SlideShare uma empresa Scribd logo
Ciências Humanas e Suas Tecnologias -
Geografia
Ensino Médio, 3º ano
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
CARTOGRAFIA É a técnica de confeccionar mapas e
correlatos.
PODER
Estratégia de guerra;
Conhecer e pontuar riquezas naturais;
Apontar os melhores espaços para as atividades
agrícolas; etc.
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
Imagem:Noldoaran
/GNUFree
Documentation
License
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
EVOLUÇÃO
CARTOGRÁFICA
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
Imagem:MarkAnthonyBalucan/United
StatesPublicDomain
Imagem:Anenlargedsectionofthe
PeutingerTable/
http://www.atlantismaps.com/chapter
_3.html
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
Imagem: T-O map from the
Etymologiae of Isidorus, 1472 /
United States Public Domain
Imagem: Martin Waldseemüller / United States Public Domain
Imagem:《社会历史博物馆》/scanfrom《社会历
史博物馆》ISBN7-5347-1397-8"社会历史博物馆"/
"SocialHistoricalMuseum"16世纪巴西的地图/The
mapofBrasilin16thcentury1519年葡萄牙人绘制/
IssuedinPortugalin1519/Brazil1500/United
StatesPublicDomain
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
Elementos dos mapas
Os mapas apresentam alguns elementos
fundamentais para sua leitura e interpretação:
- Título ou tema;
- Coordenadas geográficas;
- Orientação;
- Legenda;
- Escala;
- Projeção cartográfica.
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÃO
CARTOGRÁFICA
É a forma pela qual uma superfície esférica (no
caso, a terra) é representada num plano, ou
seja, no mapa.
PRINCIPAIS TIPOS DE PROJEÇÕES
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
PLANA
CILÍNDRICA CÔNICA
Imagens:Noldoaran/CreativeCommons
Attribution-ShareAlike3.0Unported
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
PROJEÇÃO PLANA OU AZIMUTAL
 O mapa numa projeção azimutal é construído sobre um plano tangente a
um ponto qualquer da esfera terrestre. Este ponto ocupa sempre o centro do
mapa;
 É usada, em geral, para representar as regiões polares e suas proximidades
e para localizar um país na posição central, tornando possível o cálculo de sua
distância em relação a qualquer ponto da superfície terrestre;
 As Projeções azimutais são as mais usadas geopoliticamente, pois podem
realçar o “status” de um país em relação aos demais da Terra;
 O emblema da ONU é uma projeção azimutal (1).
Símbolo da ONU
Imagem: Noldoaran / Creative
Commons Attribution-Share
Alike 3.0 Unported
Imagem:FlagoftheUnited
Nationsfromthe"OpenClip
Art"website/
CreativeCommonsCC01.0
UniversalPublicDomain
Dedication
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
PROJEÇÃO CÔNICA
 Um cone imaginário em contato com a esfera é a base para a elaboração do
mapa;
 Os meridianos formam uma rede de linhas retas convergentes nos pólos e os
paralelos formam círculos concêntricos (3).
PROJEÇÃO CILÍNDRICA
 É obtida com a projeção da superfície terrestre, com os paralelos e os
meridianos, sobre um cilindro em que o mapa será desenhado;
 A projeção cilíndrica conforme conserva a forma dos continentes, direções e
ângulos, mas altera a proporção das superfícies;
 A projeção cilíndrica equivalente preserva o tamanho real da superfície
representada, mas não mantém as formas, direções e ângulos (2).
Imagem:Noldoaran
/CreativeCommons
Attribution-Share
Alike3.0Unported
Imagem:Noldoaran
/CreativeCommons
Attribution-Share
Alike3.0Unported
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
PROJEÇÃO DE MERCATOR
 Projeção Cilíndrica e conforme;
Bastante utilizada na navegação
marítima;
Os paralelos e meridianos são retos e
perpendiculares;
Quanto mais perto dos pólos (altas
latitudes) maior a deformação;
Evidencia o Mundo Desenvolvido.Imagem: Strebe / The world on Mercator projection / 15 August
2011 / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
PROJEÇÃO DE PETERS
 Projeção Cilíndrica e equivalente;
 Apresentada em 1973 integra o conjunto de iniciativas promovidas em
busca de uma projeção politicamente mais adequada, na qual o Terceiro
Mundo fosse fortalecido, mostrando seu tamanho real em relação ao
chamado Primeiro Mundo (4);
Mantém a dimensão proporcional das terras emersas.
Imagem: Strebe / The world on Gall–Peters projection / 15
August 2011 / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0
Unported
Imagem: CaseyPenk, Vardion / 180 degree rotated map of
the world / 6 June 2008 / Public Domain
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
 Tem a finalidade de mostrar a
equivalência das massas continentais e
oceânicas.
PROJEÇÃO DE GOODE
PROJEÇÃO DE AITOFF
 Tem formato elíptico;
 Muito utilizada na confecção de
planisfério;
 É equivalente, ou seja, conserva a
proporção das terras continentais.
Imagem: Strebe / The world on Goode’s homolosine projection /
15 August 2011 / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0
Unported
Imagem: Strebe / The world on Aitoff projection / 14 August 2011
/ Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
Mapa I - representa os continentes
segundo a superfície.
Mapa II - representa cada parte do
mundo com uma dimensão proporcional
ao total de população
Mapa III - representa cada parte do
mundo com uma dimensão proporcional à
renda per capita.
ANAMORFOSE
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
 Converte números e estatísticas
em mapas;
 As áreas de um país ou
continente assumem o tamanho
proporcional ao dado que se quer
mostrar.
I
II
III
Imagem: Worldmapper / This indicates international purchasing
power / For educational use
Imagem: Worldmapper / This indicates international purchasing
power / For educational use
Imagem: Worldmapper / The size of each territory shows the
relative proportion of the world's population living there / For
educational use
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
Curvas de nível
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
Paralelos e meridianos.
Criados por cientistas
Objetivo: Facilitar os estudos sobre a Terra.
Linha do Equador
Trop. Câncer
Trop. Capricórnio
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
Paralelos e latitudes
Os paralelos são circunferências imaginárias, desenhadas em
mapas de maneira paralela em torno da Terra, circundando-a
no sentido leste-oeste. O Equador é o paralelo que circunda a
Terra em sua região mais larga, estabelecendo assim a divisão
do planeta em dois hemisférios: norte e sul. Além do Equador,
existem quatro outros importantes paralelos de destaque: os
Trópicos de Câncer e Capricórnio e os Círculos Polares Ártico
e Antártico.
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
Paralelos e latitudes
Podemos definir latitude como a distância em graus medida a
partir de qualquer ponto da superfície terrestre em relação à
linha equatorial, cuja latitude é zero. As medidas latitudinais
variam do zero na linha do Equador até 90 graus para o norte
ou para o sul nas regiões polares.
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
Meridianos e longitudes
Contrapostos aos paralelos, os meridianos são linhas
imaginárias que dividem o planeta como se fossem os gomos
de uma laranja, já que se estendem de um polo a outro.
Entre os meridianos, o único que recebe uma denominação
especial é o de Greenwich, em referência ao bairro da cidade
de Londres; o referido meridiano também é denominado inicial
ou de referência, já que serve de base para dividir nosso
planeta nos hemisférios leste e oeste. Cada um dos meridianos
apresenta seu antimeridiano, localizado no lado oposto do
planeta.
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
Meridianos e longitudes
Lembre-se de que todos os pontos localizados no
mesmo meridiano apresentam a mesma graduação
de longitude.
Longitude é definida como a distância em graus
medida a partir de qualquer ponto da superfície
terrestre em relação ao meridiano de Greenwich, cuja
longitude é zero. As medidas longitudinais variam do
zero no meridiano de Greenwich a 180 graus para o
leste ou para o oeste.
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
Zona Intertropical da Terra ( 0o até 23o27)
Zona Temperada da Terra ( de 23o27 até 66º32)
Zona Polar da Terra ( de 66º32 até 90o)
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
Coordenada geográfica
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
Coordenadas geográficas são as
medidas em graus de um ponto
na superfície terrestre,
conhecidas sua latitude e sua
longitude. Os aparelhos de GPS,
por exemplo, determinam a
posição de qualquer ponto na
superfície do planeta com base
no sistema de coordenadas
geográficas
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
Sobre a localização de diversos pontos da superfície terrestre representados no mapa, é correto
afirmar que:
a. o ponto D se localiza na região equatorial.
b. os pontos B e C estão no hemisfério ocidental.
c. o ponto A se situa em território americano e se localiza a 40° de latitude norte e a 100° de
longitude leste.
d. os pontos A e C se situam no hemisfério norte e apresentam a mesma distância longitudinal de
Greenwich.
e. O ponto C está no hemisfério ocidental.
Resolução O ponto D está sobre a linha do Equador (0º de latitude), portanto situado na região equatorial. Resposta: A
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
Legenda
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
ESCALA É a razão entre a distância no mapa e distância real.
E x: Escala 1:30.000.000
Essa escala indica que 1 cm no mapa corresponde a
30.000.000 de cm na realidade. Convertendo os
centímetros em quilômetros, obtém-se:
km hm dam m dm cm mm
1 cm = 30.000.000 cms = 300 km.
Ou seja, 1 cm no mapa corresponde a 300 km na
realidade.
NUMÉRICA
GRÁFICA
TIPOS DE ESCALA
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
Imagem: Milhaus / Example of graphical
scale / GNU Free Documentation License
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
DIMENSIONANDO UMA ESCALA
Menor Denominador Maior a Escala Escala Grande
Permite maior riqueza de detalhes do mapa e melhor visualização dos locais ou
eventos cartografados.
Ex: 1/100.000 é uma escala maior que 1/500.000, uma vez que, em 1/100.000, 1
cm representa os eventos ou locais na distância de 1 km, enquanto na outra
escala o mesmo centímetro representa os eventos ou locais na distância de 5 km.
Maior Denominador Menor a Escala Escala Pequena
Ex: O globo terrestre somente pode ser representado com uma escala muito
pequena, proporcionando um detalhamento sempre pequeno.
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
Orientação
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
EM EXERCÍCIOS DE VESTIBULAR VOCÊ TAMBÉM PODE ENCONTRAR
NORTE:
- Boreal
- Setentrional
SUL:
- Austral
- Meridional
LESTE:
- Oriental
- Nascente
OESTE:
- Ocidental
- Poente
ATENÇÃO
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
NOVAS TECNOLOGIAS
CARTOGRÁFICAS
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
GPS
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
Imagem: Humberto Möckel / A Garmin Nüvi 200 GPS device, mounted on
a Volkswagen Gol's windshield, and connected to the car's power supply,
showing free-drive navigation data on Necochea city, Argentina / Creative
Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported
Imagem: José Reynaldo da Fonseca / Um GPS marcando uma
confluência geográfica 23º00'00"Sul x 49º00'00"Oeste / GNU Free
Documentation License
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
SENSORIAMENTO REMOTO
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
Conceito artístico mostrando como CALIPSO e CloudSat irão orbitar em formação
juntamente com os outros satélites do Sistema de Observação da Terra
Imagem:NASA/PublicDomain.
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
FOTOGRAFIA AÉREA
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
Imagem:SEE-PE
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
SISTEMA DE POSICIONAMENTO GLOBAL (GPS)
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
Imagem:Elpak/AsimulationoftheoriginaldesignoftheGPS
spacesegment,with24GPSsatellites(4satellitesineachof6
orbits),showingtheevolutionofthenumberofvisiblesatellites
fromafixedpoint(45ºN)onearth(considering"visibility"as
havingdirectlineofsight)/PublicDomain
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
GLOBO TERRESTRE
MAPA
REPRESENTAÇÕES DO ESPAÇO TERRESTRE
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
Imagem: Hoshie / A photo of a cream
colored globe / Public Domain
Imagem: Brazil map/ /Public Domain
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
As cartas apresentam grandes escalas e
permitem transmitir informações mais
detalhadas.
As plantas permitem Informar sobre um
espaço menor com grande riqueza de
detalhes.
GEOGRAFIA , 1ª Série
Projeções Cartográficas
Imagem: Carrère & Hastings / Ground floor plan of the New
Theatre on Central Park West in New York City / United States
Domain Public
Imagem: Autor Desconhecido, 1890 / United States Public Domain.
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
Professor: Rodrigo R. Ribeiro

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Geografia 1ºano - 01
Geografia   1ºano - 01Geografia   1ºano - 01
Geografia 1ºano - 01
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Aula04 geo pg
Aula04 geo pgAula04 geo pg
Aula04 geo pg
railano
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
profleofonseca
 
Geografia 1e2.pdf caderno de atividades
Geografia 1e2.pdf caderno de atividadesGeografia 1e2.pdf caderno de atividades
Geografia 1e2.pdf caderno de atividades
Noeli Ravaglio
 
Projeções cartográficas
Projeções cartográficasProjeções cartográficas
Projeções cartográficas
Camila Brito
 
1º Trimestre - Cartografia
1º Trimestre - Cartografia1º Trimestre - Cartografia
1º Trimestre - Cartografia
Catarina Troiano
 
Cartografia 2011
Cartografia 2011Cartografia 2011
Cartografia 2011
caroline-f
 
Imagens de satélite
Imagens de satéliteImagens de satélite
Imagens de satélite
paulotmo
 
Geografia: Situação de aprendizagem 1
Geografia: Situação de aprendizagem 1        Geografia: Situação de aprendizagem 1
Geografia: Situação de aprendizagem 1
Luiz Antonio Souza
 
Topografia a01
Topografia a01Topografia a01
Topografia a01
Janine Silotti
 
Projeções cartograficas
Projeções cartograficasProjeções cartograficas
Projeções cartograficas
Gisele Da Fonseca
 
Representacoes da superficie_terrestre 7ª
Representacoes da superficie_terrestre 7ªRepresentacoes da superficie_terrestre 7ª
Representacoes da superficie_terrestre 7ª
Diabzie
 
Ciências cartográficas francisco javier cervigon ruckauer
Ciências cartográficas francisco javier cervigon ruckauerCiências cartográficas francisco javier cervigon ruckauer
Ciências cartográficas francisco javier cervigon ruckauer
Francisco Javier Cervigon Ruckauer
 
Terra estudos e representações representação superficie terrestre
Terra estudos e representações   representação superficie terrestreTerra estudos e representações   representação superficie terrestre
Terra estudos e representações representação superficie terrestre
Ministério da Educação
 
Cartografia e poder
Cartografia e poderCartografia e poder
Cartografia e poder
Rodrigo Baglini
 
Fundamentos de cartografia
Fundamentos de cartografiaFundamentos de cartografia
Fundamentos de cartografia
Hudson Góis
 
Portotec1
Portotec1Portotec1
Portotec1
manoelportofilho
 
Resumo Representações Geográficas
Resumo Representações GeográficasResumo Representações Geográficas
Resumo Representações Geográficas
Diabzie
 
O.T. Desenvolvendo a Cartografia no Currículo de Geografia 03.2014
O.T. Desenvolvendo a Cartografia no Currículo de Geografia 03.2014O.T. Desenvolvendo a Cartografia no Currículo de Geografia 03.2014
O.T. Desenvolvendo a Cartografia no Currículo de Geografia 03.2014
Eduardo Mendes
 
Projeçoes cartograficas
Projeçoes cartograficasProjeçoes cartograficas
Projeçoes cartograficas
Prof.Paulo/geografia
 

Mais procurados (20)

Geografia 1ºano - 01
Geografia   1ºano - 01Geografia   1ºano - 01
Geografia 1ºano - 01
 
Aula04 geo pg
Aula04 geo pgAula04 geo pg
Aula04 geo pg
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
 
Geografia 1e2.pdf caderno de atividades
Geografia 1e2.pdf caderno de atividadesGeografia 1e2.pdf caderno de atividades
Geografia 1e2.pdf caderno de atividades
 
Projeções cartográficas
Projeções cartográficasProjeções cartográficas
Projeções cartográficas
 
1º Trimestre - Cartografia
1º Trimestre - Cartografia1º Trimestre - Cartografia
1º Trimestre - Cartografia
 
Cartografia 2011
Cartografia 2011Cartografia 2011
Cartografia 2011
 
Imagens de satélite
Imagens de satéliteImagens de satélite
Imagens de satélite
 
Geografia: Situação de aprendizagem 1
Geografia: Situação de aprendizagem 1        Geografia: Situação de aprendizagem 1
Geografia: Situação de aprendizagem 1
 
Topografia a01
Topografia a01Topografia a01
Topografia a01
 
Projeções cartograficas
Projeções cartograficasProjeções cartograficas
Projeções cartograficas
 
Representacoes da superficie_terrestre 7ª
Representacoes da superficie_terrestre 7ªRepresentacoes da superficie_terrestre 7ª
Representacoes da superficie_terrestre 7ª
 
Ciências cartográficas francisco javier cervigon ruckauer
Ciências cartográficas francisco javier cervigon ruckauerCiências cartográficas francisco javier cervigon ruckauer
Ciências cartográficas francisco javier cervigon ruckauer
 
Terra estudos e representações representação superficie terrestre
Terra estudos e representações   representação superficie terrestreTerra estudos e representações   representação superficie terrestre
Terra estudos e representações representação superficie terrestre
 
Cartografia e poder
Cartografia e poderCartografia e poder
Cartografia e poder
 
Fundamentos de cartografia
Fundamentos de cartografiaFundamentos de cartografia
Fundamentos de cartografia
 
Portotec1
Portotec1Portotec1
Portotec1
 
Resumo Representações Geográficas
Resumo Representações GeográficasResumo Representações Geográficas
Resumo Representações Geográficas
 
O.T. Desenvolvendo a Cartografia no Currículo de Geografia 03.2014
O.T. Desenvolvendo a Cartografia no Currículo de Geografia 03.2014O.T. Desenvolvendo a Cartografia no Currículo de Geografia 03.2014
O.T. Desenvolvendo a Cartografia no Currículo de Geografia 03.2014
 
Projeçoes cartograficas
Projeçoes cartograficasProjeçoes cartograficas
Projeçoes cartograficas
 

Destaque

IECJ - Capítulo 5 – Coordenadas geográficas - 6º ano do EFII
IECJ - Capítulo 5 – Coordenadas geográficas - 6º ano do EFIIIECJ - Capítulo 5 – Coordenadas geográficas - 6º ano do EFII
IECJ - Capítulo 5 – Coordenadas geográficas - 6º ano do EFII
profrodrigoribeiro
 
Coordenadas Geográficas 6 Anos
Coordenadas Geográficas 6 AnosCoordenadas Geográficas 6 Anos
Coordenadas Geográficas 6 Anos
guestbf1ae8
 
Orientação e coordenadas geográficas
Orientação e coordenadas geográficasOrientação e coordenadas geográficas
Orientação e coordenadas geográficas
Professor
 
Orientação no espaço geográfico 6º ano
Orientação no espaço geográfico 6º anoOrientação no espaço geográfico 6º ano
Orientação no espaço geográfico 6º ano
Nilberte Correia
 
Categorias de análise da geografia
Categorias de análise da geografiaCategorias de análise da geografia
Categorias de análise da geografia
Roberta Sumar
 
Cartografia modificado
Cartografia modificadoCartografia modificado
Cartografia modificado
YATSURY23
 
Workshop: Documentação com fotografia 3D.
Workshop: Documentação com fotografia 3D.Workshop: Documentação com fotografia 3D.
Workshop: Documentação com fotografia 3D.
Instituto Nacional de Engenharia de Superfícies
 
Paralelosymeridianos
ParalelosymeridianosParalelosymeridianos
Paralelosymeridianos
jmartinezveron
 
IECJ, 7º ano - População - Ap.: 01 Cap.: 01
IECJ, 7º ano - População - Ap.: 01 Cap.: 01IECJ, 7º ano - População - Ap.: 01 Cap.: 01
IECJ, 7º ano - População - Ap.: 01 Cap.: 01
Rodrigo R Ribeiro
 
Fusos e escalas
Fusos e escalasFusos e escalas
Fusos e escalas
Sérgio Saribera
 
Mapa de fusos horários mundiais
Mapa de fusos horários mundiaisMapa de fusos horários mundiais
Mapa de fusos horários mundiais
Sandra Cruz
 
Instrumentos ópticos - Câmera Fotográfica
Instrumentos ópticos - Câmera FotográficaInstrumentos ópticos - Câmera Fotográfica
Instrumentos ópticos - Câmera Fotográfica
Gilberto Ribeiro Pinto Júnior
 
Powerpoint Nr. 2 Biomas
Powerpoint Nr. 2   BiomasPowerpoint Nr. 2   Biomas
Powerpoint Nr. 2 Biomas
Nuno Correia
 
Território brasileiro
Território brasileiroTerritório brasileiro
Território brasileiro
Ivo Marcelo Felchak
 
Apresentação power point sobre biomas
Apresentação power point sobre biomasApresentação power point sobre biomas
Apresentação power point sobre biomas
norivalfp
 
Madeira-Mamoré
Madeira-MamoréMadeira-Mamoré
Madeira-Mamoré
josselia matos
 
Biomas
BiomasBiomas
Projecoes cartograficas aula_11_07_09
Projecoes cartograficas aula_11_07_09Projecoes cartograficas aula_11_07_09
Projecoes cartograficas aula_11_07_09
Marcia Silva
 
Espaço mundial diversidade e regionalização
Espaço mundial   diversidade e regionalizaçãoEspaço mundial   diversidade e regionalização
Espaço mundial diversidade e regionalização
Ivo Marcelo Felchak
 
Coordenadas geográficas
Coordenadas geográficasCoordenadas geográficas
Coordenadas geográficas
Gilcleia
 

Destaque (20)

IECJ - Capítulo 5 – Coordenadas geográficas - 6º ano do EFII
IECJ - Capítulo 5 – Coordenadas geográficas - 6º ano do EFIIIECJ - Capítulo 5 – Coordenadas geográficas - 6º ano do EFII
IECJ - Capítulo 5 – Coordenadas geográficas - 6º ano do EFII
 
Coordenadas Geográficas 6 Anos
Coordenadas Geográficas 6 AnosCoordenadas Geográficas 6 Anos
Coordenadas Geográficas 6 Anos
 
Orientação e coordenadas geográficas
Orientação e coordenadas geográficasOrientação e coordenadas geográficas
Orientação e coordenadas geográficas
 
Orientação no espaço geográfico 6º ano
Orientação no espaço geográfico 6º anoOrientação no espaço geográfico 6º ano
Orientação no espaço geográfico 6º ano
 
Categorias de análise da geografia
Categorias de análise da geografiaCategorias de análise da geografia
Categorias de análise da geografia
 
Cartografia modificado
Cartografia modificadoCartografia modificado
Cartografia modificado
 
Workshop: Documentação com fotografia 3D.
Workshop: Documentação com fotografia 3D.Workshop: Documentação com fotografia 3D.
Workshop: Documentação com fotografia 3D.
 
Paralelosymeridianos
ParalelosymeridianosParalelosymeridianos
Paralelosymeridianos
 
IECJ, 7º ano - População - Ap.: 01 Cap.: 01
IECJ, 7º ano - População - Ap.: 01 Cap.: 01IECJ, 7º ano - População - Ap.: 01 Cap.: 01
IECJ, 7º ano - População - Ap.: 01 Cap.: 01
 
Fusos e escalas
Fusos e escalasFusos e escalas
Fusos e escalas
 
Mapa de fusos horários mundiais
Mapa de fusos horários mundiaisMapa de fusos horários mundiais
Mapa de fusos horários mundiais
 
Instrumentos ópticos - Câmera Fotográfica
Instrumentos ópticos - Câmera FotográficaInstrumentos ópticos - Câmera Fotográfica
Instrumentos ópticos - Câmera Fotográfica
 
Powerpoint Nr. 2 Biomas
Powerpoint Nr. 2   BiomasPowerpoint Nr. 2   Biomas
Powerpoint Nr. 2 Biomas
 
Território brasileiro
Território brasileiroTerritório brasileiro
Território brasileiro
 
Apresentação power point sobre biomas
Apresentação power point sobre biomasApresentação power point sobre biomas
Apresentação power point sobre biomas
 
Madeira-Mamoré
Madeira-MamoréMadeira-Mamoré
Madeira-Mamoré
 
Biomas
BiomasBiomas
Biomas
 
Projecoes cartograficas aula_11_07_09
Projecoes cartograficas aula_11_07_09Projecoes cartograficas aula_11_07_09
Projecoes cartograficas aula_11_07_09
 
Espaço mundial diversidade e regionalização
Espaço mundial   diversidade e regionalizaçãoEspaço mundial   diversidade e regionalização
Espaço mundial diversidade e regionalização
 
Coordenadas geográficas
Coordenadas geográficasCoordenadas geográficas
Coordenadas geográficas
 

Semelhante a Privest, 3º EM - Cartografia AP 01 MÓD 01

Projeções Cartográficas.ppt
Projeções Cartográficas.pptProjeções Cartográficas.ppt
Projeções Cartográficas.ppt
CarlosManoel59
 
Projeções Cartográficas.ppt
Projeções Cartográficas.pptProjeções Cartográficas.ppt
Projeções Cartográficas.ppt
EduardoBarroso37
 
Projeções Cartográficas.ppt
Projeções Cartográficas.pptProjeções Cartográficas.ppt
Projeções Cartográficas.ppt
FabiAna161820
 
Projeções Cartográficas.ppt
Projeções Cartográficas.pptProjeções Cartográficas.ppt
Projeções Cartográficas.ppt
FranciscoFlorencio6
 
Introdução ao estudo da geografia CAP 01 AP 01
Introdução ao estudo da geografia CAP 01 AP 01Introdução ao estudo da geografia CAP 01 AP 01
Introdução ao estudo da geografia CAP 01 AP 01
Rodrigo R Ribeiro
 
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.pptA cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
MarcioSantos127106
 
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.pptA cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
Grégori Augusto
 
A cartografia como instrumento de representação dos lugares (2).ppt
A cartografia como instrumento de representação dos lugares (2).pptA cartografia como instrumento de representação dos lugares (2).ppt
A cartografia como instrumento de representação dos lugares (2).ppt
Reinaldo da Silva Souza
 
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.pptA cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
Rosiney1
 
Cartografia no brasil
Cartografia no brasilCartografia no brasil
Cartografia no brasil
karolpoa
 
Formas de representar a superfície terrestre.pptx
Formas de representar a superfície terrestre.pptxFormas de representar a superfície terrestre.pptx
Formas de representar a superfície terrestre.pptx
Ricardo Santos
 
Conceitos basicos da ciencia geografica
Conceitos basicos da ciencia geograficaConceitos basicos da ciencia geografica
Conceitos basicos da ciencia geografica
bruno pedro
 
Apresentação ciências cartográficas francisco javier cervigon ruckauer
Apresentação ciências cartográficas francisco javier cervigon ruckauerApresentação ciências cartográficas francisco javier cervigon ruckauer
Apresentação ciências cartográficas francisco javier cervigon ruckauer
Francisco Javier Cervigon Ruckauer
 
AULA 1- CARTOGRAFIA , identidicando mapa
AULA 1- CARTOGRAFIA , identidicando mapaAULA 1- CARTOGRAFIA , identidicando mapa
AULA 1- CARTOGRAFIA , identidicando mapa
alexjr27122001
 
Documentos cartográficos conceitos e representações
Documentos  cartográficos   conceitos e representaçõesDocumentos  cartográficos   conceitos e representações
Documentos cartográficos conceitos e representações
Luciano Pessanha
 
Cartografia (Localização Cartográfica)
Cartografia (Localização Cartográfica)Cartografia (Localização Cartográfica)
Cartografia (Localização Cartográfica)
Jennifer Helen
 
Espaço geográfico
Espaço geográficoEspaço geográfico
Espaço geográfico
José Roberto
 
A cartografia 6 ano
A cartografia  6 anoA cartografia  6 ano
A cartografia 6 ano
quilaPriscila
 
Cartografia - Geografia Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
Cartografia - Geografia Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]Cartografia - Geografia Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
Cartografia - Geografia Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
Marco Aurélio Gondim
 
1º ano eja medio humanas
1º ano eja medio   humanas1º ano eja medio   humanas
1º ano eja medio humanas
VantuirPereira2
 

Semelhante a Privest, 3º EM - Cartografia AP 01 MÓD 01 (20)

Projeções Cartográficas.ppt
Projeções Cartográficas.pptProjeções Cartográficas.ppt
Projeções Cartográficas.ppt
 
Projeções Cartográficas.ppt
Projeções Cartográficas.pptProjeções Cartográficas.ppt
Projeções Cartográficas.ppt
 
Projeções Cartográficas.ppt
Projeções Cartográficas.pptProjeções Cartográficas.ppt
Projeções Cartográficas.ppt
 
Projeções Cartográficas.ppt
Projeções Cartográficas.pptProjeções Cartográficas.ppt
Projeções Cartográficas.ppt
 
Introdução ao estudo da geografia CAP 01 AP 01
Introdução ao estudo da geografia CAP 01 AP 01Introdução ao estudo da geografia CAP 01 AP 01
Introdução ao estudo da geografia CAP 01 AP 01
 
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.pptA cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
 
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.pptA cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
 
A cartografia como instrumento de representação dos lugares (2).ppt
A cartografia como instrumento de representação dos lugares (2).pptA cartografia como instrumento de representação dos lugares (2).ppt
A cartografia como instrumento de representação dos lugares (2).ppt
 
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.pptA cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
A cartografia como instrumento de representação dos lugares.ppt
 
Cartografia no brasil
Cartografia no brasilCartografia no brasil
Cartografia no brasil
 
Formas de representar a superfície terrestre.pptx
Formas de representar a superfície terrestre.pptxFormas de representar a superfície terrestre.pptx
Formas de representar a superfície terrestre.pptx
 
Conceitos basicos da ciencia geografica
Conceitos basicos da ciencia geograficaConceitos basicos da ciencia geografica
Conceitos basicos da ciencia geografica
 
Apresentação ciências cartográficas francisco javier cervigon ruckauer
Apresentação ciências cartográficas francisco javier cervigon ruckauerApresentação ciências cartográficas francisco javier cervigon ruckauer
Apresentação ciências cartográficas francisco javier cervigon ruckauer
 
AULA 1- CARTOGRAFIA , identidicando mapa
AULA 1- CARTOGRAFIA , identidicando mapaAULA 1- CARTOGRAFIA , identidicando mapa
AULA 1- CARTOGRAFIA , identidicando mapa
 
Documentos cartográficos conceitos e representações
Documentos  cartográficos   conceitos e representaçõesDocumentos  cartográficos   conceitos e representações
Documentos cartográficos conceitos e representações
 
Cartografia (Localização Cartográfica)
Cartografia (Localização Cartográfica)Cartografia (Localização Cartográfica)
Cartografia (Localização Cartográfica)
 
Espaço geográfico
Espaço geográficoEspaço geográfico
Espaço geográfico
 
A cartografia 6 ano
A cartografia  6 anoA cartografia  6 ano
A cartografia 6 ano
 
Cartografia - Geografia Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
Cartografia - Geografia Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]Cartografia - Geografia Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
Cartografia - Geografia Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]
 
1º ano eja medio humanas
1º ano eja medio   humanas1º ano eja medio   humanas
1º ano eja medio humanas
 

Último

REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 

Último (20)

REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 

Privest, 3º EM - Cartografia AP 01 MÓD 01

  • 1. Ciências Humanas e Suas Tecnologias - Geografia Ensino Médio, 3º ano PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 2. CARTOGRAFIA É a técnica de confeccionar mapas e correlatos. PODER Estratégia de guerra; Conhecer e pontuar riquezas naturais; Apontar os melhores espaços para as atividades agrícolas; etc. GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas Imagem:Noldoaran /GNUFree Documentation License PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 3. EVOLUÇÃO CARTOGRÁFICA GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas Imagem:MarkAnthonyBalucan/United StatesPublicDomain Imagem:Anenlargedsectionofthe PeutingerTable/ http://www.atlantismaps.com/chapter _3.html PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 4. GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas Imagem: T-O map from the Etymologiae of Isidorus, 1472 / United States Public Domain Imagem: Martin Waldseemüller / United States Public Domain Imagem:《社会历史博物馆》/scanfrom《社会历 史博物馆》ISBN7-5347-1397-8"社会历史博物馆"/ "SocialHistoricalMuseum"16世纪巴西的地图/The mapofBrasilin16thcentury1519年葡萄牙人绘制/ IssuedinPortugalin1519/Brazil1500/United StatesPublicDomain PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 5. Elementos dos mapas Os mapas apresentam alguns elementos fundamentais para sua leitura e interpretação: - Título ou tema; - Coordenadas geográficas; - Orientação; - Legenda; - Escala; - Projeção cartográfica. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 6. PROJEÇÃO CARTOGRÁFICA É a forma pela qual uma superfície esférica (no caso, a terra) é representada num plano, ou seja, no mapa. PRINCIPAIS TIPOS DE PROJEÇÕES GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas PLANA CILÍNDRICA CÔNICA Imagens:Noldoaran/CreativeCommons Attribution-ShareAlike3.0Unported PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 7. GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas PROJEÇÃO PLANA OU AZIMUTAL  O mapa numa projeção azimutal é construído sobre um plano tangente a um ponto qualquer da esfera terrestre. Este ponto ocupa sempre o centro do mapa;  É usada, em geral, para representar as regiões polares e suas proximidades e para localizar um país na posição central, tornando possível o cálculo de sua distância em relação a qualquer ponto da superfície terrestre;  As Projeções azimutais são as mais usadas geopoliticamente, pois podem realçar o “status” de um país em relação aos demais da Terra;  O emblema da ONU é uma projeção azimutal (1). Símbolo da ONU Imagem: Noldoaran / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported Imagem:FlagoftheUnited Nationsfromthe"OpenClip Art"website/ CreativeCommonsCC01.0 UniversalPublicDomain Dedication PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 8. GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas PROJEÇÃO CÔNICA  Um cone imaginário em contato com a esfera é a base para a elaboração do mapa;  Os meridianos formam uma rede de linhas retas convergentes nos pólos e os paralelos formam círculos concêntricos (3). PROJEÇÃO CILÍNDRICA  É obtida com a projeção da superfície terrestre, com os paralelos e os meridianos, sobre um cilindro em que o mapa será desenhado;  A projeção cilíndrica conforme conserva a forma dos continentes, direções e ângulos, mas altera a proporção das superfícies;  A projeção cilíndrica equivalente preserva o tamanho real da superfície representada, mas não mantém as formas, direções e ângulos (2). Imagem:Noldoaran /CreativeCommons Attribution-Share Alike3.0Unported Imagem:Noldoaran /CreativeCommons Attribution-Share Alike3.0Unported PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 9. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas PROJEÇÃO DE MERCATOR  Projeção Cilíndrica e conforme; Bastante utilizada na navegação marítima; Os paralelos e meridianos são retos e perpendiculares; Quanto mais perto dos pólos (altas latitudes) maior a deformação; Evidencia o Mundo Desenvolvido.Imagem: Strebe / The world on Mercator projection / 15 August 2011 / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 10. GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas PROJEÇÃO DE PETERS  Projeção Cilíndrica e equivalente;  Apresentada em 1973 integra o conjunto de iniciativas promovidas em busca de uma projeção politicamente mais adequada, na qual o Terceiro Mundo fosse fortalecido, mostrando seu tamanho real em relação ao chamado Primeiro Mundo (4); Mantém a dimensão proporcional das terras emersas. Imagem: Strebe / The world on Gall–Peters projection / 15 August 2011 / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported Imagem: CaseyPenk, Vardion / 180 degree rotated map of the world / 6 June 2008 / Public Domain PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 11. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 12. GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas  Tem a finalidade de mostrar a equivalência das massas continentais e oceânicas. PROJEÇÃO DE GOODE PROJEÇÃO DE AITOFF  Tem formato elíptico;  Muito utilizada na confecção de planisfério;  É equivalente, ou seja, conserva a proporção das terras continentais. Imagem: Strebe / The world on Goode’s homolosine projection / 15 August 2011 / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported Imagem: Strebe / The world on Aitoff projection / 14 August 2011 / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 13. Mapa I - representa os continentes segundo a superfície. Mapa II - representa cada parte do mundo com uma dimensão proporcional ao total de população Mapa III - representa cada parte do mundo com uma dimensão proporcional à renda per capita. ANAMORFOSE GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas  Converte números e estatísticas em mapas;  As áreas de um país ou continente assumem o tamanho proporcional ao dado que se quer mostrar. I II III Imagem: Worldmapper / This indicates international purchasing power / For educational use Imagem: Worldmapper / This indicates international purchasing power / For educational use Imagem: Worldmapper / The size of each territory shows the relative proportion of the world's population living there / For educational use PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 14. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro Curvas de nível PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 15. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 16. Paralelos e meridianos. Criados por cientistas Objetivo: Facilitar os estudos sobre a Terra. Linha do Equador Trop. Câncer Trop. Capricórnio PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 17. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro Paralelos e latitudes Os paralelos são circunferências imaginárias, desenhadas em mapas de maneira paralela em torno da Terra, circundando-a no sentido leste-oeste. O Equador é o paralelo que circunda a Terra em sua região mais larga, estabelecendo assim a divisão do planeta em dois hemisférios: norte e sul. Além do Equador, existem quatro outros importantes paralelos de destaque: os Trópicos de Câncer e Capricórnio e os Círculos Polares Ártico e Antártico. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 18. Paralelos e latitudes Podemos definir latitude como a distância em graus medida a partir de qualquer ponto da superfície terrestre em relação à linha equatorial, cuja latitude é zero. As medidas latitudinais variam do zero na linha do Equador até 90 graus para o norte ou para o sul nas regiões polares. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 19. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro Meridianos e longitudes Contrapostos aos paralelos, os meridianos são linhas imaginárias que dividem o planeta como se fossem os gomos de uma laranja, já que se estendem de um polo a outro. Entre os meridianos, o único que recebe uma denominação especial é o de Greenwich, em referência ao bairro da cidade de Londres; o referido meridiano também é denominado inicial ou de referência, já que serve de base para dividir nosso planeta nos hemisférios leste e oeste. Cada um dos meridianos apresenta seu antimeridiano, localizado no lado oposto do planeta. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 20. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro Meridianos e longitudes Lembre-se de que todos os pontos localizados no mesmo meridiano apresentam a mesma graduação de longitude. Longitude é definida como a distância em graus medida a partir de qualquer ponto da superfície terrestre em relação ao meridiano de Greenwich, cuja longitude é zero. As medidas longitudinais variam do zero no meridiano de Greenwich a 180 graus para o leste ou para o oeste. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 21. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 22. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 23. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 24. Zona Intertropical da Terra ( 0o até 23o27) Zona Temperada da Terra ( de 23o27 até 66º32) Zona Polar da Terra ( de 66º32 até 90o) PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 25. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 26. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 27. Coordenada geográfica PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro Coordenadas geográficas são as medidas em graus de um ponto na superfície terrestre, conhecidas sua latitude e sua longitude. Os aparelhos de GPS, por exemplo, determinam a posição de qualquer ponto na superfície do planeta com base no sistema de coordenadas geográficas PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 28. Sobre a localização de diversos pontos da superfície terrestre representados no mapa, é correto afirmar que: a. o ponto D se localiza na região equatorial. b. os pontos B e C estão no hemisfério ocidental. c. o ponto A se situa em território americano e se localiza a 40° de latitude norte e a 100° de longitude leste. d. os pontos A e C se situam no hemisfério norte e apresentam a mesma distância longitudinal de Greenwich. e. O ponto C está no hemisfério ocidental. Resolução O ponto D está sobre a linha do Equador (0º de latitude), portanto situado na região equatorial. Resposta: A PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 29. Legenda PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 30. ESCALA É a razão entre a distância no mapa e distância real. E x: Escala 1:30.000.000 Essa escala indica que 1 cm no mapa corresponde a 30.000.000 de cm na realidade. Convertendo os centímetros em quilômetros, obtém-se: km hm dam m dm cm mm 1 cm = 30.000.000 cms = 300 km. Ou seja, 1 cm no mapa corresponde a 300 km na realidade. NUMÉRICA GRÁFICA TIPOS DE ESCALA GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas Imagem: Milhaus / Example of graphical scale / GNU Free Documentation License PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 31. DIMENSIONANDO UMA ESCALA Menor Denominador Maior a Escala Escala Grande Permite maior riqueza de detalhes do mapa e melhor visualização dos locais ou eventos cartografados. Ex: 1/100.000 é uma escala maior que 1/500.000, uma vez que, em 1/100.000, 1 cm representa os eventos ou locais na distância de 1 km, enquanto na outra escala o mesmo centímetro representa os eventos ou locais na distância de 5 km. Maior Denominador Menor a Escala Escala Pequena Ex: O globo terrestre somente pode ser representado com uma escala muito pequena, proporcionando um detalhamento sempre pequeno. GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 32. Orientação PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 33. EM EXERCÍCIOS DE VESTIBULAR VOCÊ TAMBÉM PODE ENCONTRAR NORTE: - Boreal - Setentrional SUL: - Austral - Meridional LESTE: - Oriental - Nascente OESTE: - Ocidental - Poente ATENÇÃO PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 34. NOVAS TECNOLOGIAS CARTOGRÁFICAS GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 35. GPS GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas Imagem: Humberto Möckel / A Garmin Nüvi 200 GPS device, mounted on a Volkswagen Gol's windshield, and connected to the car's power supply, showing free-drive navigation data on Necochea city, Argentina / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported Imagem: José Reynaldo da Fonseca / Um GPS marcando uma confluência geográfica 23º00'00"Sul x 49º00'00"Oeste / GNU Free Documentation License PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 36. SENSORIAMENTO REMOTO GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas Conceito artístico mostrando como CALIPSO e CloudSat irão orbitar em formação juntamente com os outros satélites do Sistema de Observação da Terra Imagem:NASA/PublicDomain. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 37. FOTOGRAFIA AÉREA GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas Imagem:SEE-PE PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 38. SISTEMA DE POSICIONAMENTO GLOBAL (GPS) GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas Imagem:Elpak/AsimulationoftheoriginaldesignoftheGPS spacesegment,with24GPSsatellites(4satellitesineachof6 orbits),showingtheevolutionofthenumberofvisiblesatellites fromafixedpoint(45ºN)onearth(considering"visibility"as havingdirectlineofsight)/PublicDomain PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 39. GLOBO TERRESTRE MAPA REPRESENTAÇÕES DO ESPAÇO TERRESTRE GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas Imagem: Hoshie / A photo of a cream colored globe / Public Domain Imagem: Brazil map/ /Public Domain PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro
  • 40. As cartas apresentam grandes escalas e permitem transmitir informações mais detalhadas. As plantas permitem Informar sobre um espaço menor com grande riqueza de detalhes. GEOGRAFIA , 1ª Série Projeções Cartográficas Imagem: Carrère & Hastings / Ground floor plan of the New Theatre on Central Park West in New York City / United States Domain Public Imagem: Autor Desconhecido, 1890 / United States Public Domain. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Professor: Rodrigo R. Ribeiro