SlideShare uma empresa Scribd logo
Plano Inova Empresa
Inova Empresa
Resultados Atualizados - 20/08/2013
Com Finep 30 dias +
Capitalização, a Finep
pode contratar $ 10 bi
em 2013
Demanda forte e projetos de qualidade
P l a n o I n o v a E m p r e s a
Inova Empresa
$32,9 bi
(crédito + subvenção + não
reembolsável + equity)
14.03.13
Demanda Inicial
$56,2 bi
(crédito + subvenção)
20.08.13
1.904 empresas e
223 ICTs
Carteira de Crédito da FINEP Em Contratação para 2013
Cadeia do Agronegócio 316
Complexo Aeroespacial e da Defesa 862
Complexo da Saúde 1.923
Energia 2.910
Outros 703
Petróleo e Gás 1.566
Sustentabilidade 1.109
TICs 651
InovaCred 670
Total Geral 10.710 bi
Política Industrial e Tecnológica mais avançada
das últimas décadas
P l a n o I n o v a E m p r e s a
Aeroespacial, Aeronáutico, Defesa, Segurança e Materiais Especiais
 Recursos: R$ 2,9 bilhões
 FINEP: R$ 2,4 bi
Demanda Qualificada: R$ 12,8 bilhões
 195 empresas (77 líderes)
 Integração empresa-instituições de pesquisa (78 ICTs)
 Recursos: R$ 1,3 bilhão
 Finep: R$ 1,1 bi
 Demanda inicial: R$ 3,6 bilhões
 49 empresas
Biofármacos, Fármacos e
Medicamentos
Demanda Qualificada: R$ 3 bilhões
 42 empresas
 Integração empresa-instituições de pesquisa (13 ICTs)
 Recursos: R$ 1,3 bilhão
 Finep: R$ 1,1 bi
 Demanda inicial: R$ 3,6 bilhões
 49 empresas
Política Tecnológica avançada cria
nova indústria no país
Exemplos de alta tecnologia para biofármacos
Indicação Produtos
Institutos de
Pesquisa
Empresas Produção
Oncológico
Trastuzumabe (Compras
públicas de R$ 145 mi)
Bahiafarma Libbs, Mabxience
2017IVB Bionovis + Emp.
Global (neg.)
Artrite
Reumatóide
Etanercepte (Compras
públicas de R$ 335 mi)
IVB,
Biomanguinhos
Bionovis + Emp.
Global (neg.)
2013
O que há de novo no Inova Fármacos?
Foco em produtos + Articulação de
instrumentos + Articulação de
ministérios e agências + PDPs + Poder de
compra do Estado (R$ 7,8 bi/ano)
Diagnósticos in vitro e por imagem; Dispositivos implantáveis;
Equipamentos eletromédicos e odontológicos; Tecnologias da
Informação e Comunicação para Saúde
 Recursos: R$ 600 mi
 Demanda inicial: R$ 1,3 bi
Equipamentos Médicos
Demanda Qualificada: R$ 900 milhões
 80 Empresas Aprovadas
Smart Grids e Transmissão em Ultra-Alta Tensão (UAT); Geração por
Fontes alternativas; Veículos Híbridos e Eficiência Energética Veicular
 Recursos: R$ 3 bilhões
 Demanda inicial: R$ 12,2 bilhões
 373 empresas
Demanda qualificada de R$ 9,8 bilhões
 192 empresas
 Integração empresa-instituições de pesquisa (64 ICTs)
Genética e melhoramento genético, produtos fitossanitários,
fertilizantes, tecnologias aplicadas ao desenvolvimento de alimentos
com alegação de propriedades funcionais, aditivos para a indústria
alimentícia, novas tecnologias voltadas ao armazenamento de produtos.
 Recursos: R$ 1 bilhão
Demanda Inicial: R$ 5,9 bilhões
 175 empresas
 Demanda inicial 5,9 vezes maior que a oferta
Operações contratadas: R$ 2,6 bi
R$ 1,330,641
R$ 1,026,941
R$ 254,965
Bioetanol de 2ª Geração
Novos produtos de cana-de-açúcar
Valores por tema/tecnologia
TI MAIOR – Subvenção Econômica
Computação em nuvem; Componentes, Dispositivos Semicondutores e
Eletrônicos; Defesa Cibernética; e Soluções para os setores
Aeroespacial, Petróleo, Gás e Mineração
 Recursos: R$ 60 milhões
Cartas Selecionadas: R$103 milhões
 Demanda Inicial de R$1,15 bilhão
 Demanda Qualificada: R$ 354 milhões
Construção Sustentável e Saneamento
Ambiental – Subvenção Econômica
Arquitetura; Urbanismo; Engenharia para Habitação Social, Engenharia
para Tratamento de Esgotos e/ou de Resíduos Sólidos Urbanos
Recursos: R$ 30 milhões
Demanda Inicial: R$ 434 milhões
 97 Cartas de Manifestação de Interesse
Programa Nacional de Apoio às Incubadoras de Empresas e Parques
Tecnológicos – (PNI)
Apoiar a aceleração e consolidação dos Parques Tecnológicos em estágio de
implantação e operação, além de empresas sediadas em parques e
incubadoras.
 Não reembolsável ($90 mi), Crédito ($500 mi), Fundo InovaEmpresa-MPE
($50 mi)
 Recursos: R$ 640 milhões
Divulgação dos Resultados Preliminares: 03/09
PARQUES
TECNOLÓGICOS
Descentralização da Subvenção e do
Crédito para Pequenas Empresas
- 10 agentes credenciados
(Badesul, BRDE, AgeRio, BADESC, Banrisul, BD
MG , Banco da Amazônia, Desenbahia, Fomento
PR e Desenvolve SP)
- Meta: 12 bancos credenciados em 2013
- Subvenção: R$ 243 mi
- Não reembolsável: R$25 mi
- Meta 15 parceiros. Resultado: 21
parceiros estaduais contratados
- Lançamento de editais estaduais:
agosto/setembro 2013
InovaCred
TecNova
FINEP entra com força na área de equity.
Criação de FIP Inova Empresa, de R$ 200 milhões
Finep se prepara para lançar novos FIPs
 FIP Biotecnologia: R$ 100 milhões (em elaboração)
 FIP TICs: R$ 100 milhões (em elaboração)
 FIP Novos Materiais: R$ 50 milhões
 FIP Incubadoras e Parques: R$ 50 milhões
Próximos Lançamentos
Inova Mobilidade
 Mobilidade Urbana, conforto do cidadão, eficiência
energética, tecnologias alternativas para o transporte
urbano.
Inova Sustentabilidade
 Saneamento Ambiental, conservação da
biodiversidade, construções sustentáveis, racionalização
do uso de materiais, redução do desperdício.
Meta do Plano Inova Empresa:
Redução acelerada da burocracia
Para aumentar eficiência, Finep alterou a estrutura atual de
seus processos
P l a n o I n o v a E m p r e s a
Parceria técnica:
FINEP + IPEA + Núcleo de Estatística
Avançada da USP + FIPECAFI
Consultores: MIT (EUA), OCDE e
EuroStat
Prazos menores porque o Brasil tem pressa
ATÉ 30 DIAS
Rating
de
Crédito
Rating da
Trajetória de
Inovação da
Empresa
Rating
do
Projeto e da
Tecnologia
Indicadores compostos para aumentar a
qualidade e eficiência da análise
Limite de crédito e condições de
financiamento
FASE 2:
CONTRATAÇÃO
ATÉ 60 DIAS
P l a n o I n o v a E m p r e s a
Obrigado
www.finep.gov.br

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Deise Mara do Nascimento
 
Educacao Digital
Educacao DigitalEducacao Digital
Educacao Digital
claudiavo
 
Cidade Inteligente e Sustentável BR - Smart City
Cidade Inteligente e Sustentável BR - Smart CityCidade Inteligente e Sustentável BR - Smart City
Cidade Inteligente e Sustentável BR - Smart City
Deise Mara do Nascimento
 
Uma Visão de Futuro de Cidades Inteligentes - Parte 1 - Tania
Uma Visão de Futuro de Cidades Inteligentes - Parte 1 - TaniaUma Visão de Futuro de Cidades Inteligentes - Parte 1 - Tania
Uma Visão de Futuro de Cidades Inteligentes - Parte 1 - Tania
CPqD
 

Destaque (16)

Cidades Inteligentes
Cidades InteligentesCidades Inteligentes
Cidades Inteligentes
 
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
 
Internet das Coisas
Internet das CoisasInternet das Coisas
Internet das Coisas
 
Internet of Things for Smart Cities
Internet of Things for Smart CitiesInternet of Things for Smart Cities
Internet of Things for Smart Cities
 
Smart Cities are the Internet of Things
Smart Cities are the Internet of ThingsSmart Cities are the Internet of Things
Smart Cities are the Internet of Things
 
IoT – Internet of Things. Do Básico ao Hello World!
IoT – Internet of Things. Do Básico ao Hello World!IoT – Internet of Things. Do Básico ao Hello World!
IoT – Internet of Things. Do Básico ao Hello World!
 
Educacao Digital
Educacao DigitalEducacao Digital
Educacao Digital
 
Smart city
Smart citySmart city
Smart city
 
Cidade Inteligente e Sustentável BR - Smart City
Cidade Inteligente e Sustentável BR - Smart CityCidade Inteligente e Sustentável BR - Smart City
Cidade Inteligente e Sustentável BR - Smart City
 
Huawei smart city keynote speaker futurecom 2015 anderson tomaiz
Huawei smart city keynote speaker futurecom 2015 anderson tomaizHuawei smart city keynote speaker futurecom 2015 anderson tomaiz
Huawei smart city keynote speaker futurecom 2015 anderson tomaiz
 
EY e as Smart Cities
 EY e as Smart Cities EY e as Smart Cities
EY e as Smart Cities
 
How to Run a Successful Facebook Contest
How to Run a Successful Facebook ContestHow to Run a Successful Facebook Contest
How to Run a Successful Facebook Contest
 
IoT - Internet of Things - na Iluminação Pública
IoT - Internet of Things - na Iluminação PúblicaIoT - Internet of Things - na Iluminação Pública
IoT - Internet of Things - na Iluminação Pública
 
Uma Visão de Futuro de Cidades Inteligentes - Parte 1 - Tania
Uma Visão de Futuro de Cidades Inteligentes - Parte 1 - TaniaUma Visão de Futuro de Cidades Inteligentes - Parte 1 - Tania
Uma Visão de Futuro de Cidades Inteligentes - Parte 1 - Tania
 
Introduction to IOT & Smart City
Introduction to IOT & Smart CityIntroduction to IOT & Smart City
Introduction to IOT & Smart City
 
How to Build a Dynamic Social Media Plan
How to Build a Dynamic Social Media PlanHow to Build a Dynamic Social Media Plan
How to Build a Dynamic Social Media Plan
 

Semelhante a Plano Inova Empresa: Resultados Atualizados, 20/08/2013

Ronaldo Mota apresentação FEISMA 2009 Inovações Tecnológicas
Ronaldo Mota apresentação FEISMA 2009 Inovações TecnológicasRonaldo Mota apresentação FEISMA 2009 Inovações Tecnológicas
Ronaldo Mota apresentação FEISMA 2009 Inovações Tecnológicas
Larissa Pereira Mayer
 
Apoio a criação e fortalecimento de empresas tecnológicas nascentes (startups)
Apoio a criação e fortalecimento de empresas tecnológicas nascentes (startups)Apoio a criação e fortalecimento de empresas tecnológicas nascentes (startups)
Apoio a criação e fortalecimento de empresas tecnológicas nascentes (startups)
inovaDay .
 
Inovação: Conceitos, gestão, parcerias e oportunidades para a indústria
Inovação: Conceitos, gestão, parcerias e oportunidades para a indústriaInovação: Conceitos, gestão, parcerias e oportunidades para a indústria
Inovação: Conceitos, gestão, parcerias e oportunidades para a indústria
Fabricio Martins
 

Semelhante a Plano Inova Empresa: Resultados Atualizados, 20/08/2013 (20)

Plano Inova Empresa
Plano Inova Empresa   Plano Inova Empresa
Plano Inova Empresa
 
Inova.empresa
Inova.empresaInova.empresa
Inova.empresa
 
Plano Inova Empresa
Plano Inova EmpresaPlano Inova Empresa
Plano Inova Empresa
 
Plano Inova Empresa
Plano Inova EmpresaPlano Inova Empresa
Plano Inova Empresa
 
MCTI Plano Inova Empresa - 2013
MCTI  Plano Inova Empresa - 2013MCTI  Plano Inova Empresa - 2013
MCTI Plano Inova Empresa - 2013
 
Plano Inova Empresa
Plano Inova EmpresaPlano Inova Empresa
Plano Inova Empresa
 
Encontro sobre Produtividade, inovação e qualidade - Parte 1 – inovação para ...
Encontro sobre Produtividade, inovação e qualidade - Parte 1 – inovação para ...Encontro sobre Produtividade, inovação e qualidade - Parte 1 – inovação para ...
Encontro sobre Produtividade, inovação e qualidade - Parte 1 – inovação para ...
 
Ronaldo Mota apresentação FEISMA 2009 Inovações Tecnológicas
Ronaldo Mota apresentação FEISMA 2009 Inovações TecnológicasRonaldo Mota apresentação FEISMA 2009 Inovações Tecnológicas
Ronaldo Mota apresentação FEISMA 2009 Inovações Tecnológicas
 
BNDES - Tagore Vilarim - Novas estratégias de financiamento para o setor de E...
BNDES - Tagore Vilarim - Novas estratégias de financiamento para o setor de E...BNDES - Tagore Vilarim - Novas estratégias de financiamento para o setor de E...
BNDES - Tagore Vilarim - Novas estratégias de financiamento para o setor de E...
 
Apoio a criação e fortalecimento de empresas tecnológicas nascentes (startups)
Apoio a criação e fortalecimento de empresas tecnológicas nascentes (startups)Apoio a criação e fortalecimento de empresas tecnológicas nascentes (startups)
Apoio a criação e fortalecimento de empresas tecnológicas nascentes (startups)
 
BNDES: Instrumentos de Apoio à Inovação
BNDES: Instrumentos de Apoio à InovaçãoBNDES: Instrumentos de Apoio à Inovação
BNDES: Instrumentos de Apoio à Inovação
 
O apoio do BNDES à Inovação e ao setor de Aeroespaço & Defesa - Novembro/2017
O apoio do BNDES à Inovação e ao setor de Aeroespaço & Defesa - Novembro/2017O apoio do BNDES à Inovação e ao setor de Aeroespaço & Defesa - Novembro/2017
O apoio do BNDES à Inovação e ao setor de Aeroespaço & Defesa - Novembro/2017
 
De toni plenária cofecon-14072017
De toni plenária cofecon-14072017De toni plenária cofecon-14072017
De toni plenária cofecon-14072017
 
Agdi -caxias_do_sul_v2
Agdi  -caxias_do_sul_v2Agdi  -caxias_do_sul_v2
Agdi -caxias_do_sul_v2
 
Balanço da PITCE - Avanços Conquistados e Desafios Imediatos (1).pdf
Balanço da PITCE - Avanços Conquistados e Desafios Imediatos (1).pdfBalanço da PITCE - Avanços Conquistados e Desafios Imediatos (1).pdf
Balanço da PITCE - Avanços Conquistados e Desafios Imediatos (1).pdf
 
Inovação: Conceitos, gestão, parcerias e oportunidades para a indústria
Inovação: Conceitos, gestão, parcerias e oportunidades para a indústriaInovação: Conceitos, gestão, parcerias e oportunidades para a indústria
Inovação: Conceitos, gestão, parcerias e oportunidades para a indústria
 
Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...
Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...
Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...
 
Brasil
BrasilBrasil
Brasil
 
Finep e seus instrumentos de apoio à inovação 12-09-2017-marilia
Finep e seus instrumentos de apoio à inovação  12-09-2017-mariliaFinep e seus instrumentos de apoio à inovação  12-09-2017-marilia
Finep e seus instrumentos de apoio à inovação 12-09-2017-marilia
 
22 10 - tecnologia, inovação e criatividade - glauco arbix
22   10 - tecnologia, inovação e criatividade - glauco arbix22   10 - tecnologia, inovação e criatividade - glauco arbix
22 10 - tecnologia, inovação e criatividade - glauco arbix
 

Mais de Danilo de Azevedo

Os BRICS e seus vizinhos comércio e acordos regionais
Os BRICS e seus vizinhos comércio e acordos regionaisOs BRICS e seus vizinhos comércio e acordos regionais
Os BRICS e seus vizinhos comércio e acordos regionais
Danilo de Azevedo
 
Os BRICS e seus vizinhos investimento direto estrangeiro
Os BRICS e seus vizinhos investimento direto estrangeiroOs BRICS e seus vizinhos investimento direto estrangeiro
Os BRICS e seus vizinhos investimento direto estrangeiro
Danilo de Azevedo
 
O Programa Bolsa Família e a Transição da Fecundidade no Brasil
O Programa Bolsa Família e a Transição da Fecundidade no BrasilO Programa Bolsa Família e a Transição da Fecundidade no Brasil
O Programa Bolsa Família e a Transição da Fecundidade no Brasil
Danilo de Azevedo
 
PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA - Superando a pobreza e reduzindo a privação de capaci...
PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA - Superando a pobreza e reduzindo a privação de capaci...PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA - Superando a pobreza e reduzindo a privação de capaci...
PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA - Superando a pobreza e reduzindo a privação de capaci...
Danilo de Azevedo
 
Guia Alimentar para a População Brasileira - 2ª Edição (2014)
Guia Alimentar para a População Brasileira - 2ª Edição (2014)Guia Alimentar para a População Brasileira - 2ª Edição (2014)
Guia Alimentar para a População Brasileira - 2ª Edição (2014)
Danilo de Azevedo
 

Mais de Danilo de Azevedo (13)

Os BRICS e seus vizinhos comércio e acordos regionais
Os BRICS e seus vizinhos comércio e acordos regionaisOs BRICS e seus vizinhos comércio e acordos regionais
Os BRICS e seus vizinhos comércio e acordos regionais
 
Os BRICS e seus vizinhos investimento direto estrangeiro
Os BRICS e seus vizinhos investimento direto estrangeiroOs BRICS e seus vizinhos investimento direto estrangeiro
Os BRICS e seus vizinhos investimento direto estrangeiro
 
O Programa Bolsa Família e a Transição da Fecundidade no Brasil
O Programa Bolsa Família e a Transição da Fecundidade no BrasilO Programa Bolsa Família e a Transição da Fecundidade no Brasil
O Programa Bolsa Família e a Transição da Fecundidade no Brasil
 
PL 4529/2004 - Institui o Estatuto da Juventude e dispõe sobre os direitos do...
PL 4529/2004 - Institui o Estatuto da Juventude e dispõe sobre os direitos do...PL 4529/2004 - Institui o Estatuto da Juventude e dispõe sobre os direitos do...
PL 4529/2004 - Institui o Estatuto da Juventude e dispõe sobre os direitos do...
 
PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA - Superando a pobreza e reduzindo a privação de capaci...
PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA - Superando a pobreza e reduzindo a privação de capaci...PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA - Superando a pobreza e reduzindo a privação de capaci...
PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA - Superando a pobreza e reduzindo a privação de capaci...
 
Guia Alimentar para a População Brasileira - 2ª Edição (2014)
Guia Alimentar para a População Brasileira - 2ª Edição (2014)Guia Alimentar para a População Brasileira - 2ª Edição (2014)
Guia Alimentar para a População Brasileira - 2ª Edição (2014)
 
Cartilha Olho Vivo no Dinheiro Público - Um guia para o cidadão garantir os s...
Cartilha Olho Vivo no Dinheiro Público - Um guia para o cidadão garantir os s...Cartilha Olho Vivo no Dinheiro Público - Um guia para o cidadão garantir os s...
Cartilha Olho Vivo no Dinheiro Público - Um guia para o cidadão garantir os s...
 
Plano de Ação do Compromisso Nacional pela Participação Social - Guia Técnico...
Plano de Ação do Compromisso Nacional pela Participação Social - Guia Técnico...Plano de Ação do Compromisso Nacional pela Participação Social - Guia Técnico...
Plano de Ação do Compromisso Nacional pela Participação Social - Guia Técnico...
 
Cartilha - Programa Água para Todos
Cartilha - Programa Água para TodosCartilha - Programa Água para Todos
Cartilha - Programa Água para Todos
 
4º Boletim de Análise Político-Institucional
4º Boletim de Análise Político-Institucional4º Boletim de Análise Político-Institucional
4º Boletim de Análise Político-Institucional
 
Apresentação do 4º Boletim de Análise Político-Institucional - Participação, ...
Apresentação do 4º Boletim de Análise Político-Institucional - Participação, ...Apresentação do 4º Boletim de Análise Político-Institucional - Participação, ...
Apresentação do 4º Boletim de Análise Político-Institucional - Participação, ...
 
NOTA TÉCNICA Nº 101 - Política de Educação Especial na Perspectiva Inclusiva
NOTA TÉCNICA Nº 101 - Política de Educação Especial na Perspectiva InclusivaNOTA TÉCNICA Nº 101 - Política de Educação Especial na Perspectiva Inclusiva
NOTA TÉCNICA Nº 101 - Política de Educação Especial na Perspectiva Inclusiva
 
Operação Integrada Parada-Rodovida 2012/2013
Operação Integrada Parada-Rodovida 2012/2013Operação Integrada Parada-Rodovida 2012/2013
Operação Integrada Parada-Rodovida 2012/2013
 

Último

018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
Renandantas16
 
CRC e CRM - A Dupla Perfeita Para Atrair e Fidelizar Pacientes.pdf
CRC e CRM - A Dupla Perfeita Para Atrair e Fidelizar Pacientes.pdfCRC e CRM - A Dupla Perfeita Para Atrair e Fidelizar Pacientes.pdf
CRC e CRM - A Dupla Perfeita Para Atrair e Fidelizar Pacientes.pdf
Senior Consultoria em Gestão e Marketing
 

Último (6)

018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
 
7 hábitos das pessoas altamente eficazes EMERSON EDUARDO RODRIGUES.pdf
7 hábitos das pessoas altamente eficazes EMERSON EDUARDO RODRIGUES.pdf7 hábitos das pessoas altamente eficazes EMERSON EDUARDO RODRIGUES.pdf
7 hábitos das pessoas altamente eficazes EMERSON EDUARDO RODRIGUES.pdf
 
GLP ou GPT? A revolução Ozempic - O Impacto Economico
GLP ou GPT? A revolução Ozempic - O Impacto EconomicoGLP ou GPT? A revolução Ozempic - O Impacto Economico
GLP ou GPT? A revolução Ozempic - O Impacto Economico
 
Profissional de Vendas - Funcao e Competencias.pptx
Profissional de Vendas - Funcao e Competencias.pptxProfissional de Vendas - Funcao e Competencias.pptx
Profissional de Vendas - Funcao e Competencias.pptx
 
CRC e CRM - A Dupla Perfeita Para Atrair e Fidelizar Pacientes.pdf
CRC e CRM - A Dupla Perfeita Para Atrair e Fidelizar Pacientes.pdfCRC e CRM - A Dupla Perfeita Para Atrair e Fidelizar Pacientes.pdf
CRC e CRM - A Dupla Perfeita Para Atrair e Fidelizar Pacientes.pdf
 
Opções estratégicas de competitividade.pdf
Opções estratégicas de competitividade.pdfOpções estratégicas de competitividade.pdf
Opções estratégicas de competitividade.pdf
 

Plano Inova Empresa: Resultados Atualizados, 20/08/2013

  • 1. Plano Inova Empresa Inova Empresa Resultados Atualizados - 20/08/2013
  • 2. Com Finep 30 dias + Capitalização, a Finep pode contratar $ 10 bi em 2013 Demanda forte e projetos de qualidade P l a n o I n o v a E m p r e s a Inova Empresa $32,9 bi (crédito + subvenção + não reembolsável + equity) 14.03.13 Demanda Inicial $56,2 bi (crédito + subvenção) 20.08.13 1.904 empresas e 223 ICTs Carteira de Crédito da FINEP Em Contratação para 2013 Cadeia do Agronegócio 316 Complexo Aeroespacial e da Defesa 862 Complexo da Saúde 1.923 Energia 2.910 Outros 703 Petróleo e Gás 1.566 Sustentabilidade 1.109 TICs 651 InovaCred 670 Total Geral 10.710 bi
  • 3. Política Industrial e Tecnológica mais avançada das últimas décadas P l a n o I n o v a E m p r e s a
  • 4. Aeroespacial, Aeronáutico, Defesa, Segurança e Materiais Especiais  Recursos: R$ 2,9 bilhões  FINEP: R$ 2,4 bi Demanda Qualificada: R$ 12,8 bilhões  195 empresas (77 líderes)  Integração empresa-instituições de pesquisa (78 ICTs)
  • 5.  Recursos: R$ 1,3 bilhão  Finep: R$ 1,1 bi  Demanda inicial: R$ 3,6 bilhões  49 empresas Biofármacos, Fármacos e Medicamentos Demanda Qualificada: R$ 3 bilhões  42 empresas  Integração empresa-instituições de pesquisa (13 ICTs)  Recursos: R$ 1,3 bilhão  Finep: R$ 1,1 bi  Demanda inicial: R$ 3,6 bilhões  49 empresas
  • 6. Política Tecnológica avançada cria nova indústria no país Exemplos de alta tecnologia para biofármacos Indicação Produtos Institutos de Pesquisa Empresas Produção Oncológico Trastuzumabe (Compras públicas de R$ 145 mi) Bahiafarma Libbs, Mabxience 2017IVB Bionovis + Emp. Global (neg.) Artrite Reumatóide Etanercepte (Compras públicas de R$ 335 mi) IVB, Biomanguinhos Bionovis + Emp. Global (neg.) 2013 O que há de novo no Inova Fármacos? Foco em produtos + Articulação de instrumentos + Articulação de ministérios e agências + PDPs + Poder de compra do Estado (R$ 7,8 bi/ano)
  • 7. Diagnósticos in vitro e por imagem; Dispositivos implantáveis; Equipamentos eletromédicos e odontológicos; Tecnologias da Informação e Comunicação para Saúde  Recursos: R$ 600 mi  Demanda inicial: R$ 1,3 bi Equipamentos Médicos Demanda Qualificada: R$ 900 milhões  80 Empresas Aprovadas
  • 8. Smart Grids e Transmissão em Ultra-Alta Tensão (UAT); Geração por Fontes alternativas; Veículos Híbridos e Eficiência Energética Veicular  Recursos: R$ 3 bilhões  Demanda inicial: R$ 12,2 bilhões  373 empresas Demanda qualificada de R$ 9,8 bilhões  192 empresas  Integração empresa-instituições de pesquisa (64 ICTs)
  • 9. Genética e melhoramento genético, produtos fitossanitários, fertilizantes, tecnologias aplicadas ao desenvolvimento de alimentos com alegação de propriedades funcionais, aditivos para a indústria alimentícia, novas tecnologias voltadas ao armazenamento de produtos.  Recursos: R$ 1 bilhão Demanda Inicial: R$ 5,9 bilhões  175 empresas  Demanda inicial 5,9 vezes maior que a oferta
  • 10. Operações contratadas: R$ 2,6 bi R$ 1,330,641 R$ 1,026,941 R$ 254,965 Bioetanol de 2ª Geração Novos produtos de cana-de-açúcar Valores por tema/tecnologia
  • 11. TI MAIOR – Subvenção Econômica Computação em nuvem; Componentes, Dispositivos Semicondutores e Eletrônicos; Defesa Cibernética; e Soluções para os setores Aeroespacial, Petróleo, Gás e Mineração  Recursos: R$ 60 milhões Cartas Selecionadas: R$103 milhões  Demanda Inicial de R$1,15 bilhão  Demanda Qualificada: R$ 354 milhões
  • 12. Construção Sustentável e Saneamento Ambiental – Subvenção Econômica Arquitetura; Urbanismo; Engenharia para Habitação Social, Engenharia para Tratamento de Esgotos e/ou de Resíduos Sólidos Urbanos Recursos: R$ 30 milhões Demanda Inicial: R$ 434 milhões  97 Cartas de Manifestação de Interesse
  • 13. Programa Nacional de Apoio às Incubadoras de Empresas e Parques Tecnológicos – (PNI) Apoiar a aceleração e consolidação dos Parques Tecnológicos em estágio de implantação e operação, além de empresas sediadas em parques e incubadoras.  Não reembolsável ($90 mi), Crédito ($500 mi), Fundo InovaEmpresa-MPE ($50 mi)  Recursos: R$ 640 milhões Divulgação dos Resultados Preliminares: 03/09 PARQUES TECNOLÓGICOS
  • 14. Descentralização da Subvenção e do Crédito para Pequenas Empresas - 10 agentes credenciados (Badesul, BRDE, AgeRio, BADESC, Banrisul, BD MG , Banco da Amazônia, Desenbahia, Fomento PR e Desenvolve SP) - Meta: 12 bancos credenciados em 2013 - Subvenção: R$ 243 mi - Não reembolsável: R$25 mi - Meta 15 parceiros. Resultado: 21 parceiros estaduais contratados - Lançamento de editais estaduais: agosto/setembro 2013 InovaCred TecNova
  • 15. FINEP entra com força na área de equity. Criação de FIP Inova Empresa, de R$ 200 milhões Finep se prepara para lançar novos FIPs  FIP Biotecnologia: R$ 100 milhões (em elaboração)  FIP TICs: R$ 100 milhões (em elaboração)  FIP Novos Materiais: R$ 50 milhões  FIP Incubadoras e Parques: R$ 50 milhões
  • 16. Próximos Lançamentos Inova Mobilidade  Mobilidade Urbana, conforto do cidadão, eficiência energética, tecnologias alternativas para o transporte urbano. Inova Sustentabilidade  Saneamento Ambiental, conservação da biodiversidade, construções sustentáveis, racionalização do uso de materiais, redução do desperdício.
  • 17. Meta do Plano Inova Empresa: Redução acelerada da burocracia Para aumentar eficiência, Finep alterou a estrutura atual de seus processos P l a n o I n o v a E m p r e s a Parceria técnica: FINEP + IPEA + Núcleo de Estatística Avançada da USP + FIPECAFI Consultores: MIT (EUA), OCDE e EuroStat
  • 18. Prazos menores porque o Brasil tem pressa ATÉ 30 DIAS Rating de Crédito Rating da Trajetória de Inovação da Empresa Rating do Projeto e da Tecnologia Indicadores compostos para aumentar a qualidade e eficiência da análise Limite de crédito e condições de financiamento FASE 2: CONTRATAÇÃO ATÉ 60 DIAS P l a n o I n o v a E m p r e s a