SlideShare uma empresa Scribd logo
1
O BRASIL DESGOVERNADO
Fernando Alcoforado*
A governabilidade de um país só é alcançada quando o governo possui maioria
parlamentar para implementar suas políticas e conta com o apoio da grande maioria da
população e das diversas classes sociais. As derrotas do governo Dilma Rousseff na
sucessão da Câmara dos Deputados que elegeu Eduardo Cunha, desafeto da presidente, a
aprovação pelo Senado Federal da PEC da “bengala” que impossibilitou a atual presidente
de indicar 4 novos integrantes do Supremo Tribunal Federal até 2018 e o recente programa
de TV do PMDB que não fez referência à suprema mandatária da nação demonstram que ela
terá grande dificuldade para reunir a maioria parlamentar necessária para aprovar os projetos
do governo. O frágil apoio que o governo Dilma Rousseff possui no Congresso Nacional
poderá virar pó a depender da força da manifestação popular contra o governo que ocorrerá
em todo o País em 15 de março.
O governo Dilma Rousseff parece não mais possuir as condições necessárias para
governar o Brasil, não apenas pelo fato de não contar com o apoio da maioria
parlamentar no Congresso Nacional, mas também pelo fato de não mais possuir o apoio
da maioria da nação que lhe possibilitou vencer as últimas eleições presidenciais.
Segundo a pesquisa Datafolha divulgada em 7 de fevereiro de 2015, o índice de eleitores que
avaliaram o governo Dilma Rousseff como "ótimo" ou "bom" foi de apenas 23%. Para 46%
dos eleitores ouvidos pelo instituto, Dilma mentiu durante a campanha eleitoral do ano
passado. A pesquisa Datafolha mostra ainda que 47% dos brasileiros consideram Dilma
Rousseff desonesta, 54% a consideram falsa e 50%, indecisa. 77% dos entrevistados
acreditam que a presidente Dilma Rousseff sabia do esquema de corrupção na Petrobras.
Para haver governabilidade, o governo precisa contar com maioria no Parlamento para
aprovação de seus projetos legislativos, deve possuir credibilidade perante a população
e atender, sobretudo, as demandas das diversas classes sociais para obter o apoio da
Sociedade Civil que não estão também acontecendo. Recentemente, a imprensa vem
noticiando comentários de pessoas com acesso a lideranças do PSDB e também de
membros do PT, insinuando que poderia haver uma aproximação entre as duas forças
políticas para garantir uma maior estabilidade no atual momento de crise. O ex-
presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) divulgou nota neste sábado, (7/3),
desmentindo a informação além de afirmar que não aceitaria conchavo com o governo
na tentativa de salvar o que não deve ser salvo.
Cabe observar que a sociedade se divide em possuidores e não detentores dos meios de
produção. No Brasil, o Estado, através de suas empresas estatais, e a burguesia
industrial, comercial e financeira são detentores dos meios de produção. A burguesia é
constituída no Brasil por dois grupos: 1) grandes empresários do setor produtivo e
empresários ligados ao setor financeiro, etc. tendo um contingente de 9 mil; e, 2)
empresários pequenos e médios cujo contingente é de 5,7 milhões. A crise que afeta o
Brasil no momento já está trazendo imensos prejuízos à burguesia devido à estagnação
econômica e a escalada da inflação. A burguesia tenderia a se opor ao governo Dilma
Roussef pela incompetência demonstrada na condução da economia nacional, pelo risco
de perda de continuidade do processo de acumulação do capital e pela ameaça de
realização de prejuízos de suas empresas no futuro.
2
As classes sociais não detentoras dos meios de produção dizem respeito à pequena
burguesia, ao proletariado urbano e rural e ao lumpemproletariado que são classificadas
como classes subalternas. A pequena burguesia é composta pela classe média alta
(executivos de empresas privadas nacionais, executivos de empresas multinacionais,
altos burocratas do governo e executivos de empresas estatais), classe média tradicional
(funcionários públicos e profissionais liberais) e intelectuais (advogados de grandes
escritórios, professores universitários, acadêmicos, jornalistas, artistas, cineastas, etc.)
cujo contingente é de 108 milhões de habitantes. O proletariado urbano e rural são os
trabalhadores da indústria, agropecuária, comércio e serviços que totalizam 46 milhões
de habitantes no Brasil e o lumpemproletariado, chamado também de "povão", é
constituído de 40,3 milhões de pessoas.
Cabe observar que a pequena burguesia diz respeito à classe média ou camadas médias
urbanas. A pequena burguesia tende a aumentar sua oposição ao governo atual porque
serão afetadas enormemente pelo desemprego em consequência da política de
austeridade do governo Dilma Rousseff e pela perda de seu poder aquisitivo devido à
escalada da inflação. O proletariado é aquele que não tem nenhum meio de vida exceto
sua força de trabalho. O desemprego resultante da estagnação da economia brasileira e a
perda do poder aquisitivo do proletariado devido à escalada da inflação farão com que o
governo Dilma Rousseff perca seu apoio independentemente do posicionamento dos
sindicatos e centrais sindicais pelegas.
O lumpemproletariado que é a parcela da população situada socialmente abaixo
do proletariado formada por frações miseráveis, não apenas destituídas de recursos
econômicos, mas também desprovidas de consciência política e de classe, sendo,
portanto, suscetíveis de servir aos interesses da burguesia e ao clientelismo político
partidário é o último bastião de apoio do governo Dilma Rousseff. O
lumpemproletariado, chamado também de "povão", base de sustentação social dos
governos do PT, tenderia a apoiar o governo Dilma Roussef porque continuará sendo
beneficiado com os programas sociais “Bolsa Família” e “Minha Casa, Minha Vida”.
Finalmente, é preciso deixar bem claro que, na fase atual de desenvolvimento do
capitalismo no Brasil, a governabilidade só será assegurada se seus governantes
garantirem a continuidade do processo de acumulação capitalista em benefício da
burguesia e se houver crescente redistribuição da renda em benefício das classes
subalternas (pequena burguesia, proletariado urbano e rural e lumpemproletariado). Pelo
exposto, a ingovernabilidade, que é o domínio da desordem, será inevitável no governo
Dilma Roussef porque ela não terá condições de assegurar a continuidade do processo
de acumulação capitalista e da redistribuição da renda em benefício das classes
subalternas.
Segundo Antonio Gramsci, filósofo italiano, o Estado não se apresenta apenas como um
aparato político-militar pelo qual a classe dominante (burguesia) organiza a coerção
sobre as demais classes sociais. Para assegurar a governabilidade, o Estado deve
conquistar o apoio das classes dominantes e também das classes sociais subalternas
através do convencimento, da persuasão, da conquista. (GRAMSCI, Antonio. Escritos
Políticos Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004). O governo Dilma Rousseff não
exercerá a governabilidade porque está perdendo o apoio das classes dominantes e da
maioria das classes sociais subalternas. Configura-se, desta forma, o divórcio entre o
Estado e a Sociedade Civil.
3
O povo brasileiro está diante de duas opções: 1) manter Dilma Rousseff, o PT e seus
aliados no poder em respeito ao que estabelece a Constituição e, em consequência,
aceitar que o País continue ingovernável e seja levado à bancarrota; e, 2) buscar a
renúncia de Dilma Rousseff e Michel Temer e constituir um governo provisório de
união nacional que teria por missão convocar uma Assembleia Constituinte para
reforma do Estado e da Administração Pública no Brasil e realizar novas eleições gerais.
A opção 1 tenderia com o evoluir do tempo a incrementar as tensões sociais que
poderiam se tornar incontroláveis pelo governo Dilma Rousseff e daí resultar em
intervenção das Forças Armadas para manter a ordem política e social de consequências
imprevisíveis. Certamente, a opção 2 é melhor do que a opção 1 porque as tensões
sociais poderiam ser atenuadas com a perspectiva do reordenamento político-
institucional e o estabelecimento de novos rumos econômicos e sociais para o Brasil.
* Fernando Alcoforado, 75, membro da Academia Baiana de Educação, engenheiro e doutor em
Planejamento Territorial e Desenvolvimento Regional pela Universidade de Barcelona, professor
universitário e consultor nas áreas de planejamento estratégico, planejamento empresarial, planejamento
regional e planejamento de sistemas energéticos, é autor dos livros Globalização (Editora Nobel, São
Paulo, 1997), De Collor a FHC- O Brasil e a Nova (Des)ordem Mundial (Editora Nobel, São Paulo,
1998), Um Projeto para o Brasil (Editora Nobel, São Paulo, 2000), Os condicionantes do
desenvolvimento do Estado da Bahia (Tese de doutorado. Universidade de Barcelona,
http://www.tesisenred.net/handle/10803/1944, 2003), Globalização e Desenvolvimento (Editora Nobel,
São Paulo, 2006), Bahia- Desenvolvimento do Século XVI ao Século XX e Objetivos Estratégicos na Era
Contemporânea (EGBA, Salvador, 2008), The Necessary Conditions of the Economic and Social
Development- The Case of the State of Bahia (VDM Verlag Dr. Müller Aktiengesellschaft & Co. KG,
Saarbrücken, Germany, 2010), Aquecimento Global e Catástrofe Planetária (P&A Gráfica e Editora,
Salvador, 2010), Amazônia Sustentável- Para o progresso do Brasil e combate ao aquecimento global
(Viena- Editora e Gráfica, Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, 2011) e Os Fatores Condicionantes do
Desenvolvimento Econômico e Social (Editora CRV, Curitiba, 2012), entre outros.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cenários do futuro político do brasil
Cenários do futuro político do brasilCenários do futuro político do brasil
Cenários do futuro político do brasil
Fernando Alcoforado
 
As sementes da crise econômica e política no brasil
As sementes da crise econômica e política no brasilAs sementes da crise econômica e política no brasil
As sementes da crise econômica e política no brasil
Fernando Alcoforado
 
Bss entrevista istoé
Bss entrevista istoéBss entrevista istoé
Bss entrevista istoé
jlexeni
 
Futuro do brasil depende de uma nova constituinte e da retomada do desenvolvi...
Futuro do brasil depende de uma nova constituinte e da retomada do desenvolvi...Futuro do brasil depende de uma nova constituinte e da retomada do desenvolvi...
Futuro do brasil depende de uma nova constituinte e da retomada do desenvolvi...
Fernando Alcoforado
 
Os governos do pt de lula e dilma rousseff não são progressistas
Os governos do pt de lula e dilma rousseff não são progressistasOs governos do pt de lula e dilma rousseff não são progressistas
Os governos do pt de lula e dilma rousseff não são progressistas
Fernando Alcoforado
 
O gigantesco impasse político do brasil e seus cenários futuros
O gigantesco impasse político do brasil e seus cenários futurosO gigantesco impasse político do brasil e seus cenários futuros
O gigantesco impasse político do brasil e seus cenários futuros
Fernando Alcoforado
 
O brasil atual e suas perspectivas
O brasil atual e suas perspectivasO brasil atual e suas perspectivas
O brasil atual e suas perspectivas
Fernando Alcoforado
 
O Decênio que mudou o Brasil
O Decênio que mudou o BrasilO Decênio que mudou o Brasil
O Decênio que mudou o Brasil
PT Paraná
 
O pt e a desmoralização da esquerda no brasil
O pt e a desmoralização da esquerda no brasilO pt e a desmoralização da esquerda no brasil
O pt e a desmoralização da esquerda no brasil
Fernando Alcoforado
 
A serpente jararaca lula e o futuro do brasil
A serpente  jararaca  lula e o futuro do brasilA serpente  jararaca  lula e o futuro do brasil
A serpente jararaca lula e o futuro do brasil
Fernando Alcoforado
 
Como construir a paz social no brasil
Como construir a paz social no brasilComo construir a paz social no brasil
Como construir a paz social no brasil
Fernando Alcoforado
 
A época terrível do brasil onde idiotas dirigem cegos
A época terrível do brasil onde idiotas dirigem cegosA época terrível do brasil onde idiotas dirigem cegos
A época terrível do brasil onde idiotas dirigem cegos
Fernando Alcoforado
 
Como evitar a catástrofe de uma guerra civil no brasil
Como evitar a catástrofe de uma guerra civil no brasilComo evitar a catástrofe de uma guerra civil no brasil
Como evitar a catástrofe de uma guerra civil no brasil
Fernando Alcoforado
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
Pedro Goethe Paiva
 
O fim de uma ilusão
O fim de uma ilusãoO fim de uma ilusão
O fim de uma ilusão
Fernando Alcoforado
 
A autocrítica que a esquerda precisa fazer
A autocrítica que a esquerda precisa fazerA autocrítica que a esquerda precisa fazer
A autocrítica que a esquerda precisa fazer
Fernando Alcoforado
 
PT e a "síndrome do Flamengo", mito de origem e dilemas do presente
PT e a "síndrome do Flamengo", mito de origem e dilemas do presentePT e a "síndrome do Flamengo", mito de origem e dilemas do presente
PT e a "síndrome do Flamengo", mito de origem e dilemas do presente
Tiago de Andrade
 
Balançoconjunturaldasituaçãodo brasil grupobrasilmar07
Balançoconjunturaldasituaçãodo brasil grupobrasilmar07Balançoconjunturaldasituaçãodo brasil grupobrasilmar07
Balançoconjunturaldasituaçãodo brasil grupobrasilmar07
Lucas Barbosa Pelissari
 

Mais procurados (18)

Cenários do futuro político do brasil
Cenários do futuro político do brasilCenários do futuro político do brasil
Cenários do futuro político do brasil
 
As sementes da crise econômica e política no brasil
As sementes da crise econômica e política no brasilAs sementes da crise econômica e política no brasil
As sementes da crise econômica e política no brasil
 
Bss entrevista istoé
Bss entrevista istoéBss entrevista istoé
Bss entrevista istoé
 
Futuro do brasil depende de uma nova constituinte e da retomada do desenvolvi...
Futuro do brasil depende de uma nova constituinte e da retomada do desenvolvi...Futuro do brasil depende de uma nova constituinte e da retomada do desenvolvi...
Futuro do brasil depende de uma nova constituinte e da retomada do desenvolvi...
 
Os governos do pt de lula e dilma rousseff não são progressistas
Os governos do pt de lula e dilma rousseff não são progressistasOs governos do pt de lula e dilma rousseff não são progressistas
Os governos do pt de lula e dilma rousseff não são progressistas
 
O gigantesco impasse político do brasil e seus cenários futuros
O gigantesco impasse político do brasil e seus cenários futurosO gigantesco impasse político do brasil e seus cenários futuros
O gigantesco impasse político do brasil e seus cenários futuros
 
O brasil atual e suas perspectivas
O brasil atual e suas perspectivasO brasil atual e suas perspectivas
O brasil atual e suas perspectivas
 
O Decênio que mudou o Brasil
O Decênio que mudou o BrasilO Decênio que mudou o Brasil
O Decênio que mudou o Brasil
 
O pt e a desmoralização da esquerda no brasil
O pt e a desmoralização da esquerda no brasilO pt e a desmoralização da esquerda no brasil
O pt e a desmoralização da esquerda no brasil
 
A serpente jararaca lula e o futuro do brasil
A serpente  jararaca  lula e o futuro do brasilA serpente  jararaca  lula e o futuro do brasil
A serpente jararaca lula e o futuro do brasil
 
Como construir a paz social no brasil
Como construir a paz social no brasilComo construir a paz social no brasil
Como construir a paz social no brasil
 
A época terrível do brasil onde idiotas dirigem cegos
A época terrível do brasil onde idiotas dirigem cegosA época terrível do brasil onde idiotas dirigem cegos
A época terrível do brasil onde idiotas dirigem cegos
 
Como evitar a catástrofe de uma guerra civil no brasil
Como evitar a catástrofe de uma guerra civil no brasilComo evitar a catástrofe de uma guerra civil no brasil
Como evitar a catástrofe de uma guerra civil no brasil
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
O fim de uma ilusão
O fim de uma ilusãoO fim de uma ilusão
O fim de uma ilusão
 
A autocrítica que a esquerda precisa fazer
A autocrítica que a esquerda precisa fazerA autocrítica que a esquerda precisa fazer
A autocrítica que a esquerda precisa fazer
 
PT e a "síndrome do Flamengo", mito de origem e dilemas do presente
PT e a "síndrome do Flamengo", mito de origem e dilemas do presentePT e a "síndrome do Flamengo", mito de origem e dilemas do presente
PT e a "síndrome do Flamengo", mito de origem e dilemas do presente
 
Balançoconjunturaldasituaçãodo brasil grupobrasilmar07
Balançoconjunturaldasituaçãodo brasil grupobrasilmar07Balançoconjunturaldasituaçãodo brasil grupobrasilmar07
Balançoconjunturaldasituaçãodo brasil grupobrasilmar07
 

Semelhante a O brasil desgovernado

O impasse politico atual no brasil
O impasse politico atual no brasilO impasse politico atual no brasil
O impasse politico atual no brasil
Roberto Rabat Chame
 
OS CENÁRIOS DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS NO BRASIL.pdf
OS CENÁRIOS DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS NO BRASIL.pdfOS CENÁRIOS DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS NO BRASIL.pdf
OS CENÁRIOS DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS NO BRASIL.pdf
Faga1939
 
Cenarios da crise politica no brasil
Cenarios da crise politica no brasilCenarios da crise politica no brasil
Cenarios da crise politica no brasil
Roberto Rabat Chame
 
Defender a democracia para barrar o fascismo no brasil
Defender a democracia para barrar o fascismo no brasilDefender a democracia para barrar o fascismo no brasil
Defender a democracia para barrar o fascismo no brasil
Fernando Alcoforado
 
Como evitar a catastrofe de uma guerra civil no brasil
Como evitar a catastrofe de uma guerra civil no brasilComo evitar a catastrofe de uma guerra civil no brasil
Como evitar a catastrofe de uma guerra civil no brasil
Roberto Rabat Chame
 
Manter michel temer no poder é crime contra o brasil
Manter michel temer no poder é crime contra o brasilManter michel temer no poder é crime contra o brasil
Manter michel temer no poder é crime contra o brasil
Fernando Alcoforado
 
Conciliação política ou confronto político no brasil atual
Conciliação política ou confronto político no brasil atualConciliação política ou confronto político no brasil atual
Conciliação política ou confronto político no brasil atual
Fernando Alcoforado
 
O fundamentalismo lulopetista e o risco de retrocesso político no brasil
O fundamentalismo lulopetista e o risco de retrocesso político no brasilO fundamentalismo lulopetista e o risco de retrocesso político no brasil
O fundamentalismo lulopetista e o risco de retrocesso político no brasil
Fernando Alcoforado
 
Igor grabois
Igor graboisIgor grabois
Igor grabois
Guilherme Moreira
 
O irresponsável brado não vai ter golpe e a saída para a crise política no br...
O irresponsável brado não vai ter golpe e a saída para a crise política no br...O irresponsável brado não vai ter golpe e a saída para a crise política no br...
O irresponsável brado não vai ter golpe e a saída para a crise política no br...
Fernando Alcoforado
 
O eclipse da razão no brasil
O eclipse da razão no brasilO eclipse da razão no brasil
O eclipse da razão no brasil
Fernando Alcoforado
 
Consumado o golpe de estado por lula e pelo pt com a conivência de dilma rous...
Consumado o golpe de estado por lula e pelo pt com a conivência de dilma rous...Consumado o golpe de estado por lula e pelo pt com a conivência de dilma rous...
Consumado o golpe de estado por lula e pelo pt com a conivência de dilma rous...
Fernando Alcoforado
 
Como superar os atuais problemas econômicos e político institucionais do brasil
Como superar os atuais problemas econômicos e político institucionais do brasilComo superar os atuais problemas econômicos e político institucionais do brasil
Como superar os atuais problemas econômicos e político institucionais do brasil
Fernando Alcoforado
 
Resolução do Diretório Nacional do PT
Resolução do Diretório Nacional do PTResolução do Diretório Nacional do PT
Resolução do Diretório Nacional do PT
Editora 247
 
Como evitar o arruinamento político e administrativo do brasil
Como evitar o arruinamento político e administrativo do brasilComo evitar o arruinamento político e administrativo do brasil
Como evitar o arruinamento político e administrativo do brasil
Fernando Alcoforado
 
Urge a solução da crise política para salvar o brasil do colapso econômico
Urge a solução da crise política para salvar o brasil do colapso econômicoUrge a solução da crise política para salvar o brasil do colapso econômico
Urge a solução da crise política para salvar o brasil do colapso econômico
Fernando Alcoforado
 
Brasil em 2016 arruinado e convulsionado
Brasil em 2016 arruinado e convulsionadoBrasil em 2016 arruinado e convulsionado
Brasil em 2016 arruinado e convulsionado
Fernando Alcoforado
 
O fim melancólico da desastrosa era pt
O fim melancólico da desastrosa era ptO fim melancólico da desastrosa era pt
O fim melancólico da desastrosa era pt
Fernando Alcoforado
 
AGRISSÊNIOR nOÍCIAS - nº 568 an 19 abril 2016.ok
AGRISSÊNIOR nOÍCIAS - nº  568 an 19 abril 2016.okAGRISSÊNIOR nOÍCIAS - nº  568 an 19 abril 2016.ok
AGRISSÊNIOR nOÍCIAS - nº 568 an 19 abril 2016.ok
Roberto Rabat Chame
 
Unidade14
Unidade14Unidade14
Unidade14
claudenice leme
 

Semelhante a O brasil desgovernado (20)

O impasse politico atual no brasil
O impasse politico atual no brasilO impasse politico atual no brasil
O impasse politico atual no brasil
 
OS CENÁRIOS DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS NO BRASIL.pdf
OS CENÁRIOS DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS NO BRASIL.pdfOS CENÁRIOS DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS NO BRASIL.pdf
OS CENÁRIOS DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS NO BRASIL.pdf
 
Cenarios da crise politica no brasil
Cenarios da crise politica no brasilCenarios da crise politica no brasil
Cenarios da crise politica no brasil
 
Defender a democracia para barrar o fascismo no brasil
Defender a democracia para barrar o fascismo no brasilDefender a democracia para barrar o fascismo no brasil
Defender a democracia para barrar o fascismo no brasil
 
Como evitar a catastrofe de uma guerra civil no brasil
Como evitar a catastrofe de uma guerra civil no brasilComo evitar a catastrofe de uma guerra civil no brasil
Como evitar a catastrofe de uma guerra civil no brasil
 
Manter michel temer no poder é crime contra o brasil
Manter michel temer no poder é crime contra o brasilManter michel temer no poder é crime contra o brasil
Manter michel temer no poder é crime contra o brasil
 
Conciliação política ou confronto político no brasil atual
Conciliação política ou confronto político no brasil atualConciliação política ou confronto político no brasil atual
Conciliação política ou confronto político no brasil atual
 
O fundamentalismo lulopetista e o risco de retrocesso político no brasil
O fundamentalismo lulopetista e o risco de retrocesso político no brasilO fundamentalismo lulopetista e o risco de retrocesso político no brasil
O fundamentalismo lulopetista e o risco de retrocesso político no brasil
 
Igor grabois
Igor graboisIgor grabois
Igor grabois
 
O irresponsável brado não vai ter golpe e a saída para a crise política no br...
O irresponsável brado não vai ter golpe e a saída para a crise política no br...O irresponsável brado não vai ter golpe e a saída para a crise política no br...
O irresponsável brado não vai ter golpe e a saída para a crise política no br...
 
O eclipse da razão no brasil
O eclipse da razão no brasilO eclipse da razão no brasil
O eclipse da razão no brasil
 
Consumado o golpe de estado por lula e pelo pt com a conivência de dilma rous...
Consumado o golpe de estado por lula e pelo pt com a conivência de dilma rous...Consumado o golpe de estado por lula e pelo pt com a conivência de dilma rous...
Consumado o golpe de estado por lula e pelo pt com a conivência de dilma rous...
 
Como superar os atuais problemas econômicos e político institucionais do brasil
Como superar os atuais problemas econômicos e político institucionais do brasilComo superar os atuais problemas econômicos e político institucionais do brasil
Como superar os atuais problemas econômicos e político institucionais do brasil
 
Resolução do Diretório Nacional do PT
Resolução do Diretório Nacional do PTResolução do Diretório Nacional do PT
Resolução do Diretório Nacional do PT
 
Como evitar o arruinamento político e administrativo do brasil
Como evitar o arruinamento político e administrativo do brasilComo evitar o arruinamento político e administrativo do brasil
Como evitar o arruinamento político e administrativo do brasil
 
Urge a solução da crise política para salvar o brasil do colapso econômico
Urge a solução da crise política para salvar o brasil do colapso econômicoUrge a solução da crise política para salvar o brasil do colapso econômico
Urge a solução da crise política para salvar o brasil do colapso econômico
 
Brasil em 2016 arruinado e convulsionado
Brasil em 2016 arruinado e convulsionadoBrasil em 2016 arruinado e convulsionado
Brasil em 2016 arruinado e convulsionado
 
O fim melancólico da desastrosa era pt
O fim melancólico da desastrosa era ptO fim melancólico da desastrosa era pt
O fim melancólico da desastrosa era pt
 
AGRISSÊNIOR nOÍCIAS - nº 568 an 19 abril 2016.ok
AGRISSÊNIOR nOÍCIAS - nº  568 an 19 abril 2016.okAGRISSÊNIOR nOÍCIAS - nº  568 an 19 abril 2016.ok
AGRISSÊNIOR nOÍCIAS - nº 568 an 19 abril 2016.ok
 
Unidade14
Unidade14Unidade14
Unidade14
 

Mais de Fernando Alcoforado

O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO   O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
Fernando Alcoforado
 
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIENL'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
Fernando Alcoforado
 
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
Fernando Alcoforado
 
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
Fernando Alcoforado
 
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTHGLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
Fernando Alcoforado
 
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
Fernando Alcoforado
 
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIALINONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
Fernando Alcoforado
 
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGECITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
Fernando Alcoforado
 
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBALINUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
Fernando Alcoforado
 
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022 CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
Fernando Alcoforado
 
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
Fernando Alcoforado
 
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
Fernando Alcoforado
 
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
Fernando Alcoforado
 
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
Fernando Alcoforado
 
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLDTHE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
Fernando Alcoforado
 
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
Fernando Alcoforado
 
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDOA GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
Fernando Alcoforado
 
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
Fernando Alcoforado
 
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUELLES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
Fernando Alcoforado
 
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZILSOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
Fernando Alcoforado
 

Mais de Fernando Alcoforado (20)

O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO   O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
O INFERNO DAS CATÁSTROFES SOFRIDAS PELO POVO BRASILEIRO
 
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIENL'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
L'ENFER DES CATASTROPHES SUBIS PAR LE PEUPLE BRÉSILIEN
 
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
LE MONDE VERS UNE CATASTROPHE CLIMATIQUE?
 
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
AQUECIMENTO GLOBAL, MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE HU...
 
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTHGLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
GLOBAL WARMING, GLOBAL CLIMATE CHANGE AND ITS IMPACTS ON HUMAN HEALTH
 
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
LE RÉCHAUFFEMENT CLIMATIQUE, LE CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL ET SES IMPACTS ...
 
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIALINONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
INONDATIONS DES VILLES ET CHANGEMENT CLIMATIQUE MONDIAL
 
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGECITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
CITY FLOODS AND GLOBAL CLIMATE CHANGE
 
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBALINUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
INUNDAÇÕES DAS CIDADES E MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL
 
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022 CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
CIVILIZAÇÃO OU BARBÁRIE SÃO AS ESCOLHAS DO POVO BRASILEIRO NAS ELEIÇÕES DE 2022
 
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
CIVILISATION OU BARBARIE SONT LES CHOIX DU PEUPLE BRÉSILIEN AUX ÉLECTIONS DE ...
 
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
CIVILIZATION OR BARBARISM ARE THE CHOICES OF THE BRAZILIAN PEOPLE IN THE 2022...
 
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
COMO EVITAR A PREVISÃO DE STEPHEN HAWKING DE QUE A HUMANIDADE SÓ TEM MAIS 100...
 
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
COMMENT ÉVITER LA PRÉVISION DE STEPHEN HAWKING QUE L'HUMANITÉ N'A QUE 100 ANS...
 
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLDTHE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
THE GREAT FRENCH REVOLUTION THAT CHANGED THE WORLD
 
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
LA GRANDE RÉVOLUTION FRANÇAISE QUI A CHANGÉ LE MONDE
 
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDOA GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
 
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
O TARIFAÇO DE ENERGIA É SINAL DE INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO FEDERAL NO PLANEJAM...
 
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUELLES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
LES RÉVOLUTIONS SOCIALES, LEURS FACTEURS DÉCLENCHEURS ET LE BRÉSIL ACTUEL
 
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZILSOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
SOCIAL REVOLUTIONS, THEIR TRIGGERS FACTORS AND CURRENT BRAZIL
 

O brasil desgovernado

  • 1. 1 O BRASIL DESGOVERNADO Fernando Alcoforado* A governabilidade de um país só é alcançada quando o governo possui maioria parlamentar para implementar suas políticas e conta com o apoio da grande maioria da população e das diversas classes sociais. As derrotas do governo Dilma Rousseff na sucessão da Câmara dos Deputados que elegeu Eduardo Cunha, desafeto da presidente, a aprovação pelo Senado Federal da PEC da “bengala” que impossibilitou a atual presidente de indicar 4 novos integrantes do Supremo Tribunal Federal até 2018 e o recente programa de TV do PMDB que não fez referência à suprema mandatária da nação demonstram que ela terá grande dificuldade para reunir a maioria parlamentar necessária para aprovar os projetos do governo. O frágil apoio que o governo Dilma Rousseff possui no Congresso Nacional poderá virar pó a depender da força da manifestação popular contra o governo que ocorrerá em todo o País em 15 de março. O governo Dilma Rousseff parece não mais possuir as condições necessárias para governar o Brasil, não apenas pelo fato de não contar com o apoio da maioria parlamentar no Congresso Nacional, mas também pelo fato de não mais possuir o apoio da maioria da nação que lhe possibilitou vencer as últimas eleições presidenciais. Segundo a pesquisa Datafolha divulgada em 7 de fevereiro de 2015, o índice de eleitores que avaliaram o governo Dilma Rousseff como "ótimo" ou "bom" foi de apenas 23%. Para 46% dos eleitores ouvidos pelo instituto, Dilma mentiu durante a campanha eleitoral do ano passado. A pesquisa Datafolha mostra ainda que 47% dos brasileiros consideram Dilma Rousseff desonesta, 54% a consideram falsa e 50%, indecisa. 77% dos entrevistados acreditam que a presidente Dilma Rousseff sabia do esquema de corrupção na Petrobras. Para haver governabilidade, o governo precisa contar com maioria no Parlamento para aprovação de seus projetos legislativos, deve possuir credibilidade perante a população e atender, sobretudo, as demandas das diversas classes sociais para obter o apoio da Sociedade Civil que não estão também acontecendo. Recentemente, a imprensa vem noticiando comentários de pessoas com acesso a lideranças do PSDB e também de membros do PT, insinuando que poderia haver uma aproximação entre as duas forças políticas para garantir uma maior estabilidade no atual momento de crise. O ex- presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) divulgou nota neste sábado, (7/3), desmentindo a informação além de afirmar que não aceitaria conchavo com o governo na tentativa de salvar o que não deve ser salvo. Cabe observar que a sociedade se divide em possuidores e não detentores dos meios de produção. No Brasil, o Estado, através de suas empresas estatais, e a burguesia industrial, comercial e financeira são detentores dos meios de produção. A burguesia é constituída no Brasil por dois grupos: 1) grandes empresários do setor produtivo e empresários ligados ao setor financeiro, etc. tendo um contingente de 9 mil; e, 2) empresários pequenos e médios cujo contingente é de 5,7 milhões. A crise que afeta o Brasil no momento já está trazendo imensos prejuízos à burguesia devido à estagnação econômica e a escalada da inflação. A burguesia tenderia a se opor ao governo Dilma Roussef pela incompetência demonstrada na condução da economia nacional, pelo risco de perda de continuidade do processo de acumulação do capital e pela ameaça de realização de prejuízos de suas empresas no futuro.
  • 2. 2 As classes sociais não detentoras dos meios de produção dizem respeito à pequena burguesia, ao proletariado urbano e rural e ao lumpemproletariado que são classificadas como classes subalternas. A pequena burguesia é composta pela classe média alta (executivos de empresas privadas nacionais, executivos de empresas multinacionais, altos burocratas do governo e executivos de empresas estatais), classe média tradicional (funcionários públicos e profissionais liberais) e intelectuais (advogados de grandes escritórios, professores universitários, acadêmicos, jornalistas, artistas, cineastas, etc.) cujo contingente é de 108 milhões de habitantes. O proletariado urbano e rural são os trabalhadores da indústria, agropecuária, comércio e serviços que totalizam 46 milhões de habitantes no Brasil e o lumpemproletariado, chamado também de "povão", é constituído de 40,3 milhões de pessoas. Cabe observar que a pequena burguesia diz respeito à classe média ou camadas médias urbanas. A pequena burguesia tende a aumentar sua oposição ao governo atual porque serão afetadas enormemente pelo desemprego em consequência da política de austeridade do governo Dilma Rousseff e pela perda de seu poder aquisitivo devido à escalada da inflação. O proletariado é aquele que não tem nenhum meio de vida exceto sua força de trabalho. O desemprego resultante da estagnação da economia brasileira e a perda do poder aquisitivo do proletariado devido à escalada da inflação farão com que o governo Dilma Rousseff perca seu apoio independentemente do posicionamento dos sindicatos e centrais sindicais pelegas. O lumpemproletariado que é a parcela da população situada socialmente abaixo do proletariado formada por frações miseráveis, não apenas destituídas de recursos econômicos, mas também desprovidas de consciência política e de classe, sendo, portanto, suscetíveis de servir aos interesses da burguesia e ao clientelismo político partidário é o último bastião de apoio do governo Dilma Rousseff. O lumpemproletariado, chamado também de "povão", base de sustentação social dos governos do PT, tenderia a apoiar o governo Dilma Roussef porque continuará sendo beneficiado com os programas sociais “Bolsa Família” e “Minha Casa, Minha Vida”. Finalmente, é preciso deixar bem claro que, na fase atual de desenvolvimento do capitalismo no Brasil, a governabilidade só será assegurada se seus governantes garantirem a continuidade do processo de acumulação capitalista em benefício da burguesia e se houver crescente redistribuição da renda em benefício das classes subalternas (pequena burguesia, proletariado urbano e rural e lumpemproletariado). Pelo exposto, a ingovernabilidade, que é o domínio da desordem, será inevitável no governo Dilma Roussef porque ela não terá condições de assegurar a continuidade do processo de acumulação capitalista e da redistribuição da renda em benefício das classes subalternas. Segundo Antonio Gramsci, filósofo italiano, o Estado não se apresenta apenas como um aparato político-militar pelo qual a classe dominante (burguesia) organiza a coerção sobre as demais classes sociais. Para assegurar a governabilidade, o Estado deve conquistar o apoio das classes dominantes e também das classes sociais subalternas através do convencimento, da persuasão, da conquista. (GRAMSCI, Antonio. Escritos Políticos Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004). O governo Dilma Rousseff não exercerá a governabilidade porque está perdendo o apoio das classes dominantes e da maioria das classes sociais subalternas. Configura-se, desta forma, o divórcio entre o Estado e a Sociedade Civil.
  • 3. 3 O povo brasileiro está diante de duas opções: 1) manter Dilma Rousseff, o PT e seus aliados no poder em respeito ao que estabelece a Constituição e, em consequência, aceitar que o País continue ingovernável e seja levado à bancarrota; e, 2) buscar a renúncia de Dilma Rousseff e Michel Temer e constituir um governo provisório de união nacional que teria por missão convocar uma Assembleia Constituinte para reforma do Estado e da Administração Pública no Brasil e realizar novas eleições gerais. A opção 1 tenderia com o evoluir do tempo a incrementar as tensões sociais que poderiam se tornar incontroláveis pelo governo Dilma Rousseff e daí resultar em intervenção das Forças Armadas para manter a ordem política e social de consequências imprevisíveis. Certamente, a opção 2 é melhor do que a opção 1 porque as tensões sociais poderiam ser atenuadas com a perspectiva do reordenamento político- institucional e o estabelecimento de novos rumos econômicos e sociais para o Brasil. * Fernando Alcoforado, 75, membro da Academia Baiana de Educação, engenheiro e doutor em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Regional pela Universidade de Barcelona, professor universitário e consultor nas áreas de planejamento estratégico, planejamento empresarial, planejamento regional e planejamento de sistemas energéticos, é autor dos livros Globalização (Editora Nobel, São Paulo, 1997), De Collor a FHC- O Brasil e a Nova (Des)ordem Mundial (Editora Nobel, São Paulo, 1998), Um Projeto para o Brasil (Editora Nobel, São Paulo, 2000), Os condicionantes do desenvolvimento do Estado da Bahia (Tese de doutorado. Universidade de Barcelona, http://www.tesisenred.net/handle/10803/1944, 2003), Globalização e Desenvolvimento (Editora Nobel, São Paulo, 2006), Bahia- Desenvolvimento do Século XVI ao Século XX e Objetivos Estratégicos na Era Contemporânea (EGBA, Salvador, 2008), The Necessary Conditions of the Economic and Social Development- The Case of the State of Bahia (VDM Verlag Dr. Müller Aktiengesellschaft & Co. KG, Saarbrücken, Germany, 2010), Aquecimento Global e Catástrofe Planetária (P&A Gráfica e Editora, Salvador, 2010), Amazônia Sustentável- Para o progresso do Brasil e combate ao aquecimento global (Viena- Editora e Gráfica, Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, 2011) e Os Fatores Condicionantes do Desenvolvimento Econômico e Social (Editora CRV, Curitiba, 2012), entre outros.