SlideShare uma empresa Scribd logo
Na trompa o óvulo é fecundado pelo espermatozóide.  A figura obtida por microscopia eletrônica mostra o espermatozóide penetrando no óvulo. Após a fecundação o óvulo fertilizado pelo espermatozóide é envolvido por uma coroa de células para protegê-lo e selecionar o fluxo de íons, proteínas, etc., para o seu interior. Esse processo dura 24 horas. 48 horas depois o óvulo se divide em duas células e entra na fase de mórula. Certamente essas duas células iniciais podem ser consideradas células tronco imaturas. Após oito dias a mórula se torna complexa a cada dia, e aos dez dias aproximadamente é formado o embrião de fato. Esse embrião é denominado por blastocisto e se fixa na parede do útero. O blastocisto evolui gradualmente e após 30 dias o embrião tem a forma da figura abaixo. As células tronco evoluíram especificamente para vários tecidos, com destaque para o coração em cor vermelha. A evolução do feto é contínua e aos 45 dias observa a cabeça e os olhos, o abdômen com o fígado (área escura). Tem início a transformação de embrião para feto. Aos seis meses o feto está completo, com suas estruturas bem definidas, conforme mostra a foto abaixo.
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
* - INDICA VALORES INFERIORES DE 0,15
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
 
[object Object],[object Object]
 
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
 
 
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
 
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
 
[object Object],[object Object]
Fungos unicelulares Bactérias Protozoários
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
 
[object Object],[object Object]
 
[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
 
 
Óptica
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reprodução dos deres vivos
Reprodução dos deres vivosReprodução dos deres vivos
Reprodução dos deres vivos
Andreza Campos
 
Aula biologia celular
Aula   biologia celularAula   biologia celular
Aula biologia celular
santhdalcin
 
Teoria celular
Teoria celularTeoria celular
Teoria celular
00367p
 
Aula sobre células
Aula sobre célulasAula sobre células
Aula sobre células
cienciasdinamica
 
Metabolismo Energético
Metabolismo EnergéticoMetabolismo Energético
Metabolismo Energético
Killer Max
 
Aula4 endereçamento
Aula4 endereçamentoAula4 endereçamento
Aula4 endereçamento
Adila Trubat
 
Celula eucariotica
Celula eucariotica Celula eucariotica
Celula eucariotica
Adrianne Mendonça
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Citologia
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre CitologiaSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Citologia
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Citologia
Turma Olímpica
 
Organização do Organismo
Organização do OrganismoOrganização do Organismo
Organização do Organismo
Clécio Bubela
 
Aula sobre origem da vida
Aula sobre origem da vidaAula sobre origem da vida
Aula sobre origem da vida
Gracieli Henicka
 
Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)
Bio
 
Divisão celular - Mitose e Meiose
Divisão celular - Mitose e MeioseDivisão celular - Mitose e Meiose
Divisão celular - Mitose e Meiose
Victor Hugo
 
Aula de ecologia
Aula de ecologiaAula de ecologia
Aula de ecologia
Ilsoflavio
 
Tecidos conjuntivos
Tecidos conjuntivosTecidos conjuntivos
Tecidos conjuntivos
Elisa Margarita Orlandi
 
Introdução à genética
Introdução à genética Introdução à genética
Introdução à genética
nielimaia
 
Embriologia animal
Embriologia animalEmbriologia animal
Tecido epitelial
Tecido epitelialTecido epitelial
Tecido epitelial
Caio Maximino
 
Caracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCaracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivos
César Milani
 
Aula 1.1 noções básicas de histologia
Aula 1.1 noções básicas de histologiaAula 1.1 noções básicas de histologia
Aula 1.1 noções básicas de histologia
Cintia Colotoni
 
Embriologia - Super Super Med
Embriologia - Super Super MedEmbriologia - Super Super Med
Embriologia - Super Super Med
emanuel
 

Mais procurados (20)

Reprodução dos deres vivos
Reprodução dos deres vivosReprodução dos deres vivos
Reprodução dos deres vivos
 
Aula biologia celular
Aula   biologia celularAula   biologia celular
Aula biologia celular
 
Teoria celular
Teoria celularTeoria celular
Teoria celular
 
Aula sobre células
Aula sobre célulasAula sobre células
Aula sobre células
 
Metabolismo Energético
Metabolismo EnergéticoMetabolismo Energético
Metabolismo Energético
 
Aula4 endereçamento
Aula4 endereçamentoAula4 endereçamento
Aula4 endereçamento
 
Celula eucariotica
Celula eucariotica Celula eucariotica
Celula eucariotica
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Citologia
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre CitologiaSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Citologia
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Citologia
 
Organização do Organismo
Organização do OrganismoOrganização do Organismo
Organização do Organismo
 
Aula sobre origem da vida
Aula sobre origem da vidaAula sobre origem da vida
Aula sobre origem da vida
 
Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)
 
Divisão celular - Mitose e Meiose
Divisão celular - Mitose e MeioseDivisão celular - Mitose e Meiose
Divisão celular - Mitose e Meiose
 
Aula de ecologia
Aula de ecologiaAula de ecologia
Aula de ecologia
 
Tecidos conjuntivos
Tecidos conjuntivosTecidos conjuntivos
Tecidos conjuntivos
 
Introdução à genética
Introdução à genética Introdução à genética
Introdução à genética
 
Embriologia animal
Embriologia animalEmbriologia animal
Embriologia animal
 
Tecido epitelial
Tecido epitelialTecido epitelial
Tecido epitelial
 
Caracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCaracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivos
 
Aula 1.1 noções básicas de histologia
Aula 1.1 noções básicas de histologiaAula 1.1 noções básicas de histologia
Aula 1.1 noções básicas de histologia
 
Embriologia - Super Super Med
Embriologia - Super Super MedEmbriologia - Super Super Med
Embriologia - Super Super Med
 

Semelhante a Níveis de organização dos seres vivos

Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 anoNiveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Katia Valeria
 
4 ¬ aula - niveis de organiza+º+úo dos sers vivos
4 ¬ aula - niveis de organiza+º+úo dos sers vivos4 ¬ aula - niveis de organiza+º+úo dos sers vivos
4 ¬ aula - niveis de organiza+º+úo dos sers vivos
preuniversitarioitab
 
Níveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivosNíveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivos
Fatima Comiotto
 
4ª aula - niveis de organização dos seres vivos
4ª aula - niveis de organização dos seres vivos4ª aula - niveis de organização dos seres vivos
4ª aula - niveis de organização dos seres vivos
preuniversitarioitab
 
Citologia
CitologiaCitologia
Biologia celular
Biologia celularBiologia celular
Biologia celular
Maria Candido
 
Citologia, celulas e organelas citoplasmaticas
Citologia, celulas e organelas citoplasmaticasCitologia, celulas e organelas citoplasmaticas
Citologia, celulas e organelas citoplasmaticas
andrenascimento73268
 
Caracteristicas do Serers vivos.pdf
Caracteristicas do Serers vivos.pdfCaracteristicas do Serers vivos.pdf
Caracteristicas do Serers vivos.pdf
jorge500398
 
A Célula
A CélulaA Célula
A Célula
Ricardo Dias
 
A célula
A célulaA célula
A célula
Ricardo Dias
 
(4) biologia e geologia 10º ano - diversidade na biosfera
(4) biologia e geologia   10º ano - diversidade na biosfera(4) biologia e geologia   10º ano - diversidade na biosfera
(4) biologia e geologia 10º ano - diversidade na biosfera
Hugo Martins
 
CARACTERISTICAS SERES VIVOS, uma visão simplificada.ppt
CARACTERISTICAS SERES VIVOS, uma visão simplificada.pptCARACTERISTICAS SERES VIVOS, uma visão simplificada.ppt
CARACTERISTICAS SERES VIVOS, uma visão simplificada.ppt
orlando dias da silva
 
CIENCIASNATURAISFABIANA02.ppt
CIENCIASNATURAISFABIANA02.pptCIENCIASNATURAISFABIANA02.ppt
CIENCIASNATURAISFABIANA02.ppt
NathalieSilvadeAlmei
 
Aulão 2° ano - Ensino Médio
Aulão 2° ano - Ensino MédioAulão 2° ano - Ensino Médio
Aulão 2° ano - Ensino Médio
Clécio Bubela
 
Célula
CélulaCélula
Célula
Luise Moura
 
Teoria celular-
Teoria celular-Teoria celular-
Teoria celular-
stique
 
Resumo teoria-celular
Resumo   teoria-celularResumo   teoria-celular
Resumo teoria-celular
Pelo Siro
 
Introdução a Citologia
Introdução a CitologiaIntrodução a Citologia
Introdução a Citologia
BIOGERALDO
 
Citologia
CitologiaCitologia
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.pptAula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
cleidianevieira7
 

Semelhante a Níveis de organização dos seres vivos (20)

Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 anoNiveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
 
4 ¬ aula - niveis de organiza+º+úo dos sers vivos
4 ¬ aula - niveis de organiza+º+úo dos sers vivos4 ¬ aula - niveis de organiza+º+úo dos sers vivos
4 ¬ aula - niveis de organiza+º+úo dos sers vivos
 
Níveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivosNíveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivos
 
4ª aula - niveis de organização dos seres vivos
4ª aula - niveis de organização dos seres vivos4ª aula - niveis de organização dos seres vivos
4ª aula - niveis de organização dos seres vivos
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
Biologia celular
Biologia celularBiologia celular
Biologia celular
 
Citologia, celulas e organelas citoplasmaticas
Citologia, celulas e organelas citoplasmaticasCitologia, celulas e organelas citoplasmaticas
Citologia, celulas e organelas citoplasmaticas
 
Caracteristicas do Serers vivos.pdf
Caracteristicas do Serers vivos.pdfCaracteristicas do Serers vivos.pdf
Caracteristicas do Serers vivos.pdf
 
A Célula
A CélulaA Célula
A Célula
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
(4) biologia e geologia 10º ano - diversidade na biosfera
(4) biologia e geologia   10º ano - diversidade na biosfera(4) biologia e geologia   10º ano - diversidade na biosfera
(4) biologia e geologia 10º ano - diversidade na biosfera
 
CARACTERISTICAS SERES VIVOS, uma visão simplificada.ppt
CARACTERISTICAS SERES VIVOS, uma visão simplificada.pptCARACTERISTICAS SERES VIVOS, uma visão simplificada.ppt
CARACTERISTICAS SERES VIVOS, uma visão simplificada.ppt
 
CIENCIASNATURAISFABIANA02.ppt
CIENCIASNATURAISFABIANA02.pptCIENCIASNATURAISFABIANA02.ppt
CIENCIASNATURAISFABIANA02.ppt
 
Aulão 2° ano - Ensino Médio
Aulão 2° ano - Ensino MédioAulão 2° ano - Ensino Médio
Aulão 2° ano - Ensino Médio
 
Célula
CélulaCélula
Célula
 
Teoria celular-
Teoria celular-Teoria celular-
Teoria celular-
 
Resumo teoria-celular
Resumo   teoria-celularResumo   teoria-celular
Resumo teoria-celular
 
Introdução a Citologia
Introdução a CitologiaIntrodução a Citologia
Introdução a Citologia
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.pptAula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
 

Mais de Fatima Comiotto

Oficina_de_chimarrao.pptx
Oficina_de_chimarrao.pptxOficina_de_chimarrao.pptx
Oficina_de_chimarrao.pptx
Fatima Comiotto
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
Fatima Comiotto
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
Fatima Comiotto
 
Biomembranas
BiomembranasBiomembranas
Biomembranas
Fatima Comiotto
 
Bases moleculares da vida 1
Bases moleculares da vida 1Bases moleculares da vida 1
Bases moleculares da vida 1
Fatima Comiotto
 
Divisão celular
Divisão celularDivisão celular
Divisão celular
Fatima Comiotto
 
Química orgânica
Química orgânicaQuímica orgânica
Química orgânica
Fatima Comiotto
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
Fatima Comiotto
 
08 col aiq-radiacao
08 col aiq-radiacao08 col aiq-radiacao
08 col aiq-radiacao
Fatima Comiotto
 
07 col aiq-natureza
07 col aiq-natureza07 col aiq-natureza
07 col aiq-natureza
Fatima Comiotto
 
Reino fungi
Reino fungiReino fungi
Reino fungi
Fatima Comiotto
 
Níveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivosNíveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivos
Fatima Comiotto
 
Herança ligada ao sexo
Herança ligada ao sexoHerança ligada ao sexo
Herança ligada ao sexo
Fatima Comiotto
 
Alelos múltiplos
Alelos múltiplosAlelos múltiplos
Alelos múltiplos
Fatima Comiotto
 
Reino monera, protista
Reino monera, protistaReino monera, protista
Reino monera, protista
Fatima Comiotto
 
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneasDiferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
Fatima Comiotto
 
Segunda Lei de Mendel
Segunda Lei de MendelSegunda Lei de Mendel
Segunda Lei de Mendel
Fatima Comiotto
 
Fundamentos de Genética
Fundamentos de GenéticaFundamentos de Genética
Fundamentos de Genética
Fatima Comiotto
 
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneasDiferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
Fatima Comiotto
 
Reino animalia
Reino animaliaReino animalia
Reino animalia
Fatima Comiotto
 

Mais de Fatima Comiotto (20)

Oficina_de_chimarrao.pptx
Oficina_de_chimarrao.pptxOficina_de_chimarrao.pptx
Oficina_de_chimarrao.pptx
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
Biomembranas
BiomembranasBiomembranas
Biomembranas
 
Bases moleculares da vida 1
Bases moleculares da vida 1Bases moleculares da vida 1
Bases moleculares da vida 1
 
Divisão celular
Divisão celularDivisão celular
Divisão celular
 
Química orgânica
Química orgânicaQuímica orgânica
Química orgânica
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
08 col aiq-radiacao
08 col aiq-radiacao08 col aiq-radiacao
08 col aiq-radiacao
 
07 col aiq-natureza
07 col aiq-natureza07 col aiq-natureza
07 col aiq-natureza
 
Reino fungi
Reino fungiReino fungi
Reino fungi
 
Níveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivosNíveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivos
 
Herança ligada ao sexo
Herança ligada ao sexoHerança ligada ao sexo
Herança ligada ao sexo
 
Alelos múltiplos
Alelos múltiplosAlelos múltiplos
Alelos múltiplos
 
Reino monera, protista
Reino monera, protistaReino monera, protista
Reino monera, protista
 
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneasDiferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
 
Segunda Lei de Mendel
Segunda Lei de MendelSegunda Lei de Mendel
Segunda Lei de Mendel
 
Fundamentos de Genética
Fundamentos de GenéticaFundamentos de Genética
Fundamentos de Genética
 
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneasDiferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas
 
Reino animalia
Reino animaliaReino animalia
Reino animalia
 

Último

Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 

Último (20)

Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 

Níveis de organização dos seres vivos

  • 1. Na trompa o óvulo é fecundado pelo espermatozóide. A figura obtida por microscopia eletrônica mostra o espermatozóide penetrando no óvulo. Após a fecundação o óvulo fertilizado pelo espermatozóide é envolvido por uma coroa de células para protegê-lo e selecionar o fluxo de íons, proteínas, etc., para o seu interior. Esse processo dura 24 horas. 48 horas depois o óvulo se divide em duas células e entra na fase de mórula. Certamente essas duas células iniciais podem ser consideradas células tronco imaturas. Após oito dias a mórula se torna complexa a cada dia, e aos dez dias aproximadamente é formado o embrião de fato. Esse embrião é denominado por blastocisto e se fixa na parede do útero. O blastocisto evolui gradualmente e após 30 dias o embrião tem a forma da figura abaixo. As células tronco evoluíram especificamente para vários tecidos, com destaque para o coração em cor vermelha. A evolução do feto é contínua e aos 45 dias observa a cabeça e os olhos, o abdômen com o fígado (área escura). Tem início a transformação de embrião para feto. Aos seis meses o feto está completo, com suas estruturas bem definidas, conforme mostra a foto abaixo.
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6. * - INDICA VALORES INFERIORES DE 0,15
  • 7.
  • 8.
  • 9.  
  • 10.
  • 11.  
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.  
  • 20.  
  • 21.
  • 22.  
  • 23.
  • 24.
  • 25.  
  • 26.
  • 28.
  • 29.  
  • 30.
  • 31.  
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 35.  
  • 36.  
  • 38.  
  • 39.  
  • 40.  
  • 41.  
  • 42.  
  • 43.  
  • 44.  
  • 45.  
  • 46.  
  • 47.  
  • 48.  
  • 49.  
  • 50.  
  • 51.  
  • 52.