SlideShare uma empresa Scribd logo
LITERATURA
RUSSA
FRANZ KAFKA:
Franks Kafka
 Franz Kafka (1883-1924) foi escritor
tcheco, de língua alemã. Considerado
um dos principais escritores da
Literatura Moderna. Suas obras
retratam a ansiedade e a alienação do
homem do século XX.
 Escreve em alemão toda a sua obra, a
maior parte publicada postumamente.
Seu estilo é marcado pelo
realismo, pela crueza e pelo
detalhamento com que descreve
situações incomuns, como na obra "O
Processo", de 1925, cujo personagem
principal é preso, julgado e executado
por um crime que desconhece.
Faleceu em
Klosterneuburg, Áustria, no dia 3 de
junho de 1924.
 Franz Kafka (1883-1924) foi escritor tcheco,
de língua alemã. Considerado um dos
principais escritores da Literatura Moderna.
Suas obras retratam a ansiedade e a
alienação do homem do século XX.
 Franz Kafka nasceu em Praga, na época do
Império austro-húngaro, atual República
Tcheca, no dia 3 de julho de 1883. Filho de
Hermann Kafka, rico comerciante, de família
judia, e de Julie Kafka. Cresceu sob a
influência das culturas judia, tcheca, e alemã.
Já na adolescência revela-se socialista e
ateu. Estudou Direito em Praga, concluindo o
curso em 1906.
 Trabalhou numa companhia de seguro e dedicou-
se à literatura. Influenciado pela severidade do
pai, que marca profundamente sua obra, torna-se
isolado e rebelde. Fez parte da chamada Escola
de Praga. Participa de reuniões com grupos
anarquistas.
 Em 1917, é obrigado a afastar-se do trabalho
devido à tuberculose. Escreve em alemão toda a
sua obra, a maior parte publicada postumamente.
Seu estilo é marcado pelo realismo, pela crueza e
pelo detalhamento com que descreve situações
incomuns, como na obra "O Processo", de 1925,
cujo personagem principal é preso, julgado e
executado por um crime que desconhece.
Faleceu em Klosterneuburg, Áustria, no dia 3 de
junho de 1924.
FIÓDOR DOSTOIÉVSKI
 Fiódor Dostoiévski (1821-1881) foi escritor
russo. "Os Irmãos Karamázov" e "Crime e
Castigo", são obras-primas da literatura
universal. Seus romances abordam questões
existenciais e temas ligados à
humilhação, culpa, suicídio, loucura e
estados patológicos humanos.
 Fiódor Dostoiévski (1821-1881) nasceu em
Moscou, no dia 30 de outubro de 1821. Filho
de Mikhail Dostoiévski e Maria Fiódorovna
Nietcháieva. No dia 27 de fevereiro de
1837, sua mãe morre. Nesse mesmo ano é
enviado para Petersburgo, para a Escola de
Engenharia Militar. Em 1839, seu pai, que
era médico, foi assassinado pelos colonos da
fazenda onde vivia.
 Em 1841, dedica-se a composição, mas não
conclui, de dois dramas históricos, "Boris Godunov" e
"Maria Stuart". Em 1843 termina seus estudos e
trabalha na seção de engenharia de Petersburgo.
Traduz duas obras românticas, "Eugênia Grandet" de
Balzac e "Dom Carlos" de Schiller. Em 1944, demite-
se do cargo público e começa a escreveu seu
primeiro romance, "Pobre Gente", novela que
descreve o ambiente medíocre onde vive, publicado
em 1846, no "Almanaque Petersburguês".
 Em 1847 publica a segunda edição de "Pobre Gente"
e em 1948 publica "O Duplo", romance que não
obteve sucesso. Sua obra antes
elogiada, estranhamente começa a declinar. A
mudança tão inesperada isola Dostoiévski do convívio
geral. Surgem-lhe dúvidas a respeito de sua própria
capacidade de escritor.
 Em 1847 passa a frequentar o grupo
socialista do revolucionário Pietrachévski. É
considerado subversivo, preso e enviado
para Sibéria, onde passou nove anos. Ao sair
da prisão é incorporado como soldado raso,
para cumprir o restante da pena. Casa-se
com Maria Issáievna. Em novembro de 1859,
volta à cidade de Petersburgo. As
recordações da vida no cárcere são descritas
nos livros "Memórias da Casa dos Mortos"
(1861) e "Memórias do Subsolo" (1864).
 Dostoiévski morreu em São Petersburgo, no
dia 28 de janeiro de 1881
Nicolai Vassílievitch Gógol
 Do pai herdou o prazer de escrever e da mãe o intenso
sentimento religioso que o levaria ao misticismo. Nicolai
Vassílievitch Gógol, nascido na vila da província
ucraniana de Vassílievska aos 19 de março de 1809 e
sob influência literária de escritores
como Goethe, publica, aos vinte anos, o poema Hans
Küchelgarten, que após ter recebido críticas negativas
tem todos seus exemplares recolhidos e queimados
pelo autor.
 Essa atitude e o fato em si lhe provocaram enorme
angústia, tanta que embarcou no primeiro navio para a
Alemanha e retorna em pouco tempo. Voltar para a
capital, São Petersburgo, e lutar pela conservação das
tradições culturais da Rússia, junto a outros
intelectuais, impulsiona-o a colaborar na
revista Letras Patrióticas, e publicar aí seu primeiro
conto: A Noite de São João. Conhece o poeta Puchkin
que se torna seu mestre, e a partir daí inicia sua
publicação, inicialmente de contos sobre os costumes
de sua terra e introduzindo o humor
 Foi acusado pela Igreja de possuir um
„orgulho satânico‟ e por outro lado, pelos
ascetas, a acusação veio por ter
defendido os „prazeres mundanos‟.
Desiludido, queima os manuscritos dessa
obra, e descrente da vida ou da salvação
da alma, prostra-se em seu
leito, recusando a partir de então, ingerir
qualquer tipo de alimento, esperando a
chegada da morte, que se faz presente
em dez dias, em 21 de fevereiro de 1852
Leon Tolstói
 Leon Tolstói (1828-1910) foi escritor russo.
"Autor de Guerra e Paz", obra que o tornaria
célebre. Suas ideias revolucionárias sobre
educação dos camponeses, chocaram o
espírito aristocrata da época.
 Leon Tolstói (1828-1910) nasceu em Iasnaia
Poliana, Rússia, no dia 28 de agosto de
1828. Filho de Nicolau Tolstói, sua origem
ilustre, remota à princesa Maria Nicolaievna.
Com nove anos ficou órfão e foi educado por
preceptores particulares. Em 1841, muda-se
para Kazan e em 1844, ingressa na
universidade. Dedica-se aos estudos
orientais e depois às ciências jurídicas.
 Em 1857, troca a carreira de oficial pelas letras. Inicia uma
série de viagens pela Europa, onde observa as novas
experiências em matéria de educação. Influenciado desde a
adolescência pela obra de Jean-Jacques Rousseau (1712-
1778), acredita que a função da educação seria melhorar a
moral e moldar o caráter, através da autodisciplina. Para
aplicar suas teorias funda uma escola em Iasnaia Poliana,
para educar os camponeses, o que chocou os círculos
intelectuais da Rússia. Tolstói foi o precursor das ideias
revolucionárias que conturbariam a Rússia no século
seguinte.
 Em 1862 casa-se com Sofia Andreievna. Começa a trabalhar
na obra que o consagraria "Guerra e Paz". A primeira parte
foi publicada em 1865, sob o título de "Mil Oitocentos e
Cinco". Escreve também artigos, contos e uma cartilha para a
escola primária, onde escreve, de forma original, as lendas
folclóricas russas. Em 1869, conclui "Guerra e Paz", que é
dado ao público
 Sofia não aceita as ideias do marido sobre a
educação dos filhos, nem a dedicação à escola.
Tolstói escreve "Anna Karina", outro grande
sucesso. A morte sucessiva de três filhos, e de uma
tia, abala a vida do escritor. Começa uma grande
transformação em sua vida, afirmando que "O pivô
do mal é a propriedade". Repudia a nobreza, veste-
se como camponês, anda descalço e serve-se a si
próprio. Divide os móveis da família entre a mulher
e os filhos. Deixa metade dos direitos autorais para
o público. Publica "A Morte de "Ivã Ilyitch" (1886),
"Sonata de Kreutzer" (1889), "Senhor e Servo"
(1889) e "Ressurreição" (1899). Escreve em seu
diário: "Tenho uma terrível vontade de deixar-me ir"
 Leon Nicolaievich Tolstói faleceu em Iasnaia
Poliana, no dia 14 de novembro de 1910.
Mikhail Bakhtin
 Nascido no dia dezessete de novembro do
ano de 1895 em Orel (Rússia), Mikhail
Mikhailovich Bakhtin foi um pensador e
filósofo, além de teórico de artes e cultura da
Europa. Considerado um dos maiores
estudiosos da linguagem humana, suas
obras sobre diversos temas influenciaram
uma infinidade de pensadores de diversas
áreas como: crítica da
religião, estruturalismo, semiótica e
marxismo. Além disso, também teve forte
influência nas seguintes
disciplinas: psicologia, antropologia, história,
filosofia, crítica literária, entre outras
 As ideias de Bakhtin, embora fossem ativas nas
discussões sobre literatura e estética, não
encontraram espaço durante os anos 20 na União
Soviética. Porém, nos anos 60, um grupo de
estudiosos da Rússia redescobriu sua obra, o que
acabou tornando-o conhecido e fez com que suas
ideias fossem difundidas. Entre outros feitos, Bakhtin
foi o criador do conceito de polifonia referente a obras
literárias, que era parte de uma teoria inovadora sobre
o romance europeu.
 Ao explorar princípios artísticos do romance, criou a
teoria do humor popular e da cultura universal.
Menippea, carnavalização, cronotopo, cultura cômica
e polifonia são alguns de seus principais conceitos.
Bakhtin produziu vários livros a respeito de questões
de teoria geral, teoria e estilo dos gêneros de
discurso. É considerado um dos líderes do "Círculo de
Bakhtin", um grupo formado por intelectuais da Rússia
 A obra “Marxismo e Filosofia da Linguagem” foi
escrita por Bakhtin ao fim dos anos 20, mas ainda
apresenta uma atualidade admirável e forma a
fundamentação de teoria semiótica e textual
utilizada atualmente. Com características
interdisciplinares, sem apresentar caráter
positivista ou mecânico, impulsiona novas
interpretações sobre ideologia, comunicação,
linguagem e signo. De forma original, introduz o
materialismo dialético no campo linguístico.
 As principais obras de Mikhail Bakhtin são:
“Freudismo”, “Marxismo e Filosofia da
Linguagem”, “Cultura Popular na Idade Média: o
contexto de François Rabelais”, “Estética da
Criação Verbal”, “Problemas da poética de
Dostoiévski” e “Questões de Literatura e de
Estética”, todas com edições em português

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Florbela Espanca
Florbela Espanca Florbela Espanca
Florbela Espanca
Luís Ferreira
 
Florbela espanca
Florbela espancaFlorbela espanca
Florbela espanca
liofer21
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de ariel
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de arielSistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de ariel
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de ariel
Biblioteca UCS
 
Imago, de Carl Spitteler
Imago, de Carl SpittelerImago, de Carl Spitteler
Imago, de Carl Spitteler
Flávia Yacubian
 
Trabalho de Literatura - Escola Prof. Alício Araújo
Trabalho de Literatura -  Escola Prof. Alício AraújoTrabalho de Literatura -  Escola Prof. Alício Araújo
Trabalho de Literatura - Escola Prof. Alício Araújo
Bovary16
 
Especial Clarice Lispector
Especial Clarice LispectorEspecial Clarice Lispector
Especial Clarice Lispector
Ana Batista
 
Florbela espanca fanatismo
Florbela espanca fanatismoFlorbela espanca fanatismo
Florbela espanca fanatismo
Luzia Gabriele
 
Filipa fotobiografia.emily.brontë
Filipa fotobiografia.emily.brontëFilipa fotobiografia.emily.brontë
Filipa fotobiografia.emily.brontë
Isabel Freitas
 
O cego Geronimo e seu irmão & Tenente Gustl, de Arthur Schnitzler
O cego Geronimo e seu irmão & Tenente Gustl, de Arthur SchnitzlerO cego Geronimo e seu irmão & Tenente Gustl, de Arthur Schnitzler
O cego Geronimo e seu irmão & Tenente Gustl, de Arthur Schnitzler
Flávia Yacubian
 
Fernando pessoa 2
Fernando pessoa 2Fernando pessoa 2
Fernando pessoa 2
Erlânia Pollyanna
 
1 clarice lispector
1 clarice lispector1 clarice lispector
1 clarice lispector
David Cavalcante
 
Trabalho de portugues
Trabalho de portuguesTrabalho de portugues
Trabalho de portugues
vhartmannl7
 
Florbela Espanca
Florbela EspancaFlorbela Espanca
Florbela Espanca
José Alves
 
Gt amor e morte na literatura brasileira e na arte judaica ibérica e latino a...
Gt amor e morte na literatura brasileira e na arte judaica ibérica e latino a...Gt amor e morte na literatura brasileira e na arte judaica ibérica e latino a...
Gt amor e morte na literatura brasileira e na arte judaica ibérica e latino a...
Cicero Marcos Santos
 
Mariana.donato anuncio.publicitario.a.mãe
Mariana.donato anuncio.publicitario.a.mãeMariana.donato anuncio.publicitario.a.mãe
Mariana.donato anuncio.publicitario.a.mãe
Isabel Freitas
 
Florbela Espanca (DADOS BIOGRÁFICOS)
Florbela Espanca  (DADOS BIOGRÁFICOS)Florbela Espanca  (DADOS BIOGRÁFICOS)
Florbela Espanca (DADOS BIOGRÁFICOS)
Pibid-Letras Córdula
 

Mais procurados (16)

Florbela Espanca
Florbela Espanca Florbela Espanca
Florbela Espanca
 
Florbela espanca
Florbela espancaFlorbela espanca
Florbela espanca
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de ariel
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de arielSistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de ariel
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de ariel
 
Imago, de Carl Spitteler
Imago, de Carl SpittelerImago, de Carl Spitteler
Imago, de Carl Spitteler
 
Trabalho de Literatura - Escola Prof. Alício Araújo
Trabalho de Literatura -  Escola Prof. Alício AraújoTrabalho de Literatura -  Escola Prof. Alício Araújo
Trabalho de Literatura - Escola Prof. Alício Araújo
 
Especial Clarice Lispector
Especial Clarice LispectorEspecial Clarice Lispector
Especial Clarice Lispector
 
Florbela espanca fanatismo
Florbela espanca fanatismoFlorbela espanca fanatismo
Florbela espanca fanatismo
 
Filipa fotobiografia.emily.brontë
Filipa fotobiografia.emily.brontëFilipa fotobiografia.emily.brontë
Filipa fotobiografia.emily.brontë
 
O cego Geronimo e seu irmão & Tenente Gustl, de Arthur Schnitzler
O cego Geronimo e seu irmão & Tenente Gustl, de Arthur SchnitzlerO cego Geronimo e seu irmão & Tenente Gustl, de Arthur Schnitzler
O cego Geronimo e seu irmão & Tenente Gustl, de Arthur Schnitzler
 
Fernando pessoa 2
Fernando pessoa 2Fernando pessoa 2
Fernando pessoa 2
 
1 clarice lispector
1 clarice lispector1 clarice lispector
1 clarice lispector
 
Trabalho de portugues
Trabalho de portuguesTrabalho de portugues
Trabalho de portugues
 
Florbela Espanca
Florbela EspancaFlorbela Espanca
Florbela Espanca
 
Gt amor e morte na literatura brasileira e na arte judaica ibérica e latino a...
Gt amor e morte na literatura brasileira e na arte judaica ibérica e latino a...Gt amor e morte na literatura brasileira e na arte judaica ibérica e latino a...
Gt amor e morte na literatura brasileira e na arte judaica ibérica e latino a...
 
Mariana.donato anuncio.publicitario.a.mãe
Mariana.donato anuncio.publicitario.a.mãeMariana.donato anuncio.publicitario.a.mãe
Mariana.donato anuncio.publicitario.a.mãe
 
Florbela Espanca (DADOS BIOGRÁFICOS)
Florbela Espanca  (DADOS BIOGRÁFICOS)Florbela Espanca  (DADOS BIOGRÁFICOS)
Florbela Espanca (DADOS BIOGRÁFICOS)
 

Destaque

Crime e castigo de Fiódor Dostoiévski
Crime e castigo de Fiódor DostoiévskiCrime e castigo de Fiódor Dostoiévski
Crime e castigo de Fiódor Dostoiévski
Bruno Diel
 
Direito e lIteratura
Direito e lIteraturaDireito e lIteratura
Direito e lIteratura
karinemc2010blog
 
Fiódor dostoiévski recordações da casa dos mortos (1)
Fiódor dostoiévski   recordações da casa dos mortos (1)Fiódor dostoiévski   recordações da casa dos mortos (1)
Fiódor dostoiévski recordações da casa dos mortos (1)
Kelson Silva de Castro
 
Fiodor dostoievski o subsolo
Fiodor dostoievski   o subsoloFiodor dostoievski   o subsolo
Fiodor dostoievski o subsolo
alunouece
 
Livro Açucar Amargo
Livro Açucar AmargoLivro Açucar Amargo
Livro Açucar Amargo
Henrique123445
 
Franz kafka y su obra
Franz kafka y su obraFranz kafka y su obra
Franz kafka y su obra
maripazoe
 
Franz.kafka.a.metamorfose
Franz.kafka.a.metamorfoseFranz.kafka.a.metamorfose
Franz.kafka.a.metamorfose
Ariane Mafra
 
Musica urbana
Musica urbana Musica urbana
Musica urbana
Érica do Vale
 
Biografía franz kafka
Biografía   franz kafkaBiografía   franz kafka
Biografía franz kafka
Karo Ladino
 
Apostila introdução à linguagem sql
Apostila introdução à linguagem sqlApostila introdução à linguagem sql
Apostila introdução à linguagem sql
Reuel Lopes
 
Praga
PragaPraga
Guerra y paz
Guerra y pazGuerra y paz
Guerra y paz
Daniela165
 
Como fazer resenha
Como fazer  resenhaComo fazer  resenha
Como fazer resenha
Hélio Consolaro
 
Guerra & paz
Guerra & pazGuerra & paz
Guerra & paz
Diego Valero
 
Franz Kafka
Franz KafkaFranz Kafka
Franz Kafka
maluteach
 
Como fazer uma resenha
Como fazer uma resenhaComo fazer uma resenha
Como fazer uma resenha
Lorena Falqueto
 
Nietzsche e Foucault
Nietzsche e FoucaultNietzsche e Foucault
Nietzsche e Foucault
Paulo Alexandre
 
russia
russiarussia
russia
castr
 
Diversidade cultural russia
Diversidade cultural russiaDiversidade cultural russia
Diversidade cultural russia
PAFB
 
Rússia
RússiaRússia
Rússia
Ana Pereira
 

Destaque (20)

Crime e castigo de Fiódor Dostoiévski
Crime e castigo de Fiódor DostoiévskiCrime e castigo de Fiódor Dostoiévski
Crime e castigo de Fiódor Dostoiévski
 
Direito e lIteratura
Direito e lIteraturaDireito e lIteratura
Direito e lIteratura
 
Fiódor dostoiévski recordações da casa dos mortos (1)
Fiódor dostoiévski   recordações da casa dos mortos (1)Fiódor dostoiévski   recordações da casa dos mortos (1)
Fiódor dostoiévski recordações da casa dos mortos (1)
 
Fiodor dostoievski o subsolo
Fiodor dostoievski   o subsoloFiodor dostoievski   o subsolo
Fiodor dostoievski o subsolo
 
Livro Açucar Amargo
Livro Açucar AmargoLivro Açucar Amargo
Livro Açucar Amargo
 
Franz kafka y su obra
Franz kafka y su obraFranz kafka y su obra
Franz kafka y su obra
 
Franz.kafka.a.metamorfose
Franz.kafka.a.metamorfoseFranz.kafka.a.metamorfose
Franz.kafka.a.metamorfose
 
Musica urbana
Musica urbana Musica urbana
Musica urbana
 
Biografía franz kafka
Biografía   franz kafkaBiografía   franz kafka
Biografía franz kafka
 
Apostila introdução à linguagem sql
Apostila introdução à linguagem sqlApostila introdução à linguagem sql
Apostila introdução à linguagem sql
 
Praga
PragaPraga
Praga
 
Guerra y paz
Guerra y pazGuerra y paz
Guerra y paz
 
Como fazer resenha
Como fazer  resenhaComo fazer  resenha
Como fazer resenha
 
Guerra & paz
Guerra & pazGuerra & paz
Guerra & paz
 
Franz Kafka
Franz KafkaFranz Kafka
Franz Kafka
 
Como fazer uma resenha
Como fazer uma resenhaComo fazer uma resenha
Como fazer uma resenha
 
Nietzsche e Foucault
Nietzsche e FoucaultNietzsche e Foucault
Nietzsche e Foucault
 
russia
russiarussia
russia
 
Diversidade cultural russia
Diversidade cultural russiaDiversidade cultural russia
Diversidade cultural russia
 
Rússia
RússiaRússia
Rússia
 

Semelhante a Literatura russa

Georges nivat a paixão russa de destruir
Georges nivat a paixão russa de destruirGeorges nivat a paixão russa de destruir
Georges nivat a paixão russa de destruir
moratonoise
 
Destaques Enciclopédia 01-03-2015 a 08-03-2015
Destaques Enciclopédia 01-03-2015 a 08-03-2015Destaques Enciclopédia 01-03-2015 a 08-03-2015
Destaques Enciclopédia 01-03-2015 a 08-03-2015
Umberto Neves
 
Literatura do pré modernismo
Literatura do pré modernismoLiteratura do pré modernismo
Literatura do pré modernismo
Paulo Otávio Cardoso Borges
 
PROJETO: SARAU LITERÁRIO
PROJETO: SARAU LITERÁRIOPROJETO: SARAU LITERÁRIO
PROJETO: SARAU LITERÁRIO
Escola Estadual Antônio Valadares
 
Romantismo e suas gerações.
Romantismo e suas gerações. Romantismo e suas gerações.
Romantismo e suas gerações.
Jéssica Moresi
 
Destaques Enciclopédia 23-02-2015 a 28-02-2015
Destaques Enciclopédia 23-02-2015 a 28-02-2015Destaques Enciclopédia 23-02-2015 a 28-02-2015
Destaques Enciclopédia 23-02-2015 a 28-02-2015
Umberto Neves
 
romantismo-140720124010-phpapp01.pdf
romantismo-140720124010-phpapp01.pdfromantismo-140720124010-phpapp01.pdf
romantismo-140720124010-phpapp01.pdf
GANHADODINHEIRO
 
Destaques Enciclopédia 22-12-2014 a 28-12-2014
Destaques Enciclopédia 22-12-2014 a 28-12-2014Destaques Enciclopédia 22-12-2014 a 28-12-2014
Destaques Enciclopédia 22-12-2014 a 28-12-2014
Umberto Neves
 
Literatura do Romantismo e Pré Rafaelitas
Literatura do Romantismo e Pré RafaelitasLiteratura do Romantismo e Pré Rafaelitas
Literatura do Romantismo e Pré Rafaelitas
hcaslides
 
Marxismo e filosofia da linguagem - Bakhtin
Marxismo e filosofia da linguagem - BakhtinMarxismo e filosofia da linguagem - Bakhtin
Marxismo e filosofia da linguagem - Bakhtin
Pibid Letras Português Ufal
 
Oswald de Andrade
Oswald de AndradeOswald de Andrade
Oswald de Andrade
Beatriz Damasceno
 
Realismo
Realismo Realismo
Realismo
Clarice Menezes
 
Bakhtin marxismo filosofia-linguagem
Bakhtin marxismo filosofia-linguagemBakhtin marxismo filosofia-linguagem
Bakhtin marxismo filosofia-linguagem
Angelita Fernandes
 
Oswalddeandrade
OswalddeandradeOswalddeandrade
Oswalddeandrade
Gustavo Victor
 
Dom casmurro - 3ª A - 2011
Dom casmurro - 3ª A - 2011Dom casmurro - 3ª A - 2011
Dom casmurro - 3ª A - 2011
Maria Inês de Souza Vitorino Justino
 
Realismo /Naturalismo /Iaia Garcia - Machado de Assis
Realismo /Naturalismo /Iaia Garcia - Machado de AssisRealismo /Naturalismo /Iaia Garcia - Machado de Assis
Realismo /Naturalismo /Iaia Garcia - Machado de Assis
MGLAUCIA /LÍNGUA PORTUGUESA
 
Nascida em divinópolis
Nascida em divinópolisNascida em divinópolis
Nascida em divinópolis
Lucas Pascoaloto
 
2ª tarefa do facegrupo de língua portuguesa.
2ª tarefa do facegrupo de língua portuguesa.2ª tarefa do facegrupo de língua portuguesa.
2ª tarefa do facegrupo de língua portuguesa.
Lucas Pascoaloto
 
Seminário História Contemporânea 1
Seminário História Contemporânea 1Seminário História Contemporânea 1
Seminário História Contemporânea 1
Suelled
 
2ª e 3ª geração romântica
2ª e 3ª geração romântica2ª e 3ª geração romântica
2ª e 3ª geração romântica
Andriane Cursino
 

Semelhante a Literatura russa (20)

Georges nivat a paixão russa de destruir
Georges nivat a paixão russa de destruirGeorges nivat a paixão russa de destruir
Georges nivat a paixão russa de destruir
 
Destaques Enciclopédia 01-03-2015 a 08-03-2015
Destaques Enciclopédia 01-03-2015 a 08-03-2015Destaques Enciclopédia 01-03-2015 a 08-03-2015
Destaques Enciclopédia 01-03-2015 a 08-03-2015
 
Literatura do pré modernismo
Literatura do pré modernismoLiteratura do pré modernismo
Literatura do pré modernismo
 
PROJETO: SARAU LITERÁRIO
PROJETO: SARAU LITERÁRIOPROJETO: SARAU LITERÁRIO
PROJETO: SARAU LITERÁRIO
 
Romantismo e suas gerações.
Romantismo e suas gerações. Romantismo e suas gerações.
Romantismo e suas gerações.
 
Destaques Enciclopédia 23-02-2015 a 28-02-2015
Destaques Enciclopédia 23-02-2015 a 28-02-2015Destaques Enciclopédia 23-02-2015 a 28-02-2015
Destaques Enciclopédia 23-02-2015 a 28-02-2015
 
romantismo-140720124010-phpapp01.pdf
romantismo-140720124010-phpapp01.pdfromantismo-140720124010-phpapp01.pdf
romantismo-140720124010-phpapp01.pdf
 
Destaques Enciclopédia 22-12-2014 a 28-12-2014
Destaques Enciclopédia 22-12-2014 a 28-12-2014Destaques Enciclopédia 22-12-2014 a 28-12-2014
Destaques Enciclopédia 22-12-2014 a 28-12-2014
 
Literatura do Romantismo e Pré Rafaelitas
Literatura do Romantismo e Pré RafaelitasLiteratura do Romantismo e Pré Rafaelitas
Literatura do Romantismo e Pré Rafaelitas
 
Marxismo e filosofia da linguagem - Bakhtin
Marxismo e filosofia da linguagem - BakhtinMarxismo e filosofia da linguagem - Bakhtin
Marxismo e filosofia da linguagem - Bakhtin
 
Oswald de Andrade
Oswald de AndradeOswald de Andrade
Oswald de Andrade
 
Realismo
Realismo Realismo
Realismo
 
Bakhtin marxismo filosofia-linguagem
Bakhtin marxismo filosofia-linguagemBakhtin marxismo filosofia-linguagem
Bakhtin marxismo filosofia-linguagem
 
Oswalddeandrade
OswalddeandradeOswalddeandrade
Oswalddeandrade
 
Dom casmurro - 3ª A - 2011
Dom casmurro - 3ª A - 2011Dom casmurro - 3ª A - 2011
Dom casmurro - 3ª A - 2011
 
Realismo /Naturalismo /Iaia Garcia - Machado de Assis
Realismo /Naturalismo /Iaia Garcia - Machado de AssisRealismo /Naturalismo /Iaia Garcia - Machado de Assis
Realismo /Naturalismo /Iaia Garcia - Machado de Assis
 
Nascida em divinópolis
Nascida em divinópolisNascida em divinópolis
Nascida em divinópolis
 
2ª tarefa do facegrupo de língua portuguesa.
2ª tarefa do facegrupo de língua portuguesa.2ª tarefa do facegrupo de língua portuguesa.
2ª tarefa do facegrupo de língua portuguesa.
 
Seminário História Contemporânea 1
Seminário História Contemporânea 1Seminário História Contemporânea 1
Seminário História Contemporânea 1
 
2ª e 3ª geração romântica
2ª e 3ª geração romântica2ª e 3ª geração romântica
2ª e 3ª geração romântica
 

Último

As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 

Literatura russa

  • 3.
  • 4. Franks Kafka  Franz Kafka (1883-1924) foi escritor tcheco, de língua alemã. Considerado um dos principais escritores da Literatura Moderna. Suas obras retratam a ansiedade e a alienação do homem do século XX.  Escreve em alemão toda a sua obra, a maior parte publicada postumamente. Seu estilo é marcado pelo realismo, pela crueza e pelo detalhamento com que descreve situações incomuns, como na obra "O Processo", de 1925, cujo personagem principal é preso, julgado e executado por um crime que desconhece. Faleceu em Klosterneuburg, Áustria, no dia 3 de junho de 1924.
  • 5.  Franz Kafka (1883-1924) foi escritor tcheco, de língua alemã. Considerado um dos principais escritores da Literatura Moderna. Suas obras retratam a ansiedade e a alienação do homem do século XX.  Franz Kafka nasceu em Praga, na época do Império austro-húngaro, atual República Tcheca, no dia 3 de julho de 1883. Filho de Hermann Kafka, rico comerciante, de família judia, e de Julie Kafka. Cresceu sob a influência das culturas judia, tcheca, e alemã. Já na adolescência revela-se socialista e ateu. Estudou Direito em Praga, concluindo o curso em 1906.
  • 6.  Trabalhou numa companhia de seguro e dedicou- se à literatura. Influenciado pela severidade do pai, que marca profundamente sua obra, torna-se isolado e rebelde. Fez parte da chamada Escola de Praga. Participa de reuniões com grupos anarquistas.  Em 1917, é obrigado a afastar-se do trabalho devido à tuberculose. Escreve em alemão toda a sua obra, a maior parte publicada postumamente. Seu estilo é marcado pelo realismo, pela crueza e pelo detalhamento com que descreve situações incomuns, como na obra "O Processo", de 1925, cujo personagem principal é preso, julgado e executado por um crime que desconhece. Faleceu em Klosterneuburg, Áustria, no dia 3 de junho de 1924.
  • 8.  Fiódor Dostoiévski (1821-1881) foi escritor russo. "Os Irmãos Karamázov" e "Crime e Castigo", são obras-primas da literatura universal. Seus romances abordam questões existenciais e temas ligados à humilhação, culpa, suicídio, loucura e estados patológicos humanos.  Fiódor Dostoiévski (1821-1881) nasceu em Moscou, no dia 30 de outubro de 1821. Filho de Mikhail Dostoiévski e Maria Fiódorovna Nietcháieva. No dia 27 de fevereiro de 1837, sua mãe morre. Nesse mesmo ano é enviado para Petersburgo, para a Escola de Engenharia Militar. Em 1839, seu pai, que era médico, foi assassinado pelos colonos da fazenda onde vivia.
  • 9.  Em 1841, dedica-se a composição, mas não conclui, de dois dramas históricos, "Boris Godunov" e "Maria Stuart". Em 1843 termina seus estudos e trabalha na seção de engenharia de Petersburgo. Traduz duas obras românticas, "Eugênia Grandet" de Balzac e "Dom Carlos" de Schiller. Em 1944, demite- se do cargo público e começa a escreveu seu primeiro romance, "Pobre Gente", novela que descreve o ambiente medíocre onde vive, publicado em 1846, no "Almanaque Petersburguês".  Em 1847 publica a segunda edição de "Pobre Gente" e em 1948 publica "O Duplo", romance que não obteve sucesso. Sua obra antes elogiada, estranhamente começa a declinar. A mudança tão inesperada isola Dostoiévski do convívio geral. Surgem-lhe dúvidas a respeito de sua própria capacidade de escritor.
  • 10.  Em 1847 passa a frequentar o grupo socialista do revolucionário Pietrachévski. É considerado subversivo, preso e enviado para Sibéria, onde passou nove anos. Ao sair da prisão é incorporado como soldado raso, para cumprir o restante da pena. Casa-se com Maria Issáievna. Em novembro de 1859, volta à cidade de Petersburgo. As recordações da vida no cárcere são descritas nos livros "Memórias da Casa dos Mortos" (1861) e "Memórias do Subsolo" (1864).  Dostoiévski morreu em São Petersburgo, no dia 28 de janeiro de 1881
  • 12.  Do pai herdou o prazer de escrever e da mãe o intenso sentimento religioso que o levaria ao misticismo. Nicolai Vassílievitch Gógol, nascido na vila da província ucraniana de Vassílievska aos 19 de março de 1809 e sob influência literária de escritores como Goethe, publica, aos vinte anos, o poema Hans Küchelgarten, que após ter recebido críticas negativas tem todos seus exemplares recolhidos e queimados pelo autor.  Essa atitude e o fato em si lhe provocaram enorme angústia, tanta que embarcou no primeiro navio para a Alemanha e retorna em pouco tempo. Voltar para a capital, São Petersburgo, e lutar pela conservação das tradições culturais da Rússia, junto a outros intelectuais, impulsiona-o a colaborar na revista Letras Patrióticas, e publicar aí seu primeiro conto: A Noite de São João. Conhece o poeta Puchkin que se torna seu mestre, e a partir daí inicia sua publicação, inicialmente de contos sobre os costumes de sua terra e introduzindo o humor
  • 13.  Foi acusado pela Igreja de possuir um „orgulho satânico‟ e por outro lado, pelos ascetas, a acusação veio por ter defendido os „prazeres mundanos‟. Desiludido, queima os manuscritos dessa obra, e descrente da vida ou da salvação da alma, prostra-se em seu leito, recusando a partir de então, ingerir qualquer tipo de alimento, esperando a chegada da morte, que se faz presente em dez dias, em 21 de fevereiro de 1852
  • 15.  Leon Tolstói (1828-1910) foi escritor russo. "Autor de Guerra e Paz", obra que o tornaria célebre. Suas ideias revolucionárias sobre educação dos camponeses, chocaram o espírito aristocrata da época.  Leon Tolstói (1828-1910) nasceu em Iasnaia Poliana, Rússia, no dia 28 de agosto de 1828. Filho de Nicolau Tolstói, sua origem ilustre, remota à princesa Maria Nicolaievna. Com nove anos ficou órfão e foi educado por preceptores particulares. Em 1841, muda-se para Kazan e em 1844, ingressa na universidade. Dedica-se aos estudos orientais e depois às ciências jurídicas.
  • 16.  Em 1857, troca a carreira de oficial pelas letras. Inicia uma série de viagens pela Europa, onde observa as novas experiências em matéria de educação. Influenciado desde a adolescência pela obra de Jean-Jacques Rousseau (1712- 1778), acredita que a função da educação seria melhorar a moral e moldar o caráter, através da autodisciplina. Para aplicar suas teorias funda uma escola em Iasnaia Poliana, para educar os camponeses, o que chocou os círculos intelectuais da Rússia. Tolstói foi o precursor das ideias revolucionárias que conturbariam a Rússia no século seguinte.  Em 1862 casa-se com Sofia Andreievna. Começa a trabalhar na obra que o consagraria "Guerra e Paz". A primeira parte foi publicada em 1865, sob o título de "Mil Oitocentos e Cinco". Escreve também artigos, contos e uma cartilha para a escola primária, onde escreve, de forma original, as lendas folclóricas russas. Em 1869, conclui "Guerra e Paz", que é dado ao público
  • 17.  Sofia não aceita as ideias do marido sobre a educação dos filhos, nem a dedicação à escola. Tolstói escreve "Anna Karina", outro grande sucesso. A morte sucessiva de três filhos, e de uma tia, abala a vida do escritor. Começa uma grande transformação em sua vida, afirmando que "O pivô do mal é a propriedade". Repudia a nobreza, veste- se como camponês, anda descalço e serve-se a si próprio. Divide os móveis da família entre a mulher e os filhos. Deixa metade dos direitos autorais para o público. Publica "A Morte de "Ivã Ilyitch" (1886), "Sonata de Kreutzer" (1889), "Senhor e Servo" (1889) e "Ressurreição" (1899). Escreve em seu diário: "Tenho uma terrível vontade de deixar-me ir"  Leon Nicolaievich Tolstói faleceu em Iasnaia Poliana, no dia 14 de novembro de 1910.
  • 19.  Nascido no dia dezessete de novembro do ano de 1895 em Orel (Rússia), Mikhail Mikhailovich Bakhtin foi um pensador e filósofo, além de teórico de artes e cultura da Europa. Considerado um dos maiores estudiosos da linguagem humana, suas obras sobre diversos temas influenciaram uma infinidade de pensadores de diversas áreas como: crítica da religião, estruturalismo, semiótica e marxismo. Além disso, também teve forte influência nas seguintes disciplinas: psicologia, antropologia, história, filosofia, crítica literária, entre outras
  • 20.  As ideias de Bakhtin, embora fossem ativas nas discussões sobre literatura e estética, não encontraram espaço durante os anos 20 na União Soviética. Porém, nos anos 60, um grupo de estudiosos da Rússia redescobriu sua obra, o que acabou tornando-o conhecido e fez com que suas ideias fossem difundidas. Entre outros feitos, Bakhtin foi o criador do conceito de polifonia referente a obras literárias, que era parte de uma teoria inovadora sobre o romance europeu.  Ao explorar princípios artísticos do romance, criou a teoria do humor popular e da cultura universal. Menippea, carnavalização, cronotopo, cultura cômica e polifonia são alguns de seus principais conceitos. Bakhtin produziu vários livros a respeito de questões de teoria geral, teoria e estilo dos gêneros de discurso. É considerado um dos líderes do "Círculo de Bakhtin", um grupo formado por intelectuais da Rússia
  • 21.  A obra “Marxismo e Filosofia da Linguagem” foi escrita por Bakhtin ao fim dos anos 20, mas ainda apresenta uma atualidade admirável e forma a fundamentação de teoria semiótica e textual utilizada atualmente. Com características interdisciplinares, sem apresentar caráter positivista ou mecânico, impulsiona novas interpretações sobre ideologia, comunicação, linguagem e signo. De forma original, introduz o materialismo dialético no campo linguístico.  As principais obras de Mikhail Bakhtin são: “Freudismo”, “Marxismo e Filosofia da Linguagem”, “Cultura Popular na Idade Média: o contexto de François Rabelais”, “Estética da Criação Verbal”, “Problemas da poética de Dostoiévski” e “Questões de Literatura e de Estética”, todas com edições em português