SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Diet X Light
ALIMENTOS
DIETX LIGHT
 Os produtos diet e light estão presentes em mais de 35% dos
lares brasileiros;
 A maioria dos consumidores associou esses produtos, como
sendo de baixa caloria;
 A maioria não sabem diferenciá-los;
 Desde 2002, as vendas de produtos DIET e LIGHT, vem
aumentando. Tendo como maiores vendas:
 REFRIGERANTE DIET - 8,3%
 REFRIGERANTE LIGHT - 23%
Alimentos
DIET
 É aquele produzido industrialmente e que apresenta ausência
ou quantidades bem reduzidas de determinados nutrientes
(carboidratos, açúcar, sal, lactose, gordura);
 Nem sempre os alimentos diet apresentam baixas calorias.
São criados para indivíduos que devem seguir uma dieta
baseada na restrição ou redução de um determinado nutriente.
 Exemplo: uma pessoa com problema de taxas altas de
triglicérides, deve consumir alimentos com pouca quantidade
de carboidratos.
Alimentos
LIGHT
 É aquele produzido com redução de, no mínimo, 25% do
valor calórico em comparação ao produto tradicional;
 São também considerados ligth àqueles que reduzem, no
mínimo, 25% de determinados nutrientes (gordura
saturada, gordura total, açúcar, colesterol, sódio).
 Exemplo: uma pessoa obesa, que precisa perder peso, deve optar
por produtos light com baixos teores de gorduras e açúcares.
Consumidores
 Os consumidores de produtos DIET normalmente
apresentam condições metabólicas ou fisiológicas
específicas. Precisam de alimentos especialmente
formulados, que eliminam ou substituem algum componente
como o açúcar (diabéticos), e o sal (hipertensos).
 Os consumidores de produtos LIGHT são pessoas saudáveis
que buscam produtos com menos calorias ou com
quantidade reduzida de algum nutriente, em comparação
com o mesmo alimento em sua fórmula convencional. Esses
alimentos são recomendados, por exemplo, em dietas para
perder peso.
Mitos
 É comum produtos DIET serem associados a
emagrecimento, mas muitas vezes o valor energético não é
menor do que o de produtos convencionais. Pode até ser
maior. O chocolate diet não contém açúcar, mas é gorduroso
e calórico – mais que o similar não diet. Em outros casos, o
nutriente eliminado (sódio ou proteína, por exemplo) pode
não interferir na quantidade de calorias.
 Produtos LIGHT só ajudam a perder peso caso haja
diminuição significativa no teor de algum nutriente
energético. Também é importante ressaltar que o consumo
em excesso de um produto que contém menos calorias em
relação ao original pode encadear a ingestão de uma
quantidade igual ou até maior de calorias, comparada ao
consumo moderado de algo não-light.
Regulamentação
 Os alimentos DIET são regulamentados pela Portaria
SVS/MS nº. 29/1998, da Agência Nacional de Vigilância
Sanitária (Anvisa). Já as bebidas diet são regulamentadas
pela Instrução Normativa 29/99 do Ministério da Agricultura,
Pecuária e Abastecimento (Mapa).
 Os alimentos LIGHT são regulamentados pela Portaria
SVS/MS nº. 27/1998, da Agência Nacional de Vigilância
Sanitária (Anvisa). Já as bebidas light são regulamentadas
pela Instrução Normativa 29/99 do Ministério da Agricultura,
Pecuária e Abastecimento (Mapa).
Rotulagem
 É exigência da Anvisa que todo produto DIET contenha no
rótulo a frase "Consumir preferencialmente sob orientação de
nutricionista ou médico". Além disso, é aconselhado um
alerta aos diabéticos quando o alimento contiver glicose,
frutose ou sacarose, e o aviso "Contém fenilalanina" quando
houver adição de aspartame à fórmula. No caso de alimentos
que possuem em sua composição trigo, aveia, cevada,
centeio e derivados, o rótulo deve conter a advertência
“Contém Glúten”. Caso contrário, “Não contém Glúten”.
 Já nos produtos LIGHT não é exigida nenhuma informação
em especial no rótulo.
ALUNOS:
Turma
221
 Taruana Kreusch
 Kalita Machado
 Lucas dos Santos
 Gabriela Moser
 Ester Oliveira

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos net
Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos netMicrobiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos net
Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos net
Ana Paula Alves
 
Aditivos alimenticios
Aditivos alimenticiosAditivos alimenticios
Aditivos alimenticios
Rogger Wins
 
Fitonutrientes alimentos funcionais e nutrição e estética corporal
Fitonutrientes alimentos funcionais e nutrição e estética corporalFitonutrientes alimentos funcionais e nutrição e estética corporal
Fitonutrientes alimentos funcionais e nutrição e estética corporal
e.ferreira
 

Mais procurados (20)

Intolerância á lactose
Intolerância á lactoseIntolerância á lactose
Intolerância á lactose
 
Rotulagem de Alimentos
Rotulagem de AlimentosRotulagem de Alimentos
Rotulagem de Alimentos
 
Aula 6 métodos de conservação de alimentos pelo frio
Aula 6 métodos de conservação de alimentos pelo frioAula 6 métodos de conservação de alimentos pelo frio
Aula 6 métodos de conservação de alimentos pelo frio
 
Rotulagem
RotulagemRotulagem
Rotulagem
 
Planejamento de cardapios parte 2
Planejamento de cardapios   parte 2Planejamento de cardapios   parte 2
Planejamento de cardapios parte 2
 
Relatório de Aula Prática FABRICAÇÃO DE QUEIJO MINAS FRESCAL
Relatório de Aula Prática   FABRICAÇÃO DE QUEIJO MINAS FRESCALRelatório de Aula Prática   FABRICAÇÃO DE QUEIJO MINAS FRESCAL
Relatório de Aula Prática FABRICAÇÃO DE QUEIJO MINAS FRESCAL
 
Aula 03 hábitos alimentares
Aula 03   hábitos alimentaresAula 03   hábitos alimentares
Aula 03 hábitos alimentares
 
Intolerância à lactose
Intolerância à lactoseIntolerância à lactose
Intolerância à lactose
 
Desnutrição
DesnutriçãoDesnutrição
Desnutrição
 
Rotulagem codeagro2
Rotulagem codeagro2Rotulagem codeagro2
Rotulagem codeagro2
 
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
 
Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos net
Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos netMicrobiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos net
Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos net
 
Aditivos alimenticios
Aditivos alimenticiosAditivos alimenticios
Aditivos alimenticios
 
Tecnologia de carnes
Tecnologia de carnesTecnologia de carnes
Tecnologia de carnes
 
Desnutrição pv
Desnutrição pvDesnutrição pv
Desnutrição pv
 
Alimentos Prebióticos e Probióticos
Alimentos Prebióticos e ProbióticosAlimentos Prebióticos e Probióticos
Alimentos Prebióticos e Probióticos
 
Lipideos2
Lipideos2Lipideos2
Lipideos2
 
Fitonutrientes alimentos funcionais e nutrição e estética corporal
Fitonutrientes alimentos funcionais e nutrição e estética corporalFitonutrientes alimentos funcionais e nutrição e estética corporal
Fitonutrientes alimentos funcionais e nutrição e estética corporal
 
Sisvan
SisvanSisvan
Sisvan
 
Tpoa presunto
Tpoa presuntoTpoa presunto
Tpoa presunto
 

Destaque

Conhecimento geral das diversas lutas
Conhecimento geral das diversas lutasConhecimento geral das diversas lutas
Conhecimento geral das diversas lutas
eebniltonkucker
 
Hábitos alimentares e qualidade de vida
Hábitos alimentares e qualidade de vidaHábitos alimentares e qualidade de vida
Hábitos alimentares e qualidade de vida
eebniltonkucker
 
Momento Nutrir Diet e Light
Momento Nutrir   Diet e LightMomento Nutrir   Diet e Light
Momento Nutrir Diet e Light
sandra.souzass
 
Apresentação de professores
Apresentação de professoresApresentação de professores
Apresentação de professores
Kelly Costa
 
Light x diet x zero açúcar
Light x diet x zero açúcarLight x diet x zero açúcar
Light x diet x zero açúcar
Zero Malto
 

Destaque (20)

Conhecimento geral das diversas lutas
Conhecimento geral das diversas lutasConhecimento geral das diversas lutas
Conhecimento geral das diversas lutas
 
Hábitos alimentares e qualidade de vida
Hábitos alimentares e qualidade de vidaHábitos alimentares e qualidade de vida
Hábitos alimentares e qualidade de vida
 
Educaçãofisica
EducaçãofisicaEducaçãofisica
Educaçãofisica
 
O que DIET e o que é LIGHT?
O que DIET  e o que é  LIGHT?O que DIET  e o que é  LIGHT?
O que DIET e o que é LIGHT?
 
Alimentos diet, light , funcionais e transgênicos
Alimentos diet, light , funcionais e transgênicosAlimentos diet, light , funcionais e transgênicos
Alimentos diet, light , funcionais e transgênicos
 
Momento Nutrir Diet e Light
Momento Nutrir   Diet e LightMomento Nutrir   Diet e Light
Momento Nutrir Diet e Light
 
Light e diet
Light e dietLight e diet
Light e diet
 
Alimentos light x alimentos diet
Alimentos light x alimentos dietAlimentos light x alimentos diet
Alimentos light x alimentos diet
 
HENRIQUE MIDON
HENRIQUE MIDONHENRIQUE MIDON
HENRIQUE MIDON
 
Nepre
NepreNepre
Nepre
 
Eventos 2013
Eventos 2013Eventos 2013
Eventos 2013
 
Apresentação de professores
Apresentação de professoresApresentação de professores
Apresentação de professores
 
Light x diet x zero açúcar
Light x diet x zero açúcarLight x diet x zero açúcar
Light x diet x zero açúcar
 
Como baixar e assistir as webconferências
Como baixar e assistir as webconferênciasComo baixar e assistir as webconferências
Como baixar e assistir as webconferências
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Tablet
TabletTablet
Tablet
 
Absolutismo MonáRquico
Absolutismo MonáRquicoAbsolutismo MonáRquico
Absolutismo MonáRquico
 
Productos light
Productos lightProductos light
Productos light
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
 
Lípidios
LípidiosLípidios
Lípidios
 

Semelhante a Diet x light

Porque escolher o zero açúcar
Porque escolher o zero açúcarPorque escolher o zero açúcar
Porque escolher o zero açúcar
Zero Malto
 
Entendendo as embalagens
Entendendo as embalagensEntendendo as embalagens
Entendendo as embalagens
Leonardo Lobo
 
Folheto para prevenção das dislipidemias
Folheto para prevenção das dislipidemiasFolheto para prevenção das dislipidemias
Folheto para prevenção das dislipidemias
Cláudia Sofia
 
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentos
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentosNutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentos
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentos
Nutricia Portugal
 

Semelhante a Diet x light (20)

Os produtos light são mesmo light?
Os produtos light são mesmo light?Os produtos light são mesmo light?
Os produtos light são mesmo light?
 
Diet E Light
Diet E LightDiet E Light
Diet E Light
 
Porque escolher o zero açúcar
Porque escolher o zero açúcarPorque escolher o zero açúcar
Porque escolher o zero açúcar
 
Entendendo as embalagens
Entendendo as embalagensEntendendo as embalagens
Entendendo as embalagens
 
07 Dicas Práticas Para Se Perder peso
07 Dicas Práticas Para Se Perder peso07 Dicas Práticas Para Se Perder peso
07 Dicas Práticas Para Se Perder peso
 
Diet Light
Diet LightDiet Light
Diet Light
 
Carboidratos na alimentação
Carboidratos na alimentaçãoCarboidratos na alimentação
Carboidratos na alimentação
 
DIABETES E ABACATES: COMO ELES AFETAM A SUA GLICEMIA!
DIABETES E ABACATES: COMO ELES AFETAM A SUA GLICEMIA!DIABETES E ABACATES: COMO ELES AFETAM A SUA GLICEMIA!
DIABETES E ABACATES: COMO ELES AFETAM A SUA GLICEMIA!
 
ALIMENTOS QUE PODEM SABOTAR UMA DIETA EQUILIBRADA
ALIMENTOS QUE PODEM SABOTAR UMA DIETA EQUILIBRADA ALIMENTOS QUE PODEM SABOTAR UMA DIETA EQUILIBRADA
ALIMENTOS QUE PODEM SABOTAR UMA DIETA EQUILIBRADA
 
Alimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vidaAlimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vida
 
AlimentaçãO
AlimentaçãOAlimentaçãO
AlimentaçãO
 
Alimentação
AlimentaçãoAlimentação
Alimentação
 
eBook DIETA LOW-CARB - O GUIA COMPLETO
eBook DIETA LOW-CARB - O GUIA COMPLETOeBook DIETA LOW-CARB - O GUIA COMPLETO
eBook DIETA LOW-CARB - O GUIA COMPLETO
 
NIT PORTAL SOCIAL - SEM GLÚTEN, SEM LACTOSE... MODISMO OU TRATAMENTO?
NIT PORTAL SOCIAL - SEM GLÚTEN, SEM LACTOSE... MODISMO OU TRATAMENTO? NIT PORTAL SOCIAL - SEM GLÚTEN, SEM LACTOSE... MODISMO OU TRATAMENTO?
NIT PORTAL SOCIAL - SEM GLÚTEN, SEM LACTOSE... MODISMO OU TRATAMENTO?
 
Folheto para prevenção das dislipidemias
Folheto para prevenção das dislipidemiasFolheto para prevenção das dislipidemias
Folheto para prevenção das dislipidemias
 
Semaforo nutricional
Semaforo nutricionalSemaforo nutricional
Semaforo nutricional
 
LIGHT X DIET!
LIGHT X DIET!LIGHT X DIET!
LIGHT X DIET!
 
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentos
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentosNutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentos
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentos
 
2015 06 catalogo herbalife consultora alphaville evs araguaia
2015 06 catalogo herbalife consultora alphaville evs araguaia2015 06 catalogo herbalife consultora alphaville evs araguaia
2015 06 catalogo herbalife consultora alphaville evs araguaia
 
Guia diabetes
Guia diabetesGuia diabetes
Guia diabetes
 

Mais de eebniltonkucker (12)

Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Ciclos
CiclosCiclos
Ciclos
 
Anelídeos
AnelídeosAnelídeos
Anelídeos
 
Poriferos
PoriferosPoriferos
Poriferos
 
Introducao
IntroducaoIntroducao
Introducao
 
Tabela comparativa reino animal
Tabela comparativa reino animalTabela comparativa reino animal
Tabela comparativa reino animal
 
Bases cromossomicas da hereditariedade
Bases cromossomicas da hereditariedadeBases cromossomicas da hereditariedade
Bases cromossomicas da hereditariedade
 
Reino fungi
Reino fungiReino fungi
Reino fungi
 
Atividade
AtividadeAtividade
Atividade
 
Atividades 2011
Atividades 2011Atividades 2011
Atividades 2011
 
Linux Educacional - Nilton Kucker
Linux Educacional - Nilton KuckerLinux Educacional - Nilton Kucker
Linux Educacional - Nilton Kucker
 

Último

AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
ssuserbb4ac2
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 

Último (20)

Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 

Diet x light

  • 2. DIETX LIGHT  Os produtos diet e light estão presentes em mais de 35% dos lares brasileiros;  A maioria dos consumidores associou esses produtos, como sendo de baixa caloria;  A maioria não sabem diferenciá-los;  Desde 2002, as vendas de produtos DIET e LIGHT, vem aumentando. Tendo como maiores vendas:  REFRIGERANTE DIET - 8,3%  REFRIGERANTE LIGHT - 23%
  • 3. Alimentos DIET  É aquele produzido industrialmente e que apresenta ausência ou quantidades bem reduzidas de determinados nutrientes (carboidratos, açúcar, sal, lactose, gordura);  Nem sempre os alimentos diet apresentam baixas calorias. São criados para indivíduos que devem seguir uma dieta baseada na restrição ou redução de um determinado nutriente.  Exemplo: uma pessoa com problema de taxas altas de triglicérides, deve consumir alimentos com pouca quantidade de carboidratos.
  • 4.
  • 5. Alimentos LIGHT  É aquele produzido com redução de, no mínimo, 25% do valor calórico em comparação ao produto tradicional;  São também considerados ligth àqueles que reduzem, no mínimo, 25% de determinados nutrientes (gordura saturada, gordura total, açúcar, colesterol, sódio).  Exemplo: uma pessoa obesa, que precisa perder peso, deve optar por produtos light com baixos teores de gorduras e açúcares.
  • 6.
  • 7. Consumidores  Os consumidores de produtos DIET normalmente apresentam condições metabólicas ou fisiológicas específicas. Precisam de alimentos especialmente formulados, que eliminam ou substituem algum componente como o açúcar (diabéticos), e o sal (hipertensos).  Os consumidores de produtos LIGHT são pessoas saudáveis que buscam produtos com menos calorias ou com quantidade reduzida de algum nutriente, em comparação com o mesmo alimento em sua fórmula convencional. Esses alimentos são recomendados, por exemplo, em dietas para perder peso.
  • 8. Mitos  É comum produtos DIET serem associados a emagrecimento, mas muitas vezes o valor energético não é menor do que o de produtos convencionais. Pode até ser maior. O chocolate diet não contém açúcar, mas é gorduroso e calórico – mais que o similar não diet. Em outros casos, o nutriente eliminado (sódio ou proteína, por exemplo) pode não interferir na quantidade de calorias.  Produtos LIGHT só ajudam a perder peso caso haja diminuição significativa no teor de algum nutriente energético. Também é importante ressaltar que o consumo em excesso de um produto que contém menos calorias em relação ao original pode encadear a ingestão de uma quantidade igual ou até maior de calorias, comparada ao consumo moderado de algo não-light.
  • 9. Regulamentação  Os alimentos DIET são regulamentados pela Portaria SVS/MS nº. 29/1998, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Já as bebidas diet são regulamentadas pela Instrução Normativa 29/99 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).  Os alimentos LIGHT são regulamentados pela Portaria SVS/MS nº. 27/1998, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Já as bebidas light são regulamentadas pela Instrução Normativa 29/99 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).
  • 10. Rotulagem  É exigência da Anvisa que todo produto DIET contenha no rótulo a frase "Consumir preferencialmente sob orientação de nutricionista ou médico". Além disso, é aconselhado um alerta aos diabéticos quando o alimento contiver glicose, frutose ou sacarose, e o aviso "Contém fenilalanina" quando houver adição de aspartame à fórmula. No caso de alimentos que possuem em sua composição trigo, aveia, cevada, centeio e derivados, o rótulo deve conter a advertência “Contém Glúten”. Caso contrário, “Não contém Glúten”.  Já nos produtos LIGHT não é exigida nenhuma informação em especial no rótulo.
  • 11. ALUNOS: Turma 221  Taruana Kreusch  Kalita Machado  Lucas dos Santos  Gabriela Moser  Ester Oliveira