SlideShare uma empresa Scribd logo
MINISTÉRIO DE
INTERCESSÃO
E
BATALHA ESPITIRUAL
FUNDAMENTOS
R E N A S C E R
INTERCESSÃO - Objetivos
O Ministério de Intercessão tem como
responsabilidade buscar a manifestação da
interferência divina a favor dos homens,
demonstrando o poder e a autoridade do
Nome de Jesus, através da Igreja Apostólica
na terra.
“ADMOESTO-TE, pois, antes de tudo, que se façam deprecações,
orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens; pelos reis,
e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida
quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade; porque isto é bom e
agradável diante de Deus nosso Salvador, que quer que todos os homens
se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. Porque há um só
Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. ”
(I Tm 2.1-3)
INTERCESSÃO - Visão
Baseada na postura de Neemias – Ne 1
 Acreditamos como Igreja, no poder da
intercessão, como sendo fundamental ao
crescimento e desenvolvimento do mover
apostólico.
 Sem oração não há comunicação com
Deus e sem esta comunicação não se
manifestam seus livramentos, propósitos e
projetos.
 Também acreditamos na batalha espiritual
como um posicionamento de cabeça da
igreja resgatando os seus direitos e
exercendo a sua autoridade.
ATIVIDADES DA INTERCESSÃO
• O ministério de intercessão compõe-se de
diversas tarefas e atividades que, quando
bem planejadas e coordenadas,
permitirão a fluidez das ações
necessárias para o bom desempenho e
obtenção do resultado esperado.
• Cada participante do ministério terá um
papel bem definido, isto é, um rol de
atividades concernentes a unção e
responsabilidade a ele confiadas, as
quais são relacionadas a seguir:
COERÊNCIA NAS ATIVIDADES
• O oficial do ministério de intercessão participará
das diversas atividades do ministérios de acordo
com a unção que possui.
• Tal medida é necessária para que o aspirante
não seja sobrecarregado com atividades
espirituais das quais não está preparado ainda
para executar e o presbítero ou pastor não seja
apenas um “mandante”, ficando sempre fora
das responsabilidades que lhes são devidas.
“e àquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão.” (Lucas
12:48b)
GRUPOS DE AÇÕES ESPIRITUAIS
 ECI – Equipe de Cobertura Intercessória
 EBE – Equipe de Batalha Espiritual
 ECL – Equipe de Cobertura da Liderança
 EVI – Equipe de Visita Intercessória
As atividades do Ministério de Intercessão serão distribuídas em 4
grupos:
ECI – Equipe de Cobertura Intercessória
Cobrir as autoridades espirituais, os oficiais e
todo o corpo da igreja de oração contra todo
levante e intenções do inferno.
Cobrir os intercessores que participam em
atividades específicas, como Batalhas
Espirituais, atividades como EVI e ECL.
Trazer à existência através do Clamor e
oração:
Transformação, Cura, Mudança de Sorte,
Prosperidade e Crescimento em todas as
áreas da Igreja, bem como em todas as
áreas da vida de cada pessoa da Igreja.
INTERCESSÃO - Procedimentos
Interceder
nos Cultos
Participar de
Relógios de
Oração
Orar no
Cenáculo
Interceder em
Eventos
Participar das
Reuniões
Ministeriais
Ungir Cadeiras
e Objetos do
Culto
Participar da
Queima de
Pedidos
EBE – Equipe de Batalha Espiritual
Grupo de intercessores que terão como
tarefa:
- Mapeamento Espiritual
- Dar voltas
- Estaquear e ungir com óleo
- Batalhar espiritualmente contra todo
Dominador, Principado e Potestade
que assola uma região de atuação
da Igreja.
- Busca os livramentos de Deus
diante das assolações do inimigo
conta a Igreja e o povo de Deus
BATALHA ESPIRITUAL
Armas Espirituais
NIVEIS DE BATALHA ESPIRITUAL
1º. - Territorial - Principados / Dominadores - Países/Estados/Cidades/Regiões
2º. - Cultual - Potestades / Poderes - Seitas / Religiosidade / Heresias
3º. - Pessoal - Hostes do Mal - Doenças / Violência / Roubo / Drogas
4º. - Eclesiástica - Anti-Cristo - Fechamento ou Bloqueio das Igrejas
5º. - Fortalezas - Domínios - Status, Luxuria, Miséria, Prostituição
NÍVEL OPOSIÇÃO EFEITO
Participantes da Batalha Espiritual
 Líderes do Ministério de
Intercessão
 Dirigentes de Igrejas / GCD´s
 Bispos
 Pastores
 Presbíteros
ECL – Equipe de Cobertura da Liderança
Equipe de oficiais
selecionados para
interceder e cobrir em
oração a vida e
propósitos da liderança
da Igreja.
Compõem-se de homens e mulheres de alta confiança, aliança,
fidelidade, lealdade, unção e habilitação espiritual, que buscarão em oração
e clamor os objetivos que o Senhor estabelece no coração do Apóstolo, da
bispa, dos Líderes Nacionais dos Ministérios, dos Bispos Estaduais e
Regionais, além dos Dirigentes das Igrejas e os Líderes de Intercessão.
O líder de Intercessão apontará os intercessores que estarão aptos a
participar desse grupo e as autoridades e líderes da igreja escolherão
pessoalmente qual o oficial desse grupo será seu intercessor para lhe dar
cobertura espiritual.
EVI – Equipe de Visitas Intercessórias
Equipe de intercessores que possuem unção,
habilitação e, principalmente, disponibilidade
de tempo e locomoção, para interferir em
todas as ações do inimigo que se levanta
contra o povo de Deus, onde for necessário.
Estão disponíveis para visitar lares, empresas e
lugares onde há pessoas endemoniadas ou
opressas por situações demoníacas.
Acompanham e lutam espiritualmente para
quebrar todas as oposições e bloqueios
espirituais que assolam ou impedem a
prosperidade e liberdade do povo de Deus.
INTERDEPENDÊNCIA ENTRE OS MINISTÉRIOS
INTERCESSÃO
ANAS
VISITASLOUVOR
ACONSELHAMENTO
CAPELANIA
AREPE ENSINO
CURA E
LIBERTAÇÃO
CASAIS
PROJETO
AMAR
BATALHA
ESPITIRUAL
Pedidos
De
Oração
GAUF
DANÇA
INTERCESSÃO NOS
MINISTÉRIOS
• TODOS OS MINISTÉRIOS DEVEM TER
UM INTERCESSOR QUE PARTICIPA DO
MINISTÉRIO.
• ESSE INTERCESSOR DEVE SER
FORMADO E ACOMPANHADO
ESPIRITUALMENTE PELO MINISTERIO
DE INTERCESSÃO
AGENDA DE ATIVIDADES
• Todas as lideranças de Intercessão devem estar
atentas às diversas atividades nacionais e
determinações para que rapidamente tomem as
providências necessárias para o envolvimento e
acompanhamento dos intercessores para a real
efetivação dos propósitos a eles direcionados.
• Relacionamos, as atividades e agendas a serem
seguidas para o ano de 2.010:
Dar voltas, estaquear e Ungir:
• Novo Templo – Lins de Vasconcelos
• Espaço Renascer
• Fazenda Renascer
• Regionais Estaduais
• Regionais
• Igrejas
• GCD´s
• Centro de Recuperação / Casa Lar Abrigo e
Casa Calebe / CER
• Prédios da TV / Rádio e a Torre
ESTRUTRURA ORGANIZACIONAL
 Apostolo Estevam Hernandes e Bpa. Sônia
 Bispo Nacional de Intercessão – Bp. Tavares
 Bispos Estaduais
 Bispos Regionais
 Dirigentes de Igrejas
 Líderes do Ministério de Intercessão
 Pastores
 Presbíteros
 Diáconos
 Aspirantes
TOP
DOWN
TOP
DOWN
Cobertura de Oração
Curso de Intercessores
• O curso de intercessão representa a opção de
engajamento no ministério e traz uma suplementação
em relação aos tópicos ministrados nos cursos de
Oficiais e Diaconia, incluindo a estrutura, as condições
do trabalho e as expectativas e realizações do
ministério.
• Portanto, a diferença entre o que é ensinado nos cursos
de formação para as unções e o que é ensinado no
curso de intercessores são as condições para o trabalho
no ministério, já que conceitualmente todo oficial é, por
condição primária do chamado, um intercessor diante do
Senhor.
O novo curso de Intercessores terá as seguintes disciplinas de acordo
com a unção de cada oficial, pois na medida que receber será exigido:
Unção do Intercessor: Disciplinas que serão ensinadas:
Aspirante - Conceitos de autoridade e submissão
- Conceitos do caráter
apostólico
- Conceitos de Santidade
- Conceitos de Oração
- Conceito básico de mundo espiritual
- Espírito Santo de Deus
- Procedimentos do Ministério de Intercessão
Diácono - Conceitos de Batalha Espiritual
- Conceito de Armas Espirituais
- Conceito de Dons Espirituais
Presbítero - Conquista Territorial
- Conceitos de Autoridade Espiritual
- Conceitos de Militância
Pastor - Conceitos de Domínio Espiritual
Líder de Intercessão - Conceitos de Liderança Espiritual
- Conceitos de Administração do Ministério
CAPACITAÇÃO PARA O MINISTÉRIO
Precauções:
Papel de participantes no ministério que não são
oficiais da igreja:
• Deve-se ter muito cuidado em relação a pessoas que
não fizeram o curso de oficiais e que estarão
participando do ministério de intercessão, e
principalmente quanto as responsabilidades que são
delegadas a eles, pois significa que no mundo espiritual
a pessoa está lutando contra demônios sem um óleo de
unção sobre a sua cabeça.
• Esses casos devem ser acompanhados diretamente
pelo pastor ou líder da intercessão com ciência do bispo
local, pois o sangue está sobre a cabeça destes.
Práticas da Oração:
 ORAÇÃO DA FÉ: É a oração da petição, a oração para transformar as
coisas (Mt 21.22; Mc 11.24).
Essa oração, que sempre deve ter por base a vontade de Deus revelada na
Sua Palavra, nunca contém a palavra “se” (Tg 1.6-8).
 ORAÇÃO DA CONSAGRAÇÃO: É a oração para consagrar e
dedicar nossa vida ao serviço de Deus; para irmos até onde Deus quiser e
fazermos tudo quanto for a Sua vontade. Nessa oração oramos: Se for da
Tua vontade (Lc 22.42; At 13.1-4).
 ORAÇÃO DA ENTREGA: Lançando seus cuidados no Senhor em
oração (I Pe 5.7)
 ORAÇÃO DE ADORAÇÃO: (Lc 24.52-53)
 ORACÃO DA CONCORDÂNCIA: (Mt 18.18-20)
 ORAÇÃO NO ESPÍRITO: Orando em outras línguas
(ICo 14.2,4,14-15)
 ORAÇÃO EM CONJUNTO: (At 4.23-31; 12)
 ORAÇÃO INTERCESSÓRIA: A oração em favor do próximo, pois o
intercessor é aquele que toma o lugar de outra pessoa ou que pleiteia a
causa de outro (I Tm 2.1-2; At 12.5).
Orar em concordância:
• ORAÇÃO DA FÉ - Apóstolo
• ORAÇÃO DE CONCORDÂNCIA – Bpa. Sônia
• Promessas Ano Apostólico de Pedro
• Oração Ano Apostólico de Pedro
• Palavras Proféticas
• Prosperidade do povo de Deus e Suprimento da
Igreja
• Expansão da Obra do Senhor
• Liberação da Construção do Prédio da Lins
• Cura do Bispo Tid
• Quebrar todas as ações de Fechamento das
Nossa Igrejas
Papel do Bispo Nacional da Intercessão:
 Receber do Apostolo Estevam e da Bispa Sônia a direção e as estratégias para o
ministério e propósitos de oração especiais.
 Estabelecer táticas para o envolvimento de todo o corpo da intercessão possa cobrir todas
as necessidades espirituais confiadas a esse ministério.
 Acompanhar as atividades do corpo de intercessores nas diversas áreas de ação,
fornecendo informações do andamento do ministério para o Apóstolo.
 Trabalhar para mobilizar e cobrir todos os envolvidos para que haja efetividade nas ações
e posições espirituais.
 Possibilitar o crescimento do grupo de intercessores, em todos os níveis para ampliar a
área de ação e o atendimento a todas as necessidades de oração.
 Estabelecer meios de comunicação e rápida disseminação dos pedidos de oração para o
envolvimento em tempo oportuno do maior número de intercessores.
 Estabelecer simpósios, palestras, convenções, encontros e todo tipo de estratégias de
potencialização do ministério e dos seus envolvidos.
 Consagrar todo o óleo de unção adquirido pela igreja para ser utilizado nos cultos e unções
(obs.: Esta atividade deve ser praticada pelos Bispos Estaduais quando fora de São Paulo)
 Consolidar a unidade de procedimentos e formação de todos os envolvidos no ministério.
 Acompanhar e tomar todas as providências necessárias para evitar desvios e influências
fora da Visão Renascer.
Papel dos Bispos Estaduais e Regionais:
 Participar a todos das diretivas oriundas da Liderança Nacional de
Intercessão, estabelecendo as ações táticas para implantá-las.
 Planejar e administrar as ações espirituais de conquistas territoriais
como conquista do Estado, Cidade ou Região em que se encontra a
Regional.
 Participar de ações especiais e estratégicas de cobertura de oração e
batalha espiritual, por pessoas, eventos ou propósitos.
 Acompanhar as atividades do corpo de intercessores da Regional nas
diversas áreas de ação, fornecendo informações do andamento do
ministério para o Bispo Nacional da Intercessão.
 Acompanhar como os participantes estão em relação a Visão Renascer,
tomando providências para corrigir os desvios de conduta e de visão no
exercício do ministério
Papel do Pastor e Líder da Intercessão:
 Ser um difusor, implantador e controlador da visão Renascer com relação ao
ministério de intercessão na igreja ou regional que participa.
 É responsável por ministrar os intercessores, levando-os ao fortalecimento espiritual
pela unidade.
 Participar a todos das diretivas oriundas da Liderança Nacional de Intercessão,
estabelecendo as ações operacionais para implantá-las.
 Formar novos intercessores e prepará-los para o ingresso no ministério.
 Orar pelos intercessores, contatando-os frequentemente para posicioná-los e saber
da sua situação particular e ministerial, aconselhar e visitá-los com certa freqüência
para cobertura dos lares dos mesmos.
 Estabelecer a escala e a participação efetiva de cada intercessor nos cultos.
 Planejar e administrar as ações espirituais de conquista do bairro, e da cobertura da
igreja, como também de todos os eventos em que a intercessão deve ser envolvida.
 O pastor ou líder da intercessão deve ter um R12 com os presbíteros de intercessão
e pessoas que tenham potencial para serem líderes.
 Acompanhar as atividades do corpo de intercessores da Igreja nas diversas áreas de
ação, fornecendo informações do andamento do ministério para o Bispo Regional.
Papel dos Presbíteros na Intercessão:
 Participação efetiva dos presbíteros nas batalhas espirituais, com
estratégias planejadas e conscientes para a conquista do bairro, quebra
das maldições locais e estacamento para minar todas as ações dos
dominadores, principados e potestades que atuam na região.
 Participação efetiva nas visitas aos lares solicitadas pelos membros da
igreja para cobertura espiritual e na expulsão de demônios, além da
oração pelos enfermos e a unção com óleo.
 Acompanhar de perto os novos intercessores com vistas ao
fortalecimento na visão e livrá-los das armadilhas pelas artimanhas do
maligno.
 Os presbíteros da intercessão devem ter um R12 composto de diáconos
e aspirantes intercessores para acompanhamento pessoal dessas vidas.
 Acompanhar as atividades do grupo de intercessores que lidera,
fornecendo informações do andamento do ministério para o Líder da
Intercessão local.
Papel dos Diáconos na Intercessão:
Participação efetiva nos cultos e eventos, nos
relógios de oração e nas vigílias como soldado de
Cristo, sabendo que o seu posicionamento traz
vitória espiritual.
Participação nas visitas aos lares solicitadas pelos
membros da igreja para cobertura espiritual desde
que dirigida pelo líder da intercessão e na expulsão
de demônios, além da oração pelos enfermos e a
unção com óleo, desde que não exista nenhum
oficial com unção maior que a sua no momento e
no local; caso contrário deve procurar esse oficial
para interagir na situação cobrindo a vida dessa
autoridade e da pessoa que está nas mãos do
maligno com oração
Papel dos Aspirantes na Intercessão:
Estarão em constante oração pelos pedidos
da igreja, intercedendo nos cultos cobrindo a
igreja e os membros com oração.
Deverão sempre ser acompanhados quando
da participação das atividades espirituais,
para que possa aprender e assim aplicar as
armas espirituais de forma correta, com
segurança e cobertura necessária para a
eficácia da sua oração.
CONTROLES E RELATÓRIOS
1) Ficha Cadastral do Intercessor
2) Relação de Disponibilidade e Contatos dos Intercessores
3) Lista de Presença e participação nos cultos, eventos e
vigílias
4) Relatório de nível de envolvimento do intercessor
5) Agenda Nacional, Regional e Local de Atividades da
Intercessão
6) Lista de aniversário dos intercessores
7) Mapa de posicionamento do intercessor
8) Listas dos Relógios de Oração (Nacional / Regional / Local /
Estratégico)
9) Mapa de Unção e Formação dos intercessores
10) Mapeamento espiritual da Região
11) Relatório de Planejamento Estratégico da Intercessão
12) Formulário de Acompanhamento de Visitas e Ações
Estratégicas de Intercessão
13) Quadro de Motivos de Oração
24 horas de Oração e Louvor:
• Espaço Renascer
– Cada Regional deve consagrar 1 hora durante o dia e 1
hora durante a noite em oração no Espaço Renascer,
levando um grupo de levitas e oficiais que estarão em
oração e adoração nesse período.
– Como são 48 Regionais em São Paulo, cada Regional
deve participar a cada dois dias cumprindo o horário
determinado.
• Hospital Albert Einstein
– Estaremos levantando entre os Pastores e Presbíteros
do Ministério de Intercessão de todas as nossas
Regionais servos valentes e dispostos a participar de
uma escala de oração, 24 horas por dia, todos os dias p
– Pelo menos uma vez por semana estaremos na
Sinagoga orando e louvando ao Senhor com um grupo
de intercessores
Grande Mover de Oração:
• ENCONTRO NACIONAL DE INTERCESSÃO
– PILARES DE INTERCESSÃO MINISTRADO PELO
APÓSTOLO ESTEVAM HERNANDES
(Data Provável: A ser definida pelo Apóstolo)
• ORA BRASIL
Grande mover de Oração em todas as regiões do
país, com o envolvimento de todas as nossas
igrejas e as igrejas da CIEAB – Movimento
Nacional
(Data provável – 15/Nov – Feriado)
NOVIDADES:
• Novo modelo para a vestimenta dos
intercessores
• Estudo do novo símbolo do ministério
Está em estudos para apresentação e aprovação do Apóstolo:
INTERCESSÃO - Fundamentos
Bases bíblias que norteiam o ministério de intercessão:
• Chamado à intercessão: Jo 15. 16 / I Co 1.26-29 / I Tm 2.1-4
• A Intercessão interfere no mundo espiritual: Mt 21.22 / Fp 4.6
• A Trindade intercede por nós: Is 53.12 / Rom 8.26-27,33-34
• A oração produz crescimento espiritual: Col 1.9-12 / I Co 14.5
• Atalaia: Ez 33.1-9
• GOE: Mt 17.1 / Mc 4:34 / Gl 2.2
• GAT: Mt 17.19-21 / Lc 10.19 / Tg 5.14-15
• Batalha Espiritual: Ef 6.10-12
• Armas Espirituais: II Co 10.4-5
• Cenáculo: Atos 1:13-14
• Ungir com óleo: Ex 30.25-31
• Vigília: Lc 12.37 / Mt 26.4041 / II Co 6.4-5
• Guardiões da Promessa: Lv 18.4-5 / Sl 119.33 / Ecl 8.5 / Jô 8.51;
14.23 / Ap. 3.10
• Motivos de Oração: Mt 7.7-11 / Jo 15.7,16 / I Jo 5.15
• Aliança de 2: 1 Samuel 18.1, 3-4
• Estacamento: Is 54.2
• Voltas: Js 6.3-5
• Jejum: Et 4.16 / Is 58.6-9 / Joel 1.14 / Mt 17.21
• Relógio e Oração: I Ts 5.17 / At 1.14; 12.5 / Ef 6.18 / Is 62.6

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
O poder de Jesus sobre a natureza e os demôniosO poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
O poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
Moisés Sampaio
 
Slide de-intercessao-01
Slide de-intercessao-01Slide de-intercessao-01
Slide de-intercessao-01
Minerva Souza
 
Vida de oração
Vida de oraçãoVida de oração
Vida de oração
Márcio Melânia
 
Os três campos de batalha parte 3 - nas regiões celestiais
Os três campos de batalha   parte 3 - nas regiões celestiaisOs três campos de batalha   parte 3 - nas regiões celestiais
Os três campos de batalha parte 3 - nas regiões celestiais
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Dons e talentos usados para a gloria de deus
Dons e talentos usados para a gloria de deusDons e talentos usados para a gloria de deus
Dons e talentos usados para a gloria de deus
Tiago Silveira
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
Márcio Martins
 
Dons espirituais
Dons espirituaisDons espirituais
Dons espirituais
Dagmar Wendt
 
Aula 8 oração e jejum
Aula 8   oração e jejumAula 8   oração e jejum
Aula 8 oração e jejum
magnao2
 
Armadura Celestial no Tempo do Fim
Armadura Celestial no Tempo do FimArmadura Celestial no Tempo do Fim
Armadura Celestial no Tempo do Fim
Anderson Damasceno
 
Interceder
IntercederInterceder
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 10 - O minist...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 10 - O minist...[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 10 - O minist...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 10 - O minist...
José Carlos Polozi
 
Lição 5 o poder da intercessão
Lição 5   o poder da intercessãoLição 5   o poder da intercessão
Lição 5 o poder da intercessão
prvladimir
 
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaLição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Éder Tomé
 
Do esfriamento espiritual à queda
Do esfriamento espiritual à quedaDo esfriamento espiritual à queda
Do esfriamento espiritual à queda
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Intercessão
IntercessãoIntercessão
Intercessão
Márcio Pereira
 
Três campos de batalha espiritual
Três campos de batalha espiritualTrês campos de batalha espiritual
Três campos de batalha espiritual
Paulo Roberto
 
Batalha espiritual
Batalha espiritualBatalha espiritual
Batalha espiritual
Carlos Cirleno Neves
 
Os três campos de batalha parte 1 - a mente
Os três campos de batalha   parte 1 - a menteOs três campos de batalha   parte 1 - a mente
Os três campos de batalha parte 1 - a mente
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Como dirigir um culto
Como dirigir um cultoComo dirigir um culto
Como dirigir um culto
Paulo Roberto
 
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristãoLição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Erberson Pinheiro
 

Mais procurados (20)

O poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
O poder de Jesus sobre a natureza e os demôniosO poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
O poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
 
Slide de-intercessao-01
Slide de-intercessao-01Slide de-intercessao-01
Slide de-intercessao-01
 
Vida de oração
Vida de oraçãoVida de oração
Vida de oração
 
Os três campos de batalha parte 3 - nas regiões celestiais
Os três campos de batalha   parte 3 - nas regiões celestiaisOs três campos de batalha   parte 3 - nas regiões celestiais
Os três campos de batalha parte 3 - nas regiões celestiais
 
Dons e talentos usados para a gloria de deus
Dons e talentos usados para a gloria de deusDons e talentos usados para a gloria de deus
Dons e talentos usados para a gloria de deus
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
Dons espirituais
Dons espirituaisDons espirituais
Dons espirituais
 
Aula 8 oração e jejum
Aula 8   oração e jejumAula 8   oração e jejum
Aula 8 oração e jejum
 
Armadura Celestial no Tempo do Fim
Armadura Celestial no Tempo do FimArmadura Celestial no Tempo do Fim
Armadura Celestial no Tempo do Fim
 
Interceder
IntercederInterceder
Interceder
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 10 - O minist...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 10 - O minist...[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 10 - O minist...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 10 - O minist...
 
Lição 5 o poder da intercessão
Lição 5   o poder da intercessãoLição 5   o poder da intercessão
Lição 5 o poder da intercessão
 
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaLição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
 
Do esfriamento espiritual à queda
Do esfriamento espiritual à quedaDo esfriamento espiritual à queda
Do esfriamento espiritual à queda
 
Intercessão
IntercessãoIntercessão
Intercessão
 
Três campos de batalha espiritual
Três campos de batalha espiritualTrês campos de batalha espiritual
Três campos de batalha espiritual
 
Batalha espiritual
Batalha espiritualBatalha espiritual
Batalha espiritual
 
Os três campos de batalha parte 1 - a mente
Os três campos de batalha   parte 1 - a menteOs três campos de batalha   parte 1 - a mente
Os três campos de batalha parte 1 - a mente
 
Como dirigir um culto
Como dirigir um cultoComo dirigir um culto
Como dirigir um culto
 
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristãoLição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
 

Destaque

Estudo sobre a Armadura de Deus pastor Rodrigo Eleutério
Estudo sobre a Armadura de Deus pastor Rodrigo EleutérioEstudo sobre a Armadura de Deus pastor Rodrigo Eleutério
Estudo sobre a Armadura de Deus pastor Rodrigo Eleutério
Rodrigo Eleutério
 
Batalha8 armadura de deus
Batalha8   armadura de deusBatalha8   armadura de deus
Batalha8 armadura de deus
Eliezer Almeida
 
Cura e libertação
Cura e libertaçãoCura e libertação
Cura e libertação
Batista Getsêmani
 
Combate espiritual armadura de deus
Combate espiritual   armadura de deusCombate espiritual   armadura de deus
Combate espiritual armadura de deus
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Intercessao
IntercessaoIntercessao
Intercessao
edbtr
 
Oração de renuncia de pecados
Oração de renuncia de pecadosOração de renuncia de pecados
Oração de renuncia de pecados
Missionario-Leandro-Morerira
 
Formação intercessão apóstila i
Formação intercessão apóstila iFormação intercessão apóstila i
Formação intercessão apóstila i
Tatiano Ribeiro Dos Santos
 
apostila-cura-interior
 apostila-cura-interior apostila-cura-interior
apostila-cura-interior
Timóteo Marques
 
Oraçao
OraçaoOraçao
Oraçao
Delys Neres
 
Combate Espiritual, Armadura de Deus - Capacete da salvação
Combate Espiritual, Armadura de Deus - Capacete da salvaçãoCombate Espiritual, Armadura de Deus - Capacete da salvação
Combate Espiritual, Armadura de Deus - Capacete da salvação
Michel Plattiny
 
Visão para o ministério de intercessão
Visão para o ministério de intercessãoVisão para o ministério de intercessão
Visão para o ministério de intercessão
Cassio Felipe
 
Armadura de deus
Armadura de deusArmadura de deus
Armadura de deus
prthiagonorato
 
Estudo arqueológico comprova veracidade de 50 personagens bíblicos
Estudo arqueológico comprova veracidade de 50 personagens bíblicosEstudo arqueológico comprova veracidade de 50 personagens bíblicos
Estudo arqueológico comprova veracidade de 50 personagens bíblicos
Escol Dominical
 
Ficha Neusa Itioka
Ficha Neusa ItiokaFicha Neusa Itioka
Ficha Neusa Itioka
Alex Martins
 
Combate Espiritual,Armadura de Deus - Espada do Espírito, a palavra de Deus
Combate Espiritual,Armadura de Deus - Espada do Espírito, a palavra de DeusCombate Espiritual,Armadura de Deus - Espada do Espírito, a palavra de Deus
Combate Espiritual,Armadura de Deus - Espada do Espírito, a palavra de Deus
Michel Plattiny
 
A armadura de deus
A armadura de deusA armadura de deus
A armadura de deus
yosseph2013
 
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Eduardo Bispo Silva
 
Vencendo as obras da carne - Pecados emocionais
Vencendo as obras da carne - Pecados emocionaisVencendo as obras da carne - Pecados emocionais
Vencendo as obras da carne - Pecados emocionais
Michel Plattiny
 
Nome dos demônios e como eles atuam nas vidas das pessoas
Nome dos demônios e como eles atuam nas vidas das pessoasNome dos demônios e como eles atuam nas vidas das pessoas
Nome dos demônios e como eles atuam nas vidas das pessoas
GILMAR BASTOS
 
Revesti vos-da-armadura-de-deus-ef-6
Revesti vos-da-armadura-de-deus-ef-6Revesti vos-da-armadura-de-deus-ef-6
Revesti vos-da-armadura-de-deus-ef-6
Presentepravoce SOS
 

Destaque (20)

Estudo sobre a Armadura de Deus pastor Rodrigo Eleutério
Estudo sobre a Armadura de Deus pastor Rodrigo EleutérioEstudo sobre a Armadura de Deus pastor Rodrigo Eleutério
Estudo sobre a Armadura de Deus pastor Rodrigo Eleutério
 
Batalha8 armadura de deus
Batalha8   armadura de deusBatalha8   armadura de deus
Batalha8 armadura de deus
 
Cura e libertação
Cura e libertaçãoCura e libertação
Cura e libertação
 
Combate espiritual armadura de deus
Combate espiritual   armadura de deusCombate espiritual   armadura de deus
Combate espiritual armadura de deus
 
Intercessao
IntercessaoIntercessao
Intercessao
 
Oração de renuncia de pecados
Oração de renuncia de pecadosOração de renuncia de pecados
Oração de renuncia de pecados
 
Formação intercessão apóstila i
Formação intercessão apóstila iFormação intercessão apóstila i
Formação intercessão apóstila i
 
apostila-cura-interior
 apostila-cura-interior apostila-cura-interior
apostila-cura-interior
 
Oraçao
OraçaoOraçao
Oraçao
 
Combate Espiritual, Armadura de Deus - Capacete da salvação
Combate Espiritual, Armadura de Deus - Capacete da salvaçãoCombate Espiritual, Armadura de Deus - Capacete da salvação
Combate Espiritual, Armadura de Deus - Capacete da salvação
 
Visão para o ministério de intercessão
Visão para o ministério de intercessãoVisão para o ministério de intercessão
Visão para o ministério de intercessão
 
Armadura de deus
Armadura de deusArmadura de deus
Armadura de deus
 
Estudo arqueológico comprova veracidade de 50 personagens bíblicos
Estudo arqueológico comprova veracidade de 50 personagens bíblicosEstudo arqueológico comprova veracidade de 50 personagens bíblicos
Estudo arqueológico comprova veracidade de 50 personagens bíblicos
 
Ficha Neusa Itioka
Ficha Neusa ItiokaFicha Neusa Itioka
Ficha Neusa Itioka
 
Combate Espiritual,Armadura de Deus - Espada do Espírito, a palavra de Deus
Combate Espiritual,Armadura de Deus - Espada do Espírito, a palavra de DeusCombate Espiritual,Armadura de Deus - Espada do Espírito, a palavra de Deus
Combate Espiritual,Armadura de Deus - Espada do Espírito, a palavra de Deus
 
A armadura de deus
A armadura de deusA armadura de deus
A armadura de deus
 
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
 
Vencendo as obras da carne - Pecados emocionais
Vencendo as obras da carne - Pecados emocionaisVencendo as obras da carne - Pecados emocionais
Vencendo as obras da carne - Pecados emocionais
 
Nome dos demônios e como eles atuam nas vidas das pessoas
Nome dos demônios e como eles atuam nas vidas das pessoasNome dos demônios e como eles atuam nas vidas das pessoas
Nome dos demônios e como eles atuam nas vidas das pessoas
 
Revesti vos-da-armadura-de-deus-ef-6
Revesti vos-da-armadura-de-deus-ef-6Revesti vos-da-armadura-de-deus-ef-6
Revesti vos-da-armadura-de-deus-ef-6
 

Semelhante a Simpósio Intercessão

Treinamento para diáconos
Treinamento para diáconosTreinamento para diáconos
Treinamento para diáconos
Carlos Cirleno Neves
 
58723691 curso-de-diacono-doc
58723691 curso-de-diacono-doc58723691 curso-de-diacono-doc
58723691 curso-de-diacono-doc
Anapaula Ribeiro
 
Apostila 18
Apostila 18Apostila 18
Apostila 18
Omar Gebara
 
Teologia
TeologiaTeologia
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Estudo biblico 24  dons espirituais - part2Estudo biblico 24  dons espirituais - part2
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
intercesso-140215085519-phpapp02 (1).pdf
intercesso-140215085519-phpapp02 (1).pdfintercesso-140215085519-phpapp02 (1).pdf
intercesso-140215085519-phpapp02 (1).pdf
DenivalSouza1
 
intercesso-140215085519-phpapp02 (1) (1).pdf
intercesso-140215085519-phpapp02 (1) (1).pdfintercesso-140215085519-phpapp02 (1) (1).pdf
intercesso-140215085519-phpapp02 (1) (1).pdf
DenivalSouza1
 
Dons e ministerios
Dons e ministeriosDons e ministerios
Dons e ministerios
Wellington Pires
 
Aula #001 Dons do Espírito Santo[2011]
Aula #001 Dons do Espírito Santo[2011]Aula #001 Dons do Espírito Santo[2011]
Aula #001 Dons do Espírito Santo[2011]
TH
 
Práticas espirituais
Práticas espirituaisPráticas espirituais
Práticas espirituais
Cassio Felipe
 
Teologia pastoral ibaderj
Teologia pastoral ibaderjTeologia pastoral ibaderj
Teologia pastoral ibaderj
Dangelo Nascimento
 
Dons do espírito santo
Dons do espírito santo Dons do espírito santo
Dons do espírito santo
CarlosMoraes261646
 
Lbj lição 4 - O ministério da igreja
Lbj lição 4 -  O ministério da igrejaLbj lição 4 -  O ministério da igreja
Lbj lição 4 - O ministério da igreja
boasnovassena
 
Dons do Espírito Santo
Dons do Espírito SantoDons do Espírito Santo
Dons do Espírito Santo
Rogério Nunes
 
intercessao ministerial avivamento da igreja
intercessao ministerial avivamento da igrejaintercessao ministerial avivamento da igreja
intercessao ministerial avivamento da igreja
avivamentoespiritual
 
Vivencia e Reflexão Eu te constituir sentinelas na casa de isrrael.pptx
Vivencia e Reflexão Eu te constituir sentinelas na casa de isrrael.pptxVivencia e Reflexão Eu te constituir sentinelas na casa de isrrael.pptx
Vivencia e Reflexão Eu te constituir sentinelas na casa de isrrael.pptx
GeovaneFranca1
 
Um culto bem preparado
Um culto bem preparadoUm culto bem preparado
Um culto bem preparado
Estevão Ribeiro
 
Adv apresentação-2014
Adv   apresentação-2014Adv   apresentação-2014
Adv apresentação-2014
Grupo Adv Jovem
 
Licao 1 - 2T - 2021 - CPAD.pptx
Licao 1 - 2T - 2021 - CPAD.pptxLicao 1 - 2T - 2021 - CPAD.pptx
Licao 1 - 2T - 2021 - CPAD.pptx
DassayevSilva
 
Slide licao 5 3 t - 2019 - a mordomia da igreja local
Slide licao 5 3 t - 2019 - a mordomia da igreja localSlide licao 5 3 t - 2019 - a mordomia da igreja local
Slide licao 5 3 t - 2019 - a mordomia da igreja local
Vilma Longuini
 

Semelhante a Simpósio Intercessão (20)

Treinamento para diáconos
Treinamento para diáconosTreinamento para diáconos
Treinamento para diáconos
 
58723691 curso-de-diacono-doc
58723691 curso-de-diacono-doc58723691 curso-de-diacono-doc
58723691 curso-de-diacono-doc
 
Apostila 18
Apostila 18Apostila 18
Apostila 18
 
Teologia
TeologiaTeologia
Teologia
 
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Estudo biblico 24  dons espirituais - part2Estudo biblico 24  dons espirituais - part2
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
 
intercesso-140215085519-phpapp02 (1).pdf
intercesso-140215085519-phpapp02 (1).pdfintercesso-140215085519-phpapp02 (1).pdf
intercesso-140215085519-phpapp02 (1).pdf
 
intercesso-140215085519-phpapp02 (1) (1).pdf
intercesso-140215085519-phpapp02 (1) (1).pdfintercesso-140215085519-phpapp02 (1) (1).pdf
intercesso-140215085519-phpapp02 (1) (1).pdf
 
Dons e ministerios
Dons e ministeriosDons e ministerios
Dons e ministerios
 
Aula #001 Dons do Espírito Santo[2011]
Aula #001 Dons do Espírito Santo[2011]Aula #001 Dons do Espírito Santo[2011]
Aula #001 Dons do Espírito Santo[2011]
 
Práticas espirituais
Práticas espirituaisPráticas espirituais
Práticas espirituais
 
Teologia pastoral ibaderj
Teologia pastoral ibaderjTeologia pastoral ibaderj
Teologia pastoral ibaderj
 
Dons do espírito santo
Dons do espírito santo Dons do espírito santo
Dons do espírito santo
 
Lbj lição 4 - O ministério da igreja
Lbj lição 4 -  O ministério da igrejaLbj lição 4 -  O ministério da igreja
Lbj lição 4 - O ministério da igreja
 
Dons do Espírito Santo
Dons do Espírito SantoDons do Espírito Santo
Dons do Espírito Santo
 
intercessao ministerial avivamento da igreja
intercessao ministerial avivamento da igrejaintercessao ministerial avivamento da igreja
intercessao ministerial avivamento da igreja
 
Vivencia e Reflexão Eu te constituir sentinelas na casa de isrrael.pptx
Vivencia e Reflexão Eu te constituir sentinelas na casa de isrrael.pptxVivencia e Reflexão Eu te constituir sentinelas na casa de isrrael.pptx
Vivencia e Reflexão Eu te constituir sentinelas na casa de isrrael.pptx
 
Um culto bem preparado
Um culto bem preparadoUm culto bem preparado
Um culto bem preparado
 
Adv apresentação-2014
Adv   apresentação-2014Adv   apresentação-2014
Adv apresentação-2014
 
Licao 1 - 2T - 2021 - CPAD.pptx
Licao 1 - 2T - 2021 - CPAD.pptxLicao 1 - 2T - 2021 - CPAD.pptx
Licao 1 - 2T - 2021 - CPAD.pptx
 
Slide licao 5 3 t - 2019 - a mordomia da igreja local
Slide licao 5 3 t - 2019 - a mordomia da igreja localSlide licao 5 3 t - 2019 - a mordomia da igreja local
Slide licao 5 3 t - 2019 - a mordomia da igreja local
 

Último

Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWSSubindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Ismael Ash
 
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docxse38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
ronaldos10
 
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoudFerramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
Ismael Ash
 
Segurança da Informação - Onde estou e para onde eu vou.pptx
Segurança da Informação - Onde estou e para onde eu vou.pptxSegurança da Informação - Onde estou e para onde eu vou.pptx
Segurança da Informação - Onde estou e para onde eu vou.pptx
Divina Vitorino
 
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
Faga1939
 
Eletiva_O-mundo-conectado-Ensino-Médio.docx.pdf
Eletiva_O-mundo-conectado-Ensino-Médio.docx.pdfEletiva_O-mundo-conectado-Ensino-Médio.docx.pdf
Eletiva_O-mundo-conectado-Ensino-Médio.docx.pdf
barbosajucy47
 
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebuliçãoExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão
 

Último (7)

Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWSSubindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
 
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docxse38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
 
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoudFerramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
 
Segurança da Informação - Onde estou e para onde eu vou.pptx
Segurança da Informação - Onde estou e para onde eu vou.pptxSegurança da Informação - Onde estou e para onde eu vou.pptx
Segurança da Informação - Onde estou e para onde eu vou.pptx
 
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
 
Eletiva_O-mundo-conectado-Ensino-Médio.docx.pdf
Eletiva_O-mundo-conectado-Ensino-Médio.docx.pdfEletiva_O-mundo-conectado-Ensino-Médio.docx.pdf
Eletiva_O-mundo-conectado-Ensino-Médio.docx.pdf
 
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebuliçãoExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
 

Simpósio Intercessão

  • 2. INTERCESSÃO - Objetivos O Ministério de Intercessão tem como responsabilidade buscar a manifestação da interferência divina a favor dos homens, demonstrando o poder e a autoridade do Nome de Jesus, através da Igreja Apostólica na terra. “ADMOESTO-TE, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens; pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade; porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador, que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. ” (I Tm 2.1-3)
  • 3. INTERCESSÃO - Visão Baseada na postura de Neemias – Ne 1  Acreditamos como Igreja, no poder da intercessão, como sendo fundamental ao crescimento e desenvolvimento do mover apostólico.  Sem oração não há comunicação com Deus e sem esta comunicação não se manifestam seus livramentos, propósitos e projetos.  Também acreditamos na batalha espiritual como um posicionamento de cabeça da igreja resgatando os seus direitos e exercendo a sua autoridade.
  • 4. ATIVIDADES DA INTERCESSÃO • O ministério de intercessão compõe-se de diversas tarefas e atividades que, quando bem planejadas e coordenadas, permitirão a fluidez das ações necessárias para o bom desempenho e obtenção do resultado esperado. • Cada participante do ministério terá um papel bem definido, isto é, um rol de atividades concernentes a unção e responsabilidade a ele confiadas, as quais são relacionadas a seguir:
  • 5. COERÊNCIA NAS ATIVIDADES • O oficial do ministério de intercessão participará das diversas atividades do ministérios de acordo com a unção que possui. • Tal medida é necessária para que o aspirante não seja sobrecarregado com atividades espirituais das quais não está preparado ainda para executar e o presbítero ou pastor não seja apenas um “mandante”, ficando sempre fora das responsabilidades que lhes são devidas. “e àquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão.” (Lucas 12:48b)
  • 6. GRUPOS DE AÇÕES ESPIRITUAIS  ECI – Equipe de Cobertura Intercessória  EBE – Equipe de Batalha Espiritual  ECL – Equipe de Cobertura da Liderança  EVI – Equipe de Visita Intercessória As atividades do Ministério de Intercessão serão distribuídas em 4 grupos:
  • 7. ECI – Equipe de Cobertura Intercessória Cobrir as autoridades espirituais, os oficiais e todo o corpo da igreja de oração contra todo levante e intenções do inferno. Cobrir os intercessores que participam em atividades específicas, como Batalhas Espirituais, atividades como EVI e ECL. Trazer à existência através do Clamor e oração: Transformação, Cura, Mudança de Sorte, Prosperidade e Crescimento em todas as áreas da Igreja, bem como em todas as áreas da vida de cada pessoa da Igreja.
  • 8. INTERCESSÃO - Procedimentos Interceder nos Cultos Participar de Relógios de Oração Orar no Cenáculo Interceder em Eventos Participar das Reuniões Ministeriais Ungir Cadeiras e Objetos do Culto Participar da Queima de Pedidos
  • 9. EBE – Equipe de Batalha Espiritual Grupo de intercessores que terão como tarefa: - Mapeamento Espiritual - Dar voltas - Estaquear e ungir com óleo - Batalhar espiritualmente contra todo Dominador, Principado e Potestade que assola uma região de atuação da Igreja. - Busca os livramentos de Deus diante das assolações do inimigo conta a Igreja e o povo de Deus
  • 11. NIVEIS DE BATALHA ESPIRITUAL 1º. - Territorial - Principados / Dominadores - Países/Estados/Cidades/Regiões 2º. - Cultual - Potestades / Poderes - Seitas / Religiosidade / Heresias 3º. - Pessoal - Hostes do Mal - Doenças / Violência / Roubo / Drogas 4º. - Eclesiástica - Anti-Cristo - Fechamento ou Bloqueio das Igrejas 5º. - Fortalezas - Domínios - Status, Luxuria, Miséria, Prostituição NÍVEL OPOSIÇÃO EFEITO
  • 12. Participantes da Batalha Espiritual  Líderes do Ministério de Intercessão  Dirigentes de Igrejas / GCD´s  Bispos  Pastores  Presbíteros
  • 13. ECL – Equipe de Cobertura da Liderança Equipe de oficiais selecionados para interceder e cobrir em oração a vida e propósitos da liderança da Igreja. Compõem-se de homens e mulheres de alta confiança, aliança, fidelidade, lealdade, unção e habilitação espiritual, que buscarão em oração e clamor os objetivos que o Senhor estabelece no coração do Apóstolo, da bispa, dos Líderes Nacionais dos Ministérios, dos Bispos Estaduais e Regionais, além dos Dirigentes das Igrejas e os Líderes de Intercessão. O líder de Intercessão apontará os intercessores que estarão aptos a participar desse grupo e as autoridades e líderes da igreja escolherão pessoalmente qual o oficial desse grupo será seu intercessor para lhe dar cobertura espiritual.
  • 14. EVI – Equipe de Visitas Intercessórias Equipe de intercessores que possuem unção, habilitação e, principalmente, disponibilidade de tempo e locomoção, para interferir em todas as ações do inimigo que se levanta contra o povo de Deus, onde for necessário. Estão disponíveis para visitar lares, empresas e lugares onde há pessoas endemoniadas ou opressas por situações demoníacas. Acompanham e lutam espiritualmente para quebrar todas as oposições e bloqueios espirituais que assolam ou impedem a prosperidade e liberdade do povo de Deus.
  • 15. INTERDEPENDÊNCIA ENTRE OS MINISTÉRIOS INTERCESSÃO ANAS VISITASLOUVOR ACONSELHAMENTO CAPELANIA AREPE ENSINO CURA E LIBERTAÇÃO CASAIS PROJETO AMAR BATALHA ESPITIRUAL Pedidos De Oração GAUF DANÇA
  • 16. INTERCESSÃO NOS MINISTÉRIOS • TODOS OS MINISTÉRIOS DEVEM TER UM INTERCESSOR QUE PARTICIPA DO MINISTÉRIO. • ESSE INTERCESSOR DEVE SER FORMADO E ACOMPANHADO ESPIRITUALMENTE PELO MINISTERIO DE INTERCESSÃO
  • 17. AGENDA DE ATIVIDADES • Todas as lideranças de Intercessão devem estar atentas às diversas atividades nacionais e determinações para que rapidamente tomem as providências necessárias para o envolvimento e acompanhamento dos intercessores para a real efetivação dos propósitos a eles direcionados. • Relacionamos, as atividades e agendas a serem seguidas para o ano de 2.010:
  • 18. Dar voltas, estaquear e Ungir: • Novo Templo – Lins de Vasconcelos • Espaço Renascer • Fazenda Renascer • Regionais Estaduais • Regionais • Igrejas • GCD´s • Centro de Recuperação / Casa Lar Abrigo e Casa Calebe / CER • Prédios da TV / Rádio e a Torre
  • 19. ESTRUTRURA ORGANIZACIONAL  Apostolo Estevam Hernandes e Bpa. Sônia  Bispo Nacional de Intercessão – Bp. Tavares  Bispos Estaduais  Bispos Regionais  Dirigentes de Igrejas  Líderes do Ministério de Intercessão  Pastores  Presbíteros  Diáconos  Aspirantes TOP DOWN TOP DOWN Cobertura de Oração
  • 20. Curso de Intercessores • O curso de intercessão representa a opção de engajamento no ministério e traz uma suplementação em relação aos tópicos ministrados nos cursos de Oficiais e Diaconia, incluindo a estrutura, as condições do trabalho e as expectativas e realizações do ministério. • Portanto, a diferença entre o que é ensinado nos cursos de formação para as unções e o que é ensinado no curso de intercessores são as condições para o trabalho no ministério, já que conceitualmente todo oficial é, por condição primária do chamado, um intercessor diante do Senhor.
  • 21. O novo curso de Intercessores terá as seguintes disciplinas de acordo com a unção de cada oficial, pois na medida que receber será exigido: Unção do Intercessor: Disciplinas que serão ensinadas: Aspirante - Conceitos de autoridade e submissão - Conceitos do caráter apostólico - Conceitos de Santidade - Conceitos de Oração - Conceito básico de mundo espiritual - Espírito Santo de Deus - Procedimentos do Ministério de Intercessão Diácono - Conceitos de Batalha Espiritual - Conceito de Armas Espirituais - Conceito de Dons Espirituais Presbítero - Conquista Territorial - Conceitos de Autoridade Espiritual - Conceitos de Militância Pastor - Conceitos de Domínio Espiritual Líder de Intercessão - Conceitos de Liderança Espiritual - Conceitos de Administração do Ministério CAPACITAÇÃO PARA O MINISTÉRIO
  • 22. Precauções: Papel de participantes no ministério que não são oficiais da igreja: • Deve-se ter muito cuidado em relação a pessoas que não fizeram o curso de oficiais e que estarão participando do ministério de intercessão, e principalmente quanto as responsabilidades que são delegadas a eles, pois significa que no mundo espiritual a pessoa está lutando contra demônios sem um óleo de unção sobre a sua cabeça. • Esses casos devem ser acompanhados diretamente pelo pastor ou líder da intercessão com ciência do bispo local, pois o sangue está sobre a cabeça destes.
  • 23. Práticas da Oração:  ORAÇÃO DA FÉ: É a oração da petição, a oração para transformar as coisas (Mt 21.22; Mc 11.24). Essa oração, que sempre deve ter por base a vontade de Deus revelada na Sua Palavra, nunca contém a palavra “se” (Tg 1.6-8).  ORAÇÃO DA CONSAGRAÇÃO: É a oração para consagrar e dedicar nossa vida ao serviço de Deus; para irmos até onde Deus quiser e fazermos tudo quanto for a Sua vontade. Nessa oração oramos: Se for da Tua vontade (Lc 22.42; At 13.1-4).  ORAÇÃO DA ENTREGA: Lançando seus cuidados no Senhor em oração (I Pe 5.7)  ORAÇÃO DE ADORAÇÃO: (Lc 24.52-53)  ORACÃO DA CONCORDÂNCIA: (Mt 18.18-20)  ORAÇÃO NO ESPÍRITO: Orando em outras línguas (ICo 14.2,4,14-15)  ORAÇÃO EM CONJUNTO: (At 4.23-31; 12)  ORAÇÃO INTERCESSÓRIA: A oração em favor do próximo, pois o intercessor é aquele que toma o lugar de outra pessoa ou que pleiteia a causa de outro (I Tm 2.1-2; At 12.5).
  • 24. Orar em concordância: • ORAÇÃO DA FÉ - Apóstolo • ORAÇÃO DE CONCORDÂNCIA – Bpa. Sônia • Promessas Ano Apostólico de Pedro • Oração Ano Apostólico de Pedro • Palavras Proféticas • Prosperidade do povo de Deus e Suprimento da Igreja • Expansão da Obra do Senhor • Liberação da Construção do Prédio da Lins • Cura do Bispo Tid • Quebrar todas as ações de Fechamento das Nossa Igrejas
  • 25. Papel do Bispo Nacional da Intercessão:  Receber do Apostolo Estevam e da Bispa Sônia a direção e as estratégias para o ministério e propósitos de oração especiais.  Estabelecer táticas para o envolvimento de todo o corpo da intercessão possa cobrir todas as necessidades espirituais confiadas a esse ministério.  Acompanhar as atividades do corpo de intercessores nas diversas áreas de ação, fornecendo informações do andamento do ministério para o Apóstolo.  Trabalhar para mobilizar e cobrir todos os envolvidos para que haja efetividade nas ações e posições espirituais.  Possibilitar o crescimento do grupo de intercessores, em todos os níveis para ampliar a área de ação e o atendimento a todas as necessidades de oração.  Estabelecer meios de comunicação e rápida disseminação dos pedidos de oração para o envolvimento em tempo oportuno do maior número de intercessores.  Estabelecer simpósios, palestras, convenções, encontros e todo tipo de estratégias de potencialização do ministério e dos seus envolvidos.  Consagrar todo o óleo de unção adquirido pela igreja para ser utilizado nos cultos e unções (obs.: Esta atividade deve ser praticada pelos Bispos Estaduais quando fora de São Paulo)  Consolidar a unidade de procedimentos e formação de todos os envolvidos no ministério.  Acompanhar e tomar todas as providências necessárias para evitar desvios e influências fora da Visão Renascer.
  • 26. Papel dos Bispos Estaduais e Regionais:  Participar a todos das diretivas oriundas da Liderança Nacional de Intercessão, estabelecendo as ações táticas para implantá-las.  Planejar e administrar as ações espirituais de conquistas territoriais como conquista do Estado, Cidade ou Região em que se encontra a Regional.  Participar de ações especiais e estratégicas de cobertura de oração e batalha espiritual, por pessoas, eventos ou propósitos.  Acompanhar as atividades do corpo de intercessores da Regional nas diversas áreas de ação, fornecendo informações do andamento do ministério para o Bispo Nacional da Intercessão.  Acompanhar como os participantes estão em relação a Visão Renascer, tomando providências para corrigir os desvios de conduta e de visão no exercício do ministério
  • 27. Papel do Pastor e Líder da Intercessão:  Ser um difusor, implantador e controlador da visão Renascer com relação ao ministério de intercessão na igreja ou regional que participa.  É responsável por ministrar os intercessores, levando-os ao fortalecimento espiritual pela unidade.  Participar a todos das diretivas oriundas da Liderança Nacional de Intercessão, estabelecendo as ações operacionais para implantá-las.  Formar novos intercessores e prepará-los para o ingresso no ministério.  Orar pelos intercessores, contatando-os frequentemente para posicioná-los e saber da sua situação particular e ministerial, aconselhar e visitá-los com certa freqüência para cobertura dos lares dos mesmos.  Estabelecer a escala e a participação efetiva de cada intercessor nos cultos.  Planejar e administrar as ações espirituais de conquista do bairro, e da cobertura da igreja, como também de todos os eventos em que a intercessão deve ser envolvida.  O pastor ou líder da intercessão deve ter um R12 com os presbíteros de intercessão e pessoas que tenham potencial para serem líderes.  Acompanhar as atividades do corpo de intercessores da Igreja nas diversas áreas de ação, fornecendo informações do andamento do ministério para o Bispo Regional.
  • 28. Papel dos Presbíteros na Intercessão:  Participação efetiva dos presbíteros nas batalhas espirituais, com estratégias planejadas e conscientes para a conquista do bairro, quebra das maldições locais e estacamento para minar todas as ações dos dominadores, principados e potestades que atuam na região.  Participação efetiva nas visitas aos lares solicitadas pelos membros da igreja para cobertura espiritual e na expulsão de demônios, além da oração pelos enfermos e a unção com óleo.  Acompanhar de perto os novos intercessores com vistas ao fortalecimento na visão e livrá-los das armadilhas pelas artimanhas do maligno.  Os presbíteros da intercessão devem ter um R12 composto de diáconos e aspirantes intercessores para acompanhamento pessoal dessas vidas.  Acompanhar as atividades do grupo de intercessores que lidera, fornecendo informações do andamento do ministério para o Líder da Intercessão local.
  • 29. Papel dos Diáconos na Intercessão: Participação efetiva nos cultos e eventos, nos relógios de oração e nas vigílias como soldado de Cristo, sabendo que o seu posicionamento traz vitória espiritual. Participação nas visitas aos lares solicitadas pelos membros da igreja para cobertura espiritual desde que dirigida pelo líder da intercessão e na expulsão de demônios, além da oração pelos enfermos e a unção com óleo, desde que não exista nenhum oficial com unção maior que a sua no momento e no local; caso contrário deve procurar esse oficial para interagir na situação cobrindo a vida dessa autoridade e da pessoa que está nas mãos do maligno com oração
  • 30. Papel dos Aspirantes na Intercessão: Estarão em constante oração pelos pedidos da igreja, intercedendo nos cultos cobrindo a igreja e os membros com oração. Deverão sempre ser acompanhados quando da participação das atividades espirituais, para que possa aprender e assim aplicar as armas espirituais de forma correta, com segurança e cobertura necessária para a eficácia da sua oração.
  • 31. CONTROLES E RELATÓRIOS 1) Ficha Cadastral do Intercessor 2) Relação de Disponibilidade e Contatos dos Intercessores 3) Lista de Presença e participação nos cultos, eventos e vigílias 4) Relatório de nível de envolvimento do intercessor 5) Agenda Nacional, Regional e Local de Atividades da Intercessão 6) Lista de aniversário dos intercessores 7) Mapa de posicionamento do intercessor 8) Listas dos Relógios de Oração (Nacional / Regional / Local / Estratégico) 9) Mapa de Unção e Formação dos intercessores 10) Mapeamento espiritual da Região 11) Relatório de Planejamento Estratégico da Intercessão 12) Formulário de Acompanhamento de Visitas e Ações Estratégicas de Intercessão 13) Quadro de Motivos de Oração
  • 32. 24 horas de Oração e Louvor: • Espaço Renascer – Cada Regional deve consagrar 1 hora durante o dia e 1 hora durante a noite em oração no Espaço Renascer, levando um grupo de levitas e oficiais que estarão em oração e adoração nesse período. – Como são 48 Regionais em São Paulo, cada Regional deve participar a cada dois dias cumprindo o horário determinado. • Hospital Albert Einstein – Estaremos levantando entre os Pastores e Presbíteros do Ministério de Intercessão de todas as nossas Regionais servos valentes e dispostos a participar de uma escala de oração, 24 horas por dia, todos os dias p – Pelo menos uma vez por semana estaremos na Sinagoga orando e louvando ao Senhor com um grupo de intercessores
  • 33. Grande Mover de Oração: • ENCONTRO NACIONAL DE INTERCESSÃO – PILARES DE INTERCESSÃO MINISTRADO PELO APÓSTOLO ESTEVAM HERNANDES (Data Provável: A ser definida pelo Apóstolo) • ORA BRASIL Grande mover de Oração em todas as regiões do país, com o envolvimento de todas as nossas igrejas e as igrejas da CIEAB – Movimento Nacional (Data provável – 15/Nov – Feriado)
  • 34. NOVIDADES: • Novo modelo para a vestimenta dos intercessores • Estudo do novo símbolo do ministério Está em estudos para apresentação e aprovação do Apóstolo:
  • 35. INTERCESSÃO - Fundamentos Bases bíblias que norteiam o ministério de intercessão: • Chamado à intercessão: Jo 15. 16 / I Co 1.26-29 / I Tm 2.1-4 • A Intercessão interfere no mundo espiritual: Mt 21.22 / Fp 4.6 • A Trindade intercede por nós: Is 53.12 / Rom 8.26-27,33-34 • A oração produz crescimento espiritual: Col 1.9-12 / I Co 14.5 • Atalaia: Ez 33.1-9 • GOE: Mt 17.1 / Mc 4:34 / Gl 2.2 • GAT: Mt 17.19-21 / Lc 10.19 / Tg 5.14-15 • Batalha Espiritual: Ef 6.10-12 • Armas Espirituais: II Co 10.4-5 • Cenáculo: Atos 1:13-14 • Ungir com óleo: Ex 30.25-31 • Vigília: Lc 12.37 / Mt 26.4041 / II Co 6.4-5 • Guardiões da Promessa: Lv 18.4-5 / Sl 119.33 / Ecl 8.5 / Jô 8.51; 14.23 / Ap. 3.10 • Motivos de Oração: Mt 7.7-11 / Jo 15.7,16 / I Jo 5.15 • Aliança de 2: 1 Samuel 18.1, 3-4 • Estacamento: Is 54.2 • Voltas: Js 6.3-5 • Jejum: Et 4.16 / Is 58.6-9 / Joel 1.14 / Mt 17.21 • Relógio e Oração: I Ts 5.17 / At 1.14; 12.5 / Ef 6.18 / Is 62.6