que reúna simultaneamente os requisitos legalmente estabelecidos.
Questão 4 - De acordo com o ponto 2 da Nota Informativa da DGAE os docentes que terminam
o ciclo avaliativo entre janeiro de 2014 e agosto de 2014 podem ter aulas observadas em
2013/2014. Nestes casos, qual a data para a conclusão do processo avaliativo?
Remete-se para a resposta dada à questão 12 do documento Questões emergentes da análise
da legislação relativa ao novo modelo de avaliação do desempenho docente decorrente da
entrada em vigor do Decreto-Lei n.º 41/2012, de 21 de fevereiro, e demais legislação
complementar, datado de 10 de Dezembro de 2012.
Questão 5 - Os docentes posicionados no 4.º escalão, que foram avaliados no anterior modelo
de ADD e não progrediram por falta de vaga, estão sujeitos ao atual regime de ADD ou
consideram-se avaliados e aguardam apenas a disponibilização de vagas?
Esse universo de docentes está também sujeito ao atual sistema de avaliação de desempenho,
não estando previsto qualquer procedimento especial de avaliação relativamente aos
mesmos. Só após a avaliação do desempenho obtida ao abrigo do presente modelo, é que o
docente poderá optar, para efeitos de progressão na carreira, pela classificação mais
favorável que obteve num dos últimos três ciclos avaliativos, nos termos previstos no n.º 1 do
artigo 30.º do Decreto Regulamentar n.º 26/2012, de 21 de fevereiro.
Questão 6 - Os docentes posicionados nos 6.º, 8.º e 9.º escalões, que aguardam
reposicionamento por força do disposto no Decreto-Lei n.º 75/2010, nos termos previstos,
respetivamente, nos artigos 8.º, 9.º e 10º do citado normativo legal, têm que ser avaliados de
novo no escalão em que se encontram ou aguardam apenas o decurso de tempo necessário à
progressão?
3
Quanto aos docentes integrados no 8.º escalão, a norma esgotou os seus efeitos até ao final
do ano civil de 2011, pelo que estes docentes já não poderão beneficiar do regime transitório
de progressão consagrado naquele normativo. No que concerne aos docentes integrados nos
6.º e 9.º escalões, também não poderão usufruir daquele regime enquanto vigorarem as
disposições legais que temporariamente impedem a progressão na carreira.
Questão 7 - Os docentes que se sujeitaram a avaliação intercalar em 2010 podem recuperar a
classificação dessa avaliação para o disposto no n.º 1 do art.º 30 do Decreto Regulamentar n.º
26/2012?
Não. A apreciação intercalar foi introduzida pela al. b) do n.º 6 do art.º 7.º das disposições
transitórias do Decreto-Lei n.º 270/2009, de 30 de setembro, e pelo Despacho n.º 4913-
B/2010, publicado no Diário da República, 2.ª Série, n.º 54, de 18 de março. Nos termos
previstos no ponto 7 deste último diploma, esta não substitui a avaliação do desempenho do
ciclo de 2009-2011. Por conseguinte, face ao disposto no n.º 1 do art.º 30.º do Decreto
Regulamentar n.º 26/2012, de 21 de fevereiro, não pode a mesma ser agora aproveitada para
efeitos de progressão na carreira.
Questão 8 - Qual o procedimento a adotar se, esgotadas todas as possibilidades previstas no
despacho normativo n.º 24/2012, não for possível atribuir um avaliador externo a um docente
que requereu observação de aulas?
Não existe enquadramento legal para esta situação.
Questão 9 - Tendo em atenção que, no decorrer do presente ano letivo, estão a surgir
agregações de escolas criando-se novas unidades orgânicas, a partir de que data avaliados e
avaliadores pertencem à mesma unidade orgânica?
A partir da data em que a nova unidade orgânica produz efeitos.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

A menina gigante
A menina giganteA menina gigante
A menina gigante
mariacarmcorreia
 
Ulsd062110 td antonio_guerreiro
Ulsd062110 td antonio_guerreiroUlsd062110 td antonio_guerreiro
Ulsd062110 td antonio_guerreiro
mariacarmcorreia
 
Avaliaoleituraeescrita 1e2ano-130217132319-phpapp01
Avaliaoleituraeescrita 1e2ano-130217132319-phpapp01Avaliaoleituraeescrita 1e2ano-130217132319-phpapp01
Avaliaoleituraeescrita 1e2ano-130217132319-phpapp01
mariacarmcorreia
 
Leituraeinterpretacaodetextos 140507190836-phpapp02
Leituraeinterpretacaodetextos 140507190836-phpapp02Leituraeinterpretacaodetextos 140507190836-phpapp02
Leituraeinterpretacaodetextos 140507190836-phpapp02
mariacarmcorreia
 
Caso que qui
Caso que quiCaso que qui
Caso que qui
mariacarmcorreia
 
Criterios avaliacao 1ciclo
Criterios avaliacao 1cicloCriterios avaliacao 1ciclo
Criterios avaliacao 1ciclo
mariacarmcorreia
 
Geografia capitais
Geografia   capitais Geografia   capitais
Geografia capitais
mariacarmcorreia
 
Alfabeto turma mónica
Alfabeto turma mónicaAlfabeto turma mónica
Alfabeto turma mónicalabeques
 
Fichach nh lh
Fichach nh lhFichach nh lh
Fichach nh lh
mariacarmcorreia
 
1 anofichasmatemtica-110506165653-phpapp01
1 anofichasmatemtica-110506165653-phpapp011 anofichasmatemtica-110506165653-phpapp01
1 anofichasmatemtica-110506165653-phpapp01
mariacarmcorreia
 
Fichach nh lh
Fichach nh lhFichach nh lh
Fichach nh lh
mariacarmcorreia
 
Regi.avali 1º ano nova
Regi.avali 1º ano novaRegi.avali 1º ano nova
Regi.avali 1º ano nova
mariacarmcorreia
 
Geografia capitais
Geografia   capitais Geografia   capitais
Geografia capitais
mariacarmcorreia
 
A lenda de S. Martinho...
A lenda de S. Martinho... A lenda de S. Martinho...
A lenda de S. Martinho...
labeques
 
Add ficha registo_2014_15
Add ficha registo_2014_15Add ficha registo_2014_15
Add ficha registo_2014_15
mariacarmcorreia
 
Fichadeavaliaosumativamatemtica 121016034624-phpapp01
Fichadeavaliaosumativamatemtica 121016034624-phpapp01Fichadeavaliaosumativamatemtica 121016034624-phpapp01
Fichadeavaliaosumativamatemtica 121016034624-phpapp01
mariacarmcorreia
 
Apoi estudo casosleitura
Apoi estudo casosleituraApoi estudo casosleitura
Apoi estudo casosleitura
mariacarmcorreia
 
Historia pedro e o lobo
Historia pedro e o loboHistoria pedro e o lobo
Historia pedro e o lobo
mariacarmcorreia
 
Planonationalleitura
PlanonationalleituraPlanonationalleitura
Planonationalleitura
mariacarmcorreia
 

Destaque (20)

A menina gigante
A menina giganteA menina gigante
A menina gigante
 
Ulsd062110 td antonio_guerreiro
Ulsd062110 td antonio_guerreiroUlsd062110 td antonio_guerreiro
Ulsd062110 td antonio_guerreiro
 
Avaliaoleituraeescrita 1e2ano-130217132319-phpapp01
Avaliaoleituraeescrita 1e2ano-130217132319-phpapp01Avaliaoleituraeescrita 1e2ano-130217132319-phpapp01
Avaliaoleituraeescrita 1e2ano-130217132319-phpapp01
 
Leituraeinterpretacaodetextos 140507190836-phpapp02
Leituraeinterpretacaodetextos 140507190836-phpapp02Leituraeinterpretacaodetextos 140507190836-phpapp02
Leituraeinterpretacaodetextos 140507190836-phpapp02
 
Caso que qui
Caso que quiCaso que qui
Caso que qui
 
Criterios avaliacao 1ciclo
Criterios avaliacao 1cicloCriterios avaliacao 1ciclo
Criterios avaliacao 1ciclo
 
Geografia capitais
Geografia   capitais Geografia   capitais
Geografia capitais
 
Cinderela
CinderelaCinderela
Cinderela
 
Alfabeto turma mónica
Alfabeto turma mónicaAlfabeto turma mónica
Alfabeto turma mónica
 
Fichach nh lh
Fichach nh lhFichach nh lh
Fichach nh lh
 
1 anofichasmatemtica-110506165653-phpapp01
1 anofichasmatemtica-110506165653-phpapp011 anofichasmatemtica-110506165653-phpapp01
1 anofichasmatemtica-110506165653-phpapp01
 
Fichach nh lh
Fichach nh lhFichach nh lh
Fichach nh lh
 
Regi.avali 1º ano nova
Regi.avali 1º ano novaRegi.avali 1º ano nova
Regi.avali 1º ano nova
 
Geografia capitais
Geografia   capitais Geografia   capitais
Geografia capitais
 
A lenda de S. Martinho...
A lenda de S. Martinho... A lenda de S. Martinho...
A lenda de S. Martinho...
 
Add ficha registo_2014_15
Add ficha registo_2014_15Add ficha registo_2014_15
Add ficha registo_2014_15
 
Fichadeavaliaosumativamatemtica 121016034624-phpapp01
Fichadeavaliaosumativamatemtica 121016034624-phpapp01Fichadeavaliaosumativamatemtica 121016034624-phpapp01
Fichadeavaliaosumativamatemtica 121016034624-phpapp01
 
Apoi estudo casosleitura
Apoi estudo casosleituraApoi estudo casosleitura
Apoi estudo casosleitura
 
Historia pedro e o lobo
Historia pedro e o loboHistoria pedro e o lobo
Historia pedro e o lobo
 
Planonationalleitura
PlanonationalleituraPlanonationalleitura
Planonationalleitura
 

Semelhante a Questoes add 2

Add plataforma_questões_e_respostas_10_12_12_final
Add  plataforma_questões_e_respostas_10_12_12_finalAdd  plataforma_questões_e_respostas_10_12_12_final
Add plataforma_questões_e_respostas_10_12_12_final
Arménio Rocha
 
Nota Informativa
Nota InformativaNota Informativa
Nota Informativa
Do outro lado da barricada
 
Resposta à Petição "( NÃO) PROGRESSÃO NA CARREIRA EM 2010"
Resposta à Petição "( NÃO) PROGRESSÃO NA CARREIRA EM 2010"Resposta à Petição "( NÃO) PROGRESSÃO NA CARREIRA EM 2010"
Resposta à Petição "( NÃO) PROGRESSÃO NA CARREIRA EM 2010"
Fátima Brás
 
Atribuição de aulas apeoesp
Atribuição de aulas   apeoespAtribuição de aulas   apeoesp
Atribuição de aulas apeoesp
Escola Estadual Deputado Emílio Justo
 
Avalia%c3%a7%c3%a3ode desempenho vers%c3%a3ode21%5b1%5d%5b1%5d.9.2007
Avalia%c3%a7%c3%a3ode desempenho vers%c3%a3ode21%5b1%5d%5b1%5d.9.2007Avalia%c3%a7%c3%a3ode desempenho vers%c3%a3ode21%5b1%5d%5b1%5d.9.2007
Avalia%c3%a7%c3%a3ode desempenho vers%c3%a3ode21%5b1%5d%5b1%5d.9.2007
Francisco Martins
 
Circularb10047674x 2
Circularb10047674x  2Circularb10047674x  2
Circularb10047674x 2
Escola Sec Dr Ginestal Machado
 
Diário da república dec l 2
Diário da república dec l 2Diário da república dec l 2
Diário da república dec l 2
ANA GRALHEIRO
 
Decreto regulamentar 2 de 2010 avaliação de desempenho
Decreto regulamentar 2 de 2010 avaliação de desempenhoDecreto regulamentar 2 de 2010 avaliação de desempenho
Decreto regulamentar 2 de 2010 avaliação de desempenho
Maria João Vasconcelos
 
0223702244
02237022440223702244
0223702244
ceciliaguise
 
Avaliação do Desempenho dos Docentes - Dec. regulamentar nº2 de 2010 de 23 de...
Avaliação do Desempenho dos Docentes - Dec. regulamentar nº2 de 2010 de 23 de...Avaliação do Desempenho dos Docentes - Dec. regulamentar nº2 de 2010 de 23 de...
Avaliação do Desempenho dos Docentes - Dec. regulamentar nº2 de 2010 de 23 de...
Jorge Barbosa
 
Indicação de Componente Letiva (ICL) – 1.ª Fase
Indicação de Componente Letiva (ICL) – 1.ª FaseIndicação de Componente Letiva (ICL) – 1.ª Fase
Indicação de Componente Letiva (ICL) – 1.ª Fase
Do outro lado da barricada
 
Circular dl15 2007 b10047664_r
Circular dl15 2007 b10047664_rCircular dl15 2007 b10047664_r
Circular dl15 2007 b10047664_r
hocribeiro
 
Circular b10047664r
Circular b10047664rCircular b10047664r
Circular b10047664r
Escola Sec Dr Ginestal Machado
 
Cepe4212
Cepe4212Cepe4212
Cepe4212
Renato Sfolia
 
Cepe4212
Cepe4212Cepe4212
Cepe4212
Renato Sfolia
 
Cepe4312 (1)
Cepe4312 (1)Cepe4312 (1)
Cepe4312 (1)
Renato Sfolia
 
Proposta Cp AvaliaçãO Esc Vizela
Proposta Cp AvaliaçãO Esc VizelaProposta Cp AvaliaçãO Esc Vizela
Proposta Cp AvaliaçãO Esc Vizela
Miguel Pinto
 
Resolução se 72
Resolução se 72Resolução se 72
Nota InformativaRR05
Nota InformativaRR05Nota InformativaRR05
Nota InformativaRR05
Do outro lado da barricada
 
Nota Informativa RR4
Nota Informativa RR4Nota Informativa RR4
Nota Informativa RR4
Do outro lado da barricada
 

Semelhante a Questoes add 2 (20)

Add plataforma_questões_e_respostas_10_12_12_final
Add  plataforma_questões_e_respostas_10_12_12_finalAdd  plataforma_questões_e_respostas_10_12_12_final
Add plataforma_questões_e_respostas_10_12_12_final
 
Nota Informativa
Nota InformativaNota Informativa
Nota Informativa
 
Resposta à Petição "( NÃO) PROGRESSÃO NA CARREIRA EM 2010"
Resposta à Petição "( NÃO) PROGRESSÃO NA CARREIRA EM 2010"Resposta à Petição "( NÃO) PROGRESSÃO NA CARREIRA EM 2010"
Resposta à Petição "( NÃO) PROGRESSÃO NA CARREIRA EM 2010"
 
Atribuição de aulas apeoesp
Atribuição de aulas   apeoespAtribuição de aulas   apeoesp
Atribuição de aulas apeoesp
 
Avalia%c3%a7%c3%a3ode desempenho vers%c3%a3ode21%5b1%5d%5b1%5d.9.2007
Avalia%c3%a7%c3%a3ode desempenho vers%c3%a3ode21%5b1%5d%5b1%5d.9.2007Avalia%c3%a7%c3%a3ode desempenho vers%c3%a3ode21%5b1%5d%5b1%5d.9.2007
Avalia%c3%a7%c3%a3ode desempenho vers%c3%a3ode21%5b1%5d%5b1%5d.9.2007
 
Circularb10047674x 2
Circularb10047674x  2Circularb10047674x  2
Circularb10047674x 2
 
Diário da república dec l 2
Diário da república dec l 2Diário da república dec l 2
Diário da república dec l 2
 
Decreto regulamentar 2 de 2010 avaliação de desempenho
Decreto regulamentar 2 de 2010 avaliação de desempenhoDecreto regulamentar 2 de 2010 avaliação de desempenho
Decreto regulamentar 2 de 2010 avaliação de desempenho
 
0223702244
02237022440223702244
0223702244
 
Avaliação do Desempenho dos Docentes - Dec. regulamentar nº2 de 2010 de 23 de...
Avaliação do Desempenho dos Docentes - Dec. regulamentar nº2 de 2010 de 23 de...Avaliação do Desempenho dos Docentes - Dec. regulamentar nº2 de 2010 de 23 de...
Avaliação do Desempenho dos Docentes - Dec. regulamentar nº2 de 2010 de 23 de...
 
Indicação de Componente Letiva (ICL) – 1.ª Fase
Indicação de Componente Letiva (ICL) – 1.ª FaseIndicação de Componente Letiva (ICL) – 1.ª Fase
Indicação de Componente Letiva (ICL) – 1.ª Fase
 
Circular dl15 2007 b10047664_r
Circular dl15 2007 b10047664_rCircular dl15 2007 b10047664_r
Circular dl15 2007 b10047664_r
 
Circular b10047664r
Circular b10047664rCircular b10047664r
Circular b10047664r
 
Cepe4212
Cepe4212Cepe4212
Cepe4212
 
Cepe4212
Cepe4212Cepe4212
Cepe4212
 
Cepe4312 (1)
Cepe4312 (1)Cepe4312 (1)
Cepe4312 (1)
 
Proposta Cp AvaliaçãO Esc Vizela
Proposta Cp AvaliaçãO Esc VizelaProposta Cp AvaliaçãO Esc Vizela
Proposta Cp AvaliaçãO Esc Vizela
 
Resolução se 72
Resolução se 72Resolução se 72
Resolução se 72
 
Nota InformativaRR05
Nota InformativaRR05Nota InformativaRR05
Nota InformativaRR05
 
Nota Informativa RR4
Nota Informativa RR4Nota Informativa RR4
Nota Informativa RR4
 

Mais de mariacarmcorreia

Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
mariacarmcorreia
 
Lp marco
Lp marcoLp marco
Avaliação de matemática final1periodo
Avaliação de matemática   final1periodoAvaliação de matemática   final1periodo
Avaliação de matemática final1periodo
mariacarmcorreia
 
Bloco3 ficha avaliaçãotrimestral_01
Bloco3 ficha avaliaçãotrimestral_01Bloco3 ficha avaliaçãotrimestral_01
Bloco3 ficha avaliaçãotrimestral_01
mariacarmcorreia
 
Bloco1 ficha avaliaçãotrimestral_01
Bloco1 ficha avaliaçãotrimestral_01Bloco1 ficha avaliaçãotrimestral_01
Bloco1 ficha avaliaçãotrimestral_01
mariacarmcorreia
 
Registo avali.3º ano nova
Registo avali.3º ano novaRegisto avali.3º ano nova
Registo avali.3º ano nova
mariacarmcorreia
 
Matem.2 abril
Matem.2 abrilMatem.2 abril
Matem.2 abril
mariacarmcorreia
 
Segredos
SegredosSegredos
1ºceb 2014-2015
1ºceb  2014-20151ºceb  2014-2015
1ºceb 2014-2015
mariacarmcorreia
 
Avaliaoleituraeescrita 1e2ano-130217132319-phpapp01
Avaliaoleituraeescrita 1e2ano-130217132319-phpapp01Avaliaoleituraeescrita 1e2ano-130217132319-phpapp01
Avaliaoleituraeescrita 1e2ano-130217132319-phpapp01
mariacarmcorreia
 
Calendário escolar 2015 2016
Calendário escolar 2015 2016Calendário escolar 2015 2016
Calendário escolar 2015 2016
mariacarmcorreia
 
Grupo al el_il_ol_ul
Grupo al el_il_ol_ulGrupo al el_il_ol_ul
Grupo al el_il_ol_ul
mariacarmcorreia
 
Grupo al el_il_ol_ul
Grupo al el_il_ol_ulGrupo al el_il_ol_ul
Grupo al el_il_ol_ul
mariacarmcorreia
 
Cartazva ve
Cartazva veCartazva ve
Cartazva ve
mariacarmcorreia
 
Referencial ebook-versaodigital
Referencial ebook-versaodigitalReferencial ebook-versaodigital
Referencial ebook-versaodigital
mariacarmcorreia
 
Aniversarios comboio
Aniversarios comboioAniversarios comboio
Aniversarios comboio
mariacarmcorreia
 

Mais de mariacarmcorreia (16)

Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
 
Lp marco
Lp marcoLp marco
Lp marco
 
Avaliação de matemática final1periodo
Avaliação de matemática   final1periodoAvaliação de matemática   final1periodo
Avaliação de matemática final1periodo
 
Bloco3 ficha avaliaçãotrimestral_01
Bloco3 ficha avaliaçãotrimestral_01Bloco3 ficha avaliaçãotrimestral_01
Bloco3 ficha avaliaçãotrimestral_01
 
Bloco1 ficha avaliaçãotrimestral_01
Bloco1 ficha avaliaçãotrimestral_01Bloco1 ficha avaliaçãotrimestral_01
Bloco1 ficha avaliaçãotrimestral_01
 
Registo avali.3º ano nova
Registo avali.3º ano novaRegisto avali.3º ano nova
Registo avali.3º ano nova
 
Matem.2 abril
Matem.2 abrilMatem.2 abril
Matem.2 abril
 
Segredos
SegredosSegredos
Segredos
 
1ºceb 2014-2015
1ºceb  2014-20151ºceb  2014-2015
1ºceb 2014-2015
 
Avaliaoleituraeescrita 1e2ano-130217132319-phpapp01
Avaliaoleituraeescrita 1e2ano-130217132319-phpapp01Avaliaoleituraeescrita 1e2ano-130217132319-phpapp01
Avaliaoleituraeescrita 1e2ano-130217132319-phpapp01
 
Calendário escolar 2015 2016
Calendário escolar 2015 2016Calendário escolar 2015 2016
Calendário escolar 2015 2016
 
Grupo al el_il_ol_ul
Grupo al el_il_ol_ulGrupo al el_il_ol_ul
Grupo al el_il_ol_ul
 
Grupo al el_il_ol_ul
Grupo al el_il_ol_ulGrupo al el_il_ol_ul
Grupo al el_il_ol_ul
 
Cartazva ve
Cartazva veCartazva ve
Cartazva ve
 
Referencial ebook-versaodigital
Referencial ebook-versaodigitalReferencial ebook-versaodigital
Referencial ebook-versaodigital
 
Aniversarios comboio
Aniversarios comboioAniversarios comboio
Aniversarios comboio
 

Último

A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 

Último (20)

A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 

Questoes add 2

  • 1. 1 Questão 1 – Considerando que a progressão na carreira está congelada desde 01/01/2011 e estará, pelo menos, até 31/12/2013, para saber quando o docente deve ter observação de aulas bastará ir ao tempo de serviço para progressão que o docente tinha em 31/12/2010 e continuar a contagem a partir de 01/01/2014. Este entendimento é correto? Sim. Tal interpretação encontra-se em consonância com os nºs 4 e 5 do artigo 18.º do Decreto – Regulamentar nº 26/2012, de 21 de fevereiro, bem como com a nota informativa publicitada pelo MEC em 3 de dezembro de 2012, nomeadamente os seus pontos 2 e 4. Questão 2 - Existem docentes posicionados na carreira no 2º ou 4º escalão, que se encontram sem componente letiva por força de terem horário zero. Por aplicação dos normativos, nomeadamente a alínea a) do nº3 do artigo 37º do ECD, a observação de aulas é condição obrigatória para a progressão de qualquer docente ao 3º e 5º escalões e por força do disposto na alínea b) do nº 2 do artigo 18º do Decreto Regulamentar nº 26/2012. Não tendo componente letiva onde serão realizadas as aulas observadas? Não existe previsão legal que possibilite aquele universo de docentes cumprir o requisito da observação de aulas enquanto se mantiverem na situação de ausência da componente letiva. Questão 3 - Como atuar na circunstância de um docente reunir os requisitos legais para ser avaliador externo, previstos no nº2 do artigo 2º do Despacho Normativo nº24/2012, de 26/10, e simultaneamente ter sido nomeado como avaliador interno, de acordo com o nº14 do Decreto Regulamentar nº 26/2012, de 21/02? 2.º conjunto de Questões emergentes da análise da legislação relativa ao novo modelo de avaliação do desempenho docente decorrente da entrada em vigor do Decreto-Lei n.º 41/2012, de 21 de fevereiro, e demais legislação complementar.
  • 2. 2 Nada impede que um docente exerça, cumulativamente, as funções de avaliador interno e externo, desde que reúna simultaneamente os requisitos legalmente estabelecidos. Questão 4 - De acordo com o ponto 2 da Nota Informativa da DGAE os docentes que terminam o ciclo avaliativo entre janeiro de 2014 e agosto de 2014 podem ter aulas observadas em 2013/2014. Nestes casos, qual a data para a conclusão do processo avaliativo? Remete-se para a resposta dada à questão 12 do documento Questões emergentes da análise da legislação relativa ao novo modelo de avaliação do desempenho docente decorrente da entrada em vigor do Decreto-Lei n.º 41/2012, de 21 de fevereiro, e demais legislação complementar, datado de 10 de Dezembro de 2012. Questão 5 - Os docentes posicionados no 4.º escalão, que foram avaliados no anterior modelo de ADD e não progrediram por falta de vaga, estão sujeitos ao atual regime de ADD ou consideram-se avaliados e aguardam apenas a disponibilização de vagas? Esse universo de docentes está também sujeito ao atual sistema de avaliação de desempenho, não estando previsto qualquer procedimento especial de avaliação relativamente aos mesmos. Só após a avaliação do desempenho obtida ao abrigo do presente modelo, é que o docente poderá optar, para efeitos de progressão na carreira, pela classificação mais favorável que obteve num dos últimos três ciclos avaliativos, nos termos previstos no n.º 1 do artigo 30.º do Decreto Regulamentar n.º 26/2012, de 21 de fevereiro. Questão 6 - Os docentes posicionados nos 6.º, 8.º e 9.º escalões, que aguardam reposicionamento por força do disposto no Decreto-Lei n.º 75/2010, nos termos previstos, respetivamente, nos artigos 8.º, 9.º e 10º do citado normativo legal, têm que ser avaliados de novo no escalão em que se encontram ou aguardam apenas o decurso de tempo necessário à progressão?
  • 3. 3 Quanto aos docentes integrados no 8.º escalão, a norma esgotou os seus efeitos até ao final do ano civil de 2011, pelo que estes docentes já não poderão beneficiar do regime transitório de progressão consagrado naquele normativo. No que concerne aos docentes integrados nos 6.º e 9.º escalões, também não poderão usufruir daquele regime enquanto vigorarem as disposições legais que temporariamente impedem a progressão na carreira. Questão 7 - Os docentes que se sujeitaram a avaliação intercalar em 2010 podem recuperar a classificação dessa avaliação para o disposto no n.º 1 do art.º 30 do Decreto Regulamentar n.º 26/2012? Não. A apreciação intercalar foi introduzida pela al. b) do n.º 6 do art.º 7.º das disposições transitórias do Decreto-Lei n.º 270/2009, de 30 de setembro, e pelo Despacho n.º 4913- B/2010, publicado no Diário da República, 2.ª Série, n.º 54, de 18 de março. Nos termos previstos no ponto 7 deste último diploma, esta não substitui a avaliação do desempenho do ciclo de 2009-2011. Por conseguinte, face ao disposto no n.º 1 do art.º 30.º do Decreto Regulamentar n.º 26/2012, de 21 de fevereiro, não pode a mesma ser agora aproveitada para efeitos de progressão na carreira. Questão 8 - Qual o procedimento a adotar se, esgotadas todas as possibilidades previstas no despacho normativo n.º 24/2012, não for possível atribuir um avaliador externo a um docente que requereu observação de aulas? Não existe enquadramento legal para esta situação. Questão 9 - Tendo em atenção que, no decorrer do presente ano letivo, estão a surgir agregações de escolas criando-se novas unidades orgânicas, a partir de que data avaliados e avaliadores pertencem à mesma unidade orgânica? A partir da data em que a nova unidade orgânica produz efeitos.