SlideShare uma empresa Scribd logo
• Marcos Paulo Barreto
• Mércia Santos
• Rosianne Vieira
• Vanessa Germoliato
• Victor Hugo Araújo
2013.1 turma 02
• Introdução : Os tipos de radiações.
• Os modelos atômicos.
• A Tabela Periódica.
• A descoberta das radiações
• A nomenclatura nuclear.
• A desintegração radioativa.
• Interação das radiações com a matéria.
• Detectores de radiação.
• Produção de radionuclídeos.
• A descoberta das radiações ionizantes e dos
compostos dotados de radioatividade natural
logo interessou à biologia e às ciências médicas.
Pelos danos que causavam nas estruturas
vivas
NATURAIS
ARTIFICIAS
Radionuclídeos = isótopos que emitem
radiação
A origem do fenômeno radioativo é nuclear
• CÉSIO – 137
• COBALTO – 60
• RÁDIO – 226
Como?
Ampolas metálicas  dosagem terapêutica  bomba
• Kanáda  partículas indivisíveis
• Democritus  partículas indivisíveis
• Robert Boyle  “elemento”
• Lavoisier  elemento ≠ composto químico
• Dalton  propôs uma teoria atômica
• Boltwood  descobriu o iônio e mostrou que ele não
podia ser separado do tório através de técnicas
químicas.
• Goldstein  “raios canais”.
• Thomson  descobriu o elétron
• Rutherford  prótons e elétrons não podem estar
distribuídos uniformemente no espaço
• Chadwick  descobriu os nêutrons
• Bohr  núcleo central com prótons e nêutrons
• Prótons = massa e carga +
• Nêutrons = massa e sem carga
• Elétrons = carga –
• Os elétrons podem saltar de um orbital de energia maior
para um de energia menor se ganharem energia.
• Einstein  Teoria da Relatividade
Núcleo não deveria ser estacionário, mas movendo-se
por forças geradas pela rotação dos elétrons.
• Schrödinger e De Broglie
• Primeiras evidências:
Niepce de Saint Victor – 1867  Emulsão de
Cloreto de prata era velada em presença de sais
de Urânio
Becquerel – 1896  Radioatividade do Urânio.
Pierre Curie e Marie Curie – 1898 
Radioatividade do Radio e do Polônio.
Chapa de chumbo
alfa
gam
a
beta
ZXA-Z I
I I I
A
131
53 78
131
- 131 * 131 0
• Decaimento = átomo inicial (PAI) + resultado de
uma transmutação nuclear (FILHO).
• Isômeros = mesmo número de massa, mesmo
número atômico, estado de energia diferentes.
• Instabilidade nuclear = Elementos estáveis
não emitem radiação, os elementos instáveis
emitem radiação.
OBRIGADA!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 4 eletromagnetismo[2]
Aula 4 eletromagnetismo[2]Aula 4 eletromagnetismo[2]
Aula 4 eletromagnetismo[2]
flaviomenesantos
 
CFQ: Materias e substâncias
CFQ: Materias e substânciasCFQ: Materias e substâncias
CFQ: Materias e substâncias
7F
 
Relatório de polarimetria
Relatório de polarimetria Relatório de polarimetria
Relatório de polarimetria
Railane Freitas
 
Aula de radioatividade de hoje -UNIFESSPA
Aula de radioatividade de hoje -UNIFESSPAAula de radioatividade de hoje -UNIFESSPA
Aula de radioatividade de hoje -UNIFESSPA
Mayra Pinheiro
 
Decaimento Radioativo
Decaimento RadioativoDecaimento Radioativo
Decaimento Radioativo
ansansil
 
Elementos químicos
Elementos químicosElementos químicos
Elementos químicos
Kelly Souza
 

Mais procurados (20)

Polímeros sintéticos
Polímeros sintéticosPolímeros sintéticos
Polímeros sintéticos
 
Aula radioatividade
Aula radioatividadeAula radioatividade
Aula radioatividade
 
Evolução sobre os modelos atómicos
Evolução sobre os modelos atómicosEvolução sobre os modelos atómicos
Evolução sobre os modelos atómicos
 
Ondas
OndasOndas
Ondas
 
Aula 4 eletromagnetismo[2]
Aula 4 eletromagnetismo[2]Aula 4 eletromagnetismo[2]
Aula 4 eletromagnetismo[2]
 
CFQ: Materias e substâncias
CFQ: Materias e substânciasCFQ: Materias e substâncias
CFQ: Materias e substâncias
 
Física/Som
Física/SomFísica/Som
Física/Som
 
Indicadores_de_qualidade_de_agua.ppt
Indicadores_de_qualidade_de_agua.pptIndicadores_de_qualidade_de_agua.ppt
Indicadores_de_qualidade_de_agua.ppt
 
fisica 2 - principio de arquimedes
fisica 2 - principio de arquimedesfisica 2 - principio de arquimedes
fisica 2 - principio de arquimedes
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
 
Relatório de polarimetria
Relatório de polarimetria Relatório de polarimetria
Relatório de polarimetria
 
Fotografia (Segunda Série)
Fotografia (Segunda Série)Fotografia (Segunda Série)
Fotografia (Segunda Série)
 
Apostila pratica
Apostila praticaApostila pratica
Apostila pratica
 
Aula de radioatividade de hoje -UNIFESSPA
Aula de radioatividade de hoje -UNIFESSPAAula de radioatividade de hoje -UNIFESSPA
Aula de radioatividade de hoje -UNIFESSPA
 
Decaimento Radioativo
Decaimento RadioativoDecaimento Radioativo
Decaimento Radioativo
 
O Microscópio
O MicroscópioO Microscópio
O Microscópio
 
Trilho de ar leis de newton
Trilho de ar leis de newtonTrilho de ar leis de newton
Trilho de ar leis de newton
 
Análise gravimétrica
Análise gravimétricaAnálise gravimétrica
Análise gravimétrica
 
Elementos químicos
Elementos químicosElementos químicos
Elementos químicos
 
3 técnicas de polimerização julho 2014 (1)
3 técnicas de polimerização   julho 2014 (1)3 técnicas de polimerização   julho 2014 (1)
3 técnicas de polimerização julho 2014 (1)
 

Semelhante a Física dos Radionuclídeos

Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
MAVSS
 
Química - Radioatividade
Química - RadioatividadeQuímica - Radioatividade
Química - Radioatividade
Carson Souza
 
Seminário Radionucídeos
Seminário RadionucídeosSeminário Radionucídeos
Seminário Radionucídeos
Ivan Ribeiro
 
Oficina de Radiações - Dia 1
Oficina de Radiações - Dia 1Oficina de Radiações - Dia 1
Oficina de Radiações - Dia 1
Felipe Menegotto
 
Radioatividade Prof. Manuel Barros
Radioatividade Prof. Manuel BarrosRadioatividade Prof. Manuel Barros
Radioatividade Prof. Manuel Barros
mikebarros
 
Apresentação modelos atômicos elenice
Apresentação modelos atômicos  eleniceApresentação modelos atômicos  elenice
Apresentação modelos atômicos elenice
EEB Paulo Bauer
 

Semelhante a Física dos Radionuclídeos (20)

Radiotividade
RadiotividadeRadiotividade
Radiotividade
 
Estrutura atômica
Estrutura atômica Estrutura atômica
Estrutura atômica
 
Radioatividade (1)
Radioatividade (1)Radioatividade (1)
Radioatividade (1)
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Estrutura2
Estrutura2Estrutura2
Estrutura2
 
Descoberta da radioatividade
Descoberta da radioatividadeDescoberta da radioatividade
Descoberta da radioatividade
 
Química - Radioatividade
Química - RadioatividadeQuímica - Radioatividade
Química - Radioatividade
 
Estrutura2
Estrutura2Estrutura2
Estrutura2
 
Evolução do modelo atômico
Evolução do modelo atômicoEvolução do modelo atômico
Evolução do modelo atômico
 
Seminário Radionucídeos
Seminário RadionucídeosSeminário Radionucídeos
Seminário Radionucídeos
 
Evolucao do modelo_atomico
Evolucao do modelo_atomicoEvolucao do modelo_atomico
Evolucao do modelo_atomico
 
Radioatividade histórico
Radioatividade históricoRadioatividade histórico
Radioatividade histórico
 
Oficina de Radiações - Dia 1
Oficina de Radiações - Dia 1Oficina de Radiações - Dia 1
Oficina de Radiações - Dia 1
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
História da Radioatividade
História da RadioatividadeHistória da Radioatividade
História da Radioatividade
 
2016 atual aulas 25 26 27 - progressao ext noite - radioatividade
2016 atual   aulas 25 26 27 - progressao ext noite - radioatividade2016 atual   aulas 25 26 27 - progressao ext noite - radioatividade
2016 atual aulas 25 26 27 - progressao ext noite - radioatividade
 
Radioatividade Prof. Manuel Barros
Radioatividade Prof. Manuel BarrosRadioatividade Prof. Manuel Barros
Radioatividade Prof. Manuel Barros
 
Apresentação modelos atômicos elenice
Apresentação modelos atômicos  eleniceApresentação modelos atômicos  elenice
Apresentação modelos atômicos elenice
 
Aula 01 proteção radiológica
Aula 01  proteção radiológicaAula 01  proteção radiológica
Aula 01 proteção radiológica
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
 

Mais de Vanessa Paiva

DOENÇA CELÍACA, Intolerância ao glúten
DOENÇA CELÍACA, Intolerância ao glútenDOENÇA CELÍACA, Intolerância ao glúten
DOENÇA CELÍACA, Intolerância ao glúten
Vanessa Paiva
 
Apresentação sistema auditivo
Apresentação sistema auditivoApresentação sistema auditivo
Apresentação sistema auditivo
Vanessa Paiva
 
Aspectos emocionais, condições de vida e de trabalho dos trabalhadores da saúde
Aspectos emocionais, condições de vida e de trabalho dos trabalhadores da saúdeAspectos emocionais, condições de vida e de trabalho dos trabalhadores da saúde
Aspectos emocionais, condições de vida e de trabalho dos trabalhadores da saúde
Vanessa Paiva
 
Obesidade X Sociedade
Obesidade X SociedadeObesidade X Sociedade
Obesidade X Sociedade
Vanessa Paiva
 

Mais de Vanessa Paiva (8)

Anomalias anorretais
Anomalias anorretaisAnomalias anorretais
Anomalias anorretais
 
DOENÇA CELÍACA, Intolerância ao glúten
DOENÇA CELÍACA, Intolerância ao glútenDOENÇA CELÍACA, Intolerância ao glúten
DOENÇA CELÍACA, Intolerância ao glúten
 
MICOTOXINAS
MICOTOXINASMICOTOXINAS
MICOTOXINAS
 
Apresentação sistema auditivo
Apresentação sistema auditivoApresentação sistema auditivo
Apresentação sistema auditivo
 
Aspectos emocionais, condições de vida e de trabalho dos trabalhadores da saúde
Aspectos emocionais, condições de vida e de trabalho dos trabalhadores da saúdeAspectos emocionais, condições de vida e de trabalho dos trabalhadores da saúde
Aspectos emocionais, condições de vida e de trabalho dos trabalhadores da saúde
 
Obesidade X Sociedade
Obesidade X SociedadeObesidade X Sociedade
Obesidade X Sociedade
 
Picornavírus
PicornavírusPicornavírus
Picornavírus
 
Sistema límbico
Sistema límbicoSistema límbico
Sistema límbico
 

Último

O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkO QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
LisaneWerlang
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
edjailmax
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
ssuserbb4ac2
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
rarakey779
 

Último (20)

Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkO QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados NacionaisAmérica Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
00Certificado - MBA - Gestão de projetos
00Certificado - MBA - Gestão de projetos00Certificado - MBA - Gestão de projetos
00Certificado - MBA - Gestão de projetos
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 
Apresentação Formação em Prevenção ao Assédio
Apresentação Formação em Prevenção ao AssédioApresentação Formação em Prevenção ao Assédio
Apresentação Formação em Prevenção ao Assédio
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 

Física dos Radionuclídeos

  • 1.
  • 2.
  • 3. • Marcos Paulo Barreto • Mércia Santos • Rosianne Vieira • Vanessa Germoliato • Victor Hugo Araújo 2013.1 turma 02
  • 4. • Introdução : Os tipos de radiações. • Os modelos atômicos. • A Tabela Periódica. • A descoberta das radiações • A nomenclatura nuclear. • A desintegração radioativa. • Interação das radiações com a matéria. • Detectores de radiação. • Produção de radionuclídeos.
  • 5. • A descoberta das radiações ionizantes e dos compostos dotados de radioatividade natural logo interessou à biologia e às ciências médicas. Pelos danos que causavam nas estruturas vivas
  • 6.
  • 7. NATURAIS ARTIFICIAS Radionuclídeos = isótopos que emitem radiação A origem do fenômeno radioativo é nuclear
  • 8. • CÉSIO – 137 • COBALTO – 60 • RÁDIO – 226 Como? Ampolas metálicas  dosagem terapêutica  bomba
  • 9. • Kanáda  partículas indivisíveis • Democritus  partículas indivisíveis • Robert Boyle  “elemento” • Lavoisier  elemento ≠ composto químico • Dalton  propôs uma teoria atômica • Boltwood  descobriu o iônio e mostrou que ele não podia ser separado do tório através de técnicas químicas. • Goldstein  “raios canais”.
  • 10. • Thomson  descobriu o elétron • Rutherford  prótons e elétrons não podem estar distribuídos uniformemente no espaço • Chadwick  descobriu os nêutrons • Bohr  núcleo central com prótons e nêutrons
  • 11. • Prótons = massa e carga + • Nêutrons = massa e sem carga • Elétrons = carga – • Os elétrons podem saltar de um orbital de energia maior para um de energia menor se ganharem energia.
  • 12. • Einstein  Teoria da Relatividade Núcleo não deveria ser estacionário, mas movendo-se por forças geradas pela rotação dos elétrons. • Schrödinger e De Broglie
  • 13.
  • 14. • Primeiras evidências: Niepce de Saint Victor – 1867  Emulsão de Cloreto de prata era velada em presença de sais de Urânio Becquerel – 1896  Radioatividade do Urânio. Pierre Curie e Marie Curie – 1898  Radioatividade do Radio e do Polônio.
  • 16.
  • 17. ZXA-Z I I I I A 131 53 78 131 - 131 * 131 0
  • 18. • Decaimento = átomo inicial (PAI) + resultado de uma transmutação nuclear (FILHO). • Isômeros = mesmo número de massa, mesmo número atômico, estado de energia diferentes. • Instabilidade nuclear = Elementos estáveis não emitem radiação, os elementos instáveis emitem radiação.