SlideShare uma empresa Scribd logo
Sindicato Nacional dos Profissionais de Seguros ee Afins
      Sindicato Nacional dos Profissionais de Seguros Afins




      MAIS AUSTERIDADE ANUNCIADA
      AUMENTAM AS DESIGUALDADES
      ENTRE O TRABALHO E O CAPITAL SINAPSA
                                   SINAPSA
                                                                                                      Newsletter - Outubro 2011




MAIS 7000 MILHÕES € DE RIQUEZA PARA OS PATRÕES, NADA PARA OS TRABALHADORES,
CORTE DE 1.682 MILHÕES € NO RENDIMENTO DOS PENSIONISTAS E DE 952 MILHÕES € AOS
TRABALHADORES DA FUNÇÃO PÚBLICA, MAS OS RENDIMENTOS DO CAPITAL CONTINUAM A
SER POUPADOS AOS SACRIFÍCIOS.


Tal como sucedeu com o Subsídio do Natal, em que praticamente os atingidos pelo IRS extraordinário foram apenas os
Trabalhadores e Pensionistas, que têm de pagar ainda este ano mais 800 milhões € de IRS, segundo as contas do próprio
governo, tendo sido poupado os rendimentos do capital (dividendos, juros, mais-valias), também agora o Governo anunciou
para 2012 mais medidas de austeridade, em que os atingidos são outra vez os Trabalhadores, os Pensionistas e os
Aposentados. Novamente, os rendimentos de capital (dividendos, juros e mais-valias) ficam imunes aos sacrifícios.


A sobretaxa de IRC a aplicar às empresas com lucros elevados e o novo escalão de IRS aos rendimentos mais elevados foi
criada por este Governo com o objectivo de enganar a opinião pública. Em primeiro lugar, os valores a obter com elas são
irrisórios (menos de 100 milhões € em cada) quando comparamos com os sacrifícios que estão a ser impostos aos
Trabalhadores e Pensionistas. Em segundo lugar, porque não atinge a principal fonte de enriquecimento dos grandes
patrões, que são os rendimentos de capital, ou seja, dividendos, mais-valias, juros, etc.. E estes rendimentos ou continuam
isentos (a maioria), ou então aqueles que pagam IRS (apenas uma pequena parcela) estão sujeitos a uma taxa liberatória de
21,5% ou ainda menos, que não é aumentada.


Para os grandes patrões não são as remunerações sujeitas a IRS que, embora gigantescas quando comparadas com as
recebidas pela generalidade dos trabalhadores, constituem a principal fonte da sua riqueza, já que elas representam apenas
uma pequeníssima parcela quando as comparamos com os dividendos, juros, e mais-valias que são recebidas através de
sociedades gestoras de participações sociais (SGPS) ou de Fundos, ou que são transferidas para empresas que criaram no
estrangeiro, como a Amorim Energia, sediada na Holanda, através da qual recebe os dividendos da GALP, e que, de acordo
com a lei fiscal portuguesa (Artºs 14 e 51, do Código do IRS, e Artºs 22º, 23º, 27º e 32º, do Estatuto dos Benefícios Fiscais),
todos eles estão isentas de pagamento de impostos. Para além disso, os grandes patrões facilmente fogem ao escalão mais
elevado de IRS. Para isso, basta que reduzam a sua remuneração (até dão um “ar” de que estão a fazer também sacrifícios) e
depois recebem esse valor através de dividendos cuja esmagadora maioria continuarão isentos.


É evidente que, ao poupar novamente os rendimentos do capital, este governo, para além de mostrar o seu espírito de classe,
e que interesses defende, vai aumentar ainda mais as desigualdades e a injustiça em Portugal, e as dificuldades das famílias
das classes médias e de baixos rendimentos.

Para que se possa ficar com uma ideia clara da dimensão desse ataque, e dos benefícios para os patrões, vamos quantificar
apenas três das medidas anunciadas pelo Governo: o aumento de meia hora de trabalho por dia, cuja produção reverte
integralmente para os patrões; o corte no Subsídio de Férias e de Natal aos Reformados e Aposentados com pensões
superiores a 1000€/mês; e também aos Trabalhadores da Função Pública com remunerações superiores a 1000 euros/mês.
O AUMENTO DE MEIA HORA NO HORÁRIO DE TRABALHO DIÁRIO DÁ POR ANO AOS PATRÕES MAIS
7.002 MILHÕES € DE RIQUEZA.

Se dividirmos o valor do PIB previsto pelo INE para 2011 (171.320,6 milhões €) pela população empregada (4.893.000
portugueses no 2º Trimestre de 2011, segundo o INE) obtém-se 35.013 €/ ano por empregado. Dividindo este valor pelo
número médio anual de horas de trabalho obtém-se 19€/PIB/por hora.
Se multiplicarmos este valor pelo número médio de dias de trabalho por ano, e depois por meia hora dia e seguidamente
pelo número de Trabalhadores por conta de outrem (3.200.000, sem incluir os Trabalhadores da Função Pública), obtém-se
7.002.681.382 de euros. É ainda mais que a redução prevista pelo Governo na Taxa Social Única paga pelos patrões. É esta
gigantesca riqueza que o Governo pretende dar de mão-beijada aos patrões. Tudo para os patrões, nada para os
Trabalhadores produtores de riqueza.


O GOVERNO PRETENDE FAZER MAIS UM CORTE DE 1.682 MILHÕES NOS RENDIMENTOS DOS
PENSIONISTAS E DE 952 MILHÕES NOS TRABALHADORES DA FUNÇÃO PÚBLICA.

Em 2011, as pensões de todos os Reformados e Aposentados foram congeladas. E os preços até Setembro deste ano já
aumentaram 3,6%. Em 2012, o Governo pretende congelar novamente a esmagadora maioria das pensões (apenas as
inferiores ao limiar da pobreza é que poderão ser actualizadas). Como tudo isto já não fosse suficiente, o Governo pretende
ficar com o Subsídio de Férias e de Natal dos Reformados e Aposentados com pensões superiores a 1000€. Em 2012, na
Segurança Social estimamos que sejam atingidos cerca de 200.000 Reformados com uma pensão média ponderada, que
rondará os 1890€/mês, e na Caixa Geral de Aposentações (CGA) 235.000 com uma pensão média ponderada de 1970€/mês.
Dois meses de pensão para estes 435.000 Pensionistas representarão um corte nos seus rendimentos, que estimamos em
1.682 milhões euros por ano. Também é intenção do Governo ficar com o Subsídio Férias e de Natal dos Trabalhadores da
Função Pública, em 2012, com remunerações superiores a 1000€/mês. Se tal intenção se concretizar, estes Trabalhadores,
que nos últimos anos já perderem cerca de 14% no seu poder de compra, sofrerão mais um corte nos seus rendimentos, que
estimamos em 952,6 milhões €, em 2012. Em 2011, estes Trabalhadores tiveram suas remunerações congeladas, e em 2012
e em 2013 as suas remunerações continuarão congeladas. Para além disso, os Trabalhadores da Função Pública e os
Pensionistas, que recebem mais de 485€ e menos de 1000€, sofrerão um aumento da taxa de IRS igual a um subsídio.

Fonte: Eugénio Rosa, 14 de Outubro de 2011




                       Sindicato Nacional dos Profissionais de Seguros e Afins
       PORTO - geral@sinapsa.pt   LISBOA - lisboa@sinapsa.pt    COIMBRA - coimbra@sinapsa.pt
                                           www.sinapsa.pt

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (12)

Medidas impostas pela troika
Medidas impostas pela troikaMedidas impostas pela troika
Medidas impostas pela troika
 
Informações sobre o défice orçamental e a divida
Informações sobre o défice orçamental e a dividaInformações sobre o défice orçamental e a divida
Informações sobre o défice orçamental e a divida
 
A divida publica
A divida publicaA divida publica
A divida publica
 
Mfl
MflMfl
Mfl
 
Economia A- repartição dos rendimentos.
Economia A- repartição dos rendimentos.Economia A- repartição dos rendimentos.
Economia A- repartição dos rendimentos.
 
Fundo de desendividamento jose ferrazalves
Fundo de desendividamento jose ferrazalvesFundo de desendividamento jose ferrazalves
Fundo de desendividamento jose ferrazalves
 
Segurança Social, vítima de uma burla com décadas
Segurança Social, vítima de uma burla com décadasSegurança Social, vítima de uma burla com décadas
Segurança Social, vítima de uma burla com décadas
 
Governo Apoia Pequenas E MéDias Empresas
Governo Apoia Pequenas E MéDias EmpresasGoverno Apoia Pequenas E MéDias Empresas
Governo Apoia Pequenas E MéDias Empresas
 
Valor da divida pública portuguesa
Valor da divida pública portuguesaValor da divida pública portuguesa
Valor da divida pública portuguesa
 
Valor da divida pública portuguesa edwind
Valor da divida pública portuguesa  edwindValor da divida pública portuguesa  edwind
Valor da divida pública portuguesa edwind
 
Orçamento previsto para 2012
Orçamento previsto para 2012Orçamento previsto para 2012
Orçamento previsto para 2012
 
Sabe que despesas pode deduzir na sua próxima declaração de IRS - 2013?
Sabe que despesas pode deduzir na sua próxima declaração de IRS - 2013?Sabe que despesas pode deduzir na sua próxima declaração de IRS - 2013?
Sabe que despesas pode deduzir na sua próxima declaração de IRS - 2013?
 

Destaque

Interview questions
Interview questionsInterview questions
Interview questions
publishift
 
Invitacion aimee
Invitacion aimeeInvitacion aimee
Invitacion aimee
Aimee Perez
 
Plantilla aules temàtiques
Plantilla aules temàtiquesPlantilla aules temàtiques
Plantilla aules temàtiques
78atram
 
Jornal de piracicaba
Jornal de piracicaba Jornal de piracicaba
Jornal de piracicaba
Florespi
 
Você sabe quantas horas as crianças devem dormir por dia
Você sabe quantas horas as crianças devem dormir por diaVocê sabe quantas horas as crianças devem dormir por dia
Você sabe quantas horas as crianças devem dormir por dia
figueiredo5
 
Felicitaciones a los alumnos
Felicitaciones a los alumnosFelicitaciones a los alumnos
Felicitaciones a los alumnos
Lizbeth Galvan...
 
Tem um fase que seu filhinho irá literalmente botar as mãos na comida
Tem um fase que seu filhinho irá literalmente botar as mãos na comidaTem um fase que seu filhinho irá literalmente botar as mãos na comida
Tem um fase que seu filhinho irá literalmente botar as mãos na comida
figueiredo5
 
Desordenes alimenticios
Desordenes alimenticiosDesordenes alimenticios
Desordenes alimenticios
mblml
 
My poetry anthology
My poetry anthologyMy poetry anthology
My poetry anthology
camysalcedo
 
Informe video mafia italiana
Informe video mafia italianaInforme video mafia italiana
Informe video mafia italiana
danielandres96
 
Qar tulis 3 testi
Qar tulis 3 testiQar tulis 3 testi
Qar tulis 3 testi
ikoriko
 
Nueva dirección blog
Nueva dirección blogNueva dirección blog
Nueva dirección blog
rutwaqtav
 

Destaque (20)

Interview questions
Interview questionsInterview questions
Interview questions
 
Invitacion aimee
Invitacion aimeeInvitacion aimee
Invitacion aimee
 
S4 5 6 parent's evening
S4 5 6 parent's eveningS4 5 6 parent's evening
S4 5 6 parent's evening
 
Plantilla aules temàtiques
Plantilla aules temàtiquesPlantilla aules temàtiques
Plantilla aules temàtiques
 
Jornal de piracicaba
Jornal de piracicaba Jornal de piracicaba
Jornal de piracicaba
 
Você sabe quantas horas as crianças devem dormir por dia
Você sabe quantas horas as crianças devem dormir por diaVocê sabe quantas horas as crianças devem dormir por dia
Você sabe quantas horas as crianças devem dormir por dia
 
Felicitaciones a los alumnos
Felicitaciones a los alumnosFelicitaciones a los alumnos
Felicitaciones a los alumnos
 
Hola que tal
Hola que talHola que tal
Hola que tal
 
ZAPPE, CHIODI, CAVATAPPI e altri strumenti scientifici
ZAPPE, CHIODI, CAVATAPPI e altri strumenti scientificiZAPPE, CHIODI, CAVATAPPI e altri strumenti scientifici
ZAPPE, CHIODI, CAVATAPPI e altri strumenti scientifici
 
114 bs
114 bs114 bs
114 bs
 
Studio Nyc
Studio NycStudio Nyc
Studio Nyc
 
Portafolio 4..ninoscka coursera.pdf
Portafolio 4..ninoscka   coursera.pdfPortafolio 4..ninoscka   coursera.pdf
Portafolio 4..ninoscka coursera.pdf
 
Tem um fase que seu filhinho irá literalmente botar as mãos na comida
Tem um fase que seu filhinho irá literalmente botar as mãos na comidaTem um fase que seu filhinho irá literalmente botar as mãos na comida
Tem um fase que seu filhinho irá literalmente botar as mãos na comida
 
Memorandum
MemorandumMemorandum
Memorandum
 
Desordenes alimenticios
Desordenes alimenticiosDesordenes alimenticios
Desordenes alimenticios
 
My poetry anthology
My poetry anthologyMy poetry anthology
My poetry anthology
 
Informe video mafia italiana
Informe video mafia italianaInforme video mafia italiana
Informe video mafia italiana
 
Qar tulis 3 testi
Qar tulis 3 testiQar tulis 3 testi
Qar tulis 3 testi
 
Ruegen Kochbuch
Ruegen KochbuchRuegen Kochbuch
Ruegen Kochbuch
 
Nueva dirección blog
Nueva dirección blogNueva dirección blog
Nueva dirección blog
 

Semelhante a MAIS AUSTERIDADE ANUNCIADA AUMENTAM AS DESIGUALDADES ENTRE O TRABALHO E O CAPITAL

Economia(eunice 14 11-2011)
Economia(eunice 14 11-2011)Economia(eunice 14 11-2011)
Economia(eunice 14 11-2011)
turam11tv
 
Economia(eunice 14 11-2011)
Economia(eunice 14 11-2011)Economia(eunice 14 11-2011)
Economia(eunice 14 11-2011)
turam11tv
 
Trablho de economia risete
Trablho de economia riseteTrablho de economia risete
Trablho de economia risete
turam11tv
 
Crise em potugal
Crise em potugalCrise em potugal
Crise em potugal
turma11ig
 
Crise em potugal
Crise em potugalCrise em potugal
Crise em potugal
turma11ig
 

Semelhante a MAIS AUSTERIDADE ANUNCIADA AUMENTAM AS DESIGUALDADES ENTRE O TRABALHO E O CAPITAL (20)

Informações sobre o défice orçamental e a divida
Informações sobre o défice orçamental e a dividaInformações sobre o défice orçamental e a divida
Informações sobre o défice orçamental e a divida
 
Informações sobre o défice orçamental e a divida
Informações sobre o défice orçamental e a dividaInformações sobre o défice orçamental e a divida
Informações sobre o défice orçamental e a divida
 
Economia(eunice 14 11-2011)
Economia(eunice 14 11-2011)Economia(eunice 14 11-2011)
Economia(eunice 14 11-2011)
 
Economia(eunice 14 11-2011)
Economia(eunice 14 11-2011)Economia(eunice 14 11-2011)
Economia(eunice 14 11-2011)
 
Trablho de economia risete
Trablho de economia riseteTrablho de economia risete
Trablho de economia risete
 
Percurso politico
Percurso politicoPercurso politico
Percurso politico
 
Versão de Proposta de Lei do Orçamento do Estado para 2011
Versão de Proposta de Lei do Orçamento do Estado para 2011Versão de Proposta de Lei do Orçamento do Estado para 2011
Versão de Proposta de Lei do Orçamento do Estado para 2011
 
Edilosn m
Edilosn mEdilosn m
Edilosn m
 
Edilosn m
Edilosn mEdilosn m
Edilosn m
 
Crise em potugal
Crise em potugalCrise em potugal
Crise em potugal
 
Crise em potugal
Crise em potugalCrise em potugal
Crise em potugal
 
Conferência sobre “O Regime Fiscal dos Residentes Não Habituais”
Conferência sobre “O Regime Fiscal dos Residentes Não Habituais”Conferência sobre “O Regime Fiscal dos Residentes Não Habituais”
Conferência sobre “O Regime Fiscal dos Residentes Não Habituais”
 
Orçamento de estado 2014
Orçamento de estado 2014Orçamento de estado 2014
Orçamento de estado 2014
 
O novo regime tributário: o impacto na Economia Angolana
O  novo regime tributário: o impacto na Economia AngolanaO  novo regime tributário: o impacto na Economia Angolana
O novo regime tributário: o impacto na Economia Angolana
 
Proposta de lei do Orçamento de Estado para 2015
Proposta de lei do Orçamento de Estado para 2015Proposta de lei do Orçamento de Estado para 2015
Proposta de lei do Orçamento de Estado para 2015
 
Continua o saque da segurança social como brinde aos patrões (2)
Continua o saque da segurança social como brinde aos patrões (2)Continua o saque da segurança social como brinde aos patrões (2)
Continua o saque da segurança social como brinde aos patrões (2)
 
Guia Fiscal 2016
Guia Fiscal 2016Guia Fiscal 2016
Guia Fiscal 2016
 
O ine
O ineO ine
O ine
 
Ficha
FichaFicha
Ficha
 
Ficha
FichaFicha
Ficha
 

Mais de Sinapsa

Tranquilidade a incerteza_do_futuro
Tranquilidade a incerteza_do_futuroTranquilidade a incerteza_do_futuro
Tranquilidade a incerteza_do_futuro
Sinapsa
 
EM DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA - NOVA OFENSIVA CONTRA OS DIREITOS E SALÁRIOS
EM DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA - NOVA OFENSIVA CONTRA OS DIREITOS E SALÁRIOSEM DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA - NOVA OFENSIVA CONTRA OS DIREITOS E SALÁRIOS
EM DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA - NOVA OFENSIVA CONTRA OS DIREITOS E SALÁRIOS
Sinapsa
 
TÍNHAMOS RAZÃO - O CCT 2008 ESTÁ EM VIGOR!
TÍNHAMOS RAZÃO - O CCT 2008 ESTÁ EM VIGOR!TÍNHAMOS RAZÃO - O CCT 2008 ESTÁ EM VIGOR!
TÍNHAMOS RAZÃO - O CCT 2008 ESTÁ EM VIGOR!
Sinapsa
 
ROTA DO ALVARINHO | 19 DE JULHO 2014
ROTA DO ALVARINHO | 19 DE JULHO 2014ROTA DO ALVARINHO | 19 DE JULHO 2014
ROTA DO ALVARINHO | 19 DE JULHO 2014
Sinapsa
 
A tsu (taxa social única) revisitada...
A tsu (taxa social única) revisitada...A tsu (taxa social única) revisitada...
A tsu (taxa social única) revisitada...
Sinapsa
 
ACÇÃO JUDICIAL APS versus SINAPSA - CCT 2008
ACÇÃO JUDICIAL APS versus SINAPSA - CCT 2008ACÇÃO JUDICIAL APS versus SINAPSA - CCT 2008
ACÇÃO JUDICIAL APS versus SINAPSA - CCT 2008
Sinapsa
 
PROTOCOLO ENTRE O ISAG E O SINAPSA
PROTOCOLO ENTRE O ISAG E O SINAPSAPROTOCOLO ENTRE O ISAG E O SINAPSA
PROTOCOLO ENTRE O ISAG E O SINAPSA
Sinapsa
 
14 JUNHO - 15H30 | CONCENTRAÇÃO - PRAÇA DO MARQUÊS
14 JUNHO - 15H30 | CONCENTRAÇÃO - PRAÇA DO MARQUÊS 14 JUNHO - 15H30 | CONCENTRAÇÃO - PRAÇA DO MARQUÊS
14 JUNHO - 15H30 | CONCENTRAÇÃO - PRAÇA DO MARQUÊS
Sinapsa
 
Convite dia mundial da criança 2014
Convite dia mundial da criança 2014Convite dia mundial da criança 2014
Convite dia mundial da criança 2014
Sinapsa
 
VISITA AO MUSEU DOS DESCOBRIMENTOS | 31 MAIO 2014
VISITA AO MUSEU DOS DESCOBRIMENTOS | 31 MAIO 2014VISITA AO MUSEU DOS DESCOBRIMENTOS | 31 MAIO 2014
VISITA AO MUSEU DOS DESCOBRIMENTOS | 31 MAIO 2014
Sinapsa
 
25 ABRIL 2014 - 40 ANOS DE DEMOCRACIA
25 ABRIL 2014 - 40 ANOS DE DEMOCRACIA25 ABRIL 2014 - 40 ANOS DE DEMOCRACIA
25 ABRIL 2014 - 40 ANOS DE DEMOCRACIA
Sinapsa
 
OFICINA DE LITERATURA DE CORDEL
OFICINA DE LITERATURA DE CORDELOFICINA DE LITERATURA DE CORDEL
OFICINA DE LITERATURA DE CORDEL
Sinapsa
 
Protocolo fit car wash place
Protocolo fit car wash placeProtocolo fit car wash place
Protocolo fit car wash place
Sinapsa
 

Mais de Sinapsa (20)

Visita museu dos descobrimentos 25 out 2014
Visita museu dos descobrimentos 25 out 2014Visita museu dos descobrimentos 25 out 2014
Visita museu dos descobrimentos 25 out 2014
 
Tranquilidade a incerteza_do_futuro
Tranquilidade a incerteza_do_futuroTranquilidade a incerteza_do_futuro
Tranquilidade a incerteza_do_futuro
 
EM DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA - NOVA OFENSIVA CONTRA OS DIREITOS E SALÁRIOS
EM DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA - NOVA OFENSIVA CONTRA OS DIREITOS E SALÁRIOSEM DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA - NOVA OFENSIVA CONTRA OS DIREITOS E SALÁRIOS
EM DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA - NOVA OFENSIVA CONTRA OS DIREITOS E SALÁRIOS
 
TÍNHAMOS RAZÃO - O CCT 2008 ESTÁ EM VIGOR!
TÍNHAMOS RAZÃO - O CCT 2008 ESTÁ EM VIGOR!TÍNHAMOS RAZÃO - O CCT 2008 ESTÁ EM VIGOR!
TÍNHAMOS RAZÃO - O CCT 2008 ESTÁ EM VIGOR!
 
ROTA DO ALVARINHO | 19 DE JULHO 2014
ROTA DO ALVARINHO | 19 DE JULHO 2014ROTA DO ALVARINHO | 19 DE JULHO 2014
ROTA DO ALVARINHO | 19 DE JULHO 2014
 
A tsu (taxa social única) revisitada...
A tsu (taxa social única) revisitada...A tsu (taxa social única) revisitada...
A tsu (taxa social única) revisitada...
 
Ciclo de debates upp 30 junho 2014
Ciclo de debates upp 30 junho 2014Ciclo de debates upp 30 junho 2014
Ciclo de debates upp 30 junho 2014
 
SHOCHÛ-GEIKO (TREINO INTENSIVO DE KARATE VERÃO)
SHOCHÛ-GEIKO (TREINO INTENSIVO DE KARATE VERÃO)SHOCHÛ-GEIKO (TREINO INTENSIVO DE KARATE VERÃO)
SHOCHÛ-GEIKO (TREINO INTENSIVO DE KARATE VERÃO)
 
ACÇÃO JUDICIAL APS versus SINAPSA - CCT 2008
ACÇÃO JUDICIAL APS versus SINAPSA - CCT 2008ACÇÃO JUDICIAL APS versus SINAPSA - CCT 2008
ACÇÃO JUDICIAL APS versus SINAPSA - CCT 2008
 
PROTOCOLO ENTRE O ISAG E O SINAPSA
PROTOCOLO ENTRE O ISAG E O SINAPSAPROTOCOLO ENTRE O ISAG E O SINAPSA
PROTOCOLO ENTRE O ISAG E O SINAPSA
 
14 JUNHO - 15H30 | CONCENTRAÇÃO - PRAÇA DO MARQUÊS
14 JUNHO - 15H30 | CONCENTRAÇÃO - PRAÇA DO MARQUÊS 14 JUNHO - 15H30 | CONCENTRAÇÃO - PRAÇA DO MARQUÊS
14 JUNHO - 15H30 | CONCENTRAÇÃO - PRAÇA DO MARQUÊS
 
Convite dia mundial da criança 2014
Convite dia mundial da criança 2014Convite dia mundial da criança 2014
Convite dia mundial da criança 2014
 
A troika tambem nos seguros
A troika tambem nos segurosA troika tambem nos seguros
A troika tambem nos seguros
 
VISITA AO MUSEU DOS DESCOBRIMENTOS | 31 MAIO 2014
VISITA AO MUSEU DOS DESCOBRIMENTOS | 31 MAIO 2014VISITA AO MUSEU DOS DESCOBRIMENTOS | 31 MAIO 2014
VISITA AO MUSEU DOS DESCOBRIMENTOS | 31 MAIO 2014
 
Vamos ao 1º maio
Vamos ao 1º maioVamos ao 1º maio
Vamos ao 1º maio
 
Portugal 3 anos
Portugal 3 anosPortugal 3 anos
Portugal 3 anos
 
Seiva trupe aberdeen
Seiva trupe aberdeenSeiva trupe aberdeen
Seiva trupe aberdeen
 
25 ABRIL 2014 - 40 ANOS DE DEMOCRACIA
25 ABRIL 2014 - 40 ANOS DE DEMOCRACIA25 ABRIL 2014 - 40 ANOS DE DEMOCRACIA
25 ABRIL 2014 - 40 ANOS DE DEMOCRACIA
 
OFICINA DE LITERATURA DE CORDEL
OFICINA DE LITERATURA DE CORDELOFICINA DE LITERATURA DE CORDEL
OFICINA DE LITERATURA DE CORDEL
 
Protocolo fit car wash place
Protocolo fit car wash placeProtocolo fit car wash place
Protocolo fit car wash place
 

MAIS AUSTERIDADE ANUNCIADA AUMENTAM AS DESIGUALDADES ENTRE O TRABALHO E O CAPITAL

  • 1. Sindicato Nacional dos Profissionais de Seguros ee Afins Sindicato Nacional dos Profissionais de Seguros Afins MAIS AUSTERIDADE ANUNCIADA AUMENTAM AS DESIGUALDADES ENTRE O TRABALHO E O CAPITAL SINAPSA SINAPSA Newsletter - Outubro 2011 MAIS 7000 MILHÕES € DE RIQUEZA PARA OS PATRÕES, NADA PARA OS TRABALHADORES, CORTE DE 1.682 MILHÕES € NO RENDIMENTO DOS PENSIONISTAS E DE 952 MILHÕES € AOS TRABALHADORES DA FUNÇÃO PÚBLICA, MAS OS RENDIMENTOS DO CAPITAL CONTINUAM A SER POUPADOS AOS SACRIFÍCIOS. Tal como sucedeu com o Subsídio do Natal, em que praticamente os atingidos pelo IRS extraordinário foram apenas os Trabalhadores e Pensionistas, que têm de pagar ainda este ano mais 800 milhões € de IRS, segundo as contas do próprio governo, tendo sido poupado os rendimentos do capital (dividendos, juros, mais-valias), também agora o Governo anunciou para 2012 mais medidas de austeridade, em que os atingidos são outra vez os Trabalhadores, os Pensionistas e os Aposentados. Novamente, os rendimentos de capital (dividendos, juros e mais-valias) ficam imunes aos sacrifícios. A sobretaxa de IRC a aplicar às empresas com lucros elevados e o novo escalão de IRS aos rendimentos mais elevados foi criada por este Governo com o objectivo de enganar a opinião pública. Em primeiro lugar, os valores a obter com elas são irrisórios (menos de 100 milhões € em cada) quando comparamos com os sacrifícios que estão a ser impostos aos Trabalhadores e Pensionistas. Em segundo lugar, porque não atinge a principal fonte de enriquecimento dos grandes patrões, que são os rendimentos de capital, ou seja, dividendos, mais-valias, juros, etc.. E estes rendimentos ou continuam isentos (a maioria), ou então aqueles que pagam IRS (apenas uma pequena parcela) estão sujeitos a uma taxa liberatória de 21,5% ou ainda menos, que não é aumentada. Para os grandes patrões não são as remunerações sujeitas a IRS que, embora gigantescas quando comparadas com as recebidas pela generalidade dos trabalhadores, constituem a principal fonte da sua riqueza, já que elas representam apenas uma pequeníssima parcela quando as comparamos com os dividendos, juros, e mais-valias que são recebidas através de sociedades gestoras de participações sociais (SGPS) ou de Fundos, ou que são transferidas para empresas que criaram no estrangeiro, como a Amorim Energia, sediada na Holanda, através da qual recebe os dividendos da GALP, e que, de acordo com a lei fiscal portuguesa (Artºs 14 e 51, do Código do IRS, e Artºs 22º, 23º, 27º e 32º, do Estatuto dos Benefícios Fiscais), todos eles estão isentas de pagamento de impostos. Para além disso, os grandes patrões facilmente fogem ao escalão mais elevado de IRS. Para isso, basta que reduzam a sua remuneração (até dão um “ar” de que estão a fazer também sacrifícios) e depois recebem esse valor através de dividendos cuja esmagadora maioria continuarão isentos. É evidente que, ao poupar novamente os rendimentos do capital, este governo, para além de mostrar o seu espírito de classe, e que interesses defende, vai aumentar ainda mais as desigualdades e a injustiça em Portugal, e as dificuldades das famílias das classes médias e de baixos rendimentos. Para que se possa ficar com uma ideia clara da dimensão desse ataque, e dos benefícios para os patrões, vamos quantificar apenas três das medidas anunciadas pelo Governo: o aumento de meia hora de trabalho por dia, cuja produção reverte integralmente para os patrões; o corte no Subsídio de Férias e de Natal aos Reformados e Aposentados com pensões superiores a 1000€/mês; e também aos Trabalhadores da Função Pública com remunerações superiores a 1000 euros/mês.
  • 2. O AUMENTO DE MEIA HORA NO HORÁRIO DE TRABALHO DIÁRIO DÁ POR ANO AOS PATRÕES MAIS 7.002 MILHÕES € DE RIQUEZA. Se dividirmos o valor do PIB previsto pelo INE para 2011 (171.320,6 milhões €) pela população empregada (4.893.000 portugueses no 2º Trimestre de 2011, segundo o INE) obtém-se 35.013 €/ ano por empregado. Dividindo este valor pelo número médio anual de horas de trabalho obtém-se 19€/PIB/por hora. Se multiplicarmos este valor pelo número médio de dias de trabalho por ano, e depois por meia hora dia e seguidamente pelo número de Trabalhadores por conta de outrem (3.200.000, sem incluir os Trabalhadores da Função Pública), obtém-se 7.002.681.382 de euros. É ainda mais que a redução prevista pelo Governo na Taxa Social Única paga pelos patrões. É esta gigantesca riqueza que o Governo pretende dar de mão-beijada aos patrões. Tudo para os patrões, nada para os Trabalhadores produtores de riqueza. O GOVERNO PRETENDE FAZER MAIS UM CORTE DE 1.682 MILHÕES NOS RENDIMENTOS DOS PENSIONISTAS E DE 952 MILHÕES NOS TRABALHADORES DA FUNÇÃO PÚBLICA. Em 2011, as pensões de todos os Reformados e Aposentados foram congeladas. E os preços até Setembro deste ano já aumentaram 3,6%. Em 2012, o Governo pretende congelar novamente a esmagadora maioria das pensões (apenas as inferiores ao limiar da pobreza é que poderão ser actualizadas). Como tudo isto já não fosse suficiente, o Governo pretende ficar com o Subsídio de Férias e de Natal dos Reformados e Aposentados com pensões superiores a 1000€. Em 2012, na Segurança Social estimamos que sejam atingidos cerca de 200.000 Reformados com uma pensão média ponderada, que rondará os 1890€/mês, e na Caixa Geral de Aposentações (CGA) 235.000 com uma pensão média ponderada de 1970€/mês. Dois meses de pensão para estes 435.000 Pensionistas representarão um corte nos seus rendimentos, que estimamos em 1.682 milhões euros por ano. Também é intenção do Governo ficar com o Subsídio Férias e de Natal dos Trabalhadores da Função Pública, em 2012, com remunerações superiores a 1000€/mês. Se tal intenção se concretizar, estes Trabalhadores, que nos últimos anos já perderem cerca de 14% no seu poder de compra, sofrerão mais um corte nos seus rendimentos, que estimamos em 952,6 milhões €, em 2012. Em 2011, estes Trabalhadores tiveram suas remunerações congeladas, e em 2012 e em 2013 as suas remunerações continuarão congeladas. Para além disso, os Trabalhadores da Função Pública e os Pensionistas, que recebem mais de 485€ e menos de 1000€, sofrerão um aumento da taxa de IRS igual a um subsídio. Fonte: Eugénio Rosa, 14 de Outubro de 2011 Sindicato Nacional dos Profissionais de Seguros e Afins PORTO - geral@sinapsa.pt LISBOA - lisboa@sinapsa.pt COIMBRA - coimbra@sinapsa.pt www.sinapsa.pt