SlideShare uma empresa Scribd logo
Ordem
Hymenoptera
 Considerada uma das maiores
ordens de Insetos;
 Representantes: Vespas,
Abelhas e Formigas;
 Possui cerca de 120 000
espécies, distribuídas em 99
famílias;
 É considerada a ordem mais
benéfica dentre os insetos;
 Os representantes dessa ordem possuem a
cabeça bem desenvolvida
 Olhos compostos bem desenvolvidos (1.000 a
1.500 omatídeos)
 Aparelho bucal de dois tipos:
 Mastigador – Vespas e Formigas
 Lambedor – Abelhas e Mamangavas
Bombus terrestris
 Asas membranosas, transparentes ou coloridas,
podendo ser atrofiadas ou ausentes;
 Presença de antenas do tipo geniculada
 Geralmente são ovíparos, reproduzindo-se por
via sexuada;
 O desenvolvimento é holometabolico
 Na maior parte dos Hymenopteros, o sexo é
determinado pela fertilização do ovo:
 Ovos fertilizados: Fêmeas
 Ovos não-fertilizados: Machos
Abelhas
 Existem, em todo mundo, cerca de 20.000
espécies de abelhas descritas e mais de 1.500
no Brasil;
 Importantes agentes no processo de polinização;
 Sensíveis a modificações no meio em que vivem;
 Existem em diversas formas, tamanhos e cores;
 Com ou sem ferrão;
 Introduzida no Brasil no período colonial;
 É dividida em várias sub-espécies adaptadas a
diferentes condições ambientais.
Formigas
 Todas as espécies são Sociáveis e vivem em
colônias (100.000 ou mais)
 Sistemática geral:
Tribo: Attini
Sub-família: Myrmicinae
Família: Formicidae
Super-família: Formicoidea
Sub-ordem: Aprocrita
Ordem: Hymenoptera
Iridomyrmex purpureus
 Existem cerca de 9.536 espécies de formigas
catalogadas no mundo, mas estima-se que a
quantidade real seja de, aproximadamente,
18.000;
 Só no Brasil, são mais de 2.000 conhecidas
 Pertencem ao grupo de insetos sociais;

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Guia de campo insetos
Guia de campo insetosGuia de campo insetos
Guia de campo insetos
Emerson Silva
 
Ordem dos insetos
Ordem dos insetosOrdem dos insetos
Ordem dos insetos
Miragaia
 
Entomologia
EntomologiaEntomologia
Espécies e raças de abelhas
Espécies e raças de abelhasEspécies e raças de abelhas
Espécies e raças de abelhas
Jefferson Bandero
 
Raças de suínos
Raças de suínosRaças de suínos
Raças de suínos
Michel Oliveira
 
Apostila-entomologia-geral
Apostila-entomologia-geralApostila-entomologia-geral
Apostila-entomologia-geral
Fabricia Maisa
 
Morfologia externa tórax e abdome
Morfologia externa   tórax e abdomeMorfologia externa   tórax e abdome
Morfologia externa tórax e abdome
Universidade Federal do Oeste Pará
 
coleopteros2
coleopteros2coleopteros2
coleopteros2
Regis Ferreira
 
INSETICIDAS (Organofosforados, Diamidas e Benzoiluréias)
INSETICIDAS (Organofosforados, Diamidas e Benzoiluréias)INSETICIDAS (Organofosforados, Diamidas e Benzoiluréias)
INSETICIDAS (Organofosforados, Diamidas e Benzoiluréias)
Geagra UFG
 
Silagem (milho, sorgo, capim)
Silagem (milho, sorgo, capim)Silagem (milho, sorgo, capim)
Silagem (milho, sorgo, capim)
Brenda Bueno
 
Abelhas
AbelhasAbelhas
P oaceae aula 5jj
P oaceae   aula 5jjP oaceae   aula 5jj
P oaceae aula 5jj
Andréa Vasconcelos
 
Morfologia das Abelhas e Sistemas
Morfologia das Abelhas e SistemasMorfologia das Abelhas e Sistemas
Morfologia das Abelhas e Sistemas
Alice Melo Candido
 
aula 4 UFRPE reproducao e desenvolvimento pos embrionario de insetos
aula 4 UFRPE reproducao e desenvolvimento pos embrionario de insetosaula 4 UFRPE reproducao e desenvolvimento pos embrionario de insetos
aula 4 UFRPE reproducao e desenvolvimento pos embrionario de insetos
beto1956
 
Poaceae Sistemática Vegetal
Poaceae Sistemática Vegetal Poaceae Sistemática Vegetal
Poaceae Sistemática Vegetal
Giovanna Martins
 
Anatomia das aves
Anatomia das avesAnatomia das aves
Anatomia das aves
Marília Gomes
 
Aula 1 introdução
Aula 1   introduçãoAula 1   introdução
Aula 1 introdução
Fernando Delgado
 
Insetos
InsetosInsetos
Insetos
leilarosana
 
Morfologia externa cabeça e apêndices cefálicos
Morfologia externa   cabeça e apêndices cefálicosMorfologia externa   cabeça e apêndices cefálicos
Morfologia externa cabeça e apêndices cefálicos
Universidade Federal do Oeste Pará
 
Ecologia de insetos 2010 01
Ecologia de insetos 2010 01Ecologia de insetos 2010 01
Ecologia de insetos 2010 01
Guilherme Acosta
 

Mais procurados (20)

Guia de campo insetos
Guia de campo insetosGuia de campo insetos
Guia de campo insetos
 
Ordem dos insetos
Ordem dos insetosOrdem dos insetos
Ordem dos insetos
 
Entomologia
EntomologiaEntomologia
Entomologia
 
Espécies e raças de abelhas
Espécies e raças de abelhasEspécies e raças de abelhas
Espécies e raças de abelhas
 
Raças de suínos
Raças de suínosRaças de suínos
Raças de suínos
 
Apostila-entomologia-geral
Apostila-entomologia-geralApostila-entomologia-geral
Apostila-entomologia-geral
 
Morfologia externa tórax e abdome
Morfologia externa   tórax e abdomeMorfologia externa   tórax e abdome
Morfologia externa tórax e abdome
 
coleopteros2
coleopteros2coleopteros2
coleopteros2
 
INSETICIDAS (Organofosforados, Diamidas e Benzoiluréias)
INSETICIDAS (Organofosforados, Diamidas e Benzoiluréias)INSETICIDAS (Organofosforados, Diamidas e Benzoiluréias)
INSETICIDAS (Organofosforados, Diamidas e Benzoiluréias)
 
Silagem (milho, sorgo, capim)
Silagem (milho, sorgo, capim)Silagem (milho, sorgo, capim)
Silagem (milho, sorgo, capim)
 
Abelhas
AbelhasAbelhas
Abelhas
 
P oaceae aula 5jj
P oaceae   aula 5jjP oaceae   aula 5jj
P oaceae aula 5jj
 
Morfologia das Abelhas e Sistemas
Morfologia das Abelhas e SistemasMorfologia das Abelhas e Sistemas
Morfologia das Abelhas e Sistemas
 
aula 4 UFRPE reproducao e desenvolvimento pos embrionario de insetos
aula 4 UFRPE reproducao e desenvolvimento pos embrionario de insetosaula 4 UFRPE reproducao e desenvolvimento pos embrionario de insetos
aula 4 UFRPE reproducao e desenvolvimento pos embrionario de insetos
 
Poaceae Sistemática Vegetal
Poaceae Sistemática Vegetal Poaceae Sistemática Vegetal
Poaceae Sistemática Vegetal
 
Anatomia das aves
Anatomia das avesAnatomia das aves
Anatomia das aves
 
Aula 1 introdução
Aula 1   introduçãoAula 1   introdução
Aula 1 introdução
 
Insetos
InsetosInsetos
Insetos
 
Morfologia externa cabeça e apêndices cefálicos
Morfologia externa   cabeça e apêndices cefálicosMorfologia externa   cabeça e apêndices cefálicos
Morfologia externa cabeça e apêndices cefálicos
 
Ecologia de insetos 2010 01
Ecologia de insetos 2010 01Ecologia de insetos 2010 01
Ecologia de insetos 2010 01
 

Destaque

Biologia e controle de abelhas e vespas
Biologia e controle de abelhas e vespasBiologia e controle de abelhas e vespas
Biologia e controle de abelhas e vespas
Astral Saúde Ambiental - Líder no controle de pragas
 
Himenopteros
Himenopteros Himenopteros
Himenopteros
ecohippieboy
 
Himenopteros
HimenopterosHimenopteros
Himenopteros
fertitotutoriales
 
Hymenoptera
HymenopteraHymenoptera
hymenoptera
 hymenoptera hymenoptera
hymenoptera
Shreedhar Beese
 
orden Himenóptera
orden Himenópteraorden Himenóptera
Himenópteros
HimenópterosHimenópteros
Himenópteros
AnaeliAglaia
 
Hipersensibilidad picaduras himenópteros modificado
Hipersensibilidad picaduras  himenópteros modificadoHipersensibilidad picaduras  himenópteros modificado
Hipersensibilidad picaduras himenópteros modificado
neumoalergia
 
Apresentação Sala de recurso
Apresentação Sala de recursoApresentação Sala de recurso
Apresentação Sala de recurso
Mara Almeida
 
entomologia
 entomologia entomologia
entomologia
Héder Sóstenes
 
Alumne estiu 2015_cast(1)
Alumne estiu 2015_cast(1)Alumne estiu 2015_cast(1)
Alumne estiu 2015_cast(1)
6sise
 
Coleoptera
Coleoptera  Coleoptera
Coleoptera
Syed Ali Imran
 
Vespas parasitoides que atacam o bicho mineiro do cafeeiro
Vespas parasitoides que atacam o bicho mineiro do cafeeiroVespas parasitoides que atacam o bicho mineiro do cafeeiro
Vespas parasitoides que atacam o bicho mineiro do cafeeiro
Rural Pecuária
 
Orden hymenoptera
Orden hymenopteraOrden hymenoptera
Orden hymenoptera
FREDY BRAVO GARCÍA
 
Himenopteros (abejas, abejorros, avispas y hormigas)
Himenopteros (abejas, abejorros, avispas y hormigas)Himenopteros (abejas, abejorros, avispas y hormigas)
Himenopteros (abejas, abejorros, avispas y hormigas)
Asociación Toxicológica Argentina
 
final de investigacao cientifica
final de investigacao cientificafinal de investigacao cientifica
final de investigacao cientifica
Tavares tavares
 
Pescmanaus2013
Pescmanaus2013Pescmanaus2013
Pescmanaus2013
PESC Semed
 
Entorno mediado para la mediacion cognitiva
Entorno mediado para la mediacion cognitivaEntorno mediado para la mediacion cognitiva
Entorno mediado para la mediacion cognitiva
Universidad Pedagógica Nacional U 211
 
Bi do hipopótamo
Bi do hipopótamoBi do hipopótamo
Bi do hipopótamo
TICnasEB1
 
Jardim um mundo pequeno
Jardim um mundo pequenoJardim um mundo pequeno
Jardim um mundo pequeno
Jaqueline Francisco
 

Destaque (20)

Biologia e controle de abelhas e vespas
Biologia e controle de abelhas e vespasBiologia e controle de abelhas e vespas
Biologia e controle de abelhas e vespas
 
Himenopteros
Himenopteros Himenopteros
Himenopteros
 
Himenopteros
HimenopterosHimenopteros
Himenopteros
 
Hymenoptera
HymenopteraHymenoptera
Hymenoptera
 
hymenoptera
 hymenoptera hymenoptera
hymenoptera
 
orden Himenóptera
orden Himenópteraorden Himenóptera
orden Himenóptera
 
Himenópteros
HimenópterosHimenópteros
Himenópteros
 
Hipersensibilidad picaduras himenópteros modificado
Hipersensibilidad picaduras  himenópteros modificadoHipersensibilidad picaduras  himenópteros modificado
Hipersensibilidad picaduras himenópteros modificado
 
Apresentação Sala de recurso
Apresentação Sala de recursoApresentação Sala de recurso
Apresentação Sala de recurso
 
entomologia
 entomologia entomologia
entomologia
 
Alumne estiu 2015_cast(1)
Alumne estiu 2015_cast(1)Alumne estiu 2015_cast(1)
Alumne estiu 2015_cast(1)
 
Coleoptera
Coleoptera  Coleoptera
Coleoptera
 
Vespas parasitoides que atacam o bicho mineiro do cafeeiro
Vespas parasitoides que atacam o bicho mineiro do cafeeiroVespas parasitoides que atacam o bicho mineiro do cafeeiro
Vespas parasitoides que atacam o bicho mineiro do cafeeiro
 
Orden hymenoptera
Orden hymenopteraOrden hymenoptera
Orden hymenoptera
 
Himenopteros (abejas, abejorros, avispas y hormigas)
Himenopteros (abejas, abejorros, avispas y hormigas)Himenopteros (abejas, abejorros, avispas y hormigas)
Himenopteros (abejas, abejorros, avispas y hormigas)
 
final de investigacao cientifica
final de investigacao cientificafinal de investigacao cientifica
final de investigacao cientifica
 
Pescmanaus2013
Pescmanaus2013Pescmanaus2013
Pescmanaus2013
 
Entorno mediado para la mediacion cognitiva
Entorno mediado para la mediacion cognitivaEntorno mediado para la mediacion cognitiva
Entorno mediado para la mediacion cognitiva
 
Bi do hipopótamo
Bi do hipopótamoBi do hipopótamo
Bi do hipopótamo
 
Jardim um mundo pequeno
Jardim um mundo pequenoJardim um mundo pequeno
Jardim um mundo pequeno
 

Semelhante a Ordem hymenoptera completo

Familia hylidae
Familia hylidaeFamilia hylidae
Familia hylidae
Katlin Camila Fernandes
 
Morcegos 2º D
Morcegos 2º DMorcegos 2º D
Classificação insetos
Classificação insetosClassificação insetos
Classificação insetos
Filipe Augusto Gonçalves de Melo
 
Zoologia dos invertebrados
Zoologia dos invertebradosZoologia dos invertebrados
Zoologia dos invertebrados
paulogrillo
 
Dípteros miíases - moscas
Dípteros   miíases - moscasDípteros   miíases - moscas
Dípteros miíases - moscas
Caroline Gomes
 
Morcegos
MorcegosMorcegos
Morcegos
Hortencia Souza
 
Didatica
DidaticaDidatica
Didatica
dterror
 
Identificação insetos
Identificação insetosIdentificação insetos
Identificação insetos
Noêmia Barros
 
Reino Protoctista e Fungi.pdf
Reino Protoctista e Fungi.pdfReino Protoctista e Fungi.pdf
Reino Protoctista e Fungi.pdf
jobervargas
 
Seleonaturaleadaptao 131019100421-phpapp01
Seleonaturaleadaptao 131019100421-phpapp01Seleonaturaleadaptao 131019100421-phpapp01
Seleonaturaleadaptao 131019100421-phpapp01
Renato Físico
 
Os bichos da horta alteracao
Os bichos da horta alteracaoOs bichos da horta alteracao
Os bichos da horta alteracao
fernandaataide55
 
Aprendar a identificar os amigos naturais do agricultor agroecológico
 Aprendar a identificar os amigos naturais do agricultor agroecológico Aprendar a identificar os amigos naturais do agricultor agroecológico
Aprendar a identificar os amigos naturais do agricultor agroecológico
Vida Agroecologia - Agricultura do Futuro
 
Seleção natural e adaptação
Seleção natural e adaptaçãoSeleção natural e adaptação
Seleção natural e adaptação
Kamila Joyce
 
Família Formicidae
Família FormicidaeFamília Formicidae
Família Formicidae
Monick Ramos
 
Apresentação sistemática 1 finalizada
Apresentação sistemática 1 finalizada Apresentação sistemática 1 finalizada
Apresentação sistemática 1 finalizada
dnei
 
Reino dos Fungos
Reino dos FungosReino dos Fungos
Escolhendo Um Inseto
Escolhendo Um InsetoEscolhendo Um Inseto
Escolhendo Um Inseto
wdwdwdwdwdwadwd
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
SEMED de Santarém/PA
 
AVES Relação com a Agricultura (Métodos de Controle)
AVES Relação com a Agricultura (Métodos de Controle)AVES Relação com a Agricultura (Métodos de Controle)
AVES Relação com a Agricultura (Métodos de Controle)
Eduardo Rocha
 
Insetos paola
Insetos paolaInsetos paola
Insetos paola
fonicia
 

Semelhante a Ordem hymenoptera completo (20)

Familia hylidae
Familia hylidaeFamilia hylidae
Familia hylidae
 
Morcegos 2º D
Morcegos 2º DMorcegos 2º D
Morcegos 2º D
 
Classificação insetos
Classificação insetosClassificação insetos
Classificação insetos
 
Zoologia dos invertebrados
Zoologia dos invertebradosZoologia dos invertebrados
Zoologia dos invertebrados
 
Dípteros miíases - moscas
Dípteros   miíases - moscasDípteros   miíases - moscas
Dípteros miíases - moscas
 
Morcegos
MorcegosMorcegos
Morcegos
 
Didatica
DidaticaDidatica
Didatica
 
Identificação insetos
Identificação insetosIdentificação insetos
Identificação insetos
 
Reino Protoctista e Fungi.pdf
Reino Protoctista e Fungi.pdfReino Protoctista e Fungi.pdf
Reino Protoctista e Fungi.pdf
 
Seleonaturaleadaptao 131019100421-phpapp01
Seleonaturaleadaptao 131019100421-phpapp01Seleonaturaleadaptao 131019100421-phpapp01
Seleonaturaleadaptao 131019100421-phpapp01
 
Os bichos da horta alteracao
Os bichos da horta alteracaoOs bichos da horta alteracao
Os bichos da horta alteracao
 
Aprendar a identificar os amigos naturais do agricultor agroecológico
 Aprendar a identificar os amigos naturais do agricultor agroecológico Aprendar a identificar os amigos naturais do agricultor agroecológico
Aprendar a identificar os amigos naturais do agricultor agroecológico
 
Seleção natural e adaptação
Seleção natural e adaptaçãoSeleção natural e adaptação
Seleção natural e adaptação
 
Família Formicidae
Família FormicidaeFamília Formicidae
Família Formicidae
 
Apresentação sistemática 1 finalizada
Apresentação sistemática 1 finalizada Apresentação sistemática 1 finalizada
Apresentação sistemática 1 finalizada
 
Reino dos Fungos
Reino dos FungosReino dos Fungos
Reino dos Fungos
 
Escolhendo Um Inseto
Escolhendo Um InsetoEscolhendo Um Inseto
Escolhendo Um Inseto
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
AVES Relação com a Agricultura (Métodos de Controle)
AVES Relação com a Agricultura (Métodos de Controle)AVES Relação com a Agricultura (Métodos de Controle)
AVES Relação com a Agricultura (Métodos de Controle)
 
Insetos paola
Insetos paolaInsetos paola
Insetos paola
 

Mais de Sid Siqueira

ECOLOGIA - UNIVERSIDADE PARA TODOS
ECOLOGIA - UNIVERSIDADE PARA TODOSECOLOGIA - UNIVERSIDADE PARA TODOS
ECOLOGIA - UNIVERSIDADE PARA TODOS
Sid Siqueira
 
Resumo sistema respiratório - circulatório - excretor - navarro de brito -...
Resumo    sistema respiratório - circulatório - excretor - navarro de brito -...Resumo    sistema respiratório - circulatório - excretor - navarro de brito -...
Resumo sistema respiratório - circulatório - excretor - navarro de brito -...
Sid Siqueira
 
Artigo - Considerações sobre a coleta de Sphagnum no município de Cananéia, e...
Artigo - Considerações sobre a coleta de Sphagnum no município de Cananéia, e...Artigo - Considerações sobre a coleta de Sphagnum no município de Cananéia, e...
Artigo - Considerações sobre a coleta de Sphagnum no município de Cananéia, e...
Sid Siqueira
 
Briófitas - Características gerais e Função bioindicadora
Briófitas - Características gerais e Função bioindicadoraBriófitas - Características gerais e Função bioindicadora
Briófitas - Características gerais e Função bioindicadora
Sid Siqueira
 
Artropodes capturados em ambiente hospitalar rj,br
Artropodes capturados em ambiente hospitalar   rj,brArtropodes capturados em ambiente hospitalar   rj,br
Artropodes capturados em ambiente hospitalar rj,br
Sid Siqueira
 
Artrópodes capturados em ambiente hospitalar - Artigo (Sid Siqueira)
Artrópodes capturados em ambiente hospitalar - Artigo (Sid Siqueira)Artrópodes capturados em ambiente hospitalar - Artigo (Sid Siqueira)
Artrópodes capturados em ambiente hospitalar - Artigo (Sid Siqueira)
Sid Siqueira
 
Metodologia de coleta de Invertebrados - Teoria de campo - Ambiente Marinho
Metodologia de coleta de Invertebrados - Teoria de campo - Ambiente MarinhoMetodologia de coleta de Invertebrados - Teoria de campo - Ambiente Marinho
Metodologia de coleta de Invertebrados - Teoria de campo - Ambiente Marinho
Sid Siqueira
 
Escorpionismo
EscorpionismoEscorpionismo
Escorpionismo
Sid Siqueira
 
Peixes osteíctes (osteichthyes) completo
Peixes osteíctes (osteichthyes)   completoPeixes osteíctes (osteichthyes)   completo
Peixes osteíctes (osteichthyes) completo
Sid Siqueira
 
| Animais Peçonhentos | Animais Venenosos |
| Animais Peçonhentos | Animais Venenosos || Animais Peçonhentos | Animais Venenosos |
| Animais Peçonhentos | Animais Venenosos |
Sid Siqueira
 
Ppt lipídios [ sid. ]
Ppt   lipídios [ sid. ]Ppt   lipídios [ sid. ]
Ppt lipídios [ sid. ]
Sid Siqueira
 
Ppt taxonomia [ sid. ]
Ppt   taxonomia [ sid. ]Ppt   taxonomia [ sid. ]
Ppt taxonomia [ sid. ]
Sid Siqueira
 
Filo glaucophyta & euglenophyta
Filo glaucophyta & euglenophytaFilo glaucophyta & euglenophyta
Filo glaucophyta & euglenophyta
Sid Siqueira
 
Carboidratos slideshare
Carboidratos   slideshareCarboidratos   slideshare
Carboidratos slideshare
Sid Siqueira
 
Pdf mutações
Pdf   mutaçõesPdf   mutações
Pdf mutações
Sid Siqueira
 
Doc pdf - vitaminas
Doc  pdf - vitaminasDoc  pdf - vitaminas
Doc pdf - vitaminas
Sid Siqueira
 
Pdf vitaminas
Pdf   vitaminasPdf   vitaminas
Pdf vitaminas
Sid Siqueira
 
Pdf proteínas
Pdf   proteínasPdf   proteínas
Pdf proteínas
Sid Siqueira
 
Pdf reino monera [ sid. ]
Pdf   reino monera [ sid. ]Pdf   reino monera [ sid. ]
Pdf reino monera [ sid. ]
Sid Siqueira
 

Mais de Sid Siqueira (20)

ECOLOGIA - UNIVERSIDADE PARA TODOS
ECOLOGIA - UNIVERSIDADE PARA TODOSECOLOGIA - UNIVERSIDADE PARA TODOS
ECOLOGIA - UNIVERSIDADE PARA TODOS
 
Resumo sistema respiratório - circulatório - excretor - navarro de brito -...
Resumo    sistema respiratório - circulatório - excretor - navarro de brito -...Resumo    sistema respiratório - circulatório - excretor - navarro de brito -...
Resumo sistema respiratório - circulatório - excretor - navarro de brito -...
 
Artigo - Considerações sobre a coleta de Sphagnum no município de Cananéia, e...
Artigo - Considerações sobre a coleta de Sphagnum no município de Cananéia, e...Artigo - Considerações sobre a coleta de Sphagnum no município de Cananéia, e...
Artigo - Considerações sobre a coleta de Sphagnum no município de Cananéia, e...
 
Briófitas - Características gerais e Função bioindicadora
Briófitas - Características gerais e Função bioindicadoraBriófitas - Características gerais e Função bioindicadora
Briófitas - Características gerais e Função bioindicadora
 
Artropodes capturados em ambiente hospitalar rj,br
Artropodes capturados em ambiente hospitalar   rj,brArtropodes capturados em ambiente hospitalar   rj,br
Artropodes capturados em ambiente hospitalar rj,br
 
Artrópodes capturados em ambiente hospitalar - Artigo (Sid Siqueira)
Artrópodes capturados em ambiente hospitalar - Artigo (Sid Siqueira)Artrópodes capturados em ambiente hospitalar - Artigo (Sid Siqueira)
Artrópodes capturados em ambiente hospitalar - Artigo (Sid Siqueira)
 
Metodologia de coleta de Invertebrados - Teoria de campo - Ambiente Marinho
Metodologia de coleta de Invertebrados - Teoria de campo - Ambiente MarinhoMetodologia de coleta de Invertebrados - Teoria de campo - Ambiente Marinho
Metodologia de coleta de Invertebrados - Teoria de campo - Ambiente Marinho
 
Molusco
MoluscoMolusco
Molusco
 
Escorpionismo
EscorpionismoEscorpionismo
Escorpionismo
 
Peixes osteíctes (osteichthyes) completo
Peixes osteíctes (osteichthyes)   completoPeixes osteíctes (osteichthyes)   completo
Peixes osteíctes (osteichthyes) completo
 
| Animais Peçonhentos | Animais Venenosos |
| Animais Peçonhentos | Animais Venenosos || Animais Peçonhentos | Animais Venenosos |
| Animais Peçonhentos | Animais Venenosos |
 
Ppt lipídios [ sid. ]
Ppt   lipídios [ sid. ]Ppt   lipídios [ sid. ]
Ppt lipídios [ sid. ]
 
Ppt taxonomia [ sid. ]
Ppt   taxonomia [ sid. ]Ppt   taxonomia [ sid. ]
Ppt taxonomia [ sid. ]
 
Filo glaucophyta & euglenophyta
Filo glaucophyta & euglenophytaFilo glaucophyta & euglenophyta
Filo glaucophyta & euglenophyta
 
Carboidratos slideshare
Carboidratos   slideshareCarboidratos   slideshare
Carboidratos slideshare
 
Pdf mutações
Pdf   mutaçõesPdf   mutações
Pdf mutações
 
Doc pdf - vitaminas
Doc  pdf - vitaminasDoc  pdf - vitaminas
Doc pdf - vitaminas
 
Pdf vitaminas
Pdf   vitaminasPdf   vitaminas
Pdf vitaminas
 
Pdf proteínas
Pdf   proteínasPdf   proteínas
Pdf proteínas
 
Pdf reino monera [ sid. ]
Pdf   reino monera [ sid. ]Pdf   reino monera [ sid. ]
Pdf reino monera [ sid. ]
 

Ordem hymenoptera completo

  • 2.  Considerada uma das maiores ordens de Insetos;  Representantes: Vespas, Abelhas e Formigas;  Possui cerca de 120 000 espécies, distribuídas em 99 famílias;  É considerada a ordem mais benéfica dentre os insetos;
  • 3.  Os representantes dessa ordem possuem a cabeça bem desenvolvida  Olhos compostos bem desenvolvidos (1.000 a 1.500 omatídeos)  Aparelho bucal de dois tipos:  Mastigador – Vespas e Formigas  Lambedor – Abelhas e Mamangavas Bombus terrestris
  • 4.  Asas membranosas, transparentes ou coloridas, podendo ser atrofiadas ou ausentes;  Presença de antenas do tipo geniculada
  • 5.  Geralmente são ovíparos, reproduzindo-se por via sexuada;  O desenvolvimento é holometabolico  Na maior parte dos Hymenopteros, o sexo é determinado pela fertilização do ovo:  Ovos fertilizados: Fêmeas  Ovos não-fertilizados: Machos
  • 7.  Existem, em todo mundo, cerca de 20.000 espécies de abelhas descritas e mais de 1.500 no Brasil;  Importantes agentes no processo de polinização;  Sensíveis a modificações no meio em que vivem;  Existem em diversas formas, tamanhos e cores;  Com ou sem ferrão;
  • 8.  Introduzida no Brasil no período colonial;  É dividida em várias sub-espécies adaptadas a diferentes condições ambientais.
  • 10.  Todas as espécies são Sociáveis e vivem em colônias (100.000 ou mais)  Sistemática geral: Tribo: Attini Sub-família: Myrmicinae Família: Formicidae Super-família: Formicoidea Sub-ordem: Aprocrita Ordem: Hymenoptera Iridomyrmex purpureus
  • 11.  Existem cerca de 9.536 espécies de formigas catalogadas no mundo, mas estima-se que a quantidade real seja de, aproximadamente, 18.000;  Só no Brasil, são mais de 2.000 conhecidas  Pertencem ao grupo de insetos sociais;