SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL<br />SECRETARIA DA EDUCAÇÃO<br />28ª COORDENADORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO<br />ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO MINUANO<br />Port. 27.325 de 21/11/86 – Alt. no Reg. de Imóveis 28/09/87<br />Decreto Criação 14215 – Parecer 659/26/11/08     IDT 16739<br />Rua Tiradentes, nº 200, Vila Cinco Irmãos<br />Viamão – RS – Fone/Fax: (51) 3434.1958<br />3. HISTÓRICO<br />No primeiro semestre do ano de 1962, alguns moradores da comunidade da vila Minuano, começaram uma mobilização para a construção de uma escola naquele local. Os responsáveis por esta conquista foram o falecido Tenente José Pondes Gonçalves, o Sr. Delmar Sant’Ana, o Sr. Vicente de Paula Sant’ana e outros que muito empenharam seus esforços. <br />O primeiro passo seria a aquisição de um terreno através de doação. No local onde hoje se encontra a escola, estava previsto um loteamento, então o proprietário doou parte deste espaço para a prefeitura construir uma praça para a comunidade. A prefeitura então encontrou a solução para o impasse, fazendo a doação do terreno uma vez que o pedido da construção da escola já se encontrava protocolado.<br />De posse do terreno, iniciava uma nova luta, solicitação junto ao Estado de autorização e verba para a construção do prédio. Foi concedida na época verba para a construção de apenas duas salas de aula que foram erguidas com o trabalho de futuros pais de alunos. A obra seria simples, de madeira. <br />No  mesmo ano foi inaugurada a escola com o início das aulas no dia 1º de agosto, sob a direção da professora Satut Alem da Veiga e mais três professoras, as senhoras Auraceles Alves da Rocha, Ana Marisa Silveira e Gládis Comim. Neste primeiro ano de funcionamento, a escola contava com 67 alunos distribuídos nas diversas séries. Já no ano seguinte o número de matrículas aumentou consideravelmente. Com este crescimento, a diretora teve que aumentar os turnos, reduzindo o tempo de duração de cada um. Nos anos posteriores, funcionavam cinco turnos com duração de duas horas, passando a seguir para seis turnos. Nesta época, a escola funcionava também em salas alugadas nas casas vizinhas. O número de professores e alunos aumentava visivelmente.<br />O quadro aqui descrito se prolonga até o ano de 1966, quando a direção e o Círculo de Pais e Mestres da escola, após várias caminhadas, conseguiram verba para a ampliação do prédio. A escola obteve quatorze milhões de apólices que trocadas por dinheiro não dariam para nada. Mais uma vez então, surge a comunidade que doa materiais de construção ( portas, janelas, tintas, pedras, tijolos ) bem como mão- de - obra. Organizaram um pedágio para arrecadarem fundos e assim foram erguidas três salas de aula e os banheiros.<br />No início de 1967, a escola possui cinco salas de aula, cozinha e banheiro, porém há a necessidade de aumentar os turnos novamente. A solução quase que definitiva surgiu no ano de 1970, com o Plano Nacional de Educação que repassou ao colégio verba de cento e três milhões e enfim se pode concluir a obra. <br />No ano de 1976, assume como Auxiliar de Direção a senhora Heliara Moraes Velleda, ano seguinte a senhora Lorena Silva de Oliveira é a vice-diretora permanecendo  no cargo até o ano de 1983. A partir de então assumem a vice- direção na ordem cronológica a seguir:<br />Em 1984 Maria do Carmo Granella, em 1985 Maria Cristina Marchetto Vicenzi.<br />A Escola ficou sob a direção da professora Satut Alem da Veiga até o ano de 1985, sendo a direção seguinte determinada através de lista tríplice, sendo indicado o nome da professora Maria do Carmo Granella, reconduzindo-se por duas vezes ao cargo, porém, não concluindo o 2º mandato por vir a falecer em julho de 1990. Então, assume interinamente a professora Dulce Berbigier, tendo como critério a Antigüidade, até completar o mandato anterior. A professora Dulce, manifestando a vontade de continuar no cargo, foi novamente indicada pelo grupo e, com o respaldo da comunidade, assumiu a direção até 1994, quando se aposentou. Fazendo parte da equipe diretiva as professoras Lana Lúcia Fraga e Vitorina de Almeida Gomes.<br />Em 1995, assume a direção da escola interinamente a professora Soraia Inês Pasqualotto por um período de transição de um ano, até a homologação da lei que propunha eleição direta para o cargo de diretor.<br />Em 1996, já com a lei de Gestão Democrática em vigor, é eleita por todos os segmentos da comunidade escolar a professora Carmem Lúcia Vieira da Rocha, que em 1998 é reeleita, cumprindo o mandato até o final de 1999.<br /> No ano de 2000, assume a direção da escola a professora Maristela Felipe Urruth cujo mandato será cumprido até o final de 2001.<br />No ano de 2002, assume a professora Andréa Ferreira de carvalho Severo, tendo como vice- diretoras as professoras Alba Maria Martins Lanzarin,Ana Elena Rodrigues Duarte e Jussara Farias de Fraga, cujo mandato foi cumprido até o final de 2003.<br />Em janeiro de 2004 assume a direção da escola, através de eleição direta até o ano de 2006, a professora Lígia Rodrigues Corrêa, tendo como Vice-Diretoras as professoras Maristela Felipe Urruth, Zuleica Vicente e Gislaine Zambelli.<br />De janeiro a junho de 2004 a equipe Diretiva, juntamente com a Comunidade (pais/alunos) escolar, professores e funcionários, concretizou algumas das propostas do Plano de Ação tais como: ampliação da biblioteca, início da pintura interna das salas-de-aulas (seis salas já concluídas), limpeza de um pavilhão há muito tempo desativado (depósito de sucatas) para uso de atividades de Educação Física e outros eventos e futura reforma, criação de salas ambiente objetivando melhorar a qualidade de ensino, recreio monitorado turno tarde para 1ª séries, início da recuperação do espaço físico do bar escolar, implantação da “Hora do Conto” para alunos de 1ª e 2ª séries.<br />A Escola funciona em três turnos, manhã, tarde e noite. No turno da manhã com uma turma de 1ª série, três 2ª séries, três 3ª séries, uma 4ª série, duas 5ª  e duas 6ª séries, uma sétima e uma oitava, ocupando o total de 15 salas, mais sala de Audiovisual e Biblioteca.<br />No turno da tarde: duas 1ª séries, duas quartas séries, três quintas séries, duas sextas, três sétimas e uma oitava série, ocupando o total de 15 salas de aula (biblioteca e áudio).<br />Noturno com a modalidade EJA, Totalidades 1,2,3,4,5,6 do Ensino Fundamental, com duas turmas em cada uma das Totalidades finais.<br />Contamos no quadro de recursos Humanos com 41 professores, três merendeiras, quatro funcionários de serviços gerais, duas secretárias, uma auxiliar de secretaria, um guarda escolar de 40 horas (tarde/noite). <br />Em 2006 funciona o currículo por atividade e por disciplina nos turnos manhã e tarde e a modalidade EJA com as totalidades 1, 2, 3, 4, 5, e 6 do Ensino Fundamental, no turno noite.<br />Em 2007 assume a direção da Escola o professor Pedro Luiz da Silveira Aguiar, tendo como vice-diretores os professores Andréa Ferreira de Carvalho Severo, Carmem Conceição Dias da Rosa, Jorge Roberto Petersen.<br />          De janeiro a Dezembro de 2007 a equipe Diretiva, juntamente com a Comunidade (pais/alunos) escolar, professores e funcionários, concretizou algumas das propostas do Plano de Ação tais como: a continuação do projeto de Implantação do Ensino Médio iniciado na gestão da professora Lígia Rodrigues Corrêa. Sendo necessário adequar os espaços físicos conforme legislação vigente que normatiza a modalidade de Ensino Médio. Neste período foram realizados: a reestruturação do administrativo da escola, troca da biblioteca para o andar térreo, banheiros e rampas para Portadores de Necessidades Especiais, reforma dos banheiros e audiovisual, implantação do P.P.C.I. (Plano de Proteção e Prevenção Contra Incêndios) e Informatização da secretaria e setores administrativos e pedagógicos. <br />    No ano de 2008, foi realizada a reforma de uma sala que estava ociosa para ser usada em artes, pintura interna e externa da Instituição de Ensino e Implantação dos <br />laboratórios de ciências e Informática. Neste mesmo ano é aprovado o Ensino Médio através do Parecer 659 de 26/11/08 IDT 16739, para funcionamento do 1º ano desta modalidade de ensino no ano de 2009.<br />  A Escola está em fase de equiparação de quadro sínteses, isto é adequando o parecer nº. 769/206, que torna obrigatório o ingresso aos seis anos de idade, portanto atualmente a escola funciona em três turnos, manhã, tarde e noite. No turno da manhã com uma turma de 1º ano, 2º ano, 3º ano, uma 3ª série, uma 4ª série, uma 5ª série, duas 6ª séries, uma sétima, uma oitava e dois primeiros anos do ensino médio ocupando o total de 12 salas de aula, sala de Audiovisual, Biblioteca, laboratórios de ciências e informática. <br />     No turno da tarde: 1º ano, 2º ano, 3º ano, uma 3ª série, uma 4ª série, duas 5ª séries, uma 6ª série, uma sétima e uma oitava série, ocupando o total de 10 salas de aula sala de Audiovisual, Biblioteca, laboratórios de ciências e informática.<br /> Noturno com a modalidade EJA, Totalidades Iniciais 1 e 2 apenas uma turma e 3,4,5 e 6 , com uma turma em cada uma das Totalidades finais , e ensino médio duas turmas de 1º anos . Contamos no quadro de recursos Humanos com 41 professores, três merendeiras, dois funcionários de serviços gerais, duas secretárias, uma auxiliar de secretaria.<br /> No ano de 2009, a escola recebe verbas do Governo Estadual e Federal, para reformar salas de aula (forro em PVC, em todas as salas, piso em granitino nas salas 01, 02, 03, 04 e 05 e pintura), biblioteca (piso granitino, forro em PVC e pintura), Audiovisual (forro e pintura),troca de algumas portas e  todo o telhado,pintura interna e externa de toda a escola.Colocação de forro em PVC em  todos os corredores , piso de granitino.Foi realizada  a troca da rede  elétrica .  Foi construída uma quadra de esporte aberta. <br />Colocação de gradil no entorno da escola. Reforma nos banheiros dos alunos masculino e feminino.   <br />     Neste mesmo ano no mês de outubro, é reeleito o Professor Pedro Luiz Silveira de Aguiar, para gestão 2010/2012, tendo como Vice-diretores :Andréa Ferreira de carvalho Severo,Jorge Roberto Petersen e Regina Maria Abreu Hamren. <br />A  distribuição do   turno   da manhã com uma turma de 1º ano, 2º ano, 3º ano, 4ºano , e uma 4ª série, uma 5ª série, uma 6ª séries, uma sétima, uma oitava e dois primeiros anos e um segundo ano do ensino médio ocupando o total de 12 salas de aula, sala de Audiovisual, Biblioteca, laboratórios de ciências e informática.<br />             No turno da tarde: 1º ano, 2º ano, 3º ano, uma 4ºano , uma 4ª série, duas 5ª séries, uma 6ª série, uma sétima e uma oitava série, ocupando o total de 10 salas de aula sala de Audiovisual, Biblioteca, laboratórios de ciências e informática.<br />Atualmente estamos em equiparação de quadro sínteses no ensino fundamental e no ensino médio vamos colar grau nas primeiras turmas de terceiros anos.   <br />
Histórico Escola Minuano
Histórico Escola Minuano
Histórico Escola Minuano
Histórico Escola Minuano
Histórico Escola Minuano
Histórico Escola Minuano

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Jornal Páginas do EOB (Número 3)
Jornal Páginas do EOB (Número 3)Jornal Páginas do EOB (Número 3)
Jornal Páginas do EOB (Número 3)EOBlog
 
Jornal 4-publishe r informativo ( 2º bimestre ) 2015 - corrigido
Jornal  4-publishe r informativo ( 2º bimestre ) 2015 - corrigidoJornal  4-publishe r informativo ( 2º bimestre ) 2015 - corrigido
Jornal 4-publishe r informativo ( 2º bimestre ) 2015 - corrigidorosanian
 
PV NOTÍCIAS EDIÇÃO Nº 09
PV NOTÍCIAS EDIÇÃO Nº 09PV NOTÍCIAS EDIÇÃO Nº 09
PV NOTÍCIAS EDIÇÃO Nº 09Jonasblog
 
ESCOLA ANA FACÓ - BEBERIBE - CE
ESCOLA ANA FACÓ - BEBERIBE - CEESCOLA ANA FACÓ - BEBERIBE - CE
ESCOLA ANA FACÓ - BEBERIBE - CEOnésimo Remígio
 
Jornal Páginas do EOB (Número 4)
Jornal Páginas do EOB (Número 4)Jornal Páginas do EOB (Número 4)
Jornal Páginas do EOB (Número 4)EOBlog
 
Jornal Páginas do EOB (Número 2)
Jornal Páginas do EOB (Número 2)Jornal Páginas do EOB (Número 2)
Jornal Páginas do EOB (Número 2)EOBlog
 
Projeto Educativo - ESCOLA NOVA ASSEMBLEIA
Projeto Educativo - ESCOLA NOVA ASSEMBLEIAProjeto Educativo - ESCOLA NOVA ASSEMBLEIA
Projeto Educativo - ESCOLA NOVA ASSEMBLEIADMEDPraia
 
A Lenda de São Martinho
A Lenda de São MartinhoA Lenda de São Martinho
A Lenda de São MartinhoDores Pinto
 
Jornal Wanda Notícias AnoII Maio 2014 Ed1
Jornal Wanda Notícias AnoII Maio 2014 Ed1Jornal Wanda Notícias AnoII Maio 2014 Ed1
Jornal Wanda Notícias AnoII Maio 2014 Ed1Daniela Ivo
 
Apresentação Cartazes SL 2014
Apresentação Cartazes SL 2014Apresentação Cartazes SL 2014
Apresentação Cartazes SL 2014Dores Pinto
 
Projeto Educativo - Pólo Educativo Nº XIV de Eugénio Lima – A
Projeto Educativo - Pólo Educativo Nº XIV de Eugénio Lima – AProjeto Educativo - Pólo Educativo Nº XIV de Eugénio Lima – A
Projeto Educativo - Pólo Educativo Nº XIV de Eugénio Lima – ADMEDPraia
 
Plano de trabalho saai 2013 pronto10
Plano de trabalho saai   2013 pronto10Plano de trabalho saai   2013 pronto10
Plano de trabalho saai 2013 pronto10♥Marcinhatinelli♥
 

Mais procurados (17)

Jornal Páginas do EOB (Número 3)
Jornal Páginas do EOB (Número 3)Jornal Páginas do EOB (Número 3)
Jornal Páginas do EOB (Número 3)
 
Jornal 4-publishe r informativo ( 2º bimestre ) 2015 - corrigido
Jornal  4-publishe r informativo ( 2º bimestre ) 2015 - corrigidoJornal  4-publishe r informativo ( 2º bimestre ) 2015 - corrigido
Jornal 4-publishe r informativo ( 2º bimestre ) 2015 - corrigido
 
PV NOTÍCIAS EDIÇÃO Nº 09
PV NOTÍCIAS EDIÇÃO Nº 09PV NOTÍCIAS EDIÇÃO Nº 09
PV NOTÍCIAS EDIÇÃO Nº 09
 
JT EM AÇÃO 4
JT EM AÇÃO 4JT EM AÇÃO 4
JT EM AÇÃO 4
 
ESCOLA ANA FACÓ - BEBERIBE - CE
ESCOLA ANA FACÓ - BEBERIBE - CEESCOLA ANA FACÓ - BEBERIBE - CE
ESCOLA ANA FACÓ - BEBERIBE - CE
 
Jornal Páginas do EOB (Número 4)
Jornal Páginas do EOB (Número 4)Jornal Páginas do EOB (Número 4)
Jornal Páginas do EOB (Número 4)
 
Jornal Páginas do EOB (Número 2)
Jornal Páginas do EOB (Número 2)Jornal Páginas do EOB (Número 2)
Jornal Páginas do EOB (Número 2)
 
Projeto Educativo - ESCOLA NOVA ASSEMBLEIA
Projeto Educativo - ESCOLA NOVA ASSEMBLEIAProjeto Educativo - ESCOLA NOVA ASSEMBLEIA
Projeto Educativo - ESCOLA NOVA ASSEMBLEIA
 
A Lenda de São Martinho
A Lenda de São MartinhoA Lenda de São Martinho
A Lenda de São Martinho
 
Memorial ee 16 de julho
Memorial ee 16 de julhoMemorial ee 16 de julho
Memorial ee 16 de julho
 
Jornal mundo da aprendizagem
Jornal mundo da aprendizagem Jornal mundo da aprendizagem
Jornal mundo da aprendizagem
 
JT EM AÇÃO 2017 - 2
JT EM AÇÃO 2017 - 2JT EM AÇÃO 2017 - 2
JT EM AÇÃO 2017 - 2
 
Jornal Wanda Notícias AnoII Maio 2014 Ed1
Jornal Wanda Notícias AnoII Maio 2014 Ed1Jornal Wanda Notícias AnoII Maio 2014 Ed1
Jornal Wanda Notícias AnoII Maio 2014 Ed1
 
Apresentação Cartazes SL 2014
Apresentação Cartazes SL 2014Apresentação Cartazes SL 2014
Apresentação Cartazes SL 2014
 
Projeto Educativo - Pólo Educativo Nº XIV de Eugénio Lima – A
Projeto Educativo - Pólo Educativo Nº XIV de Eugénio Lima – AProjeto Educativo - Pólo Educativo Nº XIV de Eugénio Lima – A
Projeto Educativo - Pólo Educativo Nº XIV de Eugénio Lima – A
 
Plano de trabalho saai 2013 pronto10
Plano de trabalho saai   2013 pronto10Plano de trabalho saai   2013 pronto10
Plano de trabalho saai 2013 pronto10
 
JT EM AÇÃO 3
JT EM AÇÃO 3JT EM AÇÃO 3
JT EM AÇÃO 3
 

Semelhante a Histórico Escola Minuano

História da Escola Afonso Guerreiro Lima
História da Escola Afonso Guerreiro LimaHistória da Escola Afonso Guerreiro Lima
História da Escola Afonso Guerreiro Limaemefguerreiro
 
Projeto Político Pedagógico - E.B.M. Henrique Alfarth
Projeto Político Pedagógico - E.B.M. Henrique AlfarthProjeto Político Pedagógico - E.B.M. Henrique Alfarth
Projeto Político Pedagógico - E.B.M. Henrique AlfarthFernando Heringer
 
PPP - E.B.M. Henrique Alfarth 2014
PPP - E.B.M. Henrique Alfarth 2014PPP - E.B.M. Henrique Alfarth 2014
PPP - E.B.M. Henrique Alfarth 2014Fernando Heringer
 
Projeto Político Pedagógico
Projeto Político PedagógicoProjeto Político Pedagógico
Projeto Político Pedagógicorevistaleire
 
Projeto atualizado por manuela
Projeto atualizado por manuelaProjeto atualizado por manuela
Projeto atualizado por manuelaUyaraPortugal
 
Plano Gestão 2014 - Escola Estadual "Profª Dulce Carneiro".
Plano Gestão 2014 - Escola Estadual "Profª Dulce Carneiro".Plano Gestão 2014 - Escola Estadual "Profª Dulce Carneiro".
Plano Gestão 2014 - Escola Estadual "Profª Dulce Carneiro".dulce2014
 
Jornal versao final
Jornal versao finalJornal versao final
Jornal versao finalrose_deia
 
Slide linha do tempo
Slide linha do tempoSlide linha do tempo
Slide linha do tempoescolaviver
 
Portfólio mais educação 2009 ok
Portfólio mais educação 2009 okPortfólio mais educação 2009 ok
Portfólio mais educação 2009 okFlávia Páscoa
 
Historico da escola municipal de ensino fundamental martinho lutero
Historico da escola municipal de ensino fundamental martinho luteroHistorico da escola municipal de ensino fundamental martinho lutero
Historico da escola municipal de ensino fundamental martinho luteromidiasvidal
 
Relatorio 01
Relatorio 01Relatorio 01
Relatorio 01obecio
 
Projeto Educativo - PÓLO NºXX III DE SÃO PEDRO
Projeto Educativo - PÓLO NºXX III DE SÃO PEDROProjeto Educativo - PÓLO NºXX III DE SÃO PEDRO
Projeto Educativo - PÓLO NºXX III DE SÃO PEDRODMEDPraia
 
Projeto Educativo - ESCOLA DE ACHADA MATO
Projeto Educativo  - ESCOLA DE ACHADA MATOProjeto Educativo  - ESCOLA DE ACHADA MATO
Projeto Educativo - ESCOLA DE ACHADA MATODMEDPraia
 
Projeto Político Pedagógico 2013
Projeto Político Pedagógico 2013 Projeto Político Pedagógico 2013
Projeto Político Pedagógico 2013 Vera Mln Silva
 
Relatorioensino supervisionado i
Relatorioensino supervisionado iRelatorioensino supervisionado i
Relatorioensino supervisionado iColegio D. Temoteo
 

Semelhante a Histórico Escola Minuano (20)

História da Escola Afonso Guerreiro Lima
História da Escola Afonso Guerreiro LimaHistória da Escola Afonso Guerreiro Lima
História da Escola Afonso Guerreiro Lima
 
Projeto Político Pedagógico - E.B.M. Henrique Alfarth
Projeto Político Pedagógico - E.B.M. Henrique AlfarthProjeto Político Pedagógico - E.B.M. Henrique Alfarth
Projeto Político Pedagógico - E.B.M. Henrique Alfarth
 
PPP - E.B.M. Henrique Alfarth 2014
PPP - E.B.M. Henrique Alfarth 2014PPP - E.B.M. Henrique Alfarth 2014
PPP - E.B.M. Henrique Alfarth 2014
 
Projeto Político Pedagógico
Projeto Político PedagógicoProjeto Político Pedagógico
Projeto Político Pedagógico
 
Projeto atualizado por manuela
Projeto atualizado por manuelaProjeto atualizado por manuela
Projeto atualizado por manuela
 
Plano Gestão 2014 - Escola Estadual "Profª Dulce Carneiro".
Plano Gestão 2014 - Escola Estadual "Profª Dulce Carneiro".Plano Gestão 2014 - Escola Estadual "Profª Dulce Carneiro".
Plano Gestão 2014 - Escola Estadual "Profª Dulce Carneiro".
 
Formando O Futuro
Formando O FuturoFormando O Futuro
Formando O Futuro
 
Pratica De Ensino
Pratica De EnsinoPratica De Ensino
Pratica De Ensino
 
Jornal versao final
Jornal versao finalJornal versao final
Jornal versao final
 
Slide linha do tempo
Slide linha do tempoSlide linha do tempo
Slide linha do tempo
 
Memorial E.E.16 de julho
Memorial E.E.16 de julhoMemorial E.E.16 de julho
Memorial E.E.16 de julho
 
Memorial ee 16 de julho
Memorial ee 16 de julhoMemorial ee 16 de julho
Memorial ee 16 de julho
 
Portfólio mais educação 2009 ok
Portfólio mais educação 2009 okPortfólio mais educação 2009 ok
Portfólio mais educação 2009 ok
 
Historico da escola municipal de ensino fundamental martinho lutero
Historico da escola municipal de ensino fundamental martinho luteroHistorico da escola municipal de ensino fundamental martinho lutero
Historico da escola municipal de ensino fundamental martinho lutero
 
Relatorio 01
Relatorio 01Relatorio 01
Relatorio 01
 
Ppp
PppPpp
Ppp
 
Projeto Educativo - PÓLO NºXX III DE SÃO PEDRO
Projeto Educativo - PÓLO NºXX III DE SÃO PEDROProjeto Educativo - PÓLO NºXX III DE SÃO PEDRO
Projeto Educativo - PÓLO NºXX III DE SÃO PEDRO
 
Projeto Educativo - ESCOLA DE ACHADA MATO
Projeto Educativo  - ESCOLA DE ACHADA MATOProjeto Educativo  - ESCOLA DE ACHADA MATO
Projeto Educativo - ESCOLA DE ACHADA MATO
 
Projeto Político Pedagógico 2013
Projeto Político Pedagógico 2013 Projeto Político Pedagógico 2013
Projeto Político Pedagógico 2013
 
Relatorioensino supervisionado i
Relatorioensino supervisionado iRelatorioensino supervisionado i
Relatorioensino supervisionado i
 

Mais de Fatima Comiotto

Mais de Fatima Comiotto (20)

Oficina_de_chimarrao.pptx
Oficina_de_chimarrao.pptxOficina_de_chimarrao.pptx
Oficina_de_chimarrao.pptx
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
Biomembranas
BiomembranasBiomembranas
Biomembranas
 
Bases moleculares da vida 1
Bases moleculares da vida 1Bases moleculares da vida 1
Bases moleculares da vida 1
 
Divisão celular
Divisão celularDivisão celular
Divisão celular
 
Química orgânica
Química orgânicaQuímica orgânica
Química orgânica
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
08 col aiq-radiacao
08 col aiq-radiacao08 col aiq-radiacao
08 col aiq-radiacao
 
07 col aiq-natureza
07 col aiq-natureza07 col aiq-natureza
07 col aiq-natureza
 
Reino fungi
Reino fungiReino fungi
Reino fungi
 
Níveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivosNíveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivos
 
Níveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivosNíveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivos
 
Herança ligada ao sexo
Herança ligada ao sexoHerança ligada ao sexo
Herança ligada ao sexo
 
Alelos múltiplos
Alelos múltiplosAlelos múltiplos
Alelos múltiplos
 
Reino monera, protista
Reino monera, protistaReino monera, protista
Reino monera, protista
 
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneasDiferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
 
Segunda Lei de Mendel
Segunda Lei de MendelSegunda Lei de Mendel
Segunda Lei de Mendel
 
Fundamentos de Genética
Fundamentos de GenéticaFundamentos de Genética
Fundamentos de Genética
 
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneasDiferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
 

Último

Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoprofleticiasantosbio
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxJosAurelioGoesChaves
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 

Último (20)

Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 

Histórico Escola Minuano

  • 1. ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL<br />SECRETARIA DA EDUCAÇÃO<br />28ª COORDENADORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO<br />ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO MINUANO<br />Port. 27.325 de 21/11/86 – Alt. no Reg. de Imóveis 28/09/87<br />Decreto Criação 14215 – Parecer 659/26/11/08 IDT 16739<br />Rua Tiradentes, nº 200, Vila Cinco Irmãos<br />Viamão – RS – Fone/Fax: (51) 3434.1958<br />3. HISTÓRICO<br />No primeiro semestre do ano de 1962, alguns moradores da comunidade da vila Minuano, começaram uma mobilização para a construção de uma escola naquele local. Os responsáveis por esta conquista foram o falecido Tenente José Pondes Gonçalves, o Sr. Delmar Sant’Ana, o Sr. Vicente de Paula Sant’ana e outros que muito empenharam seus esforços. <br />O primeiro passo seria a aquisição de um terreno através de doação. No local onde hoje se encontra a escola, estava previsto um loteamento, então o proprietário doou parte deste espaço para a prefeitura construir uma praça para a comunidade. A prefeitura então encontrou a solução para o impasse, fazendo a doação do terreno uma vez que o pedido da construção da escola já se encontrava protocolado.<br />De posse do terreno, iniciava uma nova luta, solicitação junto ao Estado de autorização e verba para a construção do prédio. Foi concedida na época verba para a construção de apenas duas salas de aula que foram erguidas com o trabalho de futuros pais de alunos. A obra seria simples, de madeira. <br />No mesmo ano foi inaugurada a escola com o início das aulas no dia 1º de agosto, sob a direção da professora Satut Alem da Veiga e mais três professoras, as senhoras Auraceles Alves da Rocha, Ana Marisa Silveira e Gládis Comim. Neste primeiro ano de funcionamento, a escola contava com 67 alunos distribuídos nas diversas séries. Já no ano seguinte o número de matrículas aumentou consideravelmente. Com este crescimento, a diretora teve que aumentar os turnos, reduzindo o tempo de duração de cada um. Nos anos posteriores, funcionavam cinco turnos com duração de duas horas, passando a seguir para seis turnos. Nesta época, a escola funcionava também em salas alugadas nas casas vizinhas. O número de professores e alunos aumentava visivelmente.<br />O quadro aqui descrito se prolonga até o ano de 1966, quando a direção e o Círculo de Pais e Mestres da escola, após várias caminhadas, conseguiram verba para a ampliação do prédio. A escola obteve quatorze milhões de apólices que trocadas por dinheiro não dariam para nada. Mais uma vez então, surge a comunidade que doa materiais de construção ( portas, janelas, tintas, pedras, tijolos ) bem como mão- de - obra. Organizaram um pedágio para arrecadarem fundos e assim foram erguidas três salas de aula e os banheiros.<br />No início de 1967, a escola possui cinco salas de aula, cozinha e banheiro, porém há a necessidade de aumentar os turnos novamente. A solução quase que definitiva surgiu no ano de 1970, com o Plano Nacional de Educação que repassou ao colégio verba de cento e três milhões e enfim se pode concluir a obra. <br />No ano de 1976, assume como Auxiliar de Direção a senhora Heliara Moraes Velleda, ano seguinte a senhora Lorena Silva de Oliveira é a vice-diretora permanecendo no cargo até o ano de 1983. A partir de então assumem a vice- direção na ordem cronológica a seguir:<br />Em 1984 Maria do Carmo Granella, em 1985 Maria Cristina Marchetto Vicenzi.<br />A Escola ficou sob a direção da professora Satut Alem da Veiga até o ano de 1985, sendo a direção seguinte determinada através de lista tríplice, sendo indicado o nome da professora Maria do Carmo Granella, reconduzindo-se por duas vezes ao cargo, porém, não concluindo o 2º mandato por vir a falecer em julho de 1990. Então, assume interinamente a professora Dulce Berbigier, tendo como critério a Antigüidade, até completar o mandato anterior. A professora Dulce, manifestando a vontade de continuar no cargo, foi novamente indicada pelo grupo e, com o respaldo da comunidade, assumiu a direção até 1994, quando se aposentou. Fazendo parte da equipe diretiva as professoras Lana Lúcia Fraga e Vitorina de Almeida Gomes.<br />Em 1995, assume a direção da escola interinamente a professora Soraia Inês Pasqualotto por um período de transição de um ano, até a homologação da lei que propunha eleição direta para o cargo de diretor.<br />Em 1996, já com a lei de Gestão Democrática em vigor, é eleita por todos os segmentos da comunidade escolar a professora Carmem Lúcia Vieira da Rocha, que em 1998 é reeleita, cumprindo o mandato até o final de 1999.<br /> No ano de 2000, assume a direção da escola a professora Maristela Felipe Urruth cujo mandato será cumprido até o final de 2001.<br />No ano de 2002, assume a professora Andréa Ferreira de carvalho Severo, tendo como vice- diretoras as professoras Alba Maria Martins Lanzarin,Ana Elena Rodrigues Duarte e Jussara Farias de Fraga, cujo mandato foi cumprido até o final de 2003.<br />Em janeiro de 2004 assume a direção da escola, através de eleição direta até o ano de 2006, a professora Lígia Rodrigues Corrêa, tendo como Vice-Diretoras as professoras Maristela Felipe Urruth, Zuleica Vicente e Gislaine Zambelli.<br />De janeiro a junho de 2004 a equipe Diretiva, juntamente com a Comunidade (pais/alunos) escolar, professores e funcionários, concretizou algumas das propostas do Plano de Ação tais como: ampliação da biblioteca, início da pintura interna das salas-de-aulas (seis salas já concluídas), limpeza de um pavilhão há muito tempo desativado (depósito de sucatas) para uso de atividades de Educação Física e outros eventos e futura reforma, criação de salas ambiente objetivando melhorar a qualidade de ensino, recreio monitorado turno tarde para 1ª séries, início da recuperação do espaço físico do bar escolar, implantação da “Hora do Conto” para alunos de 1ª e 2ª séries.<br />A Escola funciona em três turnos, manhã, tarde e noite. No turno da manhã com uma turma de 1ª série, três 2ª séries, três 3ª séries, uma 4ª série, duas 5ª e duas 6ª séries, uma sétima e uma oitava, ocupando o total de 15 salas, mais sala de Audiovisual e Biblioteca.<br />No turno da tarde: duas 1ª séries, duas quartas séries, três quintas séries, duas sextas, três sétimas e uma oitava série, ocupando o total de 15 salas de aula (biblioteca e áudio).<br />Noturno com a modalidade EJA, Totalidades 1,2,3,4,5,6 do Ensino Fundamental, com duas turmas em cada uma das Totalidades finais.<br />Contamos no quadro de recursos Humanos com 41 professores, três merendeiras, quatro funcionários de serviços gerais, duas secretárias, uma auxiliar de secretaria, um guarda escolar de 40 horas (tarde/noite). <br />Em 2006 funciona o currículo por atividade e por disciplina nos turnos manhã e tarde e a modalidade EJA com as totalidades 1, 2, 3, 4, 5, e 6 do Ensino Fundamental, no turno noite.<br />Em 2007 assume a direção da Escola o professor Pedro Luiz da Silveira Aguiar, tendo como vice-diretores os professores Andréa Ferreira de Carvalho Severo, Carmem Conceição Dias da Rosa, Jorge Roberto Petersen.<br /> De janeiro a Dezembro de 2007 a equipe Diretiva, juntamente com a Comunidade (pais/alunos) escolar, professores e funcionários, concretizou algumas das propostas do Plano de Ação tais como: a continuação do projeto de Implantação do Ensino Médio iniciado na gestão da professora Lígia Rodrigues Corrêa. Sendo necessário adequar os espaços físicos conforme legislação vigente que normatiza a modalidade de Ensino Médio. Neste período foram realizados: a reestruturação do administrativo da escola, troca da biblioteca para o andar térreo, banheiros e rampas para Portadores de Necessidades Especiais, reforma dos banheiros e audiovisual, implantação do P.P.C.I. (Plano de Proteção e Prevenção Contra Incêndios) e Informatização da secretaria e setores administrativos e pedagógicos. <br /> No ano de 2008, foi realizada a reforma de uma sala que estava ociosa para ser usada em artes, pintura interna e externa da Instituição de Ensino e Implantação dos <br />laboratórios de ciências e Informática. Neste mesmo ano é aprovado o Ensino Médio através do Parecer 659 de 26/11/08 IDT 16739, para funcionamento do 1º ano desta modalidade de ensino no ano de 2009.<br /> A Escola está em fase de equiparação de quadro sínteses, isto é adequando o parecer nº. 769/206, que torna obrigatório o ingresso aos seis anos de idade, portanto atualmente a escola funciona em três turnos, manhã, tarde e noite. No turno da manhã com uma turma de 1º ano, 2º ano, 3º ano, uma 3ª série, uma 4ª série, uma 5ª série, duas 6ª séries, uma sétima, uma oitava e dois primeiros anos do ensino médio ocupando o total de 12 salas de aula, sala de Audiovisual, Biblioteca, laboratórios de ciências e informática. <br /> No turno da tarde: 1º ano, 2º ano, 3º ano, uma 3ª série, uma 4ª série, duas 5ª séries, uma 6ª série, uma sétima e uma oitava série, ocupando o total de 10 salas de aula sala de Audiovisual, Biblioteca, laboratórios de ciências e informática.<br /> Noturno com a modalidade EJA, Totalidades Iniciais 1 e 2 apenas uma turma e 3,4,5 e 6 , com uma turma em cada uma das Totalidades finais , e ensino médio duas turmas de 1º anos . Contamos no quadro de recursos Humanos com 41 professores, três merendeiras, dois funcionários de serviços gerais, duas secretárias, uma auxiliar de secretaria.<br /> No ano de 2009, a escola recebe verbas do Governo Estadual e Federal, para reformar salas de aula (forro em PVC, em todas as salas, piso em granitino nas salas 01, 02, 03, 04 e 05 e pintura), biblioteca (piso granitino, forro em PVC e pintura), Audiovisual (forro e pintura),troca de algumas portas e todo o telhado,pintura interna e externa de toda a escola.Colocação de forro em PVC em todos os corredores , piso de granitino.Foi realizada a troca da rede elétrica . Foi construída uma quadra de esporte aberta. <br />Colocação de gradil no entorno da escola. Reforma nos banheiros dos alunos masculino e feminino. <br /> Neste mesmo ano no mês de outubro, é reeleito o Professor Pedro Luiz Silveira de Aguiar, para gestão 2010/2012, tendo como Vice-diretores :Andréa Ferreira de carvalho Severo,Jorge Roberto Petersen e Regina Maria Abreu Hamren. <br />A distribuição do turno da manhã com uma turma de 1º ano, 2º ano, 3º ano, 4ºano , e uma 4ª série, uma 5ª série, uma 6ª séries, uma sétima, uma oitava e dois primeiros anos e um segundo ano do ensino médio ocupando o total de 12 salas de aula, sala de Audiovisual, Biblioteca, laboratórios de ciências e informática.<br /> No turno da tarde: 1º ano, 2º ano, 3º ano, uma 4ºano , uma 4ª série, duas 5ª séries, uma 6ª série, uma sétima e uma oitava série, ocupando o total de 10 salas de aula sala de Audiovisual, Biblioteca, laboratórios de ciências e informática.<br />Atualmente estamos em equiparação de quadro sínteses no ensino fundamental e no ensino médio vamos colar grau nas primeiras turmas de terceiros anos. <br />