SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 29
A ECONOMIA DIGITAL: aprendizagem, conhecimento e
                       valor


                 Autor: Rivas, Teobaldo
                 Versão 05 - 11/07/2003




                                               1
Desafios
    Quantidade de informação disponível

    Produção em massa x produção flexível

    Dinamismo do conhecimento

    Globalização e competitividade

    Fusões & Aquisições

    Especialista x Generalista

    Qualidade, Reengenharia e Rapidez

    Necessidade de aprendizagem contínua

                                            2
Desafios x Oportunidades
 A competição global direciona mesmo as pequenas e médias empresas a
  encontrar formas de redução de custos, aumento de produtividade e
  melhorar o serviço prestado ao cliente.
 Estes esforços podem ser atingidos mais facilmente se utilizado sistemas
  baseados na Web.
 Iniciativas de diversas empresas, comprovam que:
     Redução de custos podem ser implementados por um sistema de e-
      procurement.
     Vendas podem ser aumentadas através da utilização de serviços na
      Web.
     O relacionamento com os empregados e clientes podem ser
      intensificados através de recursos tais como: Intranet e Extranet.


                                                                             3
A Economia Digital

 A economia digital se refere a
  economia que está baseada em
  tecnologias digitais, incluindo
  redes de comunicação digital,
  computadores e softwares.

 A economia digital também
  pode ser chamada de
  Economia da Internet, Nova
  Economia, ou Economia
  baseada na Web.



                                       4
Velha X Nova Economia: Fotografia
                                                  Nova Economia
         Velha Economia
                                         Camera digital que também pode
 Você compra um filme na loja e
                                          fazer vídeo. Não é necessário filme
  coloca este filme na máquina e
                                          e revelação. Você pode ver o
  depois tira uma foto.                   resultado imediatamente e ampliar
                                          e/ou imprimi-lo.
 Uma vez utilizado todo o filme, que
  pode demorar semanas ou até
                                         Se a sua camera digital estiver
  mesmo meses, você leva o filme          conectada a um dispositivo sem fio
  de volta a loja para revelá-lo.         (um palmtop ou um telefone
                                          celular), você poderá tirar a foto e
 Talvez você volte para ampliar ou
                                          comparilhá-lha, imediatamente,
  duplicar algumas fotos.                 com a família ou amigos em
                                          poucos segundos.
 Envia as fotos a família ou amigos.


                                                                             5
Direcionadores
•   Visão de crescimento;
•   Alcance estratégico;
•   Mudança de Cultura;
•   Sólida Estrutura de Liderança;
•   Qualidade das Estruturas Internas;
•   Perfil dos Recursos;
•   Interação com o cliente;
•   Rede de relacionamento.
                                         6
Valores da nova economia
•   Conhecimento;
•   Digitalização;
•   Virtualização;
•   Molecularização;
•   Integração em redes;
•   Desintermediação;
•   Convergência;
•   Inovação;
                                  7
Valores da nova economia...
• Imediatismo rapidez;
• Globalização;
• Discordância.




                                 8
Pressões nos Negócios




                        9
Pressão do Mercado

 Economia Global & Forte
  Competição

  A competição Global é
  intensificada quando os            A rápida e de baixo custo
  governos interferem através de     formas de comunicação
  subsídios, política de impostos,   aumenta as possibilidades do
  regulamentação de importação e     comércio internacional e de
  exportação e incentivos.           relacionamento.



                                                               10
Pressão do Mercado(cont.)
                               O Poder dos clientes.
 A natureza da mudança da
  força de trabalho.
                                A sofisticação do cliente
  A força de trabalho está
                                e suas expectativas
  se tornando cada vez
                                estão aumentando,
  mais diversificada, com o
                                tornando-os mais
  aumento da força
                                conhecedores sobre a
  feminina, minorias
                                qualidade dos produtos..
  excluídas, e deficientes
  físicos, atuando nas mais
  diversas funções..

                                                            11
Pressão Tecnológica
 Inovação Tecológica           Alto Volume de
  & Obsolecência.                Informação.
  O produto state-of-the-art
  poderá ser obsoleto            O volume de informação
  amanhã.                        disponível mais que
                                 duplica a cada ano..
  Assim, a tecnologia
  acelera as forças
                                 O gerenciamento da
  competitivas.
                                 informação se torna um
                                 fator crítico..

                                                          12
Pressão da Sociedade (cont.)
 Responsabilidade Social.        Desregulamentação
                                   Governamental.
  Exclusão social, educação,
                                  A desregulamentação pode ser
  meio ambiente, etc.
                                   uma benção para um segmento e
                                   uma maldição para outro.
 Leis Governamentais.
                                  Questões Éticas.
  Leis que envole saúde
                                   Ética nas relações e nos
  pública, segurança, controle
                                   negócios e novos padrões do
  ambiental, e igualdade de
                                   que é certo e errado nas
  oportunidades.
                                   práticas comerciais.


                                                              13
A resposta das organizações
 As organizações precisam dar uma resposta estratégica as
  pressões tecnológicas, sociais e de mercado.

 Uma resposta típica do segmento industrial para a
  economia digital é a desintermediação, ou a eliminação de
  organizações intermediárias.

 As Organizações podem tomar medidas proativas, para
  criar uma mudança em seu mercado.
    p.e., criar oportunidades de negócios motivadas pelas
     pressões externas.

                                                              14
As respostas mais comuns
             Sistemas estratégicos voltados
              para obtenção de vantagem
              competitiva.
             Esforços de melhoria contínua.

             Reengenharia de Processos de
              Negócio (BPR)
             Alianças estratégicas
             Comércio Eletrônico, Business
              Inteligence – BI, etc.




                                               15
As respostas mais comuns
 Sistemas Estratégicos provê a organização de estratégias para o
  aumento do market share, melhor negociação com fornecedores e
  desarticuação de concorrentes.
 Esforços de Melhoria Contínua promove a melhoria da produtividade
  e qualidade. Abaixo, alguns exemplos:

     Aumento de produtividade       gerênciamento de dados
     Just-in-time (JIT)             inovação e criatividade
     Gerenciamento da qualidade total  gerência da mudança
     Gerencialmentdo do conhecimento  serviço ao cliente



                                                                    16
As respostas mais comuns
 Reengenharia de Processos de Negócios refere-se a
  introdução de processos inovativos na estrutura
  organização & as formas de se conduzir os negócios.
    As principais áreas que a TI pode suportar a
     Reegenharia de Processos, são as seguintes:

      Redução do tempo de se colocar um novo produto
       no mercado.
      Motivação dos empregados e trabalho colaborativo.
      Foco no Cliente e CRM.
      Estrutura baseada no trabalho em equipes.
                                                      17
As respostas mais comuns
 Alianças Estratégicas. Muitas empresas fazem
  alianças com outras empresas para enfrentar
  outros competidores em comum.
   Alianças temporárias: empresas até formam
    novas companhias para uma missão específica e
    durante um período limitado de tempo.

 Comércio Eletrônico: Realizar negócios
  eletronicamente é novo, mas é a mais promissora
  estratégia que muitas empresas poderão
  incorporar.
                                                    18
Comércio Móvel
    M-commerce (mobile commerce) refere-se a realização do e-


    Commerce via dispositivos sem fio. Esta é uma aplicação comercial
    da mobile computing que é baseada em redes sem fio.

 Existe um aumento no interese do m-commerce pelo fato do número
  de dispositivos móveis chegar a 1 bilhão de unidades até o ano de
  2004.
    Location-based commerce (L-commerce) é uma aplicação de m-


    commerce que oferece aos consumidores a informação da
    localização de qualquer coisa que este consumidor deseja comprar.




                                                                        19
Rede de Computadores & Home Computing
 A Rede de Computadores, rede digital que interconecta
  computadores não só dentro de uma empresa, mas através de
  redes virtuais que mesmo em locais diferentes podem fazer
  parte de uma única rede.

 Integração da Home Computing. home computing, televisão,
  telefone, sistemas domésticos de segurança, e outros
  dispositivos podem ser integrados e gerenciados por uma
  única unidade.
    Smart appliances refere-se a facilidades domésticas que podem
     ser conectadas na Internet.


                                                                     20
A Internet, Intranets & Extranets
 A Internet. De t 50 milhões de usuários em 1997, para
  aproximdamente 750 milhões em 2007.

 Intranets recurso voltado para a comunicação interna da
  empresa alinhada com os sistemas de informação.

 Extranets combina intranets com a Internet para criar um
  poderosa interorganizacional sistema de colaboração,
  comunicação e realização de negócios.



                                                             21
Portais Coporativos, Empresas Conectadas, Redes
              Digitais & e-Learning
 Portal Corporativo refere-se ao Web Site da empresa que é
  utilizado como um recurso de relacionamento e
  disponibilização de dados, informação e conhecimento.
 A Empresa Conectada. é a empresa realmente conecatado
  tanto com os seus clientes, fornecedores e parceiros de
  negócios, através dos recuros da tecnologia da informação e
  das comunicações.

 Redes Digitais são as rede com alta capacidade de tráfedo de
  dados e informaçôes atrvés de filamentos de fibra optica.


                                                                22
Capital intelectual
    Ativo: conhecimento;

    Conhecimento depreciação elevada;

    Conhecimento  aprendizagem;

    Aprendizagem  custos;

    Maior conhecimento  maior valor  maior

    competitividade;

                                               23
Novas formas de aprendizagem
    Aprender enquanto trabalha.

    Aprendizagem Just-in-time.

    Aprendizagem Organizacional.

    Sistemas de distribuição de coteúdos.

    Aprendizagem ao próprio ritmo.

    Qualquer hora & Qualquer lugar.


                                            24
Ambiente de aprendizagem
             colaborativa
 Contexto de colaboração:
       fluxo de informação;*
   
       fluxo de trabalho;*
   
       fluxo de conhecimento;*
   
       fluxo de aprendizagem**
   
 * inter-equipes;inter-departamental; inter-
  organizacional; inter-ambiental.
 **conexão: Empresa x Universidade
                                                25
Por que e-learning?
• “A próxima aplicação dominante da Internet será
  o ensino...Ela fará com que o e-mail pareça algo
  insignificante.”
John Chambers – CEO – Cisco Systems
• “Tornnamo-nos em uma economia baseada no
  conhecimento, alimentada pelo ensino e
  treinamento adquiridos ao longo da vida.”
Alan Greenspan – FED-USA



                                                 26
Por que e-learning?
• “Estima-se que 50% da capacidade dos
  funcionários fica desatualizada em três a cinco
  anos.”
Merryl Linch


• “Graças à Internet o ensino de adultos pode se
  tornar nossa maior indústria.”
Peter Drucker – Forbes Magazine



                                                    27
Agregando valor
• O valor é determinado por...
   – Alinhamento com os objetivos corporativos
   – Acessibilidade – número de pessoas treinadas e
     desenvolvidas
   – Taxas de conclusão– suporte personalizado
   – Acompanhamento do conhecimento adquirido x
     aplicação  ROI


                                                      28
Muito Obrigado!




                  29

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (8)

GPME - O planejamento estratégico
GPME - O planejamento estratégicoGPME - O planejamento estratégico
GPME - O planejamento estratégico
 
Pocket Content Tendências de Inovação 2019 - Mercado de Energia
Pocket Content Tendências de Inovação 2019 - Mercado de EnergiaPocket Content Tendências de Inovação 2019 - Mercado de Energia
Pocket Content Tendências de Inovação 2019 - Mercado de Energia
 
MJV Trends - Tendências em Varejo 2020
MJV Trends - Tendências em Varejo 2020MJV Trends - Tendências em Varejo 2020
MJV Trends - Tendências em Varejo 2020
 
Pocket Content - Tendências de Inovação 2019 - Mercado de Saúde
Pocket Content - Tendências de Inovação 2019 - Mercado de SaúdePocket Content - Tendências de Inovação 2019 - Mercado de Saúde
Pocket Content - Tendências de Inovação 2019 - Mercado de Saúde
 
Inovações Tecnológicas em Seguros 2019
Inovações Tecnológicas em Seguros 2019 Inovações Tecnológicas em Seguros 2019
Inovações Tecnológicas em Seguros 2019
 
MJV Trends - Tendências em TI 2020
MJV Trends - Tendências em TI 2020MJV Trends - Tendências em TI 2020
MJV Trends - Tendências em TI 2020
 
[Pocket Content] Report - Tendências de Inovação para Negócios 2019
[Pocket Content] Report - Tendências de Inovação para Negócios 2019[Pocket Content] Report - Tendências de Inovação para Negócios 2019
[Pocket Content] Report - Tendências de Inovação para Negócios 2019
 
Revista dos Pneus no 8 janeiro 2010 ano III
Revista dos Pneus no 8 janeiro 2010 ano IIIRevista dos Pneus no 8 janeiro 2010 ano III
Revista dos Pneus no 8 janeiro 2010 ano III
 

Semelhante a Inclusao Digital Pequena Media Empresa V01

aula verde
aula verdeaula verde
aula verde
Neviows
 
E Business Brasil V.5
E Business Brasil V.5E Business Brasil V.5
E Business Brasil V.5
oburegio
 
E Business Brasil V.5
E Business Brasil V.5E Business Brasil V.5
E Business Brasil V.5
Oto Burégio
 
Modelos de negocios Digitais
Modelos de negocios DigitaisModelos de negocios Digitais
Modelos de negocios Digitais
Bruno Shimizu
 
Artigo sobre Inteligência Competitiva publicado na Revista Mercado Comum
Artigo sobre Inteligência Competitiva publicado na Revista Mercado ComumArtigo sobre Inteligência Competitiva publicado na Revista Mercado Comum
Artigo sobre Inteligência Competitiva publicado na Revista Mercado Comum
Sergio Meyer Portugal
 
Aula logística introdução cenário de negócios
Aula logística introdução cenário de negóciosAula logística introdução cenário de negócios
Aula logística introdução cenário de negócios
Wilian Gatti Jr
 
Tecnologia analítica para a indústria de crédito e cobrança
Tecnologia analítica para a indústria de crédito e cobrançaTecnologia analítica para a indústria de crédito e cobrança
Tecnologia analítica para a indústria de crédito e cobrança
Leonardo Couto
 

Semelhante a Inclusao Digital Pequena Media Empresa V01 (20)

Gêmeos Digitais: o novo ciclo de desenvolvimento de produtos
Gêmeos Digitais: o novo ciclo de desenvolvimento de produtosGêmeos Digitais: o novo ciclo de desenvolvimento de produtos
Gêmeos Digitais: o novo ciclo de desenvolvimento de produtos
 
aula verde
aula verdeaula verde
aula verde
 
Verdades e Mitos sobre TRANSFORMAÇÃO DIGITAL.pdf
Verdades e Mitos sobre TRANSFORMAÇÃO DIGITAL.pdfVerdades e Mitos sobre TRANSFORMAÇÃO DIGITAL.pdf
Verdades e Mitos sobre TRANSFORMAÇÃO DIGITAL.pdf
 
E Business Brasil V.5
E Business Brasil V.5E Business Brasil V.5
E Business Brasil V.5
 
E Business Brasil V.5
E Business Brasil V.5E Business Brasil V.5
E Business Brasil V.5
 
Aula Marketing
Aula MarketingAula Marketing
Aula Marketing
 
A reinvenção do marketing no contexto da economia digital
A reinvenção do marketing no contexto da economia digitalA reinvenção do marketing no contexto da economia digital
A reinvenção do marketing no contexto da economia digital
 
A reinvenção do marketing no contexto da economia digital
A reinvenção do marketing no contexto da economia digitalA reinvenção do marketing no contexto da economia digital
A reinvenção do marketing no contexto da economia digital
 
Redes De ColaboraçãO LobãO 2008 Fdc ApresentaçãO
Redes De ColaboraçãO   LobãO 2008    Fdc ApresentaçãORedes De ColaboraçãO   LobãO 2008    Fdc ApresentaçãO
Redes De ColaboraçãO LobãO 2008 Fdc ApresentaçãO
 
As Business Trends 2016-2025, HSM Management Ed 115
As Business Trends 2016-2025, HSM Management Ed 115As Business Trends 2016-2025, HSM Management Ed 115
As Business Trends 2016-2025, HSM Management Ed 115
 
Franchising Chip7
Franchising Chip7Franchising Chip7
Franchising Chip7
 
Disrupção Digital - Sua empresa na liderança do mercado
Disrupção Digital - Sua empresa na liderança do mercadoDisrupção Digital - Sua empresa na liderança do mercado
Disrupção Digital - Sua empresa na liderança do mercado
 
Modelos de negocios Digitais
Modelos de negocios DigitaisModelos de negocios Digitais
Modelos de negocios Digitais
 
Artigo sobre Inteligência Competitiva publicado na Revista Mercado Comum
Artigo sobre Inteligência Competitiva publicado na Revista Mercado ComumArtigo sobre Inteligência Competitiva publicado na Revista Mercado Comum
Artigo sobre Inteligência Competitiva publicado na Revista Mercado Comum
 
Palestra Transformação Digital TDC
Palestra Transformação Digital TDCPalestra Transformação Digital TDC
Palestra Transformação Digital TDC
 
Aula logística introdução cenário de negócios
Aula logística introdução cenário de negóciosAula logística introdução cenário de negócios
Aula logística introdução cenário de negócios
 
Biz miz o1 m4_u4.2_r6_pt
Biz miz o1 m4_u4.2_r6_ptBiz miz o1 m4_u4.2_r6_pt
Biz miz o1 m4_u4.2_r6_pt
 
Tecnologia analítica para a indústria de crédito e cobrança
Tecnologia analítica para a indústria de crédito e cobrançaTecnologia analítica para a indústria de crédito e cobrança
Tecnologia analítica para a indústria de crédito e cobrança
 
Construindo startups de sucesso (IBMEC 2013)
Construindo startups de sucesso (IBMEC 2013)Construindo startups de sucesso (IBMEC 2013)
Construindo startups de sucesso (IBMEC 2013)
 
Processo Ágil - Sergio Calura
Processo Ágil - Sergio CaluraProcesso Ágil - Sergio Calura
Processo Ágil - Sergio Calura
 

Inclusao Digital Pequena Media Empresa V01

  • 1. A ECONOMIA DIGITAL: aprendizagem, conhecimento e valor Autor: Rivas, Teobaldo Versão 05 - 11/07/2003 1
  • 2. Desafios Quantidade de informação disponível  Produção em massa x produção flexível  Dinamismo do conhecimento  Globalização e competitividade  Fusões & Aquisições  Especialista x Generalista  Qualidade, Reengenharia e Rapidez  Necessidade de aprendizagem contínua  2
  • 3. Desafios x Oportunidades  A competição global direciona mesmo as pequenas e médias empresas a encontrar formas de redução de custos, aumento de produtividade e melhorar o serviço prestado ao cliente.  Estes esforços podem ser atingidos mais facilmente se utilizado sistemas baseados na Web.  Iniciativas de diversas empresas, comprovam que:  Redução de custos podem ser implementados por um sistema de e- procurement.  Vendas podem ser aumentadas através da utilização de serviços na Web.  O relacionamento com os empregados e clientes podem ser intensificados através de recursos tais como: Intranet e Extranet. 3
  • 4. A Economia Digital  A economia digital se refere a economia que está baseada em tecnologias digitais, incluindo redes de comunicação digital, computadores e softwares.  A economia digital também pode ser chamada de Economia da Internet, Nova Economia, ou Economia baseada na Web. 4
  • 5. Velha X Nova Economia: Fotografia Nova Economia Velha Economia  Camera digital que também pode  Você compra um filme na loja e fazer vídeo. Não é necessário filme coloca este filme na máquina e e revelação. Você pode ver o depois tira uma foto. resultado imediatamente e ampliar e/ou imprimi-lo.  Uma vez utilizado todo o filme, que pode demorar semanas ou até  Se a sua camera digital estiver mesmo meses, você leva o filme conectada a um dispositivo sem fio de volta a loja para revelá-lo. (um palmtop ou um telefone celular), você poderá tirar a foto e  Talvez você volte para ampliar ou comparilhá-lha, imediatamente, duplicar algumas fotos. com a família ou amigos em poucos segundos.  Envia as fotos a família ou amigos. 5
  • 6. Direcionadores • Visão de crescimento; • Alcance estratégico; • Mudança de Cultura; • Sólida Estrutura de Liderança; • Qualidade das Estruturas Internas; • Perfil dos Recursos; • Interação com o cliente; • Rede de relacionamento. 6
  • 7. Valores da nova economia • Conhecimento; • Digitalização; • Virtualização; • Molecularização; • Integração em redes; • Desintermediação; • Convergência; • Inovação; 7
  • 8. Valores da nova economia... • Imediatismo rapidez; • Globalização; • Discordância. 8
  • 10. Pressão do Mercado  Economia Global & Forte Competição A competição Global é intensificada quando os A rápida e de baixo custo governos interferem através de formas de comunicação subsídios, política de impostos, aumenta as possibilidades do regulamentação de importação e comércio internacional e de exportação e incentivos. relacionamento. 10
  • 11. Pressão do Mercado(cont.)  O Poder dos clientes.  A natureza da mudança da força de trabalho. A sofisticação do cliente A força de trabalho está e suas expectativas se tornando cada vez estão aumentando, mais diversificada, com o tornando-os mais aumento da força conhecedores sobre a feminina, minorias qualidade dos produtos.. excluídas, e deficientes físicos, atuando nas mais diversas funções.. 11
  • 12. Pressão Tecnológica  Inovação Tecológica  Alto Volume de & Obsolecência. Informação. O produto state-of-the-art poderá ser obsoleto O volume de informação amanhã. disponível mais que duplica a cada ano.. Assim, a tecnologia acelera as forças O gerenciamento da competitivas. informação se torna um fator crítico.. 12
  • 13. Pressão da Sociedade (cont.)  Responsabilidade Social.  Desregulamentação Governamental. Exclusão social, educação,  A desregulamentação pode ser meio ambiente, etc. uma benção para um segmento e uma maldição para outro.  Leis Governamentais.  Questões Éticas. Leis que envole saúde Ética nas relações e nos pública, segurança, controle negócios e novos padrões do ambiental, e igualdade de que é certo e errado nas oportunidades. práticas comerciais. 13
  • 14. A resposta das organizações  As organizações precisam dar uma resposta estratégica as pressões tecnológicas, sociais e de mercado.  Uma resposta típica do segmento industrial para a economia digital é a desintermediação, ou a eliminação de organizações intermediárias.  As Organizações podem tomar medidas proativas, para criar uma mudança em seu mercado.  p.e., criar oportunidades de negócios motivadas pelas pressões externas. 14
  • 15. As respostas mais comuns  Sistemas estratégicos voltados para obtenção de vantagem competitiva.  Esforços de melhoria contínua.  Reengenharia de Processos de Negócio (BPR)  Alianças estratégicas  Comércio Eletrônico, Business Inteligence – BI, etc. 15
  • 16. As respostas mais comuns  Sistemas Estratégicos provê a organização de estratégias para o aumento do market share, melhor negociação com fornecedores e desarticuação de concorrentes.  Esforços de Melhoria Contínua promove a melhoria da produtividade e qualidade. Abaixo, alguns exemplos:  Aumento de produtividade  gerênciamento de dados  Just-in-time (JIT)  inovação e criatividade  Gerenciamento da qualidade total  gerência da mudança  Gerencialmentdo do conhecimento  serviço ao cliente 16
  • 17. As respostas mais comuns  Reengenharia de Processos de Negócios refere-se a introdução de processos inovativos na estrutura organização & as formas de se conduzir os negócios.  As principais áreas que a TI pode suportar a Reegenharia de Processos, são as seguintes: Redução do tempo de se colocar um novo produto no mercado. Motivação dos empregados e trabalho colaborativo. Foco no Cliente e CRM. Estrutura baseada no trabalho em equipes. 17
  • 18. As respostas mais comuns  Alianças Estratégicas. Muitas empresas fazem alianças com outras empresas para enfrentar outros competidores em comum. Alianças temporárias: empresas até formam novas companhias para uma missão específica e durante um período limitado de tempo.  Comércio Eletrônico: Realizar negócios eletronicamente é novo, mas é a mais promissora estratégia que muitas empresas poderão incorporar. 18
  • 19. Comércio Móvel M-commerce (mobile commerce) refere-se a realização do e-  Commerce via dispositivos sem fio. Esta é uma aplicação comercial da mobile computing que é baseada em redes sem fio.  Existe um aumento no interese do m-commerce pelo fato do número de dispositivos móveis chegar a 1 bilhão de unidades até o ano de 2004. Location-based commerce (L-commerce) é uma aplicação de m-  commerce que oferece aos consumidores a informação da localização de qualquer coisa que este consumidor deseja comprar. 19
  • 20. Rede de Computadores & Home Computing  A Rede de Computadores, rede digital que interconecta computadores não só dentro de uma empresa, mas através de redes virtuais que mesmo em locais diferentes podem fazer parte de uma única rede.  Integração da Home Computing. home computing, televisão, telefone, sistemas domésticos de segurança, e outros dispositivos podem ser integrados e gerenciados por uma única unidade.  Smart appliances refere-se a facilidades domésticas que podem ser conectadas na Internet. 20
  • 21. A Internet, Intranets & Extranets  A Internet. De t 50 milhões de usuários em 1997, para aproximdamente 750 milhões em 2007.  Intranets recurso voltado para a comunicação interna da empresa alinhada com os sistemas de informação.  Extranets combina intranets com a Internet para criar um poderosa interorganizacional sistema de colaboração, comunicação e realização de negócios. 21
  • 22. Portais Coporativos, Empresas Conectadas, Redes Digitais & e-Learning  Portal Corporativo refere-se ao Web Site da empresa que é utilizado como um recurso de relacionamento e disponibilização de dados, informação e conhecimento.  A Empresa Conectada. é a empresa realmente conecatado tanto com os seus clientes, fornecedores e parceiros de negócios, através dos recuros da tecnologia da informação e das comunicações.  Redes Digitais são as rede com alta capacidade de tráfedo de dados e informaçôes atrvés de filamentos de fibra optica. 22
  • 23. Capital intelectual Ativo: conhecimento;  Conhecimento depreciação elevada;  Conhecimento  aprendizagem;  Aprendizagem  custos;  Maior conhecimento  maior valor  maior  competitividade; 23
  • 24. Novas formas de aprendizagem Aprender enquanto trabalha.  Aprendizagem Just-in-time.  Aprendizagem Organizacional.  Sistemas de distribuição de coteúdos.  Aprendizagem ao próprio ritmo.  Qualquer hora & Qualquer lugar.  24
  • 25. Ambiente de aprendizagem colaborativa  Contexto de colaboração: fluxo de informação;*  fluxo de trabalho;*  fluxo de conhecimento;*  fluxo de aprendizagem**   * inter-equipes;inter-departamental; inter- organizacional; inter-ambiental.  **conexão: Empresa x Universidade 25
  • 26. Por que e-learning? • “A próxima aplicação dominante da Internet será o ensino...Ela fará com que o e-mail pareça algo insignificante.” John Chambers – CEO – Cisco Systems • “Tornnamo-nos em uma economia baseada no conhecimento, alimentada pelo ensino e treinamento adquiridos ao longo da vida.” Alan Greenspan – FED-USA 26
  • 27. Por que e-learning? • “Estima-se que 50% da capacidade dos funcionários fica desatualizada em três a cinco anos.” Merryl Linch • “Graças à Internet o ensino de adultos pode se tornar nossa maior indústria.” Peter Drucker – Forbes Magazine 27
  • 28. Agregando valor • O valor é determinado por... – Alinhamento com os objetivos corporativos – Acessibilidade – número de pessoas treinadas e desenvolvidas – Taxas de conclusão– suporte personalizado – Acompanhamento do conhecimento adquirido x aplicação  ROI 28