SlideShare uma empresa Scribd logo
TEMPO LITÚRGICO: ADVENTO COR: ROXA
Jornal
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS
Jornal Aliança de Dezembro 2014 – Nº 182 – Ano XIX
Aliança
BRILHA UMA ESTRELA...
PARÓQUIA CELEBRA 60 ANOS DE HISTÓRIA
É NATAL!!É NATAL!!É NATAL!!
BRILHA UMA ESTRELA...BRILHA UMA ESTRELA...
TEMPO LITÚRGICO: ADVENTO COR: ROXATEMPO LITÚRGICO: ADVENTO COR: ROXA
PARÓQUIA CELEBRA 60 ANOS DE HISTÓRIAPARÓQUIA CELEBRA 60 ANOS DE HISTÓRIA
MENSAGEM DA COORDENAÇÃO
Olá Irmãos!
Está chegando o final de ano, com isto o final da coordenação geral 2014. E é com um misto de
sentimentos que estamos nesse momento de transição. Coração apertado, pois vivemos momentos únicos e
inexplicáveis, sensação de dever cumprido e uma única certeza: a missão continua. Pois servir a Deus para
nossa família é uma opção de vida. “EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR”.
Foi um ano intenso, de muito aprendizado e muitos desafios, muito trabalho e muitas conquistas,
muito carinho de toda a família MCJ! Quando a equipe marcava a sua primeira reunião e nós nos fazíamos
presentes na mesma, com a companhia de nossos secretários, ficávamos surpresos com as ideias e com o
carinho enorme com tudo que envolvia o momento e a equipe. Mais uma vez obrigada a cada casal
coordenador de equipe a cada família que se colocou à disposição.
Queremos também agradecer em primeiro lugar a Deus, pois foi para ele que falamos e demos o
nosso SIM. A todos os casais que estiveram caminhando conosco, ao nosso grupo que sempre esteve ao nosso
lado em todos os momentos, e agradecer a todos que confiaram em nós para estar à frente do MCJ durante
este ano que passou...
Desejamos a todos os casais de nosso querido MCJ um Natal de muita felicidade, amor, alegria, enfim
que vivamos o nascimento de CRISTO nosso Salvador!
E que o ano de 2015 seja repleto de muitas realizações!
Léo e Márcia (Ícaro)
Vladi e Leila (Felipe e Natiele)
Coordenação Geral MCJ 2014
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS
2
Jornal Aliança de Dezembro 2014
http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/
É Natal!
Natal: momento de adorar nosso Deus menino.
Deus menino que escolhe como seu templo um ventre. Sua tenda entre nós tem esta marca de
simplicidade e da ternura e esta é a sua grandeza.
E este “Rei dos Judeus que acaba de nascer” escolhe como palácio os nossos braços, pois quer morar
o chão onde se encontram seus amados.
Tudo isto, simplesmente, para ficar entre nós.
Venham todos adorar ao nosso Deus, um Deus diferente, que nos convida a construir e celebrar todos
os dias um Feliz Natal.
“Paz na terra aos homens por Ele amados”.
Com carinho,
Pe. Zé
ORIENTAÇÃO ESPIRITUAL
Cardeal Odilo Pedro Scherer
Arcebispo de São Paulo (SP)
Aproxima­se o Natal e os cristãos preparam­se para lembrar, mais uma vez, o nascimento de
Jesus Cristo; tempo de festas e presentes, de ações de bondade e solidariedade, também acompanhado
por muitos que não crêem em Deus, ou são de fé diferente. O Natal é envolvente.
Para os cristãos, é um tempo de renovação da esperança, pois o Natal recorda que o homem
não está só neste mundo: Deus veio ao seu encontro, entrou na sua história de maneira surpreendente,
tornando­se próximo de todo homem, estendendo a mão para soerguer os caídos, curar os enfermos,
libertar pobres e oprimidos e trazer luz e consolo aos aflitos.
O Advento, período que precede o Natal na Liturgia cristã, traz a tônica da esperança: a
“salvação” anunciada e esperada vai além daquela que o homem pode dar a si mesmo e transcende as
capacidades humanas: é oferecida por Deus ao homem, que só pode acolhê­la de coração agradecido,
dispondo­se a cooperar livremente com a obra de Deus. Mesmo assim, Deus não entra na história do
homem para assumir o lugar dele, mas para ser seu companheiro, confortá­lo e orientá­lo em seu
caminho, atraindo­o suavemente, mas de modo irresistível, para aqueles bens absolutos que o coração
humano deseja e busca, muitas vezes sem o saber.
Tenho a consciência de que esta linguagem pode parecer irreal para os nossos dias, marcados
pela técnica e pela afirmação máxima das realizações humanas. As tecnologias da informática nos
condicionam, aos poucos, para crer que tudo funciona como o apertar de algumas teclas e, pronto! O
resultado aparece invariavelmente, salvo se nós mesmos erramos ao introduzir dados na maquininha...
O mundo, porém, não é um computador... Menos ainda, o coração humano!
Nada contra essas maquininhas maravilhosas, que eu também uso. Mas será que a forma
mecânica de raciocinar não leva à pretensão de formatar também o mundo do homem de acordo com
as leis da informática? E o que não entra nessa lógica? E os sentimentos e emoções? E as pessoas,
consideradas individualmente, com suas histórias muito particulares e únicas? E os anseios do coração
inquieto, que deseja e busca, que nunca se satisfaz? E as relações entre as pessoas, que tentam
expressar em novas linguagens as mesmas necessidades de sempre, o afeto, a partilha, a intimidade, o
sentido? E o mistério de cada ser humano, que nunca se traduz plenamente em linguagem alguma?
Ao afirmar que o Filho de Deus se fez humano e passou a viver entre os homens, a fé dos
cristãos refere­se a algo inaudito: é possível isso? Desde o início, os cristãos estavam conscientes de
anunciarem “uma grande alegria”, conforme uma bela expressão do Evangelho do Natal, mas também
algo que chocaria a lógica humana. No entanto, afirmavam com todas as letras: “a Palavra de Deus se
fez carne e habitou no meio de nós. E nós vimos a sua glória, que era glória do Filho único do Pai” (cf.
Evangelho de João, 1,9­14).
Em todos os tempos, desde que o anúncio do Evangelho de Cristo teve início, isso gerou
questionamentos, controvérsias e até perseguições e martírios. E gera ainda em nossos dias, quando
muitos estão sendo martirizados apenas porque se identificam com o nome de Cristo. Pensando bem:
se Deus é Deus, quem pode pretender que ele deva enquadrar­se exatamente nos limites da razão e da
lógica humanas? Poderíamos nós impor a Deus o que ele pode ou não pode fazer? As expressões da
teologia e da liturgia cristãs sempre mostraram o pasmo suscitado pelo “mistério inefável” do Natal,
diante do qual emudecem as palavras e se põe o coração a contemplar e cantar. A realidade do Natal é
mais facilmente comunicável pela arte que pelo discurso articulado; é só ver as obras de altíssimo valor,
que a arte erudita e popular produziu ao longo dos séculos sobre o “mistério do Natal”.
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS
3
Jornal Aliança de Dezembro 2014
http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/
NATAL: ALEGRIA E ESPERANÇA
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS
4
Jornal Aliança de Dezembro 2014
http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/
NATAL: ALEGRIA E ESPERANÇA
E os cristãos nunca mais deixaram de lembrar que no Natal, comemoramos a maravilha das
maravilhas: em Jesus Cristo, Deus tornou­se próximo de cada homem; tão próximo, que se fez um
deles. Falou­lhes humanamente; com coração humano, mostrou compaixão e misericórdia para os que,
na nossa lógica soberba, não contam e podem ser descartados. Todo divino, todo humano, a todos
estendeu a mão para resgatá­los de toda alienação. O divino e o humano podem estar mais próximos
do que imaginamos!
O Natal continua a inspirar fraternidade, esperança e paz; faz entrever que o mundo pode ser
melhor, as relações humanas podem ser mais sinceras e construtivas, cada pessoa tem valor e todos
merecem experimentar a felicidade. É bom ver a alegria sincera no rosto das pessoas, ouvir cantos que
despertam sentimentos bons em vez de gritos de violência; o Natal faz pensar que seria bem melhor,
se não houvesse tanta soberba e egoísmo, se todos pudessem viver algo da simplicidade das crianças.
O Natal nos aponta para o que é verdadeiramente humano. Para um recém­nascido, voltam­se
as atenções, porque ele representa o novo, o surpreendente... O Papa Francisco fala que é preciso
acolher as surpresas de Deus nas várias circunstâncias da vida, alegres ou tristes. Deus é
surpreendente e, bem por isso, também é a fonte da esperança, uma vez que nem tudo depende só de
nós; se viesse a ser realidade apenas aquilo que nós somos capazes de suscitar, não haveria esperança
de superação dos nossos limites.
A liturgia cristã do Natal também se refere a Jesus como o “Príncipe da paz”, que convida a
depor as armas de guerra e a sentarem os povos à mesa do diálogo e da fraternidade. Isto é possível?
Poderá acontecer um dia? Este é o sonho de Deus para a grande família humana; ao mesmo tempo,
também é o anseio mais profundo do nosso coração. Não pode ser ilusão: é esperança!
www.cnbb.org.br
NASCIMENTO DE JESUS
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS
5
Jornal Aliança de Dezembro 2014
http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/
A IMPORTÂNCIA DE CELEBRAR O NASCIMENTO DE JESUS NO DIA 25 DE DEZEMBRO
Sabemos que o Império Romano perseguiu pesadamente os cristãos por quase três séculos; desde
Nero em 64, mas, por fim, depois de muitos mártires e o trabalho incansável de evangelização dos primeiros
cristãos, o grande Império, o maior de todos os tempos, se converteu ao cristianismo quando o Imperador
Constantino, o Grande, se converteu e proibiu a perseguição aos cristãos pelo Edito de Milão, no ano 313. “A
espada romana se curvou diante da Cruz de Cristo”, como disse Daniel Rops.
Depois, no ano 385 o grande imperador cristão romano, Teodósio, pelo Edito de Tessalônica, adotou
o cristianismo como a religião oficial do Império. Mas, ainda no tempo do paganismo, os romanos adoravam
o deus Sol e celebravam a festa do seu nascimento “Natalis solis invicti”. O Imperador de Roma, Aureliano
(270­275) tornou oficial e tradicional a comemoração do sol nascente e invencível.
Acontece que no dia 22 de dezembro ocorre o solstício de inverno no hemisfério Norte, isto é, o dia
em que a Terra tem o seu eixo vertical com a máxima inclinação, fazendo com que no Norte se tenha o dia
mais curto e a noite mais longa do ano; ao contrário do que ocorre no hemisfério Sul na mesma data.
Os romanos pagãos consideravam isso uma ameaça dos deuses, porque dia­a­dia, na chegada do
inverno, as horas de sol sobre a Terra diminuía, até chegar ao máximo que eles consideravam ser no dia 25
de dezembro. Então, por medo ofertavam aos deuses desagravos, rituais e celebrações longas, para impedir
que a ira dos deuses impedisse a luz do sol de iluminar a Terra.
Os cristãos, embora convertidos, tinham saudades dessas majestosas festas do Sol Invicto Nascente,
que começava a voltar a iluminar a Terra. Pedagogicamente, e sabiamente, a Igreja passou a comemorar nesse
mesmo dia, o nascimento do verdadeiro Sol, como disse o profeta Malaquias, “Sol da Justiça que traz a
salvação em seus raios” (Ml 3, 20). Então, o Messias Salvador passou a ser mostrado na cultura deles, a “Luz
para iluminar as nações” (Lc 2, 32). “Eu sou a Luz do mundo” (Jo 1, 9).
Com base em um antigo mosaico do século III, encontrado no Vaticano no Mausoléu dos Iulii, onde
se vê as imagens de Cristo e do Sol sobre uma carruagem triunfante, acredita­se que o Imperador
Constantino, que construiu a primeira Basílica de São Pedro, ter sido um dos primeiros a fixar nessa data a
celebração do Natal. Mas a declaração oficial da Igreja foi feita pelo Papa Júlio I (337­352). E o primeiro
calendário a marcar esse fato foi editado por Filocalos (354).
Sabemos que Jesus prometeu a Pedro, o Papa, que tudo o que ele ligasse na Terra seria ligado no céu
(Mt 16,19); é um carisma da Cátedra infalível do Papa. Assim, pela Promessa de Jesus, o céu também celebra o
Nascimento do Salvador em 25 de dezembro. Desta forma, a Igreja nos ensina que quando celebramos uma
festa litúrgica, fixada pelo Papa, participamos das mesmas graças dispensadas por Deus no próprio
acontecimento comemorado. Logo, celebrar o Natal em 25 de dezembro, com fé, é receber as graças do
Nascimento de Jesus, qualquer que tenha sido o dia em que nasceu. Abramos o coração, acolhamos o
Redentor feito homem e lhe demos glória como os Anjos, os pastores de Belém e os Reis Magos. “Glória in
excelsis Deo”.
Prof. Felipe Aquino
cleofas.com.br
IGREJA ACOLHE ÍCONE DOS 60 ANOS
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS
6
Jornal Aliança de Dezembro 2014
http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/
Foi uma noite de festa na Paróquia São Vicente de Paulo. No domingo, 07 de dezembro, a
comunidade participou do início do ano celebrativo dos 60 anos de história da paróquia. A missa foi
presidida por Dom Jaime Spengler e animada por representantes de todos os grupos e movimentos. O
sacramento do Crisma dos adultos foi marcado pela acolhida do Ícone dos 60 anos que irá percorrer a cidade
como símbolo de resgate e celebração desta história. A festividade encerrou com fogos de artifício.
NOSSA MISSÃO: EQUIPE NATAL
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS
7
Jornal Aliança de Dezembro 2014
http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/
“Pois Deus amou tanto o mundo, que deu o SEU Filho único, para que não morra quem
Nele acreditar, tenha vida eterna” (João 3, 16)
NATAL, TEMPO DE AMAR!
A palavra Natal, de origem do latim “natalis”, derivada do verbo “nascor, nascéris, natus sum, nasci”,
significa nascer, ser posto no mundo.
O Natal é portanto a comemoração do nascimento de Jesus Cristo, o Seu aniversário.
O Natal, para nós cristãos é uma história de Amor. Amor de Deus para conosco. É a história de Deus
tornando­se humano, na pessoa de Jesus Cristo. Mas, porque será que Deus fez isso? Porque Ele nos ama!
E porque o Natal foi necessário? Porque a humanidade precisava de um Salvador!
Por que Deus nos ama tanto? Porque Ele é o próprio AMOR! (João 4:8)
E porque celebramos o Natal a cada ano? Como gratidão à Deus pelo Seu ato de AMOR por nós.
Então concluímos, que o verdadeiro significado do Natal é o AMOR !!!
E é com esse profundo sentimento de GRATIDÃO à Deus, que nós da Equipe do Natal (MCJ/2014),
unidos à comunidade São Vicente de Paulo comemoraremos e participaremos da festa de aniversário, Daquele
que nos deu o melhor e o maior presente: a Vida, JESUS CRISTO.
Estamos muito felizes com essa missão e agradecemos o “SIM” de todos, que junto a nós, farão o
melhor para que esta grande festa se realize.
Obrigado Pe. Zé! Obrigado Coordenação MCJ/2014! Obrigado à todos os integrantes dessa Equipe!
Vem, que está chegando o Natal!
Pois nasceu Jesus, o Salvador!
Natal é alegria, é Jesus no coração!
É tempo de Amar!
Feliz Natal a todos.!
Rogerio e Carla
NOSSA HISTÓRIA
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS
8
Jornal Aliança de Dezembro 2014
http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/
Grupo 13
Nossa história começou em 2012, XXVIII ECJ, onde pudemos vivenciar momentos inesquecíveis de
crescimento pessoal, conjugal e espiritual, e como se não bastasse, fomos agraciados com a formação de um
grupo, o grupo 13!
O que falar deste grupo, o que dizer de pessoas que de uma hora para outra, passaram a fazer parte
das nossas vidas. Acreditamos que isso só foi possível pela graça de Deus. Nossa amizade, diferente de muitas
amizades que temos, foi gerada num ventre de fé e amor á Deus, essa é a nossa essência, o nosso alicerce!
Na Bíblia, Deus nos orienta sobre a amizade mostrando a necessidade do companheirismo da vida
humana, da vida compartilhada com outras pessoas e dos laços de amizade. Através do grupo 13 estamos
conseguindo sentir a importância da amizade Cristã e a compreender as orientações deixadas por Jesus Cristo.
Nossos encontros têm sido marcados por maravilhosos momentos de reflexão, oração, entrega e conhecimento
da vida de Cristo. É onde nos abastecemos espiritualmente e conseguimos nos distanciar das coisas do mundo,
resignificando nossa conduta humana.
Amados Amigos! Cada um vocês é um presente de Deus em nossas vidas, ao longo desses dois anos e
meio já passamos por muitas experiências, umas boas, outras muito difíceis, principalmente neste ano de
2014. Experiências que nos permitiram sentir a verdadeira amizade cristã, uma amizade que nos fortalece,
quando tudo ao nosso redor parece desabar, amizade que nos faz crescer na fé, que ora, consola, revigora,
alegra e une.
Agradecemos a Deus por colocar cada um de vocês em nossas vidas e a vocês por quererem
participar dela! Que 2015, seja repleto de muita paz, saúde e crescimento pessoal. Que nossa amizade cresca a
cada dia e que seja sempre guiada pelos ensinamentos de Jesus Cristo! Que o Espirito Santo de Deus nos dê
os dons necessários para seguirmos nosso caminho.
Amamos vocês: Paulinho, Rita e Luísa; Rodrigo, Rita e Joaquim; Fábio, Aline e Laura; Claiton e Ana
Um forte abraço!
Eleandro, Carina e Eduarda
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS
9
Jornal Aliança de Dezembro 2014
http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/
ACONTECEU...Movimentando­se...
Mais
fotos no
blog!
COORD DIOCESANO E SETOR FAMÍLIA
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS
10
Jornal Aliança de Dezembro 2014
http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/
Estêvão e Eliane (Davi)
PUBLICAÇÕES
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS
11
Jornal Aliança de Dezembro 2014
http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/
Bodas
Agenda
Aniversariantes
do Mês
www.saovicentecachoeirinha.com.br
http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br
Contato Comunicação MCJ
Equipe Comunicação e Cadastro
E­mail: mcj.nsvp@gmail.com
Em 2014, a Equipe é formada por:
Sandro & Meg (Mel e Samuel)
3470.6972 / 9151.4675 / 9365.9950
Gelso & Alini (Davi)
9324.7961 / 9884.5182
Zeti & Lê (Andressa, Matheus e Ana
Laura)
9354.4465 / 9388.1728
Contatos Paroquiais
Paróquia São Vicente de Paulo
Rua Papa João XXIII, 316 ­ Vila Cachoeirinha,
Cachoeirinha/RS ­ Brasil
Telefone: (51) 3041­5586
E­mail: saovicente.svp@gmail.com
Atendimento na secretaria paroquial:
­Terça à Sexta: 8h às 12h ­ 13h30 às 17h30
­Sábado: 8h às 12h ­ 13h30 às 17h
MENSAGEM DA EQUIPE
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS
12
Jornal Aliança de Dezembro 2014
http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/
Queridos irmãos em Cristo!
CONTATOS
Entramos no Tempo do Advento! Tempo que nos
remete a preparação para a Boa Nova que é o nascimento
de Jesus Cristo. Neste tempo do Natal nossos corações se
abrem na esperança de uma vida com amor e dignidade
ao próximo. No Natal tentamos ser melhores em nossas
atitudes em nossas vidas.
Que nós casais do MCJ possamos sentir esta
presença do menino Jesus em nossas vidas e com isto
preparemos os nossos corações para o ano de 2015 e suas
missões que possamos receber como famílias
evangelizadoras.
Feliz Natal e Abençoado Ano Novo!
A paz de Cristo!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Jornal Aliança - Edição Especial VI ECJ
Jornal Aliança - Edição Especial VI ECJJornal Aliança - Edição Especial VI ECJ
Jornal Aliança - Edição Especial VI ECJ
CIP2014
 
Jornal Aliança Março 2014
Jornal Aliança Março 2014Jornal Aliança Março 2014
Jornal Aliança Março 2014
mcj2013
 
Jornal Aliança 04/2014
Jornal Aliança 04/2014Jornal Aliança 04/2014
Jornal Aliança 04/2014
CIP2014
 
Jornal maio 2015
Jornal maio 2015Jornal maio 2015
Jornal maio 2015
saojosepascom
 
Novena De Natal 2009
Novena De Natal 2009Novena De Natal 2009
Novena De Natal 2009
guestab52b4
 
Jornal Aliança 2015/1
Jornal Aliança 2015/1Jornal Aliança 2015/1
Jornal Aliança 2015/1
CIP2014
 
Novena de Natal - Missionária
Novena de Natal - MissionáriaNovena de Natal - Missionária
Novena de Natal - Missionária
Bernadetecebs .
 
Jornal Aliança 01/2014
Jornal Aliança 01/2014Jornal Aliança 01/2014
Jornal Aliança 01/2014
CIP2014
 
Novena Missionária 2016
Novena Missionária 2016Novena Missionária 2016
Novena Missionária 2016
Bernadetecebs .
 
Jornal Aliança V ECJ
Jornal Aliança V ECJJornal Aliança V ECJ
Jornal Aliança V ECJ
CIP2014
 
Novena de Natal 2014 - CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Novena de Natal 2014 - CEBs - Diocese de São José dos Campos - SPNovena de Natal 2014 - CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Novena de Natal 2014 - CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Bernadetecebs .
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Setemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Setemb...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Setemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Setemb...
ParoquiaDeSaoPedro
 
Jornal março 2016
Jornal março 2016Jornal março 2016
Jornal março 2016
saojosepascom
 
Novos horizontes ed. janeiro 2017 pdf
Novos horizontes ed. janeiro 2017 pdfNovos horizontes ed. janeiro 2017 pdf
Novos horizontes ed. janeiro 2017 pdf
Pascom Paroquia Nssc
 
384
384384
Boletim Jovem Dezembro 2015
Boletim Jovem Dezembro 2015Boletim Jovem Dezembro 2015
Boletim Jovem Dezembro 2015
willams
 
Ano da Fé - Arquidiocese de Florianópolis
Ano da Fé - Arquidiocese de FlorianópolisAno da Fé - Arquidiocese de Florianópolis
Ano da Fé - Arquidiocese de Florianópolis
Bernadetecebs .
 
Jornal setembro 2014
Jornal setembro 2014Jornal setembro 2014
Jornal setembro 2014
saojosepascom
 
Oração da manhã setor 14 das CEBs 23 julho 2014
Oração da manhã setor 14 das CEBs   23 julho 2014Oração da manhã setor 14 das CEBs   23 julho 2014
Oração da manhã setor 14 das CEBs 23 julho 2014
Bernadetecebs .
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 603 an 21 dezembro.edição natal
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 603 an 21 dezembro.edição natalAGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 603 an 21 dezembro.edição natal
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 603 an 21 dezembro.edição natal
Roberto Rabat Chame
 

Mais procurados (20)

Jornal Aliança - Edição Especial VI ECJ
Jornal Aliança - Edição Especial VI ECJJornal Aliança - Edição Especial VI ECJ
Jornal Aliança - Edição Especial VI ECJ
 
Jornal Aliança Março 2014
Jornal Aliança Março 2014Jornal Aliança Março 2014
Jornal Aliança Março 2014
 
Jornal Aliança 04/2014
Jornal Aliança 04/2014Jornal Aliança 04/2014
Jornal Aliança 04/2014
 
Jornal maio 2015
Jornal maio 2015Jornal maio 2015
Jornal maio 2015
 
Novena De Natal 2009
Novena De Natal 2009Novena De Natal 2009
Novena De Natal 2009
 
Jornal Aliança 2015/1
Jornal Aliança 2015/1Jornal Aliança 2015/1
Jornal Aliança 2015/1
 
Novena de Natal - Missionária
Novena de Natal - MissionáriaNovena de Natal - Missionária
Novena de Natal - Missionária
 
Jornal Aliança 01/2014
Jornal Aliança 01/2014Jornal Aliança 01/2014
Jornal Aliança 01/2014
 
Novena Missionária 2016
Novena Missionária 2016Novena Missionária 2016
Novena Missionária 2016
 
Jornal Aliança V ECJ
Jornal Aliança V ECJJornal Aliança V ECJ
Jornal Aliança V ECJ
 
Novena de Natal 2014 - CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Novena de Natal 2014 - CEBs - Diocese de São José dos Campos - SPNovena de Natal 2014 - CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Novena de Natal 2014 - CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Setemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Setemb...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Setemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Setemb...
 
Jornal março 2016
Jornal março 2016Jornal março 2016
Jornal março 2016
 
Novos horizontes ed. janeiro 2017 pdf
Novos horizontes ed. janeiro 2017 pdfNovos horizontes ed. janeiro 2017 pdf
Novos horizontes ed. janeiro 2017 pdf
 
384
384384
384
 
Boletim Jovem Dezembro 2015
Boletim Jovem Dezembro 2015Boletim Jovem Dezembro 2015
Boletim Jovem Dezembro 2015
 
Ano da Fé - Arquidiocese de Florianópolis
Ano da Fé - Arquidiocese de FlorianópolisAno da Fé - Arquidiocese de Florianópolis
Ano da Fé - Arquidiocese de Florianópolis
 
Jornal setembro 2014
Jornal setembro 2014Jornal setembro 2014
Jornal setembro 2014
 
Oração da manhã setor 14 das CEBs 23 julho 2014
Oração da manhã setor 14 das CEBs   23 julho 2014Oração da manhã setor 14 das CEBs   23 julho 2014
Oração da manhã setor 14 das CEBs 23 julho 2014
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 603 an 21 dezembro.edição natal
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 603 an 21 dezembro.edição natalAGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 603 an 21 dezembro.edição natal
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 603 an 21 dezembro.edição natal
 

Semelhante a Jornal aliança nº 182 dezembro 2014

Jornal dezembro 2014 janeiro 2015
Jornal dezembro 2014   janeiro 2015Jornal dezembro 2014   janeiro 2015
Jornal dezembro 2014 janeiro 2015
saojosepascom
 
Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021
Bernadetecebs .
 
Sagrada Notícias Online - 20° Edição
Sagrada Notícias Online - 20° EdiçãoSagrada Notícias Online - 20° Edição
Sagrada Notícias Online - 20° Edição
Liliane Jornalista
 
Beume dez 16 pdf
Beume dez 16 pdfBeume dez 16 pdf
Beume dez 16 pdf
Ume Maria
 
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SPNovena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Bernadetecebs .
 
Paroquia Santa Cruz-Informativo de Dezembro
Paroquia Santa Cruz-Informativo de DezembroParoquia Santa Cruz-Informativo de Dezembro
Paroquia Santa Cruz-Informativo de Dezembro
GleidsonGiorgetti
 
Jornal Aliança nº 177 Julho 2014
Jornal Aliança nº 177 Julho 2014Jornal Aliança nº 177 Julho 2014
Jornal Aliança nº 177 Julho 2014
mcj2013
 
390
390390
Jornal aliança nº 181 novembro 2014
Jornal aliança nº 181 novembro 2014Jornal aliança nº 181 novembro 2014
Jornal aliança nº 181 novembro 2014
mcj2013
 
Irmão sol dezembro 2013 - online
Irmão  sol   dezembro 2013 - onlineIrmão  sol   dezembro 2013 - online
Irmão sol dezembro 2013 - online
Mauro Moraes
 
Jornal aliança nº 179 setembro 2014
Jornal aliança nº 179 setembro 2014Jornal aliança nº 179 setembro 2014
Jornal aliança nº 179 setembro 2014
mcj2013
 
384
384384
Novena de Natal 2013 - Arquidiocese de Vitória
Novena de Natal 2013 - Arquidiocese de VitóriaNovena de Natal 2013 - Arquidiocese de Vitória
Novena de Natal 2013 - Arquidiocese de Vitória
Bernadetecebs .
 
Paróquia em Ação 15
Paróquia em Ação 15Paróquia em Ação 15
Paróquia em Ação 15
ParoquiaForquilhinha
 
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
FERMENTO - MARÇO 2013
FERMENTO - MARÇO 2013FERMENTO - MARÇO 2013
FERMENTO - MARÇO 2013
cnisbrasil
 
Boletim Dezembro 2015
Boletim Dezembro 2015Boletim Dezembro 2015
Boletim Dezembro 2015
willams
 
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Pery Salgado
 
Jornal abril 2015
Jornal abril 2015Jornal abril 2015
Jornal abril 2015
saojosepascom
 
Jornal abril 2015
Jornal abril 2015Jornal abril 2015
Jornal abril 2015
saojosepascom
 

Semelhante a Jornal aliança nº 182 dezembro 2014 (20)

Jornal dezembro 2014 janeiro 2015
Jornal dezembro 2014   janeiro 2015Jornal dezembro 2014   janeiro 2015
Jornal dezembro 2014 janeiro 2015
 
Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021
 
Sagrada Notícias Online - 20° Edição
Sagrada Notícias Online - 20° EdiçãoSagrada Notícias Online - 20° Edição
Sagrada Notícias Online - 20° Edição
 
Beume dez 16 pdf
Beume dez 16 pdfBeume dez 16 pdf
Beume dez 16 pdf
 
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SPNovena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
 
Paroquia Santa Cruz-Informativo de Dezembro
Paroquia Santa Cruz-Informativo de DezembroParoquia Santa Cruz-Informativo de Dezembro
Paroquia Santa Cruz-Informativo de Dezembro
 
Jornal Aliança nº 177 Julho 2014
Jornal Aliança nº 177 Julho 2014Jornal Aliança nº 177 Julho 2014
Jornal Aliança nº 177 Julho 2014
 
390
390390
390
 
Jornal aliança nº 181 novembro 2014
Jornal aliança nº 181 novembro 2014Jornal aliança nº 181 novembro 2014
Jornal aliança nº 181 novembro 2014
 
Irmão sol dezembro 2013 - online
Irmão  sol   dezembro 2013 - onlineIrmão  sol   dezembro 2013 - online
Irmão sol dezembro 2013 - online
 
Jornal aliança nº 179 setembro 2014
Jornal aliança nº 179 setembro 2014Jornal aliança nº 179 setembro 2014
Jornal aliança nº 179 setembro 2014
 
384
384384
384
 
Novena de Natal 2013 - Arquidiocese de Vitória
Novena de Natal 2013 - Arquidiocese de VitóriaNovena de Natal 2013 - Arquidiocese de Vitória
Novena de Natal 2013 - Arquidiocese de Vitória
 
Paróquia em Ação 15
Paróquia em Ação 15Paróquia em Ação 15
Paróquia em Ação 15
 
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
 
FERMENTO - MARÇO 2013
FERMENTO - MARÇO 2013FERMENTO - MARÇO 2013
FERMENTO - MARÇO 2013
 
Boletim Dezembro 2015
Boletim Dezembro 2015Boletim Dezembro 2015
Boletim Dezembro 2015
 
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
 
Jornal abril 2015
Jornal abril 2015Jornal abril 2015
Jornal abril 2015
 
Jornal abril 2015
Jornal abril 2015Jornal abril 2015
Jornal abril 2015
 

Mais de mcj2013

Jornal aliança nº 180 outubro 2014
Jornal aliança nº 180 outubro 2014Jornal aliança nº 180 outubro 2014
Jornal aliança nº 180 outubro 2014
mcj2013
 
Jornal Aliança nº 178 Agosto 2014
Jornal Aliança nº 178 Agosto 2014Jornal Aliança nº 178 Agosto 2014
Jornal Aliança nº 178 Agosto 2014
mcj2013
 
Jornal aliança nº 175 maio 2014
Jornal aliança nº 175 maio 2014Jornal aliança nº 175 maio 2014
Jornal aliança nº 175 maio 2014mcj2013
 
Jornal aliança nº 176 junho 2014
Jornal aliança nº 176 junho 2014Jornal aliança nº 176 junho 2014
Jornal aliança nº 176 junho 2014
mcj2013
 
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
mcj2013
 
Jornal especial de fim de ano nº172
Jornal especial de fim de ano   nº172Jornal especial de fim de ano   nº172
Jornal especial de fim de ano nº172
mcj2013
 
Jornal Aliança Dezembro - Nº171
Jornal Aliança Dezembro - Nº171Jornal Aliança Dezembro - Nº171
Jornal Aliança Dezembro - Nº171
mcj2013
 
Jornal Novembro - Nº170
Jornal Novembro - Nº170Jornal Novembro - Nº170
Jornal Novembro - Nº170
mcj2013
 
Jornal Outubro
Jornal OutubroJornal Outubro
Jornal Outubro
mcj2013
 
Jornal setembro nº168
Jornal setembro   nº168Jornal setembro   nº168
Jornal setembro nº168
mcj2013
 
Jornal agosto nº 167
Jornal agosto   nº 167Jornal agosto   nº 167
Jornal agosto nº 167
mcj2013
 
Jornal julho nº 166
Jornal julho   nº 166Jornal julho   nº 166
Jornal julho nº 166
mcj2013
 
Jornal junho nº 165
Jornal junho   nº 165Jornal junho   nº 165
Jornal junho nº 165
mcj2013
 
Jornal junho nº 165
Jornal junho   nº 165Jornal junho   nº 165
Jornal junho nº 165
mcj2013
 
Jornal maio nº164
Jornal maio   nº164Jornal maio   nº164
Jornal maio nº164
mcj2013
 
Jornal abril nº163
Jornal abril   nº163Jornal abril   nº163
Jornal abril nº163
mcj2013
 
Jornal abril nº163
Jornal abril   nº163Jornal abril   nº163
Jornal abril nº163
mcj2013
 
Jornal março nº162
Jornal março   nº162Jornal março   nº162
Jornal março nº162
mcj2013
 

Mais de mcj2013 (18)

Jornal aliança nº 180 outubro 2014
Jornal aliança nº 180 outubro 2014Jornal aliança nº 180 outubro 2014
Jornal aliança nº 180 outubro 2014
 
Jornal Aliança nº 178 Agosto 2014
Jornal Aliança nº 178 Agosto 2014Jornal Aliança nº 178 Agosto 2014
Jornal Aliança nº 178 Agosto 2014
 
Jornal aliança nº 175 maio 2014
Jornal aliança nº 175 maio 2014Jornal aliança nº 175 maio 2014
Jornal aliança nº 175 maio 2014
 
Jornal aliança nº 176 junho 2014
Jornal aliança nº 176 junho 2014Jornal aliança nº 176 junho 2014
Jornal aliança nº 176 junho 2014
 
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
 
Jornal especial de fim de ano nº172
Jornal especial de fim de ano   nº172Jornal especial de fim de ano   nº172
Jornal especial de fim de ano nº172
 
Jornal Aliança Dezembro - Nº171
Jornal Aliança Dezembro - Nº171Jornal Aliança Dezembro - Nº171
Jornal Aliança Dezembro - Nº171
 
Jornal Novembro - Nº170
Jornal Novembro - Nº170Jornal Novembro - Nº170
Jornal Novembro - Nº170
 
Jornal Outubro
Jornal OutubroJornal Outubro
Jornal Outubro
 
Jornal setembro nº168
Jornal setembro   nº168Jornal setembro   nº168
Jornal setembro nº168
 
Jornal agosto nº 167
Jornal agosto   nº 167Jornal agosto   nº 167
Jornal agosto nº 167
 
Jornal julho nº 166
Jornal julho   nº 166Jornal julho   nº 166
Jornal julho nº 166
 
Jornal junho nº 165
Jornal junho   nº 165Jornal junho   nº 165
Jornal junho nº 165
 
Jornal junho nº 165
Jornal junho   nº 165Jornal junho   nº 165
Jornal junho nº 165
 
Jornal maio nº164
Jornal maio   nº164Jornal maio   nº164
Jornal maio nº164
 
Jornal abril nº163
Jornal abril   nº163Jornal abril   nº163
Jornal abril nº163
 
Jornal abril nº163
Jornal abril   nº163Jornal abril   nº163
Jornal abril nº163
 
Jornal março nº162
Jornal março   nº162Jornal março   nº162
Jornal março nº162
 

Último

JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
ceciliafonseca16
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Janilson Noca
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 

Último (16)

JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 

Jornal aliança nº 182 dezembro 2014

  • 1. TEMPO LITÚRGICO: ADVENTO COR: ROXA Jornal Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS Jornal Aliança de Dezembro 2014 – Nº 182 – Ano XIX Aliança BRILHA UMA ESTRELA... PARÓQUIA CELEBRA 60 ANOS DE HISTÓRIA É NATAL!!É NATAL!!É NATAL!! BRILHA UMA ESTRELA...BRILHA UMA ESTRELA... TEMPO LITÚRGICO: ADVENTO COR: ROXATEMPO LITÚRGICO: ADVENTO COR: ROXA PARÓQUIA CELEBRA 60 ANOS DE HISTÓRIAPARÓQUIA CELEBRA 60 ANOS DE HISTÓRIA
  • 2. MENSAGEM DA COORDENAÇÃO Olá Irmãos! Está chegando o final de ano, com isto o final da coordenação geral 2014. E é com um misto de sentimentos que estamos nesse momento de transição. Coração apertado, pois vivemos momentos únicos e inexplicáveis, sensação de dever cumprido e uma única certeza: a missão continua. Pois servir a Deus para nossa família é uma opção de vida. “EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR”. Foi um ano intenso, de muito aprendizado e muitos desafios, muito trabalho e muitas conquistas, muito carinho de toda a família MCJ! Quando a equipe marcava a sua primeira reunião e nós nos fazíamos presentes na mesma, com a companhia de nossos secretários, ficávamos surpresos com as ideias e com o carinho enorme com tudo que envolvia o momento e a equipe. Mais uma vez obrigada a cada casal coordenador de equipe a cada família que se colocou à disposição. Queremos também agradecer em primeiro lugar a Deus, pois foi para ele que falamos e demos o nosso SIM. A todos os casais que estiveram caminhando conosco, ao nosso grupo que sempre esteve ao nosso lado em todos os momentos, e agradecer a todos que confiaram em nós para estar à frente do MCJ durante este ano que passou... Desejamos a todos os casais de nosso querido MCJ um Natal de muita felicidade, amor, alegria, enfim que vivamos o nascimento de CRISTO nosso Salvador! E que o ano de 2015 seja repleto de muitas realizações! Léo e Márcia (Ícaro) Vladi e Leila (Felipe e Natiele) Coordenação Geral MCJ 2014 Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS 2 Jornal Aliança de Dezembro 2014 http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/ É Natal! Natal: momento de adorar nosso Deus menino. Deus menino que escolhe como seu templo um ventre. Sua tenda entre nós tem esta marca de simplicidade e da ternura e esta é a sua grandeza. E este “Rei dos Judeus que acaba de nascer” escolhe como palácio os nossos braços, pois quer morar o chão onde se encontram seus amados. Tudo isto, simplesmente, para ficar entre nós. Venham todos adorar ao nosso Deus, um Deus diferente, que nos convida a construir e celebrar todos os dias um Feliz Natal. “Paz na terra aos homens por Ele amados”. Com carinho, Pe. Zé ORIENTAÇÃO ESPIRITUAL
  • 3. Cardeal Odilo Pedro Scherer Arcebispo de São Paulo (SP) Aproxima­se o Natal e os cristãos preparam­se para lembrar, mais uma vez, o nascimento de Jesus Cristo; tempo de festas e presentes, de ações de bondade e solidariedade, também acompanhado por muitos que não crêem em Deus, ou são de fé diferente. O Natal é envolvente. Para os cristãos, é um tempo de renovação da esperança, pois o Natal recorda que o homem não está só neste mundo: Deus veio ao seu encontro, entrou na sua história de maneira surpreendente, tornando­se próximo de todo homem, estendendo a mão para soerguer os caídos, curar os enfermos, libertar pobres e oprimidos e trazer luz e consolo aos aflitos. O Advento, período que precede o Natal na Liturgia cristã, traz a tônica da esperança: a “salvação” anunciada e esperada vai além daquela que o homem pode dar a si mesmo e transcende as capacidades humanas: é oferecida por Deus ao homem, que só pode acolhê­la de coração agradecido, dispondo­se a cooperar livremente com a obra de Deus. Mesmo assim, Deus não entra na história do homem para assumir o lugar dele, mas para ser seu companheiro, confortá­lo e orientá­lo em seu caminho, atraindo­o suavemente, mas de modo irresistível, para aqueles bens absolutos que o coração humano deseja e busca, muitas vezes sem o saber. Tenho a consciência de que esta linguagem pode parecer irreal para os nossos dias, marcados pela técnica e pela afirmação máxima das realizações humanas. As tecnologias da informática nos condicionam, aos poucos, para crer que tudo funciona como o apertar de algumas teclas e, pronto! O resultado aparece invariavelmente, salvo se nós mesmos erramos ao introduzir dados na maquininha... O mundo, porém, não é um computador... Menos ainda, o coração humano! Nada contra essas maquininhas maravilhosas, que eu também uso. Mas será que a forma mecânica de raciocinar não leva à pretensão de formatar também o mundo do homem de acordo com as leis da informática? E o que não entra nessa lógica? E os sentimentos e emoções? E as pessoas, consideradas individualmente, com suas histórias muito particulares e únicas? E os anseios do coração inquieto, que deseja e busca, que nunca se satisfaz? E as relações entre as pessoas, que tentam expressar em novas linguagens as mesmas necessidades de sempre, o afeto, a partilha, a intimidade, o sentido? E o mistério de cada ser humano, que nunca se traduz plenamente em linguagem alguma? Ao afirmar que o Filho de Deus se fez humano e passou a viver entre os homens, a fé dos cristãos refere­se a algo inaudito: é possível isso? Desde o início, os cristãos estavam conscientes de anunciarem “uma grande alegria”, conforme uma bela expressão do Evangelho do Natal, mas também algo que chocaria a lógica humana. No entanto, afirmavam com todas as letras: “a Palavra de Deus se fez carne e habitou no meio de nós. E nós vimos a sua glória, que era glória do Filho único do Pai” (cf. Evangelho de João, 1,9­14). Em todos os tempos, desde que o anúncio do Evangelho de Cristo teve início, isso gerou questionamentos, controvérsias e até perseguições e martírios. E gera ainda em nossos dias, quando muitos estão sendo martirizados apenas porque se identificam com o nome de Cristo. Pensando bem: se Deus é Deus, quem pode pretender que ele deva enquadrar­se exatamente nos limites da razão e da lógica humanas? Poderíamos nós impor a Deus o que ele pode ou não pode fazer? As expressões da teologia e da liturgia cristãs sempre mostraram o pasmo suscitado pelo “mistério inefável” do Natal, diante do qual emudecem as palavras e se põe o coração a contemplar e cantar. A realidade do Natal é mais facilmente comunicável pela arte que pelo discurso articulado; é só ver as obras de altíssimo valor, que a arte erudita e popular produziu ao longo dos séculos sobre o “mistério do Natal”. Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS 3 Jornal Aliança de Dezembro 2014 http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/ NATAL: ALEGRIA E ESPERANÇA
  • 4. Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS 4 Jornal Aliança de Dezembro 2014 http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/ NATAL: ALEGRIA E ESPERANÇA E os cristãos nunca mais deixaram de lembrar que no Natal, comemoramos a maravilha das maravilhas: em Jesus Cristo, Deus tornou­se próximo de cada homem; tão próximo, que se fez um deles. Falou­lhes humanamente; com coração humano, mostrou compaixão e misericórdia para os que, na nossa lógica soberba, não contam e podem ser descartados. Todo divino, todo humano, a todos estendeu a mão para resgatá­los de toda alienação. O divino e o humano podem estar mais próximos do que imaginamos! O Natal continua a inspirar fraternidade, esperança e paz; faz entrever que o mundo pode ser melhor, as relações humanas podem ser mais sinceras e construtivas, cada pessoa tem valor e todos merecem experimentar a felicidade. É bom ver a alegria sincera no rosto das pessoas, ouvir cantos que despertam sentimentos bons em vez de gritos de violência; o Natal faz pensar que seria bem melhor, se não houvesse tanta soberba e egoísmo, se todos pudessem viver algo da simplicidade das crianças. O Natal nos aponta para o que é verdadeiramente humano. Para um recém­nascido, voltam­se as atenções, porque ele representa o novo, o surpreendente... O Papa Francisco fala que é preciso acolher as surpresas de Deus nas várias circunstâncias da vida, alegres ou tristes. Deus é surpreendente e, bem por isso, também é a fonte da esperança, uma vez que nem tudo depende só de nós; se viesse a ser realidade apenas aquilo que nós somos capazes de suscitar, não haveria esperança de superação dos nossos limites. A liturgia cristã do Natal também se refere a Jesus como o “Príncipe da paz”, que convida a depor as armas de guerra e a sentarem os povos à mesa do diálogo e da fraternidade. Isto é possível? Poderá acontecer um dia? Este é o sonho de Deus para a grande família humana; ao mesmo tempo, também é o anseio mais profundo do nosso coração. Não pode ser ilusão: é esperança! www.cnbb.org.br
  • 5. NASCIMENTO DE JESUS Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS 5 Jornal Aliança de Dezembro 2014 http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/ A IMPORTÂNCIA DE CELEBRAR O NASCIMENTO DE JESUS NO DIA 25 DE DEZEMBRO Sabemos que o Império Romano perseguiu pesadamente os cristãos por quase três séculos; desde Nero em 64, mas, por fim, depois de muitos mártires e o trabalho incansável de evangelização dos primeiros cristãos, o grande Império, o maior de todos os tempos, se converteu ao cristianismo quando o Imperador Constantino, o Grande, se converteu e proibiu a perseguição aos cristãos pelo Edito de Milão, no ano 313. “A espada romana se curvou diante da Cruz de Cristo”, como disse Daniel Rops. Depois, no ano 385 o grande imperador cristão romano, Teodósio, pelo Edito de Tessalônica, adotou o cristianismo como a religião oficial do Império. Mas, ainda no tempo do paganismo, os romanos adoravam o deus Sol e celebravam a festa do seu nascimento “Natalis solis invicti”. O Imperador de Roma, Aureliano (270­275) tornou oficial e tradicional a comemoração do sol nascente e invencível. Acontece que no dia 22 de dezembro ocorre o solstício de inverno no hemisfério Norte, isto é, o dia em que a Terra tem o seu eixo vertical com a máxima inclinação, fazendo com que no Norte se tenha o dia mais curto e a noite mais longa do ano; ao contrário do que ocorre no hemisfério Sul na mesma data. Os romanos pagãos consideravam isso uma ameaça dos deuses, porque dia­a­dia, na chegada do inverno, as horas de sol sobre a Terra diminuía, até chegar ao máximo que eles consideravam ser no dia 25 de dezembro. Então, por medo ofertavam aos deuses desagravos, rituais e celebrações longas, para impedir que a ira dos deuses impedisse a luz do sol de iluminar a Terra. Os cristãos, embora convertidos, tinham saudades dessas majestosas festas do Sol Invicto Nascente, que começava a voltar a iluminar a Terra. Pedagogicamente, e sabiamente, a Igreja passou a comemorar nesse mesmo dia, o nascimento do verdadeiro Sol, como disse o profeta Malaquias, “Sol da Justiça que traz a salvação em seus raios” (Ml 3, 20). Então, o Messias Salvador passou a ser mostrado na cultura deles, a “Luz para iluminar as nações” (Lc 2, 32). “Eu sou a Luz do mundo” (Jo 1, 9). Com base em um antigo mosaico do século III, encontrado no Vaticano no Mausoléu dos Iulii, onde se vê as imagens de Cristo e do Sol sobre uma carruagem triunfante, acredita­se que o Imperador Constantino, que construiu a primeira Basílica de São Pedro, ter sido um dos primeiros a fixar nessa data a celebração do Natal. Mas a declaração oficial da Igreja foi feita pelo Papa Júlio I (337­352). E o primeiro calendário a marcar esse fato foi editado por Filocalos (354). Sabemos que Jesus prometeu a Pedro, o Papa, que tudo o que ele ligasse na Terra seria ligado no céu (Mt 16,19); é um carisma da Cátedra infalível do Papa. Assim, pela Promessa de Jesus, o céu também celebra o Nascimento do Salvador em 25 de dezembro. Desta forma, a Igreja nos ensina que quando celebramos uma festa litúrgica, fixada pelo Papa, participamos das mesmas graças dispensadas por Deus no próprio acontecimento comemorado. Logo, celebrar o Natal em 25 de dezembro, com fé, é receber as graças do Nascimento de Jesus, qualquer que tenha sido o dia em que nasceu. Abramos o coração, acolhamos o Redentor feito homem e lhe demos glória como os Anjos, os pastores de Belém e os Reis Magos. “Glória in excelsis Deo”. Prof. Felipe Aquino cleofas.com.br
  • 6. IGREJA ACOLHE ÍCONE DOS 60 ANOS Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS 6 Jornal Aliança de Dezembro 2014 http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/ Foi uma noite de festa na Paróquia São Vicente de Paulo. No domingo, 07 de dezembro, a comunidade participou do início do ano celebrativo dos 60 anos de história da paróquia. A missa foi presidida por Dom Jaime Spengler e animada por representantes de todos os grupos e movimentos. O sacramento do Crisma dos adultos foi marcado pela acolhida do Ícone dos 60 anos que irá percorrer a cidade como símbolo de resgate e celebração desta história. A festividade encerrou com fogos de artifício.
  • 7. NOSSA MISSÃO: EQUIPE NATAL Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS 7 Jornal Aliança de Dezembro 2014 http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/ “Pois Deus amou tanto o mundo, que deu o SEU Filho único, para que não morra quem Nele acreditar, tenha vida eterna” (João 3, 16) NATAL, TEMPO DE AMAR! A palavra Natal, de origem do latim “natalis”, derivada do verbo “nascor, nascéris, natus sum, nasci”, significa nascer, ser posto no mundo. O Natal é portanto a comemoração do nascimento de Jesus Cristo, o Seu aniversário. O Natal, para nós cristãos é uma história de Amor. Amor de Deus para conosco. É a história de Deus tornando­se humano, na pessoa de Jesus Cristo. Mas, porque será que Deus fez isso? Porque Ele nos ama! E porque o Natal foi necessário? Porque a humanidade precisava de um Salvador! Por que Deus nos ama tanto? Porque Ele é o próprio AMOR! (João 4:8) E porque celebramos o Natal a cada ano? Como gratidão à Deus pelo Seu ato de AMOR por nós. Então concluímos, que o verdadeiro significado do Natal é o AMOR !!! E é com esse profundo sentimento de GRATIDÃO à Deus, que nós da Equipe do Natal (MCJ/2014), unidos à comunidade São Vicente de Paulo comemoraremos e participaremos da festa de aniversário, Daquele que nos deu o melhor e o maior presente: a Vida, JESUS CRISTO. Estamos muito felizes com essa missão e agradecemos o “SIM” de todos, que junto a nós, farão o melhor para que esta grande festa se realize. Obrigado Pe. Zé! Obrigado Coordenação MCJ/2014! Obrigado à todos os integrantes dessa Equipe! Vem, que está chegando o Natal! Pois nasceu Jesus, o Salvador! Natal é alegria, é Jesus no coração! É tempo de Amar! Feliz Natal a todos.! Rogerio e Carla
  • 8. NOSSA HISTÓRIA Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS 8 Jornal Aliança de Dezembro 2014 http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/ Grupo 13 Nossa história começou em 2012, XXVIII ECJ, onde pudemos vivenciar momentos inesquecíveis de crescimento pessoal, conjugal e espiritual, e como se não bastasse, fomos agraciados com a formação de um grupo, o grupo 13! O que falar deste grupo, o que dizer de pessoas que de uma hora para outra, passaram a fazer parte das nossas vidas. Acreditamos que isso só foi possível pela graça de Deus. Nossa amizade, diferente de muitas amizades que temos, foi gerada num ventre de fé e amor á Deus, essa é a nossa essência, o nosso alicerce! Na Bíblia, Deus nos orienta sobre a amizade mostrando a necessidade do companheirismo da vida humana, da vida compartilhada com outras pessoas e dos laços de amizade. Através do grupo 13 estamos conseguindo sentir a importância da amizade Cristã e a compreender as orientações deixadas por Jesus Cristo. Nossos encontros têm sido marcados por maravilhosos momentos de reflexão, oração, entrega e conhecimento da vida de Cristo. É onde nos abastecemos espiritualmente e conseguimos nos distanciar das coisas do mundo, resignificando nossa conduta humana. Amados Amigos! Cada um vocês é um presente de Deus em nossas vidas, ao longo desses dois anos e meio já passamos por muitas experiências, umas boas, outras muito difíceis, principalmente neste ano de 2014. Experiências que nos permitiram sentir a verdadeira amizade cristã, uma amizade que nos fortalece, quando tudo ao nosso redor parece desabar, amizade que nos faz crescer na fé, que ora, consola, revigora, alegra e une. Agradecemos a Deus por colocar cada um de vocês em nossas vidas e a vocês por quererem participar dela! Que 2015, seja repleto de muita paz, saúde e crescimento pessoal. Que nossa amizade cresca a cada dia e que seja sempre guiada pelos ensinamentos de Jesus Cristo! Que o Espirito Santo de Deus nos dê os dons necessários para seguirmos nosso caminho. Amamos vocês: Paulinho, Rita e Luísa; Rodrigo, Rita e Joaquim; Fábio, Aline e Laura; Claiton e Ana Um forte abraço! Eleandro, Carina e Eduarda
  • 9. Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS 9 Jornal Aliança de Dezembro 2014 http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/ ACONTECEU...Movimentando­se... Mais fotos no blog!
  • 10. COORD DIOCESANO E SETOR FAMÍLIA Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS 10 Jornal Aliança de Dezembro 2014 http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/ Estêvão e Eliane (Davi)
  • 11. PUBLICAÇÕES Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS 11 Jornal Aliança de Dezembro 2014 http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/ Bodas Agenda Aniversariantes do Mês
  • 12. www.saovicentecachoeirinha.com.br http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br Contato Comunicação MCJ Equipe Comunicação e Cadastro E­mail: mcj.nsvp@gmail.com Em 2014, a Equipe é formada por: Sandro & Meg (Mel e Samuel) 3470.6972 / 9151.4675 / 9365.9950 Gelso & Alini (Davi) 9324.7961 / 9884.5182 Zeti & Lê (Andressa, Matheus e Ana Laura) 9354.4465 / 9388.1728 Contatos Paroquiais Paróquia São Vicente de Paulo Rua Papa João XXIII, 316 ­ Vila Cachoeirinha, Cachoeirinha/RS ­ Brasil Telefone: (51) 3041­5586 E­mail: saovicente.svp@gmail.com Atendimento na secretaria paroquial: ­Terça à Sexta: 8h às 12h ­ 13h30 às 17h30 ­Sábado: 8h às 12h ­ 13h30 às 17h MENSAGEM DA EQUIPE Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS 12 Jornal Aliança de Dezembro 2014 http://movimentodecasaisjovens­nsvp.blogspot.com.br/ Queridos irmãos em Cristo! CONTATOS Entramos no Tempo do Advento! Tempo que nos remete a preparação para a Boa Nova que é o nascimento de Jesus Cristo. Neste tempo do Natal nossos corações se abrem na esperança de uma vida com amor e dignidade ao próximo. No Natal tentamos ser melhores em nossas atitudes em nossas vidas. Que nós casais do MCJ possamos sentir esta presença do menino Jesus em nossas vidas e com isto preparemos os nossos corações para o ano de 2015 e suas missões que possamos receber como famílias evangelizadoras. Feliz Natal e Abençoado Ano Novo! A paz de Cristo!