SlideShare uma empresa Scribd logo
DESCOBRINDO AS OBRAS DO
CRIADOR
3º ano
Ensino religioso 3 ano
Rubens Bomtempo
Prefeito
Mônica Vieira Freitas
Secretária de Educação
Rosilene Ribeiro
Subsecretária de Educação
Rosalie G. de Oliveira Duarte
Subsecretária do FNDE e Captação de Recursos
Cristiane Noel Souza da Cruz
Coordenadora do Ensino Religioso
Ensino religioso 3 ano
Prefeitura de Petrópolis
Colaboradores
Professora Andréa Regina Barroso Alves Geraldi
Professora Roberta da Silva Pinheiro
Coordenação
Professora Bianca Della Nina
Ensino religioso 3 ano
Aulas de Ensino Religioso?
A educação da consciência religiosa é direito de todos. Para garantir esse direito, a Lei de
Diretrizes e Bases, artigo 33, apresenta o Ensino Religioso (ER) como parte integrante da
educação básica. Há quatro grandes temas que fundamentam esse ensino. São eles: a
compreensão da história, a interpretação da cultura, a busca de sentido e a compreensão da
experiência religiosa.
A compreensão da história
O fato religioso está presente em diferentes grupos, nações e períodos e quem não o compreende
também não compreenderá a história humana. A saga dos faraós do Egito, dos imperadores
romanos, dos índios americanos; as carrancas escandinavas e asiáticas; a colonização do Brasil;
a história da arte, da arquitetura; a relação entre sagrado e profano e tantos outros aspectos
culturais não seriam entendidos na sua essência sem o reconhecimento do fato religioso. O ER
oferece uma outra perspectiva para a análise da história.
A interpretação da cultura
A antropologia fala do processo espontâneo que se dá no interior das culturas, responsável pela
manutenção e transmissão das tradições de geração em geração. Quanto mais consciente e
intencional for esse processo, tanto mais serão fortalecidas a própria identidade cultural e a
capacidade de conviver com o diferente e respeitá-lo. O ER será responsável por desenvolver
essa competência da questão religiosa.
A busca de sentido
As perguntas fundamentais da existência humana - De onde vim? Para onde vou? etc. - não são
apenas capricho de mentes desocupadas. Elas compõem a busca necessária ao desenvolvimento
humano. O papel fundamental da educação é abrir possibilidades de respostas, para que o
sentido da vida vá além da própria vida. O objetivo do ER não é responder às questões, mas criar
condições para que essa reflexão se dê num ambiente educativo onde haja espaço para o
diálogo, o debate, a pesquisa e a síntese pessoal e coletiva.
Compreensão da experiência religiosa
O que caracteriza a experiência é a mudança gerada na relação sujeito e fato (acontecimentos).
Toda grande mudança nasce de um momento interior, íntimo, vivido na relação com o eu e o não-
eu. Por isso, podemos dizer que a experiência corresponde sempre a um aspecto de
envolvimento pessoal e um aspecto de interpretação do que foi vivido. Paulo Freire, sobre isso,
diz o seguinte: “O homem é um ser que está no mundo e com o mundo. Se apenas estivesse no
mundo não haveria transcendência nem se objetivaria a si mesmo. Mas como pode objetivar-se,
pode também distinguir entre um eu e um não-eu. Isso o torna um ser capaz de relacionar-se; de
sair de si; de projetar-se nos outros; de transcender. Essas relações não se dão apenas com os
outros, mas se dão no mundo, com o mundo e pelo mundo, nisso se apoiaria o problema da
religião”. (FREIRE, 1981) A religiosidade é inerente ao ser humano. Se não a educamos estamos
empobrecendo a sua humanidade. Dessa forma, o ER deve criar condições para que o educando
possa interpretar suas experiências religiosas, trazê-las ao nível consciente e, assim, gerar
mudanças significativas na própria vida e nas relações sociorreligiosas.
OLIVEIRA, Adalgisa A. Mundo Jovem. Ano XLI, nº 333, Fevereiro, 2003.
Ensino religioso 3 ano
Apresentação
Hoje em dia, a lei brasileira garante o respeito a todas as religiões e culturas. Veja o
que diz a Constituição brasileira, a lei máxima que rege nosso país, assinada em 5 de
outubro de 1988:
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza,
garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do
direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos
seguintes:
VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre
exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto
e as suas liturgias.
Por isso, colocamos à disposição dos alunos da Rede Pública de Ensino de
Petrópolis um livro de orientação moral e religiosa para o Ensino Religioso do 1º ao 5º
ano.
A forma prática que achamos oportuna foi partir do autoconhecimento, relação com o
outro, com a natureza e com Deus através de atividades dinâmicas.
A este livro denominamos: Descobrindo as Obras do Criador.
É uma oportunidade para proporcionar momentos de reflexão, de busca de
experiência espiritual que despertem maior amor às pessoas.
Este tempo é de formação para isso. É preciso que conheçamos valores morais,
éticos e religiosos para poder vivenciá-los no dia a dia atual e no futuro.
Ensino religioso 3 ano
SUMÁRIO
1. O direito de escolha
1.1 Minhas atitudes 13
1.2 O bem e o mal na valorização da vida 16
1.3 Liberdade e responsabilidade 20
2. Descoberta do outro
2.1 Conhecendo a história da minha família 22
2.2 Minhas qualidades e as do outro 26
2.3 O diferente e o complementar 29
2.4 A amizade fortalece a caminhada 33
3. Preservando as belezas naturais como expressão religiosa
3.1 Equilíbrio dos elementos naturais 36
3.2 Utilização consciente das belezas naturais 39
3.3 Criação: fruto do amor de Deus 41
4. Deus nos orienta
4.1 Leis de Deus 45
4.2 Líderes religiosos 48
4.3 Obediência e reverência 51
4.4 Justiça e paz 54
Referência 58
Ensino religioso 3 ano
- 13 -
1.O DIREITO DE ESCOLHA
1.1 MINHAS ATITUDES
DEVEMOS SER CRIANÇAS BEM EDUCADAS E GENTIS. DIGA SEMPRE: BOM
DIA! BOA NOITE! PARABÉNS! COM LICENÇA! COMO VAI? ATÉ LOGO! POR FAVOR!
VAMOS PINTAR OS QUADRINHOS DAS CENAS ABAIXO DE ACORDO COM O QUE
SE PEDE:
AZUL= COMO VAI? AMARELO= PARABÉNS!
VERDE= BOA NOITE! VERMELHO= ATÉ LOGO!
www.ateliecoloriz.blogspot.com
- 14 -
ATITUDES INADEQUADAS PODEM GERAR MUITOS PROBLEMAS PARA
TODOS.
OBSERVE AS FIGURAS ABAIXO:
www. profandresadolzan.blogspot.com
APÓS TER OBSERVADO ESSAS ATITUDES INADEQUADAS, RELATE ABAIXO QUE
PROBLEMAS ESSAS CRIANÇAS CRIARAM:
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
- 15 -
QUANDO REZO, TENHO O CRIADOR PERTO DE MIM E TOMO AS DECISÕES
CERTAS PORQUE OUÇO A VOZ DO CORAÇÃO.
ENCONTRE AS PALAVRAS QUE NOS APROXIMAM DO CRIADOR. DEPOIS, PINTE-
AS COM LÁPIS COLORIDO:
A C O M P A I X Ã O Q W E R T Y V J
B S S I A Q W E R R E S P E I T O U
B Z D K Z L U U T A A D F G H J B S
V I D A L I J U Y Ç Z S D F G H G T
C O M P R E E N S Ã O M N B V C X I
C F H J J A S D F O Z X A M O R C Ç
C S E R E N I D A D E L K J H G F A
V H O B E D I E N C I A S D F F G H
AGORA FORME DUAS FRASES COM ALGUMAS DAS PALAVRAS QUE VOCÊ
ENCONTROU:
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
- 16 -
1.2 O BEM E O MAL NA VALORIZAÇÃO DA VIDA
LEIA A ORAÇÃO COM ATENÇÃO PARA REALIZAR A ATIVIDADE:
QUERIDO DEUS
QUERIDO DEUS!
COMO É BOM VER NO CÉU
ANDORINHAS, BORBOLETAS
E GAIVOTAS E
OS BEIJA-FLORES A VOAR.
QUERIDO DEUS!
COMO É BOM VER NOS MARES
OS PEIXES, AS BALEIAS
E OS CAVALOS MARINHOS A NADAR.
QUERIDO DEUS!
COMO É BOM VER NAS MATAS
O TIGRE, O ELEFANTE,
A GIRAFA E O LEÃO A ANDAR.
QUERIDO DEUS!
COMO É BOM VER NA CIDADE
PESSOAS FAZENDO O BEM,
AGINDO COM AMIZADE
E COMPREENSÃO COM O PRÓXIMO.
tialublgspot.com
APÓS A ORAÇÃO, PENSE: O QUE É FAZER O BEM?
ESCREVA COM SUAS PALAVRAS:
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
- 17 -
MARQUE COM UM X AS CENAS ABAIXO QUE REPRESENTAM BONS HÁBITOS
PARA UMA VIDA SAUDÁVEL:
f
www.iracemamarcondesalcantara.blogspot.com
- 18 -
A VIDA É UM BEM PRECIOSO QUE DEVEMOS PRESERVAR!
DEVEMOS FAZER O BEM SEM OLHAR A QUEM!
LEIA COM ATENÇÃO:
FAZEMOS PELO OUTRO O QUE DESEJAMOS QUE O OUTRO FAÇA POR NÓS?
CUIDAR DO PRÓXIMO NOS FAZ BEM!
DESENHE OU ESCREVA NO QUADRO ABAIXO O QUE VOCÊ SENTE QUANDO FAZ
O BEM PELO OUTRO:
- 19 -
DEUS CRIOU A HUMANIDADE PARA SER FELIZ E, PARA QUE ISSO ACONTEÇA,
PRECISAMOS PRATICAR SEMPRE O BEM, POIS O BEM GERA A FELICIDADE.
ORDENE AS LETRAS E DESCUBRA OS VALORES ESSENCIAIS PARA VIVER E
CONVIVER BEM:
RADESPIEL. Maria. Para viver e conviver valores de A a Z.. Minas Gerais: Iemar, 2009
- 20 -
1.3 LIBERDADE E RESPONSABILIDADE
FOMOS CRIADOS PARA SERMOS LIVRES!
NO DICIONÁRIO, “LIBERDADE” É A CONDIÇÃO DE UMA PESSOA
DISPOR DE SI; FACULDADE DE FAZER OU DEIXAR DE
FAZER UMA COISA; LIVRE-ARBÍTRIO; OU DOS DIREITOS
DO HOMEM LIVRE.
PARA REFLETIR:
 A LIBERDADE PLENA FUNCIONA APENAS
QUANDO OS DIREITOS SÃO EQUILIBRADOS
COM RESPONSABILIDADE.
 O SER HUMANO DEVE TER LIBERDADE PARA
DESENVOLVER SUA LIBERDADE EM PLENITUDE.
RADESPIEL. Maria. Para viver e conviver valores de A a Z.. Minas Gerais: Iemar, 2009
PARA VOCÊ, O QUE É TER LIBERDADE?
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
- 21 -
Responsabilidade
RADESPIEL. Maria. Para viver e conviver valores de A a Z.. Minas Gerais: Iemar, 2009
CONSULTANDO O TEXTO ACIMA, COMPLETE AS LACUNAS COM VOGAIS,
FORMANDO PALAVRAS QUE INDIQUEM AÇÕES QUE SÃO PRATICADAS POR
PESSOAS RESPONSAVEIS:
F A Z E R P ___R C ___ R ___ ____ S
P ___R T ____ C ___ P ___ R
C ___ N T R ___ B ___ ___ R
L U T A R P E L O B ___ M
E X E R C E R C___ D ___ D ___ N ___ ___
Respeitar os direitos de todos os seres humanos.
E aceitar o que for necessário.
Superar os obstáculos sem arrogância.
Participar com parceria e cooperação.
Oferecer o melhor de sua capacidade.
Não perder tempo e promover as mudanças necessárias.
Satisfação por contribuir significativamente.
Atenção particular em benefício de todos.
Bastante consciência no exercício da cidadania.
Integridade e sentimento de propósito.
Lutar pelo bem estar social.
Ideal de um grupo – colaboração é essencial.
Desempenhar consciente seu papel de cidadão.
Agir sem discriminação.
Deveres sempre cumpridos com fidelidade.
Envolver-se com parceria na atividade do grupo.
- 22 -
2. DESCOBERTA DO OUTRO
2.1 CONHECENDO A HISTÓRIA DA MINHA FAMÍLIA
PESQUISE E ESCREVA OS NOMES DAS PESSOAS QUE FAZEM PARTE DA SUA
FAMÍLIA:
http://professorajuce.blogspot.com.br/2012/04/identidade-arvore-genealogica.html
- 23 -
A FAMILIA
OS FILHOS, O PAI E A MÃE FORMAM UMA FAMÍLIA.
AS FAMÍLIAS SÃO DIFERENTES UMA DAS OUTRAS.
HÁ FAMILIAS GRANDES E PEQUENAS.
ÀS VEZES, OS FILHOS MORAM SÓ COM A MÃE OU SÓ COM O PAI.
EXISTEM OUTRAS PESSOAS QUE FAZEM PARTE DA NOSSA FAMÍLIA: OS AVÓS,
OS TIOS, OS PRIMOS.
PODEMOS DIZER QUE HÁ UMA FAMÍLIA QUANDO AS PESSOAS SÃO PARENTES:
PAIS, FILHOS, IRMÃOS, AVÓS, TIOS, PRIMOS, NETOS E SOBRINHOS.
EM UMA FAMÍLIA, DEVE EXISTIR AMOR, COMPREENSÃO, RESPEITO E CARINHO
PARA QUE TODOS SEJAM FELIZES.
DESCUBRA O QUE DEVE EXISTIR EM UMA FAMÍLIA PINTANDO OS SÍMBOLOS
IGUAIS DA MESMA COR. DEPOIS, TRANSCREVA-OS NAS LINHAS ABAIXO:
___________________________
________________________ __________________________
_________________________ __________________________
__________________________ __________________________
amoensinarblogspot.com
- 24 -
CONHECENDO A HISTÓRIA DA MINHA FAMÍLIA
www.educasempre.com
- 25 -
CONHECENDO A HISTÓRIA DA MINHA FAMÍLIA
PROCURE AS RESPOSTAS PARA AS PERGUNTAS NO DIAGRAMA:
www.atividadesescolaresonline.blogspot.com
- 26 -
2.2 MINHAS QUALIDADES E AS DO OUTRO
DEUS FEZ SEUS FILHOS SUA IMAGEM E SEMELHANÇA!
ENTÃO PENSE.... SOMOS DOTADOS DE MUITAS QUALIDADES!
www.dicasnaweb.net
DENTRE AS MUITAS QUALIDADES DOS HOMENS, A HONESTIDADE É UMA DELAS.
DEVEMOS BUSCAR SER CORRETOS EM NOSSAS ATITUDES E COM OS OUTROS.
DEPOIS DE TER PENSADO NAS PERGUNTAS DOS BALÕES ACIMA ESCREVA UM
PEQUENO TEXTO SOBRE SUAS CONCLUSÕES.
Será que a
honestidade de
uma pessoa
depende da
situação?
O que é a
honestidade?
Como podemos
definir uma
pessoa honesta?
Para você, ser
honesto é ser
burro?
- 27 -
MINHAS QUALIDADES E AS DOS OUTROS
PINTE AS PÉTALAS COM AS QUALIDADES QUE VOCÊ POSSUI:
www.guiapedagogico.com.br
AMIZADES SÃO PARA SEMPRE!
- 28 -
É MUITO BOM TER UM AMIGO PARA CONVERSAR, BRINCAR, SER
COMPANHEIRO NAS HORAS DE ALEGRIA E TRISTEZA. SEJA SEMPRE UM BOM
AMIGO, NÃO MALTRATE NINGUÉM. TODOS NÓS PRECISAMOS DE ALGUÉM.
AGORA, FAÇA UMA LISTA DAS SUAS QUALIDADES E DAS QUALIDADES DE SEU
MELHOR AMIGO:
Q U A L I D A D E S
M I N H A S A M I G O
- 29 -
2.3 O DIFERENTE E O COMPLEMENTAR
EU ESTOU CRESCENDO...
SE O CRESCIMENTO NÃO TEM FIM,
LOGO SEREI UM GIGANTE!
EU ESTOU CRESCENDO!
ESTOU CRESCENDO, NA SABEDORIA, NO AMOR, E NO ESPÍRITO.
O CRESCIMENTO NÃO TEM FIM.
O TEMPO PASSA E A GENTE CONTINUA CRESCENDO...
CRESCENDO...
SENHOR, OBRIGADO POR FAZER
COM QUE EU CRESÇA ENTENDENDO
AS DIFERENÇAS DOS OUTROS!
catequizando.blogspot.com
APESAR DE AS PESSOAS SEREM DIFERENTES, AO MESMO TEMPO SE
COMPLETAM. DE UMA COISA NÃO PODEMOS FUGIR: EXISTEM ATITUDES QUE
NOS APROXIMAM.
COMO VOCÊ TEM CRESCIDO? VOCÊ ENTENDE AS DIFERENÇAS E
SEMELHANÇAS DOS OUTROS? VOCÊ CONSEGUE ENCONTRAR EM SEUS
AMIGOS ALGO QUE COMPLETE VOCÊ?
PENSE NAS QUESTÕES ACIMA E PINTE AS PALAVRAS QUE FAZEM VOCÊ
CRESCER NA SABEDORIA DE DEUS:
AMIZADE INVEJA DIREITOS AMOR RESPONSABILIDADE
RESPEITO POLIDEZ AGRESSÃO COMPREENSÃO SOLIDARIEDADE
INTRIGAS UNIÃO MALDADE LIBERDADE DESRESPEITO
- 30 -
MESMO SENDO SEMELHANTES, O CRIADOR NOS FEZ DIFERENTES.
SABE POR QUÊ? PARA QUE APRENDESSEMOS A CONVIVER COM O DIFERENTE
QUE NOS COMPLETA.
VAMOS CONHECER ANTÔNIO?
tiaclaudia.blogspot.com
AGORA, CIRCULE NAS CARACTERÍSTICAS DE ANTÔNIO AS SEMELHANÇAS
ENTRE ELE E VOCÊ.
DEPOIS DE CIRCULAR AS PALAVRAS, TRANSCREVA-AS PARA O QUADRO ABAIXO:
- 31 -
O DIFERENTE E O COMPLEMENTAR
www.pragentemiuda.org
- 32 -
O DIFERENTE E O COMPLEMENTAR
AS PESSOAS SÃO DIFERENTES UMAS DAS OUTRAS. CADA UM TEM O SEU
JEITO DE SER.
ASSINALE COM UM (X) AS FRASES CORRETAS:
( ) AS DIFERENÇAS TORNAM O MUNDO MAIS INTERESSANTE.
( ) MUITA GENTE PREFERE O SOL, MAS PRECISAMOS DA CHUVA.
( ) NÃO DEVEMOS RESPEITAR AS OPINIÕES DOS OUTROS.
( ) TODAS AS PESSOAS PENSAM DA MESMA FORMA.
( ) COM AS DIFERENÇAS PODEMOS APRENDER VÁRIAS COISAS.
- 33 -
2.4 A AMIZADE FORTALECE A CAMINHADA
PRECISAMOS DE AMIZADES PARA NÃO FICARMOS SOZINHOS, MAS O QUE
FAZER PARA MANTER NOSSAS AMIZADES?
ESCREVA NAS PLACAS ABAIXO O QUE VOCÊ TEM FEITO PARA MANTER SUAS
AMIZADES, NÃO SE ESQUEÇA DE FAZER UM COLORIDO PARA CELEBRAR AS
AMIZADES:
www.guiapedagogico.com.br
- 34 -
AS AMIZADES SÃO PARA SEMPRE
Devemos buscar a amizade do próximo
nos detalhes: em um abraço, em um
sorriso, em um aperto de mão, em um ombro
amigo, em uma palavra de conforto.
www.alanaeducarparacidadania.blogspot.com
PENSE EM UM AMIGO. AGORA, DESENHE VOCÊ E SEU AMIGO EM UMA SITUAÇÃO
DE AMIZADE:
- 35 -
COMO É BOM PODER CONTAR COM OS AMIGOS EM DIVERSOS MOMENTOS
DA NOSSA VIDA!
DESCREVA UMA SITUAÇÃO EM QUE VOCÊ NECESSITOU DA AJUDA DE UM AMIGO:
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
- 36 -
3. PRESERVANDO AS BELEZAS NATURAIS COMO EXPRESSÃO RELIGIOSA
3.1 EQUILIBRIO DOS ELEMENTOS NATURAIS
ESCREVA NAS PLACAS PAVAVRAS DE PRESERVAÇÃO AO MEIO AMBIENTE:
AGORA, ESCREVA O QUE VOCÊ FAZ PARA AUXILIAR NA PRESERVAÇÃO DO MEIO
AMBIENTE:
www.portalescolar.net
- 37 -
LEIA O TEXTO:
www:amorensina.com
AGORA PENSE: O HOMEM TEM CUIDADO DA NATUREZA?
DESENHE COMO O HOMEM TEM CUIDADO DA NATUREZA:
- 38 -
EQUILÍBRIO DOS ELEMENTOS NATURAIS
www.alinemarcaledreligiosa.spaceblog.com.br
- 39 -
3.2 UTILIZAÇÃO CONSCIENTE DAS BELEZAS NATURAIS
OBSERVE AS FIGURAS E DESCREVA AS AÇÕES, BUSCANDO OS CUIDADOS QUE
DEVEMOS TER COM A NATUREZA:
_____________________________________
____________________________________
_____________________________________
_____________________________________
_____________________________________
- 40 -
CADA UM PRECISA FAZER SUA PARTE PARA PRESERVAR O MEIO AMBIENTE.
ESCREVA NAS LINHAS ABAIXO O QUE VOCÊ TEM FEITO PARA PRESERVAR O
NOSSO PLANETA:
- 41 -
3.3 CRIAÇÃO: FRUTO DO AMOR DE DEUS.
DEUS CRIOU TUDO QUE HÁ NA TERRA POR AMOR A SEUS FILHOS.
ESCREVA NOS CORAÇÕES ALGUMAS DAS COISAS CRIADAS POR DEUS:
www.guiapedagogico.com.br
- 42 -
www.ramonbieco.wordpress.com
- 43 -
VIVEMOS NO MUNDO CRIADO POR DEUS, JUNTAMENTE COM TODA SUA
CRIAÇÃO E DELA RETIRAMOS TUDO PARA A NOSSA SOBREVIVÊNCIA.
DESENHE OU COLE UMA GRAVURA DE ALIMENTO FORNECIDO PELA NATUREZA:
ESCREVA UMA ORAÇÃO EM AGRADECIMENTO AO CRIADOR POR TUDO QUE ELE
NOS DEU:
www. minhaturma4e52012.blogspot.com
- 44 -
www.guiapedagogico.com.br
DEUS CRIOU TUDO COM MUITO AMOR, PORTANTO PRECISAMOS PRESERVAR A
SUA CRIAÇÃO!
CUIDO DA CRIAÇÃO DE DEUS QUANDO...
( ) RESPEITO OS ANIMAIS COMO UMA FORMA DE VIDA.
( ) DEIXO A TORNEIRA ABERTA, DESPERDIÇANDO ÁGUA.
( ) COLABORO MANTENDO OS JARDINS FLORIDOS.
- 45 -
4. DEUS NOS ORIENTA
4.1 LEIS DE DEUS
AS LEIS, INDEPENDENTEMENTE DA RELIGIÃO SEGUIDA, PREGAM O AMOR
AO CRIADOR E AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO.
PESQUISE, RECORTE E COLE IMAGENS QUE MOSTREM COMO DEVEMOS VIVER
COM NOSSOS IRMÃOS, SEGUNDO OS ENSINAMENTOS DO CRIADOR:
- 46 -
AMAR É AJUDAR OS OUTROS A SEREM FELIZES!
www. janetecleia.blogspot.com
PINTE AS PALAVRAS QUE DEMONSTRAM AMOR AO PRÓXIMO:
EGOÍSMO RESPEITO PARTILHA
BONDADE BRIGAS INVEJA
- 47 -
www.marcelacristina.blogspot.com
- 48 -
4.2 LÍDERES RELIGIOSOS
OS LÍDERES RELIGIOSOS DEVEM SER UM EXEMPLO DE VIDA PARA SEUS
SEGUIDORES. DEVEM ACONSELHAR A TODOS A PRATICAR O BEM E EVITAR O MAL.
PESQUISE UMA IMAGEM DO LÍDER RELIGIOSO DA SUA RELIGIÃO. NÃO SE
ESQUEÇA DE ESCREVER O NOME DELE:
- 49 -
DURANTE O PASSAR DOS ANOS, CADA VEZ MAIS PESSOAS SE EVIDENCIAM,
TORNANDO-SE LÍDERES RELIGIOSOS. ALGUNS DESSES SE DESTACARAM POR SEUS
ENSINAMENTOS E POR TEREM GRANDE NÚMERO DE SEGUIDORES PELO
MUNDO.
PESQUISE SOBRE A VIDA DOS SEGUINTES LÍDERES RELIGIOSOS:
JESUS CRISTO
________________________________________
________________________________________
________________________________________
________________________________________
________________________________________
MAOMÉ
________________________________________
________________________________________
________________________________________
________________________________________
________________________________________
MOISÉS
________________________________________
________________________________________
________________________________________
________________________________________
________________________________________
MAHATMA GANDHI
________________________________________
________________________________________
________________________________________
________________________________________
________________________________________
- 50 -
BUDA
________________________________________
________________________________________
________________________________________
________________________________________
________________________________________
NUMERE A 2ª COLUNA DE ACORDO COM A 1ª, FAZENDO A CORRESPONDÊNCIA
DE ALGUNS LÍDERES RELIGIOSOS E SUAS RELIGIÕES:
( 1 ) CRISTIANISMO ( ) MOISÉS
( 2 ) BUDISMO ( ) MAHATMA GANDHI
( 3 ) ISLAMISMO ( ) CRISTO
( 4 ) JUDAÍSMO ( ) MAOMÉ
( 5 ) HINDUÍSMO ( ) BUDA
- 51 -
4.3 OBEDIÊNCIA E REVERÊNCIA
PINTE A CENA QUE INDICA QUE A CRIANÇA OBEDECEU A SEUS PAIS SEGUINDO
OS ENSINAMENTOS DE DEUS:
O PAI DE ANDRÉ PEDIU QUE ELE
BRINCASSE NO CAMPO.
A MÃE DE CLARA PEDIU QUE ELA
AJUDASSE A CUIDAR DA LOUÇA.
- 52 -
A PALAVRA REVERÊNCIA SIGNIFICA :
REVERENCIAR AQUILO CONSIDERADO SAGRADO OU QUE SE APRESENTA DESTA
MANEIRA.
QUANDO ESTAMOS NOS TEMPLOS,
DEVEMOS REVERENCIAR O SAGRADO.
DIANTE DESSA AFIRMATIVA, MARQUE AS
ALTERNATIVAS CORRETAS:
( ) A IGREJA É A CASA DE DEUS.
( ) A CASA DE DEUS É LUGAR DE DESORDEM E BAGUNÇA.
( ) DEVEMOS IR À IGREJA/TEMPLO COM ROUPAS ADEQUADAS.
( ) PODEMOS CONVERSAR NOS TEMPLOS SEM PARTICIPAR DAS ORAÇÕES.
( ) A CASA DE DEUS É UM LUGAR SAGRADO.
ESCREVA UM PEQUENO TEXTO COMENTANDO COMO VOCÊ FAZ PARA
REVERENCIAR AO CRIADOR:
_______________________________________________________________
______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
________________________________
________________________________
________________________________
________________________________
- 53 -
www.papoativo.com
- 54 -
4.4 JUSTIÇA E PAZ
CIRCULE AS PALAVRAS QUE DEVEMOS USAR PARA VIVERMOS EM UM PAÍS
JUSTO:
www.portalescolar.net
AGORA, FAÇA UMA FRASE COM CADA PALAVRA QUE VOCÊ CIRCULOU:
- 55 -
QUAL DESTAS MÃOS PERTENCE A UMA PESSOA JUSTA?
www.guiapedagogico.com.br
- 56 -
PINTE OS PEDAÇOS COM PALAVRAS QUE NOS AUXILIAM A PROMOVER A PAZ E
DESCUBRA NA IMAGEM O QUE PROMOVE A PAZ:
www. maravilhasdaeducacao.blogspot.com
QUE IMAGEM SE REVELOU? ____________________________
VOCÊ ACABOU DE DESCOBRIR QUE O AMOR PROMOVE A PAZ!
OUTRO SÍMBOLO QUE REPRESENTA A PAZ É A POMBA. POR QUE VOCÊ ACHA
QUE ESTE ANIMAL SE REFERE À PAZ?
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
_____________________________________________
http://ceconstantinofernandes.blogspot.com.br/2011/12/festival-de-poesias.html
- 57 -
http://www.guiapedagogico.com.br/2012/07/atividade-de-ensino-religioso-paz.html
- 58 -
REFERÊNCIAS
OLIVEIRA, Adalgisa A. Aulas de Religião? Mundo Jovem. Ano XLI, nº 333, Fevereiro, 2003.
RADESPIEL. Maria. Para viver e conviver valores de A a Z.. Minas Gerais: Iemar, 2009
amoensinarblogspot.com
catequizando.blogspot.com
http://ceconstantinofernandes.blogspot.com.br/2011/12/festival-de-poesias.html
http://professorajuce.blogspot.com.br/2012/04/identidade-arvore-genealogica.html
http://www.guiapedagogico.com.br/2012/07/atividade-de-ensino-religioso-paz.html
tiaclaudia.blogspot.com
www. janetecleia.blogspot.com
www. maravilhasdaeducacao.blogspot.com
www. minhaturma4e52012.blogspot.com
www. profandresadolzan.blogspot.com
www.alanaeducarparacidadania.blogspot.com
www.alinemarcaledreligiosa.spaceblog.com.br
www.ateliecoloriz.blogspot.com
www.atividadesescolaresonline.blogspot.com
www.dicasnaweb.net
www.educasempre.com
www.guiapedagogico.com.br
www.iracemamarcondesalcantara.blogspot.com
www.marcelacristina.blogspot.com
www.papoativo.com
www.portalescolar.net
www.pragentemiuda.org
www.ramonbieco.wordpress.com
www:amorensina.com
- 59 -
HINO DE PETRÓPOLIS
Petrópolis,
Tens no passado gloriosas tradições;
Petrópolis,
Cultura e fibra de homens de outras nações,
Que lutaram e criaram as riquezas,
Guardaram as belezas que devemos defender
Petrópolis,
Tranquilidade, nossa fonte de saúde;
Petrópolis,
O teu futuro é a tua juventude
Que estuda e trabalha consciente
De que a luta no presente
Vitórias vai trazer
Para a frente, para o alto,
Construir
Com amor e com vontade,
Progredir
Vem viver aqui na serra,
Onde a sorte nos sorri
Quem pensa que é feliz em outra terra
É porque BIS
Ainda não viveu aqui
Letra e música de Geraldo Ventura Dias.
Hino escolhido em concurso realizado pela
Prefeitura de Petrópolis no ano de 1972.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aleluia de Gabriela Rocha - Análise e entendimento da música
Aleluia  de Gabriela Rocha - Análise e entendimento da músicaAleluia  de Gabriela Rocha - Análise e entendimento da música
Aleluia de Gabriela Rocha - Análise e entendimento da música
Mary Alvarenga
 
Avaliação bimestral de ciências 2º e 3º ano - 1º bimestre
Avaliação bimestral de ciências   2º e 3º ano - 1º bimestreAvaliação bimestral de ciências   2º e 3º ano - 1º bimestre
Avaliação bimestral de ciências 2º e 3º ano - 1º bimestre
Jesilaine Vinhais
 
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da InfânciaCaderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Jairo Felipe
 
Deveres da Criança, Day Viana
 Deveres da Criança, Day Viana Deveres da Criança, Day Viana
Deveres da Criança, Day Viana
Mary Alvarenga
 
Prova de HISTÓRIA
Prova de HISTÓRIAProva de HISTÓRIA
Prova de HISTÓRIA
Katia Lopes
 
Produção textual
Produção textualProdução textual
Produção textual
Mary Alvarenga
 
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Mary Alvarenga
 
Apostila gêneros textuais 4º ano
Apostila gêneros textuais  4º anoApostila gêneros textuais  4º ano
Apostila gêneros textuais 4º ano
Roseanne Funchal Olivieira
 
Atividade avaliatíva de geo e hist 3º ano pdf
Atividade avaliatíva de geo e hist 3º ano pdfAtividade avaliatíva de geo e hist 3º ano pdf
Atividade avaliatíva de geo e hist 3º ano pdf
André Moraes
 
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
III Atividade Avaliatíva de Geofgrafia e História 3º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geofgrafia e História 3º ano pdfIII Atividade Avaliatíva de Geofgrafia e História 3º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geofgrafia e História 3º ano pdf
André Moraes
 
Pena religião 5 ano
Pena religião 5 anoPena religião 5 ano
Pena religião 5 ano
Zenaide Miranda da Rocha
 
Texto e interpretação - A origem do Carnaval
Texto e interpretação - A origem do Carnaval Texto e interpretação - A origem do Carnaval
Texto e interpretação - A origem do Carnaval
Mary Alvarenga
 
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdfHistoria Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
marilei4
 
De olho na dengue - Análise e entendimento do texto
De olho na dengue -   Análise e entendimento do textoDe olho na dengue -   Análise e entendimento do texto
De olho na dengue - Análise e entendimento do texto
Mary Alvarenga
 
Vamos construir de Sandy e Júnior - Análise e entendimento da música
Vamos construir  de  Sandy e Júnior  - Análise e entendimento da música Vamos construir  de  Sandy e Júnior  - Análise e entendimento da música
Vamos construir de Sandy e Júnior - Análise e entendimento da música
Mary Alvarenga
 
Avaliação bimestral de historia
Avaliação bimestral de historiaAvaliação bimestral de historia
Avaliação bimestral de historia
Maria Aparecida Mendes
 
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 1º CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 1º CICLO - 4º BIMEST...AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 1º CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 1º CICLO - 4º BIMEST...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Geografia 3º ano
Geografia 3º anoGeografia 3º ano
Geografia 3º ano
Marcia Oliveira
 

Mais procurados (20)

Aleluia de Gabriela Rocha - Análise e entendimento da música
Aleluia  de Gabriela Rocha - Análise e entendimento da músicaAleluia  de Gabriela Rocha - Análise e entendimento da música
Aleluia de Gabriela Rocha - Análise e entendimento da música
 
Avaliação bimestral de ciências 2º e 3º ano - 1º bimestre
Avaliação bimestral de ciências   2º e 3º ano - 1º bimestreAvaliação bimestral de ciências   2º e 3º ano - 1º bimestre
Avaliação bimestral de ciências 2º e 3º ano - 1º bimestre
 
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da InfânciaCaderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
 
Deveres da Criança, Day Viana
 Deveres da Criança, Day Viana Deveres da Criança, Day Viana
Deveres da Criança, Day Viana
 
Prova de HISTÓRIA
Prova de HISTÓRIAProva de HISTÓRIA
Prova de HISTÓRIA
 
Produção textual
Produção textualProdução textual
Produção textual
 
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
 
Apostila gêneros textuais 4º ano
Apostila gêneros textuais  4º anoApostila gêneros textuais  4º ano
Apostila gêneros textuais 4º ano
 
Atividade avaliatíva de geo e hist 3º ano pdf
Atividade avaliatíva de geo e hist 3º ano pdfAtividade avaliatíva de geo e hist 3º ano pdf
Atividade avaliatíva de geo e hist 3º ano pdf
 
Cidade e município
Cidade e municípioCidade e município
Cidade e município
 
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
 
III Atividade Avaliatíva de Geofgrafia e História 3º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geofgrafia e História 3º ano pdfIII Atividade Avaliatíva de Geofgrafia e História 3º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geofgrafia e História 3º ano pdf
 
Pena religião 5 ano
Pena religião 5 anoPena religião 5 ano
Pena religião 5 ano
 
Texto e interpretação - A origem do Carnaval
Texto e interpretação - A origem do Carnaval Texto e interpretação - A origem do Carnaval
Texto e interpretação - A origem do Carnaval
 
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdfHistoria Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
 
De olho na dengue - Análise e entendimento do texto
De olho na dengue -   Análise e entendimento do textoDe olho na dengue -   Análise e entendimento do texto
De olho na dengue - Análise e entendimento do texto
 
Vamos construir de Sandy e Júnior - Análise e entendimento da música
Vamos construir  de  Sandy e Júnior  - Análise e entendimento da música Vamos construir  de  Sandy e Júnior  - Análise e entendimento da música
Vamos construir de Sandy e Júnior - Análise e entendimento da música
 
Avaliação bimestral de historia
Avaliação bimestral de historiaAvaliação bimestral de historia
Avaliação bimestral de historia
 
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 1º CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 1º CICLO - 4º BIMEST...AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 1º CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 1º CICLO - 4º BIMEST...
 
Geografia 3º ano
Geografia 3º anoGeografia 3º ano
Geografia 3º ano
 

Semelhante a Ensino religioso 3 ano

Ensino religioso 1 ano
Ensino religioso 1 anoEnsino religioso 1 ano
Ensino religioso 1 ano
Glacielle Antunes
 
Ensino religioso 1 ano
Ensino religioso 1 anoEnsino religioso 1 ano
Ensino religioso 1 ano
Fco Barros
 
Ensino religioso 2 ano
Ensino religioso 2 anoEnsino religioso 2 ano
Ensino religioso 2 ano
Antonio de Jesus Freitas Fernandes
 
Ensino religioso 5 ano
Ensino religioso 5 anoEnsino religioso 5 ano
Ensino religioso 5 ano
Marynna Lima
 
ensino religioso 8ano.pdf
ensino religioso 8ano.pdfensino religioso 8ano.pdf
ensino religioso 8ano.pdf
carinabresolin
 
Ensino religioso 7ano
Ensino religioso 7anoEnsino religioso 7ano
Ensino religioso 7ano
Andrea Rodrigues
 
Ensino religioso 7ano
Ensino religioso 7anoEnsino religioso 7ano
Ensino religioso 7ano
Ana Alves de Souza
 
ensino religioso 9 ano.pdf
ensino religioso 9 ano.pdfensino religioso 9 ano.pdf
ensino religioso 9 ano.pdf
LaraLara114511
 
ensino religioso 9 ano.pdf
ensino religioso 9 ano.pdfensino religioso 9 ano.pdf
ensino religioso 9 ano.pdf
LaraLara114511
 
Quais destas Questões Fazem parte do seu Dia a Dia?
Quais destas Questões Fazem parte do seu Dia a Dia?Quais destas Questões Fazem parte do seu Dia a Dia?
Quais destas Questões Fazem parte do seu Dia a Dia?
ManuelDantas1976
 
ATIVIDADES religiao 6 ano.pdf
ATIVIDADES religiao 6 ano.pdfATIVIDADES religiao 6 ano.pdf
ATIVIDADES religiao 6 ano.pdf
GilmarVasconcelos
 
Juventude unidade ii
Juventude unidade iiJuventude unidade ii
Juventude unidade ii
Alice Lirio
 
052 ensino religioso
052   ensino religioso052   ensino religioso
052 ensino religioso
pibiduergsmontenegro
 
Sub dhjpic orientações
Sub dhjpic orientaçõesSub dhjpic orientações
Sub dhjpic orientações
FraternidadeSP
 
Palestra Legislação e Instrumentos sobre Gênero e Sexualidade no Brasil e no ...
Palestra Legislação e Instrumentos sobre Gênero e Sexualidade no Brasil e no ...Palestra Legislação e Instrumentos sobre Gênero e Sexualidade no Brasil e no ...
Palestra Legislação e Instrumentos sobre Gênero e Sexualidade no Brasil e no ...
Cleverson Domingos
 
Prova 8ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 8ano ensino religioso 2b pet 2Prova 8ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 8ano ensino religioso 2b pet 2
Atividades Diversas Cláudia
 
Apostila espiritualidade
Apostila espiritualidadeApostila espiritualidade
Apostila espiritualidade
Luiz Januario
 
palavr-u-u-o-28-du-bora-promotora-de-justiu-a.pdf
palavr-u-u-o-28-du-bora-promotora-de-justiu-a.pdfpalavr-u-u-o-28-du-bora-promotora-de-justiu-a.pdf
palavr-u-u-o-28-du-bora-promotora-de-justiu-a.pdf
CarlosBarros508293
 
Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010
Dalila Melo
 
Apostila ensinoreligioso
Apostila ensinoreligiosoApostila ensinoreligioso
Apostila ensinoreligioso
Ronaldo Russou
 

Semelhante a Ensino religioso 3 ano (20)

Ensino religioso 1 ano
Ensino religioso 1 anoEnsino religioso 1 ano
Ensino religioso 1 ano
 
Ensino religioso 1 ano
Ensino religioso 1 anoEnsino religioso 1 ano
Ensino religioso 1 ano
 
Ensino religioso 2 ano
Ensino religioso 2 anoEnsino religioso 2 ano
Ensino religioso 2 ano
 
Ensino religioso 5 ano
Ensino religioso 5 anoEnsino religioso 5 ano
Ensino religioso 5 ano
 
ensino religioso 8ano.pdf
ensino religioso 8ano.pdfensino religioso 8ano.pdf
ensino religioso 8ano.pdf
 
Ensino religioso 7ano
Ensino religioso 7anoEnsino religioso 7ano
Ensino religioso 7ano
 
Ensino religioso 7ano
Ensino religioso 7anoEnsino religioso 7ano
Ensino religioso 7ano
 
ensino religioso 9 ano.pdf
ensino religioso 9 ano.pdfensino religioso 9 ano.pdf
ensino religioso 9 ano.pdf
 
ensino religioso 9 ano.pdf
ensino religioso 9 ano.pdfensino religioso 9 ano.pdf
ensino religioso 9 ano.pdf
 
Quais destas Questões Fazem parte do seu Dia a Dia?
Quais destas Questões Fazem parte do seu Dia a Dia?Quais destas Questões Fazem parte do seu Dia a Dia?
Quais destas Questões Fazem parte do seu Dia a Dia?
 
ATIVIDADES religiao 6 ano.pdf
ATIVIDADES religiao 6 ano.pdfATIVIDADES religiao 6 ano.pdf
ATIVIDADES religiao 6 ano.pdf
 
Juventude unidade ii
Juventude unidade iiJuventude unidade ii
Juventude unidade ii
 
052 ensino religioso
052   ensino religioso052   ensino religioso
052 ensino religioso
 
Sub dhjpic orientações
Sub dhjpic orientaçõesSub dhjpic orientações
Sub dhjpic orientações
 
Palestra Legislação e Instrumentos sobre Gênero e Sexualidade no Brasil e no ...
Palestra Legislação e Instrumentos sobre Gênero e Sexualidade no Brasil e no ...Palestra Legislação e Instrumentos sobre Gênero e Sexualidade no Brasil e no ...
Palestra Legislação e Instrumentos sobre Gênero e Sexualidade no Brasil e no ...
 
Prova 8ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 8ano ensino religioso 2b pet 2Prova 8ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 8ano ensino religioso 2b pet 2
 
Apostila espiritualidade
Apostila espiritualidadeApostila espiritualidade
Apostila espiritualidade
 
palavr-u-u-o-28-du-bora-promotora-de-justiu-a.pdf
palavr-u-u-o-28-du-bora-promotora-de-justiu-a.pdfpalavr-u-u-o-28-du-bora-promotora-de-justiu-a.pdf
palavr-u-u-o-28-du-bora-promotora-de-justiu-a.pdf
 
Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010
 
Apostila ensinoreligioso
Apostila ensinoreligiosoApostila ensinoreligioso
Apostila ensinoreligioso
 

Mais de Patricia Fernandes

Plano de-ciências-4
Plano de-ciências-4Plano de-ciências-4
Plano de-ciências-4
Patricia Fernandes
 
Matéria e energia
Matéria e energiaMatéria e energia
Matéria e energia
Patricia Fernandes
 
Guia prático nova ortografia
Guia prático   nova ortografiaGuia prático   nova ortografia
Guia prático nova ortografia
Patricia Fernandes
 
Diretrizes curriculares nacionais para educação
Diretrizes curriculares nacionais para educaçãoDiretrizes curriculares nacionais para educação
Diretrizes curriculares nacionais para educação
Patricia Fernandes
 
Behavorismo
BehavorismoBehavorismo
Behavorismo
Patricia Fernandes
 
Behavorismo
BehavorismoBehavorismo
Behavorismo
Patricia Fernandes
 

Mais de Patricia Fernandes (6)

Plano de-ciências-4
Plano de-ciências-4Plano de-ciências-4
Plano de-ciências-4
 
Matéria e energia
Matéria e energiaMatéria e energia
Matéria e energia
 
Guia prático nova ortografia
Guia prático   nova ortografiaGuia prático   nova ortografia
Guia prático nova ortografia
 
Diretrizes curriculares nacionais para educação
Diretrizes curriculares nacionais para educaçãoDiretrizes curriculares nacionais para educação
Diretrizes curriculares nacionais para educação
 
Behavorismo
BehavorismoBehavorismo
Behavorismo
 
Behavorismo
BehavorismoBehavorismo
Behavorismo
 

Último

Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdfPlano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdfPlano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 

Ensino religioso 3 ano

  • 1. DESCOBRINDO AS OBRAS DO CRIADOR 3º ano
  • 3. Rubens Bomtempo Prefeito Mônica Vieira Freitas Secretária de Educação Rosilene Ribeiro Subsecretária de Educação Rosalie G. de Oliveira Duarte Subsecretária do FNDE e Captação de Recursos Cristiane Noel Souza da Cruz Coordenadora do Ensino Religioso
  • 5. Prefeitura de Petrópolis Colaboradores Professora Andréa Regina Barroso Alves Geraldi Professora Roberta da Silva Pinheiro Coordenação Professora Bianca Della Nina
  • 7. Aulas de Ensino Religioso? A educação da consciência religiosa é direito de todos. Para garantir esse direito, a Lei de Diretrizes e Bases, artigo 33, apresenta o Ensino Religioso (ER) como parte integrante da educação básica. Há quatro grandes temas que fundamentam esse ensino. São eles: a compreensão da história, a interpretação da cultura, a busca de sentido e a compreensão da experiência religiosa. A compreensão da história O fato religioso está presente em diferentes grupos, nações e períodos e quem não o compreende também não compreenderá a história humana. A saga dos faraós do Egito, dos imperadores romanos, dos índios americanos; as carrancas escandinavas e asiáticas; a colonização do Brasil; a história da arte, da arquitetura; a relação entre sagrado e profano e tantos outros aspectos culturais não seriam entendidos na sua essência sem o reconhecimento do fato religioso. O ER oferece uma outra perspectiva para a análise da história. A interpretação da cultura A antropologia fala do processo espontâneo que se dá no interior das culturas, responsável pela manutenção e transmissão das tradições de geração em geração. Quanto mais consciente e intencional for esse processo, tanto mais serão fortalecidas a própria identidade cultural e a capacidade de conviver com o diferente e respeitá-lo. O ER será responsável por desenvolver essa competência da questão religiosa. A busca de sentido As perguntas fundamentais da existência humana - De onde vim? Para onde vou? etc. - não são apenas capricho de mentes desocupadas. Elas compõem a busca necessária ao desenvolvimento humano. O papel fundamental da educação é abrir possibilidades de respostas, para que o sentido da vida vá além da própria vida. O objetivo do ER não é responder às questões, mas criar condições para que essa reflexão se dê num ambiente educativo onde haja espaço para o diálogo, o debate, a pesquisa e a síntese pessoal e coletiva. Compreensão da experiência religiosa O que caracteriza a experiência é a mudança gerada na relação sujeito e fato (acontecimentos). Toda grande mudança nasce de um momento interior, íntimo, vivido na relação com o eu e o não- eu. Por isso, podemos dizer que a experiência corresponde sempre a um aspecto de envolvimento pessoal e um aspecto de interpretação do que foi vivido. Paulo Freire, sobre isso, diz o seguinte: “O homem é um ser que está no mundo e com o mundo. Se apenas estivesse no mundo não haveria transcendência nem se objetivaria a si mesmo. Mas como pode objetivar-se, pode também distinguir entre um eu e um não-eu. Isso o torna um ser capaz de relacionar-se; de sair de si; de projetar-se nos outros; de transcender. Essas relações não se dão apenas com os outros, mas se dão no mundo, com o mundo e pelo mundo, nisso se apoiaria o problema da religião”. (FREIRE, 1981) A religiosidade é inerente ao ser humano. Se não a educamos estamos empobrecendo a sua humanidade. Dessa forma, o ER deve criar condições para que o educando possa interpretar suas experiências religiosas, trazê-las ao nível consciente e, assim, gerar mudanças significativas na própria vida e nas relações sociorreligiosas. OLIVEIRA, Adalgisa A. Mundo Jovem. Ano XLI, nº 333, Fevereiro, 2003.
  • 9. Apresentação Hoje em dia, a lei brasileira garante o respeito a todas as religiões e culturas. Veja o que diz a Constituição brasileira, a lei máxima que rege nosso país, assinada em 5 de outubro de 1988: Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes: VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e as suas liturgias. Por isso, colocamos à disposição dos alunos da Rede Pública de Ensino de Petrópolis um livro de orientação moral e religiosa para o Ensino Religioso do 1º ao 5º ano. A forma prática que achamos oportuna foi partir do autoconhecimento, relação com o outro, com a natureza e com Deus através de atividades dinâmicas. A este livro denominamos: Descobrindo as Obras do Criador. É uma oportunidade para proporcionar momentos de reflexão, de busca de experiência espiritual que despertem maior amor às pessoas. Este tempo é de formação para isso. É preciso que conheçamos valores morais, éticos e religiosos para poder vivenciá-los no dia a dia atual e no futuro.
  • 11. SUMÁRIO 1. O direito de escolha 1.1 Minhas atitudes 13 1.2 O bem e o mal na valorização da vida 16 1.3 Liberdade e responsabilidade 20 2. Descoberta do outro 2.1 Conhecendo a história da minha família 22 2.2 Minhas qualidades e as do outro 26 2.3 O diferente e o complementar 29 2.4 A amizade fortalece a caminhada 33 3. Preservando as belezas naturais como expressão religiosa 3.1 Equilíbrio dos elementos naturais 36 3.2 Utilização consciente das belezas naturais 39 3.3 Criação: fruto do amor de Deus 41 4. Deus nos orienta 4.1 Leis de Deus 45 4.2 Líderes religiosos 48 4.3 Obediência e reverência 51 4.4 Justiça e paz 54 Referência 58
  • 13. - 13 - 1.O DIREITO DE ESCOLHA 1.1 MINHAS ATITUDES DEVEMOS SER CRIANÇAS BEM EDUCADAS E GENTIS. DIGA SEMPRE: BOM DIA! BOA NOITE! PARABÉNS! COM LICENÇA! COMO VAI? ATÉ LOGO! POR FAVOR! VAMOS PINTAR OS QUADRINHOS DAS CENAS ABAIXO DE ACORDO COM O QUE SE PEDE: AZUL= COMO VAI? AMARELO= PARABÉNS! VERDE= BOA NOITE! VERMELHO= ATÉ LOGO! www.ateliecoloriz.blogspot.com
  • 14. - 14 - ATITUDES INADEQUADAS PODEM GERAR MUITOS PROBLEMAS PARA TODOS. OBSERVE AS FIGURAS ABAIXO: www. profandresadolzan.blogspot.com APÓS TER OBSERVADO ESSAS ATITUDES INADEQUADAS, RELATE ABAIXO QUE PROBLEMAS ESSAS CRIANÇAS CRIARAM: _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________
  • 15. - 15 - QUANDO REZO, TENHO O CRIADOR PERTO DE MIM E TOMO AS DECISÕES CERTAS PORQUE OUÇO A VOZ DO CORAÇÃO. ENCONTRE AS PALAVRAS QUE NOS APROXIMAM DO CRIADOR. DEPOIS, PINTE- AS COM LÁPIS COLORIDO: A C O M P A I X Ã O Q W E R T Y V J B S S I A Q W E R R E S P E I T O U B Z D K Z L U U T A A D F G H J B S V I D A L I J U Y Ç Z S D F G H G T C O M P R E E N S Ã O M N B V C X I C F H J J A S D F O Z X A M O R C Ç C S E R E N I D A D E L K J H G F A V H O B E D I E N C I A S D F F G H AGORA FORME DUAS FRASES COM ALGUMAS DAS PALAVRAS QUE VOCÊ ENCONTROU: __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________
  • 16. - 16 - 1.2 O BEM E O MAL NA VALORIZAÇÃO DA VIDA LEIA A ORAÇÃO COM ATENÇÃO PARA REALIZAR A ATIVIDADE: QUERIDO DEUS QUERIDO DEUS! COMO É BOM VER NO CÉU ANDORINHAS, BORBOLETAS E GAIVOTAS E OS BEIJA-FLORES A VOAR. QUERIDO DEUS! COMO É BOM VER NOS MARES OS PEIXES, AS BALEIAS E OS CAVALOS MARINHOS A NADAR. QUERIDO DEUS! COMO É BOM VER NAS MATAS O TIGRE, O ELEFANTE, A GIRAFA E O LEÃO A ANDAR. QUERIDO DEUS! COMO É BOM VER NA CIDADE PESSOAS FAZENDO O BEM, AGINDO COM AMIZADE E COMPREENSÃO COM O PRÓXIMO. tialublgspot.com APÓS A ORAÇÃO, PENSE: O QUE É FAZER O BEM? ESCREVA COM SUAS PALAVRAS: _______________________________________________________________ _______________________________________________________________ _______________________________________________________________
  • 17. - 17 - MARQUE COM UM X AS CENAS ABAIXO QUE REPRESENTAM BONS HÁBITOS PARA UMA VIDA SAUDÁVEL: f www.iracemamarcondesalcantara.blogspot.com
  • 18. - 18 - A VIDA É UM BEM PRECIOSO QUE DEVEMOS PRESERVAR! DEVEMOS FAZER O BEM SEM OLHAR A QUEM! LEIA COM ATENÇÃO: FAZEMOS PELO OUTRO O QUE DESEJAMOS QUE O OUTRO FAÇA POR NÓS? CUIDAR DO PRÓXIMO NOS FAZ BEM! DESENHE OU ESCREVA NO QUADRO ABAIXO O QUE VOCÊ SENTE QUANDO FAZ O BEM PELO OUTRO:
  • 19. - 19 - DEUS CRIOU A HUMANIDADE PARA SER FELIZ E, PARA QUE ISSO ACONTEÇA, PRECISAMOS PRATICAR SEMPRE O BEM, POIS O BEM GERA A FELICIDADE. ORDENE AS LETRAS E DESCUBRA OS VALORES ESSENCIAIS PARA VIVER E CONVIVER BEM: RADESPIEL. Maria. Para viver e conviver valores de A a Z.. Minas Gerais: Iemar, 2009
  • 20. - 20 - 1.3 LIBERDADE E RESPONSABILIDADE FOMOS CRIADOS PARA SERMOS LIVRES! NO DICIONÁRIO, “LIBERDADE” É A CONDIÇÃO DE UMA PESSOA DISPOR DE SI; FACULDADE DE FAZER OU DEIXAR DE FAZER UMA COISA; LIVRE-ARBÍTRIO; OU DOS DIREITOS DO HOMEM LIVRE. PARA REFLETIR:  A LIBERDADE PLENA FUNCIONA APENAS QUANDO OS DIREITOS SÃO EQUILIBRADOS COM RESPONSABILIDADE.  O SER HUMANO DEVE TER LIBERDADE PARA DESENVOLVER SUA LIBERDADE EM PLENITUDE. RADESPIEL. Maria. Para viver e conviver valores de A a Z.. Minas Gerais: Iemar, 2009 PARA VOCÊ, O QUE É TER LIBERDADE? ________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________
  • 21. - 21 - Responsabilidade RADESPIEL. Maria. Para viver e conviver valores de A a Z.. Minas Gerais: Iemar, 2009 CONSULTANDO O TEXTO ACIMA, COMPLETE AS LACUNAS COM VOGAIS, FORMANDO PALAVRAS QUE INDIQUEM AÇÕES QUE SÃO PRATICADAS POR PESSOAS RESPONSAVEIS: F A Z E R P ___R C ___ R ___ ____ S P ___R T ____ C ___ P ___ R C ___ N T R ___ B ___ ___ R L U T A R P E L O B ___ M E X E R C E R C___ D ___ D ___ N ___ ___ Respeitar os direitos de todos os seres humanos. E aceitar o que for necessário. Superar os obstáculos sem arrogância. Participar com parceria e cooperação. Oferecer o melhor de sua capacidade. Não perder tempo e promover as mudanças necessárias. Satisfação por contribuir significativamente. Atenção particular em benefício de todos. Bastante consciência no exercício da cidadania. Integridade e sentimento de propósito. Lutar pelo bem estar social. Ideal de um grupo – colaboração é essencial. Desempenhar consciente seu papel de cidadão. Agir sem discriminação. Deveres sempre cumpridos com fidelidade. Envolver-se com parceria na atividade do grupo.
  • 22. - 22 - 2. DESCOBERTA DO OUTRO 2.1 CONHECENDO A HISTÓRIA DA MINHA FAMÍLIA PESQUISE E ESCREVA OS NOMES DAS PESSOAS QUE FAZEM PARTE DA SUA FAMÍLIA: http://professorajuce.blogspot.com.br/2012/04/identidade-arvore-genealogica.html
  • 23. - 23 - A FAMILIA OS FILHOS, O PAI E A MÃE FORMAM UMA FAMÍLIA. AS FAMÍLIAS SÃO DIFERENTES UMA DAS OUTRAS. HÁ FAMILIAS GRANDES E PEQUENAS. ÀS VEZES, OS FILHOS MORAM SÓ COM A MÃE OU SÓ COM O PAI. EXISTEM OUTRAS PESSOAS QUE FAZEM PARTE DA NOSSA FAMÍLIA: OS AVÓS, OS TIOS, OS PRIMOS. PODEMOS DIZER QUE HÁ UMA FAMÍLIA QUANDO AS PESSOAS SÃO PARENTES: PAIS, FILHOS, IRMÃOS, AVÓS, TIOS, PRIMOS, NETOS E SOBRINHOS. EM UMA FAMÍLIA, DEVE EXISTIR AMOR, COMPREENSÃO, RESPEITO E CARINHO PARA QUE TODOS SEJAM FELIZES. DESCUBRA O QUE DEVE EXISTIR EM UMA FAMÍLIA PINTANDO OS SÍMBOLOS IGUAIS DA MESMA COR. DEPOIS, TRANSCREVA-OS NAS LINHAS ABAIXO: ___________________________ ________________________ __________________________ _________________________ __________________________ __________________________ __________________________ amoensinarblogspot.com
  • 24. - 24 - CONHECENDO A HISTÓRIA DA MINHA FAMÍLIA www.educasempre.com
  • 25. - 25 - CONHECENDO A HISTÓRIA DA MINHA FAMÍLIA PROCURE AS RESPOSTAS PARA AS PERGUNTAS NO DIAGRAMA: www.atividadesescolaresonline.blogspot.com
  • 26. - 26 - 2.2 MINHAS QUALIDADES E AS DO OUTRO DEUS FEZ SEUS FILHOS SUA IMAGEM E SEMELHANÇA! ENTÃO PENSE.... SOMOS DOTADOS DE MUITAS QUALIDADES! www.dicasnaweb.net DENTRE AS MUITAS QUALIDADES DOS HOMENS, A HONESTIDADE É UMA DELAS. DEVEMOS BUSCAR SER CORRETOS EM NOSSAS ATITUDES E COM OS OUTROS. DEPOIS DE TER PENSADO NAS PERGUNTAS DOS BALÕES ACIMA ESCREVA UM PEQUENO TEXTO SOBRE SUAS CONCLUSÕES. Será que a honestidade de uma pessoa depende da situação? O que é a honestidade? Como podemos definir uma pessoa honesta? Para você, ser honesto é ser burro?
  • 27. - 27 - MINHAS QUALIDADES E AS DOS OUTROS PINTE AS PÉTALAS COM AS QUALIDADES QUE VOCÊ POSSUI: www.guiapedagogico.com.br AMIZADES SÃO PARA SEMPRE!
  • 28. - 28 - É MUITO BOM TER UM AMIGO PARA CONVERSAR, BRINCAR, SER COMPANHEIRO NAS HORAS DE ALEGRIA E TRISTEZA. SEJA SEMPRE UM BOM AMIGO, NÃO MALTRATE NINGUÉM. TODOS NÓS PRECISAMOS DE ALGUÉM. AGORA, FAÇA UMA LISTA DAS SUAS QUALIDADES E DAS QUALIDADES DE SEU MELHOR AMIGO: Q U A L I D A D E S M I N H A S A M I G O
  • 29. - 29 - 2.3 O DIFERENTE E O COMPLEMENTAR EU ESTOU CRESCENDO... SE O CRESCIMENTO NÃO TEM FIM, LOGO SEREI UM GIGANTE! EU ESTOU CRESCENDO! ESTOU CRESCENDO, NA SABEDORIA, NO AMOR, E NO ESPÍRITO. O CRESCIMENTO NÃO TEM FIM. O TEMPO PASSA E A GENTE CONTINUA CRESCENDO... CRESCENDO... SENHOR, OBRIGADO POR FAZER COM QUE EU CRESÇA ENTENDENDO AS DIFERENÇAS DOS OUTROS! catequizando.blogspot.com APESAR DE AS PESSOAS SEREM DIFERENTES, AO MESMO TEMPO SE COMPLETAM. DE UMA COISA NÃO PODEMOS FUGIR: EXISTEM ATITUDES QUE NOS APROXIMAM. COMO VOCÊ TEM CRESCIDO? VOCÊ ENTENDE AS DIFERENÇAS E SEMELHANÇAS DOS OUTROS? VOCÊ CONSEGUE ENCONTRAR EM SEUS AMIGOS ALGO QUE COMPLETE VOCÊ? PENSE NAS QUESTÕES ACIMA E PINTE AS PALAVRAS QUE FAZEM VOCÊ CRESCER NA SABEDORIA DE DEUS: AMIZADE INVEJA DIREITOS AMOR RESPONSABILIDADE RESPEITO POLIDEZ AGRESSÃO COMPREENSÃO SOLIDARIEDADE INTRIGAS UNIÃO MALDADE LIBERDADE DESRESPEITO
  • 30. - 30 - MESMO SENDO SEMELHANTES, O CRIADOR NOS FEZ DIFERENTES. SABE POR QUÊ? PARA QUE APRENDESSEMOS A CONVIVER COM O DIFERENTE QUE NOS COMPLETA. VAMOS CONHECER ANTÔNIO? tiaclaudia.blogspot.com AGORA, CIRCULE NAS CARACTERÍSTICAS DE ANTÔNIO AS SEMELHANÇAS ENTRE ELE E VOCÊ. DEPOIS DE CIRCULAR AS PALAVRAS, TRANSCREVA-AS PARA O QUADRO ABAIXO:
  • 31. - 31 - O DIFERENTE E O COMPLEMENTAR www.pragentemiuda.org
  • 32. - 32 - O DIFERENTE E O COMPLEMENTAR AS PESSOAS SÃO DIFERENTES UMAS DAS OUTRAS. CADA UM TEM O SEU JEITO DE SER. ASSINALE COM UM (X) AS FRASES CORRETAS: ( ) AS DIFERENÇAS TORNAM O MUNDO MAIS INTERESSANTE. ( ) MUITA GENTE PREFERE O SOL, MAS PRECISAMOS DA CHUVA. ( ) NÃO DEVEMOS RESPEITAR AS OPINIÕES DOS OUTROS. ( ) TODAS AS PESSOAS PENSAM DA MESMA FORMA. ( ) COM AS DIFERENÇAS PODEMOS APRENDER VÁRIAS COISAS.
  • 33. - 33 - 2.4 A AMIZADE FORTALECE A CAMINHADA PRECISAMOS DE AMIZADES PARA NÃO FICARMOS SOZINHOS, MAS O QUE FAZER PARA MANTER NOSSAS AMIZADES? ESCREVA NAS PLACAS ABAIXO O QUE VOCÊ TEM FEITO PARA MANTER SUAS AMIZADES, NÃO SE ESQUEÇA DE FAZER UM COLORIDO PARA CELEBRAR AS AMIZADES: www.guiapedagogico.com.br
  • 34. - 34 - AS AMIZADES SÃO PARA SEMPRE Devemos buscar a amizade do próximo nos detalhes: em um abraço, em um sorriso, em um aperto de mão, em um ombro amigo, em uma palavra de conforto. www.alanaeducarparacidadania.blogspot.com PENSE EM UM AMIGO. AGORA, DESENHE VOCÊ E SEU AMIGO EM UMA SITUAÇÃO DE AMIZADE:
  • 35. - 35 - COMO É BOM PODER CONTAR COM OS AMIGOS EM DIVERSOS MOMENTOS DA NOSSA VIDA! DESCREVA UMA SITUAÇÃO EM QUE VOCÊ NECESSITOU DA AJUDA DE UM AMIGO: ________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________
  • 36. - 36 - 3. PRESERVANDO AS BELEZAS NATURAIS COMO EXPRESSÃO RELIGIOSA 3.1 EQUILIBRIO DOS ELEMENTOS NATURAIS ESCREVA NAS PLACAS PAVAVRAS DE PRESERVAÇÃO AO MEIO AMBIENTE: AGORA, ESCREVA O QUE VOCÊ FAZ PARA AUXILIAR NA PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE: www.portalescolar.net
  • 37. - 37 - LEIA O TEXTO: www:amorensina.com AGORA PENSE: O HOMEM TEM CUIDADO DA NATUREZA? DESENHE COMO O HOMEM TEM CUIDADO DA NATUREZA:
  • 38. - 38 - EQUILÍBRIO DOS ELEMENTOS NATURAIS www.alinemarcaledreligiosa.spaceblog.com.br
  • 39. - 39 - 3.2 UTILIZAÇÃO CONSCIENTE DAS BELEZAS NATURAIS OBSERVE AS FIGURAS E DESCREVA AS AÇÕES, BUSCANDO OS CUIDADOS QUE DEVEMOS TER COM A NATUREZA: _____________________________________ ____________________________________ _____________________________________ _____________________________________ _____________________________________
  • 40. - 40 - CADA UM PRECISA FAZER SUA PARTE PARA PRESERVAR O MEIO AMBIENTE. ESCREVA NAS LINHAS ABAIXO O QUE VOCÊ TEM FEITO PARA PRESERVAR O NOSSO PLANETA:
  • 41. - 41 - 3.3 CRIAÇÃO: FRUTO DO AMOR DE DEUS. DEUS CRIOU TUDO QUE HÁ NA TERRA POR AMOR A SEUS FILHOS. ESCREVA NOS CORAÇÕES ALGUMAS DAS COISAS CRIADAS POR DEUS: www.guiapedagogico.com.br
  • 43. - 43 - VIVEMOS NO MUNDO CRIADO POR DEUS, JUNTAMENTE COM TODA SUA CRIAÇÃO E DELA RETIRAMOS TUDO PARA A NOSSA SOBREVIVÊNCIA. DESENHE OU COLE UMA GRAVURA DE ALIMENTO FORNECIDO PELA NATUREZA: ESCREVA UMA ORAÇÃO EM AGRADECIMENTO AO CRIADOR POR TUDO QUE ELE NOS DEU: www. minhaturma4e52012.blogspot.com
  • 44. - 44 - www.guiapedagogico.com.br DEUS CRIOU TUDO COM MUITO AMOR, PORTANTO PRECISAMOS PRESERVAR A SUA CRIAÇÃO! CUIDO DA CRIAÇÃO DE DEUS QUANDO... ( ) RESPEITO OS ANIMAIS COMO UMA FORMA DE VIDA. ( ) DEIXO A TORNEIRA ABERTA, DESPERDIÇANDO ÁGUA. ( ) COLABORO MANTENDO OS JARDINS FLORIDOS.
  • 45. - 45 - 4. DEUS NOS ORIENTA 4.1 LEIS DE DEUS AS LEIS, INDEPENDENTEMENTE DA RELIGIÃO SEGUIDA, PREGAM O AMOR AO CRIADOR E AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO. PESQUISE, RECORTE E COLE IMAGENS QUE MOSTREM COMO DEVEMOS VIVER COM NOSSOS IRMÃOS, SEGUNDO OS ENSINAMENTOS DO CRIADOR:
  • 46. - 46 - AMAR É AJUDAR OS OUTROS A SEREM FELIZES! www. janetecleia.blogspot.com PINTE AS PALAVRAS QUE DEMONSTRAM AMOR AO PRÓXIMO: EGOÍSMO RESPEITO PARTILHA BONDADE BRIGAS INVEJA
  • 48. - 48 - 4.2 LÍDERES RELIGIOSOS OS LÍDERES RELIGIOSOS DEVEM SER UM EXEMPLO DE VIDA PARA SEUS SEGUIDORES. DEVEM ACONSELHAR A TODOS A PRATICAR O BEM E EVITAR O MAL. PESQUISE UMA IMAGEM DO LÍDER RELIGIOSO DA SUA RELIGIÃO. NÃO SE ESQUEÇA DE ESCREVER O NOME DELE:
  • 49. - 49 - DURANTE O PASSAR DOS ANOS, CADA VEZ MAIS PESSOAS SE EVIDENCIAM, TORNANDO-SE LÍDERES RELIGIOSOS. ALGUNS DESSES SE DESTACARAM POR SEUS ENSINAMENTOS E POR TEREM GRANDE NÚMERO DE SEGUIDORES PELO MUNDO. PESQUISE SOBRE A VIDA DOS SEGUINTES LÍDERES RELIGIOSOS: JESUS CRISTO ________________________________________ ________________________________________ ________________________________________ ________________________________________ ________________________________________ MAOMÉ ________________________________________ ________________________________________ ________________________________________ ________________________________________ ________________________________________ MOISÉS ________________________________________ ________________________________________ ________________________________________ ________________________________________ ________________________________________ MAHATMA GANDHI ________________________________________ ________________________________________ ________________________________________ ________________________________________ ________________________________________
  • 50. - 50 - BUDA ________________________________________ ________________________________________ ________________________________________ ________________________________________ ________________________________________ NUMERE A 2ª COLUNA DE ACORDO COM A 1ª, FAZENDO A CORRESPONDÊNCIA DE ALGUNS LÍDERES RELIGIOSOS E SUAS RELIGIÕES: ( 1 ) CRISTIANISMO ( ) MOISÉS ( 2 ) BUDISMO ( ) MAHATMA GANDHI ( 3 ) ISLAMISMO ( ) CRISTO ( 4 ) JUDAÍSMO ( ) MAOMÉ ( 5 ) HINDUÍSMO ( ) BUDA
  • 51. - 51 - 4.3 OBEDIÊNCIA E REVERÊNCIA PINTE A CENA QUE INDICA QUE A CRIANÇA OBEDECEU A SEUS PAIS SEGUINDO OS ENSINAMENTOS DE DEUS: O PAI DE ANDRÉ PEDIU QUE ELE BRINCASSE NO CAMPO. A MÃE DE CLARA PEDIU QUE ELA AJUDASSE A CUIDAR DA LOUÇA.
  • 52. - 52 - A PALAVRA REVERÊNCIA SIGNIFICA : REVERENCIAR AQUILO CONSIDERADO SAGRADO OU QUE SE APRESENTA DESTA MANEIRA. QUANDO ESTAMOS NOS TEMPLOS, DEVEMOS REVERENCIAR O SAGRADO. DIANTE DESSA AFIRMATIVA, MARQUE AS ALTERNATIVAS CORRETAS: ( ) A IGREJA É A CASA DE DEUS. ( ) A CASA DE DEUS É LUGAR DE DESORDEM E BAGUNÇA. ( ) DEVEMOS IR À IGREJA/TEMPLO COM ROUPAS ADEQUADAS. ( ) PODEMOS CONVERSAR NOS TEMPLOS SEM PARTICIPAR DAS ORAÇÕES. ( ) A CASA DE DEUS É UM LUGAR SAGRADO. ESCREVA UM PEQUENO TEXTO COMENTANDO COMO VOCÊ FAZ PARA REVERENCIAR AO CRIADOR: _______________________________________________________________ ______________________________________________________________ _______________________________________________________________ _______________________________________________________________ _______________________________________________________________ ________________________________ ________________________________ ________________________________ ________________________________
  • 54. - 54 - 4.4 JUSTIÇA E PAZ CIRCULE AS PALAVRAS QUE DEVEMOS USAR PARA VIVERMOS EM UM PAÍS JUSTO: www.portalescolar.net AGORA, FAÇA UMA FRASE COM CADA PALAVRA QUE VOCÊ CIRCULOU:
  • 55. - 55 - QUAL DESTAS MÃOS PERTENCE A UMA PESSOA JUSTA? www.guiapedagogico.com.br
  • 56. - 56 - PINTE OS PEDAÇOS COM PALAVRAS QUE NOS AUXILIAM A PROMOVER A PAZ E DESCUBRA NA IMAGEM O QUE PROMOVE A PAZ: www. maravilhasdaeducacao.blogspot.com QUE IMAGEM SE REVELOU? ____________________________ VOCÊ ACABOU DE DESCOBRIR QUE O AMOR PROMOVE A PAZ! OUTRO SÍMBOLO QUE REPRESENTA A PAZ É A POMBA. POR QUE VOCÊ ACHA QUE ESTE ANIMAL SE REFERE À PAZ? ________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________ _____________________________________________ http://ceconstantinofernandes.blogspot.com.br/2011/12/festival-de-poesias.html
  • 58. - 58 - REFERÊNCIAS OLIVEIRA, Adalgisa A. Aulas de Religião? Mundo Jovem. Ano XLI, nº 333, Fevereiro, 2003. RADESPIEL. Maria. Para viver e conviver valores de A a Z.. Minas Gerais: Iemar, 2009 amoensinarblogspot.com catequizando.blogspot.com http://ceconstantinofernandes.blogspot.com.br/2011/12/festival-de-poesias.html http://professorajuce.blogspot.com.br/2012/04/identidade-arvore-genealogica.html http://www.guiapedagogico.com.br/2012/07/atividade-de-ensino-religioso-paz.html tiaclaudia.blogspot.com www. janetecleia.blogspot.com www. maravilhasdaeducacao.blogspot.com www. minhaturma4e52012.blogspot.com www. profandresadolzan.blogspot.com www.alanaeducarparacidadania.blogspot.com www.alinemarcaledreligiosa.spaceblog.com.br www.ateliecoloriz.blogspot.com www.atividadesescolaresonline.blogspot.com www.dicasnaweb.net www.educasempre.com www.guiapedagogico.com.br www.iracemamarcondesalcantara.blogspot.com www.marcelacristina.blogspot.com www.papoativo.com www.portalescolar.net www.pragentemiuda.org www.ramonbieco.wordpress.com www:amorensina.com
  • 59. - 59 - HINO DE PETRÓPOLIS Petrópolis, Tens no passado gloriosas tradições; Petrópolis, Cultura e fibra de homens de outras nações, Que lutaram e criaram as riquezas, Guardaram as belezas que devemos defender Petrópolis, Tranquilidade, nossa fonte de saúde; Petrópolis, O teu futuro é a tua juventude Que estuda e trabalha consciente De que a luta no presente Vitórias vai trazer Para a frente, para o alto, Construir Com amor e com vontade, Progredir Vem viver aqui na serra, Onde a sorte nos sorri Quem pensa que é feliz em outra terra É porque BIS Ainda não viveu aqui Letra e música de Geraldo Ventura Dias. Hino escolhido em concurso realizado pela Prefeitura de Petrópolis no ano de 1972.