SlideShare uma empresa Scribd logo
TEXTO ÁUREO

“E se o meu povo, que se chama pelo
meu nome, se humilhar, e orar, e
buscar a minha face, e se converter
dos seus maus caminhos, então, eu
ouvirei dos céus, e perdoarei os seus
pecados, e sararei a sua terra” (2 Cr
7.14).
       Igreja Evangélica Assembléia de Deus
   Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado
         Campo de Presidente Prudente - SP
VERDADE PRÁTICA

A longa seca sobre Israel teve
como      objetivos           disciplinar          e
demonstrar a soberania divina
sobre os homens.


       Igreja Evangélica Assembléia de Deus
   Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado
         Campo de Presidente Prudente - SP
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
            1 Rs 18.1-8
1 - E sucedeu que, depois de muitos dias, a
palavra do SENHOR veio a Elias no terceiro
ano, dizendo: Vai e mostra-te a Acabe,
porque darei chuva sobre a terra.
2 - E foi Elias mostrar-se a Acabe; e a fome
era extrema em Samaria.
3 - E Acabe chamou a Obadias, o mordomo.
(Obadias temia muito ao SENHOR,
         Igreja Evangélica Assembléia de Deus
     Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado
           Campo de Presidente Prudente - SP
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
            1 Rs 18.1-8
4 - porque sucedeu que, destruindo Jezabel
os profetas do SENHOR, Obadias tomou cem
profetas, e de cinquenta em cinquenta os
escondeu, numa cova, e os sustentou com
pão e água).
5 - E disse Acabe a Obadias: Vai pela terra a
todas as fontes de água e a todos os rios;
pode ser que achemos erva, para que em
vida conservemos os cavalos e mulas e não
estejamos privados dos animais.
         Igreja Evangélica Assembléia de Deus
     Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado
           Campo de Presidente Prudente - SP
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
                1 Rs 18.1-8
6 - E repartiram entre si a terra, para
passarem por ela; Acabe foi à parte por um
caminho, e Obadias também foi à parte por
outro caminho.
7 - Estando, pois, Obadias já em caminho,
eis que Elias o encontrou; e, conhecendo-o
ele, prostrou-se sobre o seu rosto e disse:
És tu o meu senhor Elias?
8 - E disse-lhe ele: Eu sou; vai e dize a teu
senhor: Eis que aqui está Elias.
         Igreja Evangélica Assembléia de Deus
     Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado
           Campo de Presidente Prudente - SP
PROPOSTA DA LIÇÃO

•   O culto a Baal foi financiado pelo apostata reino do Norte;
•   Jezabel mudou-se para Israel e levou a sua “bagagem”;
•   Sem Deus não haveria chuva e alimentos;
•   Acabe não aceitou o julgamento e confrontou Elias;
•   Elias foi afastado, escondido e recebeu provisões de Deus;
•   Obadias, os profetas e os 7000 também foram providos;
•   Deus de Elias: Onipotente, Onipresente e Onisciente;
•   O verdadeiro perturbador de Israel era Acabe e não Elias;
•   A seca agiu como instrumento de juízo e disciplina.

              Igreja Evangélica Assembléia de Deus
          Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado
                Campo de Presidente Prudente - SP
INTRODUÇÃO

• “Pela minha palavra” – impulsionado pelo Espírito (Deus);
• Elias não aprovou as más obras de Acabe (Ef 5.11);
• De forma sucinta entregou o recado ao apóstata rei.


a) A SECA (natureza contra os rebeldes):
• Seca: fenômeno climático previsível e imprevisível;
• Mas a seca em Israel foi anunciada, profética;
• Uma eficaz ferramenta para punir os rebeldes.

           Igreja Evangélica Assembléia de Deus
       Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado
             Campo de Presidente Prudente - SP
I – O PORQUÊ DA SECA
1) DISCIPLINAR A NAÇÃO
• O culto a Baal era financiado pelo Estado (reino do norte);
• Elias confrontou esta situação. Percebeu a infidelidade;
• Era necessário a presença de um valente, pulso forte;
• Elias anunciou a disciplina de Deus, a seca.

2) REVELAR A DIVINDADE VERDADEIRA
• Jezabel trouxe de Sidom sua bagagem, sua religião;
• O culto ao Senhor foi substituído pela adoração a Baal;
• Seca: afronta a Baal, o deus impotente e ausente;
• Elias mostrou quem era (é) o verdadeiro Deus.
           Igreja Evangélica Assembléia de Deus
       Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado
             Campo de Presidente Prudente - SP
II – OS EFEITOS DA SECA
1) ESCASSEZ E FOME
• Samaria: fome extrema, desespero, estiagem e crise;
• Sem Deus não haveria chuva e colheita;
• Seca: correção com propósito (benção);
• O povo ainda “coxeava”, mesmo com a seca.

2) ENDURECIMENTO E ARREPENDIMENTO
• A disciplina não surtiu efeito sobre os “perturbadores”;
• “Não chove” – reação de Acabe: “eu te mato Elias”;
• “Darei chuva” – Acabe saiu à procura de água e ervas;
• “Corre da chuva” – Ele correu para fofocar com Jezabel.
           Igreja Evangélica Assembléia de Deus
       Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado
             Campo de Presidente Prudente - SP
III – A PROVISÃO
                DIVINA NA SECA
1) PROVISÃO PESSOAL
• Deus sempre socorre seu povo em tempos de crise;
• Deus cuidou de Elias pessoalmente, não faltou nada;
• “Retira-te, esconde-te”. Espere pelo pão e carne (corvos);
• “Levanta-te e vai a Sarepta”, a viúva te aguarda!

2) PROVISÃO COLETIVA
• Deus também providenciou socorro aos outros profetas;
• Os profetas perseguidos foram socorridos por Obadias;
• O socorro saiu de dentro do próprio palácio;
• Obadias era um dos 7000 fieis de Israel?
           Igreja Evangélica Assembléia de Deus
       Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado
             Campo de Presidente Prudente - SP
IV – AS LIÇÕES
          DEIXADAS PELA SECA
1) A MAJESTADE DIVINA
• Deus tem o controle sobre os fenômenos naturais;
• Deus é onipotente, onisciente e onipresente. Baal não!
• “Em cuja face estou” – Elias sabia quem era o verdadeiro;
• Baal jamais poderia reverter aquela situação caótica.

2) O PECADO TEM O SEU CUSTO
• O encontro de Elias com Acabe: “bate boca” e censura;
• Quem era o verdadeiro perturbador de Israel?
• Israel era culpado pelo seu crime;
• O pecado tem um custo muito alto, não vale a pena.
           Igreja Evangélica Assembléia de Deus
       Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado
             Campo de Presidente Prudente - SP
CONCLUSÃO
• A seca serviu de instrumento de juízo e disciplina;
• O rei não respondeu favoravelmente à esta disciplina;
• A fome revelou como é vão adorar os deuses falsos.

1. Explicar o porquê da longa estiagem.
• Israel necessitava de correção, estava desviado;
• A seca serviu de disciplina e revelou o verdadeiro Deus.

2. Relatar as consequências e lições deixadas pela seca.
• Escassez, fome, desespero, estiagem e crise;
• Deus é onipotente, onisciente e onipresente, Baal não!.

3. Conscientizar-se de que Deus é soberano.
• Deus tem o controle sobre tudo e todos.
           Igreja Evangélica Assembléia de Deus
       Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado
             Campo de Presidente Prudente - SP
ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

             Contato: ailtonsilva2000
@yahoo.com.br
@hotmail.com
.blogspot.com
facebook

Álvares Machado (SP)
                      1º trim. 2013

          Igreja Evangélica Assembléia de Deus
      Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado
            Campo de Presidente Prudente - SP

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 06
Lição 06Lição 06
Lição 06
Ailton da Silva
 
Lição 5 - As aflições da viuvez
Lição 5 - As aflições da viuvezLição 5 - As aflições da viuvez
Lição 5 - As aflições da viuvez
Ailton da Silva
 
lição 10 - A perda dos bens terrenos
lição 10 - A perda dos bens terrenoslição 10 - A perda dos bens terrenos
lição 10 - A perda dos bens terrenos
Ailton da Silva
 
Lição 13
Lição 13Lição 13
Lição 13
Ailton da Silva
 
lição 02 - Elias, o tisbita
lição 02 - Elias, o tisbitalição 02 - Elias, o tisbita
lição 02 - Elias, o tisbita
Ailton da Silva
 
Lição 13 - Aviva, ó, Senhor tua obra
Lição 13 - Aviva, ó, Senhor tua obraLição 13 - Aviva, ó, Senhor tua obra
Lição 13 - Aviva, ó, Senhor tua obra
Ailton da Silva
 
Lição 07
Lição 07Lição 07
Lição 07
Ailton da Silva
 
O ministério de pastor
O ministério de pastorO ministério de pastor
O ministério de pastor
Ailton da Silva
 
Lição 8 - Filadélfia, a igreja do amor perfeito
Lição 8 - Filadélfia, a igreja do amor perfeitoLição 8 - Filadélfia, a igreja do amor perfeito
Lição 8 - Filadélfia, a igreja do amor perfeito
Ailton da Silva
 
8 - Compromisso com a Palavra de Deus
8 - Compromisso com a Palavra de Deus8 - Compromisso com a Palavra de Deus
8 - Compromisso com a Palavra de Deus
Ailton da Silva
 
Lição 4 - Esmirna, a igreja confessante e mártir
Lição 4 - Esmirna, a igreja confessante e mártirLição 4 - Esmirna, a igreja confessante e mártir
Lição 4 - Esmirna, a igreja confessante e mártir
Ailton da Silva
 
Lição 04
Lição 04Lição 04
Lição 04
Ailton da Silva
 
Lição 9 - Preservando a identidade da igreja
Lição 9 - Preservando a identidade da igrejaLição 9 - Preservando a identidade da igreja
Lição 9 - Preservando a identidade da igreja
Ailton da Silva
 
Lição 01
Lição 01Lição 01
Lição 01
Ailton da Silva
 
Lição 09
Lição 09Lição 09
Lição 09
Ailton da Silva
 
Lição 11
Lição 11Lição 11
Lição 11
Ailton da Silva
 
Lição 7 - A beleza do serviço cristão
Lição 7 - A beleza do serviço cristãoLição 7 - A beleza do serviço cristão
Lição 7 - A beleza do serviço cristão
Ailton da Silva
 
lição 9 - Habacuque, a Soberania Divina sobre as nações
lição 9 - Habacuque, a Soberania Divina sobre as naçõeslição 9 - Habacuque, a Soberania Divina sobre as nações
lição 9 - Habacuque, a Soberania Divina sobre as nações
Ailton da Silva
 
12
1212
09
0909

Mais procurados (20)

Lição 06
Lição 06Lição 06
Lição 06
 
Lição 5 - As aflições da viuvez
Lição 5 - As aflições da viuvezLição 5 - As aflições da viuvez
Lição 5 - As aflições da viuvez
 
lição 10 - A perda dos bens terrenos
lição 10 - A perda dos bens terrenoslição 10 - A perda dos bens terrenos
lição 10 - A perda dos bens terrenos
 
Lição 13
Lição 13Lição 13
Lição 13
 
lição 02 - Elias, o tisbita
lição 02 - Elias, o tisbitalição 02 - Elias, o tisbita
lição 02 - Elias, o tisbita
 
Lição 13 - Aviva, ó, Senhor tua obra
Lição 13 - Aviva, ó, Senhor tua obraLição 13 - Aviva, ó, Senhor tua obra
Lição 13 - Aviva, ó, Senhor tua obra
 
Lição 07
Lição 07Lição 07
Lição 07
 
O ministério de pastor
O ministério de pastorO ministério de pastor
O ministério de pastor
 
Lição 8 - Filadélfia, a igreja do amor perfeito
Lição 8 - Filadélfia, a igreja do amor perfeitoLição 8 - Filadélfia, a igreja do amor perfeito
Lição 8 - Filadélfia, a igreja do amor perfeito
 
8 - Compromisso com a Palavra de Deus
8 - Compromisso com a Palavra de Deus8 - Compromisso com a Palavra de Deus
8 - Compromisso com a Palavra de Deus
 
Lição 4 - Esmirna, a igreja confessante e mártir
Lição 4 - Esmirna, a igreja confessante e mártirLição 4 - Esmirna, a igreja confessante e mártir
Lição 4 - Esmirna, a igreja confessante e mártir
 
Lição 04
Lição 04Lição 04
Lição 04
 
Lição 9 - Preservando a identidade da igreja
Lição 9 - Preservando a identidade da igrejaLição 9 - Preservando a identidade da igreja
Lição 9 - Preservando a identidade da igreja
 
Lição 01
Lição 01Lição 01
Lição 01
 
Lição 09
Lição 09Lição 09
Lição 09
 
Lição 11
Lição 11Lição 11
Lição 11
 
Lição 7 - A beleza do serviço cristão
Lição 7 - A beleza do serviço cristãoLição 7 - A beleza do serviço cristão
Lição 7 - A beleza do serviço cristão
 
lição 9 - Habacuque, a Soberania Divina sobre as nações
lição 9 - Habacuque, a Soberania Divina sobre as naçõeslição 9 - Habacuque, a Soberania Divina sobre as nações
lição 9 - Habacuque, a Soberania Divina sobre as nações
 
12
1212
12
 
09
0909
09
 

Destaque

Lição 10 - Sofonias, o juízo vindouro
Lição 10 - Sofonias, o juízo vindouroLição 10 - Sofonias, o juízo vindouro
Lição 10 - Sofonias, o juízo vindouro
Ailton da Silva
 
05
0505
11
1111
Lição 8
Lição 8Lição 8
Lição 8
Ailton da Silva
 
Lição 03
Lição 03Lição 03
Lição 03
Ailton da Silva
 
a peregrinação de Israel no deserto ao Sinai
a peregrinação de Israel no deserto ao Sinaia peregrinação de Israel no deserto ao Sinai
a peregrinação de Israel no deserto ao Sinai
Ailton da Silva
 
O legado de Moisés
O legado de MoisésO legado de Moisés
O legado de Moisés
Ailton da Silva
 
05
0505
Lição 13
Lição 13Lição 13
Lição 13
Ailton da Silva
 
Gerados pela Palavra da verdade
Gerados pela Palavra da verdadeGerados pela Palavra da verdade
Gerados pela Palavra da verdade
Ailton da Silva
 
Lição 2
Lição 2Lição 2
Lição 2
Ailton da Silva
 
o ministério de apóstolo
o ministério de apóstoloo ministério de apóstolo
o ministério de apóstolo
Ailton da Silva
 
Lição 12
Lição 12Lição 12
Lição 12
Ailton da Silva
 
O diaconato
O diaconatoO diaconato
O diaconato
Ailton da Silva
 
Os dons de poder
Os dons de poderOs dons de poder
Os dons de poder
Ailton da Silva
 
Lição 11
Lição 11Lição 11
Lição 11
Ailton da Silva
 
Um libertador para Israel
Um libertador para IsraelUm libertador para Israel
Um libertador para Israel
Ailton da Silva
 
Lição 5 - Obadias, o princípio da retribuição
Lição 5 - Obadias, o princípio da retribuiçãoLição 5 - Obadias, o princípio da retribuição
Lição 5 - Obadias, o princípio da retribuição
Ailton da Silva
 
lição 1 - A atualidade dos profetas menores
lição 1 - A atualidade dos profetas menoreslição 1 - A atualidade dos profetas menores
lição 1 - A atualidade dos profetas menores
Ailton da Silva
 
Lição 11
Lição 11Lição 11
Lição 11
Ailton da Silva
 

Destaque (20)

Lição 10 - Sofonias, o juízo vindouro
Lição 10 - Sofonias, o juízo vindouroLição 10 - Sofonias, o juízo vindouro
Lição 10 - Sofonias, o juízo vindouro
 
05
0505
05
 
11
1111
11
 
Lição 8
Lição 8Lição 8
Lição 8
 
Lição 03
Lição 03Lição 03
Lição 03
 
a peregrinação de Israel no deserto ao Sinai
a peregrinação de Israel no deserto ao Sinaia peregrinação de Israel no deserto ao Sinai
a peregrinação de Israel no deserto ao Sinai
 
O legado de Moisés
O legado de MoisésO legado de Moisés
O legado de Moisés
 
05
0505
05
 
Lição 13
Lição 13Lição 13
Lição 13
 
Gerados pela Palavra da verdade
Gerados pela Palavra da verdadeGerados pela Palavra da verdade
Gerados pela Palavra da verdade
 
Lição 2
Lição 2Lição 2
Lição 2
 
o ministério de apóstolo
o ministério de apóstoloo ministério de apóstolo
o ministério de apóstolo
 
Lição 12
Lição 12Lição 12
Lição 12
 
O diaconato
O diaconatoO diaconato
O diaconato
 
Os dons de poder
Os dons de poderOs dons de poder
Os dons de poder
 
Lição 11
Lição 11Lição 11
Lição 11
 
Um libertador para Israel
Um libertador para IsraelUm libertador para Israel
Um libertador para Israel
 
Lição 5 - Obadias, o princípio da retribuição
Lição 5 - Obadias, o princípio da retribuiçãoLição 5 - Obadias, o princípio da retribuição
Lição 5 - Obadias, o princípio da retribuição
 
lição 1 - A atualidade dos profetas menores
lição 1 - A atualidade dos profetas menoreslição 1 - A atualidade dos profetas menores
lição 1 - A atualidade dos profetas menores
 
Lição 11
Lição 11Lição 11
Lição 11
 

Semelhante a Lição 03 - A longa seca sobre Israel

Lição 05 - Um homem de Deus em depressão
Lição 05 - Um homem de Deus em depressãoLição 05 - Um homem de Deus em depressão
Lição 05 - Um homem de Deus em depressão
Ailton da Silva
 
2013 1o tri lição 3_A longa seca sobre israel
2013 1o tri lição 3_A longa seca sobre israel2013 1o tri lição 3_A longa seca sobre israel
2013 1o tri lição 3_A longa seca sobre israel
Natalino das Neves Neves
 
Lição 03 a longa seca sobre israel
Lição 03  a longa seca sobre israelLição 03  a longa seca sobre israel
Lição 03 a longa seca sobre israel
João Paulo Silva Mendes
 
Lição 2-elias-o-tisbita
Lição 2-elias-o-tisbitaLição 2-elias-o-tisbita
Lição 2-elias-o-tisbita
Eli Impressaodigital
 
Lição 2-elias-o-tisbita
Lição 2-elias-o-tisbitaLição 2-elias-o-tisbita
Lição 2-elias-o-tisbita
Eli Impressaodigital
 
Lição 2-elias-o-tisbita
Lição 2-elias-o-tisbitaLição 2-elias-o-tisbita
Lição 2-elias-o-tisbita
Eli Impressaodigital
 
Lição 2-elias-o-tisbita
Lição 2-elias-o-tisbitaLição 2-elias-o-tisbita
Lição 2-elias-o-tisbita
Eli Impressaodigital
 
Lição 7 a vinha de nabote
Lição 7 a vinha de naboteLição 7 a vinha de nabote
Lição 7 a vinha de nabote
Daniel Viana
 
O homem vestido de linho
O homem vestido de linhoO homem vestido de linho
O homem vestido de linho
Ailton da Silva
 
Lição 6 - Usando a Fé diante dos Confrontos
Lição 6 - Usando a Fé diante dos ConfrontosLição 6 - Usando a Fé diante dos Confrontos
Lição 6 - Usando a Fé diante dos Confrontos
Éder Tomé
 
Da fraqueza à vitória I
Da fraqueza à vitória IDa fraqueza à vitória I
Da fraqueza à vitória I
prandradecunha
 
2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta
2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta
2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta
Natalino das Neves Neves
 
03 alongasecasobreisrael
03 alongasecasobreisrael03 alongasecasobreisrael
03 alongasecasobreisrael
cledsondrumms
 
A longa seca sobre israel
A longa seca sobre israelA longa seca sobre israel
A longa seca sobre israel
Moisés Sampaio
 
LBA LIÇÃO 6 - Deus, o nosso provedor
LBA LIÇÃO 6 - Deus, o nosso provedorLBA LIÇÃO 6 - Deus, o nosso provedor
LBA LIÇÃO 6 - Deus, o nosso provedor
Natalino das Neves Neves
 
A viúva de sarepta
A viúva de sareptaA viúva de sarepta
A viúva de sarepta
Moisés Sampaio
 
LIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE ASERÁ E BAAL
LIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE ASERÁ E BAALLIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE ASERÁ E BAAL
LIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE ASERÁ E BAAL
Marcus Wagner
 
A firmeza do caráter moral e espiritual de Daniel
A firmeza do caráter moral e espiritual de DanielA firmeza do caráter moral e espiritual de Daniel
A firmeza do caráter moral e espiritual de Daniel
Ailton da Silva
 
Lição 6 - Deus, o nosso provedor
Lição 6 - Deus, o nosso provedorLição 6 - Deus, o nosso provedor
Lição 6 - Deus, o nosso provedor
Ailton da Silva
 
2021 3º Trimestre Adulto Lição 04.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 04.pptx2021 3º Trimestre Adulto Lição 04.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 04.pptx
Joel Silva
 

Semelhante a Lição 03 - A longa seca sobre Israel (20)

Lição 05 - Um homem de Deus em depressão
Lição 05 - Um homem de Deus em depressãoLição 05 - Um homem de Deus em depressão
Lição 05 - Um homem de Deus em depressão
 
2013 1o tri lição 3_A longa seca sobre israel
2013 1o tri lição 3_A longa seca sobre israel2013 1o tri lição 3_A longa seca sobre israel
2013 1o tri lição 3_A longa seca sobre israel
 
Lição 03 a longa seca sobre israel
Lição 03  a longa seca sobre israelLição 03  a longa seca sobre israel
Lição 03 a longa seca sobre israel
 
Lição 2-elias-o-tisbita
Lição 2-elias-o-tisbitaLição 2-elias-o-tisbita
Lição 2-elias-o-tisbita
 
Lição 2-elias-o-tisbita
Lição 2-elias-o-tisbitaLição 2-elias-o-tisbita
Lição 2-elias-o-tisbita
 
Lição 2-elias-o-tisbita
Lição 2-elias-o-tisbitaLição 2-elias-o-tisbita
Lição 2-elias-o-tisbita
 
Lição 2-elias-o-tisbita
Lição 2-elias-o-tisbitaLição 2-elias-o-tisbita
Lição 2-elias-o-tisbita
 
Lição 7 a vinha de nabote
Lição 7 a vinha de naboteLição 7 a vinha de nabote
Lição 7 a vinha de nabote
 
O homem vestido de linho
O homem vestido de linhoO homem vestido de linho
O homem vestido de linho
 
Lição 6 - Usando a Fé diante dos Confrontos
Lição 6 - Usando a Fé diante dos ConfrontosLição 6 - Usando a Fé diante dos Confrontos
Lição 6 - Usando a Fé diante dos Confrontos
 
Da fraqueza à vitória I
Da fraqueza à vitória IDa fraqueza à vitória I
Da fraqueza à vitória I
 
2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta
2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta
2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta
 
03 alongasecasobreisrael
03 alongasecasobreisrael03 alongasecasobreisrael
03 alongasecasobreisrael
 
A longa seca sobre israel
A longa seca sobre israelA longa seca sobre israel
A longa seca sobre israel
 
LBA LIÇÃO 6 - Deus, o nosso provedor
LBA LIÇÃO 6 - Deus, o nosso provedorLBA LIÇÃO 6 - Deus, o nosso provedor
LBA LIÇÃO 6 - Deus, o nosso provedor
 
A viúva de sarepta
A viúva de sareptaA viúva de sarepta
A viúva de sarepta
 
LIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE ASERÁ E BAAL
LIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE ASERÁ E BAALLIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE ASERÁ E BAAL
LIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE ASERÁ E BAAL
 
A firmeza do caráter moral e espiritual de Daniel
A firmeza do caráter moral e espiritual de DanielA firmeza do caráter moral e espiritual de Daniel
A firmeza do caráter moral e espiritual de Daniel
 
Lição 6 - Deus, o nosso provedor
Lição 6 - Deus, o nosso provedorLição 6 - Deus, o nosso provedor
Lição 6 - Deus, o nosso provedor
 
2021 3º Trimestre Adulto Lição 04.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 04.pptx2021 3º Trimestre Adulto Lição 04.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 04.pptx
 

Mais de Ailton da Silva

Lição 3 - Os primeiros passos de Abraão
Lição 3 - Os primeiros passos de AbraãoLição 3 - Os primeiros passos de Abraão
Lição 3 - Os primeiros passos de Abraão
Ailton da Silva
 
Lição 2 - O primeiro dia depois do sim
Lição 2 - O primeiro dia depois do simLição 2 - O primeiro dia depois do sim
Lição 2 - O primeiro dia depois do sim
Ailton da Silva
 
Lição 1 - Abraão, chamada e revelação
Lição 1 - Abraão, chamada e revelaçãoLição 1 - Abraão, chamada e revelação
Lição 1 - Abraão, chamada e revelação
Ailton da Silva
 
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem LevíticaLição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
Ailton da Silva
 
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de DeusLição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
Ailton da Silva
 
Lição 3 - A superioridade de Jesus em relação a Moisés
Lição 3 - A superioridade de Jesus em relação a MoisésLição 3 - A superioridade de Jesus em relação a Moisés
Lição 3 - A superioridade de Jesus em relação a Moisés
Ailton da Silva
 
Lição 2 - Uma salvação grandiosa
Lição 2 - Uma salvação grandiosaLição 2 - Uma salvação grandiosa
Lição 2 - Uma salvação grandiosa
Ailton da Silva
 
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo
Ailton da Silva
 
Lição 13 - Glorificados em Cristo
Lição 13 - Glorificados em CristoLição 13 - Glorificados em Cristo
Lição 13 - Glorificados em Cristo
Ailton da Silva
 
Lição 12 - Perseverando na fé
Lição 12 - Perseverando na féLição 12 - Perseverando na fé
Lição 12 - Perseverando na fé
Ailton da Silva
 
Lição 11 - Adotados por Deus
Lição 11 - Adotados por DeusLição 11 - Adotados por Deus
Lição 11 - Adotados por Deus
Ailton da Silva
 
Lição 10 - O processo da salvação
Lição 10 - O processo da salvaçãoLição 10 - O processo da salvação
Lição 10 - O processo da salvação
Ailton da Silva
 
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvação
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvaçãoLição 9 - Arrependimento e fé para salvação
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvação
Ailton da Silva
 
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrioLição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
Ailton da Silva
 
Lição 7 - A Salvação pela Graça
Lição 7 - A Salvação pela GraçaLição 7 - A Salvação pela Graça
Lição 7 - A Salvação pela Graça
Ailton da Silva
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Ailton da Silva
 
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoLição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Ailton da Silva
 
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de CristoLição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Ailton da Silva
 
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimentoLição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
Ailton da Silva
 
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a DeusLição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Ailton da Silva
 

Mais de Ailton da Silva (20)

Lição 3 - Os primeiros passos de Abraão
Lição 3 - Os primeiros passos de AbraãoLição 3 - Os primeiros passos de Abraão
Lição 3 - Os primeiros passos de Abraão
 
Lição 2 - O primeiro dia depois do sim
Lição 2 - O primeiro dia depois do simLição 2 - O primeiro dia depois do sim
Lição 2 - O primeiro dia depois do sim
 
Lição 1 - Abraão, chamada e revelação
Lição 1 - Abraão, chamada e revelaçãoLição 1 - Abraão, chamada e revelação
Lição 1 - Abraão, chamada e revelação
 
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem LevíticaLição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
 
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de DeusLição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
 
Lição 3 - A superioridade de Jesus em relação a Moisés
Lição 3 - A superioridade de Jesus em relação a MoisésLição 3 - A superioridade de Jesus em relação a Moisés
Lição 3 - A superioridade de Jesus em relação a Moisés
 
Lição 2 - Uma salvação grandiosa
Lição 2 - Uma salvação grandiosaLição 2 - Uma salvação grandiosa
Lição 2 - Uma salvação grandiosa
 
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo
 
Lição 13 - Glorificados em Cristo
Lição 13 - Glorificados em CristoLição 13 - Glorificados em Cristo
Lição 13 - Glorificados em Cristo
 
Lição 12 - Perseverando na fé
Lição 12 - Perseverando na féLição 12 - Perseverando na fé
Lição 12 - Perseverando na fé
 
Lição 11 - Adotados por Deus
Lição 11 - Adotados por DeusLição 11 - Adotados por Deus
Lição 11 - Adotados por Deus
 
Lição 10 - O processo da salvação
Lição 10 - O processo da salvaçãoLição 10 - O processo da salvação
Lição 10 - O processo da salvação
 
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvação
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvaçãoLição 9 - Arrependimento e fé para salvação
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvação
 
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrioLição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
 
Lição 7 - A Salvação pela Graça
Lição 7 - A Salvação pela GraçaLição 7 - A Salvação pela Graça
Lição 7 - A Salvação pela Graça
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
 
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoLição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
 
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de CristoLição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de Cristo
 
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimentoLição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
 
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a DeusLição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
 

Lição 03 - A longa seca sobre Israel

  • 1.
  • 2. TEXTO ÁUREO “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra” (2 Cr 7.14). Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 3. VERDADE PRÁTICA A longa seca sobre Israel teve como objetivos disciplinar e demonstrar a soberania divina sobre os homens. Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 4. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE 1 Rs 18.1-8 1 - E sucedeu que, depois de muitos dias, a palavra do SENHOR veio a Elias no terceiro ano, dizendo: Vai e mostra-te a Acabe, porque darei chuva sobre a terra. 2 - E foi Elias mostrar-se a Acabe; e a fome era extrema em Samaria. 3 - E Acabe chamou a Obadias, o mordomo. (Obadias temia muito ao SENHOR, Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 5. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE 1 Rs 18.1-8 4 - porque sucedeu que, destruindo Jezabel os profetas do SENHOR, Obadias tomou cem profetas, e de cinquenta em cinquenta os escondeu, numa cova, e os sustentou com pão e água). 5 - E disse Acabe a Obadias: Vai pela terra a todas as fontes de água e a todos os rios; pode ser que achemos erva, para que em vida conservemos os cavalos e mulas e não estejamos privados dos animais. Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 6. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE 1 Rs 18.1-8 6 - E repartiram entre si a terra, para passarem por ela; Acabe foi à parte por um caminho, e Obadias também foi à parte por outro caminho. 7 - Estando, pois, Obadias já em caminho, eis que Elias o encontrou; e, conhecendo-o ele, prostrou-se sobre o seu rosto e disse: És tu o meu senhor Elias? 8 - E disse-lhe ele: Eu sou; vai e dize a teu senhor: Eis que aqui está Elias. Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 7. PROPOSTA DA LIÇÃO • O culto a Baal foi financiado pelo apostata reino do Norte; • Jezabel mudou-se para Israel e levou a sua “bagagem”; • Sem Deus não haveria chuva e alimentos; • Acabe não aceitou o julgamento e confrontou Elias; • Elias foi afastado, escondido e recebeu provisões de Deus; • Obadias, os profetas e os 7000 também foram providos; • Deus de Elias: Onipotente, Onipresente e Onisciente; • O verdadeiro perturbador de Israel era Acabe e não Elias; • A seca agiu como instrumento de juízo e disciplina. Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 8. INTRODUÇÃO • “Pela minha palavra” – impulsionado pelo Espírito (Deus); • Elias não aprovou as más obras de Acabe (Ef 5.11); • De forma sucinta entregou o recado ao apóstata rei. a) A SECA (natureza contra os rebeldes): • Seca: fenômeno climático previsível e imprevisível; • Mas a seca em Israel foi anunciada, profética; • Uma eficaz ferramenta para punir os rebeldes. Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 9. I – O PORQUÊ DA SECA 1) DISCIPLINAR A NAÇÃO • O culto a Baal era financiado pelo Estado (reino do norte); • Elias confrontou esta situação. Percebeu a infidelidade; • Era necessário a presença de um valente, pulso forte; • Elias anunciou a disciplina de Deus, a seca. 2) REVELAR A DIVINDADE VERDADEIRA • Jezabel trouxe de Sidom sua bagagem, sua religião; • O culto ao Senhor foi substituído pela adoração a Baal; • Seca: afronta a Baal, o deus impotente e ausente; • Elias mostrou quem era (é) o verdadeiro Deus. Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 10. II – OS EFEITOS DA SECA 1) ESCASSEZ E FOME • Samaria: fome extrema, desespero, estiagem e crise; • Sem Deus não haveria chuva e colheita; • Seca: correção com propósito (benção); • O povo ainda “coxeava”, mesmo com a seca. 2) ENDURECIMENTO E ARREPENDIMENTO • A disciplina não surtiu efeito sobre os “perturbadores”; • “Não chove” – reação de Acabe: “eu te mato Elias”; • “Darei chuva” – Acabe saiu à procura de água e ervas; • “Corre da chuva” – Ele correu para fofocar com Jezabel. Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 11. III – A PROVISÃO DIVINA NA SECA 1) PROVISÃO PESSOAL • Deus sempre socorre seu povo em tempos de crise; • Deus cuidou de Elias pessoalmente, não faltou nada; • “Retira-te, esconde-te”. Espere pelo pão e carne (corvos); • “Levanta-te e vai a Sarepta”, a viúva te aguarda! 2) PROVISÃO COLETIVA • Deus também providenciou socorro aos outros profetas; • Os profetas perseguidos foram socorridos por Obadias; • O socorro saiu de dentro do próprio palácio; • Obadias era um dos 7000 fieis de Israel? Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 12. IV – AS LIÇÕES DEIXADAS PELA SECA 1) A MAJESTADE DIVINA • Deus tem o controle sobre os fenômenos naturais; • Deus é onipotente, onisciente e onipresente. Baal não! • “Em cuja face estou” – Elias sabia quem era o verdadeiro; • Baal jamais poderia reverter aquela situação caótica. 2) O PECADO TEM O SEU CUSTO • O encontro de Elias com Acabe: “bate boca” e censura; • Quem era o verdadeiro perturbador de Israel? • Israel era culpado pelo seu crime; • O pecado tem um custo muito alto, não vale a pena. Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 13. CONCLUSÃO • A seca serviu de instrumento de juízo e disciplina; • O rei não respondeu favoravelmente à esta disciplina; • A fome revelou como é vão adorar os deuses falsos. 1. Explicar o porquê da longa estiagem. • Israel necessitava de correção, estava desviado; • A seca serviu de disciplina e revelou o verdadeiro Deus. 2. Relatar as consequências e lições deixadas pela seca. • Escassez, fome, desespero, estiagem e crise; • Deus é onipotente, onisciente e onipresente, Baal não!. 3. Conscientizar-se de que Deus é soberano. • Deus tem o controle sobre tudo e todos. Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 14.
  • 15. ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL Contato: ailtonsilva2000 @yahoo.com.br @hotmail.com .blogspot.com facebook Álvares Machado (SP) 1º trim. 2013 Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP