Espaço geográfico

960 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
960
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
49
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Espaço geográfico

  1. 1. A GEOGRAFIA É UMA CIÊNCIA SOCIAL.
  2. 2. ESPAÇO GEOGRÁFICO: UM PRODUTO SOCIALTRABALHONATUREZA SOCIEDADETÉCNICASTEMPOESPAÇOESPAÇO GEOGRÁFICO
  3. 3. ESPAÇO GEOGRÁFICOA Geografia é uma ciência social quetem como objeto de estudo o espaçogeográfico. Esse resulta daconstrução/reconstruçãoimplementada pela sociedade que,mediante o trabalho transformadorsobre a natureza, produz espaço...
  4. 4. Espaço Geográfico da sociedadepré-colombianaEspaço daProduçãoEspaço dacirculaçãoEspaço dasIdéiasAgriculturaCaça,pescaartesanatoLimitadoRespeitoaos idososProp.ColetivaA religião...
  5. 5. ESPAÇO GEOGRÁFICO DA SOCIEDADECAPITALISTA INDUSTRIALESPAÇO DAPRODUÇÃO*INDUSTRIALI-ZAÇÃO*TECNOLOGIAESPAÇO DACIRCULAÇÃO* ILIMITADOESPAÇO DASIDEIAS*PROPRIEDADEPRIVADA*DESRESPEITOAOS VALORESDA NATUREZA
  6. 6. LUGAR: O QUE É?VOCÊ CONHECE BEM O SEU LUGAR? GOSTADELE?CONTRIBUI PARA MORAR EM UM LUGARMELHOR? DE QUE FORMA VOCÊ LUTA PORELE?LUGAR NA ESCALA GEOGRÁFICA, É O ESPAÇODE VIVÊNCIA DE UM GRUPO HUMANO, É ONDEVOCÊ VIVE, TRANSFORMA, CRITICA, PRESERVA,AMA.
  7. 7. PAISAGEM: ESPAÇO VIVIDO EPERCEBIDOPaisagem é...“TUDO AQUILO QUE NÓS VEMOS, O QUENOSSA VISÃO ALCANÇA É PAISAGEM.”MILTON SANTOS
  8. 8. REGIÃO E TERRITÓRIOREGIÃO: dada porção da superfícieterrestre, que de uma maneira ou outra, édiferente de outra porção.Ex: A região Sudeste diferencia-se da regiãoNorte...TERRITÓRIO: Base geográfica do Estado, ondemoram pessoas, onde o Estado exercesoberania...Você sabe que existe o que se chama deterritório paralelo?
  9. 9. CORRENTES PERÍODO PRINCIPAISTEÓRICOSPRINCIPAISCONCEITOSESCOLADETERMINISMO Final doséculo XIXF. Ratzel, EllemSempleEspaço Vital eTerritórioTradicionalAlemãPOSSIBILISMO Primeirametadedo Séc XXVidal de LaBlache, M. C.Andrade etc.Região ePaisagemTradicionalFrancesaTEORÉTICO-QUANTITATIVADécadade 50Faissol, Bunge,etc.Espaço Relativo Lógico-positivistaGEOGRAFIACRÍTICADécadade 70Mílton Santos,Roberto L.Correa, RuyMoreira, YvesLacostes, Y. F.Tuan, Claval etcEspaço, Região,Território, Lugar,Natureza, Redes,Paisagem,Sociedade, etc.Materialistadialética,Fenomeno-lógica,Existencialista.EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO GEOGRÁFICO
  10. 10. CARTOGRAFIAA Cartografia desenvolveu-se da pré-história aos nossos dias. A históriados mapas é mais antiga que aprópria história, pois o homem jáconfeccionava mapas antes de usar aescrita.A base da cartografia é atribuída aosgregos.
  11. 11. Ao se confeccionar uma carta ou mapa, éexigida a definição de um método em quecada ponto da Terra corresponda a umponto do mapa e vice-versa. Os principaiselementos que constituem os mapas são:A escala, a legenda, o sistema deprojeção, a fonte e o título.CARTOGRAFIA
  12. 12. ESCALAEscala, de maneira geral, é a relação entre ovalor de uma distância medida sobre asuperfície terrestre e o comprimentomedido no mapa, ou na representaçãográfica.Representamos a escala desta maneira:E=D/dD= medida do terrenod= medida do mapa
  13. 13. A escala gráfica consiste de uma reta(linha simples ou dupla) graduada,onde as distâncias verdadeiras sãorepresentadas. Ex:
  14. 14. A escala numérica pode ser representada soba forma de uma relação. Ex: 1:2400 ou fração:1/2400. isso significa dizer que, o número 1fica antes dos dois pontos ou barra,corresponde a unidade considerada sobre omapa (numerador da escala); o número 2400após os dois pontos ou barra, representaquantas vezes foi reduzida a superfície real(denominador da escala)Neste exemplo, 1 cm no mapa, representa2400 cm na realidade.Escala numérica
  15. 15. Tamanho da escalaSegundo a escala que apresenta, omapa, pode ser classificado em:escala grande, escala média e escalapequena.Grande (no máximo 1:250.000);Média (entre 1:250.000 a1:1.000.000); ouPequena (a partir de 1:1.000.000).
  16. 16. Representação gráfica do relevo.O método mais comum de representar o relevo é através dascurvas de nível. As curvas de nível são linhas que, emintervalos iguais, ligam pontos de igual altitude ou cota.Existem outras maneia de representar o relevo, entre asquais, a hipsometria (curva de nivel colorida), a morfometria(representação pictórica do relevo) e o bloco diagrama(maquetes)A análise do relevo através das curvas de nível é feita atravésda declinação do relevo, ou seja, a distância horizontal entreas curvas de nível. Assim, quanto mais próximas as curvasde nível, mais inclinado o terreno, já as curvas de nível maisdistantes (espaçados), mais plano é o terreno.
  17. 17. Projeções cartográficasSão os diversos métodos para se alcançar umobjetivo, englobando as leis que fazem aligação entre a Terra e sua representação.Além das leis são também estudados osprocessos de construção das projeções, suaseleção e finalidade.Uma projeção cartográfica é a base para aconstrução dos mapas.As principais projeções são classificadasconforme o esquema a seguir:
  18. 18. CLASSIFICAÇÃO DAS PROJEÇÕES• Quanto a superfície de projeção:planas ou azimutais.• Por desenvolvimento: cônicas,cilíndricas, poliédricas.• Quanto as propriedades:equivalentes, equidistantes econformes.
  19. 19. Projeção plana, azimutal ou zenital• Os meridianos estão em linhas retasconcorrentes no pólo, fazendo ângulos iguaisentre si (meridianos radicais), e os paralelossão circunferências concêntricas no pólo. Amedida que nos afastamos do centro daprojeção, as deformações aumentam
  20. 20. Projeção cônicaUsa-se um cone, de tal forma que osparalelos serão representados por arco decircunferência concêntricas no vértice docone e os meridianos por retas. Assim, hádois tipos de deformações: na parteinterna do ponto de tangência seráreduzida e na parte externa do ponto detangência será aumentada a distorção.
  21. 21. Paralelos e meridianos sãorepresentados por retas. Oquadriculado das projeções cilíndricassão elementos retilíneos eretangulares. Assim, à medida que nosafastamos do Equador, as deformaçõessobre os paralelos tornam-seacentuadamente exagerada. Observe aGroelândia no mapa.
  22. 22. PROPRIEDADES DAS PROJEÇÕESSaiba que não existe mapa perfeito!Todos atendem a determinadosefeitos e finalidades! Depende doque se quer mostrar! Para isso,existem algumas propriedades,como: Conforme, Equivalentes eEquidistantes.
  23. 23. Projeção Conforme:Conservam-se as formasterrestres, mas distorce assuas áreas.Ex. Projeção cilíndrica deMercator.Visão eurocentrista!
  24. 24. Projeção Equivalente:Conservam a relação entre as áreasrepresentadas no mapa e a superfícieterrestre.Mantém-se a proporção do tamanhoentre superfície real e o desenho.A forma ou fisionomia das áreas sãoalteradas.Ex: Proj. cilíndrica de Peters.
  25. 25. Projeção Equidistante:Conserva inalterada a relação entrecomprimentos medidos em certasdireções, conservando os comprimentosdos paralelos e meridianos reais com osdesenhados no mapa. Há uma distorçãonas áreas e nas formas terrestres.
  26. 26. ATIVIDADES!01-Analise a projeção de Peters ereconheça a propriedade deequivalência.01-Analise a projeção de Mercator ereconheça a propriedade deconformidade, assim como asdeformações ocorridas nos paralelos.

×