SlideShare uma empresa Scribd logo
Pesquisa Doação
Divulgação dos primeiros resultados
15/06/2016
Pesquisa Doação
POR QUE FIZEMOS ESTA
PESQUISA?
Para conhecer os hábitos e pensamentos da população brasileira
sobre doação, para basear a criação de uma campanha por uma
cultura de doação.
OBJETIVO GERAIS DA
PESQUISA
• Conhecer o que a população brasileira pensa sobre filantropia,
qual sua atitude e como se comporta com relação a doações para
organizações sociais.
• Identificar os fatores facilitadores e as principais barreiras que
impedem um volume maior de doadores e doações.
• Chegar a uma estimativa (volume) de recursos financeiros doados
anualmente pela população brasileira.
METODOLOGIA
DUAS ETAPAS
Etapa 1: Qualitativa
• 10 grupos focais – média de 8 participantes
• Recife, São Paulo e Porto Alegre
• Outubro de 2015
• Objetivo: entender o contexto, aprofundar o tema e contribuir para a etapa quantitativa
Etapa 2: Quantitativa
• 2.230 entrevistados
• Todo o país
• Entre março e abril de 2016
• Objetivo: obter respostas sobre o tema estatisticamente
representativas para serem projetadas para toda a população brasileira
• Critérios de corte: 18 anos ou mais, população urbana e renda familiar
a partir de 1 salário mínimo
O Retrato da Doação
no Brasil em 2015
PRÁTICA DA DOAÇÃO
QUANTOS
BRASILEIROS
DOAM*
* Existe multiplicidade nas respostas e praticou doação, pelo menos, uma vez em 2015
MAIS DA METADE DOS
BRASILEIROS
FIZERAM DOAÇÃO EM
DINHEIRO EM 2015
23%
NÃO
77%
SIM
DOAÇÃO
VOLUNTARIADO
DOAÇÃO
BENS
DOAÇÃO
DINHEIRO
34%
SIM
62%
SIM
52%
SIM
46%
SIM
9%
SIM
DOAÇÃO
INSTITUCIONAL
DOAÇÃO
PESSOAL
PARA QUEM FORAM FEITAS AS DOAÇÕES
EM DINHEIRO (respostas múltiplas)
20 - Esta doação em dinheiro foi: (espontânea)
37%
8%
2%
2%
1%
5%
4%
1%
Para alguma instituição ou organização social ONGs
(laica ou religiosa)
Direto para obras sociais de igrejas ou da comunidade
Para grupo de pessoas ou indivíduos que se
mobilizam informalmente para ajudar necessitados
Para campanhas de TV - Criança Esperança, Teleton, etc
- que não sejam calamidades
Campanhas de ajuda a desabrigados e calamidades
Esmolas - dinheiro diretamente para pessoas não conhecidas
Dízimos pagos para a igreja ou templos que frequenta
Doações pessoais
PERFIL DO DOADOR EM DINHEIRO
(institucional)
ONDE A POPULAÇÃO É MAIS DOADORA
41%
39%
46%
CO
S
BRASIL
47%SE
50%NE
40%N
* Base não ponderada: 2002 casos
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder
100% em função de arredondamento
19 - Você fez alguma doação em dinheiro em 2015?
20 - Esta doação em dinheiro foi: (categorias válidas para o estudo)
COMO OS DOADORES SE DISTRIBUEM NO PAÍS
6,5%
6%
N
CO
31%NE
43%SE
13%S
* Base não ponderada: 2002 casos
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 13- Você fez alguma doacão no ano de
2015?
EM QUE IDADE O BRASILEIRO DOA MAIS?
57%50 anos ou mais
47%30 a 29 anos
32%18 a 29 anos
51%40 a 49 anos
46%BRASIL
A PARTIR DOS 40 ANOS DE IDADE, MAIS
DA METADE DOS BRASILEIROS PRATICA
DOAÇÃO EM DINHEIRO.
* Base não ponderada: 2002 casos
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder
100% em função de arredondamento
19 - Você fez alguma doação em dinheiro em 2015?
20 - Esta doação em dinheiro foi: (categorias válidas para o estudo)
COMO OS DOADORES SE DISTRIBUEM
NAS FAIXAS ETÁRIAS?
31%50 anos ou mais
26%30 a 29 anos
21%18 a 29 anos
22%40 a 49 anos
* Base não ponderada: 2002 casos
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 13- Você fez alguma doacão no ano de
2015?
QUEM É MAIS DOADOR: HOMENS OU MULHERES?
* Base não ponderada: 2002 casos
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder
100% em função de arredondamento
19 - Você fez alguma doação em dinheiro em 2015?
20 - Esta doação em dinheiro foi: (categorias válidas para o estudo)
42%
49%
46%
QUAL A INFLUÊNCIA DA ESCOLARIDADE
NO COMPORTAMENTO DO DOADOR?
41%ensino médio
46%analfabetos/ensino fundamental
51%ensino superior
* Base não ponderada: 2002 casos
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder
100% em função de arredondamento
19 - Você fez alguma doação em dinheiro em 2015?
20 - Esta doação em dinheiro foi: (categorias válidas para o estudo)
46%BRASIL
EXISTE RELAÇÃO ENTRE POSSUIR INSTRUÇÃO
SUPERIOR E PRATICAR MAIS DOAÇÃO EM
DINHEIRO, SENDO O CONTRÁRIO PARA
AQUELES COM O SEGUNDO GRAU. OS
BRASILEIROS COM GRAU DE INSTRUÇÃO MAIS
BÁSICO SE APROXIMAM DA MÉDIA NACIONAL.
COMO A RENDA INFLUENCIA O COMPORTAMENTO
DOADOR (renda familiar)
* Base não ponderada: 2002 casos
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder
100% em função de arredondamento
19 - Você fez alguma doação em dinheiro em 2015?
20 - Esta doação em dinheiro foi: (categorias válidas para o estudo)
51%+6 a 8 salários mínimos
44%+2 a 4 salários mínimos
32%até 2 salários mínimos
51%+4 a 6 salários mínimos
54%
58%
46%BRASIL
+8 a 10 salários mínimos
+10 a 15 salários mínimos
+ 15 salários mínimos
52%
EXISTE TAMBÉM
LINEARIDADE DIRETA
ENTRE RENDA FAMILIAR E
PRÁTICA DA DOAÇÃO EM
DINHEIRO ATÉ A FAIXA DE 4
SM. A PARTIR DESTA RENDA
A INCIDÊNCIA DA DOAÇÃO
PRATICAMENTE SE
ESTABILIZA COM UM PICO
NA FAIXA ENTRE 10 A 15 SM.
A RELIGIÃO FAZ DIFERENÇA?
58%
48%
46%
espírita
outras
BRASIL
51%católica
35%nenhuma
45%evangélica
* Base não ponderada: 2002 casos
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder
100% em função de arredondamento
19 - Você fez alguma doação em dinheiro em 2015?
20 - Esta doação em dinheiro foi: (categorias válidas para o estudo)
TER UMA RELIGIÃO
INFLUENCIA
POSITIVAMENTE O
COMPORTAMENTO DOADOR,
COM ESPECIAL DESTAQUE
PARA ESPÍRITAS E
CATÓLICOS
COMO OS DOADORES ESTÃO DISTRIBUÍDOS
ENTRE AS PRINCIPAIS RELIGIÕES
* Base não ponderada: 2002 casos
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 13- Você fez alguma doacão no ano de
2015?
8%
5%
espírita
outras
44%católica
22%nenhuma
21%evangélica
OS TIPOS CLÁSSICOS
PERFIL CLÁSSICO DO BRASILEIRO
DOADOR EM DINHEIRO
• É mulher
• Quanto maior a idade, mais doa
• Mora na região Nordeste ou Sudeste
• Tem instrução superior
• Tem renda individual superior a
4 salários mínimos
• Está satisfeita com a própria renda
• Está satisfeita com a própria vida
• Tem religião
• É mulher
• Acima de 40 anos
• Mora na região Centro Oeste,
Nordeste ou Norte
• Tem instrução superior
• Tem renda individual superior a
2 salários mínimos
• Está satisfeita com a própria renda
• Tem religião
PERFIL CLÁSSICO DO BRASILEIRO DOADOR
(dinheiro, bens ou tempo)
AS MOTIVAÇÕES PARA DOAR
QUANDO PERGUNTADO POR QUE FAZ DOAÇÕES EM
DINHEIRO, AS RESPOSTAS ESPONTÂNEAS SÃO...
11%Porque sinto vontade de ajudar/Porque me faz bem/
Gosto de ajudar/Me sinto tocado
19%Porque sou sensível à causa que ajudo
49%Porque me solidarizo com os mais necessitados
11%Comodidade/praticidade/mais seguro
2%
5%
19%Outras respostas
Porque confio na entidade a que doo
Porque a instituição pede que seja dessa forma /
Compram produtos para manutenção
Porque acredito que todos precisamos
participar da solução dos problemas sociais
10% A SOLIDARIEDADE COM O
OUTRO E A
SENSIBILIDADE À CAUSA
CONCENTRAM AS
PRINCIPAIS
JUSTIFICATIVAS PARA A
DOAÇÃO EM DINHEIRO, COM
80% DAS ESCOLHAS.
4%Não tem movivo/não sabe
* número de entrevistas não ponderadas
** respostas múltiplas 30a - Por qual razão você faz doações em dinheiro?
QUANDO ESTIMULADO A OPINAR SOBRE A
IMPORTÂNCIA DAS DIFERENTES RAZÕES PARA
DOAR, O RESULTADO É....
80%
89%Porque me faz bem
83%
Porque acredito que todos precisamos participar
da solução dos problemas sociais
74%
76%
54%Porque tenho pena dos menos favorecidos
Porque sinto que posso fazer a diferença
Porque ajuda meu desenvolvimento como pessoa
Porque confio na entidade a que doo
78%
Porque sou sensível à causa que ajudo
1
2
3
4
5
6
7
PODEMOS DISTINGUIR TRÊS CATEGORIAS DIFERENTES DE RESPOSTAS
• O grupo mais focado no ‘eu’ (ranking 1 e 5)
• O grupo dos que se veem no meio do coletivo (ranking 2 e 4)
• O grupo mais focado em elementos concretos (ranking 3 e 6)
CAUSAS MAIS SENSIBILIZADORAS
QUANDO PERGUNTADO SOBRE AS CAUSAS QUE
MAIS SENSIBILIZAM, AS RESPOSTAS
ESPONTÂNEAS SÃO...
* número de entrevistas não ponderadas
** respostas múltiplas 8 - Quais as causas mais sensibilizam você para uma eventual doação? (espontânea)
40%Saúde
Criança
Combate à fome e à pobreza
Idoso
Situações emergenciais
(acidentes, catástrofes, conflitos, etc)
Educação
Para pessoas que necessitam
(eventualmente)/ amor ao próximo
Garantia de moradia
Deficientes físicos
Geração de trabalho e renda
Abandono e maus tratos a animais
Dependência química
Meio ambiente
Deficientes mentais
Morador de rua
Outras
Nenhuma específica
36%
29%
21%
12%
11%
8%
7%
4%
4%
4%
4%
3%
2%
2%
16%
4%
SAÚDE E CRIANÇAS SÃO
AS CAUSAS QUE MAIS
SENSIBILIZAM.
SE SEPARARMOS O RANKING
ENTRE A OPINIÃO DOS
DOADORES EM DINHEIRO E DO
NÃO DOADOR EM DINHEIRO, A
CLASSIFICAÇÃO NÃO SE ALTERA.
Confirma a etapa qualitativa:
Existe uma alta sensibilidade para:
Crianças, Saúde, Calamidades
Idosos, Educação
QUEM É MAIS SENSÍVEL A CADA CAUSA?
29%
MULHERES
29%
NORDESTE
24%
DOADOR
EM $
21%
GERAL
32%
18 A 29
ANOS
30%
NÃO
DOADOR
30%
HOMENS
29%
GERAL
46%
MULHERES
43%
DOADOR EM $
41%
30 A 39
ANOS
36%
GERAL
40%
GERAL
42%
CIDADES
MENORES
45%
50 ANOS
OU +
48%
DOADOR EM $
COMO É A TOMADA DE DECISÃO
RACIONAL | EU ESCOLHO COM CUIDADO A CAUSA
PARA A QUAL VOU DOAR MEU DINHEIRO
36 - Avalie as seguintes frases com relação a doação:
* base não ponderada: 1016 casos
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento
4%
NOTA 1
DISCORDO TOTALMENTE
1%
NOTA 2
8%
NOTA 3
12%
NOTA 4
76%
NOTA 5
CONCORDO
TOTALMENTE
CONCORDAM QUE
SÃO CUIDADOSOS AO
DECIDIR A DOAÇÃO
88%
VOCÊ ESTÁ SATISFEITO COM A DOAÇÃO QUE FAZ?
31 - Está satisfeito em fazer a(s) doação (ões)
* base não ponderada: 1016 casos
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento
2%
NOTA 1
DISCORDO TOTALMENTE
2%
NOTA 2
11%
NOTA 3
19%
NOTA 4
65%
NOTA 5
CONCORDO
TOTALMENTE
A ESMAGADORA MAIORIA DOS
DOADORES EM DINHEIRO ESTÁ
SATISFEITA COM A SUA DOAÇÃO.
85%
PERFIL DAS DOAÇÕES EM DINHEIRO
COM QUE FREQUÊNCIA AS DOAÇÕES SÃO FEITAS
6%
12%
12%
13 a 23 vezes por ano
24 vezes por ano
+ do que 24 vezes por ano
22%
11%1 vez por ano
36%12 vezes por ano ESTES NÚMEROS INDICAM
QUE CERCA DE 30% DA
POPULAÇÃO BRASILEIRA É
DOADOR RECORRENTE
(DOA, PELO MENOS, 1 VEZ
POR MÊS)
2 a 11 vezes por ano
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento
QUANTO CADA UM DOA POR ANO
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 26 - Qual o valor em R$ de cada doação que realiza?
+ de R$ 240 até R$ 480/ano
+ de R$ 480 até R$ 720/ano
+ de R$ 720 até R$ 1.200/ano
Até R$ 60/ ano
+ de R$ 120 até R$ 240/ano
A MÉDIA DO VALOR ANUAL TOTAL É DE R$ 486
E A MEDIANA R$ 240. ISSO QUER DIZER QUE, A
GRANDE CONCENTRAÇÃO DAS DOAÇÕES FICA
DENTRO DA FAIXA DE R$ 20 A R$ 40 MENSAIS.
+ de R$ 60 até R$ 120/ano
+ de R$ 1.200 até R$ 1.800/ano
+ de R$ 1.800 até R$ 2.400/ano
+ de R$ 2.400/ano
15%
19%
19%
19%
11%
9%
4%
2%
2%
No ano de 2015, as
doações individuais dos
brasileiros em dinheiro
totalizaram
R$ 13,7 bilhões.
Este valor corresponde a
0,23% do PIB do país.
FALANDO SOBRE NÃO DOADORES
O CLÁSSICO BRASILEIRO QUE NÃO DOA NADA É
• É homem
• Tem entre 18 e 29 de anos
• Mora na região Sul
• Tem baixa escolaridade
• Tem renda individual
abaixo de 2 salários mínimos
• Está insatisfeito com a própria renda
• Não tem religião
FALANDO SOBRE NÃO DOADORES
OS QUE JÁ DOARAM ALGUMA VEZ E PARARAM
APESAR DE NÃO TER DOADO DINHEIRO EM 2015,
VOCÊ FEZ ALGUMA DOAÇÃO NOS ÚLTIMOS 5 ANOS
(2010 A 2014)?
35%
SIM65%
NÃO
43 - Nos últimos 5 anos anteriores a 2015 você fez
alguma doação em dinheiro? [se códigos 1 ou 2 na p
20 complementar: fora esmolas ou dízimos]
* base casos totais
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento
CERCA DE 1/3 DOS QUE
NÃO DOARAM EM DINHEIRO
EM 2015, JÁ DOARAM
ANTERIORMENTE, MAS 2/3
NUNCA PRATICARAM
DOAÇÃO.
44 - Por qual razão deixou de fazer doações em dinheiro em 2015 ?
* número de entrevistas não ponderadas
** respostas múltiplas
POR QUE VOCÊ PAROU DE DOAR DINHEIRO?
17%
43%Não tenho dinheiro
Não confio nas organizações que pedem
Ninguém me pediu
Nenhuma causa me sensibilizou
Não tenho tempo
Acho mais importante doação de bens
Tive experiências negativas com doação
Não conheço os meios e instituições
Crise
Doou a quem pede (diretamente)
Outros
Não sabe
7%
4%
4%
3%
3%
3%
2%
2%
22%
4%
FALANDO SOBRE NÃO DOADORES
OS QUE NÃO DOARAM NADA DESDE 2010
45 - Há alguma razão para você não ter feito doações em dinheiro em 2015?
* número de entrevistas não ponderadas
** respostas múltiplas
19%
35%Não tenho dinheiro
Por opção não existe uma razão
Não confio nas organizações que pedem
Nenhuma causa me sensibilizou
Prefiro doar alimentos
Não precisa ser dinheiro existem outras formas de doação
Nunca sabemos onde a pessoa usaria de fato esse dinheiro/
não sabemos o destino do dinheiro
Acho mais importante doação de bens
Ninguém me pediu
Tive experiências negativas com doação
Outros
Não sabe/Não respondeu
18%
5%
5%
4%
4%
3%
3%
1%
11%
5%
QUANDO PERGUNTADO POR QUE NÃO DOA, QUAIS
SÃO AS RESPOSTAS OBTIDAS ESPONTANEAMENTE?
Esse resultado valida o
que foi ouvido na etapa
qualitativa :
Falta de recursos financeiros
Desconfiança
46 - Dos motivos abaixo responda qual a importância de cada um para o fato de você não doar em dinheiro
QUANDO CONVIDADO A AVALIAR A IMPORTÂNCIA
DE RAZÕES PARA NÃO DOAR, O RESULTADOS SÃO
ESSES...
45%
47%Resolver os problemas sociais é responsabilidade do governo
45%Não confio nas organizações que pedem
33%
40%
32%O modo como as organizações
ajudam as pessoas não resolve o problema
Tenho medo de me comprometer e não poder cumprir
É complicado fazer uma doação
Não existe incentivo fiscal
41%
Não tenho dinheiro
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10Ninguém me pediu
Não conheço os meios e instituições
Não tive exemplo / não tenho hábito
31%
30%
29%
19%
35%Não tenho dinheiro
Por opção não existe uma razão
Não confio nas
organizações que pedem
Nenhuma causa me sensibilizou
Prefiro doar alimentos
Não precisa ser dinheiro
existem outras formas de doação
Nunca sabemos onde a pessoa
usaria de fato esse dinheiro/
não sabemos o destino do dinheiro
Acho mais importante doação de bens
Ninguém me pediu
Tive experiências negativas
com doação
Outros
Não sabe/Não respondeu
18%
5%
5%
4%
4%
3%
3%
1%
11%
5%
45%
47%Resolver os problemas sociais
é responsabilidade do governo
45%Não confio nas
organizações que pedem
33%
40%
32%
O modo como as organizações
ajudam as pessoas
não resolve o problema
Tenho medo de
me comprometer
e não poder cumprir
É complicado fazer uma doação
Não existe incentivo fiscal
41%
Não tenho dinheiro
Ninguém me pediu
Não conheço os meios
e instituições
Não tive exemplo /
não tenho hábito
31%
30%
29%
ESPONTÂNEA ESTIMULADA
FALANDO SOBRE NÃO DOADORES EM DINHEIRO
É POSSÍVEL MUDAR DE POSTURA?
É POSSÍVEL TRANSFORMAR OS NÃO DOADORES
EM DOADORES?
40%
SIM60%
NÃO
47 - Existe algo que faria com que você doasse em
dinheiro para alguma instituição?
* base casos totais
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento
48 - Existe algo que faria com que você doasse em dinheiro para alguma instituição? O que?
* número de entrevistas não ponderadas
** respostas múltiplas
24%Ter mais dinheiro
A entidade ser transparente / prestar contas /
mostrar aplicação de recursos
Conhecer uma organização em que confie
Sensibilidade/envolvimento/Solidariedade com a causa
Comprovação da necessidade do ser humano
Saber como o dinheiro está sendo usado
A entidade ser aberta a visitação /
conhecer por dentro / participar
Ter alguma experiência pessoal com o tema /
causa da entidade
Problema de saúde/doentes (cirurgia/remédios/médicos)
Outros
Não sabe/Não respondeu
16%
13%
11%
9%
8%
7%
5%
3%
3%
27%
DISPONIBILIDADE
FINANCEIRA, CONFIANÇA NA
INSTITUIÇÃO,
TRANSPARÊNCIA NA
APLICAÇÃO DOS RECURSOS E
SENSIBILIDADE À SITUAÇÃO
SÃO OS PRINCIPAIS FATORES
QUE PODERIAM LEVAR UM
NÃO DOADOR A DOAR EM
DINHEIRO.
O QUE OS FARIA MUDAR DE POSTURA?
COMO PENSA O BRASILEIRO?
O ATO DE DOAR FAZ DIFERENÇA?
10%
Doador em $
17%
Não doador em $
62%
70%
DISCORDA
CONCORDA
7%
Doador em $
10%
Não doador em $
82%
87%
DISCORDA
CONCORDA
AS PESSOAS NÃO DEVEM FALAR QUE FAZEM
DOAÇÃO
Esse resultado valida o que foi
ouvido na etapa qualitativa :
“as pessoas devem doar de modo
desinteressado, sem esperar nada em
troca e sem divulgar”
CONCLUSÃO
QUEM É O PÚBLICO DA CAMPANHA PARA UMA
CULTURA DE DOAÇÃO
35%
DOAM DENTRO
DO VALOR E DA
FREQUÊNCIA
MÉDIAS
11%
DOAM VALORES
ACIMA DA MÉDIA
OU DOAM MAIS DE
12 VEZES AO ANO
PÚBLICOS DE
UMA CAMPANHA
PELA CULTURA
DE DOAÇÃO
15%
NÃO TEM O HÁBITO
DE DOAR E NUNCA
DOOU DINHEIRO
JÁ DOOU DINHEIRO,
MAS PAROU E AGORA
DOA TEMPO/BENS
JÁ DOOU DINHEIRO,
MAS PAROU E AGORA
NÃO DOA NADA
NUNCA DOOU DINHEIRO,
MAS DOA TEMPO/BENS
NÃO DOADOR CONVICTO
DOADOR CONVICTO
DOADOR PADRÃO
14%
8%
17%
• O brasileiro é solidário, em especial as
mulheres, acima de 40 anos, do Nordeste
• Saúde e Crianças são as causas que mais
sensibilizam
• 46% dos brasileiros doam entre R$ 20 e
R$ 40 mensais para organizações sociais
• O volume total de doações individuais
em 2015, foi de R$ 13,7 bilhões, o que
representa 0,23% do PIB
• A desconfiança em relação às
organizações sociais aparece com
frequência nas respostas
PRINCIPAIS DESTAQUES
Esses são apenas alguns dos resultados da Pesquisa Doação Brasil,
cujas questionamentos se aprofundaram muito mais nesses e em
outros temas.
Novos resultados serão divulgados na medida em que os dados
forem consolidados e analisados.
Acompanhe tudo acessando
www.idis.org.br/pesquisadoacaobrasil
Paula Fabiani
Diretora-Presidente do IDIS
pfabiani@idis.org.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentacao Gran Felicita
Apresentacao Gran FelicitaApresentacao Gran Felicita
Apresentacao Gran Felicita
walisson_dias
 
Kabat aula pratica cabeça e pescoço
Kabat   aula pratica cabeça e pescoçoKabat   aula pratica cabeça e pescoço
Kabat aula pratica cabeça e pescoço
Natha Fisioterapia
 
Williams, mackenzie, klapp e feldenkrais
Williams, mackenzie, klapp e feldenkraisWilliams, mackenzie, klapp e feldenkrais
Williams, mackenzie, klapp e feldenkrais
Thalita Tassiani
 
Aulas Avaliação Controle Motor
Aulas Avaliação Controle MotorAulas Avaliação Controle Motor
Aulas Avaliação Controle Motor
Cassio Meira Jr.
 
Miofascial
MiofascialMiofascial
Miofascial
Alexandre Haas
 

Mais procurados (6)

Apresentacao Gran Felicita
Apresentacao Gran FelicitaApresentacao Gran Felicita
Apresentacao Gran Felicita
 
Kabat aula pratica cabeça e pescoço
Kabat   aula pratica cabeça e pescoçoKabat   aula pratica cabeça e pescoço
Kabat aula pratica cabeça e pescoço
 
Atelier Story Map
Atelier Story MapAtelier Story Map
Atelier Story Map
 
Williams, mackenzie, klapp e feldenkrais
Williams, mackenzie, klapp e feldenkraisWilliams, mackenzie, klapp e feldenkrais
Williams, mackenzie, klapp e feldenkrais
 
Aulas Avaliação Controle Motor
Aulas Avaliação Controle MotorAulas Avaliação Controle Motor
Aulas Avaliação Controle Motor
 
Miofascial
MiofascialMiofascial
Miofascial
 

Destaque

Pesquisa Doação Brasil - Relacionamento com ONGs
Pesquisa Doação Brasil - Relacionamento com ONGsPesquisa Doação Brasil - Relacionamento com ONGs
Pesquisa Doação Brasil - Relacionamento com ONGs
IDIS
 
World Giving Index 2016
World Giving Index 2016World Giving Index 2016
World Giving Index 2016
IDIS
 
World Giving Index 2015
World Giving Index 2015World Giving Index 2015
World Giving Index 2015
IDIS
 
Resultados preliminares da Pesquisa Doação Brasil
Resultados preliminares da Pesquisa Doação BrasilResultados preliminares da Pesquisa Doação Brasil
Resultados preliminares da Pesquisa Doação Brasil
IDIS
 
IDIS Presentation
IDIS PresentationIDIS Presentation
IDIS Presentation
IDIS
 
Evolução da Filantropia no Mundo
Evolução da Filantropia no MundoEvolução da Filantropia no Mundo
Evolução da Filantropia no Mundo
IDIS
 
IDIS Presentation - short
IDIS Presentation - shortIDIS Presentation - short
IDIS Presentation - short
IDIS
 
Perfil doadores brasil child fund brasil - gerson pacheco
Perfil doadores brasil   child fund brasil - gerson pachecoPerfil doadores brasil   child fund brasil - gerson pacheco
Perfil doadores brasil child fund brasil - gerson pacheco
flac2011
 
Apresentação IDIS - curta
Apresentação IDIS - curtaApresentação IDIS - curta
Apresentação IDIS - curta
IDIS
 
Apresentação IDIS
Apresentação IDISApresentação IDIS
Apresentação IDIS
IDIS
 
Apresentação Institucional Vox Capital
Apresentação Institucional Vox CapitalApresentação Institucional Vox Capital
Apresentação Institucional Vox Capital
IDIS
 
Pesquisa BISC 2015
Pesquisa BISC 2015Pesquisa BISC 2015
Pesquisa BISC 2015
IDIS
 
Apresentação Plano CDE
Apresentação Plano CDEApresentação Plano CDE
Apresentação Plano CDE
IDIS
 
Fasfil 2010
Fasfil 2010Fasfil 2010
Fasfil 2010
ONGestão
 
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
IDIS
 
TGI Mackenzie Publicidade e Propaganda (TCC)
TGI Mackenzie Publicidade e Propaganda (TCC)TGI Mackenzie Publicidade e Propaganda (TCC)
TGI Mackenzie Publicidade e Propaganda (TCC)
Marcos Fonseca
 
Science Cafe 2012
Science Cafe 2012Science Cafe 2012
Science Cafe 2012
J_H_Davenport
 
Tribute
TributeTribute
Tribute
Baycrab3
 
Geek a-paloozaaa metro-xaml_appdev
Geek a-paloozaaa metro-xaml_appdevGeek a-paloozaaa metro-xaml_appdev
Geek a-paloozaaa metro-xaml_appdev
Jose Luis Latorre Millas
 
OpenMI Developers Training
OpenMI Developers TrainingOpenMI Developers Training
OpenMI Developers Training
Jan Gregersen
 

Destaque (20)

Pesquisa Doação Brasil - Relacionamento com ONGs
Pesquisa Doação Brasil - Relacionamento com ONGsPesquisa Doação Brasil - Relacionamento com ONGs
Pesquisa Doação Brasil - Relacionamento com ONGs
 
World Giving Index 2016
World Giving Index 2016World Giving Index 2016
World Giving Index 2016
 
World Giving Index 2015
World Giving Index 2015World Giving Index 2015
World Giving Index 2015
 
Resultados preliminares da Pesquisa Doação Brasil
Resultados preliminares da Pesquisa Doação BrasilResultados preliminares da Pesquisa Doação Brasil
Resultados preliminares da Pesquisa Doação Brasil
 
IDIS Presentation
IDIS PresentationIDIS Presentation
IDIS Presentation
 
Evolução da Filantropia no Mundo
Evolução da Filantropia no MundoEvolução da Filantropia no Mundo
Evolução da Filantropia no Mundo
 
IDIS Presentation - short
IDIS Presentation - shortIDIS Presentation - short
IDIS Presentation - short
 
Perfil doadores brasil child fund brasil - gerson pacheco
Perfil doadores brasil   child fund brasil - gerson pachecoPerfil doadores brasil   child fund brasil - gerson pacheco
Perfil doadores brasil child fund brasil - gerson pacheco
 
Apresentação IDIS - curta
Apresentação IDIS - curtaApresentação IDIS - curta
Apresentação IDIS - curta
 
Apresentação IDIS
Apresentação IDISApresentação IDIS
Apresentação IDIS
 
Apresentação Institucional Vox Capital
Apresentação Institucional Vox CapitalApresentação Institucional Vox Capital
Apresentação Institucional Vox Capital
 
Pesquisa BISC 2015
Pesquisa BISC 2015Pesquisa BISC 2015
Pesquisa BISC 2015
 
Apresentação Plano CDE
Apresentação Plano CDEApresentação Plano CDE
Apresentação Plano CDE
 
Fasfil 2010
Fasfil 2010Fasfil 2010
Fasfil 2010
 
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
 
TGI Mackenzie Publicidade e Propaganda (TCC)
TGI Mackenzie Publicidade e Propaganda (TCC)TGI Mackenzie Publicidade e Propaganda (TCC)
TGI Mackenzie Publicidade e Propaganda (TCC)
 
Science Cafe 2012
Science Cafe 2012Science Cafe 2012
Science Cafe 2012
 
Tribute
TributeTribute
Tribute
 
Geek a-paloozaaa metro-xaml_appdev
Geek a-paloozaaa metro-xaml_appdevGeek a-paloozaaa metro-xaml_appdev
Geek a-paloozaaa metro-xaml_appdev
 
OpenMI Developers Training
OpenMI Developers TrainingOpenMI Developers Training
OpenMI Developers Training
 

Semelhante a Pesquisa Doação

Festival 2019 - O perfil do Doador e Potencial da Doação - Maturidade
Festival 2019 - O perfil do Doador e Potencial da Doação - MaturidadeFestival 2019 - O perfil do Doador e Potencial da Doação - Maturidade
Festival 2019 - O perfil do Doador e Potencial da Doação - Maturidade
ABCR
 
Pesquisa “Doador Brasileiro: Potencial de Doação no Segmento Maturidade”
Pesquisa “Doador Brasileiro: Potencial de Doação no Segmento Maturidade” Pesquisa “Doador Brasileiro: Potencial de Doação no Segmento Maturidade”
Pesquisa “Doador Brasileiro: Potencial de Doação no Segmento Maturidade”
Marcelo Jambeiro
 
Brasil Giving Report 2019
Brasil Giving Report 2019Brasil Giving Report 2019
Brasil Giving Report 2019
IDIS
 
Pesquisa Doação Brasil 2020 | Apresentação de lançamento
Pesquisa Doação Brasil 2020 | Apresentação de lançamentoPesquisa Doação Brasil 2020 | Apresentação de lançamento
Pesquisa Doação Brasil 2020 | Apresentação de lançamento
IDIS
 
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdadePesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Miguel Rosario
 
Apresentação executiva.pptx
Apresentação executiva.pptxApresentação executiva.pptx
Apresentação executiva.pptx
IDIS
 
Festival 2016 - Entendendo o Doador Brasileiro
Festival 2016 - Entendendo o Doador BrasileiroFestival 2016 - Entendendo o Doador Brasileiro
Festival 2016 - Entendendo o Doador Brasileiro
ABCR
 
ChildFund Brasil Visão Geral - ago 2014
ChildFund Brasil  Visão Geral - ago 2014ChildFund Brasil  Visão Geral - ago 2014
ChildFund Brasil Visão Geral - ago 2014
ChildFund Brasil - Fundo para Crianças
 
Flac 2011 comportamento dos doadores apresenatção_2ago2011
Flac 2011 comportamento dos doadores apresenatção_2ago2011Flac 2011 comportamento dos doadores apresenatção_2ago2011
Flac 2011 comportamento dos doadores apresenatção_2ago2011
flac2011
 
Retratos da Sociedade | Padrão de Vida | Divulgação 09/12/2013
Retratos da Sociedade | Padrão de Vida | Divulgação 09/12/2013Retratos da Sociedade | Padrão de Vida | Divulgação 09/12/2013
Retratos da Sociedade | Padrão de Vida | Divulgação 09/12/2013
Confederação Nacional da Indústria
 
CNI IBOPE - Retratos da Sociedade Brasileira: Padrão de Vida
CNI IBOPE - Retratos da Sociedade Brasileira: Padrão de VidaCNI IBOPE - Retratos da Sociedade Brasileira: Padrão de Vida
CNI IBOPE - Retratos da Sociedade Brasileira: Padrão de Vida
Jornal do Commercio
 
Proj Entre Mar e Montanhas 3001
Proj Entre Mar e Montanhas 3001Proj Entre Mar e Montanhas 3001
Proj Entre Mar e Montanhas 3001
Salageo Cristina
 
Apresentação #1 ONG Doe Amor
Apresentação #1 ONG Doe AmorApresentação #1 ONG Doe Amor
Apresentação #1 ONG Doe Amor
Felipe Morais
 
Cultura de Doação no Brasil e o papel das empresas, por Paula Fabiani (IDIS)
Cultura de Doação no Brasil e o papel das empresas, por Paula Fabiani (IDIS)Cultura de Doação no Brasil e o papel das empresas, por Paula Fabiani (IDIS)
Cultura de Doação no Brasil e o papel das empresas, por Paula Fabiani (IDIS)
IDIS
 
Brasil Giving Report 2020: um retrato da doação no Brasil
Brasil Giving Report 2020: um retrato da doação no BrasilBrasil Giving Report 2020: um retrato da doação no Brasil
Brasil Giving Report 2020: um retrato da doação no Brasil
IDIS
 
Projeto 18/34 - Modelo de País
Projeto 18/34 - Modelo de PaísProjeto 18/34 - Modelo de País
Projeto 18/34 - Modelo de País
Eu Sou Famecos
 
Identidade e Valores da Nova Classe Média
Identidade e Valores da Nova Classe MédiaIdentidade e Valores da Nova Classe Média
Transparência e Compliance no Terceiro Setor
Transparência e Compliance no Terceiro SetorTransparência e Compliance no Terceiro Setor
Transparência e Compliance no Terceiro Setor
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
PVB_2021_Artigos.pdf
PVB_2021_Artigos.pdfPVB_2021_Artigos.pdf
PVB_2021_Artigos.pdf
IDIS
 
Oportunidade de negocio
Oportunidade de negocioOportunidade de negocio
Oportunidade de negocio
regina_hblf
 

Semelhante a Pesquisa Doação (20)

Festival 2019 - O perfil do Doador e Potencial da Doação - Maturidade
Festival 2019 - O perfil do Doador e Potencial da Doação - MaturidadeFestival 2019 - O perfil do Doador e Potencial da Doação - Maturidade
Festival 2019 - O perfil do Doador e Potencial da Doação - Maturidade
 
Pesquisa “Doador Brasileiro: Potencial de Doação no Segmento Maturidade”
Pesquisa “Doador Brasileiro: Potencial de Doação no Segmento Maturidade” Pesquisa “Doador Brasileiro: Potencial de Doação no Segmento Maturidade”
Pesquisa “Doador Brasileiro: Potencial de Doação no Segmento Maturidade”
 
Brasil Giving Report 2019
Brasil Giving Report 2019Brasil Giving Report 2019
Brasil Giving Report 2019
 
Pesquisa Doação Brasil 2020 | Apresentação de lançamento
Pesquisa Doação Brasil 2020 | Apresentação de lançamentoPesquisa Doação Brasil 2020 | Apresentação de lançamento
Pesquisa Doação Brasil 2020 | Apresentação de lançamento
 
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdadePesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
 
Apresentação executiva.pptx
Apresentação executiva.pptxApresentação executiva.pptx
Apresentação executiva.pptx
 
Festival 2016 - Entendendo o Doador Brasileiro
Festival 2016 - Entendendo o Doador BrasileiroFestival 2016 - Entendendo o Doador Brasileiro
Festival 2016 - Entendendo o Doador Brasileiro
 
ChildFund Brasil Visão Geral - ago 2014
ChildFund Brasil  Visão Geral - ago 2014ChildFund Brasil  Visão Geral - ago 2014
ChildFund Brasil Visão Geral - ago 2014
 
Flac 2011 comportamento dos doadores apresenatção_2ago2011
Flac 2011 comportamento dos doadores apresenatção_2ago2011Flac 2011 comportamento dos doadores apresenatção_2ago2011
Flac 2011 comportamento dos doadores apresenatção_2ago2011
 
Retratos da Sociedade | Padrão de Vida | Divulgação 09/12/2013
Retratos da Sociedade | Padrão de Vida | Divulgação 09/12/2013Retratos da Sociedade | Padrão de Vida | Divulgação 09/12/2013
Retratos da Sociedade | Padrão de Vida | Divulgação 09/12/2013
 
CNI IBOPE - Retratos da Sociedade Brasileira: Padrão de Vida
CNI IBOPE - Retratos da Sociedade Brasileira: Padrão de VidaCNI IBOPE - Retratos da Sociedade Brasileira: Padrão de Vida
CNI IBOPE - Retratos da Sociedade Brasileira: Padrão de Vida
 
Proj Entre Mar e Montanhas 3001
Proj Entre Mar e Montanhas 3001Proj Entre Mar e Montanhas 3001
Proj Entre Mar e Montanhas 3001
 
Apresentação #1 ONG Doe Amor
Apresentação #1 ONG Doe AmorApresentação #1 ONG Doe Amor
Apresentação #1 ONG Doe Amor
 
Cultura de Doação no Brasil e o papel das empresas, por Paula Fabiani (IDIS)
Cultura de Doação no Brasil e o papel das empresas, por Paula Fabiani (IDIS)Cultura de Doação no Brasil e o papel das empresas, por Paula Fabiani (IDIS)
Cultura de Doação no Brasil e o papel das empresas, por Paula Fabiani (IDIS)
 
Brasil Giving Report 2020: um retrato da doação no Brasil
Brasil Giving Report 2020: um retrato da doação no BrasilBrasil Giving Report 2020: um retrato da doação no Brasil
Brasil Giving Report 2020: um retrato da doação no Brasil
 
Projeto 18/34 - Modelo de País
Projeto 18/34 - Modelo de PaísProjeto 18/34 - Modelo de País
Projeto 18/34 - Modelo de País
 
Identidade e Valores da Nova Classe Média
Identidade e Valores da Nova Classe MédiaIdentidade e Valores da Nova Classe Média
Identidade e Valores da Nova Classe Média
 
Transparência e Compliance no Terceiro Setor
Transparência e Compliance no Terceiro SetorTransparência e Compliance no Terceiro Setor
Transparência e Compliance no Terceiro Setor
 
PVB_2021_Artigos.pdf
PVB_2021_Artigos.pdfPVB_2021_Artigos.pdf
PVB_2021_Artigos.pdf
 
Oportunidade de negocio
Oportunidade de negocioOportunidade de negocio
Oportunidade de negocio
 

Mais de IDIS

Impact Assessment for Productive Inclusion: Methodologies, Challenges, and Li...
Impact Assessment for Productive Inclusion: Methodologies, Challenges, and Li...Impact Assessment for Productive Inclusion: Methodologies, Challenges, and Li...
Impact Assessment for Productive Inclusion: Methodologies, Challenges, and Li...
IDIS
 
Anuario_Desempenho_de_Fundos_Patrimoniais_2021.pdf
Anuario_Desempenho_de_Fundos_Patrimoniais_2021.pdfAnuario_Desempenho_de_Fundos_Patrimoniais_2021.pdf
Anuario_Desempenho_de_Fundos_Patrimoniais_2021.pdf
IDIS
 
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdf
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdfPerspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdf
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdf
IDIS
 
Arquétipos da Filantropia: Nova Ferramenta para Análise Estratégica
Arquétipos da Filantropia: Nova Ferramenta para Análise EstratégicaArquétipos da Filantropia: Nova Ferramenta para Análise Estratégica
Arquétipos da Filantropia: Nova Ferramenta para Análise Estratégica
IDIS
 
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnica
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnicaESG e o “S” brasileiro | Nota técnica
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnica
IDIS
 
Nota técnica: Metodologias de Avaliação Custo Benefíco
Nota técnica: Metodologias de Avaliação Custo BenefícoNota técnica: Metodologias de Avaliação Custo Benefíco
Nota técnica: Metodologias de Avaliação Custo Benefíco
IDIS
 
Quebrando silos e engajando colaboradores em ações de impacto, por Fernanda S...
Quebrando silos e engajando colaboradores em ações de impacto, por Fernanda S...Quebrando silos e engajando colaboradores em ações de impacto, por Fernanda S...
Quebrando silos e engajando colaboradores em ações de impacto, por Fernanda S...
IDIS
 
Nota técnica: Fundos Patrimoniais Filantrópicos
Nota técnica: Fundos Patrimoniais FilantrópicosNota técnica: Fundos Patrimoniais Filantrópicos
Nota técnica: Fundos Patrimoniais Filantrópicos
IDIS
 
10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC
10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC
10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC
IDIS
 
World Giving Index 2019: Resultados Brasil
World Giving Index 2019: Resultados BrasilWorld Giving Index 2019: Resultados Brasil
World Giving Index 2019: Resultados Brasil
IDIS
 
Apresentação World Giving Index 2018
Apresentação World Giving Index 2018Apresentação World Giving Index 2018
Apresentação World Giving Index 2018
IDIS
 
World Giving Index 2017
World Giving Index 2017World Giving Index 2017
World Giving Index 2017
IDIS
 
Filantropia e Investimento Social
Filantropia e Investimento SocialFilantropia e Investimento Social
Filantropia e Investimento Social
IDIS
 
Filantropização via Privatização
Filantropização via PrivatizaçãoFilantropização via Privatização
Filantropização via Privatização
IDIS
 

Mais de IDIS (14)

Impact Assessment for Productive Inclusion: Methodologies, Challenges, and Li...
Impact Assessment for Productive Inclusion: Methodologies, Challenges, and Li...Impact Assessment for Productive Inclusion: Methodologies, Challenges, and Li...
Impact Assessment for Productive Inclusion: Methodologies, Challenges, and Li...
 
Anuario_Desempenho_de_Fundos_Patrimoniais_2021.pdf
Anuario_Desempenho_de_Fundos_Patrimoniais_2021.pdfAnuario_Desempenho_de_Fundos_Patrimoniais_2021.pdf
Anuario_Desempenho_de_Fundos_Patrimoniais_2021.pdf
 
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdf
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdfPerspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdf
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdf
 
Arquétipos da Filantropia: Nova Ferramenta para Análise Estratégica
Arquétipos da Filantropia: Nova Ferramenta para Análise EstratégicaArquétipos da Filantropia: Nova Ferramenta para Análise Estratégica
Arquétipos da Filantropia: Nova Ferramenta para Análise Estratégica
 
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnica
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnicaESG e o “S” brasileiro | Nota técnica
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnica
 
Nota técnica: Metodologias de Avaliação Custo Benefíco
Nota técnica: Metodologias de Avaliação Custo BenefícoNota técnica: Metodologias de Avaliação Custo Benefíco
Nota técnica: Metodologias de Avaliação Custo Benefíco
 
Quebrando silos e engajando colaboradores em ações de impacto, por Fernanda S...
Quebrando silos e engajando colaboradores em ações de impacto, por Fernanda S...Quebrando silos e engajando colaboradores em ações de impacto, por Fernanda S...
Quebrando silos e engajando colaboradores em ações de impacto, por Fernanda S...
 
Nota técnica: Fundos Patrimoniais Filantrópicos
Nota técnica: Fundos Patrimoniais FilantrópicosNota técnica: Fundos Patrimoniais Filantrópicos
Nota técnica: Fundos Patrimoniais Filantrópicos
 
10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC
10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC
10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC
 
World Giving Index 2019: Resultados Brasil
World Giving Index 2019: Resultados BrasilWorld Giving Index 2019: Resultados Brasil
World Giving Index 2019: Resultados Brasil
 
Apresentação World Giving Index 2018
Apresentação World Giving Index 2018Apresentação World Giving Index 2018
Apresentação World Giving Index 2018
 
World Giving Index 2017
World Giving Index 2017World Giving Index 2017
World Giving Index 2017
 
Filantropia e Investimento Social
Filantropia e Investimento SocialFilantropia e Investimento Social
Filantropia e Investimento Social
 
Filantropização via Privatização
Filantropização via PrivatizaçãoFilantropização via Privatização
Filantropização via Privatização
 

Pesquisa Doação

  • 2. Divulgação dos primeiros resultados 15/06/2016
  • 4. POR QUE FIZEMOS ESTA PESQUISA? Para conhecer os hábitos e pensamentos da população brasileira sobre doação, para basear a criação de uma campanha por uma cultura de doação.
  • 5. OBJETIVO GERAIS DA PESQUISA • Conhecer o que a população brasileira pensa sobre filantropia, qual sua atitude e como se comporta com relação a doações para organizações sociais. • Identificar os fatores facilitadores e as principais barreiras que impedem um volume maior de doadores e doações. • Chegar a uma estimativa (volume) de recursos financeiros doados anualmente pela população brasileira.
  • 6. METODOLOGIA DUAS ETAPAS Etapa 1: Qualitativa • 10 grupos focais – média de 8 participantes • Recife, São Paulo e Porto Alegre • Outubro de 2015 • Objetivo: entender o contexto, aprofundar o tema e contribuir para a etapa quantitativa Etapa 2: Quantitativa • 2.230 entrevistados • Todo o país • Entre março e abril de 2016 • Objetivo: obter respostas sobre o tema estatisticamente representativas para serem projetadas para toda a população brasileira • Critérios de corte: 18 anos ou mais, população urbana e renda familiar a partir de 1 salário mínimo
  • 7. O Retrato da Doação no Brasil em 2015
  • 9. QUANTOS BRASILEIROS DOAM* * Existe multiplicidade nas respostas e praticou doação, pelo menos, uma vez em 2015 MAIS DA METADE DOS BRASILEIROS FIZERAM DOAÇÃO EM DINHEIRO EM 2015 23% NÃO 77% SIM DOAÇÃO VOLUNTARIADO DOAÇÃO BENS DOAÇÃO DINHEIRO 34% SIM 62% SIM 52% SIM 46% SIM 9% SIM DOAÇÃO INSTITUCIONAL DOAÇÃO PESSOAL
  • 10. PARA QUEM FORAM FEITAS AS DOAÇÕES EM DINHEIRO (respostas múltiplas) 20 - Esta doação em dinheiro foi: (espontânea) 37% 8% 2% 2% 1% 5% 4% 1% Para alguma instituição ou organização social ONGs (laica ou religiosa) Direto para obras sociais de igrejas ou da comunidade Para grupo de pessoas ou indivíduos que se mobilizam informalmente para ajudar necessitados Para campanhas de TV - Criança Esperança, Teleton, etc - que não sejam calamidades Campanhas de ajuda a desabrigados e calamidades Esmolas - dinheiro diretamente para pessoas não conhecidas Dízimos pagos para a igreja ou templos que frequenta Doações pessoais
  • 11. PERFIL DO DOADOR EM DINHEIRO (institucional)
  • 12. ONDE A POPULAÇÃO É MAIS DOADORA 41% 39% 46% CO S BRASIL 47%SE 50%NE 40%N * Base não ponderada: 2002 casos ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 19 - Você fez alguma doação em dinheiro em 2015? 20 - Esta doação em dinheiro foi: (categorias válidas para o estudo)
  • 13. COMO OS DOADORES SE DISTRIBUEM NO PAÍS 6,5% 6% N CO 31%NE 43%SE 13%S * Base não ponderada: 2002 casos ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 13- Você fez alguma doacão no ano de 2015?
  • 14. EM QUE IDADE O BRASILEIRO DOA MAIS? 57%50 anos ou mais 47%30 a 29 anos 32%18 a 29 anos 51%40 a 49 anos 46%BRASIL A PARTIR DOS 40 ANOS DE IDADE, MAIS DA METADE DOS BRASILEIROS PRATICA DOAÇÃO EM DINHEIRO. * Base não ponderada: 2002 casos ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 19 - Você fez alguma doação em dinheiro em 2015? 20 - Esta doação em dinheiro foi: (categorias válidas para o estudo)
  • 15. COMO OS DOADORES SE DISTRIBUEM NAS FAIXAS ETÁRIAS? 31%50 anos ou mais 26%30 a 29 anos 21%18 a 29 anos 22%40 a 49 anos * Base não ponderada: 2002 casos ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 13- Você fez alguma doacão no ano de 2015?
  • 16. QUEM É MAIS DOADOR: HOMENS OU MULHERES? * Base não ponderada: 2002 casos ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 19 - Você fez alguma doação em dinheiro em 2015? 20 - Esta doação em dinheiro foi: (categorias válidas para o estudo) 42% 49% 46%
  • 17. QUAL A INFLUÊNCIA DA ESCOLARIDADE NO COMPORTAMENTO DO DOADOR? 41%ensino médio 46%analfabetos/ensino fundamental 51%ensino superior * Base não ponderada: 2002 casos ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 19 - Você fez alguma doação em dinheiro em 2015? 20 - Esta doação em dinheiro foi: (categorias válidas para o estudo) 46%BRASIL EXISTE RELAÇÃO ENTRE POSSUIR INSTRUÇÃO SUPERIOR E PRATICAR MAIS DOAÇÃO EM DINHEIRO, SENDO O CONTRÁRIO PARA AQUELES COM O SEGUNDO GRAU. OS BRASILEIROS COM GRAU DE INSTRUÇÃO MAIS BÁSICO SE APROXIMAM DA MÉDIA NACIONAL.
  • 18. COMO A RENDA INFLUENCIA O COMPORTAMENTO DOADOR (renda familiar) * Base não ponderada: 2002 casos ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 19 - Você fez alguma doação em dinheiro em 2015? 20 - Esta doação em dinheiro foi: (categorias válidas para o estudo) 51%+6 a 8 salários mínimos 44%+2 a 4 salários mínimos 32%até 2 salários mínimos 51%+4 a 6 salários mínimos 54% 58% 46%BRASIL +8 a 10 salários mínimos +10 a 15 salários mínimos + 15 salários mínimos 52% EXISTE TAMBÉM LINEARIDADE DIRETA ENTRE RENDA FAMILIAR E PRÁTICA DA DOAÇÃO EM DINHEIRO ATÉ A FAIXA DE 4 SM. A PARTIR DESTA RENDA A INCIDÊNCIA DA DOAÇÃO PRATICAMENTE SE ESTABILIZA COM UM PICO NA FAIXA ENTRE 10 A 15 SM.
  • 19. A RELIGIÃO FAZ DIFERENÇA? 58% 48% 46% espírita outras BRASIL 51%católica 35%nenhuma 45%evangélica * Base não ponderada: 2002 casos ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 19 - Você fez alguma doação em dinheiro em 2015? 20 - Esta doação em dinheiro foi: (categorias válidas para o estudo) TER UMA RELIGIÃO INFLUENCIA POSITIVAMENTE O COMPORTAMENTO DOADOR, COM ESPECIAL DESTAQUE PARA ESPÍRITAS E CATÓLICOS
  • 20. COMO OS DOADORES ESTÃO DISTRIBUÍDOS ENTRE AS PRINCIPAIS RELIGIÕES * Base não ponderada: 2002 casos ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 13- Você fez alguma doacão no ano de 2015? 8% 5% espírita outras 44%católica 22%nenhuma 21%evangélica
  • 22. PERFIL CLÁSSICO DO BRASILEIRO DOADOR EM DINHEIRO • É mulher • Quanto maior a idade, mais doa • Mora na região Nordeste ou Sudeste • Tem instrução superior • Tem renda individual superior a 4 salários mínimos • Está satisfeita com a própria renda • Está satisfeita com a própria vida • Tem religião
  • 23. • É mulher • Acima de 40 anos • Mora na região Centro Oeste, Nordeste ou Norte • Tem instrução superior • Tem renda individual superior a 2 salários mínimos • Está satisfeita com a própria renda • Tem religião PERFIL CLÁSSICO DO BRASILEIRO DOADOR (dinheiro, bens ou tempo)
  • 25. QUANDO PERGUNTADO POR QUE FAZ DOAÇÕES EM DINHEIRO, AS RESPOSTAS ESPONTÂNEAS SÃO... 11%Porque sinto vontade de ajudar/Porque me faz bem/ Gosto de ajudar/Me sinto tocado 19%Porque sou sensível à causa que ajudo 49%Porque me solidarizo com os mais necessitados 11%Comodidade/praticidade/mais seguro 2% 5% 19%Outras respostas Porque confio na entidade a que doo Porque a instituição pede que seja dessa forma / Compram produtos para manutenção Porque acredito que todos precisamos participar da solução dos problemas sociais 10% A SOLIDARIEDADE COM O OUTRO E A SENSIBILIDADE À CAUSA CONCENTRAM AS PRINCIPAIS JUSTIFICATIVAS PARA A DOAÇÃO EM DINHEIRO, COM 80% DAS ESCOLHAS. 4%Não tem movivo/não sabe * número de entrevistas não ponderadas ** respostas múltiplas 30a - Por qual razão você faz doações em dinheiro?
  • 26. QUANDO ESTIMULADO A OPINAR SOBRE A IMPORTÂNCIA DAS DIFERENTES RAZÕES PARA DOAR, O RESULTADO É.... 80% 89%Porque me faz bem 83% Porque acredito que todos precisamos participar da solução dos problemas sociais 74% 76% 54%Porque tenho pena dos menos favorecidos Porque sinto que posso fazer a diferença Porque ajuda meu desenvolvimento como pessoa Porque confio na entidade a que doo 78% Porque sou sensível à causa que ajudo 1 2 3 4 5 6 7 PODEMOS DISTINGUIR TRÊS CATEGORIAS DIFERENTES DE RESPOSTAS • O grupo mais focado no ‘eu’ (ranking 1 e 5) • O grupo dos que se veem no meio do coletivo (ranking 2 e 4) • O grupo mais focado em elementos concretos (ranking 3 e 6)
  • 28. QUANDO PERGUNTADO SOBRE AS CAUSAS QUE MAIS SENSIBILIZAM, AS RESPOSTAS ESPONTÂNEAS SÃO... * número de entrevistas não ponderadas ** respostas múltiplas 8 - Quais as causas mais sensibilizam você para uma eventual doação? (espontânea) 40%Saúde Criança Combate à fome e à pobreza Idoso Situações emergenciais (acidentes, catástrofes, conflitos, etc) Educação Para pessoas que necessitam (eventualmente)/ amor ao próximo Garantia de moradia Deficientes físicos Geração de trabalho e renda Abandono e maus tratos a animais Dependência química Meio ambiente Deficientes mentais Morador de rua Outras Nenhuma específica 36% 29% 21% 12% 11% 8% 7% 4% 4% 4% 4% 3% 2% 2% 16% 4% SAÚDE E CRIANÇAS SÃO AS CAUSAS QUE MAIS SENSIBILIZAM. SE SEPARARMOS O RANKING ENTRE A OPINIÃO DOS DOADORES EM DINHEIRO E DO NÃO DOADOR EM DINHEIRO, A CLASSIFICAÇÃO NÃO SE ALTERA. Confirma a etapa qualitativa: Existe uma alta sensibilidade para: Crianças, Saúde, Calamidades Idosos, Educação
  • 29. QUEM É MAIS SENSÍVEL A CADA CAUSA? 29% MULHERES 29% NORDESTE 24% DOADOR EM $ 21% GERAL 32% 18 A 29 ANOS 30% NÃO DOADOR 30% HOMENS 29% GERAL 46% MULHERES 43% DOADOR EM $ 41% 30 A 39 ANOS 36% GERAL 40% GERAL 42% CIDADES MENORES 45% 50 ANOS OU + 48% DOADOR EM $
  • 30. COMO É A TOMADA DE DECISÃO
  • 31. RACIONAL | EU ESCOLHO COM CUIDADO A CAUSA PARA A QUAL VOU DOAR MEU DINHEIRO 36 - Avalie as seguintes frases com relação a doação: * base não ponderada: 1016 casos ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 4% NOTA 1 DISCORDO TOTALMENTE 1% NOTA 2 8% NOTA 3 12% NOTA 4 76% NOTA 5 CONCORDO TOTALMENTE CONCORDAM QUE SÃO CUIDADOSOS AO DECIDIR A DOAÇÃO 88%
  • 32. VOCÊ ESTÁ SATISFEITO COM A DOAÇÃO QUE FAZ? 31 - Está satisfeito em fazer a(s) doação (ões) * base não ponderada: 1016 casos ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 2% NOTA 1 DISCORDO TOTALMENTE 2% NOTA 2 11% NOTA 3 19% NOTA 4 65% NOTA 5 CONCORDO TOTALMENTE A ESMAGADORA MAIORIA DOS DOADORES EM DINHEIRO ESTÁ SATISFEITA COM A SUA DOAÇÃO. 85%
  • 33. PERFIL DAS DOAÇÕES EM DINHEIRO
  • 34. COM QUE FREQUÊNCIA AS DOAÇÕES SÃO FEITAS 6% 12% 12% 13 a 23 vezes por ano 24 vezes por ano + do que 24 vezes por ano 22% 11%1 vez por ano 36%12 vezes por ano ESTES NÚMEROS INDICAM QUE CERCA DE 30% DA POPULAÇÃO BRASILEIRA É DOADOR RECORRENTE (DOA, PELO MENOS, 1 VEZ POR MÊS) 2 a 11 vezes por ano ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento
  • 35. QUANTO CADA UM DOA POR ANO ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 26 - Qual o valor em R$ de cada doação que realiza? + de R$ 240 até R$ 480/ano + de R$ 480 até R$ 720/ano + de R$ 720 até R$ 1.200/ano Até R$ 60/ ano + de R$ 120 até R$ 240/ano A MÉDIA DO VALOR ANUAL TOTAL É DE R$ 486 E A MEDIANA R$ 240. ISSO QUER DIZER QUE, A GRANDE CONCENTRAÇÃO DAS DOAÇÕES FICA DENTRO DA FAIXA DE R$ 20 A R$ 40 MENSAIS. + de R$ 60 até R$ 120/ano + de R$ 1.200 até R$ 1.800/ano + de R$ 1.800 até R$ 2.400/ano + de R$ 2.400/ano 15% 19% 19% 19% 11% 9% 4% 2% 2%
  • 36. No ano de 2015, as doações individuais dos brasileiros em dinheiro totalizaram R$ 13,7 bilhões. Este valor corresponde a 0,23% do PIB do país.
  • 37. FALANDO SOBRE NÃO DOADORES
  • 38. O CLÁSSICO BRASILEIRO QUE NÃO DOA NADA É • É homem • Tem entre 18 e 29 de anos • Mora na região Sul • Tem baixa escolaridade • Tem renda individual abaixo de 2 salários mínimos • Está insatisfeito com a própria renda • Não tem religião
  • 39. FALANDO SOBRE NÃO DOADORES OS QUE JÁ DOARAM ALGUMA VEZ E PARARAM
  • 40. APESAR DE NÃO TER DOADO DINHEIRO EM 2015, VOCÊ FEZ ALGUMA DOAÇÃO NOS ÚLTIMOS 5 ANOS (2010 A 2014)? 35% SIM65% NÃO 43 - Nos últimos 5 anos anteriores a 2015 você fez alguma doação em dinheiro? [se códigos 1 ou 2 na p 20 complementar: fora esmolas ou dízimos] * base casos totais ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento CERCA DE 1/3 DOS QUE NÃO DOARAM EM DINHEIRO EM 2015, JÁ DOARAM ANTERIORMENTE, MAS 2/3 NUNCA PRATICARAM DOAÇÃO.
  • 41. 44 - Por qual razão deixou de fazer doações em dinheiro em 2015 ? * número de entrevistas não ponderadas ** respostas múltiplas POR QUE VOCÊ PAROU DE DOAR DINHEIRO? 17% 43%Não tenho dinheiro Não confio nas organizações que pedem Ninguém me pediu Nenhuma causa me sensibilizou Não tenho tempo Acho mais importante doação de bens Tive experiências negativas com doação Não conheço os meios e instituições Crise Doou a quem pede (diretamente) Outros Não sabe 7% 4% 4% 3% 3% 3% 2% 2% 22% 4%
  • 42. FALANDO SOBRE NÃO DOADORES OS QUE NÃO DOARAM NADA DESDE 2010
  • 43. 45 - Há alguma razão para você não ter feito doações em dinheiro em 2015? * número de entrevistas não ponderadas ** respostas múltiplas 19% 35%Não tenho dinheiro Por opção não existe uma razão Não confio nas organizações que pedem Nenhuma causa me sensibilizou Prefiro doar alimentos Não precisa ser dinheiro existem outras formas de doação Nunca sabemos onde a pessoa usaria de fato esse dinheiro/ não sabemos o destino do dinheiro Acho mais importante doação de bens Ninguém me pediu Tive experiências negativas com doação Outros Não sabe/Não respondeu 18% 5% 5% 4% 4% 3% 3% 1% 11% 5% QUANDO PERGUNTADO POR QUE NÃO DOA, QUAIS SÃO AS RESPOSTAS OBTIDAS ESPONTANEAMENTE? Esse resultado valida o que foi ouvido na etapa qualitativa : Falta de recursos financeiros Desconfiança
  • 44. 46 - Dos motivos abaixo responda qual a importância de cada um para o fato de você não doar em dinheiro QUANDO CONVIDADO A AVALIAR A IMPORTÂNCIA DE RAZÕES PARA NÃO DOAR, O RESULTADOS SÃO ESSES... 45% 47%Resolver os problemas sociais é responsabilidade do governo 45%Não confio nas organizações que pedem 33% 40% 32%O modo como as organizações ajudam as pessoas não resolve o problema Tenho medo de me comprometer e não poder cumprir É complicado fazer uma doação Não existe incentivo fiscal 41% Não tenho dinheiro 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10Ninguém me pediu Não conheço os meios e instituições Não tive exemplo / não tenho hábito 31% 30% 29%
  • 45. 19% 35%Não tenho dinheiro Por opção não existe uma razão Não confio nas organizações que pedem Nenhuma causa me sensibilizou Prefiro doar alimentos Não precisa ser dinheiro existem outras formas de doação Nunca sabemos onde a pessoa usaria de fato esse dinheiro/ não sabemos o destino do dinheiro Acho mais importante doação de bens Ninguém me pediu Tive experiências negativas com doação Outros Não sabe/Não respondeu 18% 5% 5% 4% 4% 3% 3% 1% 11% 5% 45% 47%Resolver os problemas sociais é responsabilidade do governo 45%Não confio nas organizações que pedem 33% 40% 32% O modo como as organizações ajudam as pessoas não resolve o problema Tenho medo de me comprometer e não poder cumprir É complicado fazer uma doação Não existe incentivo fiscal 41% Não tenho dinheiro Ninguém me pediu Não conheço os meios e instituições Não tive exemplo / não tenho hábito 31% 30% 29% ESPONTÂNEA ESTIMULADA
  • 46. FALANDO SOBRE NÃO DOADORES EM DINHEIRO É POSSÍVEL MUDAR DE POSTURA?
  • 47. É POSSÍVEL TRANSFORMAR OS NÃO DOADORES EM DOADORES? 40% SIM60% NÃO 47 - Existe algo que faria com que você doasse em dinheiro para alguma instituição? * base casos totais ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento
  • 48. 48 - Existe algo que faria com que você doasse em dinheiro para alguma instituição? O que? * número de entrevistas não ponderadas ** respostas múltiplas 24%Ter mais dinheiro A entidade ser transparente / prestar contas / mostrar aplicação de recursos Conhecer uma organização em que confie Sensibilidade/envolvimento/Solidariedade com a causa Comprovação da necessidade do ser humano Saber como o dinheiro está sendo usado A entidade ser aberta a visitação / conhecer por dentro / participar Ter alguma experiência pessoal com o tema / causa da entidade Problema de saúde/doentes (cirurgia/remédios/médicos) Outros Não sabe/Não respondeu 16% 13% 11% 9% 8% 7% 5% 3% 3% 27% DISPONIBILIDADE FINANCEIRA, CONFIANÇA NA INSTITUIÇÃO, TRANSPARÊNCIA NA APLICAÇÃO DOS RECURSOS E SENSIBILIDADE À SITUAÇÃO SÃO OS PRINCIPAIS FATORES QUE PODERIAM LEVAR UM NÃO DOADOR A DOAR EM DINHEIRO. O QUE OS FARIA MUDAR DE POSTURA?
  • 49. COMO PENSA O BRASILEIRO?
  • 50. O ATO DE DOAR FAZ DIFERENÇA? 10% Doador em $ 17% Não doador em $ 62% 70% DISCORDA CONCORDA
  • 51. 7% Doador em $ 10% Não doador em $ 82% 87% DISCORDA CONCORDA AS PESSOAS NÃO DEVEM FALAR QUE FAZEM DOAÇÃO Esse resultado valida o que foi ouvido na etapa qualitativa : “as pessoas devem doar de modo desinteressado, sem esperar nada em troca e sem divulgar”
  • 53. QUEM É O PÚBLICO DA CAMPANHA PARA UMA CULTURA DE DOAÇÃO 35% DOAM DENTRO DO VALOR E DA FREQUÊNCIA MÉDIAS 11% DOAM VALORES ACIMA DA MÉDIA OU DOAM MAIS DE 12 VEZES AO ANO PÚBLICOS DE UMA CAMPANHA PELA CULTURA DE DOAÇÃO 15% NÃO TEM O HÁBITO DE DOAR E NUNCA DOOU DINHEIRO JÁ DOOU DINHEIRO, MAS PAROU E AGORA DOA TEMPO/BENS JÁ DOOU DINHEIRO, MAS PAROU E AGORA NÃO DOA NADA NUNCA DOOU DINHEIRO, MAS DOA TEMPO/BENS NÃO DOADOR CONVICTO DOADOR CONVICTO DOADOR PADRÃO 14% 8% 17%
  • 54. • O brasileiro é solidário, em especial as mulheres, acima de 40 anos, do Nordeste • Saúde e Crianças são as causas que mais sensibilizam • 46% dos brasileiros doam entre R$ 20 e R$ 40 mensais para organizações sociais • O volume total de doações individuais em 2015, foi de R$ 13,7 bilhões, o que representa 0,23% do PIB • A desconfiança em relação às organizações sociais aparece com frequência nas respostas PRINCIPAIS DESTAQUES
  • 55. Esses são apenas alguns dos resultados da Pesquisa Doação Brasil, cujas questionamentos se aprofundaram muito mais nesses e em outros temas. Novos resultados serão divulgados na medida em que os dados forem consolidados e analisados. Acompanhe tudo acessando www.idis.org.br/pesquisadoacaobrasil Paula Fabiani Diretora-Presidente do IDIS pfabiani@idis.org.br