SlideShare uma empresa Scribd logo
Orações Subordinadas Substantivas Completivas
_________________________________________________________
Funções sintáticas:
Sujeito,
Complemento Direto,
Complemento Oblíquo
Complemento do Nome ou do Adjetivo
I – Sublinhe todas as orações subordinadas completivas.
1 – Ele disse-me que vai mudar de emprego.
2 – Quero saber se vens comigo.
3 – Eu soube que ele vem a caminho.
4 – Algumas pessoas afirmam ter visto OVNIS.
5 – Eles declararam que não voltarão atrás com a sua palavra.
6 – É preocupante que os impostos aumentem.
7 – Esforço-me por vos motivar.
8 – Os professores contratados apresentaram-se ao concurso.
9 – Eu peço-te que penses melhor no assunto.
10 – É fundamental que ajudes os teus filhos.
11 – Isto é difícil de compreender.
12 – As testemunhas confirmaram que ele participou no assalto.
13 – Nós não trabalhamos para as multinacionais.
14 – Incomoda-me ele ter entrado para a administração da empresa.
15 – A possibilidade de terminares o curso é remota.
16 – A Maria pensou em conquistar o Tiago.
17 – Os pais preocupam-se com os filhos.
18 – Responsabilizo-te pela derrota do clube.
19 – Quero saber se estás comigo.
20 – Ontem passei por ti.
21 – Ele vive contigo?
22 – Foi uma deceção que o clube tenha falhado a Taça.
23 – Todos estão conscientes de que esta é uma matéria muito fácil.
24 – Desafio-te a aprenderes isto.
25 – Gostava de saber como conseguiste entrar.
26 – Podes dizer-me quando é que ela chegou à escola?
27 – Perguntaram-lhe por quem tinha sido ameaçado.
II – Indique quais as funções sintáticas que essas orações desempenham em cada
frase. Correção em breve

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Amor amor desliga a televisao
Amor amor desliga a televisaoAmor amor desliga a televisao
Amor amor desliga a televisao
Ana Isabel Falé
 
41 as transformações económicas do pós-guerra
41   as transformações económicas do pós-guerra41   as transformações económicas do pós-guerra
41 as transformações económicas do pós-guerra
Carla Freitas
 
Consequências da 1ª Guerra Mundial
Consequências da 1ª Guerra MundialConsequências da 1ª Guerra Mundial
Consequências da 1ª Guerra Mundial
Maria Gomes
 
Conetores enunciativos
Conetores enunciativosConetores enunciativos
Conetores enunciativos
Ana Isabel Falé
 
Coordenaçao subordinaçao
Coordenaçao subordinaçaoCoordenaçao subordinaçao
Coordenaçao subordinaçao
Elsa Maximiano
 
A Subordinação
A SubordinaçãoA Subordinação
A Subordinação
Maria Araújo
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 134-135
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 134-135Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 134-135
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 134-135
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 140-141
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 140-141Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 140-141
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 140-141
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 131
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 131Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 131
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 131
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 138-139
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 138-139Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 138-139
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 138-139
luisprista
 
Consequências da 1ª Guerra Mundial
Consequências da 1ª Guerra MundialConsequências da 1ª Guerra Mundial
Consequências da 1ª Guerra Mundial
Maria Gomes
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 133
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 133Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 133
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 133
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 132
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 132Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 132
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 132
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 136-137
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 136-137Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 136-137
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 136-137
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 142
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 142Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 142
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 142
luisprista
 
Evolução da Lingua
Evolução da LinguaEvolução da Lingua
Evolução da Lingua
Gabriel Vilas Boas
 
Ficha de trabalho da 2ª Guerra Mundial
Ficha de trabalho da 2ª Guerra Mundial Ficha de trabalho da 2ª Guerra Mundial
Ficha de trabalho da 2ª Guerra Mundial
marcelinaregente
 
História da língua 9.º ano
História da língua 9.º anoHistória da língua 9.º ano
História da língua 9.º ano
Paula Oliveira Cruz
 
8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.
8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.
8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.
Marcos Emídio
 
Orações subordinadas relativas
Orações subordinadas relativasOrações subordinadas relativas
Orações subordinadas relativas
Margarida Tomaz
 

Destaque (20)

Amor amor desliga a televisao
Amor amor desliga a televisaoAmor amor desliga a televisao
Amor amor desliga a televisao
 
41 as transformações económicas do pós-guerra
41   as transformações económicas do pós-guerra41   as transformações económicas do pós-guerra
41 as transformações económicas do pós-guerra
 
Consequências da 1ª Guerra Mundial
Consequências da 1ª Guerra MundialConsequências da 1ª Guerra Mundial
Consequências da 1ª Guerra Mundial
 
Conetores enunciativos
Conetores enunciativosConetores enunciativos
Conetores enunciativos
 
Coordenaçao subordinaçao
Coordenaçao subordinaçaoCoordenaçao subordinaçao
Coordenaçao subordinaçao
 
A Subordinação
A SubordinaçãoA Subordinação
A Subordinação
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 134-135
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 134-135Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 134-135
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 134-135
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 140-141
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 140-141Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 140-141
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 140-141
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 131
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 131Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 131
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 131
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 138-139
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 138-139Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 138-139
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 138-139
 
Consequências da 1ª Guerra Mundial
Consequências da 1ª Guerra MundialConsequências da 1ª Guerra Mundial
Consequências da 1ª Guerra Mundial
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 133
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 133Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 133
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 133
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 132
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 132Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 132
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 132
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 136-137
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 136-137Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 136-137
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 136-137
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 142
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 142Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 142
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 142
 
Evolução da Lingua
Evolução da LinguaEvolução da Lingua
Evolução da Lingua
 
Ficha de trabalho da 2ª Guerra Mundial
Ficha de trabalho da 2ª Guerra Mundial Ficha de trabalho da 2ª Guerra Mundial
Ficha de trabalho da 2ª Guerra Mundial
 
História da língua 9.º ano
História da língua 9.º anoHistória da língua 9.º ano
História da língua 9.º ano
 
8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.
8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.
8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.
 
Orações subordinadas relativas
Orações subordinadas relativasOrações subordinadas relativas
Orações subordinadas relativas
 

Mais de Ana Isabel Falé

Matr iculas2017 18
Matr iculas2017 18Matr iculas2017 18
Matr iculas2017 18
Ana Isabel Falé
 
Matrículas 2017-18
Matrículas 2017-18 Matrículas 2017-18
Matrículas 2017-18
Ana Isabel Falé
 
Tópicos de análise do espaço social em memorial do convento
Tópicos de análise do espaço social em memorial do conventoTópicos de análise do espaço social em memorial do convento
Tópicos de análise do espaço social em memorial do convento
Ana Isabel Falé
 
Narrativa Épica
Narrativa ÉpicaNarrativa Épica
Narrativa Épica
Ana Isabel Falé
 
Indicadores de Família
Indicadores de FamíliaIndicadores de Família
Indicadores de Família
Ana Isabel Falé
 
Indicadores de Família
Indicadores de FamíliaIndicadores de Família
Indicadores de Família
Ana Isabel Falé
 
Indicadores da Família
Indicadores da Família Indicadores da Família
Indicadores da Família
Ana Isabel Falé
 
Indicadores da Família
Indicadores da Família   Indicadores da Família
Indicadores da Família
Ana Isabel Falé
 
Indicadores da Família
Indicadores da FamíliaIndicadores da Família
Indicadores da Família
Ana Isabel Falé
 
Mensagem
MensagemMensagem
Farsa de Inês Pereira de Gil Vicente
Farsa de Inês Pereira de Gil VicenteFarsa de Inês Pereira de Gil Vicente
Farsa de Inês Pereira de Gil Vicente
Ana Isabel Falé
 
Critérios valorativos
Critérios valorativosCritérios valorativos
Critérios valorativos
Ana Isabel Falé
 
Notas dos argumentos
Notas dos argumentosNotas dos argumentos
Notas dos argumentos
Ana Isabel Falé
 
Degas 1834 - 1917
Degas 1834 - 1917Degas 1834 - 1917
Degas 1834 - 1917
Ana Isabel Falé
 
Caspar david friedrich_moonwatchers
Caspar david friedrich_moonwatchersCaspar david friedrich_moonwatchers
Caspar david friedrich_moonwatchers
Ana Isabel Falé
 
Fernando Martinho
Fernando MartinhoFernando Martinho
Fernando Martinho
Ana Isabel Falé
 
O 25 de Abril na Poesia Portuguesa
O 25 de Abril na Poesia PortuguesaO 25 de Abril na Poesia Portuguesa
O 25 de Abril na Poesia Portuguesa
Ana Isabel Falé
 
An+ílise sociol+¦gica da indisciplina e viol+¬ncia na escola relat+¦rio fin...
An+ílise sociol+¦gica da indisciplina e viol+¬ncia na escola   relat+¦rio fin...An+ílise sociol+¦gica da indisciplina e viol+¬ncia na escola   relat+¦rio fin...
An+ílise sociol+¦gica da indisciplina e viol+¬ncia na escola relat+¦rio fin...
Ana Isabel Falé
 
Linhas de análise ela canta pobre ceifeira
Linhas de análise ela canta pobre ceifeiraLinhas de análise ela canta pobre ceifeira
Linhas de análise ela canta pobre ceifeira
Ana Isabel Falé
 
Fcel - alfabeto pessoal
Fcel - alfabeto pessoalFcel - alfabeto pessoal
Fcel - alfabeto pessoal
Ana Isabel Falé
 

Mais de Ana Isabel Falé (20)

Matr iculas2017 18
Matr iculas2017 18Matr iculas2017 18
Matr iculas2017 18
 
Matrículas 2017-18
Matrículas 2017-18 Matrículas 2017-18
Matrículas 2017-18
 
Tópicos de análise do espaço social em memorial do convento
Tópicos de análise do espaço social em memorial do conventoTópicos de análise do espaço social em memorial do convento
Tópicos de análise do espaço social em memorial do convento
 
Narrativa Épica
Narrativa ÉpicaNarrativa Épica
Narrativa Épica
 
Indicadores de Família
Indicadores de FamíliaIndicadores de Família
Indicadores de Família
 
Indicadores de Família
Indicadores de FamíliaIndicadores de Família
Indicadores de Família
 
Indicadores da Família
Indicadores da Família Indicadores da Família
Indicadores da Família
 
Indicadores da Família
Indicadores da Família   Indicadores da Família
Indicadores da Família
 
Indicadores da Família
Indicadores da FamíliaIndicadores da Família
Indicadores da Família
 
Mensagem
MensagemMensagem
Mensagem
 
Farsa de Inês Pereira de Gil Vicente
Farsa de Inês Pereira de Gil VicenteFarsa de Inês Pereira de Gil Vicente
Farsa de Inês Pereira de Gil Vicente
 
Critérios valorativos
Critérios valorativosCritérios valorativos
Critérios valorativos
 
Notas dos argumentos
Notas dos argumentosNotas dos argumentos
Notas dos argumentos
 
Degas 1834 - 1917
Degas 1834 - 1917Degas 1834 - 1917
Degas 1834 - 1917
 
Caspar david friedrich_moonwatchers
Caspar david friedrich_moonwatchersCaspar david friedrich_moonwatchers
Caspar david friedrich_moonwatchers
 
Fernando Martinho
Fernando MartinhoFernando Martinho
Fernando Martinho
 
O 25 de Abril na Poesia Portuguesa
O 25 de Abril na Poesia PortuguesaO 25 de Abril na Poesia Portuguesa
O 25 de Abril na Poesia Portuguesa
 
An+ílise sociol+¦gica da indisciplina e viol+¬ncia na escola relat+¦rio fin...
An+ílise sociol+¦gica da indisciplina e viol+¬ncia na escola   relat+¦rio fin...An+ílise sociol+¦gica da indisciplina e viol+¬ncia na escola   relat+¦rio fin...
An+ílise sociol+¦gica da indisciplina e viol+¬ncia na escola relat+¦rio fin...
 
Linhas de análise ela canta pobre ceifeira
Linhas de análise ela canta pobre ceifeiraLinhas de análise ela canta pobre ceifeira
Linhas de análise ela canta pobre ceifeira
 
Fcel - alfabeto pessoal
Fcel - alfabeto pessoalFcel - alfabeto pessoal
Fcel - alfabeto pessoal
 

Último

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 

Último (20)

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 

Orações subordinadas completivas

  • 1. Orações Subordinadas Substantivas Completivas _________________________________________________________ Funções sintáticas: Sujeito, Complemento Direto, Complemento Oblíquo Complemento do Nome ou do Adjetivo I – Sublinhe todas as orações subordinadas completivas. 1 – Ele disse-me que vai mudar de emprego. 2 – Quero saber se vens comigo. 3 – Eu soube que ele vem a caminho. 4 – Algumas pessoas afirmam ter visto OVNIS. 5 – Eles declararam que não voltarão atrás com a sua palavra. 6 – É preocupante que os impostos aumentem. 7 – Esforço-me por vos motivar. 8 – Os professores contratados apresentaram-se ao concurso. 9 – Eu peço-te que penses melhor no assunto. 10 – É fundamental que ajudes os teus filhos. 11 – Isto é difícil de compreender. 12 – As testemunhas confirmaram que ele participou no assalto. 13 – Nós não trabalhamos para as multinacionais. 14 – Incomoda-me ele ter entrado para a administração da empresa. 15 – A possibilidade de terminares o curso é remota. 16 – A Maria pensou em conquistar o Tiago. 17 – Os pais preocupam-se com os filhos. 18 – Responsabilizo-te pela derrota do clube. 19 – Quero saber se estás comigo. 20 – Ontem passei por ti. 21 – Ele vive contigo? 22 – Foi uma deceção que o clube tenha falhado a Taça. 23 – Todos estão conscientes de que esta é uma matéria muito fácil. 24 – Desafio-te a aprenderes isto. 25 – Gostava de saber como conseguiste entrar. 26 – Podes dizer-me quando é que ela chegou à escola? 27 – Perguntaram-lhe por quem tinha sido ameaçado. II – Indique quais as funções sintáticas que essas orações desempenham em cada frase. Correção em breve