SlideShare uma empresa Scribd logo
Guerreiros de Oração
Reunião 01/2014
07/02/2014

guerreirosdeoracaoieq@gmail.com
1
Guerreiros de Oração

JESUS TE AMA!!
2
Guerreiros de Oração
Nome: Márcio & Paula
Casados há 14 anos
Conversões: Márcio 1996 e Paula 1992
Na IEQ Sede Hortolândia desde 2002
Pais de Samuel 13 Anos e Emanuel 5 Anos
Uma frase: “Tamu Juntu!!”

E VOCÊ????
3
Guerreiros de Oração
O Grupo
 Nome: Guerreiros de Oração
 Missão: Interceder pela Igreja, Família Sacerdotal, Liderança, pela Região,
pelo Munícipio, visando o crescimento do Reino de Deus na Terra.
 Versículo Tema: 2 Cr 7:14
 Forma de Trabalho: Aliançados em Equipe
Equipe um grupo de pessoas que geralmente se une para alcançar um objetivo em
comum. Também é definido como um pequeno grupo de pessoas com habilidades
complementares, que trabalham juntas com o fim de atingir um propósito comum;
pelo qual se consideram coletivamente responsáveis, ou como um é grupo com
funcionamento qualificado, que compreende seus objetivos e está engajado em
alcançá-los, de forma compartilhada. A comunicação entre os membros é verdadeira,
opiniões divergentes são estimuladas. As habilidades complementares dos membros
possibilitam alcançar resultados, os objetivos compartilhados determinam seu
propósito e direção. Respeito, mente aberta e cooperação são elevados. A equipe
investe constantemente em seu crescimento.
4
Guerreiros de Oração
Etimologia da Palavra Intercessão
 Hebraico: Paga : vem da raiz de uma palavra que significa “colidir com
violência”, guerreiro;
 Grego: Ënteuxis : “ser ouvido pelo rei, no lugar de outros, encontrar-se
com”;
 Dicionário: intercessão, pleitear com uma pessoa, tanto a favor quanto
contra outros”; pedir por outro, intervir a favor de alguém ou alguma
coisa, ser intermediário”.

5
Guerreiros de Oração
O que é Intercessão
A oração de intercessão é aquela que é feita em favor de outros. Interceder é
colocar-se no lugar de outro e pleitear a sua causa, como se fosse sua própria. É
estar entre Deus e os homens, a favor destes, tomando seu lugar e sentindo sua
necessidade de tal maneira que luta em oração até a vitória na vida daquele por
quem intercede é ver a necessidade da intervenção de Deus nas mais diversas
situações.
É colocar-se no lugar de alguém; é se interpor; é mediar-se; é atuar no lugar de
outro; significa representar alguém clamando por ele junto a Deus. Portanto,
interceder é estar entre Deus e os homens por uma causa e isso significa abrir guerra
frontal contra satanás.
“Interceder é enfrentar as forças opostas de Satanás, colidindo contra elas pela
batalha espiritual e colocar-se diante de Deu, firmado em suas promessas, a fim de
pleitear as causas dos outros, é um encontro com Deus e confronto com Satanás a
favor dos homens” Valnice Milhomens.
A intercessão é uma ordenança: Lc 18:1 Tg 5:15-16 1Ts 5:17
6
Guerreiros de Oração
Algumas Características do Intercessor
1 – Amor Ágape “Sem amor, não de pode orar” Mc 12:29-30
2 – Empatia A empatia ajuda a entender a situação havendo maior
consagração para a intercessão . Rm 12:15 1Co 12:25-26 Mt 9:36 Is 53:4
3 – Discernimento esta é a habilidade especial de conhecer com segurança
se determinado comportamento é divino, humano ou satânico.
As revelações que Deus dá sobre uma situação ou pessoa, não são para
serem divulgadas, mas para orientar a intercessão. Se são boas, deve-se
orar para que se manifestem. Se ruins, orar com o fim de impedir sua
manifestação. 1Co 12:10 1Co 2:13-14

7
Guerreiros de Oração
Algumas Características do Intercessor
4 – Ousadia Característica ou particularidade do que é ousado; que possui
valentia ou coragem. A intercessão exige coragem, disposição, fervor e
ousadia. Ousadia diante de Deus e diante do inferno. A ousadia do cristão
vem de Jesus; Hb 4:16 Ef 3:10-12 Pv 28:1
5 – Autoridade exousia (grego), “habilidade ou força com que é revestido e
o direito de exercer aquele poder”. Ninguém pode exercer autoridade a
menos que saiba quem é e que direitos tem em Cristo; Gn 1:26 Mc 16:17
Mt 10:1
6 – Perseverança A oração intercessória requer constância, persistência,
intensidade, perseverança; Mt 10:22 At 1:14 At 1:14 1Co 15:58
Cite mais algumas:
8
Guerreiros de Oração
3 Níveis de intercessão
1 – Intercessão Básica Intercessão por situações que estão à vista e é
necessária a intervenção de Deus. É simples. Intercede-se por famílias,
igreja... ou qualquer outra situação que esteja fora de nosso alcance.
2 – Intercessão Profética É quando se intercede para que aconteça o que
Deus quer que aconteça. É o sacerdote, que vem diante de Deus, que
conhece a Sua vontade e ora para que ela seja manifestada na terra.
3 – Intercessão Apostólica É aquela onde arranca e destrói as obras das
trevas, planta e edifica a obra de Deus. A intercessão apostólica traz
reforma, tem revelação, visão. É uma intercessão estratégica. Ao interceder
por uma região, cidade ou país de maneira eficaz e necessária para este
lugar, não é somente orar e fazer guerra espiritual e sim tomar o despojo. É
conhecer os alvos daquilo que é necessário atacar nas regiões celestiais,
para logo evitar aqueles que na terra tomarão o despojo, as almas. Casas se
abrirão, pregarão a Palavra.
9
Guerreiros de Oração
Plano de Intercessão
Cobertura e restauração
Espiritual da igreja
Setores:
-Cultos
-Campanhas
-Membros
-Liderança local

Cobertura por
missões
Setores:
-Nações não
alcançadas
-Missionários e
famílias
-Igreja perseguida

Rev. Luiz
Pra. Regina
Pr. Thiago
Pra. Natália
Pra. Simone

Cobertura pelo Brasil
-Pelo país: economia,
política,
planejamento
-Pelos líderes a nível
nacional, estadual, e
municipal
-Avanço da Obra de
Deus na nação

10
Guerreiros de Oração

Concluindo

Há poder na intercessão - Mt 18:18-19
Precisamos interceder pois temos grandes exemplos de intercessão.
Rm: 8:26-17 1Tm 2:5 Jo 16:26
Precisamos interceder porque através da intercessão vem à luz os
propósitos de Deus para os indivíduos, para as nações e para os povos.
Precisamos interceder por um aprofundamento da vida espiritual e por
mais santidade e pureza dos crentes, para que assim estejam preparados
para o arrebatamento.
Precisamos interceder pois somente assim a Igreja de Cristo experimentará
um maior mover do Espírito e será cheia de força, coragem, unção e os
milagres acontecerão.
Precisamos interceder por nossos líderes e pastores buscando proteção
sobre suas famílias consagração e poder para que cumpram sua missão.
11
DICIONÁRIO

Adoração - Culto, honra, reverência e homenagem prestados a poderes superiores,
sejam seres humanos, anjos ou Deus. Os patriarcas adoravam construindo altares e
oferecendo sacrifícios (Gn 12:17-8, 13:4).

Intercessão: pleitear com uma pessoa, tanto a favor quanto contra outros”;
pedir por outro, intervir a favor de alguém ou alguma coisa, ser
intermediário”.

12
Bibliografia
Bíblia Português, Bíblia de Estudo Pentecostal, Sociedade
Bíblica do Brasil, São Paulo, 1995.

Site Slideshare, http://pt.slideshare.net/radiofpn/intercesso-ebatalha-espiritual?from_search=1
Acessado 11/01/2014 23:49h
Guia de estudos, Capacitação para Intercessores
Quadrangulares, Projeto AMAI, São Paulo, 2.a Ed. 2012.

13
Guerreiros de Oração

OBRIGADO

: : Márcio & Paula
: : Ebenézer “Até aqui nos ajudou o Senhor.
João 13:17- Se sabeis estas coisas, bemaventurados sois se as fizerdes.
DEUS ABENÇOE MUITO VOCÊS!!
TAMU JUNTU!!!!

07/02/2014

14

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Batalha espiritual
Batalha espiritualBatalha espiritual
Batalha espiritual
Carlos Cirleno Neves
 
Lição 5 o poder da intercessão
Lição 5   o poder da intercessãoLição 5   o poder da intercessão
Lição 5 o poder da intercessão
prvladimir
 
Intercessão
Intercessão Intercessão
Intercessão
Sandra Dias
 
O Evangelismo e a igreja.ppt
O Evangelismo e a igreja.pptO Evangelismo e a igreja.ppt
O Evangelismo e a igreja.ppt
Herbert de Carvalho
 
Estudo sobre intercessão
Estudo sobre intercessãoEstudo sobre intercessão
Estudo sobre intercessão
Edleusa Silva
 
A armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completaA armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completa
Anderson Silvério
 
Interceder
IntercederInterceder
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
Carlos Cirleno Neves
 
Jejum e oração
Jejum e oraçãoJejum e oração
Jejum e oração
marcelino025
 
Uma visão bíblica da liderança
Uma visão bíblica da liderançaUma visão bíblica da liderança
Uma visão bíblica da liderança
Viva a Igreja
 
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUSAPOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
PASTOR CARLOS SILVA
 
58723691 curso-de-diacono-doc
58723691 curso-de-diacono-doc58723691 curso-de-diacono-doc
58723691 curso-de-diacono-doc
Anapaula Ribeiro
 
Efriamento espiritual a queda e o retorno
Efriamento espiritual a queda e o retornoEfriamento espiritual a queda e o retorno
Efriamento espiritual a queda e o retorno
MINISTERIO IPCA.
 
LIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃOLIBERTAÇÃO
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de CristoLição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Éder Tomé
 
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
Lição 2   A disciplina na vida do obreiroLição 2   A disciplina na vida do obreiro
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
Wander Sousa
 
3T14 - L01 - O perfil bíblico de um líder
3T14 - L01 - O perfil bíblico de um líder3T14 - L01 - O perfil bíblico de um líder
3T14 - L01 - O perfil bíblico de um líder
Elieser Fidelis de Souza
 
Estudo sobre evangelismo
Estudo sobre evangelismoEstudo sobre evangelismo
Estudo sobre evangelismo
rodrigocristao84
 
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaLição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Erberson Pinheiro
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
Felicio Araujo
 

Mais procurados (20)

Batalha espiritual
Batalha espiritualBatalha espiritual
Batalha espiritual
 
Lição 5 o poder da intercessão
Lição 5   o poder da intercessãoLição 5   o poder da intercessão
Lição 5 o poder da intercessão
 
Intercessão
Intercessão Intercessão
Intercessão
 
O Evangelismo e a igreja.ppt
O Evangelismo e a igreja.pptO Evangelismo e a igreja.ppt
O Evangelismo e a igreja.ppt
 
Estudo sobre intercessão
Estudo sobre intercessãoEstudo sobre intercessão
Estudo sobre intercessão
 
A armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completaA armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completa
 
Interceder
IntercederInterceder
Interceder
 
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
 
Jejum e oração
Jejum e oraçãoJejum e oração
Jejum e oração
 
Uma visão bíblica da liderança
Uma visão bíblica da liderançaUma visão bíblica da liderança
Uma visão bíblica da liderança
 
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUSAPOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
 
58723691 curso-de-diacono-doc
58723691 curso-de-diacono-doc58723691 curso-de-diacono-doc
58723691 curso-de-diacono-doc
 
Efriamento espiritual a queda e o retorno
Efriamento espiritual a queda e o retornoEfriamento espiritual a queda e o retorno
Efriamento espiritual a queda e o retorno
 
LIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃOLIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃO
 
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de CristoLição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
 
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
Lição 2   A disciplina na vida do obreiroLição 2   A disciplina na vida do obreiro
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
 
3T14 - L01 - O perfil bíblico de um líder
3T14 - L01 - O perfil bíblico de um líder3T14 - L01 - O perfil bíblico de um líder
3T14 - L01 - O perfil bíblico de um líder
 
Estudo sobre evangelismo
Estudo sobre evangelismoEstudo sobre evangelismo
Estudo sobre evangelismo
 
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaLição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
 

Destaque

Intercessao
IntercessaoIntercessao
Intercessao
edbtr
 
Lição 5 adoração e oração
Lição 5 adoração e oraçãoLição 5 adoração e oração
Lição 5 adoração e oração
conexao jr
 
Visão para o ministério de intercessão
Visão para o ministério de intercessãoVisão para o ministério de intercessão
Visão para o ministério de intercessão
Cassio Felipe
 
8. interceder
8. interceder8. interceder
8. interceder
igrejadedeus
 
Direcionamento Ministério de intercessão
Direcionamento Ministério de intercessãoDirecionamento Ministério de intercessão
Direcionamento Ministério de intercessão
Cassio Felipe
 
Lição 3 oração e recomendação às mulheres cristãs
Lição 3   oração e recomendação às mulheres cristãsLição 3   oração e recomendação às mulheres cristãs
Lição 3 oração e recomendação às mulheres cristãs
Pr. Gerson Eller
 
Lição 5 - grupos religiosos da época de jesus - 2º quadrimestre 2012 - ebd - ...
Lição 5 - grupos religiosos da época de jesus - 2º quadrimestre 2012 - ebd - ...Lição 5 - grupos religiosos da época de jesus - 2º quadrimestre 2012 - ebd - ...
Lição 5 - grupos religiosos da época de jesus - 2º quadrimestre 2012 - ebd - ...
Sergio Silva
 
Gente de oração - Como Orar
Gente de oração - Como OrarGente de oração - Como Orar
Gente de oração - Como Orar
Michel Plattiny
 
Ensino 4 preparação e condução da reunião de oração
Ensino 4   preparação e condução da reunião de oraçãoEnsino 4   preparação e condução da reunião de oração
Ensino 4 preparação e condução da reunião de oração
ministerioformacao
 
Mulher Virtuosa
Mulher VirtuosaMulher Virtuosa
Mulher Virtuosa
Manuel Santos
 

Destaque (10)

Intercessao
IntercessaoIntercessao
Intercessao
 
Lição 5 adoração e oração
Lição 5 adoração e oraçãoLição 5 adoração e oração
Lição 5 adoração e oração
 
Visão para o ministério de intercessão
Visão para o ministério de intercessãoVisão para o ministério de intercessão
Visão para o ministério de intercessão
 
8. interceder
8. interceder8. interceder
8. interceder
 
Direcionamento Ministério de intercessão
Direcionamento Ministério de intercessãoDirecionamento Ministério de intercessão
Direcionamento Ministério de intercessão
 
Lição 3 oração e recomendação às mulheres cristãs
Lição 3   oração e recomendação às mulheres cristãsLição 3   oração e recomendação às mulheres cristãs
Lição 3 oração e recomendação às mulheres cristãs
 
Lição 5 - grupos religiosos da época de jesus - 2º quadrimestre 2012 - ebd - ...
Lição 5 - grupos religiosos da época de jesus - 2º quadrimestre 2012 - ebd - ...Lição 5 - grupos religiosos da época de jesus - 2º quadrimestre 2012 - ebd - ...
Lição 5 - grupos religiosos da época de jesus - 2º quadrimestre 2012 - ebd - ...
 
Gente de oração - Como Orar
Gente de oração - Como OrarGente de oração - Como Orar
Gente de oração - Como Orar
 
Ensino 4 preparação e condução da reunião de oração
Ensino 4   preparação e condução da reunião de oraçãoEnsino 4   preparação e condução da reunião de oração
Ensino 4 preparação e condução da reunião de oração
 
Mulher Virtuosa
Mulher VirtuosaMulher Virtuosa
Mulher Virtuosa
 

Semelhante a Intercessão

intercesso-140215085519-phpapp02 (1).pdf
intercesso-140215085519-phpapp02 (1).pdfintercesso-140215085519-phpapp02 (1).pdf
intercesso-140215085519-phpapp02 (1).pdf
DenivalSouza1
 
intercesso-140215085519-phpapp02 (1) (1).pdf
intercesso-140215085519-phpapp02 (1) (1).pdfintercesso-140215085519-phpapp02 (1) (1).pdf
intercesso-140215085519-phpapp02 (1) (1).pdf
DenivalSouza1
 
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdf
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdfIntercessão e batalha espiritual Débora.pdf
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdf
DenivalSouza1
 
Intercessão e batalha espiritual igreja escola base .pdf
Intercessão e batalha espiritual igreja escola base  .pdfIntercessão e batalha espiritual igreja escola base  .pdf
Intercessão e batalha espiritual igreja escola base .pdf
DenivalSouza1
 
Slides do artigo da lucia
Slides do artigo da luciaSlides do artigo da lucia
Slides do artigo da lucia
Wildete Silva
 
Slide intercessão 22.pptx
Slide intercessão 22.pptxSlide intercessão 22.pptx
Slide intercessão 22.pptx
Fábio Alvarenga
 
SEMINÁRIO INTERCESSÃO E MISSÕES AULA 05.pdf
SEMINÁRIO INTERCESSÃO E MISSÕES AULA 05.pdfSEMINÁRIO INTERCESSÃO E MISSÕES AULA 05.pdf
SEMINÁRIO INTERCESSÃO E MISSÕES AULA 05.pdf
ErrarAtPossoDesistir
 
SEMINÁRIO INTERCESSÃO E MISSÕES 05.pptx
SEMINÁRIO INTERCESSÃO E MISSÕES 05.pptxSEMINÁRIO INTERCESSÃO E MISSÕES 05.pptx
SEMINÁRIO INTERCESSÃO E MISSÕES 05.pptx
ErrarAtPossoDesistir
 
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Estudo biblico 24  dons espirituais - part2Estudo biblico 24  dons espirituais - part2
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Meus esboços 1
Meus esboços 1Meus esboços 1
Meus esboços 1
Carlos Allvarenga
 
Propósito das missões cristãs
Propósito das missões cristãsPropósito das missões cristãs
Propósito das missões cristãs
Alberto Simonton
 
Grandesoracoes pg
Grandesoracoes pgGrandesoracoes pg
Igreja relevante estudo 7 - 12abr2020 - praticas biblicas
Igreja relevante   estudo 7 - 12abr2020 - praticas biblicasIgreja relevante   estudo 7 - 12abr2020 - praticas biblicas
Igreja relevante estudo 7 - 12abr2020 - praticas biblicas
jasonduarte
 
Intercessão no gou
Intercessão no gouIntercessão no gou
Intercessão no gou
Marcos Dias
 
O que é oração
O que é oraçãoO que é oração
O que é oração
Joselito Machado
 
Projeto Amigos de Deus
Projeto Amigos de DeusProjeto Amigos de Deus
Projeto Amigos de Deus
Lucas José Rodrigues Costa
 
Reavivamento cristão
Reavivamento cristãoReavivamento cristão
Reavivamento cristão
Carla Machado
 
Há tempo.docx
Há tempo.docxHá tempo.docx
Há tempo.docx
ssusercf733f2
 
Alinhavando6[revisão]
Alinhavando6[revisão]Alinhavando6[revisão]
Alinhavando6[revisão]
José do Carmo da Silva
 
[EBD Maranata] Revista Atos dos Apóstolos | Lição 04 - O Poder Irresistível d...
[EBD Maranata] Revista Atos dos Apóstolos | Lição 04 - O Poder Irresistível d...[EBD Maranata] Revista Atos dos Apóstolos | Lição 04 - O Poder Irresistível d...
[EBD Maranata] Revista Atos dos Apóstolos | Lição 04 - O Poder Irresistível d...
José Carlos Polozi
 

Semelhante a Intercessão (20)

intercesso-140215085519-phpapp02 (1).pdf
intercesso-140215085519-phpapp02 (1).pdfintercesso-140215085519-phpapp02 (1).pdf
intercesso-140215085519-phpapp02 (1).pdf
 
intercesso-140215085519-phpapp02 (1) (1).pdf
intercesso-140215085519-phpapp02 (1) (1).pdfintercesso-140215085519-phpapp02 (1) (1).pdf
intercesso-140215085519-phpapp02 (1) (1).pdf
 
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdf
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdfIntercessão e batalha espiritual Débora.pdf
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdf
 
Intercessão e batalha espiritual igreja escola base .pdf
Intercessão e batalha espiritual igreja escola base  .pdfIntercessão e batalha espiritual igreja escola base  .pdf
Intercessão e batalha espiritual igreja escola base .pdf
 
Slides do artigo da lucia
Slides do artigo da luciaSlides do artigo da lucia
Slides do artigo da lucia
 
Slide intercessão 22.pptx
Slide intercessão 22.pptxSlide intercessão 22.pptx
Slide intercessão 22.pptx
 
SEMINÁRIO INTERCESSÃO E MISSÕES AULA 05.pdf
SEMINÁRIO INTERCESSÃO E MISSÕES AULA 05.pdfSEMINÁRIO INTERCESSÃO E MISSÕES AULA 05.pdf
SEMINÁRIO INTERCESSÃO E MISSÕES AULA 05.pdf
 
SEMINÁRIO INTERCESSÃO E MISSÕES 05.pptx
SEMINÁRIO INTERCESSÃO E MISSÕES 05.pptxSEMINÁRIO INTERCESSÃO E MISSÕES 05.pptx
SEMINÁRIO INTERCESSÃO E MISSÕES 05.pptx
 
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Estudo biblico 24  dons espirituais - part2Estudo biblico 24  dons espirituais - part2
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
 
Meus esboços 1
Meus esboços 1Meus esboços 1
Meus esboços 1
 
Propósito das missões cristãs
Propósito das missões cristãsPropósito das missões cristãs
Propósito das missões cristãs
 
Grandesoracoes pg
Grandesoracoes pgGrandesoracoes pg
Grandesoracoes pg
 
Igreja relevante estudo 7 - 12abr2020 - praticas biblicas
Igreja relevante   estudo 7 - 12abr2020 - praticas biblicasIgreja relevante   estudo 7 - 12abr2020 - praticas biblicas
Igreja relevante estudo 7 - 12abr2020 - praticas biblicas
 
Intercessão no gou
Intercessão no gouIntercessão no gou
Intercessão no gou
 
O que é oração
O que é oraçãoO que é oração
O que é oração
 
Projeto Amigos de Deus
Projeto Amigos de DeusProjeto Amigos de Deus
Projeto Amigos de Deus
 
Reavivamento cristão
Reavivamento cristãoReavivamento cristão
Reavivamento cristão
 
Há tempo.docx
Há tempo.docxHá tempo.docx
Há tempo.docx
 
Alinhavando6[revisão]
Alinhavando6[revisão]Alinhavando6[revisão]
Alinhavando6[revisão]
 
[EBD Maranata] Revista Atos dos Apóstolos | Lição 04 - O Poder Irresistível d...
[EBD Maranata] Revista Atos dos Apóstolos | Lição 04 - O Poder Irresistível d...[EBD Maranata] Revista Atos dos Apóstolos | Lição 04 - O Poder Irresistível d...
[EBD Maranata] Revista Atos dos Apóstolos | Lição 04 - O Poder Irresistível d...
 

Mais de Márcio Pereira

Aula inicial 2019 vivendo em unidade
Aula inicial 2019   vivendo em unidadeAula inicial 2019   vivendo em unidade
Aula inicial 2019 vivendo em unidade
Márcio Pereira
 
Compromisso com Deus - Direitos e Deveres dos Cristãos
Compromisso com Deus - Direitos e Deveres dos CristãosCompromisso com Deus - Direitos e Deveres dos Cristãos
Compromisso com Deus - Direitos e Deveres dos Cristãos
Márcio Pereira
 
Jonas o Profeta Desobediente
Jonas o Profeta DesobedienteJonas o Profeta Desobediente
Jonas o Profeta Desobediente
Márcio Pereira
 
2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão
2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão
2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão
Márcio Pereira
 
Aprendendo algumas lições com neemias
Aprendendo algumas lições com neemiasAprendendo algumas lições com neemias
Aprendendo algumas lições com neemias
Márcio Pereira
 
2 Coríntios Capítulo 10 - Paulo defende seu ministério
2 Coríntios Capítulo 10 - Paulo defende seu ministério2 Coríntios Capítulo 10 - Paulo defende seu ministério
2 Coríntios Capítulo 10 - Paulo defende seu ministério
Márcio Pereira
 
2 Dízimos e Ofertas
2 Dízimos e Ofertas 2 Dízimos e Ofertas
2 Dízimos e Ofertas
Márcio Pereira
 
2 Coríntios-Capítulo 6- jugo desigual
2 Coríntios-Capítulo 6- jugo desigual2 Coríntios-Capítulo 6- jugo desigual
2 Coríntios-Capítulo 6- jugo desigual
Márcio Pereira
 
2Co Capítulo 4 - Vasos de Barro
2Co Capítulo 4 - Vasos de Barro2Co Capítulo 4 - Vasos de Barro
2Co Capítulo 4 - Vasos de Barro
Márcio Pereira
 
2a. Coríntios Capítulo 3 - Ministério da Graça.
2a. Coríntios Capítulo 3 - Ministério da Graça.2a. Coríntios Capítulo 3 - Ministério da Graça.
2a. Coríntios Capítulo 3 - Ministério da Graça.
Márcio Pereira
 
Profeta Elias
Profeta EliasProfeta Elias
Profeta Elias
Márcio Pereira
 
Apostasia do reino de Israel
Apostasia do reino de IsraelApostasia do reino de Israel
Apostasia do reino de Israel
Márcio Pereira
 
Os 05 Dons Ministeriais
Os 05 Dons MinisteriaisOs 05 Dons Ministeriais
Os 05 Dons Ministeriais
Márcio Pereira
 
Lição 17- A Unidade no Trabalho na Igreja
Lição 17- A Unidade no Trabalho na IgrejaLição 17- A Unidade no Trabalho na Igreja
Lição 17- A Unidade no Trabalho na Igreja
Márcio Pereira
 
Estudo Epístola 1 Coríntios – Lição 16 - Vida Espiritual
Estudo Epístola 1 Coríntios – Lição 16 - Vida EspiritualEstudo Epístola 1 Coríntios – Lição 16 - Vida Espiritual
Estudo Epístola 1 Coríntios – Lição 16 - Vida Espiritual
Márcio Pereira
 
Lição 12 - Dons Espirituais
Lição 12 - Dons EspirituaisLição 12 - Dons Espirituais
Lição 12 - Dons Espirituais
Márcio Pereira
 
Lição -10 Sobre o Casamento
Lição -10 Sobre o CasamentoLição -10 Sobre o Casamento
Lição -10 Sobre o Casamento
Márcio Pereira
 
Lição 10 - Sobre o Casamento
Lição 10 - Sobre o CasamentoLição 10 - Sobre o Casamento
Lição 10 - Sobre o Casamento
Márcio Pereira
 
Deus é culpado?
Deus é culpado?Deus é culpado?
Deus é culpado?
Márcio Pereira
 
Lição 5 - Somos Templo
Lição 5 - Somos TemploLição 5 - Somos Templo
Lição 5 - Somos Templo
Márcio Pereira
 

Mais de Márcio Pereira (20)

Aula inicial 2019 vivendo em unidade
Aula inicial 2019   vivendo em unidadeAula inicial 2019   vivendo em unidade
Aula inicial 2019 vivendo em unidade
 
Compromisso com Deus - Direitos e Deveres dos Cristãos
Compromisso com Deus - Direitos e Deveres dos CristãosCompromisso com Deus - Direitos e Deveres dos Cristãos
Compromisso com Deus - Direitos e Deveres dos Cristãos
 
Jonas o Profeta Desobediente
Jonas o Profeta DesobedienteJonas o Profeta Desobediente
Jonas o Profeta Desobediente
 
2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão
2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão
2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão
 
Aprendendo algumas lições com neemias
Aprendendo algumas lições com neemiasAprendendo algumas lições com neemias
Aprendendo algumas lições com neemias
 
2 Coríntios Capítulo 10 - Paulo defende seu ministério
2 Coríntios Capítulo 10 - Paulo defende seu ministério2 Coríntios Capítulo 10 - Paulo defende seu ministério
2 Coríntios Capítulo 10 - Paulo defende seu ministério
 
2 Dízimos e Ofertas
2 Dízimos e Ofertas 2 Dízimos e Ofertas
2 Dízimos e Ofertas
 
2 Coríntios-Capítulo 6- jugo desigual
2 Coríntios-Capítulo 6- jugo desigual2 Coríntios-Capítulo 6- jugo desigual
2 Coríntios-Capítulo 6- jugo desigual
 
2Co Capítulo 4 - Vasos de Barro
2Co Capítulo 4 - Vasos de Barro2Co Capítulo 4 - Vasos de Barro
2Co Capítulo 4 - Vasos de Barro
 
2a. Coríntios Capítulo 3 - Ministério da Graça.
2a. Coríntios Capítulo 3 - Ministério da Graça.2a. Coríntios Capítulo 3 - Ministério da Graça.
2a. Coríntios Capítulo 3 - Ministério da Graça.
 
Profeta Elias
Profeta EliasProfeta Elias
Profeta Elias
 
Apostasia do reino de Israel
Apostasia do reino de IsraelApostasia do reino de Israel
Apostasia do reino de Israel
 
Os 05 Dons Ministeriais
Os 05 Dons MinisteriaisOs 05 Dons Ministeriais
Os 05 Dons Ministeriais
 
Lição 17- A Unidade no Trabalho na Igreja
Lição 17- A Unidade no Trabalho na IgrejaLição 17- A Unidade no Trabalho na Igreja
Lição 17- A Unidade no Trabalho na Igreja
 
Estudo Epístola 1 Coríntios – Lição 16 - Vida Espiritual
Estudo Epístola 1 Coríntios – Lição 16 - Vida EspiritualEstudo Epístola 1 Coríntios – Lição 16 - Vida Espiritual
Estudo Epístola 1 Coríntios – Lição 16 - Vida Espiritual
 
Lição 12 - Dons Espirituais
Lição 12 - Dons EspirituaisLição 12 - Dons Espirituais
Lição 12 - Dons Espirituais
 
Lição -10 Sobre o Casamento
Lição -10 Sobre o CasamentoLição -10 Sobre o Casamento
Lição -10 Sobre o Casamento
 
Lição 10 - Sobre o Casamento
Lição 10 - Sobre o CasamentoLição 10 - Sobre o Casamento
Lição 10 - Sobre o Casamento
 
Deus é culpado?
Deus é culpado?Deus é culpado?
Deus é culpado?
 
Lição 5 - Somos Templo
Lição 5 - Somos TemploLição 5 - Somos Templo
Lição 5 - Somos Templo
 

Último

1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Janilson Noca
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
ceciliafonseca16
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
ESCRIBA DE CRISTO
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 

Último (16)

1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 

Intercessão

  • 1. Guerreiros de Oração Reunião 01/2014 07/02/2014 guerreirosdeoracaoieq@gmail.com 1
  • 3. Guerreiros de Oração Nome: Márcio & Paula Casados há 14 anos Conversões: Márcio 1996 e Paula 1992 Na IEQ Sede Hortolândia desde 2002 Pais de Samuel 13 Anos e Emanuel 5 Anos Uma frase: “Tamu Juntu!!” E VOCÊ???? 3
  • 4. Guerreiros de Oração O Grupo  Nome: Guerreiros de Oração  Missão: Interceder pela Igreja, Família Sacerdotal, Liderança, pela Região, pelo Munícipio, visando o crescimento do Reino de Deus na Terra.  Versículo Tema: 2 Cr 7:14  Forma de Trabalho: Aliançados em Equipe Equipe um grupo de pessoas que geralmente se une para alcançar um objetivo em comum. Também é definido como um pequeno grupo de pessoas com habilidades complementares, que trabalham juntas com o fim de atingir um propósito comum; pelo qual se consideram coletivamente responsáveis, ou como um é grupo com funcionamento qualificado, que compreende seus objetivos e está engajado em alcançá-los, de forma compartilhada. A comunicação entre os membros é verdadeira, opiniões divergentes são estimuladas. As habilidades complementares dos membros possibilitam alcançar resultados, os objetivos compartilhados determinam seu propósito e direção. Respeito, mente aberta e cooperação são elevados. A equipe investe constantemente em seu crescimento. 4
  • 5. Guerreiros de Oração Etimologia da Palavra Intercessão  Hebraico: Paga : vem da raiz de uma palavra que significa “colidir com violência”, guerreiro;  Grego: Ënteuxis : “ser ouvido pelo rei, no lugar de outros, encontrar-se com”;  Dicionário: intercessão, pleitear com uma pessoa, tanto a favor quanto contra outros”; pedir por outro, intervir a favor de alguém ou alguma coisa, ser intermediário”. 5
  • 6. Guerreiros de Oração O que é Intercessão A oração de intercessão é aquela que é feita em favor de outros. Interceder é colocar-se no lugar de outro e pleitear a sua causa, como se fosse sua própria. É estar entre Deus e os homens, a favor destes, tomando seu lugar e sentindo sua necessidade de tal maneira que luta em oração até a vitória na vida daquele por quem intercede é ver a necessidade da intervenção de Deus nas mais diversas situações. É colocar-se no lugar de alguém; é se interpor; é mediar-se; é atuar no lugar de outro; significa representar alguém clamando por ele junto a Deus. Portanto, interceder é estar entre Deus e os homens por uma causa e isso significa abrir guerra frontal contra satanás. “Interceder é enfrentar as forças opostas de Satanás, colidindo contra elas pela batalha espiritual e colocar-se diante de Deu, firmado em suas promessas, a fim de pleitear as causas dos outros, é um encontro com Deus e confronto com Satanás a favor dos homens” Valnice Milhomens. A intercessão é uma ordenança: Lc 18:1 Tg 5:15-16 1Ts 5:17 6
  • 7. Guerreiros de Oração Algumas Características do Intercessor 1 – Amor Ágape “Sem amor, não de pode orar” Mc 12:29-30 2 – Empatia A empatia ajuda a entender a situação havendo maior consagração para a intercessão . Rm 12:15 1Co 12:25-26 Mt 9:36 Is 53:4 3 – Discernimento esta é a habilidade especial de conhecer com segurança se determinado comportamento é divino, humano ou satânico. As revelações que Deus dá sobre uma situação ou pessoa, não são para serem divulgadas, mas para orientar a intercessão. Se são boas, deve-se orar para que se manifestem. Se ruins, orar com o fim de impedir sua manifestação. 1Co 12:10 1Co 2:13-14 7
  • 8. Guerreiros de Oração Algumas Características do Intercessor 4 – Ousadia Característica ou particularidade do que é ousado; que possui valentia ou coragem. A intercessão exige coragem, disposição, fervor e ousadia. Ousadia diante de Deus e diante do inferno. A ousadia do cristão vem de Jesus; Hb 4:16 Ef 3:10-12 Pv 28:1 5 – Autoridade exousia (grego), “habilidade ou força com que é revestido e o direito de exercer aquele poder”. Ninguém pode exercer autoridade a menos que saiba quem é e que direitos tem em Cristo; Gn 1:26 Mc 16:17 Mt 10:1 6 – Perseverança A oração intercessória requer constância, persistência, intensidade, perseverança; Mt 10:22 At 1:14 At 1:14 1Co 15:58 Cite mais algumas: 8
  • 9. Guerreiros de Oração 3 Níveis de intercessão 1 – Intercessão Básica Intercessão por situações que estão à vista e é necessária a intervenção de Deus. É simples. Intercede-se por famílias, igreja... ou qualquer outra situação que esteja fora de nosso alcance. 2 – Intercessão Profética É quando se intercede para que aconteça o que Deus quer que aconteça. É o sacerdote, que vem diante de Deus, que conhece a Sua vontade e ora para que ela seja manifestada na terra. 3 – Intercessão Apostólica É aquela onde arranca e destrói as obras das trevas, planta e edifica a obra de Deus. A intercessão apostólica traz reforma, tem revelação, visão. É uma intercessão estratégica. Ao interceder por uma região, cidade ou país de maneira eficaz e necessária para este lugar, não é somente orar e fazer guerra espiritual e sim tomar o despojo. É conhecer os alvos daquilo que é necessário atacar nas regiões celestiais, para logo evitar aqueles que na terra tomarão o despojo, as almas. Casas se abrirão, pregarão a Palavra. 9
  • 10. Guerreiros de Oração Plano de Intercessão Cobertura e restauração Espiritual da igreja Setores: -Cultos -Campanhas -Membros -Liderança local Cobertura por missões Setores: -Nações não alcançadas -Missionários e famílias -Igreja perseguida Rev. Luiz Pra. Regina Pr. Thiago Pra. Natália Pra. Simone Cobertura pelo Brasil -Pelo país: economia, política, planejamento -Pelos líderes a nível nacional, estadual, e municipal -Avanço da Obra de Deus na nação 10
  • 11. Guerreiros de Oração Concluindo Há poder na intercessão - Mt 18:18-19 Precisamos interceder pois temos grandes exemplos de intercessão. Rm: 8:26-17 1Tm 2:5 Jo 16:26 Precisamos interceder porque através da intercessão vem à luz os propósitos de Deus para os indivíduos, para as nações e para os povos. Precisamos interceder por um aprofundamento da vida espiritual e por mais santidade e pureza dos crentes, para que assim estejam preparados para o arrebatamento. Precisamos interceder pois somente assim a Igreja de Cristo experimentará um maior mover do Espírito e será cheia de força, coragem, unção e os milagres acontecerão. Precisamos interceder por nossos líderes e pastores buscando proteção sobre suas famílias consagração e poder para que cumpram sua missão. 11
  • 12. DICIONÁRIO Adoração - Culto, honra, reverência e homenagem prestados a poderes superiores, sejam seres humanos, anjos ou Deus. Os patriarcas adoravam construindo altares e oferecendo sacrifícios (Gn 12:17-8, 13:4). Intercessão: pleitear com uma pessoa, tanto a favor quanto contra outros”; pedir por outro, intervir a favor de alguém ou alguma coisa, ser intermediário”. 12
  • 13. Bibliografia Bíblia Português, Bíblia de Estudo Pentecostal, Sociedade Bíblica do Brasil, São Paulo, 1995. Site Slideshare, http://pt.slideshare.net/radiofpn/intercesso-ebatalha-espiritual?from_search=1 Acessado 11/01/2014 23:49h Guia de estudos, Capacitação para Intercessores Quadrangulares, Projeto AMAI, São Paulo, 2.a Ed. 2012. 13
  • 14. Guerreiros de Oração OBRIGADO : : Márcio & Paula : : Ebenézer “Até aqui nos ajudou o Senhor. João 13:17- Se sabeis estas coisas, bemaventurados sois se as fizerdes. DEUS ABENÇOE MUITO VOCÊS!! TAMU JUNTU!!!! 07/02/2014 14