SlideShare uma empresa Scribd logo
Escola Bíblica Dominical
Doutrina das Últimas Coisas
Lição 6
“Porque não vos fizemos saber a virtude e
a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo,
seguindo fábulas artificialmente
compostas, mas nós mesmos vimos a sua
majestade” (2 Pe 1.16).
A Doutrina das Últimas Coisas tem de ser
encarada com amor e santa reverência.
Através dela, somos alertados quanto à
urgência da volta de Nosso Senhor Jesus
Cristo.
 Definir a Escatologia Bíblica.
 Descrever os objetivos da doutrina
escatológica.
 Apontar as fontes da Doutrina das
Últimas Coisas.
I. O QUE É A DOUTRINA DAS ÚLTIMAS COISAS
1) Definição
2) No Antigo Testamento
3) No Novo Testamento
II. O OBJETIVO DA DOUTRINA DAS ÚLTIMAS COISAS
1) Mostrar o que está prestes a acontecer
2) Preparar o crente para encontrar-se com Deus
3) Tranquilizar o povo de Deus quanto aos últimos acontecimentos
4) Alertar a todos que o noivo está chegando
III. AS FONTES DA DOUTRINA DAS ÚLTIMAS COISAS
1) A Bíblia Sagrada
2) Os credos e as declarações doutrinárias da igreja
3) A teologia
4) A história
5) O testemunho do Espírito Santo
IV. COMO ESTUDAR A DOUTRINA DAS ÚLTIMAS COISAS
1) Recorrendo primeiro à Bíblia
2) Orando constantemente em profunda reverência
3) Evitando as especulações e as vãs sutilezas da falsa hermenêutica
4) Esperando com alegria a manifestação do Senhor da glória
A Doutrina das Últimas Coisas leva-
nos a proclamar a Palavra
2 Pedro 3.1-14
Ao contrário do que muita gente pensa,
a Doutrina das Últimas Coisas não
constitui um emaranhado de enigmas,
ou um quebra-cabeças. Ela é um
conjunto de verdades cristalinas e bem
estabelecidas a respeito do que Deus
está para fazer nestes últimos dias.
Tendo em vista a urgência desta hora,
estudaremos os fatos que compõem a
Escatologia Bíblica. Desde já, em
profundo espírito de oração,
preparemo-nos para as verdades que,
aceitas com amor e humildade, nos
proporcionarão inexprimível conforto e
grande alegria no Espírito Santo.
Aleluia!
Afirmou o apóstolo Paulo:
“Se esperamos em Cristo só
nesta vida, somos os mais
miseráveis de todos os
homens” (1 Co 15.19). Mas
como esperaremos em Cristo
também na outra vida, se
ignorarmos o plano de Deus
para o final dos tempos?
Daí a necessidade e a urgência
de se compreender a Doutrina
das Últimas Coisas.
A Doutrina das Últimas Coisas,
por conseguinte, são as
verdades da Bíblia Sagrada
referentes aos derradeiros dias
da história humana. Em
Teologia Sistemática, recebe
ela o nome de Escatologia
que, em grego, significa,
literalmente, estudo das
últimas coisas.
1. Definição
A Escatologia do Antigo Testamento tem como pilares os
seguintes pontos:
2. No Antigo Testamento
a) A salvação e a restauração completa do
remanescente fiel do povo judeu (Ez 36.17-
38; Sf 3.13)
b) O aparecimento glorioso e visível do
Messias, que levará Israel à conversão
nacional (Zc 12.10)
c) O Dia do Senhor e o julgamento das
nações (Jr 46.10; Ez 30.3; Ob v.15)
d) O estabelecimento do Reino de Deus na
terra (Is 11.1-16)
e) A ressurreição e o Juízo Final (Dn 12.2); f)
e: O aparecimento dos novos céus e da nova
terra (Is 65.17)
A Escatologia do Novo Testamento trata, basicamente, dos
seguintes assuntos:
3. No Novo Testamento
a
• O arrebatamento da Igreja (1 Ts 4.13-17);
b
• O aparecimento do Anticristo (2 Ts 2.1-12);
c
• A grande tribulação (Mt 24.15-28)
d
• O reino milenial de Cristo (Ap 20.1-6)
e
• O julgamento final (Ap 20.11-15)
f
• A inauguração do perfeito e eterno estado, tendo a Nova e
Celeste Jerusalém como capital (Ap 21.1-27)
Assim o evangelista João
encerra o Apocalipse: “Estas
palavras são fiéis e
verdadeiras. O Senhor, o
Deus dos santos profetas,
enviou o seu anjo, para
mostrar aos seus servos as
coisas que em breve hão de
acontecer” (Ap 22.6).
1. Mostrar o que está prestes a acontecer
“E qualquer que nele tem esta
esperança purifica-se a si
mesmo, como também ele é
puro” (1 Jo 3.3).
2. Preparar o
crente para
encontrar-se com
Deus
“Não se turbe o vosso coração;
credes em Deus, crede também
em mim. Na casa de meu pai
há muitas moradas: se não
fosse assim, eu vô-lo teria dito,
pois vou preparar-vos lugar”
(Jo 14.1,2).
3. Tranquilizar o povo de Deus quanto aos
últimos acontecimentos
“E o Espírito e a esposa dizem:
Vem! E quem ouve diga: Vem!
E quem tem sede venha; e
quem quiser tome de graça da
água da vida. Aquele que
testifica estas coisas diz:
Certamente, cedo venho.
Amém! Ora, vem, Senhor
Jesus!” (Ap 22.17,20).
4. Alertar a todos que o noivo está chegando
Como a inspirada, inerrante,
infalível e completa Palavra de
Deus, é a Bíblia Sagrada a
principal fonte da Escatologia
Bíblica. É o tribunal supremo
onde são julgados todos os
enunciados teológicos (Is 8.20;
46.10; Ap 22.18,19). Sua
autoridade é inquestionável.
1. A Bíblia Sagrada
Serão estes aceitos desde que
estejam em conformidade
absoluta com a Bíblia Sagrada.
Caso contrário: que sejam
enérgica e vigorosamente
rejeitados.
2. Os credos e as declarações doutrinárias da
igreja
Se bíblica, conservadora e
ortodoxa, haverá de ser
acatada como fonte auxiliar da
Doutrina das Últimas Coisas.
Mas, se especulativa,
humanista e liberal, que seja
rechaçada; nada tem a dizer-
nos.
3. A teologia
Comandada por Deus, mostra-
nos a história, de forma clara e
concludente, que Deus
encaminha todas as coisas,
visando o estabelecimento
pleno de seu Reino. Deus está
no controle de todos os fatos
históricos e cotidianos.
4. A história
O Espírito Santo atesta-nos que o
Senhor Jesus está prestes a vir
buscar a sua Igreja: “E o Espírito
e a esposa dizem: Vem! E quem
ouve diga: Vem! E quem tem sede
venha; e quem quiser tome de
graça da água da vida” (Ap
22.17). Estejamos vigilantes para
não ficarmos envergonhados
naquele grande dia (1 Jo 2.28).
5. O testemunho do Espírito Santo
Em perseverante oração a Deus,
busque prioritariamente as
respostas de que você necessita
nas Sagradas Escrituras. Que a
sua preocupação não seja um
mero exercício de futurologia; que
seja a de preparar-se melhor para
a vinda do Senhor Jesus (Am
4.12).
1. Recorrendo primeiro à Bíblia
Enquanto estiver estudando a
Doutrina das Últimas Coisas,
permaneça em atitude de oração
e de profunda humildade diante
do Senhor. Somente assim,
mostrar-lhe-á o Senhor as
maravilhas da sua Palavra (Dn
9.20-27).
2. Orando constantemente em profunda
reverência
Cuidado com as especulações e as
sutilezas da falsa hermenêutica!
Lembre-se! Há um severíssimo
castigo àqueles que, desprezando
a Palavra de Deus, torcem-na e
entregam-se às apostasias (Ap
22.18,19). Atente também para a
observação em Tg 3.1.
3. Evitando as especulações e as vãs sutilezas da
falsa hermenêutica
A regra de ouro da verdadeira
interpretação bíblica é: a Palavra
de Deus interpreta-se a si
mesma.
Acima de tudo, atenhamo-nos
à Doutrina das Últimas Coisas
com indizível alegria,
aguardando a chegada do
Noivo Amado. O Senhor acha-
se às portas! Aleluia! Aleluia!
Aleluia!
4. Esperando com alegria a manifestação do
Senhor da glória
Conclusão:
A partir de agora, portanto, dedique-se à
Escatologia Bíblica, não para satisfazer a sua
curiosidade acerca do porvir; mas a fim de
preparar-se melhor para a chegada do Rei. Você
está preparado? Já nasceu de novo? Não perca
esta oportunidade. “...Aquele que não nascer de
novo não pode ver o Reino de Deus” (Jo 3.3).
Senhor Jesus, ajuda-nos a estudar, com santa
reverência, os fatos concernentes à tua vinda. Ó
Cristo Amado, não tardes em vir buscar a tua
Igreja. Maranata! Ora vem, Senhor Jesus!
Perguntas
A Doutrina das Últimas Coisas são as verdades
da Bíblia Sagrada referentes aos derradeiros
dias da história humana.
O que é a doutrina das últimas coisas?
Perguntas
O arrebatamento da Igreja (1 Ts 4.13-17);
o aparecimento do Anticristo (2 Ts 2.1-12); a
grande tribulação (Mt 24.15-28); o reino
milenial de Cristo (Ap 20.1-6); o
julgamento final (Ap 20.11-15); a
inauguração do perfeito e eterno estado,
tendo a Nova Jerusalém como capital (Ap
21.1-27).
Qual o conteúdo da Escatologia do Novo
Testamento?
Perguntas
A Bíblia Sagrada, os credos e as declarações
doutrinárias da igreja, a teologia, a história e
o testemunho do Espírito Santo.
Quais as fontes da Doutrina das Últimas
Coisas?
Perguntas
A Bíblia Sagrada
Qual a principal fonte da Doutrina das Últimas
Coisas?
Perguntas
Recorrer primeiro à Bíblia, orar
constantemente em profunda reverência,
evitar as especulações e as vãs sutilezas da
falsa hermenêutica e esperar com alegria a
manifestação do Senhor da glória.
Como devemos estudar a Doutrina das Últimas
Coisas?
Estudo disponível no
www.facebook.com/EBDFrutosparaVida
Necessário baixar o
aplicativo slideshare para
visualização em
smartphones e tablets

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O NOVO TESTAMENTO
O NOVO TESTAMENTO O NOVO TESTAMENTO
O NOVO TESTAMENTO
Eli Vieira
 
A função de discipulado da igreja
A função de discipulado da igrejaA função de discipulado da igreja
A função de discipulado da igreja
Pr. Carlos Magno Ramos
 
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Márcio Martins
 
Homilética
HomiléticaHomilética
Homilética
Moisés Sampaio
 
Princípios da interpretação bíblica
Princípios da interpretação bíblicaPrincípios da interpretação bíblica
Princípios da interpretação bíblica
Daladier Lima
 
Tipos de sermões
Tipos de sermõesTipos de sermões
Tipos de sermões
Gilson Barbosa
 
DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02
DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02
DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02
Deonice E Orlando Sazonov
 
Estudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito SantoEstudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito Santo
Rodrigo Bomfim
 
Métodos para ebd
Métodos para ebdMétodos para ebd
Métodos para ebd
Genisvaldo Santos
 
A igrea e a disciplina
A igrea e a disciplinaA igrea e a disciplina
A igrea e a disciplina
Paulo Roberto
 
Lição 03 - A Oferta de Manjares
Lição 03 - A Oferta de ManjaresLição 03 - A Oferta de Manjares
Lição 03 - A Oferta de Manjares
Éder Tomé
 
Uma reflexão sobre o ministério pastoral
Uma reflexão sobre o ministério pastoralUma reflexão sobre o ministério pastoral
Uma reflexão sobre o ministério pastoral
ETENAC - Escola Teológica Nova Aliança em Cristo
 
DISCIPULADO NA ESCOLA DOMINICAL: O DESAFIO DE UMA EBD RELACIONAL
DISCIPULADO NA ESCOLA DOMINICAL: O DESAFIO DE UMA EBD RELACIONALDISCIPULADO NA ESCOLA DOMINICAL: O DESAFIO DE UMA EBD RELACIONAL
DISCIPULADO NA ESCOLA DOMINICAL: O DESAFIO DE UMA EBD RELACIONAL
Joary Jossué Carlesso
 
Aula 1 - Apologética e suas Metodologias
Aula 1 - Apologética e suas MetodologiasAula 1 - Apologética e suas Metodologias
Aula 1 - Apologética e suas Metodologias
Gustavo Zimmermann
 
Lição 05 (1° 16) o arrebatamento da igreja
Lição 05 (1° 16) o arrebatamento da igrejaLição 05 (1° 16) o arrebatamento da igreja
Lição 05 (1° 16) o arrebatamento da igreja
Pr. Andre Luiz
 
1 l1 cresc e maturidade do cristao
1 l1   cresc e maturidade do cristao1 l1   cresc e maturidade do cristao
1 l1 cresc e maturidade do cristao
Claudinei Dias
 
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
SEDUC-PA
 
aula de Homilética, recursos da homilética
aula de Homilética,  recursos da homiléticaaula de Homilética,  recursos da homilética
aula de Homilética, recursos da homilética
RODRIGO FERREIRA
 
EBD - A importância da Escola Bíblica Dominical
EBD - A importância da Escola Bíblica DominicalEBD - A importância da Escola Bíblica Dominical
EBD - A importância da Escola Bíblica Dominical
Felipe Mamud
 
Disciplina Administração Eclesiástica
Disciplina Administração EclesiásticaDisciplina Administração Eclesiástica
Disciplina Administração Eclesiástica
faculdadeteologica
 

Mais procurados (20)

O NOVO TESTAMENTO
O NOVO TESTAMENTO O NOVO TESTAMENTO
O NOVO TESTAMENTO
 
A função de discipulado da igreja
A função de discipulado da igrejaA função de discipulado da igreja
A função de discipulado da igreja
 
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
 
Homilética
HomiléticaHomilética
Homilética
 
Princípios da interpretação bíblica
Princípios da interpretação bíblicaPrincípios da interpretação bíblica
Princípios da interpretação bíblica
 
Tipos de sermões
Tipos de sermõesTipos de sermões
Tipos de sermões
 
DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02
DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02
DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02
 
Estudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito SantoEstudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito Santo
 
Métodos para ebd
Métodos para ebdMétodos para ebd
Métodos para ebd
 
A igrea e a disciplina
A igrea e a disciplinaA igrea e a disciplina
A igrea e a disciplina
 
Lição 03 - A Oferta de Manjares
Lição 03 - A Oferta de ManjaresLição 03 - A Oferta de Manjares
Lição 03 - A Oferta de Manjares
 
Uma reflexão sobre o ministério pastoral
Uma reflexão sobre o ministério pastoralUma reflexão sobre o ministério pastoral
Uma reflexão sobre o ministério pastoral
 
DISCIPULADO NA ESCOLA DOMINICAL: O DESAFIO DE UMA EBD RELACIONAL
DISCIPULADO NA ESCOLA DOMINICAL: O DESAFIO DE UMA EBD RELACIONALDISCIPULADO NA ESCOLA DOMINICAL: O DESAFIO DE UMA EBD RELACIONAL
DISCIPULADO NA ESCOLA DOMINICAL: O DESAFIO DE UMA EBD RELACIONAL
 
Aula 1 - Apologética e suas Metodologias
Aula 1 - Apologética e suas MetodologiasAula 1 - Apologética e suas Metodologias
Aula 1 - Apologética e suas Metodologias
 
Lição 05 (1° 16) o arrebatamento da igreja
Lição 05 (1° 16) o arrebatamento da igrejaLição 05 (1° 16) o arrebatamento da igreja
Lição 05 (1° 16) o arrebatamento da igreja
 
1 l1 cresc e maturidade do cristao
1 l1   cresc e maturidade do cristao1 l1   cresc e maturidade do cristao
1 l1 cresc e maturidade do cristao
 
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
 
aula de Homilética, recursos da homilética
aula de Homilética,  recursos da homiléticaaula de Homilética,  recursos da homilética
aula de Homilética, recursos da homilética
 
EBD - A importância da Escola Bíblica Dominical
EBD - A importância da Escola Bíblica DominicalEBD - A importância da Escola Bíblica Dominical
EBD - A importância da Escola Bíblica Dominical
 
Disciplina Administração Eclesiástica
Disciplina Administração EclesiásticaDisciplina Administração Eclesiástica
Disciplina Administração Eclesiástica
 

Destaque

Aula 10 - Atos dos Apóstolos
Aula 10 - Atos dos ApóstolosAula 10 - Atos dos Apóstolos
Aula 10 - Atos dos Apóstolos
ibrdoamor
 
baptist john
baptist johnbaptist john
baptist john
Gilson Jose de Souza
 
A IGREJA DE CRISTO E SUA NATUREZA
A IGREJA DE CRISTO E SUA NATUREZAA IGREJA DE CRISTO E SUA NATUREZA
A IGREJA DE CRISTO E SUA NATUREZA
Sandra Dias
 
Aula 6 - Lucas
Aula 6 - LucasAula 6 - Lucas
Aula 6 - Lucas
ibrdoamor
 
INTEGRIDADE E CORAGEM EM TEMPOS DE CRISE
INTEGRIDADE E CORAGEM EM TEMPOS DE CRISEINTEGRIDADE E CORAGEM EM TEMPOS DE CRISE
INTEGRIDADE E CORAGEM EM TEMPOS DE CRISE
Sandra Dias
 
Meu Verso
Meu VersoMeu Verso
"O Senhor ouviu as orações"
"O Senhor ouviu as orações""O Senhor ouviu as orações"
"O Senhor ouviu as orações"
JUERP
 
Lição 5: A conspiração dos inimigos contra Neemias
Lição 5:A conspiração dos inimigos contra NeemiasLição 5:A conspiração dos inimigos contra Neemias
Lição 5: A conspiração dos inimigos contra Neemias
Amor pela EBD
 
1 - EXPOSIÇÃO DE ROMANOS - INTRODUÇÃO
1 - EXPOSIÇÃO DE ROMANOS - INTRODUÇÃO1 - EXPOSIÇÃO DE ROMANOS - INTRODUÇÃO
1 - EXPOSIÇÃO DE ROMANOS - INTRODUÇÃO
Igreja Evangélica Tanque de Betesda - I.E.T.B.
 
Lição 4: Como enfrentar a oposição à obra de Deus
Lição 4: Como enfrentar a oposição à obra de DeusLição 4: Como enfrentar a oposição à obra de Deus
Lição 4: Como enfrentar a oposição à obra de Deus
Amor pela EBD
 
Lição 6: Neemias lidera um genuíno avivamento
Lição 6:Neemias lidera um genuíno avivamentoLição 6:Neemias lidera um genuíno avivamento
Lição 6: Neemias lidera um genuíno avivamento
Amor pela EBD
 
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”
JUERP
 
Os Benefícios da Vida Cristã
Os Benefícios da Vida CristãOs Benefícios da Vida Cristã
Os Benefícios da Vida Cristã
JUERP
 
CASA DIVIDIDA, CONCERTE O QUE ESTÁ QUEBRADO EM VOCÊ
CASA DIVIDIDA, CONCERTE O QUE ESTÁ QUEBRADO EM VOCÊCASA DIVIDIDA, CONCERTE O QUE ESTÁ QUEBRADO EM VOCÊ
CASA DIVIDIDA, CONCERTE O QUE ESTÁ QUEBRADO EM VOCÊ
Sandra Dias
 
Lição 1: Quando a crise mostra a sua face
Lição 1: Quando a crise mostra a sua faceLição 1: Quando a crise mostra a sua face
Lição 1: Quando a crise mostra a sua face
Amor pela EBD
 
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”
JUERP
 
26. EXPOSIÇÃO DE ROMANOS - C 8.2-17
26. EXPOSIÇÃO DE ROMANOS -  C  8.2-1726. EXPOSIÇÃO DE ROMANOS -  C  8.2-17
26. EXPOSIÇÃO DE ROMANOS - C 8.2-17
Igreja Evangélica Tanque de Betesda - I.E.T.B.
 
Sindrome de timóteo
Sindrome de timóteoSindrome de timóteo
Sindrome de timóteo
UEPB
 
Aula 3 - Êxodo
Aula 3 - ÊxodoAula 3 - Êxodo
Aula 3 - Êxodo
ibrdoamor
 
Lição 2: Liderança em tempos de crise
Lição 2: Liderança em tempos de criseLição 2: Liderança em tempos de crise
Lição 2: Liderança em tempos de crise
Amor pela EBD
 

Destaque (20)

Aula 10 - Atos dos Apóstolos
Aula 10 - Atos dos ApóstolosAula 10 - Atos dos Apóstolos
Aula 10 - Atos dos Apóstolos
 
baptist john
baptist johnbaptist john
baptist john
 
A IGREJA DE CRISTO E SUA NATUREZA
A IGREJA DE CRISTO E SUA NATUREZAA IGREJA DE CRISTO E SUA NATUREZA
A IGREJA DE CRISTO E SUA NATUREZA
 
Aula 6 - Lucas
Aula 6 - LucasAula 6 - Lucas
Aula 6 - Lucas
 
INTEGRIDADE E CORAGEM EM TEMPOS DE CRISE
INTEGRIDADE E CORAGEM EM TEMPOS DE CRISEINTEGRIDADE E CORAGEM EM TEMPOS DE CRISE
INTEGRIDADE E CORAGEM EM TEMPOS DE CRISE
 
Meu Verso
Meu VersoMeu Verso
Meu Verso
 
"O Senhor ouviu as orações"
"O Senhor ouviu as orações""O Senhor ouviu as orações"
"O Senhor ouviu as orações"
 
Lição 5: A conspiração dos inimigos contra Neemias
Lição 5:A conspiração dos inimigos contra NeemiasLição 5:A conspiração dos inimigos contra Neemias
Lição 5: A conspiração dos inimigos contra Neemias
 
1 - EXPOSIÇÃO DE ROMANOS - INTRODUÇÃO
1 - EXPOSIÇÃO DE ROMANOS - INTRODUÇÃO1 - EXPOSIÇÃO DE ROMANOS - INTRODUÇÃO
1 - EXPOSIÇÃO DE ROMANOS - INTRODUÇÃO
 
Lição 4: Como enfrentar a oposição à obra de Deus
Lição 4: Como enfrentar a oposição à obra de DeusLição 4: Como enfrentar a oposição à obra de Deus
Lição 4: Como enfrentar a oposição à obra de Deus
 
Lição 6: Neemias lidera um genuíno avivamento
Lição 6:Neemias lidera um genuíno avivamentoLição 6:Neemias lidera um genuíno avivamento
Lição 6: Neemias lidera um genuíno avivamento
 
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”
 
Os Benefícios da Vida Cristã
Os Benefícios da Vida CristãOs Benefícios da Vida Cristã
Os Benefícios da Vida Cristã
 
CASA DIVIDIDA, CONCERTE O QUE ESTÁ QUEBRADO EM VOCÊ
CASA DIVIDIDA, CONCERTE O QUE ESTÁ QUEBRADO EM VOCÊCASA DIVIDIDA, CONCERTE O QUE ESTÁ QUEBRADO EM VOCÊ
CASA DIVIDIDA, CONCERTE O QUE ESTÁ QUEBRADO EM VOCÊ
 
Lição 1: Quando a crise mostra a sua face
Lição 1: Quando a crise mostra a sua faceLição 1: Quando a crise mostra a sua face
Lição 1: Quando a crise mostra a sua face
 
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”
 
26. EXPOSIÇÃO DE ROMANOS - C 8.2-17
26. EXPOSIÇÃO DE ROMANOS -  C  8.2-1726. EXPOSIÇÃO DE ROMANOS -  C  8.2-17
26. EXPOSIÇÃO DE ROMANOS - C 8.2-17
 
Sindrome de timóteo
Sindrome de timóteoSindrome de timóteo
Sindrome de timóteo
 
Aula 3 - Êxodo
Aula 3 - ÊxodoAula 3 - Êxodo
Aula 3 - Êxodo
 
Lição 2: Liderança em tempos de crise
Lição 2: Liderança em tempos de criseLição 2: Liderança em tempos de crise
Lição 2: Liderança em tempos de crise
 

Semelhante a Lição 6 Doutrina das últimas coisas

ESCATOLOGIA.pptx
ESCATOLOGIA.pptxESCATOLOGIA.pptx
ESCATOLOGIA.pptx
WalisonSimoes
 
Escatologia? O que é isso?
Escatologia? O que é isso?Escatologia? O que é isso?
Escatologia? O que é isso?
Francelia Carvalho Oliveira
 
A2avindade cristo
A2avindade cristoA2avindade cristo
A2avindade cristo
Carlos Alberto Bächtold
 
Lição 13 - A Igreja e as Últimas Coisas
Lição 13 - A Igreja e as Últimas CoisasLição 13 - A Igreja e as Últimas Coisas
Lição 13 - A Igreja e as Últimas Coisas
Éder Tomé
 
Escatologia bíblica
Escatologia bíblicaEscatologia bíblica
Escatologia bíblica
Marcos Kinho
 
912 e se jesus voltasse agora 1
912 e se jesus voltasse agora 1912 e se jesus voltasse agora 1
912 e se jesus voltasse agora 1
Sadrac Pereira
 
Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo
Lição 1 - A Pessoa do Espírito SantoLição 1 - A Pessoa do Espírito Santo
Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo
Éder Tomé
 
Lição 01 escatologia, o estudo das últimas coisas
Lição 01 escatologia, o estudo das últimas coisasLição 01 escatologia, o estudo das últimas coisas
Lição 01 escatologia, o estudo das últimas coisas
Pr. Gerson Eller
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Lição 1 - Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas - 1ª Trimestre de 2016
Lição 1 - Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas - 1ª Trimestre de 2016Lição 1 - Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas - 1ª Trimestre de 2016
Lição 1 - Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas - 1ª Trimestre de 2016
Andrew Guimarães
 
1º trimestre 2016 lição 01 adultos
1º trimestre 2016 lição 01 adultos1º trimestre 2016 lição 01 adultos
1º trimestre 2016 lição 01 adultos
Joel Silva
 
Escatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan finalEscatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan final
Jeronimo Nunes
 
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 1 Escatologia , o estudo das ...
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 1 Escatologia , o estudo das ...EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 1 Escatologia , o estudo das ...
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 1 Escatologia , o estudo das ...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
2016 1º trimestre adultos lição 01.pptx
2016 1º trimestre adultos lição 01.pptx2016 1º trimestre adultos lição 01.pptx
2016 1º trimestre adultos lição 01.pptx
Joel Silva
 
Conquistando vidas para o Reino de Deus
Conquistando vidas para o Reino de DeusConquistando vidas para o Reino de Deus
Conquistando vidas para o Reino de Deus
Quenia Damata
 
2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii
faculdadeteologica
 
Escatologia, o estudo das últimas coisas
Escatologia, o estudo das últimas coisas Escatologia, o estudo das últimas coisas
Escatologia, o estudo das últimas coisas
ANTONIO CORDEIRO DA SILVA - ADORADOR
 
Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo (Windscreen)
Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo (Windscreen)Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo (Windscreen)
Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo (Windscreen)
Éder Tomé
 
Lição 10 - As manifestações do Espírito Santo
Lição 10 - As manifestações do Espírito SantoLição 10 - As manifestações do Espírito Santo
Lição 10 - As manifestações do Espírito Santo
Éder Tomé
 
Lição 14 - A bem-aventurada esperança da Igreja
Lição 14 - A bem-aventurada esperança da IgrejaLição 14 - A bem-aventurada esperança da Igreja
Lição 14 - A bem-aventurada esperança da Igreja
Éder Tomé
 

Semelhante a Lição 6 Doutrina das últimas coisas (20)

ESCATOLOGIA.pptx
ESCATOLOGIA.pptxESCATOLOGIA.pptx
ESCATOLOGIA.pptx
 
Escatologia? O que é isso?
Escatologia? O que é isso?Escatologia? O que é isso?
Escatologia? O que é isso?
 
A2avindade cristo
A2avindade cristoA2avindade cristo
A2avindade cristo
 
Lição 13 - A Igreja e as Últimas Coisas
Lição 13 - A Igreja e as Últimas CoisasLição 13 - A Igreja e as Últimas Coisas
Lição 13 - A Igreja e as Últimas Coisas
 
Escatologia bíblica
Escatologia bíblicaEscatologia bíblica
Escatologia bíblica
 
912 e se jesus voltasse agora 1
912 e se jesus voltasse agora 1912 e se jesus voltasse agora 1
912 e se jesus voltasse agora 1
 
Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo
Lição 1 - A Pessoa do Espírito SantoLição 1 - A Pessoa do Espírito Santo
Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo
 
Lição 01 escatologia, o estudo das últimas coisas
Lição 01 escatologia, o estudo das últimas coisasLição 01 escatologia, o estudo das últimas coisas
Lição 01 escatologia, o estudo das últimas coisas
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
 
Lição 1 - Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas - 1ª Trimestre de 2016
Lição 1 - Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas - 1ª Trimestre de 2016Lição 1 - Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas - 1ª Trimestre de 2016
Lição 1 - Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas - 1ª Trimestre de 2016
 
1º trimestre 2016 lição 01 adultos
1º trimestre 2016 lição 01 adultos1º trimestre 2016 lição 01 adultos
1º trimestre 2016 lição 01 adultos
 
Escatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan finalEscatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan final
 
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 1 Escatologia , o estudo das ...
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 1 Escatologia , o estudo das ...EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 1 Escatologia , o estudo das ...
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 1 Escatologia , o estudo das ...
 
2016 1º trimestre adultos lição 01.pptx
2016 1º trimestre adultos lição 01.pptx2016 1º trimestre adultos lição 01.pptx
2016 1º trimestre adultos lição 01.pptx
 
Conquistando vidas para o Reino de Deus
Conquistando vidas para o Reino de DeusConquistando vidas para o Reino de Deus
Conquistando vidas para o Reino de Deus
 
2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii
 
Escatologia, o estudo das últimas coisas
Escatologia, o estudo das últimas coisas Escatologia, o estudo das últimas coisas
Escatologia, o estudo das últimas coisas
 
Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo (Windscreen)
Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo (Windscreen)Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo (Windscreen)
Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo (Windscreen)
 
Lição 10 - As manifestações do Espírito Santo
Lição 10 - As manifestações do Espírito SantoLição 10 - As manifestações do Espírito Santo
Lição 10 - As manifestações do Espírito Santo
 
Lição 14 - A bem-aventurada esperança da Igreja
Lição 14 - A bem-aventurada esperança da IgrejaLição 14 - A bem-aventurada esperança da Igreja
Lição 14 - A bem-aventurada esperança da Igreja
 

Mais de Wander Sousa

Lição 40 O perigo das obras da carne
Lição 40   O perigo das obras da carneLição 40   O perigo das obras da carne
Lição 40 O perigo das obras da carne
Wander Sousa
 
Lição 39 Integridade em tempos de crise
Lição 39   Integridade em tempos de criseLição 39   Integridade em tempos de crise
Lição 39 Integridade em tempos de crise
Wander Sousa
 
Lição 38 Ídolos
Lição 38   ÍdolosLição 38   Ídolos
Lição 38 Ídolos
Wander Sousa
 
Lição 37 O fruto do Espírito — a plenitude de Cristo na vida do crente
Lição 37   O fruto do Espírito — a plenitude de Cristo na vida do crenteLição 37   O fruto do Espírito — a plenitude de Cristo na vida do crente
Lição 37 O fruto do Espírito — a plenitude de Cristo na vida do crente
Wander Sousa
 
Lição 36 as limitações dos discípulos
Lição 36   as limitações dos discípulosLição 36   as limitações dos discípulos
Lição 36 as limitações dos discípulos
Wander Sousa
 
Lição 35 o cuidado com a língua
Lição 35   o cuidado com a línguaLição 35   o cuidado com a língua
Lição 35 o cuidado com a língua
Wander Sousa
 
Lição 34 O propósito da tentação
Lição 34   O propósito da tentaçãoLição 34   O propósito da tentação
Lição 34 O propósito da tentação
Wander Sousa
 
Lição 33 Desafios de um casamento
Lição 33   Desafios de um casamentoLição 33   Desafios de um casamento
Lição 33 Desafios de um casamento
Wander Sousa
 
Lição 32 Fé em meio às injustiças
Lição 32   Fé em meio às injustiçasLição 32   Fé em meio às injustiças
Lição 32 Fé em meio às injustiças
Wander Sousa
 
Lição 31 As consequências das escolhas precipitadas
Lição 31   As consequências das escolhas precipitadasLição 31   As consequências das escolhas precipitadas
Lição 31 As consequências das escolhas precipitadas
Wander Sousa
 
Dons Ministeriais | Três aulas
Dons Ministeriais | Três aulasDons Ministeriais | Três aulas
Dons Ministeriais | Três aulas
Wander Sousa
 
Lição 29 Os dons espirituais
Lição 29   Os dons espirituaisLição 29   Os dons espirituais
Lição 29 Os dons espirituais
Wander Sousa
 
Lição 28 O poder da evangelização na família
Lição 28   O poder da evangelização na famíliaLição 28   O poder da evangelização na família
Lição 28 O poder da evangelização na família
Wander Sousa
 
Lição 27 Jesus e a felicidade
Lição 27   Jesus e a felicidadeLição 27   Jesus e a felicidade
Lição 27 Jesus e a felicidade
Wander Sousa
 
Lição 26 Os falsos profetas
Lição 26   Os falsos profetasLição 26   Os falsos profetas
Lição 26 Os falsos profetas
Wander Sousa
 
Lição 25 Cuidado com as pequenas coisas
Lição 25   Cuidado com as pequenas coisasLição 25   Cuidado com as pequenas coisas
Lição 25 Cuidado com as pequenas coisas
Wander Sousa
 
Lição 24 Desafios de um Casamento
Lição 24   Desafios de um CasamentoLição 24   Desafios de um Casamento
Lição 24 Desafios de um Casamento
Wander Sousa
 
Lição 23 Depressão, a doença da alma
Lição 23   Depressão, a doença da almaLição 23   Depressão, a doença da alma
Lição 23 Depressão, a doença da alma
Wander Sousa
 
Lição 22 Terceira idade
Lição 22   Terceira idadeLição 22   Terceira idade
Lição 22 Terceira idade
Wander Sousa
 
Lição 21 Rebelião
Lição 21   RebeliãoLição 21   Rebelião
Lição 21 Rebelião
Wander Sousa
 

Mais de Wander Sousa (20)

Lição 40 O perigo das obras da carne
Lição 40   O perigo das obras da carneLição 40   O perigo das obras da carne
Lição 40 O perigo das obras da carne
 
Lição 39 Integridade em tempos de crise
Lição 39   Integridade em tempos de criseLição 39   Integridade em tempos de crise
Lição 39 Integridade em tempos de crise
 
Lição 38 Ídolos
Lição 38   ÍdolosLição 38   Ídolos
Lição 38 Ídolos
 
Lição 37 O fruto do Espírito — a plenitude de Cristo na vida do crente
Lição 37   O fruto do Espírito — a plenitude de Cristo na vida do crenteLição 37   O fruto do Espírito — a plenitude de Cristo na vida do crente
Lição 37 O fruto do Espírito — a plenitude de Cristo na vida do crente
 
Lição 36 as limitações dos discípulos
Lição 36   as limitações dos discípulosLição 36   as limitações dos discípulos
Lição 36 as limitações dos discípulos
 
Lição 35 o cuidado com a língua
Lição 35   o cuidado com a línguaLição 35   o cuidado com a língua
Lição 35 o cuidado com a língua
 
Lição 34 O propósito da tentação
Lição 34   O propósito da tentaçãoLição 34   O propósito da tentação
Lição 34 O propósito da tentação
 
Lição 33 Desafios de um casamento
Lição 33   Desafios de um casamentoLição 33   Desafios de um casamento
Lição 33 Desafios de um casamento
 
Lição 32 Fé em meio às injustiças
Lição 32   Fé em meio às injustiçasLição 32   Fé em meio às injustiças
Lição 32 Fé em meio às injustiças
 
Lição 31 As consequências das escolhas precipitadas
Lição 31   As consequências das escolhas precipitadasLição 31   As consequências das escolhas precipitadas
Lição 31 As consequências das escolhas precipitadas
 
Dons Ministeriais | Três aulas
Dons Ministeriais | Três aulasDons Ministeriais | Três aulas
Dons Ministeriais | Três aulas
 
Lição 29 Os dons espirituais
Lição 29   Os dons espirituaisLição 29   Os dons espirituais
Lição 29 Os dons espirituais
 
Lição 28 O poder da evangelização na família
Lição 28   O poder da evangelização na famíliaLição 28   O poder da evangelização na família
Lição 28 O poder da evangelização na família
 
Lição 27 Jesus e a felicidade
Lição 27   Jesus e a felicidadeLição 27   Jesus e a felicidade
Lição 27 Jesus e a felicidade
 
Lição 26 Os falsos profetas
Lição 26   Os falsos profetasLição 26   Os falsos profetas
Lição 26 Os falsos profetas
 
Lição 25 Cuidado com as pequenas coisas
Lição 25   Cuidado com as pequenas coisasLição 25   Cuidado com as pequenas coisas
Lição 25 Cuidado com as pequenas coisas
 
Lição 24 Desafios de um Casamento
Lição 24   Desafios de um CasamentoLição 24   Desafios de um Casamento
Lição 24 Desafios de um Casamento
 
Lição 23 Depressão, a doença da alma
Lição 23   Depressão, a doença da almaLição 23   Depressão, a doença da alma
Lição 23 Depressão, a doença da alma
 
Lição 22 Terceira idade
Lição 22   Terceira idadeLição 22   Terceira idade
Lição 22 Terceira idade
 
Lição 21 Rebelião
Lição 21   RebeliãoLição 21   Rebelião
Lição 21 Rebelião
 

Último

10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 

Último (14)

10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 

Lição 6 Doutrina das últimas coisas

  • 1. Escola Bíblica Dominical Doutrina das Últimas Coisas Lição 6
  • 2. “Porque não vos fizemos saber a virtude e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, seguindo fábulas artificialmente compostas, mas nós mesmos vimos a sua majestade” (2 Pe 1.16).
  • 3. A Doutrina das Últimas Coisas tem de ser encarada com amor e santa reverência. Através dela, somos alertados quanto à urgência da volta de Nosso Senhor Jesus Cristo.
  • 4.  Definir a Escatologia Bíblica.  Descrever os objetivos da doutrina escatológica.  Apontar as fontes da Doutrina das Últimas Coisas.
  • 5. I. O QUE É A DOUTRINA DAS ÚLTIMAS COISAS 1) Definição 2) No Antigo Testamento 3) No Novo Testamento II. O OBJETIVO DA DOUTRINA DAS ÚLTIMAS COISAS 1) Mostrar o que está prestes a acontecer 2) Preparar o crente para encontrar-se com Deus 3) Tranquilizar o povo de Deus quanto aos últimos acontecimentos 4) Alertar a todos que o noivo está chegando III. AS FONTES DA DOUTRINA DAS ÚLTIMAS COISAS 1) A Bíblia Sagrada 2) Os credos e as declarações doutrinárias da igreja 3) A teologia 4) A história 5) O testemunho do Espírito Santo IV. COMO ESTUDAR A DOUTRINA DAS ÚLTIMAS COISAS 1) Recorrendo primeiro à Bíblia 2) Orando constantemente em profunda reverência 3) Evitando as especulações e as vãs sutilezas da falsa hermenêutica 4) Esperando com alegria a manifestação do Senhor da glória
  • 6. A Doutrina das Últimas Coisas leva- nos a proclamar a Palavra
  • 8. Ao contrário do que muita gente pensa, a Doutrina das Últimas Coisas não constitui um emaranhado de enigmas, ou um quebra-cabeças. Ela é um conjunto de verdades cristalinas e bem estabelecidas a respeito do que Deus está para fazer nestes últimos dias.
  • 9. Tendo em vista a urgência desta hora, estudaremos os fatos que compõem a Escatologia Bíblica. Desde já, em profundo espírito de oração, preparemo-nos para as verdades que, aceitas com amor e humildade, nos proporcionarão inexprimível conforto e grande alegria no Espírito Santo. Aleluia!
  • 10. Afirmou o apóstolo Paulo: “Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens” (1 Co 15.19). Mas como esperaremos em Cristo também na outra vida, se ignorarmos o plano de Deus para o final dos tempos? Daí a necessidade e a urgência de se compreender a Doutrina das Últimas Coisas.
  • 11. A Doutrina das Últimas Coisas, por conseguinte, são as verdades da Bíblia Sagrada referentes aos derradeiros dias da história humana. Em Teologia Sistemática, recebe ela o nome de Escatologia que, em grego, significa, literalmente, estudo das últimas coisas. 1. Definição
  • 12. A Escatologia do Antigo Testamento tem como pilares os seguintes pontos: 2. No Antigo Testamento a) A salvação e a restauração completa do remanescente fiel do povo judeu (Ez 36.17- 38; Sf 3.13) b) O aparecimento glorioso e visível do Messias, que levará Israel à conversão nacional (Zc 12.10) c) O Dia do Senhor e o julgamento das nações (Jr 46.10; Ez 30.3; Ob v.15) d) O estabelecimento do Reino de Deus na terra (Is 11.1-16) e) A ressurreição e o Juízo Final (Dn 12.2); f) e: O aparecimento dos novos céus e da nova terra (Is 65.17)
  • 13. A Escatologia do Novo Testamento trata, basicamente, dos seguintes assuntos: 3. No Novo Testamento a • O arrebatamento da Igreja (1 Ts 4.13-17); b • O aparecimento do Anticristo (2 Ts 2.1-12); c • A grande tribulação (Mt 24.15-28) d • O reino milenial de Cristo (Ap 20.1-6) e • O julgamento final (Ap 20.11-15) f • A inauguração do perfeito e eterno estado, tendo a Nova e Celeste Jerusalém como capital (Ap 21.1-27)
  • 14. Assim o evangelista João encerra o Apocalipse: “Estas palavras são fiéis e verdadeiras. O Senhor, o Deus dos santos profetas, enviou o seu anjo, para mostrar aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer” (Ap 22.6). 1. Mostrar o que está prestes a acontecer
  • 15. “E qualquer que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, como também ele é puro” (1 Jo 3.3). 2. Preparar o crente para encontrar-se com Deus
  • 16. “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu pai há muitas moradas: se não fosse assim, eu vô-lo teria dito, pois vou preparar-vos lugar” (Jo 14.1,2). 3. Tranquilizar o povo de Deus quanto aos últimos acontecimentos
  • 17. “E o Espírito e a esposa dizem: Vem! E quem ouve diga: Vem! E quem tem sede venha; e quem quiser tome de graça da água da vida. Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente, cedo venho. Amém! Ora, vem, Senhor Jesus!” (Ap 22.17,20). 4. Alertar a todos que o noivo está chegando
  • 18. Como a inspirada, inerrante, infalível e completa Palavra de Deus, é a Bíblia Sagrada a principal fonte da Escatologia Bíblica. É o tribunal supremo onde são julgados todos os enunciados teológicos (Is 8.20; 46.10; Ap 22.18,19). Sua autoridade é inquestionável. 1. A Bíblia Sagrada
  • 19. Serão estes aceitos desde que estejam em conformidade absoluta com a Bíblia Sagrada. Caso contrário: que sejam enérgica e vigorosamente rejeitados. 2. Os credos e as declarações doutrinárias da igreja
  • 20. Se bíblica, conservadora e ortodoxa, haverá de ser acatada como fonte auxiliar da Doutrina das Últimas Coisas. Mas, se especulativa, humanista e liberal, que seja rechaçada; nada tem a dizer- nos. 3. A teologia
  • 21. Comandada por Deus, mostra- nos a história, de forma clara e concludente, que Deus encaminha todas as coisas, visando o estabelecimento pleno de seu Reino. Deus está no controle de todos os fatos históricos e cotidianos. 4. A história
  • 22. O Espírito Santo atesta-nos que o Senhor Jesus está prestes a vir buscar a sua Igreja: “E o Espírito e a esposa dizem: Vem! E quem ouve diga: Vem! E quem tem sede venha; e quem quiser tome de graça da água da vida” (Ap 22.17). Estejamos vigilantes para não ficarmos envergonhados naquele grande dia (1 Jo 2.28). 5. O testemunho do Espírito Santo
  • 23. Em perseverante oração a Deus, busque prioritariamente as respostas de que você necessita nas Sagradas Escrituras. Que a sua preocupação não seja um mero exercício de futurologia; que seja a de preparar-se melhor para a vinda do Senhor Jesus (Am 4.12). 1. Recorrendo primeiro à Bíblia
  • 24. Enquanto estiver estudando a Doutrina das Últimas Coisas, permaneça em atitude de oração e de profunda humildade diante do Senhor. Somente assim, mostrar-lhe-á o Senhor as maravilhas da sua Palavra (Dn 9.20-27). 2. Orando constantemente em profunda reverência
  • 25. Cuidado com as especulações e as sutilezas da falsa hermenêutica! Lembre-se! Há um severíssimo castigo àqueles que, desprezando a Palavra de Deus, torcem-na e entregam-se às apostasias (Ap 22.18,19). Atente também para a observação em Tg 3.1. 3. Evitando as especulações e as vãs sutilezas da falsa hermenêutica A regra de ouro da verdadeira interpretação bíblica é: a Palavra de Deus interpreta-se a si mesma.
  • 26. Acima de tudo, atenhamo-nos à Doutrina das Últimas Coisas com indizível alegria, aguardando a chegada do Noivo Amado. O Senhor acha- se às portas! Aleluia! Aleluia! Aleluia! 4. Esperando com alegria a manifestação do Senhor da glória
  • 27. Conclusão: A partir de agora, portanto, dedique-se à Escatologia Bíblica, não para satisfazer a sua curiosidade acerca do porvir; mas a fim de preparar-se melhor para a chegada do Rei. Você está preparado? Já nasceu de novo? Não perca esta oportunidade. “...Aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus” (Jo 3.3). Senhor Jesus, ajuda-nos a estudar, com santa reverência, os fatos concernentes à tua vinda. Ó Cristo Amado, não tardes em vir buscar a tua Igreja. Maranata! Ora vem, Senhor Jesus!
  • 28. Perguntas A Doutrina das Últimas Coisas são as verdades da Bíblia Sagrada referentes aos derradeiros dias da história humana. O que é a doutrina das últimas coisas?
  • 29. Perguntas O arrebatamento da Igreja (1 Ts 4.13-17); o aparecimento do Anticristo (2 Ts 2.1-12); a grande tribulação (Mt 24.15-28); o reino milenial de Cristo (Ap 20.1-6); o julgamento final (Ap 20.11-15); a inauguração do perfeito e eterno estado, tendo a Nova Jerusalém como capital (Ap 21.1-27). Qual o conteúdo da Escatologia do Novo Testamento?
  • 30. Perguntas A Bíblia Sagrada, os credos e as declarações doutrinárias da igreja, a teologia, a história e o testemunho do Espírito Santo. Quais as fontes da Doutrina das Últimas Coisas?
  • 31. Perguntas A Bíblia Sagrada Qual a principal fonte da Doutrina das Últimas Coisas?
  • 32. Perguntas Recorrer primeiro à Bíblia, orar constantemente em profunda reverência, evitar as especulações e as vãs sutilezas da falsa hermenêutica e esperar com alegria a manifestação do Senhor da glória. Como devemos estudar a Doutrina das Últimas Coisas?
  • 33. Estudo disponível no www.facebook.com/EBDFrutosparaVida Necessário baixar o aplicativo slideshare para visualização em smartphones e tablets