SlideShare uma empresa Scribd logo
• Marcos Paulo Barreto
• Mércia Santos
• Rosianne Vieira
• Vanessa Germoliato
• Victor Hugo Araújo
2013.1 turma 02
• Introdução : Os tipos de radiações.
• Os modelos atômicos.
• A Tabela Periódica.
• A descoberta das radiações
• A nomenclatura nuclear.
• A desintegração radioativa.
• Interação das radiações com a matéria.
• Detectores de radiação.
• Produção de radionuclídeos.
• A descoberta das radiações ionizantes e dos
compostos dotados de radioatividade natural
logo interessou à biologia e às ciências médicas.
Pelos danos que causavam nas estruturas
vivas
NATURAIS
ARTIFICIAS
Radionuclídeos = isótopos que emitem
radiação
A origem do fenômeno radioativo é nuclear
• CÉSIO – 137
• COBALTO – 60
• RÁDIO – 226
Como?
Ampolas metálicas  dosagem terapêutica  bomba
• Kanáda  partículas indivisíveis
• Democritus  partículas indivisíveis
• Robert Boyle  “elemento”
• Lavoisier  elemento ≠ composto químico
• Dalton  propôs uma teoria atômica
• Boltwood  descobriu o iônio e mostrou que ele não
podia ser separado do tório através de técnicas
químicas.
• Goldstein  “raios canais”.
• Thomson  descobriu o elétron
• Rutherford  prótons e elétrons não podem estar
distribuídos uniformemente no espaço
• Chadwick  descobriu os nêutrons
• Bohr  núcleo central com prótons e nêutrons
• Prótons = massa e carga +
• Nêutrons = massa e sem carga
• Elétrons = carga –
• Os elétrons podem saltar de um orbital de energia maior
para um de energia menor se ganharem energia.
• Einstein  Teoria da Relatividade
Núcleo não deveria ser estacionário, mas movendo-se
por forças geradas pela rotação dos elétrons.
• Schrödinger e De Broglie
• Primeiras evidências:
Niepce de Saint Victor – 1867  Emulsão de
Cloreto de prata era velada em presença de sais
de Urânio
Becquerel – 1896  Radioatividade do Urânio.
Pierre Curie e Marie Curie – 1898 
Radioatividade do Radio e do Polônio.
Chapa de chumbo
alfa
gam
a
beta
ZXA-Z I
I I I
A
131
53 78
131
- 131 * 131 0
• Decaimento = átomo inicial (PAI) + resultado de
uma transmutação nuclear (FILHO).
• Isômeros = mesmo número de massa, mesmo
número atômico, estado de energia diferentes.
• Instabilidade nuclear = Elementos estáveis
não emitem radiação, os elementos instáveis
emitem radiação.
OBRIGADA!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Folder sobre Maria da Penha - FETAEP
Folder sobre Maria da Penha - FETAEPFolder sobre Maria da Penha - FETAEP
Folder sobre Maria da Penha - FETAEP
FETAEP
 
Carta para Secretaria de Saúde
Carta para Secretaria de SaúdeCarta para Secretaria de Saúde
Carta para Secretaria de Saúde
Portal NE10
 
Dias da semana lgp
Dias da semana lgpDias da semana lgp
Dias da semana lgpanabelag920
 
O lobo que queria mudar de cor.
O lobo que queria mudar de cor.O lobo que queria mudar de cor.
O lobo que queria mudar de cor.
elisecaetano1
 
Alfabeto parede
Alfabeto paredeAlfabeto parede
Alfabeto parede
Tatiane Biernazki
 
Tem alguma coisa embaixo do cobertor!
Tem alguma coisa embaixo do cobertor!Tem alguma coisa embaixo do cobertor!
Tem alguma coisa embaixo do cobertor!
Valquiria Queiroz
 
Livro quem é o saci pererê
Livro   quem é o saci pererêLivro   quem é o saci pererê
Livro quem é o saci pererê
Sérgio Lima
 
A LEBRE E A TARTARUGA
A LEBRE E A TARTARUGAA LEBRE E A TARTARUGA
A LEBRE E A TARTARUGA
Marisa Seara
 
Manual Antirracismo Obstétrico
Manual Antirracismo Obstétrico Manual Antirracismo Obstétrico
Manual Antirracismo Obstétrico
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Violência nas escolas portuguesas
Violência nas escolas portuguesasViolência nas escolas portuguesas
Violência nas escolas portuguesas
João Pereira
 
Quer brincar de pique esconde.pptx
Quer brincar de pique esconde.pptxQuer brincar de pique esconde.pptx
Quer brincar de pique esconde.pptx
Naysa Taboada
 
Seminário drogas lícitas 8 ano
Seminário drogas lícitas 8 anoSeminário drogas lícitas 8 ano
Seminário drogas lícitas 8 ano
NTE RJ14/SEEDUC RJ
 
O chá das dez
O chá das dezO chá das dez
O chá das dez
Andreá Perez Leinat
 
O livro-do-planeta-terra-pdf
O livro-do-planeta-terra-pdfO livro-do-planeta-terra-pdf
O livro-do-planeta-terra-pdf
MarisaMarisacrepaldi
 
Modelo de evolução técnico de enfermagem
Modelo de evolução técnico de enfermagemModelo de evolução técnico de enfermagem
Modelo de evolução técnico de enfermagem
Raíssa Soeiro
 
Pedro vira-porco espinho-pdf
Pedro vira-porco espinho-pdfPedro vira-porco espinho-pdf
Pedro vira-porco espinho-pdf
CamilaAlvesLourenco
 
A verdadeira história dos 3 porquinhos
A verdadeira história dos 3 porquinhos A verdadeira história dos 3 porquinhos
A verdadeira história dos 3 porquinhos
Layse Bernardo
 
O pequeno rei e o parque real
O pequeno rei e o parque realO pequeno rei e o parque real
O pequeno rei e o parque real
marileuza
 
Molde letras e numerais tamanho oficio
Molde letras e numerais tamanho oficioMolde letras e numerais tamanho oficio
Molde letras e numerais tamanho oficio
Ana Maria Machado
 

Mais procurados (20)

Folder sobre Maria da Penha - FETAEP
Folder sobre Maria da Penha - FETAEPFolder sobre Maria da Penha - FETAEP
Folder sobre Maria da Penha - FETAEP
 
Carta para Secretaria de Saúde
Carta para Secretaria de SaúdeCarta para Secretaria de Saúde
Carta para Secretaria de Saúde
 
Dias da semana lgp
Dias da semana lgpDias da semana lgp
Dias da semana lgp
 
O lobo que queria mudar de cor.
O lobo que queria mudar de cor.O lobo que queria mudar de cor.
O lobo que queria mudar de cor.
 
Alfabeto parede
Alfabeto paredeAlfabeto parede
Alfabeto parede
 
Tem alguma coisa embaixo do cobertor!
Tem alguma coisa embaixo do cobertor!Tem alguma coisa embaixo do cobertor!
Tem alguma coisa embaixo do cobertor!
 
Livro quem é o saci pererê
Livro   quem é o saci pererêLivro   quem é o saci pererê
Livro quem é o saci pererê
 
A LEBRE E A TARTARUGA
A LEBRE E A TARTARUGAA LEBRE E A TARTARUGA
A LEBRE E A TARTARUGA
 
Manual Antirracismo Obstétrico
Manual Antirracismo Obstétrico Manual Antirracismo Obstétrico
Manual Antirracismo Obstétrico
 
Violência nas escolas portuguesas
Violência nas escolas portuguesasViolência nas escolas portuguesas
Violência nas escolas portuguesas
 
Quer brincar de pique esconde.pptx
Quer brincar de pique esconde.pptxQuer brincar de pique esconde.pptx
Quer brincar de pique esconde.pptx
 
Seminário drogas lícitas 8 ano
Seminário drogas lícitas 8 anoSeminário drogas lícitas 8 ano
Seminário drogas lícitas 8 ano
 
O chá das dez
O chá das dezO chá das dez
O chá das dez
 
O livro-do-planeta-terra-pdf
O livro-do-planeta-terra-pdfO livro-do-planeta-terra-pdf
O livro-do-planeta-terra-pdf
 
Modelo de evolução técnico de enfermagem
Modelo de evolução técnico de enfermagemModelo de evolução técnico de enfermagem
Modelo de evolução técnico de enfermagem
 
Pedro vira-porco espinho-pdf
Pedro vira-porco espinho-pdfPedro vira-porco espinho-pdf
Pedro vira-porco espinho-pdf
 
A verdadeira história dos 3 porquinhos
A verdadeira história dos 3 porquinhos A verdadeira história dos 3 porquinhos
A verdadeira história dos 3 porquinhos
 
O pequeno rei e o parque real
O pequeno rei e o parque realO pequeno rei e o parque real
O pequeno rei e o parque real
 
Molde letras e numerais tamanho oficio
Molde letras e numerais tamanho oficioMolde letras e numerais tamanho oficio
Molde letras e numerais tamanho oficio
 
Historia da escrita - Ruth Rocha
Historia da escrita - Ruth RochaHistoria da escrita - Ruth Rocha
Historia da escrita - Ruth Rocha
 

Semelhante a Física dos Radionuclídeos

Radiotividade
RadiotividadeRadiotividade
Radiotividade
Adrianne Mendonça
 
Estrutura atômica
Estrutura atômica Estrutura atômica
Estrutura atômica
ProfªThaiza Montine
 
Radioatividade (1)
Radioatividade (1)Radioatividade (1)
Radioatividade (1)
raphaelsweets
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
MAVSS
 
Estrutura2
Estrutura2Estrutura2
Estrutura2
iqscquimica
 
Descoberta da radioatividade
Descoberta da radioatividadeDescoberta da radioatividade
Descoberta da radioatividade
Helena Aragão De Sá Martins
 
Química - Radioatividade
Química - RadioatividadeQuímica - Radioatividade
Química - Radioatividade
Carson Souza
 
Estrutura2
Estrutura2Estrutura2
Estrutura2
iqscquimica
 
Evolução do modelo atômico
Evolução do modelo atômicoEvolução do modelo atômico
Evolução do modelo atômico
Flávia Vasconcelos
 
Seminário Radionucídeos
Seminário RadionucídeosSeminário Radionucídeos
Seminário Radionucídeos
Ivan Ribeiro
 
Evolucao do modelo_atomico
Evolucao do modelo_atomicoEvolucao do modelo_atomico
Evolucao do modelo_atomico
pgnp
 
Radioatividade histórico
Radioatividade históricoRadioatividade histórico
Radioatividade histórico
Karol Maia
 
Oficina de Radiações - Dia 1
Oficina de Radiações - Dia 1Oficina de Radiações - Dia 1
Oficina de Radiações - Dia 1
Felipe Menegotto
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
fisicaatual
 
História da Radioatividade
História da RadioatividadeHistória da Radioatividade
História da Radioatividade
Gian Gabriel Guglielmelli
 
Aula de radioatividade de hoje -UNIFESSPA
Aula de radioatividade de hoje -UNIFESSPAAula de radioatividade de hoje -UNIFESSPA
Aula de radioatividade de hoje -UNIFESSPA
Mayra Pinheiro
 
2016 atual aulas 25 26 27 - progressao ext noite - radioatividade
2016 atual   aulas 25 26 27 - progressao ext noite - radioatividade2016 atual   aulas 25 26 27 - progressao ext noite - radioatividade
2016 atual aulas 25 26 27 - progressao ext noite - radioatividade
paulomigoto
 
Radioatividade Prof. Manuel Barros
Radioatividade Prof. Manuel BarrosRadioatividade Prof. Manuel Barros
Radioatividade Prof. Manuel Barros
mikebarros
 
Apresentação modelos atômicos elenice
Apresentação modelos atômicos  eleniceApresentação modelos atômicos  elenice
Apresentação modelos atômicos elenice
EEB Paulo Bauer
 
Aula 01 proteção radiológica
Aula 01  proteção radiológicaAula 01  proteção radiológica
Aula 01 proteção radiológica
Nathanael Melchisedeck Brancaglione
 

Semelhante a Física dos Radionuclídeos (20)

Radiotividade
RadiotividadeRadiotividade
Radiotividade
 
Estrutura atômica
Estrutura atômica Estrutura atômica
Estrutura atômica
 
Radioatividade (1)
Radioatividade (1)Radioatividade (1)
Radioatividade (1)
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Estrutura2
Estrutura2Estrutura2
Estrutura2
 
Descoberta da radioatividade
Descoberta da radioatividadeDescoberta da radioatividade
Descoberta da radioatividade
 
Química - Radioatividade
Química - RadioatividadeQuímica - Radioatividade
Química - Radioatividade
 
Estrutura2
Estrutura2Estrutura2
Estrutura2
 
Evolução do modelo atômico
Evolução do modelo atômicoEvolução do modelo atômico
Evolução do modelo atômico
 
Seminário Radionucídeos
Seminário RadionucídeosSeminário Radionucídeos
Seminário Radionucídeos
 
Evolucao do modelo_atomico
Evolucao do modelo_atomicoEvolucao do modelo_atomico
Evolucao do modelo_atomico
 
Radioatividade histórico
Radioatividade históricoRadioatividade histórico
Radioatividade histórico
 
Oficina de Radiações - Dia 1
Oficina de Radiações - Dia 1Oficina de Radiações - Dia 1
Oficina de Radiações - Dia 1
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
História da Radioatividade
História da RadioatividadeHistória da Radioatividade
História da Radioatividade
 
Aula de radioatividade de hoje -UNIFESSPA
Aula de radioatividade de hoje -UNIFESSPAAula de radioatividade de hoje -UNIFESSPA
Aula de radioatividade de hoje -UNIFESSPA
 
2016 atual aulas 25 26 27 - progressao ext noite - radioatividade
2016 atual   aulas 25 26 27 - progressao ext noite - radioatividade2016 atual   aulas 25 26 27 - progressao ext noite - radioatividade
2016 atual aulas 25 26 27 - progressao ext noite - radioatividade
 
Radioatividade Prof. Manuel Barros
Radioatividade Prof. Manuel BarrosRadioatividade Prof. Manuel Barros
Radioatividade Prof. Manuel Barros
 
Apresentação modelos atômicos elenice
Apresentação modelos atômicos  eleniceApresentação modelos atômicos  elenice
Apresentação modelos atômicos elenice
 
Aula 01 proteção radiológica
Aula 01  proteção radiológicaAula 01  proteção radiológica
Aula 01 proteção radiológica
 

Mais de Vanessa Paiva

Anomalias anorretais
Anomalias anorretaisAnomalias anorretais
Anomalias anorretais
Vanessa Paiva
 
DOENÇA CELÍACA, Intolerância ao glúten
DOENÇA CELÍACA, Intolerância ao glútenDOENÇA CELÍACA, Intolerância ao glúten
DOENÇA CELÍACA, Intolerância ao glúten
Vanessa Paiva
 
MICOTOXINAS
MICOTOXINASMICOTOXINAS
MICOTOXINAS
Vanessa Paiva
 
Apresentação sistema auditivo
Apresentação sistema auditivoApresentação sistema auditivo
Apresentação sistema auditivo
Vanessa Paiva
 
Aspectos emocionais, condições de vida e de trabalho dos trabalhadores da saúde
Aspectos emocionais, condições de vida e de trabalho dos trabalhadores da saúdeAspectos emocionais, condições de vida e de trabalho dos trabalhadores da saúde
Aspectos emocionais, condições de vida e de trabalho dos trabalhadores da saúde
Vanessa Paiva
 
Obesidade X Sociedade
Obesidade X SociedadeObesidade X Sociedade
Obesidade X Sociedade
Vanessa Paiva
 
Picornavírus
PicornavírusPicornavírus
Picornavírus
Vanessa Paiva
 
Sistema límbico
Sistema límbicoSistema límbico
Sistema límbico
Vanessa Paiva
 

Mais de Vanessa Paiva (8)

Anomalias anorretais
Anomalias anorretaisAnomalias anorretais
Anomalias anorretais
 
DOENÇA CELÍACA, Intolerância ao glúten
DOENÇA CELÍACA, Intolerância ao glútenDOENÇA CELÍACA, Intolerância ao glúten
DOENÇA CELÍACA, Intolerância ao glúten
 
MICOTOXINAS
MICOTOXINASMICOTOXINAS
MICOTOXINAS
 
Apresentação sistema auditivo
Apresentação sistema auditivoApresentação sistema auditivo
Apresentação sistema auditivo
 
Aspectos emocionais, condições de vida e de trabalho dos trabalhadores da saúde
Aspectos emocionais, condições de vida e de trabalho dos trabalhadores da saúdeAspectos emocionais, condições de vida e de trabalho dos trabalhadores da saúde
Aspectos emocionais, condições de vida e de trabalho dos trabalhadores da saúde
 
Obesidade X Sociedade
Obesidade X SociedadeObesidade X Sociedade
Obesidade X Sociedade
 
Picornavírus
PicornavírusPicornavírus
Picornavírus
 
Sistema límbico
Sistema límbicoSistema límbico
Sistema límbico
 

Último

Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 

Último (20)

Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 

Física dos Radionuclídeos

  • 1.
  • 2.
  • 3. • Marcos Paulo Barreto • Mércia Santos • Rosianne Vieira • Vanessa Germoliato • Victor Hugo Araújo 2013.1 turma 02
  • 4. • Introdução : Os tipos de radiações. • Os modelos atômicos. • A Tabela Periódica. • A descoberta das radiações • A nomenclatura nuclear. • A desintegração radioativa. • Interação das radiações com a matéria. • Detectores de radiação. • Produção de radionuclídeos.
  • 5. • A descoberta das radiações ionizantes e dos compostos dotados de radioatividade natural logo interessou à biologia e às ciências médicas. Pelos danos que causavam nas estruturas vivas
  • 6.
  • 7. NATURAIS ARTIFICIAS Radionuclídeos = isótopos que emitem radiação A origem do fenômeno radioativo é nuclear
  • 8. • CÉSIO – 137 • COBALTO – 60 • RÁDIO – 226 Como? Ampolas metálicas  dosagem terapêutica  bomba
  • 9. • Kanáda  partículas indivisíveis • Democritus  partículas indivisíveis • Robert Boyle  “elemento” • Lavoisier  elemento ≠ composto químico • Dalton  propôs uma teoria atômica • Boltwood  descobriu o iônio e mostrou que ele não podia ser separado do tório através de técnicas químicas. • Goldstein  “raios canais”.
  • 10. • Thomson  descobriu o elétron • Rutherford  prótons e elétrons não podem estar distribuídos uniformemente no espaço • Chadwick  descobriu os nêutrons • Bohr  núcleo central com prótons e nêutrons
  • 11. • Prótons = massa e carga + • Nêutrons = massa e sem carga • Elétrons = carga – • Os elétrons podem saltar de um orbital de energia maior para um de energia menor se ganharem energia.
  • 12. • Einstein  Teoria da Relatividade Núcleo não deveria ser estacionário, mas movendo-se por forças geradas pela rotação dos elétrons. • Schrödinger e De Broglie
  • 13.
  • 14. • Primeiras evidências: Niepce de Saint Victor – 1867  Emulsão de Cloreto de prata era velada em presença de sais de Urânio Becquerel – 1896  Radioatividade do Urânio. Pierre Curie e Marie Curie – 1898  Radioatividade do Radio e do Polônio.
  • 16.
  • 17. ZXA-Z I I I I A 131 53 78 131 - 131 * 131 0
  • 18. • Decaimento = átomo inicial (PAI) + resultado de uma transmutação nuclear (FILHO). • Isômeros = mesmo número de massa, mesmo número atômico, estado de energia diferentes. • Instabilidade nuclear = Elementos estáveis não emitem radiação, os elementos instáveis emitem radiação.